Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 3 de 3
Filtrar
Mais filtros

Base de dados
Tipo de documento
Intervalo de ano de publicação
1.
Rev. Bras. Parasitol. Vet. (Online) ; 32(1): e012322, 2023. tab, mapas, ilus, tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1416451

Resumo

Hemoplasmas are non-cultivable bacterial parasites of erythrocytes that infect domestic and wild animals, as well as humans. Their means of transmission and pathogenesis remain contentious issues and difficult to evaluate in wild animals. Procyon cancrivorus is a South American carnivore and occurs in all Brazilian biomes. In this study, we aimed to investigate occurrences of hemoplasmas infecting P. cancrivorus and to identify their 16S rRNA gene, in southern Brazil. DNA was extracted from spleen and blood samples of P. cancrivorus (n = 9) from different locations. Hemoplasma DNA was detected in six samples, based on 16S rRNA gene amplification and phylogenetic analysis. Four of the six sequences belonged to the "Mycoplasma haemofelis group", which is closely related to genotypes detected in Procyon lotor from the USA; one was within the "Mycoplasma suis group", closely related to "Candidatus Mycoplasma haemominutum"; and one was within the intermediate group between these clusters. Thus, these sequences showed that the molecular identity of hemoplasmas in the population studied was very variable. In five positive animals, Amblyomma aureolatum ticks and a flea (Ctenocephalides felis felis) were collected. The present study describes the first molecular detection of mycoplasmas in P. cancrivorus.(AU)


Os micoplasmas hemotrópicos (hemoplasmas) são parasitas bacterianos não-cultiváveis de eritrócitos que infectam tanto animais domésticos e selvagens, como seres humanos. A transmissão e a patogênese são discutíveis e difíceis de avaliar em animais selvagens. O mão pelada (Procyon cancrivorus) é um carnívoro Sul-americano, que ocorre em todos os biomas brasileiros. O objetivo do presente estudo é o de investigar a ocorrência de hemoplasmas infectando P. cancrivorus e identificar seu gene 16S rRNA no Sul do Brasil. O DNA foi extraído do baço e amostras de sangue de P. cancrivorus (n= 9). O DNA de hemoplasma foi detectado em seis amostras, com base na amplificação do gene 16S rRNA e na análise filogenética. Quatro das seis sequências pertencem ao "Grupo Mycoplasma haemofelis", que estão intimamente relacionadas aos genótipos detectados no Procyon lotor dos EUA; uma dentro do "Grupo Mycoplasma suis", que está intimamente relacionado ao "Candidatus Mycoplasma haemominutum", e uma dentro do grupo intermediário entre esses clusters, mostrando assim que há uma diversidade genética de hemoplasmas na população estudada. Em cinco animais positivos, foram coletados carrapatos Amblyomma aureolatum e uma pulga Ctenocephalides felis. O presente estudo traz a primeira detecção molecular de micoplasmas em P. cancrivorus.(AU)


Assuntos
Doenças Parasitárias em Animais/diagnóstico , Guaxinins/microbiologia , RNA Ribossômico 16S/análise , Brasil , Anotação de Sequência Molecular/métodos
2.
R. bras. Parasitol. Vet. ; 30(1): e023820, 2021. ilus, tab, graf
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-17397

Resumo

Dermatobia hominis is a parasite widely distributed in neotropical regions. The parasitic phase of the cycle is characterized by the formation of a subcutaneous nodule in the host, which can promote infestation by other dipterans and skin infections. The aim of this report is to register parasitism by D. hominis in free-ranging Panthera onca captured in the Brazilian wetland and to determine significant biological and meteorological factors that are likely to influence the presence of larval parasitism in captured wild jaguars. Between 2011 to 2020, 34 jaguars were captured and examined manually by searching for lesions characteristic of myiasis. By manual compression in the subcutaneous nodules, larvae morphologically identified as D. hominis (first and third instars) were collected from 13 jaguars. A multinomial logistic regression showed that adult jaguars had 16.49-fold higher odds of being parasitized than subadults. Thus, jaguars captured in the season of JulySeptember have 34.01- and 11.42-fold higher odds of being parasitized compared to the seasons of OctoberDecember and AprilJune, respectively, which is associated with high total monthly precipitation in the previous season. The present study is the first to describe parasitism by D. hominis larvae in jaguars.(AU)


Dermatobia hominis é um parasito amplamente distribuído nas regiões neotropicais. A fase parasitária do ciclo é caracterizada pela formação de um nódulo subcutâneo no hospedeiro, que pode promover infestação por outros dípteros e infecções cutâneas. O objetivo deste relato é registrar o parasitismo por D. hominis em Panthera onca de vida livre, capturado no pantanal brasileiro e determinar fatores biológicos e meteorológicos significativos que podem influenciar a presença de parasitismo larval em onças-pintadas selvagens capturadas. Entre 2011 e 2020, 34 onças-pintadas foram capturadas e examinadas manualmente em busca de lesões características de miíase. Por compressão manual nos nódulos subcutâneos, larvas classificadas morfologicamente como D. hominis (primeiro e terceiro instares) foram coletadas de 13 onças-pintadas. Uma regressão logística multinomial mostrou que onças-pintadas adultas tinham chances 16,49 vezes maiores de serem parasitadas do que subadultos. Assim, onças-pintadas capturadas na temporada de julho a setembro têm probabilidade 34,01 e 11,42 vezes maior de serem parasitadas em comparação com as temporadas de outubro a dezembro e de abril a junho, respectivamente, o que está associado à alta precipitação total mensal na temporada anterior. O presente estudo é o primeiro a descrever parasitismo por larvas de D. hominis em onças-pintadas.(AU)


Assuntos
Animais , Dípteros , Panthera/parasitologia , Ectoparasitoses , Animais Selvagens
3.
R. bras. Parasitol. Vet. ; 28(3): 360-366, jun. 2019. tab, graf
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-22972

Resumo

Mycoplasma ovis is an emerging zoonotic pathogen with a worldwide distribution and can cause mild to severe hemolytic anemia, icterus, and poor weight gain in animals. Although M. ovis has been described in small ruminants worldwide, data on M. ovis in sheep in Brazil is unknown. The objective of the present study was to present the first report of hemotropic mycoplasma (HM) in sheep from Brazil. We evaluated factors associated with this infection, such age group, tick presence, and anemia. Blood samples were collected from 33 sheep from a farm in southern Brazil and screened for hemoplasmas using PCR. Out of 33 samples, 26 (78.8%) tested positive for M. ovis. The sequencing of positive samples showed 100% identity with multiple M. ovis 16S rDNA sequences. No association was observed between the presence of M. ovis and the FAMACHA© score (p = 0.620). Rhipicephalus (Boophilus) microplus (15/33, 45.4%) was the tick species found on the animals. No significant association between M. ovis infection and presence of ticks (p = 0.4134) and age group (p = 0.4221) was observed. This is the first report of M. ovis infection in sheep from Brazil and only the second report of this pathogen in sheep in Latin America.(AU)


Mycoplasma ovis é um patógeno zoonótico emergente com distribuição mundial e pode causar anemia hemolítica de leve a grave, icterícia e baixo ganho de peso em animais. Embora M. ovis tenha sido descrito em pequenos ruminantes em todo o mundo, os dados sobre M. ovis em ovinos no Brasil são desconhecidos. O objetivo deste estudo foi apresentar o primeiro relato de micoplasmas hemotrópicos em ovinos no Brasil. Avaliamos os fatores associados a essa infecção, como faixa etária, presença de carrapatos e anemia. Amostras de sangue foram coletadas de 33 ovelhas de uma fazenda no sul do Brasil e testadas para hemoplasmas usando a PCR. Das 33 amostras, 26 (78,8%) apresentaram resultado positivo. O sequenciamento das amostras positivas mostrou 100% de identidade com múltiplas sequências de M. ovis 16S rDNA. Não foi observada associação entre a presença de M. ovis e o escore FAMACHA© (p = 0,620). Rhipicephalus (Boophilus) microplus (15/33, 45,4%) foi a espécie de carrapato encontrada nos animais. Não houve associação significativa entre infecção por M. ovis e presença de carrapatos (p = 0,4134) e faixa etária (p = 0,4221). Este é o primeiro relato de infecção por M. ovis em ovinos no Brasil e o segundo relato deste patógeno em ovinos na América Latina.(AU)


Assuntos
Animais , Mycoplasma/genética , Mycoplasma/patogenicidade , Ovinos/imunologia , Ovinos/sangue
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA