Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 4 de 4
Filtrar
Mais filtros

Base de dados
Ano de publicação
Tipo de documento
Intervalo de ano de publicação
1.
Ci. Rural ; 43(12)2013.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-708528

Resumo

The objective of this research was to evaluate the effects of the utilization of glyphosate and imidazolinones herbicides, in isolated or associated applications, on the effectiveness of red rice (Oryza sativa) control and grain yield of Clearfield-rice. The experiment was conducted under field conditions in 2007/08, in Cachoeirinha, RS, Brazil, using a randomized block design in a two-factorial design 2x6, with four replicates. The factor A was composed by two levels of glyphosate, applied during the subperiod between sowing and crop emergence at the early coleoptile stage of the rice plants; and the factor B consisted of six treatments with imazethapyr+imazapic, applied in association with glyphosate or when the rice crop plants had three expanded leaves. The crop and weed populations, red rice control and grain yield of crop were evaluated. The results show that the glyphosate application at the early coleoptile stage of the crop reduced 75% the red rice population and increased 40% the grain yield, in relation to the situation without weed control. The use of imidazolinones and their association with glyphosate provided effective control of red rice and increased the grain yield, independent of rates and application system.


O objetivo do presente trabalho foi o de avaliar os efeitos da utilização de glyphosate e herbicidas imidazolinonas, em aplicações isoladas ou associadas, sobre o controle de arroz-vermelho (Oryza sativa) e produtividade de grãos de arroz Clearfield®. O experimento foi conduzido a campo na safra 2007/08, em Cachoeirinha, RS, Brasil, com delineamento em blocos ao acaso e tratamentos dispostos em arranjo fatorial (2x6), usando-se quatro repetições. O fator A constou de dois níveis do herbicida glyphosate, aplicados no subperíodo semeadura-emergência da cultura por ocasião do início da emissão do coleóptilo do arroz (ponto de agulha); o fator B constou de seis tratamentos com imazethapyr+imazapic, aplicados em associação ao glyphosate ou quando a cultura atingiu o estádio de três folhas expandidas. As três variáveis explicativas analisadas foram a população de plantas de arroz e arroz-vermelho, a eficácia do controle de arroz-vermelho e a produtividade de grãos da cultura. O uso de glyphosate no ponto de agulha reduziu em 75% a população do arroz-vermelho e aumentou em 40% a produtividade de grãos de arroz, em relação à testemunha. O uso isolado de herbicidas imidazolinonas e sua associação com o dessecante proporcionou controle eficaz do arroz-vermelho e incrementou a produtividade de grãos, em comparação à situação sem controle da infestante, independente da dose e do sistema de aplicação.

2.
Artigo em Português | LILACS-Express | VETINDEX | ID: biblio-1479245

Resumo

The objective of this research was to evaluate the effects of the utilization of glyphosate and imidazolinones herbicides, in isolated or associated applications, on the effectiveness of red rice (Oryza sativa) control and grain yield of Clearfield-rice. The experiment was conducted under field conditions in 2007/08, in Cachoeirinha, RS, Brazil, using a randomized block design in a two-factorial design 2x6, with four replicates. The factor A was composed by two levels of glyphosate, applied during the subperiod between sowing and crop emergence at the early coleoptile stage of the rice plants; and the factor B consisted of six treatments with imazethapyr+imazapic, applied in association with glyphosate or when the rice crop plants had three expanded leaves. The crop and weed populations, red rice control and grain yield of crop were evaluated. The results show that the glyphosate application at the early coleoptile stage of the crop reduced 75% the red rice population and increased 40% the grain yield, in relation to the situation without weed control. The use of imidazolinones and their association with glyphosate provided effective control of red rice and increased the grain yield, independent of rates and application system.


O objetivo do presente trabalho foi o de avaliar os efeitos da utilização de glyphosate e herbicidas imidazolinonas, em aplicações isoladas ou associadas, sobre o controle de arroz-vermelho (Oryza sativa) e produtividade de grãos de arroz Clearfield®. O experimento foi conduzido a campo na safra 2007/08, em Cachoeirinha, RS, Brasil, com delineamento em blocos ao acaso e tratamentos dispostos em arranjo fatorial (2x6), usando-se quatro repetições. O fator A constou de dois níveis do herbicida glyphosate, aplicados no subperíodo semeadura-emergência da cultura por ocasião do início da emissão do coleóptilo do arroz (ponto de agulha); o fator B constou de seis tratamentos com imazethapyr+imazapic, aplicados em associação ao glyphosate ou quando a cultura atingiu o estádio de três folhas expandidas. As três variáveis explicativas analisadas foram a população de plantas de arroz e arroz-vermelho, a eficácia do controle de arroz-vermelho e a produtividade de grãos da cultura. O uso de glyphosate no ponto de agulha reduziu em 75% a população do arroz-vermelho e aumentou em 40% a produtividade de grãos de arroz, em relação à testemunha. O uso isolado de herbicidas imidazolinonas e sua associação com o dessecante proporcionou controle eficaz do arroz-vermelho e incrementou a produtividade de grãos, em comparação à situação sem controle da infestante, independente da dose e do sistema de aplicação.

3.
Ci. Rural ; 36(2)2006.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-704922

Resumo

The number of days after emergency is commonly used to define the rice plant stage, despite the existence of a growth scale. The use of chronological time is not ideal, once it is dependent of the cultivar life cycle and environmental conditions, which are known to affect the plant development. The goal of this study was to validate a rice growth scale for three Brazilian flooded rice cultivars, with different life cycles and in three sowing dates. The experiment was conducted in tanks in Porto Alegre, RS, Brazil. The three sowing dates were October 14, November 13 and December 18, 2003, and the cultivars chosen were BR-IRGA 409, medium cycle, IRGA 417, early cycle, and IRGA 421, very early cycle. Each cultivar was sowed in three lines, spaced 0.15m from each other, to produce a population of 250 plants m-2. Ten plants composed each sample. The R1 stage (panicle differentiation) was reached when the plants had seven expanded leaves in all treatments, independently of the chronological plant age. A reduction in the number of expanded leaves at the R2 stage (flag leaf collar formation) was only observed for IRGA 421 in the last sowing date. However, the number of days required for each cultivar to reach R2 stage was different. As the sowing date was delayed, the chronological time between each growth stage was reduced. The rice growth scale was much more efficient than the chronological age to determine the plant stage. Therefore, using the rice growth scale is possible to interfere at the correct moment, allowing high yields and rational resource use.


A falta de adoção de uma escala de desenvolvimento apropriada para a cultura do arroz irrigado leva à utilização do número de dias após a emergência, que varia muito com a cultivar e com as condições edafoclimáticas, ao invés de se basear em estádios fenológicos para referir-se a um estádio da planta. O objetivo desta pesquisa foi validar o uso da escala de desenvolvimento para três cultivares brasileiras de arroz irrigado, de ciclos distintos, em três épocas de semeadura. O experimento foi conduzido em tanques em Porto Alegre, RS. Os tratamentos constaram de três épocas de semeadura (14 de outubro, 13 de novembro e 18 de dezembro de 2003) e de três cultivares de arroz irrigado (BR-IRGA 409, ciclo médio; IRGA 417, ciclo precoce, e IRGA 421, ciclo superprecoce). Foram semeadas três linhas de cada cultivar por tanque, espaçadas em 0,15m, com a população de 250 plantas m-2. Dez plantas foram identificadas e avaliadas na linha intermediária de cada cultivar. Em todas as cultivares e épocas de semeadura, as plantas atingiram o estádio R1 (diferenciação do primórdio da panícula) com sete folhas expandidas, correspondendo a diferentes idades cronológicas. Com atraso da época de semeadura, somente a cultivar superprecoce reduziu o número de folhas expandidas ao atingir o estádio de formação do colar na folha bandeira (R2). No entanto, o número de dias após a emergência para atingir este estádio variou entre cultivares. O número de dias necessários para atingir cada estádio de desenvolvimento e o ciclo total das cultivares diminuiram à medida que se atrasou a época de semeadura. O sub-período em que se registrou maior variação no número de dias foi do estádio R1 a R2, independente de cultivar ou época de semeadura. A escala proposta foi eficaz para descrever o desenvolvimento da planta de três cultivares brasileiras de arroz irrigado. Assim, propicia a realização de intervenções de manejo na época correta, que é um dos fatores determinantes da obtenção de elevados rendimentos de grãos e do uso racional dos insumos.

4.
Artigo em Português | LILACS-Express | VETINDEX | ID: biblio-1476709

Resumo

The number of days after emergency is commonly used to define the rice plant stage, despite the existence of a growth scale. The use of chronological time is not ideal, once it is dependent of the cultivar life cycle and environmental conditions, which are known to affect the plant development. The goal of this study was to validate a rice growth scale for three Brazilian flooded rice cultivars, with different life cycles and in three sowing dates. The experiment was conducted in tanks in Porto Alegre, RS, Brazil. The three sowing dates were October 14, November 13 and December 18, 2003, and the cultivars chosen were BR-IRGA 409, medium cycle, IRGA 417, early cycle, and IRGA 421, very early cycle. Each cultivar was sowed in three lines, spaced 0.15m from each other, to produce a population of 250 plants m-2. Ten plants composed each sample. The R1 stage (panicle differentiation) was reached when the plants had seven expanded leaves in all treatments, independently of the chronological plant age. A reduction in the number of expanded leaves at the R2 stage (flag leaf collar formation) was only observed for IRGA 421 in the last sowing date. However, the number of days required for each cultivar to reach R2 stage was different. As the sowing date was delayed, the chronological time between each growth stage was reduced. The rice growth scale was much more efficient than the chronological age to determine the plant stage. Therefore, using the rice growth scale is possible to interfere at the correct moment, allowing high yields and rational resource use.


A falta de adoção de uma escala de desenvolvimento apropriada para a cultura do arroz irrigado leva à utilização do número de dias após a emergência, que varia muito com a cultivar e com as condições edafoclimáticas, ao invés de se basear em estádios fenológicos para referir-se a um estádio da planta. O objetivo desta pesquisa foi validar o uso da escala de desenvolvimento para três cultivares brasileiras de arroz irrigado, de ciclos distintos, em três épocas de semeadura. O experimento foi conduzido em tanques em Porto Alegre, RS. Os tratamentos constaram de três épocas de semeadura (14 de outubro, 13 de novembro e 18 de dezembro de 2003) e de três cultivares de arroz irrigado (BR-IRGA 409, ciclo médio; IRGA 417, ciclo precoce, e IRGA 421, ciclo superprecoce). Foram semeadas três linhas de cada cultivar por tanque, espaçadas em 0,15m, com a população de 250 plantas m-2. Dez plantas foram identificadas e avaliadas na linha intermediária de cada cultivar. Em todas as cultivares e épocas de semeadura, as plantas atingiram o estádio R1 (diferenciação do primórdio da panícula) com sete folhas expandidas, correspondendo a diferentes idades cronológicas. Com atraso da época de semeadura, somente a cultivar superprecoce reduziu o número de folhas expandidas ao atingir o estádio de formação do colar na folha bandeira (R2). No entanto, o número de dias após a emergência para atingir este estádio variou entre cultivares. O número de dias necessários para atingir cada estádio de desenvolvimento e o ciclo total das cultivares diminuiram à medida que se atrasou a época de semeadura. O sub-período em que se registrou maior variação no número de dias foi do estádio R1 a R2, independente de cultivar ou época de semeadura. A escala proposta foi eficaz para descrever o desenvolvimento da planta de três cultivares brasileiras de arroz irrigado. Assim, propicia a realização de intervenções de manejo na época correta, que é um dos fatores determinantes da obtenção de elevados rendimentos de grãos e do uso racional dos insumos.

SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA