Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 7 de 7
Filtrar
Mais filtros

Base de dados
Tipo de documento
Intervalo de ano de publicação
1.
Semina ciênc. agrar ; 44(1): 135-146, jan.-fev. 2023. tab, graf, ilus
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1418814

Resumo

Studies on diseases of wild birds are essential in the context of public health, as these animals act as sentinels, allowing information regarding a determined geographic area. In addition, birds are food protein sources for animals, and therefore play an important role in the life cycle of the protozoan Sarcocystis spp. This study aimed to identify the Sarcocystis spp. in breast muscle samples of naturally infected captive birds. The breast muscle of 89 birds were sampled, and the DNA amplified by PCR targeting the 18S ribosomal RNA gene to detect Sarcocystis spp. PCR products were sequenced and 5.61% (5/89) samples showed 100% similarity with Sarcocystis spp. (one Cyanoliseus patagonus, one Psittacula krameri, two Pyrrhura frontalis, and one Ramphastos dicolorus). The large number of naturally infected species analyzed by molecular methods allowed the detection of Sarcocystis spp. in different bird species, corroborating the epidemiology of Sarcocystis spp.


Estudos sobre doenças de aves silvestres são essenciais no contexto da saúde pública, pois esses animais atuam como sentinelas, permitindo obter informações sobre uma determinada área geográfica. Além disso, as aves são fontes de proteína alimentar para os animais e, portanto, desempenham um papel importante no ciclo de vida do Sarcocystis. Este estudo teve como objetivo identificar Sarcocystis spp. nos músculos do peito de aves de cativeiro naturalmente infectadas. Os músculos do peito de 89 aves foram coletados, e o DNA amplificado pela PCR do gene RNA ribossômico 18S para detecção de Sarcocystis spp. Os produtos da PCR foram sequenciados e 5,61% (5/89) amostras apresentaram 100% de similaridade com o Sarcocystis spp. (um Cyanoliseus patagonus, um Psittacula krameri, dois Pyrrhura frontalis e um Ramphastos dicolorus). O grande número de espécies naturalmente infectadas analisadas por métodos moleculares permitiu a detecção de Sarcocystis spp. em diferentes espécies de aves, corroborando a epidemiologia de Sarcocystis spp.


Assuntos
Animais , Doenças das Aves , Saúde Pública , Sarcocystis , Animais Selvagens
2.
Semina ciênc. agrar ; 44(1): 317-328, jan.-fev. 2023. mapas, tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1418825

Resumo

Cryptosporidium protozoa genus are parasites that cause acute enteric disease in young and immunocompromised animals, resulting in anorexia, loss and decrease in weight gain, and, in severe cases, death. Therefore, this study aimed: i) to determine the occurrence of Cryptosporidium spp. in calves with clinical diarrhea in different regions of Santa Catarina, Brazil; ii) to evaluate the risk factors involved with the frequency of infection. iii) to determine the species most involved with the disease in the region. For this, 425 samples were collected in 141 dairy farms, from animals with ages ranging from 0 to 150 days. For this purpose, the samples were submitted to the modified Ziehl-Neelsen technique, with molecular analysis of the positive samples being performed. It was observed 62.1% occurrence of Cryptosporidium spp. in this sampling, especially between 8 to 15 days. Regarding the risk factors evaluated, such as age, management, facilities, water source and Koppen climate (CFA and CFB), none showed statistical significance. Samples positive by the Ziehl-Neelsen technique (32 samples) were randomly selected for molecular diagnosis. Of these, 10 were sequenced, allowing the identification of Crypstosporidium parvum in 6 samples. However, this study proves the existence and high occurrence of the protozoan in different regions of the state of Santa Catarina, Brazil.


Os protozoários do gênero Cryptosporidium são parasitas que causam doença entérica aguda em animais jovens e imunocomprometidos, resultando em anorexia, perda e diminuição do ganho de peso e, em casos graves, morte. Portanto, este estudo teve como objetivo determinar a ocorrência de Cryptosporidium spp. em bezerros com diarreia clínica em diferentes regiões de Santa Catarina, Brasil; bem como avaliar os fatores de risco envolvidos com a frequência de infecção. Além disso, com um número seleto de amostras, buscou-se determinar as espécies mais envolvidas com a doença na região por meio de técnicas moleculares. Para isso, foram coletadas 425 amostras em 141 fazendas leiteiras, de animais com idade variando de 0 a 150 dias. Observou-se 62,1% de ocorrência de Cryptosporidium spp. nesta amostragem, principalmente entre 8 a 15 dias. Em relação aos fatores de risco avaliados, como idade, manejo, instalações, fonte hídrica e clima de Koppen (CFA e CFB), nenhum apresentou significância estatística. No entanto, este estudo comprova a existência e alta ocorrência do protozoário em diferentes regiões do estado de Santa Catarina, Brasil.


Assuntos
Animais , Bovinos , Doenças dos Bovinos/parasitologia , Criptosporidiose , Diarreia/veterinária
3.
Semina ciênc. agrar ; 42(05): 2801-2812, set.-out. 2021. tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1501873

Resumo

Rabies is a zoonosis caused by Lyssavirus, with progressive development and a high lethality rate. In Brazil, rabies and accidents caused by animals potentially transmitting the disease are mandatory notification injuries. Exposure to rabies infection places a high financial burden on public health systems, especially for the care of people who are exposed and have a high risk of death. We aimed to define the epidemiological profile of human rabies post-exposure assistance in the municipality of Santa Maria, Rio Grande do Sul, Brazil, from 2010 to 2015. Data from Brazil's Notifiable Diseases Information System were obtained and analyzed; these data were acquired by the completion of individual inquiry forms querying human antirabies assistance. A total of 55% (1,898/3,453) of anti-rabies assistance cases involved women and 45%(1,555/3,453) men. The highest occurrence (54.5%-1,882/3,453) was in the age group of 20–59 years. Most registered cases (87.5%–3,024/3.453) were caused by dogs, followed by cats (10.9%–378/3,453). The lower limb (22.1%–617/2,790) was the area of the body with the highest number of canine bites. We observed incorrect indications for the treatment. We suggest further training for health professionals involved in rabies post-exposure prophylaxis care, and dissemination of information aimed at educating users about the importance of animal-related injuries.


A raiva é uma zoonose causada por Lyssavirus, com desenvolvimento progressivo e alta taxa de letalidade. No Brasil, a raiva e os acidentes causados por animais potencialmente transmissores da doença, são agravos de notificação obrigatória. A exposição à infecção por raiva coloca um alto ônus financeiro para o sistema público de saúde, especialmente para o atendimento de pessoas expostas e com alto risco de morte. O objetivo deste estudo foi definir o perfil epidemiológico da assistência pós-exposição à raiva humana no município de Santa Maria, Rio Grande do Sul, Brasil, de 2010 a 2015. Foram obtidos e analisados os dados do Sistema de Informações sobre Doenças Notificáveis do Brasil (SINAM); adquiridos por meio do preenchimento de formulários de consulta individuais, verificando a assistência antirrábica humana. Um total de 55% (1.898/3.453) e 45% (1.555/3.453) dos casos de assistência anti-rábica envolveu mulheres e homens respectivamente, com maior ocorrência na faixa etária de 20 a 59 anos (54,5% - 1.882/3.453). A maioria dos casos registrados (87,5% - 3.024/3.453) foi causada por cães e 10,9% (378/3.453) por gatos. O membro inferior (22,1% - 617/2.790) foi a área do corpo com o maior número de agressões por cães. Desta forma, sugere-se o treinamento para profissionais de saúde envolvidos no tratamento profilático da raiva após a exposição e disseminação de informações destinadas a educar os usuários sobre a importância das lesões relacionadas a animais.


Assuntos
Humanos , Animais , Gatos , Cães , Lyssavirus/patogenicidade , Viroses/epidemiologia , Viroses/reabilitação , Viroses/veterinária
4.
Semina ciênc. agrar ; 42(3,supl. 1): 1663-1672, 2021. map
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1501950

Resumo

Equine raising is generally articulated as a secondary activity on farms, where animals are used for leisure or work. Thus, it is important to consider the health of these animals, seeking to understand which are the main agents that circulate in a given farm or region. In this sense, this study aimed to evaluate the presence of IgG anti-Sarcocystis spp., anti-Toxoplasma gondii, and anti-Neospora spp. antibodies in equines in western Santa Catarina, Brazil. A total of 100 serum samples from horses from 10 farms, located in the municipalities of Faxinal dos Guedes, Xaxim, and Xanxerê were analyzed from June to December 2019. The samples were evaluated by indirect immunofluorescence reaction (IIFR) to detect antibodies of IgG class against the three agents. The results showed that the equines in the region are seropositive against the three studied agents, 11% of which for Sarcocystis spp. 21% for T. gondii, and 20% for Neospora spp. The analysis of the presence of these protozoa in different environments showed that both stabled and extensively raised horses presented signs of contact with the studied agents. Animals that live only in stables had a higher occurrence of IgG anti-Sarcocystis (7/32; 21.88%) and anti-T. gondii (11/32; 34.38%) antibodies. The evaluating of animals raised on pasture, semi-extensively and extensively, showed a higher percentage of seropositivity for N. caninum (9/34; 26.47%). The high occurrence of animals seropositive to the studied protozoa reinforces the importance of controlling and preventing these agents in the region, as they have the potential to cause a high impact on equid farming, mainly involving reproductive losses and equine protozoal myeloencephalitis (EPM).


A criação de equinos geralmente está articulada como atividade secundária nas propriedades, nas quais os animais são utilizados para lazer ou trabalho. Dessa forma é importante considerar a sanidade desses animais, buscando entender quais os principais agentes que circulam em determinada propriedade ou região. Com isso, o presente trabalho teve por objetivo avaliar a presença de anticorpos IgG anti- Sarcocystis spp., anti-Toxoplasma gondii e anti-Neospora spp. em equinos na região Oeste de Santa Catarina. Foram analisadas 100 amostras de soro de equinos de 10 propriedades, localizadas nos municípios de Faxinal dos Guedes, Xaxim e Xanxerê, no período de junho a dezembro de 2019. As amostras foram avaliadas por Reação de Imunofluorescência Indireta (RIFI) para detecção de anticorpos da classe IgG contra os três agentes. Os resultados obtidos demonstram que os equinos da região apresentam soropositividade contra os três agentes estudados, sendo 11%, para Sarcocystis spp. 21%, para T. gondii e 20 %, para Neospora spp. Na análise da presença destes protozoários em diferentes ambientes, observou-se que tanto equinos estabulados ou criados de forma extensiva ambos apresentaram já terem entrado em contato com os agentes pesquisados. Animais que vivem apenas estabulados, apresentaram maior ocorrência de anticorpos IgG anti – Sarcocystis (7/32; 21,88%) e anti-T. gondii (34.38%-11/32). Quando avaliados os animais criados a pasto, de forma semi-extensiva e extensiva, houve um percentual maior de soropositividade para N. caninum (26.47% -9/34). A alta ocorrência de animais soropositivos aos protozoários estudados reforça a importância com o controle e prevenção desses agentes na região, uma vez que estes têm potencial para causar grande impacto na equideocultura, envolvendo principalmente as perdas reprodutivas, além da mieloencefalite protozoária equina (EPM).


Assuntos
Animais , Equidae/sangue , Neospora/patogenicidade , Sarcocystis/patogenicidade , Toxoplasma/patogenicidade , Técnica Indireta de Fluorescência para Anticorpo/veterinária
5.
Semina Ci. agr. ; 42(3,supl. 1): 1663-1672, 2021. mapas
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-765830

Resumo

Equine raising is generally articulated as a secondary activity on farms, where animals are used for leisure or work. Thus, it is important to consider the health of these animals, seeking to understand which are the main agents that circulate in a given farm or region. In this sense, this study aimed to evaluate the presence of IgG anti-Sarcocystis spp., anti-Toxoplasma gondii, and anti-Neospora spp. antibodies in equines in western Santa Catarina, Brazil. A total of 100 serum samples from horses from 10 farms, located in the municipalities of Faxinal dos Guedes, Xaxim, and Xanxerê were analyzed from June to December 2019. The samples were evaluated by indirect immunofluorescence reaction (IIFR) to detect antibodies of IgG class against the three agents. The results showed that the equines in the region are seropositive against the three studied agents, 11% of which for Sarcocystis spp. 21% for T. gondii, and 20% for Neospora spp. The analysis of the presence of these protozoa in different environments showed that both stabled and extensively raised horses presented signs of contact with the studied agents. Animals that live only in stables had a higher occurrence of IgG anti-Sarcocystis (7/32; 21.88%) and anti-T. gondii (11/32; 34.38%) antibodies. The evaluating of animals raised on pasture, semi-extensively and extensively, showed a higher percentage of seropositivity for N. caninum (9/34; 26.47%). The high occurrence of animals seropositive to the studied protozoa reinforces the importance of controlling and preventing these agents in the region, as they have the potential to cause a high impact on equid farming, mainly involving reproductive losses and equine protozoal myeloencephalitis (EPM).(AU)


A criação de equinos geralmente está articulada como atividade secundária nas propriedades, nas quais os animais são utilizados para lazer ou trabalho. Dessa forma é importante considerar a sanidade desses animais, buscando entender quais os principais agentes que circulam em determinada propriedade ou região. Com isso, o presente trabalho teve por objetivo avaliar a presença de anticorpos IgG anti- Sarcocystis spp., anti-Toxoplasma gondii e anti-Neospora spp. em equinos na região Oeste de Santa Catarina. Foram analisadas 100 amostras de soro de equinos de 10 propriedades, localizadas nos municípios de Faxinal dos Guedes, Xaxim e Xanxerê, no período de junho a dezembro de 2019. As amostras foram avaliadas por Reação de Imunofluorescência Indireta (RIFI) para detecção de anticorpos da classe IgG contra os três agentes. Os resultados obtidos demonstram que os equinos da região apresentam soropositividade contra os três agentes estudados, sendo 11%, para Sarcocystis spp. 21%, para T. gondii e 20 %, para Neospora spp. Na análise da presença destes protozoários em diferentes ambientes, observou-se que tanto equinos estabulados ou criados de forma extensiva ambos apresentaram já terem entrado em contato com os agentes pesquisados. Animais que vivem apenas estabulados, apresentaram maior ocorrência de anticorpos IgG anti Sarcocystis (7/32; 21,88%) e anti-T. gondii (34.38%-11/32). Quando avaliados os animais criados a pasto, de forma semi-extensiva e extensiva, houve um percentual maior de soropositividade para N. caninum (26.47% -9/34). A alta ocorrência de animais soropositivos aos protozoários estudados reforça a importância com o controle e prevenção desses agentes na região, uma vez que estes têm potencial para causar grande impacto na equideocultura, envolvendo principalmente as perdas reprodutivas, além da mieloencefalite protozoária equina (EPM).(AU)


Assuntos
Animais , Equidae/sangue , Sarcocystis/patogenicidade , Toxoplasma/patogenicidade , Neospora/patogenicidade , Técnica Indireta de Fluorescência para Anticorpo/veterinária
6.
Semina Ci. agr. ; 42(05): 2801-2812, set.-out. 2021. tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-31772

Resumo

Rabies is a zoonosis caused by Lyssavirus, with progressive development and a high lethality rate. In Brazil, rabies and accidents caused by animals potentially transmitting the disease are mandatory notification injuries. Exposure to rabies infection places a high financial burden on public health systems, especially for the care of people who are exposed and have a high risk of death. We aimed to define the epidemiological profile of human rabies post-exposure assistance in the municipality of Santa Maria, Rio Grande do Sul, Brazil, from 2010 to 2015. Data from Brazil's Notifiable Diseases Information System were obtained and analyzed; these data were acquired by the completion of individual inquiry forms querying human antirabies assistance. A total of 55% (1,898/3,453) of anti-rabies assistance cases involved women and 45%(1,555/3,453) men. The highest occurrence (54.5%-1,882/3,453) was in the age group of 20–59 years. Most registered cases (87.5%–3,024/3.453) were caused by dogs, followed by cats (10.9%–378/3,453). The lower limb (22.1%–617/2,790) was the area of the body with the highest number of canine bites. We observed incorrect indications for the treatment. We suggest further training for health professionals involved in rabies post-exposure prophylaxis care, and dissemination of information aimed at educating users about the importance of animal-related injuries.(AU)


A raiva é uma zoonose causada por Lyssavirus, com desenvolvimento progressivo e alta taxa de letalidade. No Brasil, a raiva e os acidentes causados por animais potencialmente transmissores da doença, são agravos de notificação obrigatória. A exposição à infecção por raiva coloca um alto ônus financeiro para o sistema público de saúde, especialmente para o atendimento de pessoas expostas e com alto risco de morte. O objetivo deste estudo foi definir o perfil epidemiológico da assistência pós-exposição à raiva humana no município de Santa Maria, Rio Grande do Sul, Brasil, de 2010 a 2015. Foram obtidos e analisados os dados do Sistema de Informações sobre Doenças Notificáveis do Brasil (SINAM); adquiridos por meio do preenchimento de formulários de consulta individuais, verificando a assistência antirrábica humana. Um total de 55% (1.898/3.453) e 45% (1.555/3.453) dos casos de assistência anti-rábica envolveu mulheres e homens respectivamente, com maior ocorrência na faixa etária de 20 a 59 anos (54,5% - 1.882/3.453). A maioria dos casos registrados (87,5% - 3.024/3.453) foi causada por cães e 10,9% (378/3.453) por gatos. O membro inferior (22,1% - 617/2.790) foi a área do corpo com o maior número de agressões por cães. Desta forma, sugere-se o treinamento para profissionais de saúde envolvidos no tratamento profilático da raiva após a exposição e disseminação de informações destinadas a educar os usuários sobre a importância das lesões relacionadas a animais.(AU)


Assuntos
Humanos , Animais , Gatos , Cães , Lyssavirus/patogenicidade , Viroses/epidemiologia , Viroses/reabilitação , Viroses/veterinária
7.
Semina ciênc. agrar ; 41(5): 1809-1812, set.-out. 2020.
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1372847

Resumo

Neospora caninum is an obligate intracellular protozoan, recognized as an important cause of abortion in infection cattle worldwide, and is responsible for major economic losses in beef and dairy herds. There are scarce data on the presence of antibodies in fetal serum samples from beef cattle. The pathogen is straggling mainly by vertical transmission in ruminants. This study aimed to determine the frequency of anti-N. caninum antibodies in fetal bovine serum. Overall, 751 fetal serum samples from slaughterhouses in Uruguaiana and Santo Ângelo (Rio Grande do Sul state) were used. Serologic diagnosis was made using indirect immunofluorescence assay (IFA). Slides were prepared by culturing infected Vero cells using tachyzoites of the N. caninum NC-1 strain and a serum dilution of 1:25. Of the 751 samples analyzed, 11.7% (88/751) were positive in the IFA assay. The results indicate an occurrence of neosporosis in the studied region, as well as the possibility of transplacental transmission of the protozoon, characterizing an important mechanism of propagation for the disease.(AU)


O Neospora caninum é um protozoário intracelular obrigatório, reconhecido como uma causa importante de aborto no mundo todo, e é responsável pelas maiores perdas da economia de carne e leite. Há poucos dados da presença de anticorpos em amostras de soro fetal de bovinos de corte. Os patógenos são transmitidos principalmente por transmissão vertical em ruminantes. Este estudo pode ser usado para determinar a frequência de anti-N. caninum em soro fetal bovino. Ao todo, foram utilizadas 751 amostras de soro fetal bovino de matadouros de Uruguaiana e Santo Ângelo (RS). Os diagnósticos sorológicos foram realizados utilizando ensaios de imunufluorescência indireta (IFA). As lâminas foram preparadas por cultura de células Vero infectadas utilizando taquizoítos da estirpe N. caninum NC-1 e uma diluição de soro de 1:25. Das 751 amostras analisadas, 11,7% (88/751) foram positivas para o IFA. Os resultados indicam uma ocorrência de neosporose na região estudada, bem como a possibilidade de transmissão transplacentária do protozoário, caracterizando um importante mecanismo de propagação da doença.(AU)


Assuntos
Animais , Feminino , Gravidez , Anticorpos Antiprotozoários , Neospora/imunologia , Soroalbumina Bovina , Técnica Indireta de Fluorescência para Anticorpo
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA