Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 3 de 3
Filtrar
Mais filtros

Ano de publicação
Tipo de documento
Intervalo de ano de publicação
1.
Semina Ci. agr. ; 40(2): 767-780, Mar.-Apr. 2019. tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-19563

Resumo

Although phytase has been researched, new enzymes have been produced, leading to different animal responses. In this scenario, the present study proposes to evaluate the inclusion of a bacterial phytase produced by Escherichia coli in broiler diets based on corn and soybean meal, with or without nutrient reductions, on the performance, nutrient digestibility, phosphorus bioavailability, and bone minerals of those animals and on the economic viability of this practice. A total of 896 male broiler chickens were distributed into 32 experimental units, each housing 28 broilers. The experiment was set up as a completely randomized design with four treatments (Positive Control (PC)- diet meeting the nutritional requirements of the broiler chickens; Negative Control (NC) with reductions of 100kcal/kg of ME, 0.14% avP and 0.11% tCa; NC + phytase (500 FTU/kg); PC + phytase (500FTU/kg)) and 8 replicates. Phytase increased (p < 0.05) feed intake and body weight gain and improved feed conversion ratio in starter (1 to 21 days) and total (1 to 42 days) phases, respectively, compared with Negative Control diet without supplementation. The Negative Control + phytase diet also led to a feed intake similar to Positive Control in the starter and total phases. The inclusion of phytase without nutrient reductions improved (p < 0.05) feed conversion ratio in the starter phase, compared to...(AU)


Embora a fitase tenha sido estudada, novas enzimas foram produzidas, levando a respostas animais diferentes. Nesse sentido, o presente estudo teve como objetivo avaliar a inclusão de fitase bacteriana produzida por Escherichia coli em dietas à base de milho e farelo de soja, com ou sem redução de nutrientes sobre o desempenho, digestibilidade dos nutrientes, biodisponibilidade de fósforo, minerais ósseos e viabilidade econômica. Foram distribuídos 896 frangos de corte machos em 32 unidades experimentais, cada unidade constituída por 28 frangos. O delineamento foi inteiramente casualizado com quatro tratamentos (Controle Positivo (CP) - dieta que satisfaz os requisitos nutricionais das aves; Controle Negativo (CN) - reduções de 100 kcal/kg EM; 0,14% avP e 0,11% tCa); CN + fitase (500 FTU/kg); CP + fitase (500 FTU/kg)) e 8 repetições. A fitase aumentou (p < 0,05) o consumo de ração, o ganho de peso médio e melhorou a conversão alimentar nas fases inicial (1 a 21 dias) e total (1 a 42 dias), respectivamente, em comparação com a dieta Controle Negativo, sem suplementação. O Controle Negativo + fitase também apresentou consumo de ração semelhante ao Controle Positivo nas fases inicial e total. A inclusão da fitase sem redução dos requerimentos nutricionais (Controle positivo + fitase) melhorou (p < 0,05) a conversão alimentar na fase inicial, em comparação com a dieta Controle...(AU)


Assuntos
Animais , Enzimas/administração & dosagem , Enzimas/análise , 6-Fitase/administração & dosagem , 6-Fitase/análise , Disponibilidade Biológica , Galinhas , Escherichia coli , Cálcio da Dieta , Fósforo na Dieta , Suplementos Nutricionais
2.
Pirassununga; s.n; 15/12/2011.
Tese em Português | VETTESES | ID: vtt-5850

Resumo

O presente estudo teve como objetivo avaliar níveis ótimos de valina digestível. Foram conduzidos três ensaios com frangos de corte da linhagem Cobb nas fases inicial (1-14 dias), crescimento (14-28 dias) e terminação (28-42 dias), com ensaios realizados separadamente para cada fase, tendo como base o método dose-resposta. Para os ensaios de 1 a 14dias e de 14 a 28 dias, 672 amimais foram distribuídos em delineamento inteiramente ao acaso, em oito tratamentos (7 níveis de valina e 1 controle), com 7 repetições, sendo cada unidade experimental composta por 12 aves , porém no ensaio de 28 a 42 dias foram utilizados 560 frangos, igualmente distribuídos como nos ensaios anteriores em 8 tratamentos com 7 repetições com 10 aves cada. Foram formuladas dietas basais pela técnica da diluição, deficientes em valina, contendo níveis de energia, minerais e vitaminas conforme recomendações de Rostagno et al. (2005), para cada fase. As recomendações dos níveis de valina digestível para cada fase, obtidas no presente estudo, foram realizadas com base nas respostas de CA. As recomendações obtidas pelo método dose resposta são de 0,917; 0,905 e 0,783% de valina digestível para frangos de 1 a 14 dias, 14 a 28 e 28 a 42 dias de idade, respectivamente


This study was to evaluate optimal levels of digestible valine. Three trials were conducted with broiler chickens of Cobb in the initial phase (1-14 days), growth (14-28 days) and termination (28-42 days), with tests performed separately for each phase, based on the method dose-response. For tests 1 to 14 days and 14 to 28 days, 672 animals it were distributed in a completely randomized in eight treatments (seven levels of valine and 1 control), with 7 replicates, each replicate consisting of 12 birds but the test of 28 to 42 days 560 chickens were used, equally distributed as in previous trials in 8 treatments with 7 replicates of 10 birds each. Basal diets were formulated by the dilution technique, deficient in valine, containing levels of energy, minerals and vitamins as recommended by Rostagno et al. (2005), for each phase. The recommended levels of digestible valine for each phase, obtained in this study were based on responses from CA. The recommendations obtained by the dose response are 0.917, 0.905 and 0.783% of digestible valine for broilers from 1-14 days, 14-28 and 28-42 days of age, respectively

3.
Semina ciênc. agrar ; 40(2): 767-780, 2019. tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1501372

Resumo

Although phytase has been researched, new enzymes have been produced, leading to different animal responses. In this scenario, the present study proposes to evaluate the inclusion of a bacterial phytase produced by Escherichia coli in broiler diets based on corn and soybean meal, with or without nutrient reductions, on the performance, nutrient digestibility, phosphorus bioavailability, and bone minerals of those animals and on the economic viability of this practice. A total of 896 male broiler chickens were distributed into 32 experimental units, each housing 28 broilers. The experiment was set up as a completely randomized design with four treatments (Positive Control (PC)- diet meeting the nutritional requirements of the broiler chickens; Negative Control (NC) with reductions of 100kcal/kg of ME, 0.14% avP and 0.11% tCa; NC + phytase (500 FTU/kg); PC + phytase (500FTU/kg)) and 8 replicates. Phytase increased (p < 0.05) feed intake and body weight gain and improved feed conversion ratio in starter (1 to 21 days) and total (1 to 42 days) phases, respectively, compared with Negative Control diet without supplementation. The Negative Control + phytase diet also led to a feed intake similar to Positive Control in the starter and total phases. The inclusion of phytase without nutrient reductions improved (p < 0.05) feed conversion ratio in the starter phase, compared to...


Embora a fitase tenha sido estudada, novas enzimas foram produzidas, levando a respostas animais diferentes. Nesse sentido, o presente estudo teve como objetivo avaliar a inclusão de fitase bacteriana produzida por Escherichia coli em dietas à base de milho e farelo de soja, com ou sem redução de nutrientes sobre o desempenho, digestibilidade dos nutrientes, biodisponibilidade de fósforo, minerais ósseos e viabilidade econômica. Foram distribuídos 896 frangos de corte machos em 32 unidades experimentais, cada unidade constituída por 28 frangos. O delineamento foi inteiramente casualizado com quatro tratamentos (Controle Positivo (CP) - dieta que satisfaz os requisitos nutricionais das aves; Controle Negativo (CN) - reduções de 100 kcal/kg EM; 0,14% avP e 0,11% tCa); CN + fitase (500 FTU/kg); CP + fitase (500 FTU/kg)) e 8 repetições. A fitase aumentou (p < 0,05) o consumo de ração, o ganho de peso médio e melhorou a conversão alimentar nas fases inicial (1 a 21 dias) e total (1 a 42 dias), respectivamente, em comparação com a dieta Controle Negativo, sem suplementação. O Controle Negativo + fitase também apresentou consumo de ração semelhante ao Controle Positivo nas fases inicial e total. A inclusão da fitase sem redução dos requerimentos nutricionais (Controle positivo + fitase) melhorou (p < 0,05) a conversão alimentar na fase inicial, em comparação com a dieta Controle...


Assuntos
Animais , /administração & dosagem , /análise , Disponibilidade Biológica , Enzimas/administração & dosagem , Enzimas/análise , Galinhas , Cálcio da Dieta , Escherichia coli , Fósforo na Dieta , Suplementos Nutricionais
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA