Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 4 de 4
Filtrar
Mais filtros

Tipo de documento
Intervalo de ano de publicação
1.
Pesqui. vet. bras ; 43: e07131, 2023. tab, ilus
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1422303

Resumo

Laminitis is a disease that affects the dermis and epidermis of the bovine hoof, generating changes in the hoof capsule. This study evaluated the effects of clinical laminitis diagnosed after the adaptation phase to confinement on the morphology, density, and mineral composition of the hoof of Nellore cattle after finishing. The animals were separated in the first weeks of confinement into a sick group (SG), with clinical laminitis, and a healthy group (HG). SG animals had higher heel length, dorsal wall length, toe height, and diagonal hoof length (p<0.05) than healthy animals. The dermal laminae had similar measurements for thickness, length, and spacing between them between SG and HG. Animals with laminitis showed congestion, hemorrhage, and basement membrane irregularities on histology. Computed microtomography (µCT) revealed that the hoof density of sick animals is lower than healthy ones. According to the mineral composition by energy-dispersive X-ray fluorescence (ED-XRF) spectrometry, the hooves of animals with laminitis (SG) and healthy ones (HG) were not biochemically different. Therefore, the occurrence of clinical laminitis in Nellore cattle in the first weeks of confinement causes an increase in the morphometric parameters of the hoof capsule and a reduction in the density of the abaxial hoof wall evaluated after the finishing period. This disease does not promote changes in the histomorphometric parameters of the dermal laminae and the percentage of minerals in the abaxial hoof wall.


A laminite é uma doença que afeta a derme e epiderme do casco de bovinos gerando alterações no estojo córneo. O estudo avaliou os efeitos da laminite clínica diagnosticada após a fase de adaptação ao confinamento na morfologia, densidade e composição mineral do casco de bovinos da raça Nelore após terminação. Nas primeiras semanas de confinamento, os animais foram separados em um grupo doente (GD) com laminite clínica e em um grupo saudável (GS). Os animais do GD apresentaram maior comprimento de talão, comprimento da parede dorsal, altura da pinça e comprimento diagonal do casco (p<0,05) do que os saudáveis. As lâminas dérmicas tiveram medidas semelhantes para espessura, comprimento e espaçamento entre elas entre GD e GS. Animais doentes apresentaram congestão, hemorragia e irregularidades da membrana basal na histologia. A microtomografia computadorizada (µCT) revelou que a densidade do casco de animais doentes é menor do que o saudável. Para a composição mineral por meio da espectrometria de fluorescência de raio-X por dispersão de energia (ED-XRF), o casco dos animais doentes (GD) e dos saudáveis (GS), não se mostraram diferentes bioquimicamente. Conclui-se que a ocorrência de laminite clínica em bovinos da raça Nelore nas primeiras semanas de confinamento ocasiona aumento de parâmetros morfométricos do estojo córneo e redução da densidade da parede abaxial do casco, avaliados após o período de terminação. Essa enfermidade não promove modificações nos parâmetros histomorfométricos das lâminas dérmicas e na porcentagem de minerais da parede abaxial do casco.


Assuntos
Animais , Bovinos , Doenças dos Bovinos , Doenças do Pé/veterinária , Casco e Garras/anatomia & histologia , Casco e Garras/patologia , Coxeadura Animal , Bovinos
2.
Pesqui. vet. bras ; 35(4): 377-384, 04/2015. ilus, graf
Artigo em Português | LILACS, VETINDEX | ID: lil-752479

Resumo

O estudo morfométrico dos dígitos de bovinos e bubalinos pode colaborar para o entendimento da etiopatogenia das enfermidades podais. Este estudo objetivou descrever as características morfométricas dos dígitos de bovinos das raças Curraleira (Bos taurus), Pantaneira (Bos taurus), Nelore (Bos indicus) e de bubalinos (Bubalus bubalis) da raça Murrah e estabelecer possível relação entre tais medidas e a ocorrência de enfermidades digitais. Na pesquisa foram utilizados dez animais, saudáveis, de cada raça e espécie. Foram avaliados dois membros de cada animal, sendo um torácico e outro pélvico, totalizando 80 extremidades distais. As medidas morfométricas foram obtidas com auxílio de um paquímetro mecânico graduado e os ângulos das pinças conferidos por meio de transferidor metálico. Os principais parâmetros digitais avaliados foram o ângulo dorsal do casco (A), comprimento da parede dorsal (B), altura do talão (C), altura da pinça (D), comprimento do casco (E), comprimento diagonal do casco (F), largura do dígito lateral (G), largura do dígito medial (H), comprimento do dígito lateral (I) e comprimento do dígito medial (J). Para a comparação de médias dos resultados obtidos entre as raças foi utilizado o teste de Tukey (p<0,05). A análise multivariada para as representações gráficas das variáveis canônicas foi empregada para expressar a similaridade das medidas estudadas entre os grupos, no qual se utilizou o software R. Os resultados revelaram que os bubalinos apresentam as maiores medidas morfométricas para as variáveis B, C, D, E, F, G, H, I e J e apenas na variável A apresentaram medidas inferiores entre as diferentes raças de bovinos estudadas. Existe similaridade entre as três raças de bovinos estudadas em relação às variáveis, altura da pinça (D), largura do dígito lateral (G) e largura do dígito medial (H) as quais se distanciam dos valores encontrados para essas variáveis nos bubalinos, Concluiu que a morfometria digital pode influenciar na ocorrência de enfermidades digitais, mas não age como fator isolado, necessitando da interação com outros fatores estruturais, ambientais e de manejo para a manifestação dessas doenças.(AU)


Morfometric studies of bovine and buffalo digits can help to understand the etiopathogeny of digital diseases. This study described morphometric characteristics of digits of Curraleira (Bos taurus), Pantaneira (Bos taurus) Nelore (Bos indicus) breeds of cattle and Murrah buffalo (Bubalus bubalis) and stablish possible relation among the parameters and digital infirmities. Were used ten animals of each breed and specie. Two limbs were evaluated, a toracic and a pelvic, in a total of 80 distal limbs. Morphometric measurements were obtained using a graduated paquimeter and angles using a metallic protactor. The main parameters evaluated were hoof dorsal angle (A), dorsal wall length (B), heel height (C), toe height (D), hoof length (E), hoof diagonal hoof (F), lateral digit width (H), medial digit width (I) and medial digit length (J). For results averages comparison among breeds were used Tukey test (p<0,05). Multivariate analysys for graphic representations of canonic variables was used to express similarity of measures studied among groups, using R software. Results shows tha bubaline present higher morphometric measures for the variables B, C, D, E, F, G, H, I and J, only for variable A presented lower measures comparing the bovine breeds studied. There is similarity between the three breeds of cattle studied about toe height (D), lateral digit width (G) and medial digit width (H), which differed of values observed in buffalo. It was concluded that digital morphometry can influence the occurence of digital infirmities, but doesn´t act as an isolated factor, needing interaction of other structural, environmental and management factors for its occurence.(AU)


Assuntos
Animais , Bovinos , Pesos e Medidas Corporais/veterinária , Casco e Garras/anatomia & histologia , Casco e Garras/patologia
3.
Pesqui. vet. bras ; 35(4): 377-384, abr. 2015. tab, graf
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-13584

Resumo

O estudo morfométrico dos dígitos de bovinos e bubalinos pode colaborar para o entendimento da etiopatogenia das enfermidades podais. Este estudo objetivou descrever as características morfométricas dos dígitos de bovinos das raças Curraleira (Bos taurus), Pantaneira (Bos taurus), Nelore (Bos indicus) e de bubalinos (Bubalus bubalis) da raça Murrah e estabelecer possível relação entre tais medidas e a ocorrência de enfermidades digitais. Na pesquisa foram utilizados dez animais, saudáveis, de cada raça e espécie. Foram avaliados dois membros de cada animal, sendo um torácico e outro pélvico, totalizando 80 extremidades distais. As medidas morfométricas foram obtidas com auxílio de um paquímetro mecânico graduado e os ângulos das pinças conferidos por meio de transferidor metálico. Os principais parâmetros digitais avaliados foram o ângulo dorsal do casco (A), comprimento da parede dorsal (B), altura do talão (C), altura da pinça (D), comprimento do casco (E), comprimento diagonal do casco (F), largura do dígito lateral (G), largura do dígito medial (H), comprimento do dígito lateral (I) e comprimento do dígito medial (J). Para a comparação de médias dos resultados obtidos entre as raças foi utilizado o teste de Tukey (p<0,05). A análise multivariada para as representações gráficas das variáveis canônicas foi empregada para expressar a similaridade das medidas estudadas entre os grupos, no qual se utilizou o software R. Os resultados revelaram que os bubalinos apresentam as maiores medidas morfométricas para as variáveis B, C, D, E, F, G, H, I e J e apenas na variável A apresentaram medidas inferiores entre as diferentes raças de bovinos estudadas. Existe similaridade entre as três raças de bovinos estudadas em relação às variáveis, altura da pinça (D), largura do dígito lateral (G) e largura do dígito medial (H) as quais se distanciam dos valores encontrados para essas variáveis nos bubalinos, Concluiu que a morfometria digital pode influenciar na ocorrência de enfermidades digitais, mas não age como fator isolado, necessitando da interação com outros fatores estruturais, ambientais e de manejo para a manifestação dessas doenças.(AU)


Morfometric studies of bovine and buffalo digits can help to understand the etiopathogeny of digital diseases. This study described morphometric characteristics of digits of Curraleira (Bos taurus), Pantaneira (Bos taurus) Nelore (Bos indicus) breeds of cattle and Murrah buffalo (Bubalus bubalis) and stablish possible relation among the parameters and digital infirmities. Were used ten animals of each breed and specie. Two limbs were evaluated, a toracic and a pelvic, in a total of 80 distal limbs. Morphometric measurements were obtained using a graduated paquimeter and angles using a metallic protactor. The main parameters evaluated were hoof dorsal angle (A), dorsal wall length (B), heel height (C), toe height (D), hoof length (E), hoof diagonal hoof (F), lateral digit width (H), medial digit width (I) and medial digit length (J). For results averages comparison among breeds were used Tukey test (p<0,05). Multivariate analysys for graphic representations of canonic variables was used to express similarity of measures studied among groups, using R software. Results shows tha bubaline present higher morphometric measures for the variables B, C, D, E, F, G, H, I and J, only for variable A presented lower measures comparing the bovine breeds studied. There is similarity between the three breeds of cattle studied about toe height (D), lateral digit width (G) and medial digit width (H), which differed of values observed in buffalo. It was concluded that digital morphometry can influence the occurence of digital infirmities, but doesn´t act as an isolated factor, needing interaction of other structural, environmental and management factors for its occurence.(AU)


Assuntos
Animais , Bovinos , Casco e Garras/anatomia & histologia , Casco e Garras/crescimento & desenvolvimento , Gado/anatomia & histologia
4.
Pesqui. vet. bras ; 33(9): 1076-1080, Sept. 2013. tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-9752

Resumo

Copper sulfate and sodium hypochlorite are used in footbath solutions for the prevention and treatment of bovine digital diseases; however, data on the residues of such elements in milk are sparse in Brazil. This study evaluated the cost of applying the footbath treatment and the total amount of copper and chlorite residues in the milk of healthy cows after they had passed through these footbath solutions. Two groups of 7 cows each (GI and GII) were studied. In the case of GI, 1% sodium hypochlorite was used and for GII 5% copper sulfate was employed in the footbath. The milk samples were collected before the 7-day footbath treatment period (M0) and 24 h (M1), 48 h (M2), 72 h (M3) and 15 days (M15) after the last footbath. Statistical analysis to compare the different samples within each group was carried out by applying Friedman's test, followed by Dunn's test (p<0.05). It was concluded that the amount of total chlorites and copper in the milk of healthy cattle after routine daily footbaths for a period of 7 days presented some variations. However, the concentrations observed were considered insufficient to represent a risk to human health. The cost of the footbath solutions was found to be reasonable.(AU)


O sulfato de cobre e o hipoclorito de sódio são empregados na prevenção e tratamento das enfermidades digitais dos bovinos, mas os valores residuais desses elementos foram pouco estudados. Neste estudo, avaliou-se a presença de resíduos de cobre e cloretos totais no leite de vacas saudáveis após passagens dos animais em pedilúvio contendo soluções formuladas com estas substâncias e estimou-se os custos das soluções. Utilizou-se 14 vacas saudáveis distribuídas em dois grupos (GI e GII) de sete animais cada. Em GI, empregou-se solução de hipoclorito de sódio a 1% e, em GII, sulfato de cobre a 5%. As amostras de leite foram colhidas antes da passagem pelo pedilúvio (M0), após 24 (M1), 48 (M2) e 72 (M3) horas, além de 15 dias (M15) subsequentes à última passagem. Na análise estatística, a comparação entre momentos dentro de cada grupo foi realizada com teste de Friedman, seguido pelo teste de Dunn's (p<0,05). Concluiu-se que os valores de cloretos totais e de cobre no leite de bovinos saudáveis, após passagens diárias dos animais em pedilúvio por um período de sete dias, apresentaram algumas variações consideradas insuficientes para provocarem danos à saúde humana e as soluções medicamentosas não apresentaram custos exorbitantes.(AU)


Assuntos
Animais , Feminino , Bovinos , Leite , Substitutos do Leite Humano , Sulfato de Cobre/toxicidade , Hipoclorito de Sódio/toxicidade , Inocuidade dos Alimentos/métodos
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA