Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 3 de 3
Filtrar
Mais filtros

Ano de publicação
Tipo de documento
Intervalo de ano de publicação
1.
Arq. Inst. Biol ; 87: e0432018, 2020. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1118052

Resumo

The spotted-wing drosophila, Drosophila suzukii Matsumura, is considered the main insect pest of small fruit in the world. Identifying susceptible hosts is essential to develop management strategies. The aim of this study was to verify the level of D. suzukii infestation in blackberry, blueberry, strawberry, cattley guava and Surinam cherry fruits cultivated in the southern region in Brazil, and to determine the infestation index (II) per fruit. The studies were carried out during two harvests (2015/16 and 2016/17) in three areas with organic cultivation of small fruit. The highest level of D. suzukii natural infestation was observed in blackberry (40 to 65% infestation), and strawberry (approximately 30% infestation) fruits. In contrast, blueberries were less preferred (< 7% infestation). For native fruit of the region (cattley guava and Surinam cherry), it was also verified infestation of the fly, demonstrating they are hosts for multiplication in the off-season periods of the other crops. In relation to II, blackberry and Surinam cherry provided a higher average number of insects per gram of fruit (≈ 1.6 adults of D. suzukii). In contrast, blueberries and cattley guava had the lowest insect ratio per gram of fruit (≈ 0.7 adults per gram). The period between late spring to mid-autumn was considered ideal for the pest occurrence in the field. The knowledge of natural infestation levels is essential for understanding the behavior of the pest in the field, which will assist in the design of management strategies.(AU)


A drosófila-da-asa-manchada, Drosophila suzukii Matsumura, é considerada o principal inseto-praga de pequenos frutos no mundo. A identificação de hospedeiros suscetíveis é essencial para o desenvolvimento de estratégias de manejo. O objetivo deste estudo foi verificar o nível de infestação de D. suzukii em frutos de amoreira-preta, mirtileiro, morangueiro, araçazeiro e pitangueira cultivados na região no sul do Brasil e determinar os índices de infestação (II) por fruto. Os estudos foram realizados durante duas safras (2015/16 e 2016/17) em três áreas com cultivo orgânico de pequenas frutas. O maior nível de infestação natural de D. suzukii foi observado em amora-preta (40 a 65% de infestação) e morango (aproximadamente 30% de infestação). Em contraste, o mirtilo foi menos preferido (< 7% de infestação). Para as frutas nativas da região (araçá e pitanga), também ocorreu infestação da mosca, demonstrando serem hospedeiros potenciais para a multiplicação da praga nos períodos de entressafras. Em relação ao II, amoras e pitangas proporcionaram um maior número médio de insetos por grama de fruto (≈ 1,6 adultos de D. suzukii). Por outro lado, mirtilos e araçás apresentaram a menor relação de insetos emergidos por gramas de frutos (≈ 0,7 adultos por grama). O período entre final da primavera até meados do outono foi considerado ideal para a ocorrência da praga no campo. O conhecimento dos níveis de infestação natural é fundamental para o entendimento do comportamento da praga no campo, o que auxiliará no delineamento de estratégias de manejo.(AU)


Assuntos
Drosophila , Frutas/parasitologia , Estações do Ano , Brasil , Pragas da Agricultura , Vaccinium myrtillus , Morus , Fragaria , Espécies Introduzidas , Eugenia
2.
Arq. Inst. Biol. ; 87: e0432018, 2020. tab, graf
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-28519

Resumo

The spotted-wing drosophila, Drosophila suzukii Matsumura, is considered the main insect pest of small fruit in the world. Identifying susceptible hosts is essential to develop management strategies. The aim of this study was to verify the level of D. suzukii infestation in blackberry, blueberry, strawberry, cattley guava and Surinam cherry fruits cultivated in the southern region in Brazil, and to determine the infestation index (II) per fruit. The studies were carried out during two harvests (2015/16 and 2016/17) in three areas with organic cultivation of small fruit. The highest level of D. suzukii natural infestation was observed in blackberry (40 to 65% infestation), and strawberry (approximately 30% infestation) fruits. In contrast, blueberries were less preferred (< 7% infestation). For native fruit of the region (cattley guava and Surinam cherry), it was also verified infestation of the fly, demonstrating they are hosts for multiplication in the off-season periods of the other crops. In relation to II, blackberry and Surinam cherry provided a higher average number of insects per gram of fruit (≈ 1.6 adults of D. suzukii). In contrast, blueberries and cattley guava had the lowest insect ratio per gram of fruit (≈ 0.7 adults per gram). The period between late spring to mid-autumn was considered ideal for the pest occurrence in the field. The knowledge of natural infestation levels is essential for understanding the behavior of the pest in the field, which will assist in the design of management strategies.(AU)


A drosófila-da-asa-manchada, Drosophila suzukii Matsumura, é considerada o principal inseto-praga de pequenos frutos no mundo. A identificação de hospedeiros suscetíveis é essencial para o desenvolvimento de estratégias de manejo. O objetivo deste estudo foi verificar o nível de infestação de D. suzukii em frutos de amoreira-preta, mirtileiro, morangueiro, araçazeiro e pitangueira cultivados na região no sul do Brasil e determinar os índices de infestação (II) por fruto. Os estudos foram realizados durante duas safras (2015/16 e 2016/17) em três áreas com cultivo orgânico de pequenas frutas. O maior nível de infestação natural de D. suzukii foi observado em amora-preta (40 a 65% de infestação) e morango (aproximadamente 30% de infestação). Em contraste, o mirtilo foi menos preferido (< 7% de infestação). Para as frutas nativas da região (araçá e pitanga), também ocorreu infestação da mosca, demonstrando serem hospedeiros potenciais para a multiplicação da praga nos períodos de entressafras. Em relação ao II, amoras e pitangas proporcionaram um maior número médio de insetos por grama de fruto (≈ 1,6 adultos de D. suzukii). Por outro lado, mirtilos e araçás apresentaram a menor relação de insetos emergidos por gramas de frutos (≈ 0,7 adultos por grama). O período entre final da primavera até meados do outono foi considerado ideal para a ocorrência da praga no campo. O conhecimento dos níveis de infestação natural é fundamental para o entendimento do comportamento da praga no campo, o que auxiliará no delineamento de estratégias de manejo.(AU)


Assuntos
Animais , Dípteros , Drosophila , Frutas , Drosophilidae , Pragas da Agricultura , Vaccinium myrtillus , Morus , Fragaria , Eugenia
3.
Ci. Rural ; 38(4): 1125-1128, jul.-ago. 2008. tab
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-4540

Resumo

Spodoptera frugiperda é uma das pragas com elevado potencial para causar perdas econômicas na cultura do milho, no ecossistema de várzeas subtropicais. Com o objetivo de identificar fontes de resistência, foi avaliado, em laboratório, o desenvolvimento de S. frugiperda em nove genótipos de milho. Cem lagartas recém-eclodidas foram individualizadas em tubos de vidro, contendo porções de folhas de milho, mantidos à temperatura de 25±1ºC, umidade relativa de 70±10 por cento e fotofase de 14h. Avaliaram-se a duração e a viabilidade das fases de larva e pupa, o peso de larvas e de pupas e a mortalidade larval. Dentre os genótipos avaliados, destacaram-se o BRS Missões-B e o BR 111 VI Sel. Dent C, os quais afetaram, respectivamente, o desenvolvimento da fase de larva e de pupa.(AU)


Spodoptera frugiperda is the most important pest of the corn culture, causing high leaf losses. With intention to identify possible resistance sources, it was evaluated the effect of nine maize genotypes on the development of S. frugiperda in laboratory. One hundred newly-hatched larvae were individualized in glass tubes containing leaves, maintained under temperature of 25±1ºC, relative humidity of 70±10 percent and photophase of 14h. Larval and pupal developmental time, survivorship and weight and larval mortality at 16 days were evaluated. It was observed that the genotypes BRS Missões-B and BR 111 VI Sel. Dent C affected the larval and pupal development, respectively.(AU)


Assuntos
Zea mays , Spodoptera
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA