Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 4 de 4
Filtrar
Mais filtros

Tipo de documento
Intervalo de ano de publicação
1.
Pesqui. vet. bras ; 38(3): 496-501, mar. 2018. ilus, tab
Artigo em Português | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-965028

Resumo

Demodicose é uma afecção cutânea causada pelo ácaro Demodex sp. diagnosticada com frequência na rotina clínica veterinária. Objetivou-se descrever as manifestações clínicas e histológicas de cães com demodicose nas formas localizada e generalizada, relacionando a quantidade de ácaros e os achados microscópicos ao quadro clínico. Foram estudados 46 cães, sendo 28 com demodicose generalizada e 18 com a forma localizada da doença, dos quais todos possuíam raspados de pele positivo. Destes caninos foram anotados dados de lesões macroscópicas em ficha dermatológica e coletaram-se amostras de pele para estudo microscópico. A análise histológica foi realizada por três avaliadores e os dados registrados sem comunicação entre os mesmos, sendo considerado o resultado que mais ocorreu. Alopecia, descamação, eritema e crostas foram lesões clínicas comuns às duas formas de apresentação da doença que mais ocorreram. Inflamação histológica dermal grave ocorreu especialmente nos cães com doença localizada e generalizada que possuíam piodermite concomitante e ácaros Demodex sp. foram visualizados com intensidade entre moderada e acentuada na maioria dos cães com ambas as formas da enfermidade. Perifoliculite foi a alteração folicular microscópica mais evidenciada nos caninos deste estudo, seguida por foliculite mural e furunculose que tiveram maior ocorrência relativa nos cães com demodicose localizada. De acordo com os resultados obtidos verificou-se que a gravidade das lesões histológicas não corresponde necessariamente à forma de apresentação clínica da enfermidade, além disso, a quantidade de ácaros não demonstrou ser indicativa de lesões clínicas localizadas ou generalizadas, bem como não é possível diferenciar a doença clínica através do exame histopatológico.(AU)


Demodicosis is a skin condition caused by Demodex mite, frequently diagnosed in clinical routine. The purpose of this study was to compare the clinical and histological manifestations of localized and generalized demodicosis in dogs, relating the amount of mites and microscopic lesions. The study group was formed by 46 dogs, 28 with generalized demodicosis, and 18 with the localized form of the disease, all of them with positive skin scrapings. Macroscopic lesions data in dermatological form were noted, and skin samples were collected for microscopic study. The histopathological analysis was individually performed by three reviewers without intercommunication, being considered the result that more occurred. Alopecia, scaling, erythema, and crusting were the most common clinical lesions in both forms of the disease. Histological severe dermatitis occurred especially in dogs with localized and generalized disease that had concomitant pyoderma and Demodex sp. mites were visualized with intensity moderate and severe in the most dogs with both forms of the diseases. Perifolliculitis was the most evident microscopic follicular change in this study, followed by folliculitis and furunculosis wall, which had higher relative occurrence in dogs with localized demodicosis. According to the results obtained, the severity of histologic lesions does not necessarily correspond to the clinical presentation of the disease, in addition to the amount of mites that apparently is not indicative of localized or generalized clinical lesions, and cannot differentiate clinical disease by histopathology.(AU)


Assuntos
Animais , Cães , Dermatologia , Cães/anatomia & histologia , Estudos Clínicos como Assunto/veterinária , Ácaros/patogenicidade , Histologia
2.
Pesqui. vet. bras ; 38(3): 496-501, mar. 2018. ilus, tab
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-18510

Resumo

Demodicose é uma afecção cutânea causada pelo ácaro Demodex sp. diagnosticada com frequência na rotina clínica veterinária. Objetivou-se descrever as manifestações clínicas e histológicas de cães com demodicose nas formas localizada e generalizada, relacionando a quantidade de ácaros e os achados microscópicos ao quadro clínico. Foram estudados 46 cães, sendo 28 com demodicose generalizada e 18 com a forma localizada da doença, dos quais todos possuíam raspados de pele positivo. Destes caninos foram anotados dados de lesões macroscópicas em ficha dermatológica e coletaram-se amostras de pele para estudo microscópico. A análise histológica foi realizada por três avaliadores e os dados registrados sem comunicação entre os mesmos, sendo considerado o resultado que mais ocorreu. Alopecia, descamação, eritema e crostas foram lesões clínicas comuns às duas formas de apresentação da doença que mais ocorreram. Inflamação histológica dermal grave ocorreu especialmente nos cães com doença localizada e generalizada que possuíam piodermite concomitante e ácaros Demodex sp. foram visualizados com intensidade entre moderada e acentuada na maioria dos cães com ambas as formas da enfermidade. Perifoliculite foi a alteração folicular microscópica mais evidenciada nos caninos deste estudo, seguida por foliculite mural e furunculose que tiveram maior ocorrência relativa nos cães com demodicose localizada. De acordo com os resultados obtidos verificou-se que a gravidade das lesões histológicas não corresponde necessariamente à forma de apresentação clínica da enfermidade, além disso, a quantidade de ácaros não demonstrou ser indicativa de lesões clínicas localizadas ou generalizadas, bem como não é possível diferenciar a doença clínica através do exame histopatológico.(AU)


Demodicosis is a skin condition caused by Demodex mite, frequently diagnosed in clinical routine. The purpose of this study was to compare the clinical and histological manifestations of localized and generalized demodicosis in dogs, relating the amount of mites and microscopic lesions. The study group was formed by 46 dogs, 28 with generalized demodicosis, and 18 with the localized form of the disease, all of them with positive skin scrapings. Macroscopic lesions data in dermatological form were noted, and skin samples were collected for microscopic study. The histopathological analysis was individually performed by three reviewers without intercommunication, being considered the result that more occurred. Alopecia, scaling, erythema, and crusting were the most common clinical lesions in both forms of the disease. Histological severe dermatitis occurred especially in dogs with localized and generalized disease that had concomitant pyoderma and Demodex sp. mites were visualized with intensity moderate and severe in the most dogs with both forms of the diseases. Perifolliculitis was the most evident microscopic follicular change in this study, followed by folliculitis and furunculosis wall, which had higher relative occurrence in dogs with localized demodicosis. According to the results obtained, the severity of histologic lesions does not necessarily correspond to the clinical presentation of the disease, in addition to the amount of mites that apparently is not indicative of localized or generalized clinical lesions, and cannot differentiate clinical disease by histopathology.(AU)


Assuntos
Animais , Cães , Estudos Clínicos como Assunto/veterinária , Ácaros/patogenicidade , Dermatopatias/veterinária
3.
Pesqui. vet. bras ; 33(3): 359-362, mar. 2013. tab
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-8588

Resumo

O objetivo deste trabalho foi avaliar as principais doenças de pele não neoplásicas em cães atendidos no Hospital Veterinário da Universidade Federal de Mato Grosso no ano de 2011. Nesse período, 112 casos dermatológicos foram atendidos, dos quais sistematicamente realizou-se biópsia de pele. Em 93,7% foi possível estabelecer o diagnóstico definitivo por meio de análise histopatológica junto a métodos diagnósticos complementares. As doenças cutâneas de maior prevalência eram de origem parasitária, imunológica, bacteriana e fúngica. Nesses grupos, as afecções cutâneas que mais ocorreram foram a demodicidose (20,9%), a leishmaniose visceral (12,4%), a atopia (10,5%), a dermatofitose (10,5%) e a piodermite superficial disseminada (8,6%). Essas cinco condições perfizeram juntas, pouco mais da metade de todas as doenças de pele de cães diagnosticadas neste estudo.(AU)


The aim of this study was to evaluate the main non-neoplastic skin diseases in dogs examined at the Veterinary Hospital of the Federal University of Mato Grosso in 2011. During that period, 112 dermatological cases were treated followed by systematical skin biopsy. In 93.7% of the cases it was possible to establish a definite diagnosis through histopathology along with supplementary diagnostic methods. The most prevalent skin diseases were of parasitic, immunological, bacterial and fungal origins. In these groups, the skin disorders that occurred more often were demodicosis (20.9%), visceral leishmaniasis (12.4%), atopy (10.5%), dermatophytosis (10.5%), and disseminated superficial pyoderma (8.6%). These five conditions together made up just over half of all skin diseases of dogs diagnosed in this study.(AU)


Assuntos
Animais , Cães , Cães , Dermatopatias/veterinária , Diagnóstico , Dermatopatias Parasitárias/veterinária , Dermatopatias Bacterianas/veterinária , Dermatomicoses/veterinária
4.
Pesqui. vet. bras ; 28(1): 77-81, 2008. ilus
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-182

Resumo

Relatam-se os achados epidemiológicos, clínicos, patológicos e micológicos de conidiobolomicose em ovinos no Estado de Mato Grosso. A doença ocorreu em uma propriedade no município de Nobres, em um rebanho com 40 ovelhas adultas, entre os meses de janeiro a junho de 2007. Aproximadamente 30 por cento dos ovinos da propriedade adoeceram e todos os doentes morreram em curso clínico de 2-5 semanas. O quadro clínico foi caracterizado por apatia, emagrecimento, dificuldade respiratória com dispnéia, respiração ruidosa e oral, secreção nasal mucosa ou sero-sanguinolenta, exoftalmia unilateral, por vezes com cegueira, e morte. Havia desaparecimento de etmoturbinados com substituição por tecido bran-cacento, finamente granular, multilobulado e friável infil-trando-se na lâmina cribiforme, no septo nasal e nas coa-nas em todos os ovinos necropsiados. Lesões similares foram encontradas em linfonodos regionais (2 casos), pulmões (3), encéfalo (2) e em linfonodos do abomaso (1). Microscopicamente havia inflamação granulomatosa da região rinocerebral, caracterizada por necrose, proliferação de tecido conjuntivo, infiltrado de neutrófilos, eosinófilos, células epitelióides e células gigantes multinucleadas freqüentemente circundando material Splendori-Hoeppli, onde havia imagens negativas de hifas. Na impregnação pela Prata-Metenamina, as hifas tinham septos e ramificações escassas e irregulares, com dilatação balonosa terminal e com forte demarcação de contornos. Iso-lou-se de tecido nasal de quatro ovinos Conidiobolus sp.(AU)


The epidemiological, clinical, pathological and mycological findings of an outbreak of conidiobolomycosis in a flock of 40 Santa Ines sheep, in the state of Mato Grosso, Brazil, are reported. The illness occurred in the municipality of Nobres during January-June, 2007, resulting in death of about 30 percent of the affected sheep within 2-5 weeks. The clinical signs were characterized by apathy, weight loss, labored and noisy breathing with dyspnea, and mucous or serohemorrhagic nasal discharge. In three sheep there was unilateral exophthalmia, keratitis and corneal ulceration. A firm whitish, multi-lobulated, friable growth was evident in the ethmoturbinate region at the coronal sections of the head from six affected sheep. In all sheep the choana had similar nodular infiltration which resulted in local obstruction. In three of those there was exophthalmia. There was infiltration in the cribiform plate and brain (2 cases), regional lymph nodes (2), lungs (3), and abomasums (1). Microscopic findings were granulomatous inflammation of the rhinoetimoidal region, with necrosis, lymphocytic infiltration, epithelioid multinucleated giant cells and fibrovascular tissue, surrounding Splendore-Hoeppli material wich contained unstained ghost images of hyphae. The methenamine-silver stain uncover fungi hyphae, rarely ramified with bulbous dilatation in their extremities. Conidiobolus sp. was isolated from nasal tissue lesions of four sheep.(AU)


Assuntos
Animais , Zigomicose/diagnóstico , Zigomicose/epidemiologia , Mortalidade , Hifas , Ovinos
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA