Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 7 de 7
Filtrar
Mais filtros

Tipo de documento
Intervalo de ano de publicação
1.
Arq. bras. med. vet. zootec. (Online) ; 73(1): 73-81, Jan.-Feb. 2021. tab
Artigo em Inglês | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1153038

Resumo

Minerals perform several functions in the body, such as coagulation actions, muscle contraction, enzymatic and hormonal production, among others. This study aims to evaluate the effect of a 150 days chelated and not chelated mineral supplementation with and without potassium oxalate on serological parameters and bone mineral density of horses. Twenty-four crossbred yearlings (12 females and 12 males) with an average age of 21±3 months and body weight of 330.8±37.9kg were divided into four groups containing six equines in each (three females and three males) in a completely randomized design with repeated measurements in a 2x2 factorial arrangement. Treatments were: 1 - chelated minerals compound; 2 - chelated minerals compound and potassium oxalate; 3 - not chelated minerals compound; and 4 - not chelated minerals compound and potassium oxalate. Clinical signs of nutritional secondary hyperparathyroidism (NSH) were observed only in treatment 4. Results showed no treatment effect in bone biopsy for calcium, phosphorus and bone density. There were significant reductions of parathyroid hormone (PTH) means concentrations in treatments 2 and 4 during supplementation. Animals supplemented with chelated minerals compounds avoided mineral imbalances and NSH even when in dietary potassium oxalate challenged.(AU)


Os minerais desempenham diversas funções no organismo, como ações de coagulação, contração muscular, produção enzimática e hormonal, entre outras. O objetivo deste estudo foi avaliar o efeito da suplementação de minerais quelatados e não quelatados, por 150 dias, com e sem oxalato de potássio, sobre parâmetros sorológicos e densidade mineral óssea em equinos. Vinte e quatro filhotes mestiços (12 fêmeas e 12 machos), com idade média de 21±3 meses e peso corporal de 330,8±37,9kg, foram divididos em quatro grupos contendo seis equinos cada (três fêmeas e três machos), em delineamento inteiramente ao acaso, com repetição medida em arranjo fatorial 2x2. Os tratamentos foram: 1 - composto mineral quelatado; 2 - composto mineral quelatado e oxalato de potássio; 3 - composto mineral não quelatado; e 4 - composto mineral não quelatado e oxalato de potássio. Os sinais clínicos do hiperparatireoidismo secundário nutricional (NSH) foram observados apenas no tratamento 4. Os resultados não mostraram efeito de tratamento na biópsia óssea para cálcio, fósforo e densidade óssea. Houve redução significativa do hormônio da paratireoide (PTH) em concentrações médias nos tratamentos 2 e 4 durante a suplementação. Os animais suplementados com compostos minerais quelatados evitaram desequilíbrios minerais e NSH, mesmo quando desafiados no oxalato de potássio na dieta.(AU)


Assuntos
Animais , Minerais na Dieta/análise , Quelantes/análise , Cavalos/sangue , Hiperparatireoidismo Secundário/sangue , Hiperparatireoidismo Secundário/veterinária , Biópsia/veterinária
2.
Arq. bras. med. vet. zootec. (Online) ; 73(1): 82-90, Jan.-Feb. 2021. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1153042

Resumo

Essential oils (EO) such as carvacrol represent a wide range of mainly volatile aromatic plant compounds which hold antioxidant, antibacterial and antifungal potential, in addition to other properties of interest to animal health, such as the ability to modulate the microbiome. Current horse care commonly involves an intensive management system with an excessive use of concentrated feed, which can lead to severe digestive and metabolic disorders. Studies with EO in horses are limited, but the use of carvacrol essential oil (CEO) can promote benefits in microbial fermentation. The objective was to investigate the effect of different quantities of CEO on the apparent total digestibility of nutrients, microbial profile in the feces and postprandial blood glucose and insulin response when added to the equine diet. Eight Mini-Horse geldings were used (42±6 months; 135±15 kg BW) and fed with a proportion of 60% concentrate and 40% grass hay. The treatments were: 0, 100, 200 and 300 ppm of CEO. The addition of CEO up to 300 ppm did not influence the apparent digestibility of nutrients or the postprandial plasma glucose and insulin response. The use of CEO maintained the fermentative digestive health of horses fed with concentrate diets.(AU)


Os óleos essenciais (EO), como o carvacrol, são descritos por representarem ampla gama de compostos principalmente voláteis de plantas aromáticas, com potencial antioxidante, antibacteriano, antifúngico, entre outras propriedades de interesse para a saúde animal, como a modulação do microbioma. Atualmente, os cavalos são submetidos a manejo intensivo, com uso excessivo de ração concentrada, o que pode causar graves distúrbios digestivos e metabólicos. Em cavalos, estudos com EO são limitados, mas o uso de óleo essencial de carvacrol (CEO) poderia promover benefícios na fermentação microbiana. O objetivo da presente pesquisa foi investigar o efeito de diferentes quantidades de óleo essencial de carvacrol, adicionadas à dieta de equinos, sobre a digestibilidade aparente total de nutrientes, o perfil microbiano por meio das fezes e a resposta sanguínea pós-prandial de glicose e insulina. Foram utilizados oito cavalos castrados, da raça Mini-Horse (42±6 meses), 135±15kg PV, alimentados na proporção de 60% concentrado e 40% feno de capim. Os tratamentos foram: 0, 100, 200 e 300ppm de CEO. A adição de CEO até 300ppm não influencia a digestibilidade aparente dos nutrientes e a resposta de glicose e insulina plasmática pós-prandial. O uso de EO demonstra manter a saúde digestiva fermentativa quando os cavalos são alimentados com dieta rica em concentrado.(AU)


Assuntos
Animais , Óleos Voláteis/uso terapêutico , Digestão/efeitos dos fármacos , Glucose , Cavalos/sangue , Insulina/sangue , Suplementos Nutricionais/análise , Monoterpenos
3.
Arq. bras. med. vet. zootec ; 69(2): 371-376, mar.-abr. 2017. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-833833

Resumo

The objective of this research was to evaluate the electrocardiogram (ECG) of horses used for wagon traction and to compare the results with the parameters obtained from inactive horses or horses submitted to a training routine. Fifty-six 3-15-year-old healthy horses (22 females and 34 males) were divided into three groups: control (without a work routine; N=21), wagon traction (N=25) and athlete (N=10) and submitted to physical examination and ECG (at rest). The rhythm, heart rate (HR), amplitude and duration of ECG waveforms and intervals were obtained from the frontal plane and base-apex leads. Heart score (HS) was calculated using the arithmetic mean of QRS duration in LI, LII and LIII. Measurements of ECG waves were smaller in control group, in comparison with wagon traction and athlete groups, suggesting that exercise can change ECG. Similar results were observed in the wagon traction and athlete groups, but the electrophysiological adjustments to exercise were not the same for these groups.(AU)


O objetivo deste trabalho foi avaliar o eletrocardiograma (ECG) de cavalos que tracionavam carroças (carroceiros; N=25), comparando os resultados com os parâmetros de cavalos que não realizavam essa atividade (controles; N=21), ou que apresentavam uma rotina de treinamento (atletas; N=10). O ECG foi precedido pelo exame físico do animal e, a partir das derivações no plano frontal e na base-ápice, determinou-se o ritmo, a frequência cardíaca, a amplitude e a duração das ondas e dos intervalos, em repouso. O escore cardíaco foi calculado pela média aritmética da duração do complexo QRS em DI, DII e DIII. O grupo controle apresentou menores valores de amplitude e duração das ondas do ECG, em comparação aos grupos carroceiro e atleta, sugerindo que o exercício pode alterar o ECG. Resultados semelhantes foram observados nos grupos carroceiro e atleta; contudo, os ajustes eletrofisiológicos ao exercício não foram os mesmos para esses dois grupos.(AU)


Assuntos
Animais , Frequência Cardíaca , Cavalos , Exame Físico/veterinária , Esforço Físico , Eletrocardiografia/veterinária
4.
Arq. bras. med. vet. zootec. (Online) ; 69(2): 371-376, mar.-abr. 2017. tab, graf
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-16630

Resumo

The objective of this research was to evaluate the electrocardiogram (ECG) of horses used for wagon traction and to compare the results with the parameters obtained from inactive horses or horses submitted to a training routine. Fifty-six 3-15-year-old healthy horses (22 females and 34 males) were divided into three groups: control (without a work routine; N=21), wagon traction (N=25) and athlete (N=10) and submitted to physical examination and ECG (at rest). The rhythm, heart rate (HR), amplitude and duration of ECG waveforms and intervals were obtained from the frontal plane and base-apex leads. Heart score (HS) was calculated using the arithmetic mean of QRS duration in LI, LII and LIII. Measurements of ECG waves were smaller in control group, in comparison with wagon traction and athlete groups, suggesting that exercise can change ECG. Similar results were observed in the wagon traction and athlete groups, but the electrophysiological adjustments to exercise were not the same for these groups.(AU)


O objetivo deste trabalho foi avaliar o eletrocardiograma (ECG) de cavalos que tracionavam carroças (carroceiros; N=25), comparando os resultados com os parâmetros de cavalos que não realizavam essa atividade (controles; N=21), ou que apresentavam uma rotina de treinamento (atletas; N=10). O ECG foi precedido pelo exame físico do animal e, a partir das derivações no plano frontal e na base-ápice, determinou-se o ritmo, a frequência cardíaca, a amplitude e a duração das ondas e dos intervalos, em repouso. O escore cardíaco foi calculado pela média aritmética da duração do complexo QRS em DI, DII e DIII. O grupo controle apresentou menores valores de amplitude e duração das ondas do ECG, em comparação aos grupos carroceiro e atleta, sugerindo que o exercício pode alterar o ECG. Resultados semelhantes foram observados nos grupos carroceiro e atleta; contudo, os ajustes eletrofisiológicos ao exercício não foram os mesmos para esses dois grupos.(AU)


Assuntos
Animais , Cavalos , Exame Físico/veterinária , Frequência Cardíaca , Esforço Físico , Eletrocardiografia/veterinária
5.
Arq. bras. med. vet. zootec ; 62(5): 1043-1047, out. 2010. tab
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-5989

Resumo

Avaliou-se o efeito da suplementação com óleo de arroz sobre o peso e perfil hematológico de equinos submetidos a exercício físico moderado. Foram utilizados 14 equinos machos, com peso aproximado de 411kg, distribuídos entre o grupo tratado (GT; n=7), suplementado com óleo de arroz adicionado diariamente à dieta (0,5ml/kg/PV), e o grupo-controle (GC; n=7), tratado com óleo de soja (0,5ml/kg/PV). Foram feitas três avaliações: antes do início e aos 20 e 40 dias após o início do tratamento, as quais consistiram de determinação do peso, exame clínico e coleta de amostras de sangue dos animais, antes e após o exercício, para hematócrito, hemograma, dosagem de glicose, lactato e proteína total. Não houve diferença entre grupos e nem entre avaliações quanto às variáveis peso e proteína total. A glicose aumentou significativamente após o exercício na segunda coleta no GC e na terceira no GT. No GC, o lactato aumentou nas coletas após o exercício, enquanto no GT, os valores foram semelhantes antes e após. A suplementação com óleo de arroz na dieta foi determinante para impedir o aumento de lactato em equinos submetidos a exercício, o que pode ser relevante para aumentar o seu desempenho atlético.(AU)


The effect of the supplementation with rice oil was evaluated on the weight and hematologic profile of equines submitted moderate physical exercise. Fourteen male equines, averaging 411kg, were distributed into treated group (GT; n=7), supplemented daily with rice oil added to the diet (0.5ml/kg/BW); and control group (GC; n=7), treated with soybean oil (0.5ml/kg/BW). Three evaluations were made before the treatment, and 20 and 40 days after the beginning of the treatment, consisting of the determination of the weight, the clinical examination, and the collection of blood samples before and after the exercise for hematocrit, hemogram, glucose, lactate, and total protein determinations. There was no difference between the groups, neither between evaluations for weight nor total protein. The glucose increased significantly after the exercise in the second collection in the GC and in the third in the GT. The GC lactate increased significantly in the collections after exercise; while in the GT, the results were similar before and after treatments. The supplementation of the diet with rice oil was determinant to hinder the lactate increase in the animals submitted to exercise, what could be relevant to increase their athletic performance.(AU)


Assuntos
Animais , Ração Animal , Suplementos Nutricionais , Cavalos/sangue , Oryza , Exercício Físico
6.
Arq. bras. med. vet. zootec ; 61(6): 1373-1381, dez. 2009. tab
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-6166

Resumo

Avaliaram-se a acurácia, a precisão e a robustez dos indicadores cutina, lignina em detergente ácido, óxido crômico e coleta total de fezes na estimativa da digestibilidade aparente da matéria orgânica de dietas para equinos. Para tal, foram utilizados quatro equinos machos, com idade aproximada de 10 meses e média de peso de 197kg (170 a 216kg). O experimento foi realizado em quatro períodos, com duração de 11 dias cada, sendo os oito primeiros usados para adaptação às dietas e os três subsequentes, para colheita de material. O delineamento experimental foi em quadrado latino 4X4. A ponderação dos coeficientes de digestibilidade da matéria orgânica pelos indicadores foi efetuada por meio do viés. A acurácia e a precisão foram determinadas pela comparação entre os dados preditos e observados, e a robustez pela comparação dos vieses com outros fatores estudados. A cutina não se mostrou eficiente como indicador interno, pois superestimou a digestibilidade aparente da matéria orgânica e resultou em menor acurácia e precisão. O oxido crômico apresentou baixa recuperação fecal e subestimou a digestibilidade aparente da matéria orgânica, embora tenha sido o mais preciso. A lignina em detergente ácido foi o indicador que obteve a melhor recuperação fecal e foi o mais acurado, portanto, o indicador mais eficiente.(AU)


The accuracy, precision, and robustness of the cutin, acid detergent lignin (ADL), chromic oxide, and total feces collection to estimate the apparent digestibility of the organic matter of diets for equines were evaluated. For such, four male horses were used. They averaged 10 month-old and 197kg (170 to 216kg). The experiment was carried out in four periods with duration of eleven days each, being the first eight for adaptation to the diets and the three subsequent to obtain the results. The experimental design was a 4x4 latin square. The balance of the coefficients of digestibility of the organic matter for the markers was made by means of the bias. The accuracy and the precision were determined by the comparison of the predicted data with the observed ones, and the robustness by the comparison of the bias with other studied factors. The cutin did not show efficient as an internal marker, therefore it overestimated the apparent digestibility of the organic matter and showed to be less accurate and precise. The chromic oxide presented low fecal recovery and underestimated the apparent digestibility of the organic matter, even though it was more precise. The acid detergent lignin was the marker that got the best fecal recovery and was the most accurate, therefore, the most efficient marker.(AU)


Assuntos
Animais , Ração Animal/efeitos adversos , Rúmen/fisiologia , Fezes/química , Matéria Orgânica/análise , Equidae
7.
Arq. bras. med. vet. zootec ; 58(1): 94-98, fev. 2006. ilus, tab
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-6794

Resumo

Para avaliar a influência das pontas excessivas de esmalte dentário na digestibilidade dos nutrientes de dietas de eqüinos, utilizaram-se 13 animais alimentados com capim-elefante (Pennisetum purpureum) e ração comercial. Foram analisadas matéria seca, proteína bruta, energia bruta, fibra em detergente neutro, fibra em detergente ácido, hemicelulose e celulose nas fezes antes e duas semanas após o desgaste corretivo das pontas excessivas de esmalte. A digestibilidade aumentou (P<0,001) em todas as variáveis estudadas após o desgaste corretivo.(AU)


The influence of excessive enamel points on structural carbohydrates digestibility in horses was evaluated. Thirteen horses were fed on elephant grass (Pennisetum purpureum) and concentrate. Dry matter, crude protein, gross energy, neutral detergent fiber, acid detergent fiber, hemicellulose and cellulose were measured in the feces before and two weeks after floating of the excessive enamel points. The apparent digestibility of all nutrients was increased (P<0.001) after the treatment.(AU)


Assuntos
Animais , Masculino , Feminino , Esmalte Dentário/metabolismo , Sistema Estomatognático , Digestão/fisiologia , Fenômenos Fisiológicos da Nutrição Animal , Cavalos
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA