Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 22
Filtrar
Mais filtros

Tipo de documento
Intervalo de ano de publicação
1.
Artigo em Português | LILACS-Express | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1491508

Resumo

Foram avaliados os efeitos hematológicos e bioquímicos mediante a sedação com acepromazina, dexmedetomidina ou xilazina em cães. Para tanto, os animais foram distribuídos aleatoriamente em 3 tratamentos denominados GA (acepromazina 0,1 mg/kg), GD (dexmedetomidina 0,01 mg/kg) e GX (xilazina 1 mg/kg) por via i.m. Os parâmetros verificados foram eritrócitos totais, hematócrito (Ht), hemoglobina (Hb), leucócitos totais, proteínas totais, alanina transferase, aspartato transferase, albumina, fosfatase alcalina, gama-glutamil transferase, creatinina e uréia plasmática. Os dados foram coletados nos momentos T0 a T480, sendo T0 previamente a aplicação dos fármacos e o restante dos momentos 15, 30, 60, 120, 240 e 480 minutos após a aplicação dos agentes. Foi observada redução dos eritrócitos totais em todos os momentos comparados ao basal no GA. Houve redução dos valores da Hb e do Ht durante todos os momentos de avaliação comparativamente a T0 no grupo GA e GX. Houve redução significativa dos leucócitos totais nos momentos T30, T60, T120 e T240 no GA comparativamente ao momento T0; já nos grupos GD e GX os valores médios foram inferiores ao T0 nos tempos T30 e T120, respectivamente. Não foram verificadas diferenças estatisticamente significativas nas variáveis bioquímicas analisadas entre os tempos e grupos.

2.
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-442062

Resumo

Canine ehrlichiosis and babesiosis are the most prevalent tick-borne diseases in Brazilian dogs. Few studies have focused attention in surveying tick-borne diseases in the Brazilian Amazon region. A total of 129 blood samples were collected from dogs living in the Brazilian eastern Amazon. Seventy-two samples from dogs from rural areas of 19 municipalities and 57 samples from urban stray dogs from Santarém municipality were collected. Serum samples were submitted to Indirect Immunofluorescence Assay (IFA) with antigens ofBabesia canis vogeli, Ehrlichia canis, and six Rickettsia species. The frequency of dogs containing anti-B. canis vogeli, anti-E. canis, and anti-Rickettsia spp. antibodies was 42.6%, 16.2%, and 31.7%, respectively. Anti-B. canis vogeli antibodies were detected in 59.6% of the urban dogs, and in 29.1% of the rural dogs (P 0.05). For E. canis, seroprevalence was similar among urban (15.7%) and rural (16.6%) dogs. ForRickettsia spp., rural dogs presented significantly higher (P 0.05) prevalence (40.3%) than urban animals (21.1%). This first study on tick-borne pathogens in dogs from the Brazilian eastern Amazon indicates that dogs are exposed to several agents, such asBabesia organisms, mostly in the urban area; Spotted Fever group Rickettsia organisms, mostly in the rural area; andEhrlichia organisms, in dogs from both areas studied.


Ehrliquiose canina e babesiose canina são as doenças parasitárias transmitidas por carrapatos de maior prevalência em cães do Brasil. Poucos estudos pesquisaram doenças transmitidas por carrapatos na região da Amazônia brasileira. Um total de 129 amostras de sangue foram colhidas de cães da Amazônia oriental brasileira. Setenta e dois cães eram de áreas rurais de 19 municípios do Estado do Pará, e 57 amostras foram colhidas de cães errantes vadios da área urbana do município de Santarém-PA. As amostras de soro foram submetidas ao ensaio de imunofluorescência indireta, com antígenos deBabesia canis vogeli, Ehrlichia canis, e seis espécies de Rickettsia. A frequência de cães com anticorpos anti-B. canis vogeli, anti-E. canis, e anti-Rickettsia spp. foi de 42,6%, 16,2% e 31,7%, respectivamente. Anticorpos anti-B. canis vogeli foram detectados em 59,6% dos cães urbanos, e em 29,1% dos cães rurais (P 0.05). Para E. canis, a soroprevalência foi parecida entre os cães urbanos (15,7%) e rurais (16,6%). Para Rickettsia spp., cães rurais apresentaram prevalência (P 0.05) significativamente maior (40,3%) do que os cães urbanos (21,1%). Esse primeiro estudo sobre agentes transmitidos por carrapatos entre cães da Amazônia oriental brasileira indica que estes animais estão expostos a vários agentes. Estes incluem Babesia principalmente na área urbana, Riquétsias do grupo da Febre Maculosa principalmente nas áreas rurais, e Erliquia em cães de ambas as áreas, rural e urbana.

3.
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-441986

Resumo

Canine ehrlichiosis and babesiosis are the most prevalent tick-borne diseases in Brazilian dogs. Few studies have focused attention in surveying tick-borne diseases in the Brazilian Amazon region. A total of 129 blood samples were collected from dogs living in the Brazilian eastern Amazon. Seventy-two samples from dogs from rural areas of 19 municipalities and 57 samples from urban stray dogs from Santarém municipality were collected. Serum samples were submitted to Indirect Immunofluorescence Assay (IFA) with antigens ofBabesia canis vogeli, Ehrlichia canis, and six Rickettsia species. The frequency of dogs containing anti-B. canis vogeli, anti-E. canis, and anti-Rickettsia spp. antibodies was 42.6%, 16.2%, and 31.7%, respectively. Anti-B. canis vogeli antibodies were detected in 59.6% of the urban dogs, and in 29.1% of the rural dogs (P 0.05). For E. canis, seroprevalence was similar among urban (15.7%) and rural (16.6%) dogs. ForRickettsia spp., rural dogs presented significantly higher (P 0.05) prevalence (40.3%) than urban animals (21.1%). This first study on tick-borne pathogens in dogs from the Brazilian eastern Amazon indicates that dogs are exposed to several agents, such asBabesia organisms, mostly in the urban area; Spotted Fever group Rickettsia organisms, mostly in the rural area; andEhrlichia organisms, in dogs from both areas studied.


Ehrliquiose canina e babesiose canina são as doenças parasitárias transmitidas por carrapatos de maior prevalência em cães do Brasil. Poucos estudos pesquisaram doenças transmitidas por carrapatos na região da Amazônia brasileira. Um total de 129 amostras de sangue foram colhidas de cães da Amazônia oriental brasileira. Setenta e dois cães eram de áreas rurais de 19 municípios do Estado do Pará, e 57 amostras foram colhidas de cães errantes vadios da área urbana do município de Santarém-PA. As amostras de soro foram submetidas ao ensaio de imunofluorescência indireta, com antígenos deBabesia canis vogeli, Ehrlichia canis, e seis espécies de Rickettsia. A frequência de cães com anticorpos anti-B. canis vogeli, anti-E. canis, e anti-Rickettsia spp. foi de 42,6%, 16,2% e 31,7%, respectivamente. Anticorpos anti-B. canis vogeli foram detectados em 59,6% dos cães urbanos, e em 29,1% dos cães rurais (P 0.05). Para E. canis, a soroprevalência foi parecida entre os cães urbanos (15,7%) e rurais (16,6%). Para Rickettsia spp., cães rurais apresentaram prevalência (P 0.05) significativamente maior (40,3%) do que os cães urbanos (21,1%). Esse primeiro estudo sobre agentes transmitidos por carrapatos entre cães da Amazônia oriental brasileira indica que estes animais estão expostos a vários agentes. Estes incluem Babesia principalmente na área urbana, Riquétsias do grupo da Febre Maculosa principalmente nas áreas rurais, e Erliquia em cães de ambas as áreas, rural e urbana.

4.
Ci. Rural ; 39(3)2009.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-705862

Resumo

Liver biopsy in ruminants is an important technique for clinical diagnosis of toxic and metabolic diseases, especially mineral disorders. The most frequent procedures used so far results in an small amount of liver and not enough for multiple tests. The present study aims to evaluate the efficacy of paracostal laparotomy liver biopsy technique in cattle and buffalo and to follow possible changes on biochemical and hematological profiles caused by the surgery. Ten cattle and ten buffalo were used in this study. The animals were kept on their normal position and sedated with xilazin and locally infiltrated with lidocain and epinefrin. The access to abdominal cavity was carried through a right paracoastal laparotomy, ventrally to the transverse process of 2nd or 3rd lombar vertebra. A small portion of the hepatic caudal lobe (2 to 4g) was clinched by a Doyen clamp and removed. The abdominal cavity was closed as normally routine. Blood samples were taken to biochemical tests and hemogram before the procedure, and 24h, 48h, 5 and 10 days later. The technique was practical and easy to be performed (took approximately 25 minutes). The technique described here was efficient and offers low risk to animal health and provided enough amount of liver tissue for multiple tests.


A técnica de biópsia hepática em ruminantes tem importante valor no diagnóstico clínico de doenças tóxicas e metabólicas, em especial nos desequilíbrios minerais. As técnicas mais comumente utilizadas restringem análises devido ao limitado volume de tecido obtido. No presente trabalho, avaliou-se o uso de uma técnica de biópsia hepática por laparotomia paracostal em bovinos e búfalos. Foram utilizados 10 bovinos e 10 búfalos hígidos. Os animais foram mantidos em estação, sedados com xilazina e infiltrados localmente com lidocaína e epinefrina. O acesso à cavidade abdominal foi realizado por meio de uma incisão dorso-ventral de 15cm no flanco direito, iniciada ventralmente (cerca de 4-5cm) ao processo transverso da 2a ou 3a vértebra lombar e situada caudalmente (cerca de 4cm) e paralelamente à 13a costela, obtendo-se visualização do fígado. Foi então realizado pinçamento do bordo caudal do órgão com pinça Doyen para remoção de fragmento hepático (2 a 4g). Procedeu-se o fechamento da cavidade abdominal como de rotina. Foram analisados os parâmetros bioquímicos e hematológicos antes do procedimento (tempo zero) e após 24 horas, 48 horas, 5 dias e 10 dias após a biópsia. Todas as variáveis bioquímicas estudadas retornaram aos valores basais 5 e 10 dias após o procedimento nos bovinos e búfalos, respectivamente. O tempo médio de cirurgia por animal foi de 25 minutos. A biópsia hepática por laparotomia paracostal demonstrou ser uma técnica eficaz e de baixo risco à saúde dos animais, permitindo a coleta de suficiente quantidade de tecido hepática para realização de múltiplas análises.

5.
Artigo em Português | LILACS-Express | VETINDEX | ID: biblio-1477539

Resumo

Liver biopsy in ruminants is an important technique for clinical diagnosis of toxic and metabolic diseases, especially mineral disorders. The most frequent procedures used so far results in an small amount of liver and not enough for multiple tests. The present study aims to evaluate the efficacy of paracostal laparotomy liver biopsy technique in cattle and buffalo and to follow possible changes on biochemical and hematological profiles caused by the surgery. Ten cattle and ten buffalo were used in this study. The animals were kept on their normal position and sedated with xilazin and locally infiltrated with lidocain and epinefrin. The access to abdominal cavity was carried through a right paracoastal laparotomy, ventrally to the transverse process of 2nd or 3rd lombar vertebra. A small portion of the hepatic caudal lobe (2 to 4g) was clinched by a Doyen clamp and removed. The abdominal cavity was closed as normally routine. Blood samples were taken to biochemical tests and hemogram before the procedure, and 24h, 48h, 5 and 10 days later. The technique was practical and easy to be performed (took approximately 25 minutes). The technique described here was efficient and offers low risk to animal health and provided enough amount of liver tissue for multiple tests.


A técnica de biópsia hepática em ruminantes tem importante valor no diagnóstico clínico de doenças tóxicas e metabólicas, em especial nos desequilíbrios minerais. As técnicas mais comumente utilizadas restringem análises devido ao limitado volume de tecido obtido. No presente trabalho, avaliou-se o uso de uma técnica de biópsia hepática por laparotomia paracostal em bovinos e búfalos. Foram utilizados 10 bovinos e 10 búfalos hígidos. Os animais foram mantidos em estação, sedados com xilazina e infiltrados localmente com lidocaína e epinefrina. O acesso à cavidade abdominal foi realizado por meio de uma incisão dorso-ventral de 15cm no flanco direito, iniciada ventralmente (cerca de 4-5cm) ao processo transverso da 2a ou 3a vértebra lombar e situada caudalmente (cerca de 4cm) e paralelamente à 13a costela, obtendo-se visualização do fígado. Foi então realizado pinçamento do bordo caudal do órgão com pinça Doyen para remoção de fragmento hepático (2 a 4g). Procedeu-se o fechamento da cavidade abdominal como de rotina. Foram analisados os parâmetros bioquímicos e hematológicos antes do procedimento (tempo zero) e após 24 horas, 48 horas, 5 dias e 10 dias após a biópsia. Todas as variáveis bioquímicas estudadas retornaram aos valores basais 5 e 10 dias após o procedimento nos bovinos e búfalos, respectivamente. O tempo médio de cirurgia por animal foi de 25 minutos. A biópsia hepática por laparotomia paracostal demonstrou ser uma técnica eficaz e de baixo risco à saúde dos animais, permitindo a coleta de suficiente quantidade de tecido hepática para realização de múltiplas análises.

6.
Acta amaz. ; 38(1)2008.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-450318

Resumo

With the objective of identifying the main problems of cattle nutrition in the production systems of Santarém, Pará, Brazil, ranchers in different regions of the municipality and who owned 10% of the municipality's animals were interviewed at random. The ranchers raised mostly beef cattle; only 9.5% had dairy cattle. The infrastructure conditions are inappropriate; only 23.8% of the ranches have adequate facilities for beef cattle management and 61.9% of the ranchers do not consider weight control. Weed invasion was considered the main problem of the pastures (61.9%). The most common forage was Brachiaria brizantha, used exclusively in 42.9% of the ranches. 76.2% of the ranchers used a complete mineral supplement, with macro and micro elements, while 19% used only salt (NaCl) with micro elements; the other 5% did not use mineral supplements at all. The phosphorus concentration in the mineral supplement at 76.9% of the ranches was less than the minimum level suggested for beef cattle and only 19% of the ranches had appropriate mineral feeders.


Com o objetivo de identificar as principais falhas no sistema de produção que limitam a pecuária em Santarém, Pará, foram entrevistados, ao acaso, 21 pecuaristas (90,5% de corte - cria, recria e engorda; 9,5% de leite), proprietários de 10% da população de bovinos do município. 71,4% das propriedades tinham currais para manejo do gado, entretanto apenas 38,1% possuíam balança e 23,8% tronco de contenção. A Brachiaria brizantha estava presente em todas as fazendas, sendo usada exclusivamente em 42,9% das propriedades. A disseminação de plantas invasoras (61,9%) foi considerada a principal dificuldade no manejo das pastagens. Constatou-se que 76,2% dos pecuaristas utilizam misturas minerais com macro e micro-elementos, geralmente de formulações comerciais, enquanto que 19% utilizam apenas sal comum, enriquecido com micro-elementos. A concentração de fósforo (P) na mistura mineral estava abaixo do recomendado para bovinos de corte em 76,9% das propriedades e apenas 19% das propriedades possuía cochos para suplementação mineral adequada.

7.
Acta sci., Anim. sci ; 30(3): 327-332, 2008.
Artigo em Português | LILACS-Express | VETINDEX | ID: biblio-1459138

Resumo

Este trabalho foi realizado em duas etapas. A primeira avaliou a influência de crescentes quantidades de enxofre (S) dietético sobre a concentração de sulfato inorgânico sérico (SIS), utilizando-se 14 garrotes para tal. Na posterior, foram estudados os teores de enxofre e proteína bruta (PB) nos capins do gênero Brachiaria sp., em 12 fazendas de diferentes áreas do Estado de São Paulo, nas estações seca e chuvosa, e de SIS em 20 bovinos de cada propriedade que não fossem suplementados com nenhuma fonte dietética de enxofre. Tanto na primeira quanto na segunda etapa, foram encontrados alto (r = 0,958) e médio (r = 0,478) coeficientes de correlação entre os teores de enxofre nos capins (EC) e de SIS. Na segunda etapa, também existiu alta correlação positiva (r = 0,806) entre o EC e PB; os teores de enxofre e PB nos capins e de SIS nos bovinos foram maiores no período chuvoso que no seco. Tomando por base o requerimento dietético de enxofre para bovinos (0,20% MS), foi calculado, de acordo com a regressão obtida no primeiro experimento, o valor correspondente de SIS (0,91 mMol L-1). Levando-se em conta esses dois valores, 75% dos capins (0,12 ± 0,03) e 83,3% de SIS (0,53 ± 0,20) encontravam-se abaixo dos níveis recomendados, o que demonstra a existência de carência de enxofre nos rebanhos paulistas não-suplementados com este macroelemento. A concentração sérica de sulfato inorgân

14.
R. bras. Ci. Vet. ; 20(1)2013.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-712614

Resumo

Foram avaliados os efeitos hematológicos e bioquímicos mediante a sedação com acepromazina, dexmedetomidina ou xilazina em cães. Para tanto, os animais foram distribuídos aleatoriamente em 3 tratamentos denominados GA (acepromazina 0,1 mg/kg), GD (dexmedetomidina 0,01 mg/kg) e GX (xilazina 1 mg/kg) por via i.m. Os parâmetros verificados foram eritrócitos totais, hematócrito (Ht), hemoglobina (Hb), leucócitos totais, proteínas totais, alanina transferase, aspartato transferase, albumina, fosfatase alcalina, gama-glutamil transferase, creatinina e uréia plasmática. Os dados foram coletados nos momentos T0 a T480, sendo T0 previamente a aplicação dos fármacos e o restante dos momentos 15, 30, 60, 120, 240 e 480 minutos após a aplicação dos agentes. Foi observada redução dos eritrócitos totais em todos os momentos comparados ao basal no GA. Houve redução dos valores da Hb e do Ht durante todos os momentos de avaliação comparativamente a T0 no grupo GA e GX. Houve redução significativa dos leucócitos totais nos momentos T30, T60, T120 e T240 no GA comparativamente ao momento T0; já nos grupos GD e GX os valores médios foram inferiores ao T0 nos tempos T30 e T120, respectivamente. Não foram verificadas diferenças estatisticamente significativas nas variáveis bioquímicas analisadas entre os tempos e grupos.

15.
Acta Sci. Anim. Sci. ; 30(3): 327-332, 2008.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-725106

Resumo

Este trabalho foi realizado em duas etapas. A primeira avaliou a influência de crescentes quantidades de enxofre (S) dietético sobre a concentração de sulfato inorgânico sérico (SIS), utilizando-se 14 garrotes para tal. Na posterior, foram estudados os teores de enxofre e proteína bruta (PB) nos capins do gênero Brachiaria sp., em 12 fazendas de diferentes áreas do Estado de São Paulo, nas estações seca e chuvosa, e de SIS em 20 bovinos de cada propriedade que não fossem suplementados com nenhuma fonte dietética de enxofre. Tanto na primeira quanto na segunda etapa, foram encontrados alto (r = 0,958) e médio (r = 0,478) coeficientes de correlação entre os teores de enxofre nos capins (EC) e de SIS. Na segunda etapa, também existiu alta correlação positiva (r = 0,806) entre o EC e PB; os teores de enxofre e PB nos capins e de SIS nos bovinos foram maiores no período chuvoso que no seco. Tomando por base o requerimento dietético de enxofre para bovinos (0,20% MS), foi calculado, de acordo com a regressão obtida no primeiro experimento, o valor correspondente de SIS (0,91 mMol L-1). Levando-se em conta esses dois valores, 75% dos capins (0,12 ± 0,03) e 83,3% de SIS (0,53 ± 0,20) encontravam-se abaixo dos níveis recomendados, o que demonstra a existência de carência de enxofre nos rebanhos paulistas não-suplementados com este macroelemento. A concentração sérica de sulfato inorgân

16.
Acta Vet. bras. ; 6(2): 68-79, 2012.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-722182

Resumo

O sangue armazenado em bolsas plásticas sofre alterações graduais ao longo do período de conservação, sendo essas lesões conhecidas em conjunto como lesões de armazenamento. Tais alterações podem inviabilizar a utilização do sangue ou diminuir sua eficácia pós-transfusão. Dessa forma, a presente revisão tem por objetivos relatar as principais alterações hematológicas, morfológicas, hemogasométricas e bioquímicas ocorridas durante o armazenamento de sangue total em bolsas plásticas refrigeradas em temperaturas de 1 a 6 C, em diferentes espécies animais.

17.
Semina Ci. agr. ; 32(3): 1123-1132, 2011.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-471920

Resumo

Foram utilizados 16 cordeiros, sendo 12 submetidos à intoxicação cúprica e quatro animais controle. Quando foi verificada a presença de hemoglobinúria, os animais intoxicados foram aleatoriamente distribuídos em dois grupos, quatro animais não tratados e oito animais tratados com tetratiomolybidato de amônia. Foi realizado exame clínico e coleta de sangue diariamente desde o início da intoxicação até 30 dias após. Foram analisados o volume globular, concentração de hemoglobina plasmática e avaliação hemogasométrica. Nos animais intoxicados, foi observado elevação da freqüência cardíaca e da temperatura retal e redução da freqüência respiratória e dos movimentos ruminais. Os ovinos intoxicados desenvolveram alcalose moderada causada por retenção de bicarbonato seguido de um aumento pontual da pCO2 para compensar a alcalose em curso. Quanto maior o grau de anemia foi maior a freqüência cardíaca, enquanto que quanto maior o grau de alcalose menor a freqüência respiratória. Houve uma relação positiva entre a elevação da hemoglobina plasmática livre e a temperatura retal, e quanto maior a temperatura retal menor a freqüência de movimentos ruminais.


Twelve male sheep were intoxicated with copper and four served as controls. When hemoglobinuria was first diagnosed, the poisoned sheep were randomly distributed into two groups: 4 untreated and 8 tetratiomolybdate-treated. Blood samples and clinical evaluation were performed daily, from the onset of poisoning until the 30th day. Analysis of packed cell volume, plasma free hemoglobin, and blood gas were made. Elevated heart rates and rectal temperature, and reduced respiratory and ruminal movement rates were recorded in the intoxicated group. The poisoned sheep developed mild alkalosis caused by bicarbonate retention, while a short-periodic increase of pCO2 occurred to compensate the ongoing alkalosis. Elevated degree of anemia was directly proportional to heart rate, while high degree of alkalosis was inversely proportional to respiratory rate. Further, there was an elevated positive relationship between plasma free hemoglobin and rectal temperature, and an increase in rectal temperature accompanied a reduced ruminal movement.

18.
Semina ciênc. agrar ; 30(2): 407-416, 2009.
Artigo em Português | LILACS-Express | VETINDEX | ID: biblio-1498450

Resumo

The main objective of this study was to evaluate the clinical and hematological alterations, and the hepatic concentration of Cu in buffaloes with chronic copper poisoning (CCP). Ten buffalo yearling steers were randomly distributed into two groups: one copper supplemented (BUFCu; n = 6) and another control group (BUF; n = 4). The group BUFCu received, by ruminal fistula, 2 mg Cu/kgBW (as CuSO4.5H2O) daily during one week; after which 2 mg Cu/kgBW was added during each additional week, until the end of the experiment (105th day). Three liver biopsies were realized during the experiment (day zero, 45th, and 105th day) to determine the degree of copper accumulation. Alterations in body weight, clinical examination, and hematological values were monitored every 15 days. Two buffaloes supplemented with copper demonstrated clinical manifestations consistent with CCP, and died. Two distinct clinical manifestations were observed, one classical (n = 1) and another atypical (n = 1), characterized by remarkable high levels of liver copper, progressive hyporexia followed by anorexia, dehydration, severe apathy, decreased rumen movements, oliguria, and death. Some animals were resistant to CCP although high copper intake. In buffalos with clinical picture similar to the one described as atypical, CCP should be considered as a possible diagnostic even without presence of macroscopic hemoglo


O presente trabalho objetivou analisar o quadro clínico, variáveis metabólicas e a concentração de cobre nos tecidos de bufalinos submetidos à intoxicação cúprica acumulativa (ICA). Foram utilizados 10 bufalinos jovens, da raça Murrah, aleatoriamente distribuídos em seis animais no grupo suplementado com cobre (BUFCu) e quatro no grupo controle (BUF). O grupo BUFCu recebeu suplementação progressiva de cobre através de administração diária de solução aquosa deste microelemento, por meio da fistula ruminal. A dose diária inicial era de 2 mg de Cu/kgPV (CuSO4.5H2O), durante 7 dias, sendo esta dose de cobre aumentada em 2 mg/kgPV a cada semana, até o término do experimento (105 dias). Foram realizadas três biópsias hepáticas (dias 0 45 105) nos animais para determinação da concentração de Cu e de Zn. Quinzenalmente, foi realizado exame clínico, pesagem e coleta de sangue. Dois búfalos do grupo BUFCu manifestaram quadro clínico fatal sugestivo de ICA. Destaca-se a presença de dois quadros clínicos diferentes, o clássico (n = 1) e um atípico (n = 1), caracterizado pelo acúmulo destacado de cobre hepático, hiporexia progressiva seguida de anorexia, desidratação, oligúria, apatia acentuada e morte, mas sem apresentar hemoglobinúria. Quatro búfalos foram resistentes à ICA a despeito da administração de altas quantidades de cobre. Em búfalos que apresentem quadros clínicos similares

19.
Semina ciênc. agrar ; 34(1): 323-334, 2013.
Artigo em Português | LILACS-Express | VETINDEX | ID: biblio-1499118

Resumo

O objetivo desse estudo foi investigar os efeitos cardiorrespiratórios e a redução na dose de propofol, mediante a infusão contínua de altas doses de lidocaína (200 ?g/kg/min) em associação ao propofol/ fentanil. Para tanto, foram utilizados 12 ovinos machos castrados (peso médio de 32,1 ± 4,9 kg), distribuídos em dois grupos de seis animais, designados como grupo GPF e GPFL em estudo clínico, prospectivo e aleatório. Todos os animais foram pré-medicados com xilazina (0,05 mg/kg, i.m.). A indução anestésica do grupo GPF constou de propofol (3 mg/kg) e fentanil (2,5 ?g/kg) adminitrados por via intravenosa e a anestesia foi mantida com a infusão contínua de propofol (500 ?g/kg/min) e fentanil (0,15 ?g/kg/min). No grupo GPFL foram induzidos a anestesia com propofol (3 mg/kg), fentanil (2,5 ?g/kg) e lidocaína (2,5 mg/kg), i.v.; após 10 minutos de manutenção anestésica, neste grupo a dose de propofol foi reduzida em 25% (500 ?g/kg/min para 375 ?g/kg/min). Os parâmetros cardiorrespiratórios foram coletados 15 minutos após a medicação pré-anestésica (T0) até o término do procedimento cirúrgico (T7). Os tempos correspondentes foram: T0 15 minutos após a administração da medicação pré-anestésica; T1 imediatamente após a indução anestésica e entubação orotraqueal; T2 15 minutos de anestesia; T3 durante a tração do fígado; T4 durante o pinçamento do intestino; T5 sutura da mus


The aim of this study was to investigate the cardiorespiratory and anesthetic-sparing effects of a highdose CRI of lidocaine (200 ?g/kg/min) administered with a propofol/fentanyl regimen to sheep. Twelve adult, castrated male sheep (BW= 32.1 ± 4.9 kg), were used in a prospective, randomized clinical trial. All animals were premedicated with xylazine (0.05 mg/kg, i.m.). Animals in the GPF group were induced with propofol (3 mg/kg) and fentanyl (2.5 ?g/kg) intravenously, and anesthesia was maintained with a CRI of propofol (500 ?g/kg/min) and fentanyl (0.15 ?g/kg/min). In the GPFL group, animals were induced with propofol (3 mg/kg), fentanyl (2.5 ?g/kg) and lidocaine (2.5 mg/kg) intravenously, and anesthesia was maintained with a CRI of propofol (500 ?g/kg/min), fentanyl (0.15 ?g/kg/min) and lidocaine (200 ?g/kg/min); after ten minutes of anesthesia, the propofol dose was reduced by 25% (from 500 ?g/kg/min to 375 ?g/kg/min). Cardiorespiratory parameters were recorded from 15 minutes after preanesthetic medication administration (T0) to the end of the anesthetic procedure (T7). The time points were as follows: T0 15 minutes after preanesthetic medication administration; T1 after anesthesia induction and orotracheal intubation; T2 15 minutes of anesthesia; T3 during traction on the liver; T4 during bowel clamping; T5 during muscle suture; T6 at the end of skin suture;

20.
Acta Vet. bras. ; 5(1): 47-53, 2011.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-722317

Resumo

Brucellosis is a zoonotic infectious disease caused by Brucella sp. Bovine brucellosis is present in over 128 countries. It is considered an endemic disease in Brazil and was diagnosed in all states. In relation to brucellosis, little is known about their prevalence in cattle herds from Pará state, Brazil. Thus, this study aims to determine the occurrence of cattle serum reagent to brucellosis by a retrospective study of the results of serological tests from private laboratories in different regions of from Pará state, Brazil. We selected three laboratories for the diagnosis of brucellosis located in the municipalities of Santarém, Novo Repartimento and Tomé-Açu. The animals tested for brucellosis were all older than 24 months. We obtained a total of 7,724 test results from 14 municipalities. For the diagnosis of brucellosis it was performed agglutination test with buffered acidified antigen. Qui-square test was performed to assess the possible risk factors for brucellosis prevalence in relation to macro and micro region, animal category and breed, and Fisher"s exact test was applied for the factors sex and vaccination history of the herd. We observed 792 positive cattle, resulting in an average prevalence of 10.25%. The prevalence was higher in cows and heifers when compared to bulls, and consequently higher in females compared to males. Herds vaccinated against brucellosis sh


A brucelose é uma zoonose infecto-contagiosa causada por bactérias do gênero Brucella. Ela já foi diagnosticada em todos os Estados da federação. Porém, pouco se sabe em relação a sua prevalência nos rebanhos paraenses. Deste modo, o presente estudo objetiva determinar a ocorrência de animais soro reagentes à brucelose bovina, através de um estudo retrospectivo de resultados de exames realizados por laboratórios particulares em diferentes regiões do Estado. Foram selecionados três laboratórios de diagnóstico de brucelose localizados no nos municípios de Santarém, Novo Repartimento e Tomé-Açu. Os exames foram realizados em animais com idade superior a 24 meses. Obtiveram-se um total de 7.724 resultados de exames provenientes de 14 municípios. Para o diagnóstico da brucelose foi realizado o Teste de soro aglutinação com Antígeno Acidificado Tamponado (AAT). Os fatores de risco município, macrorregião, microrregião, categoria animal e padrão racial foram avaliados pelo teste do qui quadrado de Pearson, já os fatores sexo e histórico de vacinação do rebanho através do teste exato de Fisher, utilizando software estatístico Minitab. Foram observados 792 bovinos positivos, prevalência média de 10,25%. Em relação aos fatores de risco estudados, a prevalência foi maior em vacas e novilhas, quando comparadas aos touros, sendo conseqüentemente maior nas fêmeas em relação aos machos. Estes

SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA