Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 10 de 10
Filtrar
Mais filtros

Tipo de documento
Intervalo de ano de publicação
1.
R. cient. eletr. Med. Vet. ; (31)jul. 2018. ilus
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-738117

Resumo

Foram recebidos para diagnóstico histopatológico 54 caninos no Laboratório de Histopatologia Veterinária da Unijuí, durante o período de agosto de 2014 a julho de 2015. Objetivou-se identificar as principais lesões no músculo cardíaco em animais com endocardiose, bem como a casuística e o grau de prevalência. Do total de animais, nove apresentaram lesões características de endocardiose, destes, cinco machos e quatro fêmeas, apresentando na macroscopia presença de nódulos nas válvulas cardíacas, e na microscopia, quantidades mínimas á acentuadas de colágeno. Não houve prevalência quanto ao sexo e a maioria dos casos ocorreu em cães idosos de pequeno porte.(AU)


A total of 54 canines were received for the histopathological diagnosis in the Veterinary Histopathology Laboratory of Unijuí, from August 2014 to July 2015. The objective was to identify the main lesions in the cardiac muscle in animals with endocardiosis, as well as the casuistry and the degree of prevalence. Of the total number of animals, nine presented lesions characteristic of endocardiosis, of these, five males and four females. Macroscopically, the presence of nodules in the cardiac valves and microscopy showed minimal amounts of collagen. There was no prevalence regarding the sex of the animals and the majority of cases occurred in small elderly dogs.(AU)


Assuntos
Animais , Cães , Endocárdio/anatomia & histologia , Endocárdio/lesões , Valvas Cardíacas/lesões , Cardiopatias/veterinária
2.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: biblio-1494299

Resumo

Foram recebidos para diagnóstico histopatológico 54 caninos no Laboratório de Histopatologia Veterinária da Unijuí, durante o período de agosto de 2014 a julho de 2015. Objetivou-se identificar as principais lesões no músculo cardíaco em animais com endocardiose, bem como a casuística e o grau de prevalência. Do total de animais, nove apresentaram lesões características de endocardiose, destes, cinco machos e quatro fêmeas, apresentando na macroscopia presença de nódulos nas válvulas cardíacas, e na microscopia, quantidades mínimas á acentuadas de colágeno. Não houve prevalência quanto ao sexo e a maioria dos casos ocorreu em cães idosos de pequeno porte.


A total of 54 canines were received for the histopathological diagnosis in the Veterinary Histopathology Laboratory of Unijuí, from August 2014 to July 2015. The objective was to identify the main lesions in the cardiac muscle in animals with endocardiosis, as well as the casuistry and the degree of prevalence. Of the total number of animals, nine presented lesions characteristic of endocardiosis, of these, five males and four females. Macroscopically, the presence of nodules in the cardiac valves and microscopy showed minimal amounts of collagen. There was no prevalence regarding the sex of the animals and the majority of cases occurred in small elderly dogs.


Assuntos
Animais , Cães , Endocárdio/anatomia & histologia , Endocárdio/lesões , Valvas Cardíacas/lesões , Cardiopatias/veterinária
3.
Pesqui. vet. bras ; 35(6): 562-568, jun. 2015. tab, ilus
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-852

Resumo

Com o objetivo de determinar a epidemiologia e as características morfológicas, incluindo a localização anatômica, das lesões extrarrenais de uremia, bem como determinar as principais lesões do sistema urinário associadas à ocorrência de uremia, foram revisados os protocolos de necropsias de cães realizadas no Laboratório de Patologia Veterinária da Universidade Federal de Santa Maria de janeiro de 1996 a dezembro de 2012 (17 anos). Nesse período foram necropsiados 4.201 cães, sendo que 161 (3,8%) apresentaram lesões extrarrenais de uremia. Em 134 cães (83,2%) foram descritos sinais clínicos associados à uremia. As lesões extrarrenais mais frequentes, em ordem decrescente, foram: gastrite ulcerativa e hemorrágica (56,5%), mineralização de tecidos moles (55,9%), edema pulmonar (47,2%), estomatite e/ou glossite ulcerativa (30,4%), endocardite/trombose atrial e aórtica (28,6%), hiperplasia das paratireoides (9,3%), osteodistrofia fibrosa (8,1%), anemia (6,2%), laringite ulcerativa (5%), enterite ulcerativa/hemorrágica (3,7%), esofagite fibrinonecrótica (1,9%) e pericardite fibrinosa (1.9%). Na maioria dos casos as lesões extrarrenais de uremia foram decorrentes de azotemia prolongada por lesões renais graves, sendo as mais prevalentes a nefrite intersticial e a glomerulonefrite.(AU)


The aim of this study was to determine the epidemiology and the morphological characteristics (including the anatomic localization) of the extrarenal uremic lesions, as well as to describe the main lesions of the urinary system associated with the occurrence of uremia, through analysis of the protocols of necropsies performed in dogs from January 1996 to December 2012 (17 years) at the Laboratório de Patologia Veterinária of the Universidade Federal de Santa Maria. A total of 4,201 dogs were necropsied and 161 (3.8%) had extrarenal uremic lesions. In 134 dogs (83.2%) clinical signs associated with uremia were reported. The extrarenal lesions more often observed, in descending order of prevalence, were ulcerative and hemorrhagic gastritis (56.5%), soft-tissue mineralization (55.9%), pulmonary edema (47.2%), ulcerative stomatitis and/or glossitis (30.4%), endocarditis/atrial and aortic thrombosis (28.6%), parathyroid hyperplasia (9.3%), fibrous osteodystrophy (8.1%), anemia (6.2%), ulcerative laryngitis (5%), ulcerative and hemorrhagic enteritis (3.7%), fibrinonecrotic esophagitis (1.9%), and fibrinous pericarditis (1.9%). In most of the cases, the extrarenal lesions of uremia were due to prolonged azotemia secondary to severe renal lesions, such as interstitial nephritis and glomerulonephritis (the most prevalent ones).(AU)


Assuntos
Animais , Cães , Uremia/epidemiologia , Uremia/veterinária , Azotemia/veterinária , Sistema Urinário/lesões , Gastrite/veterinária , Calcificação Fisiológica , Edema Pulmonar/veterinária , Gengivite Ulcerativa Necrosante/veterinária
4.
Pesqui. vet. bras ; 32(8): 761-771, ago. 2012. ilus, tab
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-1849

Resumo

Com o objetivo de realizar um estudo abrangente das lesões do sistema urinário em cães e determinar a sua prevalência, epidemiologia, importância clínica e possíveis causas associadas, foram revisados os protocolos de necropsias de cães realizadas no período de janeiro de 1999 a dezembro de 2010 no LPV-UFSM. Nesse período foram necropsiados 3.189 cães e destes, cerca de 30% apresentaram lesões no sistema urinário. Na maioria dos cães (79,1%) foram observadas lesões únicas e em aproximadamente 21% havia lesões múltiplas no sistema urinário, totalizando 1.373 lesões. Destas, 1.014 (73,8%) foram observadas no rim. No trato urinário inferior (TUI) foram diagnosticadas 359 (26,2%) lesões. Um terço das lesões no sistema urinário dos cães necropsiados foram causa de morte espontânea ou razão para eutanásia (ME/EUT). As demais foram consideradas como achados incidentais. As principais lesões renais diagnosticadas, em ordem decrescente de prevalência, foram: nefrite túbulo-intersticial, infarto, nefrite granulomatosa (parasitária), glomerulonefrite, neoplasmas metastáticos/multicêntricos, pielonefrite/ pielite e hidronefrose. As principais lesões do TUI diagnosticadas, em ordem decrescente de prevalência, foram: cistite, presença de inclusões virais (morbilivírus), urolitíase, dilatação da bexiga, ruptura de bexiga (com uroperitônio) e neoplasmas metastáticos/multicêntricos. As características epidemiológicas como sexo, raça e idade dos cães afetados tiveram variações expressivas de acordo com o tipo de lesão diagnosticada. Uremia foi observada em um número significativo de casos de ME/EUT e foi principalmente secundária a lesões renais.(AU)


The aim of this study was to determine the prevalence, epidemiology, clinical significance, and possible associated causes of the urinary system lesions in dogs necropsied between January 1999 and December 2010 at the Laboratório de Patologia Veterinária of the Universidade Federal de Santa Maria (LPV-UFSM). To accomplish this, the necropsy reports were analyzed retrospectively. In this time frame, 3,189 dogs were necropsied and about 30% had lesions in the urinary system. In most of the dogs (79.1%), lesions were single and in about 21% they were multiple, totalizing 1,373 lesions. Out of them, 1,014 (73.8%) were observed in the kidney and 359 (26.2%) were in the lower urinary tract (LUT). One third of the lesions in the urinary system were causes of spontaneous death or reason for euthanasia (SD/EUTH) of the affected dogs. The other two third of the lesions were considered incidental findings. The main renal lesions diagnosed, in descending order of prevalence, were: tubulointerstitial nephritis, infarct, granulomatous nephritis (parasitary), glomerulonephritis, metastatic/multicentric neoplasms, pyelonephritis/pyelitis, and hydronephrosis. The main LUT lesions, in descending order of prevalence, were: cystitis, presence of viral inclusions bodies (morbillivirus), urolithiasis, urinary bladder dilatation, urinary bladder rupture (with uroperitoneum), and metastatic/multicentric neoplasms. Epidemiological aspects such as gender, breed, and age of affected dogs had expressive variations according to the type of lesion diagnosed. Uremia was observed in a significant number of cases of SD/EUTH and was mostly due to renal lesions.(AU)


Assuntos
Animais , Cães , Cães/lesões , Sistema Urinário/lesões , Rim/patologia , Ureter/patologia , Bexiga Urinária/patologia , Uretra/patologia , Nefrite/veterinária , Necrose Tubular Aguda/veterinária , Pielonefrite/veterinária , Hidronefrose/veterinária , Glomerulonefrite/veterinária
5.
Pesqui. vet. bras ; 32(3): 247-253, mar. 2012. ilus, tab
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-1728

Resumo

Entre janeiro de 1990 e dezembro de 2010 foram necropsiados 4.872 cães no Laboratório de Patologia Veterinária da Universidade Federal de Santa Maria (LPV-UFSM). Destes, 76 (1,6%) apresentaram urólitos em algum local do sistema urinário. O perfil epidemiológico dos cães afetados demonstrou o predomínio de machos (64,5%), adultos (52,6%) e com raça definida (56,6%). Sinais clínicos indicativos de urolitíase foram reportados em 30,3% dos casos e consistiram principalmente de hematúria, anúria, disúria e incontinência urinária. Os urólitos tiveram localização única ou múltipla e os locais anatômicos mais frequentemente acometimentos, em ordem decrescente de frequência, foram: bexiga, rim e uretra. Urolitíase ureteral não foi observada. Lesões secundárias à urolitíase foram observadas em aproximadamente 40% dos cães afetados; as mais prevalentes, em ordem decrescente de frequência, foram: cistite, obstrução uretral, hidroureter, hidronefrose, ruptura vesical (com uroperitônio) e pielonefrite. Em 25% dos cães afetados ocorreu morte espontânea ou eutanásia decorrente das lesões secundárias à urolitíase. Lesões extra-renais de uremia foram observadas em 11,8% dos casos.(AU)


From January 1990 to December 2010, 4,872 dogs were necropsied at the Laboratório de Patologia Veterinária, Universidade Federal de Santa Maria. Seventy six dogs (1.6%) had uroliths along the urinary tract. The epidemiological profile of the affected dogs showed predominance of males (64.5%); adults (52.6%); and pure breeds (56.6%). Clinical signs suggestive of urolithiasis were reported in 30.3% of the dogs and consisted mainly of hematuria, anuria, dysuria and urinary incontinency. The uroliths were found in one or more anatomical sites, and the main affected ones (in descending order) were urinary bladder, kidney, and urethra. Ureteral urolithiasis was not observed. Secondary lesions to urolithiasis were found in about 40% of the cases. The most prevalent (in descending order) were cystitis, urethral obstruction, hydroureter, hydronephrosis, urinary bladder rupture (with uroperitoneum), and pyelonephritis. In 25% of the affected dogs, spontaneous death occurred or euthanasia was performed due to the secondary lesions of urolithiasis. Extra-renal lesions of uremia were found in 11.8% of the cases.(AU)


Assuntos
Animais , Cães , Cães/urina , Urolitíase/veterinária , Sistema Urinário/fisiopatologia , Cálculos Renais/veterinária , Hematúria/veterinária , Anuria/veterinária , Disuria/veterinária
6.
Pesqui. vet. bras ; 31(12): 1102-1107, 2011. ilus, tab
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-1379

Resumo

Foram revisados 4.723 protocolos de necropsias de cães realizadas entre janeiro de 1990 e julho de 2010 no LPV-UFSM. Os principais objetivos deste estudo retrospectivo foram determinar a prevalência e os tipos de neoplasmas que ocorreram no sistema urinário. Em 113 (2,4 por cento) dos cães necropsiados, foram diagnosticados 27 neoplasmas primários e 86 metastáticos ou como parte de tumores multicêntricos no sistema urinário. Dos neoplasmas primários, a grande maioria teve origem epitelial. Treze casos eram neoplasmas renais primários (0,27 por cento do total de cães necropsiados no período estudado). Cistadenocarcinoma/cistadenoma e o carcinoma de células renais foram os neoplasmas primários mais prevalentes no rim e o carcinoma de células de transição foi o mais prevalente na bexiga. Os neoplasmas metastáticos (64 casos) e multicêntricos (22 casos) que afetaram o sistema urinário foram os mais prevalentes (86 casos [76,1 por cento]), com predomínio mesenquimal. Destes, a grande maioria estava localizada no rim e, quanto ao tipo histológico, as metástases de neoplasmas mamários e o linfoma multicêntrico predominaram.(AU)


Necropsy reports from 4,723 dogs examined from January 1990 to July 2010 in the Laboratório de Patologia Veterinária, Universidade Federal de Santa Maria, were surveyed. The main purposes of this retrospective study were to establish the prevalence and types of neoplasms of the urinary system in dogs. Neoplasms of the urinary system were present in 113 (2.4 percent) dogs. Twenty seven were primary neoplasms and 86 were metastatic or part of a multicentric tumor. The majority of the primary neoplasms were of epithelial origin. Thirteen dogs had primary renal neoplasms (prevalence of 0.27 percent over all dogs necropsied in the studied period). Cystadenocarcinoma/cystadenoma and renal cell carcinoma were the most prevalent primary renal neoplasms and transitional cell carcinoma was the most prevalent urinary bladder neoplasm. Metastatic (64 cases) or multicentric (22 cases) tumors affecting the urinary system were the most prevalent (86 cases [76.1 percent]). Among them, mesenchymal tumors were more common than epithelial tumors. Out of the 86 cases, most of them were localized in the kidney. Metastases of mammary tumors and multicentric lymphoma were the most prevalent histologic types.(AU)


Assuntos
Animais , Cães , Cães , Sistema Urinário/patologia , Neoplasias Urológicas/veterinária , Metástase Neoplásica/patologia , Autopsia/veterinária , Linfoma/veterinária , Carcinoma de Células Renais/veterinária
7.
Pesqui. vet. bras ; 30(6): 479-483, 2010. ilus
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-14537

Resumo

Um caso de carcinoma bronquíolo-alveolar difuso do tipo misto foi diagnosticado em um leão-africano (Panthera leo), hospitalizado com sinais de dispnéia e emagrecimento progressivo. Em todos os lobos pulmonares havia múltiplos nódulos esbranquiçados, macios e homogêneos, de 0,2-0,5cm em diâmetro. Histologicamente, os nódulos eram constituídos por células neoplásicas arranjadas em alvéolos e papilas sustentados por moderado estroma fibrovascular, um padrão que lembrava a estrutura pulmonar pré-existente. Na reação pelo ácido periódico de Schiff (PAS) foi observada marcação positiva no citoplasma de numerosas células neoplásicas. Todas as células neoplásicas demonstraram forte e uniforme imunorreatividade citoplasmática para pancitoceratina. A marcação para o fator 1 de transcrição da tireóide (TTF-1) foi observada em focos nos núcleos das células neoplásicas das margens dos nódulos. Nas secções avaliadas para surfactante A, a marcação foi observada em múltiplas áreas focais, tanto no citoplasma como na membrana citoplasmática das células neoplásicas. O diagnóstico de carcinoma bronquíolo-alveolar difuso do tipo misto foi feito com base nos achados histológicos, histoquímicos e imuno-histoquímicos. Essa parece ser a primeira descrição de um neoplasma pulmonar primário maligno em leão-africano.(AU)


A case of diffuse bronchioloalveolar carcinoma of the mixed type was diagnosed in the lung of an adult female African lion (Panthera leo) with presenting signs of progressive dyspnea and weight loss. In all pulmonary lobes there were multiple 0.2-0.5cm in diameter soft and homogenous white nodules. Histologically, these nodules consisted of neoplastic cells with an alveolar and papillary disposition, a pattern reminiscent of the preexistent pulmonary structure. The cytoplasms of numerous neoplastic cells were positive in the periodic acid-Schiff (PAS) stain. At immunohistochemistry examination, all neoplastic cells reacted strongly and uniformly to pancytokeratin; focal reactivity for thyroid transcription factor 1 (TTF-1) was observed in the nucleus of neoplastic cells mainly in those at the margins of the nodules. Positive reaction for surfactant A was observed in multifocal areas, both in the cytoplasm and plasma membranes of neoplastic cells. The diagnosis of diffuse bronchioloalveolar carcinoma of the mixed type was made based on histological, histochemistry and immunohistochemistry findings. This seems to be the first report of a primary malignant neoplasm in the lung of the African lion.(AU)


Assuntos
Animais , Adenocarcinoma Bronquioloalveolar/diagnóstico , Leões , Oncologia/métodos , Neoplasias/metabolismo , Dispneia/complicações , Redução de Peso/imunologia , Reação do Ácido Periódico de Schiff/instrumentação , Imuno-Histoquímica/instrumentação
8.
MEDVEP. Rev. cient. Med. Vet. ; 6(18): 128-131, abr.-set. 2008. ilus
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-14608

Resumo

A meningoencefalite necrosante é uma condição inflamatória de cães de raças de pequeno porte especialmente em cães Pug. A doença é caracterizada histologicamente por infiltração de linfócitos, plamócitos e histiócitos e necrose do parênquima cerebral principalmente no córtex. Descreve-se um caso de meningoencefalite necrosante em um cão Pug, fêmea, com cinco anos de idade. O histórico clínico incluía apatia, incoordenação motora e crises epileptiformes recorrentes. O diagnóstico foi realizado com base nas características clínicas, nos achados histopatológicos e na imunoistoquímica(AU)


The necrotizing meningoencephalitis is an inflammatory condition of small dogs of mainly the Pug ones. The disease is histologically characterized by infiltration of lymphocytes, plasma cells and histiocytes and necrosis of the cerebral parenchyma mostly in the cortex. This report concerns a case of necrotizing meningoencephalitis in a female five-year-old Pug dog. The clinical description includes apathy, poorly coordinated gait and recurrent seizures. The diagnosis was carried through on the basis of the clinical, histopathological and immunohistochemical findings(AU)


Assuntos
Cães , Meningoencefalite/veterinária , Cérebro/fisiopatologia , Cães , Necrose , Sistema Nervoso
9.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: biblio-1485195

Resumo

A meningoencefalite necrosante é uma condição inflamatória de cães de raças de pequeno porte especialmente em cães Pug. A doença é caracterizada histologicamente por infiltração de linfócitos, plamócitos e histiócitos e necrose do parênquima cerebral principalmente no córtex. Descreve-se um caso de meningoencefalite necrosante em um cão Pug, fêmea, com cinco anos de idade. O histórico clínico incluía apatia, incoordenação motora e crises epileptiformes recorrentes. O diagnóstico foi realizado com base nas características clínicas, nos achados histopatológicos e na imunoistoquímica


The necrotizing meningoencephalitis is an inflammatory condition of small dogs of mainly the Pug ones. The disease is histologically characterized by infiltration of lymphocytes, plasma cells and histiocytes and necrosis of the cerebral parenchyma mostly in the cortex. This report concerns a case of necrotizing meningoencephalitis in a female five-year-old Pug dog. The clinical description includes apathy, poorly coordinated gait and recurrent seizures. The diagnosis was carried through on the basis of the clinical, histopathological and immunohistochemical findings


Assuntos
Cães , Cães , Cérebro/fisiopatologia , Meningoencefalite/veterinária , Necrose , Sistema Nervoso
10.
Tese em Português | VETTESES | ID: vtt-2141

Resumo

Esta tese foi constituída de três partes que resultaram em três artigos científicos. O primeiro artigo foi o mais abrangente, onde todas as lesões do sistema urinário em cães necropsiados entre 1999 e 2010 foram analisadas. No período estudado foram necropsiados 3.189 cães no Laboratório de Patologia Veterinária da Universidade Federal de Santa Maria (LPV-UFSM) e destes, um terço (1.063) apresentou lesões no sistema urinário. Na maioria (79,1%) dos cães foram observadas lesões únicas e em aproximadamente 21% havia lesões múltiplas, totalizando 1.373 lesões. Os rins foram 2,8 vezes mais afetados que o trato urinário inferior (TUI). Um terço das lesões no sistema urinário foram causa de morte espontânea/eutanásia (ME/EUT). As demais foram consideradas achados incidentais. As principais lesões renais diagnosticadas foram: nefrite túbulo-intersticial, infarto, nefrite granulomatosa, glomerulonefrite, neoplasmas metastáticos/multicêntricos, pielonefrite/pielite e hidronefrose. As principais lesões do TUI diagnosticadas foram: cistite, presença de inclusões virais, urolitíase, dilatação da bexiga, ruptura de bexiga e neoplasmas metastáticos/multicêntricos. As características epidemiológicas como sexo, raça e idade dos cães afetados tiveram variações significativas de acordo com o tipo de lesão diagnosticada. Uremia foi observada em um número significativo de casos de ME/EUT e foi, principalmente, secundária a lesões renais. O segundo artigo enfocou a urolitíase. No período analisado (1990 ? 2010) foram necropsiados 4.872 cães. Destes, 1,5% apresentaram urólitos ao longo do sistema urinário. O perfil epidemiológico mostrou o predomínio de cães machos; adultos; e com raça definida. Sinais clínicos indicativos de urolitíase foram computados em cerca de um terço dos casos e consistiram principalmente de hematúria, anúria, disúria e incontinência urinária. Os urólitos tiveram localização única ou múltipla e os locais anatômicos mais frequentemente acometimentos, em ordem decrescente de prevalência, foram bexiga, rim e uretra. Lesões secundárias à urolitíase foram observadas em aproximadamente 40% dos cães afetados. As mais prevalentes foram cistite, obstrução uretral, hidroureter, hidronefrose, ruptura vesical e pielonefrite. Em 25% do total de cães afetados ocorreu ME/EUT decorrentes das lesões secundárias à urolitíase. Uremia foi observada em 9 dos 76 casos. O terceiro artigo enfocou os neoplasmas que acometem o sistema urinário de cães. Nesse estudo foram determinados a prevalência e os tipos de neoplasmas primários e metastáticos/multicêntricos que ocorreram no sistema urinário de cães recebidos para necropsia no LPV-UFSM num período de aproximadamente 21 anos (janeiro de 1990 ? julho de 2010). Em 113 (2,4%) dos cães necropsiados no período estudado, foram diagnosticados 27 neoplasmas primários e 86 metastáticos ou como parte de tumores multicêntricos no sistema urinário. Dos neoplasmas primários, a grande maioria teve origem epitelial. Treze casos eram neoplasmas renais primários (0,27% do total de cães necropsiados). Cistadenocarcinoma/cistadenoma e o carcinoma de células renais foram os neoplasmas primários mais prevalentes no rim e o carcinoma de células de transição foi o mais prevalente na bexiga. Os neoplasmas metastáticos e multicêntricos que afetaram o sistema urinário foram os mais prevalentes (76,1%), com predomínio mesenquimal. Destes, a grande maioria estava localizada no rim e, quanto ao tipo histológico, as metástases de neoplas

SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA