Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 14 de 14
Filtrar
Mais filtros

Tipo de documento
Intervalo de ano de publicação
1.
Ci. Rural ; 45(3)2015.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-709089

Resumo

In horses less than one year of age fractures of the third metacarpal bone (McIII) or metatarsal bone III (MtIII) are mainly attributed to trauma. Open reduction and internal fixation are the most common treatment method. A Quarter Horse filly with three months of age, which weighed 150kg presented a diaphyseal multifragmentar wedge fracture of right MtIII which was treated with transcortical pins and cast, associated with intralesional application of platelet rich plasma (PRP). After two years of surgery, the animal initiated a training program for racing, and six months later, the patient ran its first official match. The choice of therapeutic methods for treating fractures in horses should be one that provides an earlier repair and minor possibility of complications. Thus, the therapy association which was adopted was considered favorable, since allowed full reestablishment of locomotion of the patient and made possible its return to race


Em potros até um ano de idade, as fraturas do III osso metacarpiano (McIII) ou III metatarsiano (MtIII) são principalmente atribuídas ao trauma. A redução aberta e a imobilização do foco com implantes constituem o tratamento cirúrgico recomendado. Uma potra com três meses de idade e 150kg, da raça Quarto de Milha, que apresentava umafratura diafisária multifragmentar em cunha do MtIII direito foi submetida à osteossíntese através datransfixação externa e gesso, associada com a aplicação intralesional deplasma rico em plaquetas (PRP). Após dois anos do tratamento, o animal iniciou programa de treinamento para corrida e, após seis meses do treinamento, correu o primeiro páreo oficial. A escolha dos métodos terapêuticos para o tratamento de fraturas em equinos deve ser baseada naquela que promova reparação precoce e de melhor qualidade, com menores riscos de complicações. Sendo assim, a associação terapêutica adotada foi considerada favorável, já que possibilitou o completo reestabelecimento da locomoção da paciente, podendo inclusive competir na sua modalidade esportiva

2.
Artigo em Português | LILACS-Express | VETINDEX | ID: biblio-1479643

Resumo

In horses less than one year of age fractures of the third metacarpal bone (McIII) or metatarsal bone III (MtIII) are mainly attributed to trauma. Open reduction and internal fixation are the most common treatment method. A Quarter Horse filly with three months of age, which weighed 150kg presented a diaphyseal multifragmentar wedge fracture of right MtIII which was treated with transcortical pins and cast, associated with intralesional application of platelet rich plasma (PRP). After two years of surgery, the animal initiated a training program for racing, and six months later, the patient ran its first official match. The choice of therapeutic methods for treating fractures in horses should be one that provides an earlier repair and minor possibility of complications. Thus, the therapy association which was adopted was considered favorable, since allowed full reestablishment of locomotion of the patient and made possible its return to race


Em potros até um ano de idade, as fraturas do III osso metacarpiano (McIII) ou III metatarsiano (MtIII) são principalmente atribuídas ao trauma. A redução aberta e a imobilização do foco com implantes constituem o tratamento cirúrgico recomendado. Uma potra com três meses de idade e 150kg, da raça Quarto de Milha, que apresentava umafratura diafisária multifragmentar em cunha do MtIII direito foi submetida à osteossíntese através datransfixação externa e gesso, associada com a aplicação intralesional deplasma rico em plaquetas (PRP). Após dois anos do tratamento, o animal iniciou programa de treinamento para corrida e, após seis meses do treinamento, correu o primeiro páreo oficial. A escolha dos métodos terapêuticos para o tratamento de fraturas em equinos deve ser baseada naquela que promova reparação precoce e de melhor qualidade, com menores riscos de complicações. Sendo assim, a associação terapêutica adotada foi considerada favorável, já que possibilitou o completo reestabelecimento da locomoção da paciente, podendo inclusive competir na sua modalidade esportiva

3.
Ci. Rural ; 40(6)2010.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-706984

Resumo

To evaluate the effect of exercise, training and vitamin E supplementation on serum malondialdehyde (MDA) and cardiac troponin I (cTnI), sixteen adult untrained Arabian horses were divided into 2 groups of 8 animals each, control and supplemented with vitamin E. Both groups had incremental exercise tests performed on a high-speed treadmill at a +7% slope, before (P1) and after (P2) a training period of 20 days. Serum concentrations of MDA, vitamin E and cTnI, and resting electrocardiogram were performed before and after P1 and P2. Results suggested that oxidative stress was induced by exercise as measured by serum MDA increase. In some animals, there was a subtle increase in cTnI concentration associated with the detection of ventricular premature complexes, which didn't represent a significant cardiac injury. There was no training effect on oxidative stress. It was concluded that, under the conditions above, the incremental exercise promoted lipoperoxidation, which was not prevented by vitamin E supplementation or training, however, it was not enough to cause a significant cardiac damage.


Para avaliar o efeito do exercício físico, do treinamento e da suplementação com vitamina E sobre o malondialdeído (MDA) e a troponina I cardíaca (cTnI) séricos, foram utilizados 16 equinos da raça Puro Sangue Árabe, sem treinamento, divididos em dois grupos de oito: controle e suplementado com vitamina E. Ambos os grupos foram submetidos a provas de exercício progressivo em esteira de alta velocidade inclinada a +7%, antes (P1) e após (P2) o período de treinamento de 20 dias. Foram determinadas as concentrações séricas de MDA, vitamina E e cTnI e realizou-se o eletrocardiograma de repouso antes e após as provas P1 e P2. Os resultados sugerem a ocorrência do estresse oxidativo ocasionado pelo exercício, determinado por meio do aumento de MDA sérico. Em alguns animais, houve um discreto aumento de cTnI associado à detecção de complexos ventriculares prematuros, mas que não representou lesão cardíaca expressiva. Não houve efeito do treinamento sobre o estresse oxidativo. Portanto, é possível concluir que o exercício físico progressivo promoveu a lipoperoxidação nessas condições, que não foi prevenida pela suplementação com vitamina E nem pelo treinamento, mas não foi suficiente para causar uma lesão cardíaca significativa.

4.
Ci. Rural ; 40(6)2010.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-706670

Resumo

To evaluate the effect of exercise, training and vitamin E supplementation on serum malondialdehyde (MDA) and cardiac troponin I (cTnI), sixteen adult untrained Arabian horses were divided into 2 groups of 8 animals each, control and supplemented with vitamin E. Both groups had incremental exercise tests performed on a high-speed treadmill at a +7% slope, before (P1) and after (P2) a training period of 20 days. Serum concentrations of MDA, vitamin E and cTnI, and resting electrocardiogram were performed before and after P1 and P2. Results suggested that oxidative stress was induced by exercise as measured by serum MDA increase. In some animals, there was a subtle increase in cTnI concentration associated with the detection of ventricular premature complexes, which didn't represent a significant cardiac injury. There was no training effect on oxidative stress. It was concluded that, under the conditions above, the incremental exercise promoted lipoperoxidation, which was not prevented by vitamin E supplementation or training, however, it was not enough to cause a significant cardiac damage.


Para avaliar o efeito do exercício físico, do treinamento e da suplementação com vitamina E sobre o malondialdeído (MDA) e a troponina I cardíaca (cTnI) séricos, foram utilizados 16 equinos da raça Puro Sangue Árabe, sem treinamento, divididos em dois grupos de oito: controle e suplementado com vitamina E. Ambos os grupos foram submetidos a provas de exercício progressivo em esteira de alta velocidade inclinada a +7%, antes (P1) e após (P2) o período de treinamento de 20 dias. Foram determinadas as concentrações séricas de MDA, vitamina E e cTnI e realizou-se o eletrocardiograma de repouso antes e após as provas P1 e P2. Os resultados sugerem a ocorrência do estresse oxidativo ocasionado pelo exercício, determinado por meio do aumento de MDA sérico. Em alguns animais, houve um discreto aumento de cTnI associado à detecção de complexos ventriculares prematuros, mas que não representou lesão cardíaca expressiva. Não houve efeito do treinamento sobre o estresse oxidativo. Portanto, é possível concluir que o exercício físico progressivo promoveu a lipoperoxidação nessas condições, que não foi prevenida pela suplementação com vitamina E nem pelo treinamento, mas não foi suficiente para causar uma lesão cardíaca significativa.

5.
Artigo em Português | LILACS-Express | VETINDEX | ID: biblio-1478207

Resumo

To evaluate the effect of exercise, training and vitamin E supplementation on serum malondialdehyde (MDA) and cardiac troponin I (cTnI), sixteen adult untrained Arabian horses were divided into 2 groups of 8 animals each, control and supplemented with vitamin E. Both groups had incremental exercise tests performed on a high-speed treadmill at a +7% slope, before (P1) and after (P2) a training period of 20 days. Serum concentrations of MDA, vitamin E and cTnI, and resting electrocardiogram were performed before and after P1 and P2. Results suggested that oxidative stress was induced by exercise as measured by serum MDA increase. In some animals, there was a subtle increase in cTnI concentration associated with the detection of ventricular premature complexes, which didn't represent a significant cardiac injury. There was no training effect on oxidative stress. It was concluded that, under the conditions above, the incremental exercise promoted lipoperoxidation, which was not prevented by vitamin E supplementation or training, however, it was not enough to cause a significant cardiac damage.


Para avaliar o efeito do exercício físico, do treinamento e da suplementação com vitamina E sobre o malondialdeído (MDA) e a troponina I cardíaca (cTnI) séricos, foram utilizados 16 equinos da raça Puro Sangue Árabe, sem treinamento, divididos em dois grupos de oito: controle e suplementado com vitamina E. Ambos os grupos foram submetidos a provas de exercício progressivo em esteira de alta velocidade inclinada a +7%, antes (P1) e após (P2) o período de treinamento de 20 dias. Foram determinadas as concentrações séricas de MDA, vitamina E e cTnI e realizou-se o eletrocardiograma de repouso antes e após as provas P1 e P2. Os resultados sugerem a ocorrência do estresse oxidativo ocasionado pelo exercício, determinado por meio do aumento de MDA sérico. Em alguns animais, houve um discreto aumento de cTnI associado à detecção de complexos ventriculares prematuros, mas que não representou lesão cardíaca expressiva. Não houve efeito do treinamento sobre o estresse oxidativo. Portanto, é possível concluir que o exercício físico progressivo promoveu a lipoperoxidação nessas condições, que não foi prevenida pela suplementação com vitamina E nem pelo treinamento, mas não foi suficiente para causar uma lesão cardíaca significativa.

6.
Ci. Rural ; 39(4)2009.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-706225

Resumo

In this study, tendinous injuries were induced experimentally in horses, through the administration of different doses of collagenase. Twelve horses, clinically healthy, were distributed into two groups that received different doses of collagenase. Group 1 (G1) received 1.25mg and Group 2 (G2) received 2.5mg of collagenase. With the needle positioned at the center of the superficial digital flexor tendon in the equine forelimbs, different doses of collagenase were applied in agreement the experimental group. The monitoring of colagenase-induced tendonitis was based on physical and ultrasonographic exams, carried out every seven days until the period of 28 days post-induction. In the images of ultrasound were evaluated the echogenicity, the percentage of injured area, degree of reduction and severity of injuries of colagenase-induced tendonitis. The most accurate parameter in response to different doses of collagenase administered was the percentage of area injured in the interior of the tendon. The G2 presented one better ultrasonographic reply of the tendonitis of the superficial digital flexor for the accomplishment of experimental studies.


Neste estudo, lesões tendíneas foram induzidas experimentalmente em eqüinos por meio da administração de diferentes doses de colagenase. Foram usados 12 eqüinos adultos, clinicamente sadios e distribuídos aleatoriamente em dois grupos que receberam diferentes doses de colagenase. O grupo 1 (G1) recebeu 1,25mg e o grupo 2 (G2) recebeu 2,5mg de colagenase. Com a agulha posicionada no centro dos tendões flexores digitais superficiais dos membros torácicos, as diferentes doses de colagenase foram aplicadas conforme o grupo experimental. O acompanhamento das lesões tendíneas baseou-se em exames físicos e ultra-sonográficos, realizados a cada sete dias até o período de 28 dias pós-indução. Nas imagens ultra-sonográficas, foram avaliados os parâmetros ecogenicidade, percentual de área lesada, grau de redução e severidade das lesões do tendão flexor digital superficial. O parâmetro mais fiel em resposta às diferentes doses de colagenase administradas foi o percentual de área lesada no interior do tendão. O G2 apresentou uma melhor resposta ultra-sonográfica da tendinite do flexor digital superficial para a realização de estudos experimentais.

7.
Ci. Rural ; 39(4)2009.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-705914

Resumo

In this study, tendinous injuries were induced experimentally in horses, through the administration of different doses of collagenase. Twelve horses, clinically healthy, were distributed into two groups that received different doses of collagenase. Group 1 (G1) received 1.25mg and Group 2 (G2) received 2.5mg of collagenase. With the needle positioned at the center of the superficial digital flexor tendon in the equine forelimbs, different doses of collagenase were applied in agreement the experimental group. The monitoring of colagenase-induced tendonitis was based on physical and ultrasonographic exams, carried out every seven days until the period of 28 days post-induction. In the images of ultrasound were evaluated the echogenicity, the percentage of injured area, degree of reduction and severity of injuries of colagenase-induced tendonitis. The most accurate parameter in response to different doses of collagenase administered was the percentage of area injured in the interior of the tendon. The G2 presented one better ultrasonographic reply of the tendonitis of the superficial digital flexor for the accomplishment of experimental studies.


Neste estudo, lesões tendíneas foram induzidas experimentalmente em eqüinos por meio da administração de diferentes doses de colagenase. Foram usados 12 eqüinos adultos, clinicamente sadios e distribuídos aleatoriamente em dois grupos que receberam diferentes doses de colagenase. O grupo 1 (G1) recebeu 1,25mg e o grupo 2 (G2) recebeu 2,5mg de colagenase. Com a agulha posicionada no centro dos tendões flexores digitais superficiais dos membros torácicos, as diferentes doses de colagenase foram aplicadas conforme o grupo experimental. O acompanhamento das lesões tendíneas baseou-se em exames físicos e ultra-sonográficos, realizados a cada sete dias até o período de 28 dias pós-indução. Nas imagens ultra-sonográficas, foram avaliados os parâmetros ecogenicidade, percentual de área lesada, grau de redução e severidade das lesões do tendão flexor digital superficial. O parâmetro mais fiel em resposta às diferentes doses de colagenase administradas foi o percentual de área lesada no interior do tendão. O G2 apresentou uma melhor resposta ultra-sonográfica da tendinite do flexor digital superficial para a realização de estudos experimentais.

8.
Artigo em Português | LILACS-Express | VETINDEX | ID: biblio-1477584

Resumo

In this study, tendinous injuries were induced experimentally in horses, through the administration of different doses of collagenase. Twelve horses, clinically healthy, were distributed into two groups that received different doses of collagenase. Group 1 (G1) received 1.25mg and Group 2 (G2) received 2.5mg of collagenase. With the needle positioned at the center of the superficial digital flexor tendon in the equine forelimbs, different doses of collagenase were applied in agreement the experimental group. The monitoring of colagenase-induced tendonitis was based on physical and ultrasonographic exams, carried out every seven days until the period of 28 days post-induction. In the images of ultrasound were evaluated the echogenicity, the percentage of injured area, degree of reduction and severity of injuries of colagenase-induced tendonitis. The most accurate parameter in response to different doses of collagenase administered was the percentage of area injured in the interior of the tendon. The G2 presented one better ultrasonographic reply of the tendonitis of the superficial digital flexor for the accomplishment of experimental studies.


Neste estudo, lesões tendíneas foram induzidas experimentalmente em eqüinos por meio da administração de diferentes doses de colagenase. Foram usados 12 eqüinos adultos, clinicamente sadios e distribuídos aleatoriamente em dois grupos que receberam diferentes doses de colagenase. O grupo 1 (G1) recebeu 1,25mg e o grupo 2 (G2) recebeu 2,5mg de colagenase. Com a agulha posicionada no centro dos tendões flexores digitais superficiais dos membros torácicos, as diferentes doses de colagenase foram aplicadas conforme o grupo experimental. O acompanhamento das lesões tendíneas baseou-se em exames físicos e ultra-sonográficos, realizados a cada sete dias até o período de 28 dias pós-indução. Nas imagens ultra-sonográficas, foram avaliados os parâmetros ecogenicidade, percentual de área lesada, grau de redução e severidade das lesões do tendão flexor digital superficial. O parâmetro mais fiel em resposta às diferentes doses de colagenase administradas foi o percentual de área lesada no interior do tendão. O G2 apresentou uma melhor resposta ultra-sonográfica da tendinite do flexor digital superficial para a realização de estudos experimentais.

9.
Artigo em Português | LILACS-Express | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1491266

Resumo

O objetivo deste trabalho foi avaliar a eficácia do sulfato de condroitina (SC) oral e intramuscular no tratamento de lesõestendíneas agudas induzidas experimentalmente em eqüinos. Foram utilizados 12 eqüinos, divididos aleatoriamente em trêsgrupos que receberam a administração de colagenase nos tendões flexores digitais superficiais, no terço médio da regiãometacarpiana, com a finalidade de se induzir a tendinite aguda. Após sete dias desta administração iniciou-se o tratamentocom sulfato de condroitina pelas vias intramuscular (grupo 1) e oral (grupo 2), e sem tratamento (grupo 3 controle). Estesanimais foram avaliados através de exames clínicos e ultra-sonográficos em diferentes momentos pelo período de 150 dias.Os resultados indicaram um efeito terapêutico benéfico do sulfato de condroitina, embora fossem reveladas diferenças naação do produto quando administrado por vias diferentes.

10.
Vet. Zoot. ; 19(1): 033-043, 2012.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-699002

Resumo

RESUMO O Plasma Rico em Plaquetas (PRP) é um preparado do sangue total que contém diversos fatores de crescimento importantes na proliferação e diferenciação celular, angiogênese, além de síntese e deposição da matriz extracelular. Há na literatura diversos estudos sobre a ação do PRP na reparação de lesões musculoesqueléticas e cutâneas em várias espécies, com resultados promissores. Nesse sentido, o objetivo dessa revisão é relatar as propriedades do PRP, bem como a sua aplicação terapêutica em tecidos musculoesqueléticos e cutâneo, com enfoque particular na espécie equina. Palavras-chave: cavalo, fatores de crescimento, terapia regenerativa, equino, PRP PLATELET-RICH PLASMA: A NEW THERAPEUTIC APPROACH FOR EQUINE MEDICINE ABSTRACT Platelet Rich Plasma (PRP) is a preparation of whole blood that contains several important growth factors in cell proliferation and differentiation, angiogenesis, and synthesis and deposition of extracellular matrix. There are several studies in the literature about the action of PRP in the repair of musculoskeletal injuries and skin in several species, with promising results. Thus, the objective of this review is to describe the properties of the PRP, as well as its therapeutic application in musculoskeletal tissues and skin, but with particular focus on the equine species. Keywords: horse, growth factors, regenerative therapy, equin

11.
Vet. zootec ; 19(1): 033-043, 2012.
Artigo em Português | LILACS-Express | VETINDEX | ID: biblio-1503083

Resumo

RESUMO O Plasma Rico em Plaquetas (PRP) é um preparado do sangue total que contém diversos fatores de crescimento importantes na proliferação e diferenciação celular, angiogênese, além de síntese e deposição da matriz extracelular. Há na literatura diversos estudos sobre a ação do PRP na reparação de lesões musculoesqueléticas e cutâneas em várias espécies, com resultados promissores. Nesse sentido, o objetivo dessa revisão é relatar as propriedades do PRP, bem como a sua aplicação terapêutica em tecidos musculoesqueléticos e cutâneo, com enfoque particular na espécie equina. Palavras-chave: cavalo, fatores de crescimento, terapia regenerativa, equino, PRP PLATELET-RICH PLASMA: A NEW THERAPEUTIC APPROACH FOR EQUINE MEDICINE ABSTRACT Platelet Rich Plasma (PRP) is a preparation of whole blood that contains several important growth factors in cell proliferation and differentiation, angiogenesis, and synthesis and deposition of extracellular matrix. There are several studies in the literature about the action of PRP in the repair of musculoskeletal injuries and skin in several species, with promising results. Thus, the objective of this review is to describe the properties of the PRP, as well as its therapeutic application in musculoskeletal tissues and skin, but with particular focus on the equine species. Keywords: horse, growth factors, regenerative therapy, equin

12.
R. bras. Ci. Vet. ; 11(3)2004.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-712641

Resumo

O objetivo deste trabalho foi avaliar a eficácia do sulfato de condroitina (SC) oral e intramuscular no tratamento de lesõestendíneas agudas induzidas experimentalmente em eqüinos. Foram utilizados 12 eqüinos, divididos aleatoriamente em trêsgrupos que receberam a administração de colagenase nos tendões flexores digitais superficiais, no terço médio da regiãometacarpiana, com a finalidade de se induzir a tendinite aguda. Após sete dias desta administração iniciou-se o tratamentocom sulfato de condroitina pelas vias intramuscular (grupo 1) e oral (grupo 2), e sem tratamento (grupo 3 controle). Estesanimais foram avaliados através de exames clínicos e ultra-sonográficos em diferentes momentos pelo período de 150 dias.Os resultados indicaram um efeito terapêutico benéfico do sulfato de condroitina, embora fossem reveladas diferenças naação do produto quando administrado por vias diferentes.

13.
Vet. Zoot. ; 16(4): 650-655, 2009.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-699058

Resumo

RESUMO A medula óssea é uma das fontes de células precursoras em indivíduos adultos e sua obtenção pode ser realizada por meio de punção aspirativa. O estudo teve por objetivo avaliar a técnica de punção de medula óssea e definir um protocolo para isolamento das células mononucleares de equinos. Doze equinos adultos foram submetidos à punção de medula óssea. Após separação da fração mononuclear por gradiente de densidade, foi realizado o teste de viabilidade celular, verificando-se uma média de 86,9% viabilidade. Com o domínio da técnica será possível implementar a terapia celular em equinos, tanto em experimentos, quanto nas aplicações clínico-terapêuticas. Palavras-chave: fração mononuclear, célula tronco, punção aspirativa, medula óssea, equino. PROTOCOL OF ISOLATION OF EQUINE MONONUCLEAR CELLS FROM BONE MARROW ABSTRACT In adults, the stem cells are found at the bone marrow and their isolation could be accessed by aspiration technique. This experiment aimed to evaluate the bone marrow aspiration technique and define a protocol for isolation of equine mononuclear cells. Twelve horses were submitted to bone marrow aspiration. After isolation of mononuclear cells by density gradient, the cell viability was determined obtaining a media of 86.9% of viable cells. According to the more knowledge obtained, the stem cell harvest experiment and clinical approach can be impl

14.
Vet. zootec ; 16(4): 650-655, 2009.
Artigo em Português | LILACS-Express | VETINDEX | ID: biblio-1502929

Resumo

RESUMO A medula óssea é uma das fontes de células precursoras em indivíduos adultos e sua obtenção pode ser realizada por meio de punção aspirativa. O estudo teve por objetivo avaliar a técnica de punção de medula óssea e definir um protocolo para isolamento das células mononucleares de equinos. Doze equinos adultos foram submetidos à punção de medula óssea. Após separação da fração mononuclear por gradiente de densidade, foi realizado o teste de viabilidade celular, verificando-se uma média de 86,9% viabilidade. Com o domínio da técnica será possível implementar a terapia celular em equinos, tanto em experimentos, quanto nas aplicações clínico-terapêuticas. Palavras-chave: fração mononuclear, célula tronco, punção aspirativa, medula óssea, equino. PROTOCOL OF ISOLATION OF EQUINE MONONUCLEAR CELLS FROM BONE MARROW ABSTRACT In adults, the stem cells are found at the bone marrow and their isolation could be accessed by aspiration technique. This experiment aimed to evaluate the bone marrow aspiration technique and define a protocol for isolation of equine mononuclear cells. Twelve horses were submitted to bone marrow aspiration. After isolation of mononuclear cells by density gradient, the cell viability was determined obtaining a media of 86.9% of viable cells. According to the more knowledge obtained, the stem cell harvest experiment and clinical approach can be impl

SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA