Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 5 de 5
Filtrar
Mais filtros

Tipo de documento
Intervalo de ano de publicação
1.
Cad. téc. vet. zootec ; (105): 135-160, jan. 2023. ilus, mapas, graf, tab
Artigo em Português | VETINDEX | ID: biblio-1435992

Resumo

A aquariofilia é uma prática responsável pelo comércio de muitos organismos aquáticos ornamentais, como peixes, invertebrados e plantas aquáticas, além de seus produtos acessórios (Evers et al., 2019). A atividade existe há mais de 3.000 anos, e os peixes ornamentais correspondem ao principal táxon comercializado. Esse comércio cresce 14% ao ano, desde a década de 70, e atualmente envolve mais de 125 países (Dey, 2016; Maceda Veiga, 2016). O comércio varejista dos peixes ornamentais apresenta um valor de aproximadamente US$7,2 bilhões, com mais de 1 bilhão de peixes comercializados anualmente (Dey, 2016; Domínguez e Botella, 2014; Penning et al., 2009). Se forem incluídos os produtos acessórios, como tanques, filtros, alimentação e medicamentos, esse valor pode variar de US$18-20 bilhões (Dey, 2016). Além disso, mais de 2 bilhões de pessoas são beneficiadas, desde o pescador/ produtor até o aquarista (Domínguez e Botella, 2014), que se ocupam com mais de 5.300 espécies de peixes de água doce e 1.802 espécies marinhas (Raghavan et al., 2013). Ademais, apenas o comércio de exportação movimenta em torno de US$338 milhões a cada ano (PNIPA, 2021). Estima-se que 90% do volume comercial total dos peixes ornamentais correspondam aos peixes tropicais de água doce. Desses, aproximadamente 90% são oriundos da aquicultura, enquanto os 10% restantes compreendem uma gama diversificada de espécies selvagens capturadas (Raghavan et al., 2013). Em relação ao conceito de peixes ornamentais, esses estão comumente associados a peixes pequenos e coloridos, com morfologia e beleza exuberante (Ribeiro et al., 2010). No entanto, basta uma pequena análise para se ter uma ideia da quantidade de peixes com características distintas das citadas acima. Portanto, a caracterização de um peixe ornamental é subjetiva, sendo a cor ou a ausência de cor um parâmetro mais objetivo e associado a esses animais.(AU)


Assuntos
Animais , Ecossistema Amazônico , Peixes/fisiologia , Comércio/tendências , Biodiversidade
2.
Acta amaz ; 52(2): 114-121, 2022. tab, graf
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1378475

Resumo

The green water technique uses microalgae in the water of indoor larviculture, providing a darker environment to favor fish growth, welfare and health. We evaluated growth performance and locomotor activity after light exposure of pirarucu (Arapaima gigas) larvae reared in green or clear water. During one test, pirarucu larvae (3.6 ± 0.3 cm; 0.36 ± 0.1 g) were reared in 50-L circular tanks (n = 3 per treatment, 50 larvae per tank) in a static system containing green water [microalgae (w3algae; Bernaqua® 10 g m-3) added] or clear water (control). Fish weaning was achieved by co-feeding with Artemia nauplii and microdiets for seven days until full microdiet substitution. Larvae were biometrically evaluated on days 10, 17 and 24 to assess growth performance. In a second test, the locomotor activity of the larvae was analyzed before and after light exposure (1400 ± 60 lx) for 48 h according to an ethogram. After 24 days, the larvae reared in the green water were significantly heavier than those from the clear water, and displayed significantly fewer circular swimming movements. Body cortisol increased in both groups after light exposure. The microalgae provided an additional food source for larvae, with positive impact on growth until day 17 of larviculture. Green water can be a strategy to achieve better results in pirarucu larviculture, especially during and up to 10 days after the co-feeding period.(AU)


A técnica de água verde utiliza microalgas na água durante a larvicultura indoor, proporcionando um ambiente mais escuro que favorece o crescimento, bem-estar e saúde dos peixes. Avaliamos o crescimento e a atividade locomotora após exposição à luz de larvas de pirarucu (Arapaima gigas) criadas em água verde ou clara. Em um teste, larvas de pirarucu (3,6 ± 0,3 cm; 0,36 ± 0,1 g) foram criadas em tanques circulares de 50 L (n = 3 por tratamento; 50 larvas por tanque) em sistema estático contendo água verde [microalgas (w3algae; Bernaqua® 10 g m-3) adicionadas] ou água clara (controle). A transição alimentar dos peixes ocorreu por co-alimentação com náuplios de Artemia e microdieta por sete dias até a substituição completa pela microdieta. A biometria das larvas foi avaliada nos dias 10, 17 e 24, para avaliar o crescimento. Um segundo teste avaliou a atividade locomotora das larvas antes e após exposição à luz (1.400 ± 60,47 lx) por 48 horas usando um etograma. Após 24 dias, os peixes criados em água verde pesaram significativamente mais que os da água clara, e apresentaram significativamente menos movimentos circulares de natação. A exposição à luz aumentou o cortisol corporal nos dois grupos depois da exposição à luz. O nível corporal de cortisol aumentou em ambos grupos após exposição à luz. As microalgas forneceram uma fonte adicional de alimento para as larvas, com impacto positivo sobre seu crescimento até o 17º dia de larvicultura. Água verde pode ser uma estratégia para obter melhores resultados na larvicultura de pirarucu, principalmente durante e até 10 dias após o período de co-alimentação.(AU)


Assuntos
Animais , Perciformes/fisiologia , Exposição à Radiação/efeitos adversos , Pesqueiros , Bem-Estar do Animal , Hidrocortisona/efeitos adversos , Biometria/métodos , Microalgas/química
3.
B. Inst. Pesca ; 36(1): 9-16, 2010. tab
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-2662

Resumo

O presente estudo objetivou avaliar o efeito de três diferentes densidades de estocagem (0,33; 0,67 e 1,00 peixe L-1) no desempenho produtivo do acará-bandeira criado em aquários. Os peixes foram alimentados durante 35 dias, com ração comercial, em duas refeições diárias. O delineamento utilizado foi inteiramente casualizado, sendo que para cada densidade foram realizadas quatro repetições. Foram avaliados os parâmetros físico-químicos da água: temperatura, concentração de oxigênio dissolvido, pH e concentração de amônia total; e os parâmetros de desempenho produtivo: ganho de peso, conversão alimentar aparente, taxa de crescimento específico, comprimento padrão final, fator de condição e uniformidade de tamanho. Os resultados obtidos foram submetidos a análise de variância e as médias comparadas através do teste Tukey (H = 0,05), utilizando o programa estatístico ESTAT 2.0. Não foi observada mortalidade em nenhuma densidade testada. Nos parâmetros físico-químicos da água, observou-se que os níveis de amônia total aumentaram significativamente com o aumento da densidade, mas sem apresentar sinais clínicos de toxicidade por este metabólito. Como não foram observadas diferenças significativas entre os tratamentos, a densidade de 1,00 peixe L-1 é a mais indicada, por possibilitar maior produção.(AU)


The present study aimed to evaluate the effects of three different stock densities (0.33; 0.67 e 1.00 fish L-1) on freshwater angelfish productive performance reared in aquarium. Fish were fed with commercial diets during 35 days in two diary meals. The experimental design was entirely randomized and for each density were used four replicates. Were evaluated physical-chemical water parameters: temperature, oxygen dissolved concentration and total ammonia concentration and growth performance parameters: weight gain, feed conversion, specific growth rate, final standard length, conduction factor and length uniformity. Results were submitted to variance analysis and means were compared by Tukeys test (H = 0.05), it was used the statistic program ESTAT 2.0. Mortality was not observed in any tested density. On physical-chemical water parameters, total ammonia level increased significantly with stock density increasing, but they did not showed clinical signs of ammonia toxicity. As there were no significant differences between treatments, stock density 1.00 fish L-1 is the most indicated because it allows higher production.(AU)


Assuntos
Peixes/crescimento & desenvolvimento , Métodos de Alimentação/efeitos adversos , Métodos de Alimentação/veterinária , Ambiente Aquático/análise , Aquicultura , Análise de Variância
4.
Bol. Inst. Pesca (Impr.) ; 36(1): 9-16, 2010. tab
Artigo em Português | VETINDEX | ID: biblio-1464868

Resumo

O presente estudo objetivou avaliar o efeito de três diferentes densidades de estocagem (0,33; 0,67 e 1,00 peixe L-1) no desempenho produtivo do acará-bandeira criado em aquários. Os peixes foram alimentados durante 35 dias, com ração comercial, em duas refeições diárias. O delineamento utilizado foi inteiramente casualizado, sendo que para cada densidade foram realizadas quatro repetições. Foram avaliados os parâmetros físico-químicos da água: temperatura, concentração de oxigênio dissolvido, pH e concentração de amônia total; e os parâmetros de desempenho produtivo: ganho de peso, conversão alimentar aparente, taxa de crescimento específico, comprimento padrão final, fator de condição e uniformidade de tamanho. Os resultados obtidos foram submetidos a análise de variância e as médias comparadas através do teste Tukey (H = 0,05), utilizando o programa estatístico ESTAT 2.0. Não foi observada mortalidade em nenhuma densidade testada. Nos parâmetros físico-químicos da água, observou-se que os níveis de amônia total aumentaram significativamente com o aumento da densidade, mas sem apresentar sinais clínicos de toxicidade por este metabólito. Como não foram observadas diferenças significativas entre os tratamentos, a densidade de 1,00 peixe L-1 é a mais indicada, por possibilitar maior produção.


The present study aimed to evaluate the effects of three different stock densities (0.33; 0.67 e 1.00 fish L-1) on freshwater angelfish productive performance reared in aquarium. Fish were fed with commercial diets during 35 days in two diary meals. The experimental design was entirely randomized and for each density were used four replicates. Were evaluated physical-chemical water parameters: temperature, oxygen dissolved concentration and total ammonia concentration and growth performance parameters: weight gain, feed conversion, specific growth rate, final standard length, conduction factor and length uniformity. Results were submitted to variance analysis and means were compared by Tukey’s test (H = 0.05), it was used the statistic program ESTAT 2.0. Mortality was not observed in any tested density. On physical-chemical water parameters, total ammonia level increased significantly with stock density increasing, but they did not showed clinical signs of ammonia toxicity. As there were no significant differences between treatments, stock density 1.00 fish L-1 is the most indicated because it allows higher production.


Assuntos
Ambiente Aquático/análise , Métodos de Alimentação/efeitos adversos , Métodos de Alimentação/veterinária , Peixes/crescimento & desenvolvimento , Análise de Variância , Aquicultura
5.
Jaboticabal; s.n; 17/02/2012. 62 p.
Tese em Português | VETTESES | ID: vtt-1615

Resumo

O presente estudo teve como objetivo determinar o ponto-de-não-retorno (PNR) de larvas de pacu (Piaractus mesopotamicus) e avaliar o impacto de diferentes períodos de jejum sobre o crescimento, o desenvolvimento muscular e o crescimento compensatório após diferentes períodos de restrição nas primeiras fases de desenvolvimento. O estudo foi dividido em dois experimentos. O primeiro foi realizado para determinação do PNR, usando delineamento inteiramente casualizado com seis esquemas alimentares e quatro repetições: J0-larvas alimentadas continuamente por 20 dias, J2 - larvas submetidas a dois dias de jejum seguidos por 20 dias de alimentação, J4 - quatro dias de jejum e 20 dias de alimentação, J6 - seis dias de jejum e 20 dias de alimentação, J8 - oito dias de jejum e 20 dias de alimentação e Jn - larvas mantidas em jejum por todo o período experimental. O segundo experimento foi realizado em duas fases: na primeira fase, as larvas foram mantidas em laboratório e passaram pelas mesmas condições de jejum do experimento 1, porém com período de alimentação de 10 dias. Na segunda fase, as larvas de todos os tratamentos da fase anterior foram transferidas para viveiros externos onde foram criadas por mais 30 dias. Foram avaliadas as variáveis de desempenho de crescimento de peixes de diferentes classes de tamanho, sobrevivência e análise histológica do músculo estriado esquelético durante as duas fases. Os dados foram submetidos à análise de variância (ANOVA), seguida pelo teste de Tukey (?=5%), quando detectadas diferenças significativas. O PNR encontrado para larvas de pacu foi de 5,4 dias de jejum (10,4 dias pós-eclosão). Os resultados de desempenho das larvas durante a fase em laboratório, após 10 dias de alimentação, não diferiram entre os tratamentos, exceto para a sobrevivência...


This study aimed to determine the point of no return (PNR) of pacu (Piaractus mesopotamicus) larvae and to evaluate the impact of different periods of fasting on muscle growth , development of larvae. It was also verified if compensatory growth occurs later in animals submitted to fasting in the early stages of development. The study was divided into two experiments. The first was conducted to determine the PNR. The completely randomized design with six replications and four treatments was applied: J0-larvae fed continuously for 20 days, J2-two days of fasting and 20 days of feeding, J4-four days of fasting and 20 days of feeding, J6-six days of fasting and 20 days of feeding, J8-eight days of fasting and 20 days of feeding and Jn ? larvae kept fasting throughout the experimental period. The second experiment was divided in two phases: in the first, larvae were maintained in the laboratory under the same conditions of fasting as in experiment 1, but fed for 10 days. In the second phase, larvae of all treatments from the previous phase were transferred to ponds and reared for 30 days. Were evaluated the performance of growth variables (fish classified in size-classes), survival and histological analysis of skeletal muscle during two phases. The data were subjected to analysis of variance (ANOVA) followed by Tukey test (? = 5%). The PNR of pacu larvae was 5.04 days of fasting (10.04 days post hatching). The results of larvae performance during the first phase, after 10 days of feeding, did not differ between treatments, except for survival, 88.8 ± 9.3 % (J0) to22.0 ± 9.4 % (J6), showing that animals submitted to different periods of fasting were able to recover the normal conditions of development...

SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA