Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 6 de 6
Filtrar
Mais filtros

Base de dados
Ano de publicação
Tipo de documento
Intervalo de ano de publicação
1.
Ci. Rural ; 34(6)2004.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-704585

Resumo

Among the various pathologies that can inflict birds, the long bones fractures of the wings, and pelvic members are more commom. Fourteeen domestic pigeons (Columba livia) weighing 290 to 420g, were submitted to open reduction of humeral diaphysis fracture with external fixator type Ia (unilateral-uniplanar) in order to evaluate the clinical, histological and radiographic evolution of the bone healing. The external fixator device was stabilized with methilmetacrylate acrylic. The average time necessary to the complete disappearance of the fracture line by radiographic evaluation was 28±6.44 days. The bone callus was identified at 17±3.26 postoperative days. The birds returned to flying in 28±1.2 days yet with the fixation device and only one did not recovere the flying abillity. The external fixation technique is an efficient method to treat diaphiseal humeral fracture in domestic pigeons.


Das várias patologias que podem acometer as aves, são mais freqüentes as fraturas de ossos longos das asas e dos membros pélvicos. Este experimento teve como objetivo observar, por meio de exames clínicos, histológicos e radiográficos, a resposta cicatricial óssea ao uso do fixador externo tipo Ia (unilateral-uniplanar) na redução aberta de fratura diafisária, de úmero em pombos domésticos (Columba livia). Foram estudados 14 pombos com peso variando entre 290 e 420 gramas. A fratura foi realizada na diáfise do úmero direito e, logo após, estabilizada com aparelho de fixação externa tipo Ia, utilizando-se, como barra de fixação, o acrílico autopolimerizável. O tempo médio para o completo desaparecimento da linha de fratura foi de 28±6,44 dias e para formação de calo ósseo, 17±3,26 dias. As aves, mesmo com o aparelho de fixação, retornaram ao vôo aos 28±1,2 dias, exceto uma que não recuperou a capacidade de vôo. A técnica de fixação externa demonstrou ser eficaz para o tratamento de fraturas diafisárias de úmero em pombos domésticos.

2.
Ci. Rural ; 34(4)2004.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-704466

Resumo

The cornea is frequently exposed to traumas, lacerations, perfurations and ulcers, needing in most cases surgical correction. The conjunctival pedicle grafts are indicated in these cases, giving protection and support for ulcers, but obstructing the visual capacity of the affected eye. The lamelar grafts are other indications for treatment, mainly when preventing the visual loss. The cianoacrylate adhesive was discovered at the end of the forthies, but started to be used in ophtalmology in the begigning of the sixties. Due to its properties, as good tissue adhesion, quick dried and polimerization, it has been indicated in the treatment of deep or refractive corneal ulcers, descemetoceles and in punctiform corneal perforations. With the objective to test the cianoacrylate adhesive in the fixation and maintenance of corneolamelar grafts and conjunctival pedicle grafts in corneal ulcer, 10 male and female mongrel dogs from the Central Bioterio of Santa Maria Federal University were used. After anesthesia protocol and routine eyeball fixation, a trephination was performed, involving 2/3 of the corneal stroma, being 5.5mm in diameter in the left eye and 5mm in the right eyes. The lamelar corneal grafts from the left eyes were fixed in the recipient cornea of the right eyes, using the adhesive in the margin of the graft. In the left eyes, a conjunctival pedicle flaps were fixed in the corneal deffects, using the same adhesive in the margins. Daily ophtalmologic control was made during 30 days. The corneal lamelar grafts were incorporated to the recipient cornea. The fixation technique was rapid and easily performed, with low cost. The eyes had 20% opacities with the use of the lamelar corneal graft, and 80% with no vascularization and opacities present in 30 days. When conjunctival flaps technique was used, it has 100% dehiscence of the cases.


A córnea, devido a sua localização externa e exposta, está freqüentemente sujeita a traumas ou processos lesivos como lacerações, perfurações e ulcerações, havendo, em muitos casos a necessidade de correção cirúrgica. Os enxertos pediculados de conjuntiva têm seu uso indicado nestes casos e se prestam bem como medidas de proteção e suporte para as ulcerações, porém impedem a capacidade visual plena do olho afetado. Os transplantes lamelares são outra indicação de tratamento, principalmente quando se deseja prevenir a ocorrência da perda visual. Os adesivos de cianoacrilato foram descobertos no final da década de 40, mas somente foram utilizados em oftalmologia no início da década de 60. Devido a propriedades como boa aderência aos tecidos biológicos, rápida secagem e polimerização, têm sido indicados no tratamento de úlceras profundas ou refratárias, descemetoceles e ainda em pequenas perfurações corneanas. Com o objetivo de testar o adesivo de cianoacrilato na fixação e manutenção de botões córneo-lamelares autógenos e de enxertos pediculados de conjuntiva em úlceras corneanas experimentais, foram utilizados 10 cães, machos ou fêmeas, provenientes do Biotério Central da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). Após anestesia, blefarostase e fixação do globo ocular como de rotina, foram realizadas trepanações compreendendo 2/3 da espessura da córnea sendo de 5,5 mm de diâmetro no olho esquerdo (OE) e de 5 mm no olho direito (OD). O botão lamelar resultante do OE foi fixado no leito receptor do OD com o uso de adesivo ao longo das bordas do enxerto e da córnea receptora. No olho esquerdo, após sua confecção, o enxerto de conjuntiva pediculado foi fixado à área receptora também por meio da colocação de adesivo sobre suas bordas. Foi realizada avaliação oftalmológica diária durante 30 dias. Os botões lamelares permaneceram fixados e foram incorporados à córnea receptora. A técnica de fixação foi de fácil realização, sendo rápida e de baixo custo com opacidade leve em 20% dos casos e ausente em 80% e ausência de vascularização aos 30 dias. Porém, houve 100% de deiscência total nos enxertos pediculados. A técnica de ceratoplastia lamelar autógena com o uso de adesivo de n-butil cianoacrilato pode ser indicada como opção terapêutica nas úlceras profundas em cães.

3.
Artigo em Português | LILACS-Express | VETINDEX | ID: biblio-1476246

Resumo

The cornea is frequently exposed to traumas, lacerations, perfurations and ulcers, needing in most cases surgical correction. The conjunctival pedicle grafts are indicated in these cases, giving protection and support for ulcers, but obstructing the visual capacity of the affected eye. The lamelar grafts are other indications for treatment, mainly when preventing the visual loss. The cianoacrylate adhesive was discovered at the end of the forthies, but started to be used in ophtalmology in the begigning of the sixties. Due to its properties, as good tissue adhesion, quick dried and polimerization, it has been indicated in the treatment of deep or refractive corneal ulcers, descemetoceles and in punctiform corneal perforations. With the objective to test the cianoacrylate adhesive in the fixation and maintenance of corneolamelar grafts and conjunctival pedicle grafts in corneal ulcer, 10 male and female mongrel dogs from the Central Bioterio of Santa Maria Federal University were used. After anesthesia protocol and routine eyeball fixation, a trephination was performed, involving 2/3 of the corneal stroma, being 5.5mm in diameter in the left eye and 5mm in the right eyes. The lamelar corneal grafts from the left eyes were fixed in the recipient cornea of the right eyes, using the adhesive in the margin of the graft. In the left eyes, a conjunctival pedicle flaps were fixed in the corneal deffects, using the same adhesive in the margins. Daily ophtalmologic control was made during 30 days. The corneal lamelar grafts were incorporated to the recipient cornea. The fixation technique was rapid and easily performed, with low cost. The eyes had 20% opacities with the use of the lamelar corneal graft, and 80% with no vascularization and opacities present in 30 days. When conjunctival flaps technique was used, it has 100% dehiscence of the cases.


A córnea, devido a sua localização externa e exposta, está freqüentemente sujeita a traumas ou processos lesivos como lacerações, perfurações e ulcerações, havendo, em muitos casos a necessidade de correção cirúrgica. Os enxertos pediculados de conjuntiva têm seu uso indicado nestes casos e se prestam bem como medidas de proteção e suporte para as ulcerações, porém impedem a capacidade visual plena do olho afetado. Os transplantes lamelares são outra indicação de tratamento, principalmente quando se deseja prevenir a ocorrência da perda visual. Os adesivos de cianoacrilato foram descobertos no final da década de 40, mas somente foram utilizados em oftalmologia no início da década de 60. Devido a propriedades como boa aderência aos tecidos biológicos, rápida secagem e polimerização, têm sido indicados no tratamento de úlceras profundas ou refratárias, descemetoceles e ainda em pequenas perfurações corneanas. Com o objetivo de testar o adesivo de cianoacrilato na fixação e manutenção de botões córneo-lamelares autógenos e de enxertos pediculados de conjuntiva em úlceras corneanas experimentais, foram utilizados 10 cães, machos ou fêmeas, provenientes do Biotério Central da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). Após anestesia, blefarostase e fixação do globo ocular como de rotina, foram realizadas trepanações compreendendo 2/3 da espessura da córnea sendo de 5,5 mm de diâmetro no olho esquerdo (OE) e de 5 mm no olho direito (OD). O botão lamelar resultante do OE foi fixado no leito receptor do OD com o uso de adesivo ao longo das bordas do enxerto e da córnea receptora. No olho esquerdo, após sua confecção, o enxerto de conjuntiva pediculado foi fixado à área receptora também por meio da colocação de adesivo sobre suas bordas. Foi realizada avaliação oftalmológica diária durante 30 dias. Os botões lamelares permaneceram fixados e foram incorporados à córnea receptora. A técnica de fixação foi de fácil realização, sendo rápida e de baixo custo com opacidade leve em 20% dos casos e ausente em 80% e ausência de vascularização aos 30 dias. Porém, houve 100% de deiscência total nos enxertos pediculados. A técnica de ceratoplastia lamelar autógena com o uso de adesivo de n-butil cianoacrilato pode ser indicada como opção terapêutica nas úlceras profundas em cães.

4.
Artigo em Português | LILACS-Express | VETINDEX | ID: biblio-1476367

Resumo

Among the various pathologies that can inflict birds, the long bones fractures of the wings, and pelvic members are more commom. Fourteeen domestic pigeons (Columba livia) weighing 290 to 420g, were submitted to open reduction of humeral diaphysis fracture with external fixator type Ia (unilateral-uniplanar) in order to evaluate the clinical, histological and radiographic evolution of the bone healing. The external fixator device was stabilized with methilmetacrylate acrylic. The average time necessary to the complete disappearance of the fracture line by radiographic evaluation was 28±6.44 days. The bone callus was identified at 17±3.26 postoperative days. The birds returned to flying in 28±1.2 days yet with the fixation device and only one did not recovere the flying abillity. The external fixation technique is an efficient method to treat diaphiseal humeral fracture in domestic pigeons.


Das várias patologias que podem acometer as aves, são mais freqüentes as fraturas de ossos longos das asas e dos membros pélvicos. Este experimento teve como objetivo observar, por meio de exames clínicos, histológicos e radiográficos, a resposta cicatricial óssea ao uso do fixador externo tipo Ia (unilateral-uniplanar) na redução aberta de fratura diafisária, de úmero em pombos domésticos (Columba livia). Foram estudados 14 pombos com peso variando entre 290 e 420 gramas. A fratura foi realizada na diáfise do úmero direito e, logo após, estabilizada com aparelho de fixação externa tipo Ia, utilizando-se, como barra de fixação, o acrílico autopolimerizável. O tempo médio para o completo desaparecimento da linha de fratura foi de 28±6,44 dias e para formação de calo ósseo, 17±3,26 dias. As aves, mesmo com o aparelho de fixação, retornaram ao vôo aos 28±1,2 dias, exceto uma que não recuperou a capacidade de vôo. A técnica de fixação externa demonstrou ser eficaz para o tratamento de fraturas diafisárias de úmero em pombos domésticos.

5.
MEDVEP. Rev. cient. Med. Vet. ; 6(18): 128-131, abr.-set. 2008. ilus
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-14608

Resumo

A meningoencefalite necrosante é uma condição inflamatória de cães de raças de pequeno porte especialmente em cães Pug. A doença é caracterizada histologicamente por infiltração de linfócitos, plamócitos e histiócitos e necrose do parênquima cerebral principalmente no córtex. Descreve-se um caso de meningoencefalite necrosante em um cão Pug, fêmea, com cinco anos de idade. O histórico clínico incluía apatia, incoordenação motora e crises epileptiformes recorrentes. O diagnóstico foi realizado com base nas características clínicas, nos achados histopatológicos e na imunoistoquímica(AU)


The necrotizing meningoencephalitis is an inflammatory condition of small dogs of mainly the Pug ones. The disease is histologically characterized by infiltration of lymphocytes, plasma cells and histiocytes and necrosis of the cerebral parenchyma mostly in the cortex. This report concerns a case of necrotizing meningoencephalitis in a female five-year-old Pug dog. The clinical description includes apathy, poorly coordinated gait and recurrent seizures. The diagnosis was carried through on the basis of the clinical, histopathological and immunohistochemical findings(AU)


Assuntos
Cães , Meningoencefalite/veterinária , Cérebro/fisiopatologia , Cães , Necrose , Sistema Nervoso
6.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: biblio-1485195

Resumo

A meningoencefalite necrosante é uma condição inflamatória de cães de raças de pequeno porte especialmente em cães Pug. A doença é caracterizada histologicamente por infiltração de linfócitos, plamócitos e histiócitos e necrose do parênquima cerebral principalmente no córtex. Descreve-se um caso de meningoencefalite necrosante em um cão Pug, fêmea, com cinco anos de idade. O histórico clínico incluía apatia, incoordenação motora e crises epileptiformes recorrentes. O diagnóstico foi realizado com base nas características clínicas, nos achados histopatológicos e na imunoistoquímica


The necrotizing meningoencephalitis is an inflammatory condition of small dogs of mainly the Pug ones. The disease is histologically characterized by infiltration of lymphocytes, plasma cells and histiocytes and necrosis of the cerebral parenchyma mostly in the cortex. This report concerns a case of necrotizing meningoencephalitis in a female five-year-old Pug dog. The clinical description includes apathy, poorly coordinated gait and recurrent seizures. The diagnosis was carried through on the basis of the clinical, histopathological and immunohistochemical findings


Assuntos
Cães , Cães , Cérebro/fisiopatologia , Meningoencefalite/veterinária , Necrose , Sistema Nervoso
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA