Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 7 de 7
Filtrar
Mais filtros

Base de dados
Tipo de documento
Intervalo de ano de publicação
1.
Cad. téc. vet. zootec ; (105): 54-79, jan. 2023. tab, ilus
Artigo em Português | VETINDEX | ID: biblio-1435921

Resumo

Assim como em outras cadeias aquícolas, o domínio sobre as técnicas de reprodução é de suma importância para a piscicultura ornamental. Nesse sentido, o abastecimento do mercado de peixes possui, basicamente, três fontes: importação, pesca extrativista e produção em cativeiro. No Brasil, o abastecimento se dá pela importação de espécies e de variedades "melhoradas", pela pesca extrativa de espécies nativas, a maioria espécies amazônicas, e pela produção em cativeiro. A produção de peixes ornamentais em cativeiro é realizada no país, principalmente com espécies exó ticas, como o Betta (Betta splendens), o peixinho-dourado (Carassius auratus), as carpas (Cyprinus carpio) e os guppys. Para essas espécies, já existem pacotes tecnológicos desenvolvidos no exterior, sendo a Ásia a maior retentora desses pacotes. Também cabe destacar a produção de algumas espécies nativas, como o acará-disco (gênero Symphysodon) e o oscar (Astronotus ocellatus), as quais foram melhoradas no exterior e são exportadas para o Brasil. Assim, é evidente a falta de domínio sobre a reprodução dos peixes ornamentais no Brasil, principalmente das espécies nativas. Nesse contexto, a fim de que se tenha sucesso reprodutivo, faz-se necessário ter conhecimento das melhores condições para a manutenção dos peixes, uma vez que algumas espécies demandam adequações e alterações nas condições ambientais de manutenção para a reprodução. Além disso, existem espécies que não reproduzem naturalmente em cativeiro nem mesmo com a indução ambiental, exigindo tratamentos hormonais para que se possa atingir sucesso na reprodução. Assim, neste capítulo, serão apresentadas noções básicas da biologia, principalmente a reprodutiva, dos peixes, bem como serão discutidos protocolos de reprodução já desenvolvidos ou testados para espécies de peixes ornamentais.(AU)


Assuntos
Animais , Fenômenos Reprodutivos Fisiológicos , Peixes/fisiologia , Ovulação , Endocrinologia/métodos
2.
Anim. Reprod. (Online) ; 17(1): e20190078, 2020. tab, graf, ilus
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1461491

Resumo

Breeding technology is of utmost importance for reproduction of wild fish in captivity for the reintroduction and selective breeding programs purposes. The main challenge is that when applied to wild undomesticated specimens, conventional protocols often cause breeders and/or embryo mortality and spawning failure. In this study, we evaluated the reproductive performance of wild Leporinus friderici, a great importance fish for subsistence fishing in South American rivers, applying conventional and lower-dose hormonal therapies by means of two consecutive experiments. In the first, a conventional (0.5 and 5.5 mg/kg) and a lower carp pituitary extract (CPE) dose (0.5 and 1.0 mg/kg) were applied. In the second, a conventional mammalian GnRH analogue associated with metoclopramide (mGnRHa + MET) (40 µg mGnRHa + 20 mg MET/kg) and a lower dose (4 μg mGnRHa + 2 mg MET/kg and 8 µg + 4 mg of mGnRHa + MET/kg) were applied. Ovulation was observed in all treatments, however, only lower CPE protocol provided viable embryos. High levels of 17α,20β-dihydroxy-4-pregnen-3-one (DHP) and 17β estradiol (E2) detected in conventional, but not in lower CPE dose, at ovulation, might be associated to the mortality of the embryos. The use of lower CPE dose applied here was the best way to obtain L. friderici viable embryos. These results directly contribute to the knowledge about poorly explored effects of reproductive management and hormonal therapies in wild-type breeders, showing that the use of reduced doses may be an alternative to reproductive success.


Assuntos
Animais , Caraciformes/fisiologia , Caraciformes/genética , Hipófise , Metoclopramida/administração & dosagem , Metoclopramida/análise , Ovulação
3.
Anim. Reprod. ; 17(1): e20190078, 2020. tab, graf, ilus
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-27192

Resumo

Breeding technology is of utmost importance for reproduction of wild fish in captivity for the reintroduction and selective breeding programs purposes. The main challenge is that when applied to wild undomesticated specimens, conventional protocols often cause breeders and/or embryo mortality and spawning failure. In this study, we evaluated the reproductive performance of wild Leporinus friderici, a great importance fish for subsistence fishing in South American rivers, applying conventional and lower-dose hormonal therapies by means of two consecutive experiments. In the first, a conventional (0.5 and 5.5 mg/kg) and a lower carp pituitary extract (CPE) dose (0.5 and 1.0 mg/kg) were applied. In the second, a conventional mammalian GnRH analogue associated with metoclopramide (mGnRHa + MET) (40 µg mGnRHa + 20 mg MET/kg) and a lower dose (4 μg mGnRHa + 2 mg MET/kg and 8 µg + 4 mg of mGnRHa + MET/kg) were applied. Ovulation was observed in all treatments, however, only lower CPE protocol provided viable embryos. High levels of 17α,20β-dihydroxy-4-pregnen-3-one (DHP) and 17β estradiol (E2) detected in conventional, but not in lower CPE dose, at ovulation, might be associated to the mortality of the embryos. The use of lower CPE dose applied here was the best way to obtain L. friderici viable embryos. These results directly contribute to the knowledge about poorly explored effects of reproductive management and hormonal therapies in wild-type breeders, showing that the use of reduced doses may be an alternative to reproductive success.(AU)


Assuntos
Animais , Caraciformes/genética , Caraciformes/fisiologia , Metoclopramida/administração & dosagem , Metoclopramida/análise , Hipófise , Ovulação
4.
Bol. Inst. Pesca (Impr.) ; 44(4): 207-207, Oct.-Dec. 2018. ilus
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1465381

Resumo

In this study, we evaluated the possibility of obtaining successive Astyanax altiparanae spawns under laboratory conditions. In order to do so, 104 specimens were randomly distributed into four boxes (10 females and 16 males each) and kept in a recirculation system at an average temperature of 29.24 ± 0.42 °C, under natural photoperiod, for 30 days. On the onset of the experiment, males and females were induced for reproduction with a 6 mg kg-1 carp pituitary extract dose. After that, ovary (for gonadosomatic index and stereological assessment) and blood samples (for steroid evaluation) were collected from eight females (two per box) at the following moments: immediately after hormonal induction (day 0) and on days 1, 6, 16 and 30 after spawning. On day 6, spawned females presented complete mature ovaries similar to those on day 0 and, in this period, we did not observe postovulatory complexes, indicating that their resorption happened very fast. Concomitantly, the steroid levels increased gradually up to day 6, which corroborated an intense vitellogenic activity in this period. This study has demonstrated that A. altiparanae females are suitable for induced spawning within six days after spawning, when kept at 29.24 ± 0.42 °C, in a system maintained with recirculated water.


Neste estudo, avaliamos a possibilidade de obtenção de desovas sucessivas de Astyanax altiparanae mantidos em biotério. Para isso, 104 indivíduos foram distribuídos aleatoriamente em quatro caixas (10 fêmeas e 16 machos em cada) e mantidos a uma temperatura média de 29,24 ± 0,42 °C, sob fotoperíodo natural, por 30 dias. No início do experimento, machos e fêmeas foram induzidos à reprodução com uma dose de extrato de hipófise de carpa (6 mg kg-1). Posteriormente, amostras de ovário (para cálculo do índice gonadosomático e avaliação estereológica) e de sangue (para avaliação de esteroides) foram coletadas de oito fêmeas (duas por caixa) nos seguintes períodos: imediatamente após a indução hormonal (dia 0) e 1, 6, 16 e 30 dias após a desova. No dia 6, as fêmeas desovadas já apresentavam ovários maduros completos similares aos descritos no dia 0. No dia 6 não foram mais observados complexos pós-ovulatórios, indicando que a sua reabsorção foi relativamente rápida. Concomitantemente, os níveis de esteroides aumentaram gradativamente até o dia 6, corroborando uma atividade vitelogênica intensa neste período. Neste estudo demonstramos que fêmeas de A. altiparanae apresentam-se aptas para indução hormonal seis dias após a reprodução, quando mantida a 29,24 ± 0,42 °C, em um sistema mantido com água recirculada.


Assuntos
Animais , Adulto , Characidae/fisiologia , Indução da Ovulação/veterinária , Substâncias para o Controle da Reprodução/farmacologia , Estradiol , Técnicas de Reprodução Assistida/veterinária , Vitelogênese
5.
B. Inst. Pesca ; 44(4): e207-e207, Oct.-Dec. 2018. ilus
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-735243

Resumo

In this study, we evaluated the possibility of obtaining successive Astyanax altiparanae spawns under laboratory conditions. In order to do so, 104 specimens were randomly distributed into four boxes (10 females and 16 males each) and kept in a recirculation system at an average temperature of 29.24 ± 0.42 °C, under natural photoperiod, for 30 days. On the onset of the experiment, males and females were induced for reproduction with a 6 mg kg-1 carp pituitary extract dose. After that, ovary (for gonadosomatic index and stereological assessment) and blood samples (for steroid evaluation) were collected from eight females (two per box) at the following moments: immediately after hormonal induction (day 0) and on days 1, 6, 16 and 30 after spawning. On day 6, spawned females presented complete mature ovaries similar to those on day 0 and, in this period, we did not observe postovulatory complexes, indicating that their resorption happened very fast. Concomitantly, the steroid levels increased gradually up to day 6, which corroborated an intense vitellogenic activity in this period. This study has demonstrated that A. altiparanae females are suitable for induced spawning within six days after spawning, when kept at 29.24 ± 0.42 °C, in a system maintained with recirculated water.(AU)


Neste estudo, avaliamos a possibilidade de obtenção de desovas sucessivas de Astyanax altiparanae mantidos em biotério. Para isso, 104 indivíduos foram distribuídos aleatoriamente em quatro caixas (10 fêmeas e 16 machos em cada) e mantidos a uma temperatura média de 29,24 ± 0,42 °C, sob fotoperíodo natural, por 30 dias. No início do experimento, machos e fêmeas foram induzidos à reprodução com uma dose de extrato de hipófise de carpa (6 mg kg-1). Posteriormente, amostras de ovário (para cálculo do índice gonadosomático e avaliação estereológica) e de sangue (para avaliação de esteroides) foram coletadas de oito fêmeas (duas por caixa) nos seguintes períodos: imediatamente após a indução hormonal (dia 0) e 1, 6, 16 e 30 dias após a desova. No dia 6, as fêmeas desovadas já apresentavam ovários maduros completos similares aos descritos no dia 0. No dia 6 não foram mais observados complexos pós-ovulatórios, indicando que a sua reabsorção foi relativamente rápida. Concomitantemente, os níveis de esteroides aumentaram gradativamente até o dia 6, corroborando uma atividade vitelogênica intensa neste período. Neste estudo demonstramos que fêmeas de A. altiparanae apresentam-se aptas para indução hormonal seis dias após a reprodução, quando mantida a 29,24 ± 0,42 °C, em um sistema mantido com água recirculada.(AU)


Assuntos
Animais , Adulto , Characidae/fisiologia , Indução da Ovulação/veterinária , Substâncias para o Controle da Reprodução/farmacologia , Técnicas de Reprodução Assistida/veterinária , Estradiol , Vitelogênese , 17-alfa-Hidroxiprogesterona
6.
Artigo em Inglês | LILACS-Express | VETINDEX | ID: biblio-1465223

Resumo

The aim of this study was to remove the adhesiveness of Pseudoplatystoma fasciatum eggs using solutions of urea for 10, 30, 60 or 90 min (treatments T0 to T3) or in urea for 10 min and washed in tannin (T4). In the control group, eggs were kept in water. After two experiments, we observed that eggs of control group presented the best embryo viability rates, even maintaining egg adhesiveness, being better than the other treatments. The T4 had the worst embryo viability rates. We observed that embryos of the T4 treatment presented reduced growth and formed a separate group when analyzing morphological parameters (egg diameter, total egg area, embryo area and yolk sac area) by multivariate analysis. Concluding, the control group, free of chemicals, provided the best results and is considered the best alternative for the immediate conservation and aquaculture production of P. fasciatum.


O objetivo deste estudo foi neutralizar a adesividade de ovos de Pseudoplatystoma fasciatum a partir da utilização de soluções de ureia por 10, 30, 60 ou 90 min (tratamentos T0 a T3) ou em ureia por 10 min e lavados em tanino (T4). No controle, os ovos foram mantidos apenas em água. Após dois experimentos realizados, no grupo controle foram observadas as melhores taxas de viabilidade embrionária, mesmo mantendo a adesividade dos ovos, sendo melhor que os demais tratamentos. No T4 foram verificadas as piores taxas de viabilidade embrionária. Foi observado que os embriões do tratamento T4 apresentaram crescimento reduzido e formaram um grupo separado após análise dos parâmetros morfológicos (diâmetro do ovo, área total do ovo, área do embrião e área do saco vitelínico) por análise multivariada. Concluiu-se que o grupo controle, livre de produtos químicos, proporcionou os melhores resultados, sendo considerado a melhor alternativa para a conservação imediata e produção aquícola de P. fasciatum.

7.
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-761329

Resumo

The aim of this study was to remove the adhesiveness of Pseudoplatystoma fasciatum eggs using solutions of urea for 10, 30, 60 or 90 min (treatments T0 to T3) or in urea for 10 min and washed in tannin (T4). In the control group, eggs were kept in water. After two experiments, we observed that eggs of control group presented the best embryo viability rates, even maintaining egg adhesiveness, being better than the other treatments. The T4 had the worst embryo viability rates. We observed that embryos of the T4 treatment presented reduced growth and formed a separate group when analyzing morphological parameters (egg diameter, total egg area, embryo area and yolk sac area) by multivariate analysis. Concluding, the control group, free of chemicals, provided the best results and is considered the best alternative for the immediate conservation and aquaculture production of P. fasciatum.


O objetivo deste estudo foi neutralizar a adesividade de ovos de Pseudoplatystoma fasciatum a partir da utilização de soluções de ureia por 10, 30, 60 ou 90 min (tratamentos T0 a T3) ou em ureia por 10 min e lavados em tanino (T4). No controle, os ovos foram mantidos apenas em água. Após dois experimentos realizados, no grupo controle foram observadas as melhores taxas de viabilidade embrionária, mesmo mantendo a adesividade dos ovos, sendo melhor que os demais tratamentos. No T4 foram verificadas as piores taxas de viabilidade embrionária. Foi observado que os embriões do tratamento T4 apresentaram crescimento reduzido e formaram um grupo separado após análise dos parâmetros morfológicos (diâmetro do ovo, área total do ovo, área do embrião e área do saco vitelínico) por análise multivariada. Concluiu-se que o grupo controle, livre de produtos químicos, proporcionou os melhores resultados, sendo considerado a melhor alternativa para a conservação imediata e produção aquícola de P. fasciatum.

SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA