Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 1 de 1
Filtrar
Mais filtros

Base de dados
Ano de publicação
Tipo de documento
Intervalo de ano de publicação
1.
Semina Ci. agr. ; 27(3): 415-422, 2006.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-471777

Resumo

Intenting to add scientic knowledge to popular culture and about fish species available in South Coast of Rio Grande do Sul, the objective of this paper was chemical characterization of two fishes species, Balistes capriscus (peixe-porco) and Meticirrhus littoralis (papa-terra) that the local population believes in its pharmacologic properties to asthma treatment. The fishes were collected in industries and in the public market of the city. The edible part(muscle) were separated from the skin, so characterized. The chemical composition was determined by methods AOAC International (2000), except the lipids that were quantified by method Bligh and Dyer (1959). The phospholipids were determined in the lipids fraction by spectrophotometry in according to German standard methodology described by Esteves, Gonçalves e Barrera-Arellano (1995) adapted to fish lipids. The muscle and skin of the peixe porco and papa-terra presented, respectively, average of 78,5 and 71,5; 80 and 75.5% of humidity; 1,4 and 11; 1,2 and 0.8% of ash; 18,8 and 16,7; 17,6 and 18.5% of protein; 0,77 and 0,5; 0,82 and 7% of lipids. The phospholipids values obtained were 17,2 mg. g-1 of LT (total lipids) and 11,3 mg.g-1 of TL for muscle and skin of the peixe porco and 5,8 mg. g-1 TL and 2,04 mg. g-1 of TL for muscle and skin of the papa-terra. The relations of hospholipids/total lipids in the muscle and skin from


Visando agregar conhecimento científico à cultura popular e disponibilizar informações sobre pescados disponíveis no litoral sul do Rio Grande do Sul, o presente trabalho teve por objetivo caracterizar quimicamente duas espécies de pescado, Balistes capriscus (peixe-porco) e Meticirrhus littoralis (papaterra), aos quais a população da região Sul do Rio Grande do Sul atribui propriedades farmacológicas. Os pescados foram coletados junto à empresas e no entreposto pesqueiro da cidade do Rio Grande, RS. Para a caracterização físico-química foram separadas a porção comestível (músculo) e a pele das duas espécies. A composição química foi determinada por métodos da AOAC International (2000), exceto os lipídios que foram quantificados de acordo com método de Bligh e Dyer (1959). Os fosfolipídios foram determinados na fração lipídica por espectrofotometria segundo metodologia padrão alemã descrita por Esteves, Gonçalves e Barrera-Arellano (1995) adaptada para lipídios de pescado. O músculo e pele do peixe porco e papa-terra apresentaram, respectivamente, média de 78,5 e 71,5; 80 e 75,5% de umidade; 1,4 e 11; 1,2 e 0,8% de cinzas; 18,8 e 16,7; 17,6 e 18,5% de proteína; 0,77 e 0,5; 0,82 e 7% de lipídios. Os valores de fosfolipídios obtidos foram de 17,2 mg. g-1 de LT (lipídios totais) e 11,3 mg .g-1 de LT para músculo e pele do peixe porco; 5,8 mg. g-1 LT e 2,04 mg. g-1 de LT para múscu

SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA