Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 16 de 16
Filtrar
Mais filtros

Tipo de documento
Intervalo de ano de publicação
1.
Acta Vet. Brasilica ; 15(4): 304-309, 2021. ilus, tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1453303

Resumo

Alternative protocols for the treatment of skin lesions have been developed with the use of techniques such as photobiomodulation and phytotherapy, aiming to optimize this process. To evaluate the effectiveness of copaiba (Copaiferalangsdorffii) oil-resin and low-level laser therapy for treating cutaneous wounds, 15 Wistar rats (Rattusnorvergicus) were used, in whom five 8-mm lesions were produced. The following protocols were applied: negative control group (T1); positive control group (T2); laser therapy with AsGa (904 nm), continuous, focal mode for 10 s, dosage of 4 J/cm² (T3); copaiba oil-resin (T4); and association group (copaiba and low-level laser) (T5). The efficacy of each technique was evaluated based on macroscopic aspects of the lesion, wound healing rate, and histopathological analysis (inflammatory infiltrate and collagen expression). The Kruskal-Wallis test was used for statistical analyses (P> 0.05). Copaiba treatment showed an advantage in type III collagen expression, whereas laser therapy demonstrated an enhanced capacity for tissue regeneration. The significant advantage obtained from the association treatment is the improvement of the macroscopic aspect of the wound, with a reduction in crust formation.


Protocolos alternativos para o tratamento de feridas cutâneas têm sido desenvolvidos com a utilização de técnicas como a fotobiomodulação e fitoterapia, objetivando acelerar esse processo. Com o objetivo de avaliar a efetividade do óleo--resina de copaíba (Copaifera langsdorffii) e do laser terapêutico no tratamento de feridas cutâneas foram selecionados 15 ratos Wistar (Rattus norvergicus), nos quais foram produzidas cinco lesões cutâneas de 8mm. Os tratamentos empregados foram: controle negativo (T1); controle positivo (T2); laserterapia com AsGa (9,04nm) no modo contínuo, de maneira focal, com duração de 10 segundos e dosimetria de 4 J/cm² (T3); óleo resina de copaiba (T4) e a associação dos tratamentos (copaiba e laserterapia) (T5). A eficácia de cada técnica foi avaliada com base nos aspectos macroscópicos das lesões, taxa de cicatriza-ção e análise histopatológica (infiltrado inflamatório e expressão do colágeno). Os dados obtidos foram analisados pelo teste de Kruskal-Wallis (P>0,05). O tratamento com a copaíba mostrou vantagem na expressão do colágeno tipo III, enquanto a laserterapia demonstrou aumento da capacidade de regeneração tecidual. A vantagem significativa obtida pela associação dos tratamentos foi a melhora do aspecto macroscópico da ferida, com redução na formação de crostas.


Assuntos
Animais , Ratos , Fabaceae , Ferimentos e Lesões/cirurgia , Ratos Wistar/cirurgia , Ratos Wistar/lesões , Resinas Vegetais , Terapia a Laser/métodos
2.
Acta Vet. bras. ; 15(4): 304-309, 2021. ilus, tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-765281

Resumo

Alternative protocols for the treatment of skin lesions have been developed with the use of techniques such as photobiomodulation and phytotherapy, aiming to optimize this process. To evaluate the effectiveness of copaiba (Copaiferalangsdorffii) oil-resin and low-level laser therapy for treating cutaneous wounds, 15 Wistar rats (Rattusnorvergicus) were used, in whom five 8-mm lesions were produced. The following protocols were applied: negative control group (T1); positive control group (T2); laser therapy with AsGa (904 nm), continuous, focal mode for 10 s, dosage of 4 J/cm² (T3); copaiba oil-resin (T4); and association group (copaiba and low-level laser) (T5). The efficacy of each technique was evaluated based on macroscopic aspects of the lesion, wound healing rate, and histopathological analysis (inflammatory infiltrate and collagen expression). The Kruskal-Wallis test was used for statistical analyses (P> 0.05). Copaiba treatment showed an advantage in type III collagen expression, whereas laser therapy demonstrated an enhanced capacity for tissue regeneration. The significant advantage obtained from the association treatment is the improvement of the macroscopic aspect of the wound, with a reduction in crust formation.(AU)


Protocolos alternativos para o tratamento de feridas cutâneas têm sido desenvolvidos com a utilização de técnicas como a fotobiomodulação e fitoterapia, objetivando acelerar esse processo. Com o objetivo de avaliar a efetividade do óleo--resina de copaíba (Copaifera langsdorffii) e do laser terapêutico no tratamento de feridas cutâneas foram selecionados 15 ratos Wistar (Rattus norvergicus), nos quais foram produzidas cinco lesões cutâneas de 8mm. Os tratamentos empregados foram: controle negativo (T1); controle positivo (T2); laserterapia com AsGa (9,04nm) no modo contínuo, de maneira focal, com duração de 10 segundos e dosimetria de 4 J/cm² (T3); óleo resina de copaiba (T4) e a associação dos tratamentos (copaiba e laserterapia) (T5). A eficácia de cada técnica foi avaliada com base nos aspectos macroscópicos das lesões, taxa de cicatriza-ção e análise histopatológica (infiltrado inflamatório e expressão do colágeno). Os dados obtidos foram analisados pelo teste de Kruskal-Wallis (P>0,05). O tratamento com a copaíba mostrou vantagem na expressão do colágeno tipo III, enquanto a laserterapia demonstrou aumento da capacidade de regeneração tecidual. A vantagem significativa obtida pela associação dos tratamentos foi a melhora do aspecto macroscópico da ferida, com redução na formação de crostas.(AU)


Assuntos
Animais , Ratos , Fabaceae , Resinas Vegetais , Terapia a Laser/métodos , Ratos Wistar/lesões , Ratos Wistar/cirurgia , Ferimentos e Lesões/cirurgia
3.
Artigo em Inglês | LILACS-Express | VETINDEX | ID: biblio-1471120

Resumo

The occurrence and distribution of antibodies against Sarcocystis neurona, Neospora caninum and Toxoplasma gondii was investigated in horses, dogs and cats from Curitiba, Paraná state, Brazil. Serum samples were selected from 100 horses, 100 dogs and 100 cats from the routine of the Veterinary Clinical Pathology Laboratory in the Veterinary Hospital of the University of Paraná (UFPR). The 100 dog samples were divided into two groups: 35 samples from dogs with neurological sign (convulsion) and 65 samples from dogs without neurological signs. The animals were adults of different breeds, males and females. Samples were analyzed by indirect fluorescent antibody test (IFAT) for protozoa S. neurona, N. caninum andT. gondii at the following cut-off dilutions: horses: 1:50, 1:50 and 1:16; dogs: 1:50, 1:50 and 1:16; cats: 1:50, 1:50 and 1:50, respectively. The obtained results were 42% of horses, 7% of dogs and 5% of cats seropositive for S. neurona; 58% of horses, 68% of dogs and 42% of cats seropositive to N. caninum, and 36% of horses, 20% of dogs and 21% of cats seropositive for T. gondii. Among the dogs with neurological signs, 8.6%, 68.6% and 25.7% were seropositive for S. neurona, N. caninum and T. gondii, respectively. Among the dogs without neurological signs, 6.2% 67.7% and 16.9% were seropositiv


O presente trabalho investigou a ocorrência e distribuição de anticorpos contra Sarcocystis neurona, Neospora caninum e Toxoplasma gondii em cavalos, cães e gatos de Curitiba, estado do Paraná, Brasil. Amostras de soro de 100 cavalos, 100 cães e 100 gatos da rotina do Laboratório de Patologia Clínica Veterinária do Hospital Veterinário da Universidade Federal do Paraná (UFPR) foram selecionadas. As 100 amostras de cães foram divididas em dois grupos: 35 amostras de animais com sinal neurológico (convulsão) e 65 sem sinais neurológicos. Os animais eram adultos de diferentes raças, machos e fêmeas. As amostras foram analisadas pelo teste de reação de imunofluorescência indireta (RIFI) para os protozoários S. neurona, N. caninum e T. gondii nas seguintes diluições de corte: cavalos: 1:50, 1:50 e 1:16; cães: 1:50, 1:50 e 1:16; gatos: 1:50, 1:50 e 1:50, respectivamente. Os resultados obtidos foram 42% dos cavalos, 7% dos cães e 5% dosgatos soropositivos para S. neurona; 58% dos cavalos, 68% dos cães e 42% dos gatos soropositivos para N. caninum; e 36% dos cavalos, 20% dos cães e 21% dos gatos soropositivos para T. gondii. Entre os cães com sinal neurológico, 8.6%, 68.6% e 25.7% deles foram soropositivos para S. neurona, N. caninum e T. gondii, respectivamente. Entre os cães sem sinais neurológi

4.
Artigo em Inglês | LILACS-Express | VETINDEX | ID: biblio-1471150

Resumo

The occurrence and distribution of antibodies against Sarcocystis neurona, Neospora caninum and Toxoplasma gondii was investigated in horses, dogs and cats from Curitiba, Paraná state, Brazil. Serum samples were selected from 100 horses, 100 dogs and 100 cats from the routine of the Veterinary Clinical Pathology Laboratory in the Veterinary Hospital of the University of Paraná (UFPR). The 100 dog samples were divided into two groups: 35 samples from dogs with neurological sign (convulsion) and 65 samples from dogs without neurological signs. The animals were adults of different breeds, males and females. Samples were analyzed by indirect fluorescent antibody test (IFAT) for protozoa S. neurona, N. caninum andT. gondii at the following cut-off dilutions: horses: 1:50, 1:50 and 1:16; dogs: 1:50, 1:50 and 1:16; cats: 1:50, 1:50 and 1:50, respectively. The obtained results were 42% of horses, 7% of dogs and 5% of cats seropositive for S. neurona; 58% of horses, 68% of dogs and 42% of cats seropositive to N. caninum, and 36% of horses, 20% of dogs and 21% of cats seropositive for T. gondii. Among the dogs with neurological signs, 8.6%, 68.6% and 25.7% were seropositive for S. neurona, N. caninum and T. gondii, respectively. Among the dogs without neurological signs, 6.2% 67.7% and 16.9% were seropositiv


O presente trabalho investigou a ocorrência e distribuição de anticorpos contra Sarcocystis neurona, Neospora caninum e Toxoplasma gondii em cavalos, cães e gatos de Curitiba, estado do Paraná, Brasil. Amostras de soro de 100 cavalos, 100 cães e 100 gatos da rotina do Laboratório de Patologia Clínica Veterinária do Hospital Veterinário da Universidade Federal do Paraná (UFPR) foram selecionadas. As 100 amostras de cães foram divididas em dois grupos: 35 amostras de animais com sinal neurológico (convulsão) e 65 sem sinais neurológicos. Os animais eram adultos de diferentes raças, machos e fêmeas. As amostras foram analisadas pelo teste de reação de imunofluorescência indireta (RIFI) para os protozoários S. neurona, N. caninum e T. gondii nas seguintes diluições de corte: cavalos: 1:50, 1:50 e 1:16; cães: 1:50, 1:50 e 1:16; gatos: 1:50, 1:50 e 1:50, respectivamente. Os resultados obtidos foram 42% dos cavalos, 7% dos cães e 5% dosgatos soropositivos para S. neurona; 58% dos cavalos, 68% dos cães e 42% dos gatos soropositivos para N. caninum; e 36% dos cavalos, 20% dos cães e 21% dos gatos soropositivos para T. gondii. Entre os cães com sinal neurológico, 8.6%, 68.6% e 25.7% deles foram soropositivos para S. neurona, N. caninum e T. gondii, respectivamente. Entre os cães sem sinais neurológi

5.
Ci. Rural ; 46(3): 547-553, Mar. 2016.
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-29137

Resumo

Laminitis is a severe podal affection, which pathophysiology remains partially renowned. Ischemic, enzymatic, metabolic and inflammatory mechanisms are connected to the development of laminar lesions. However, few therapeutic measures are effective to prevent or control the severity of acute laminitis and its prodromal stage, which often determines serious complications such as rotation and/or sinking of the distal phalanx and even the loss of hoof. The purpose of this study is to compile the actual knowledge in respect to the pathophysiology and treatment of equine laminitis.(AU)


A laminite é uma grave afecção podal, que permanece com fisiopatogenia parcialmente conhecida. Sabe-se que mecanismos isquêmicos, enzimáticos, metabólicos e inflamatórios estão envolvidos no desenvolvimento das lesões laminares. No entanto, poucas medidas terapêuticas são eficazes para prevenir ou controlar a gravidade da laminite nas fases prodrômica e aguda, o que frequentemente determina sérias complicações como rotação ou afundamento da falange distal e até mesmo perda do estojo córneo. O objetivo deste trabalho é compilar os mais atuais conhecimentos sobre a fisiopatologia e tratamento da laminite em equinos.(AU)


Assuntos
Animais , Doenças dos Cavalos , Cavalos/lesões
6.
Ci. Anim. bras. ; 16(4): 548-552, Out-Dez. 2015. tab
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-14858

Resumo

Diabetes mellitus (DM) commonly occurs in dogs, and the laboratorial confirmation is carriedout by glycemia test. The diagnosis and monitoring in humans is made by glycated hemoglobinand fructosamine concentrations. The objective of this study was to diagnose DM in 19 dogs, byevaluating seric glucose, glycated hemoglobin and fructosamine concentrations. Six dogs with DMand treated with insulin were assisted during a twelve-month period, by means of the same bloodanalysis, until the death (three dogs) or glycemic control (three dogs). Glucose, glycated hemoglobinand fructosamine increased in all dogs with DM, and dogs that did not survive presented higherglycated hemoglobin and seric glucose values than those that survived at the last evaluation. Theresults showed the importance of evaluating glycated hemoglobin and fructosamine in dogs with DMto diagnose and control treatment effectiveness.(AU)


O Diabetes mellitus (DM) ocorre com frequência em cães, sendo a glicemia o teste laboratorialde confirmação. O diagnóstico e monitoramento em pessoas são realizados pelas concentrações dehemoglobina glicada e frutosamina. O objetivo deste estudo foi diagnosticar a DM em 19 cães, comavaliação das concentrações da glicose sérica, hemoglobina glicada e frutosamina. Seis cães comDM e em tratamento com insulina foram acompanhados por um período de doze meses, com asmesmas avaliações hematológicas, até o óbito (três cães) ou controle glicêmico (três cães). Observouseaumento dos valores de glicose, hemoglobina glicada e frutosamina em todos os cães com DM,e valores de hemoglobina glicada e glicose superiores nos animais não sobreviventes, na últimaavaliação realizada. Estes resultados apontam para a importância da avaliação de hemoglobina glicadae frutosamina em cães com diabetes e para diagnóstico e controle da efetividade do tratamento.(AU)


Assuntos
Animais , Cães , Hemoglobinas Glicadas/análise , Frutosamina/análise , Diabetes Mellitus/diagnóstico , Técnicas de Laboratório Clínico/instrumentação , /análise , Índice Glicêmico , Insulina , Prognóstico
7.
Ciênc. anim. bras. (Impr.) ; 16(4): 548-552, Out-Dez. 2015. tab
Artigo em Português | VETINDEX | ID: biblio-1473425

Resumo

Diabetes mellitus (DM) commonly occurs in dogs, and the laboratorial confirmation is carriedout by glycemia test. The diagnosis and monitoring in humans is made by glycated hemoglobinand fructosamine concentrations. The objective of this study was to diagnose DM in 19 dogs, byevaluating seric glucose, glycated hemoglobin and fructosamine concentrations. Six dogs with DMand treated with insulin were assisted during a twelve-month period, by means of the same bloodanalysis, until the death (three dogs) or glycemic control (three dogs). Glucose, glycated hemoglobinand fructosamine increased in all dogs with DM, and dogs that did not survive presented higherglycated hemoglobin and seric glucose values than those that survived at the last evaluation. Theresults showed the importance of evaluating glycated hemoglobin and fructosamine in dogs with DMto diagnose and control treatment effectiveness.


O Diabetes mellitus (DM) ocorre com frequência em cães, sendo a glicemia o teste laboratorialde confirmação. O diagnóstico e monitoramento em pessoas são realizados pelas concentrações dehemoglobina glicada e frutosamina. O objetivo deste estudo foi diagnosticar a DM em 19 cães, comavaliação das concentrações da glicose sérica, hemoglobina glicada e frutosamina. Seis cães comDM e em tratamento com insulina foram acompanhados por um período de doze meses, com asmesmas avaliações hematológicas, até o óbito (três cães) ou controle glicêmico (três cães). Observouseaumento dos valores de glicose, hemoglobina glicada e frutosamina em todos os cães com DM,e valores de hemoglobina glicada e glicose superiores nos animais não sobreviventes, na últimaavaliação realizada. Estes resultados apontam para a importância da avaliação de hemoglobina glicadae frutosamina em cães com diabetes e para diagnóstico e controle da efetividade do tratamento.


Assuntos
Animais , Cães , /análise , Diabetes Mellitus/diagnóstico , Frutosamina/análise , Hemoglobinas Glicadas/análise , Técnicas de Laboratório Clínico/instrumentação , Índice Glicêmico , Insulina , Prognóstico
8.
Ci. Rural ; 45(11): 2044-2049, Nov. 2015. tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-27450

Resumo

Cell therapy with bone marrow-derived mononuclear cells is an alternative to therapy with mesenchymal stem cell cultures. The aim of the present research was the comparison of the yield of bone marrow-derived mononuclear cells harvested from dogs with two different anticoagulants. Bone marrow was harvested from the iliac crest of five healthy dogs aged between 15 and 30 months, and the effect of two anticoagulant solutions, CPDA-1 (citrate phosphate dextrose adenine-1) and heparin, on the isolation of mononuclear cells was compared. Mononuclear cells were isolated in a density gradient and stained for CD9 and CD44 for characterization by flow cytometry. Means were compared using Student's paired t-test. Samples harvested with CPDA-1 yielded an average of 5.16x106 (±1.76x106) to 20.20x106 (±1.55x106) mononuclear cells/mL, whereas the yield of samples harvested with heparin varied between 4.56x106 (±0.69x106) and 24.30x106 (±2.12x106) mononuclear cells mL-1. By flow cytometry, mean percentage of double-stained cells varied from 1.96% (±0.64%) to 5.01% (±0.73%) for CPDA-1 and from 2.23% (±0.70%) to 7.27% (±0.97%) for heparin. No significant statistical differences were observed on yield or CD9 and CD44 expression. Further studies are recommended to assess efficacy of CPDA on mononuclear cell isolation.(AU)


A terapia com células mononucleares de medula óssea é uma alternativa ao cultivo de células-tronco mesenquimais. O objetivo deste trabalho foi comparar o rendimento de células mononucleares derivadas da medula óssea de cães, colhidas com dois anticoagulantes diferentes. Foram coletadas medulas ósseas de cinco cães hígidos, com idades variando entre 15 e 30 meses, por punção na crista ilíaca. Foi comparado o efeito da solução anticoagulante no isolamento das células mononucleares, utilizando-se CPDA-1 (citrato, fosfato, dextrose, adenina) ou heparina como soluções anticoagulantes. As células mononucleares foram isoladas em gradiente de densidade e caracterizadas fenotipicamente em citometria de fluxo. Os resultados foram submetidos ao Teste t pareado para comparação de médias. Nas amostras coletadas com CPDA-1, o rendimento médio variou entre 5,16 x 106 (±1,76x106) a 20,20x106 (±1,55x106) células mononucleares mL-1, enquanto que, nas amostras coletadas com heparina, o rendimento variou entre 4,56x106 (±0,69x106) a 24,30x106 (±2,12x106) células mononucleares/mL. Na citometria de fluxo, a média de células duplo-marcadas variou de 1,96% (±0,64%) a 5,01% (±0,73%) para CPDA-1 e de 2,23% (±0,70%) a 7,27% (±0,97%) para heparina. Não foram observadas diferenças estatísticas no rendimento ou na expressão de CD9 e CD44. Recomendam-se estudos adicionais para avaliar melhor a eficácia do CPDA no isolamento de células mononucleares.(AU)


Assuntos
Animais , Cães , Anticoagulantes , Doenças do Cão , Medula Óssea , Células-Tronco
9.
Semina Ci. agr. ; 36(2): 895-900, mar.-abr. 2015.
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-30031

Resumo

This study aimed to evaluate the occurrence of anti-Neospora caninum and anti-Toxoplasma gondii antibodies in horses from Pantanal, in Mato Grosso state. Two hundred blood samples were collected from horses in Pantanal of Mato Grosso, Brazil. The samples were analyzed by IFAT for the detection of anti-Neospora caninum and anti-Toxoplasma gondii antibodies. Antibodies to N. caninum were found in 30 (15%) of 200 horses in titers of 50 (25 horses), 100 (two horses), 200 (two horses), and 400 (one horse). Antibodies to T. gondii were found in five (2.5%) of 200 horses in titers of 50 (three horses), 200 (one horse), and 400 (one horse). One animal showed antibody titers for both coccidian (titers of 200 for N. caninum e 400 for T. gondii). The pantaneiros horses were exposed to Neospora spp. and T. gondii.(AU)


Este estudo teve como objetivo avaliar a ocorrência de anticorpos anti-Neospora caninum. e anti-Toxoplasma gondii em cavalos do Pantanal, no estado de Mato Grosso. Duzentas amostras de sangue foram coletadas de equinos do Pantanal Mato-grossense, Brasil. As amostras foram analisadas pela reação de Imunofluorescência Indireta (RIFI) para pesquisa de anticorpos anti-Neospora caninum e anti-Toxoplasma gondii. Os anticorpos anti N. caninum foram detectados em 30 (15%) dos 200 cavalos, nos títulos de 50 (25 cavalos), 100 (dois cavalos), 200 (dois cavalos) e 400 (um cavalo). Os anticorpos anti T. gondii foram detectados em cinco (2,5%) dos 200 cavalos, nos títulos de 50 (três cavalos), 200 (um cavalo) e 400 (um cavalo). Em um cavalo verificou-se presença de anticorpos para ambos coccídeos (título de 200 para N. caninum e 400 para T. gondii). Os equinos pantaneiros foram expostos ao N. caninum e T. gondii.(AU)


Assuntos
Animais , Neospora/imunologia , Toxoplasma/imunologia , Doenças dos Cavalos , Toxoplasmose Animal
10.
Ci. Anim. bras. ; 16(4)2015.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-745116

Resumo

Abstract Diabetes mellitus (DM) commonly occurs in dogs, and the laboratorial confirmation is carried out by glycemia test. The diagnosis and monitoring in humans is made by glycated hemoglobin and fructosamine concentrations. The objective of this study was to diagnose DM in 19 dogs, by evaluating seric glucose, glycated hemoglobin and fructosamine concentrations. Six dogs with DM and treated with insulin were assisted during a twelve-month period, by means of the same blood analysis, until the death (three dogs) or glycemic control (three dogs). Glucose, glycated hemoglobin and fructosamine increased in all dogs with DM, and dogs that did not survive presented higher glycated hemoglobin and seric glucose values than those that survived at the last evaluation. The results showed the importance of evaluating glycated hemoglobin and fructosamine in dogs with DM to diagnose and control treatment effectiveness.


Resumo O Diabetes mellitus (DM) ocorre com frequência em cães, sendo a glicemia o teste laboratorial de confirmação. O diagnóstico e monitoramento em pessoas são realizados pelas concentrações de hemoglobina glicada e frutosamina. O objetivo deste estudo foi diagnosticar a DM em 19 cães, com avaliação das concentrações da glicose sérica, hemoglobina glicada e frutosamina. Seis cães com DM e em tratamento com insulina foram acompanhados por um período de doze meses, com as mesmas avaliações hematológicas, até o óbito (três cães) ou controle glicêmico (três cães). Observouse aumento dos valores de glicose, hemoglobina glicada e frutosamina em todos os cães com DM, e valores de hemoglobina glicada e glicose superiores nos animais não sobreviventes, na última avaliação realizada. Estes resultados apontam para a importância da avaliação de hemoglobina glicada e frutosamina em cães com diabetes e para diagnóstico e controle da efetividade do tratamento.

11.
Semina Ci. agr. ; 35(4): 1865-1870, July.-Aug.2014. tab
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-26540

Resumo

Glycated haemoglobin and fructosamin levels are not commonly used to diagnosis Diabetes mellitus in dogs due to a lack of reference values. To estabilish the reference values and determination methods of glycated haemoglobin and frutosamine, both male and females, healthy dogs, 2-8 years old (n=100) were used. The methodologies used were the ionic resin and the kinetic method by the reduction of blue nitrotetrazolium, respectively. Medium values of glycated haemoglobin of 5.3-7.01% and 277.52-387. 30 for fructosamin established by Brazilian Diabetes Society methods can be adopted for dogs, both males and females.(AU)


A hemoglobina glicada e frutosamina são pouco utilizadas em cães para o diagnóstico do Diabetes mellitus devido à escassez e divergência de valores de referência. Com o objetivo de determinar os valores de referência e metodologia da hemoglobina glicada e frutosamina em cães, foram utilizados 100 cães sadios, machos e fêmeas, de dois a oito anos. As metodologias empregadas foram resina de troca iônica e método cinético por redução do azul de nitrotetrazólio, respectivamente. Os valores médios de hemoglobina glicada encontrados foram de 5,3-7,01% e de frutosamina de 277,52-387,3 ?molL-1, estabelecidos segundo metodologias da Sociedade Brasileira de Diabetes, e podem ser adotados para cães, machos e fêmeas.(AU)


Assuntos
Animais , Cães , Hemoglobinas Glicadas/análise , Frutosamina , Valores de Referência , Glucose/análise
12.
Jaboticabal; s.n; 07/04/2009. 58 p.
Tese em Português | VETTESES | ID: vtt-3465

Resumo

A laminite está associada a ativação inflamatória sistêmica, a qual ocorre em diversas afecções, principalmente as gastrointestinais. Sua patogenia este relacionada a ativação de metaloproteinases e degradação do colágeno e/ou hemidesmossomos. 0 objetivo deste estudo foi analisar alterações morfológicas, apoptose, metaloproteinases (MMP) 2 e 9 e infiltração leucocitária, pela pesquisa da lipocalina liberada por neutrófilos (NGAL), no tecido laminar de equinos submetidos a obstrução intestinal experimental. Os animais foram distribuídos nos grupos: controle (Gc), instrumentado (Gi), com procedimento de enterotomia sem obstrução; obstruído tratado com hidrocortisona (Gt) e obstruído não tratado (Gnt). 0 tecido laminar foi analisado pelas técnicas de microscopia em luz, imunohistoquímica e zimografia. Os animals dos grupos experimentais (Gi, Gt e Gnt) demonstraram alterações morfológicas, MMPs e substância formada pela M M P-9 e NGAL superiores aos resultados do Cc. A presença de apoptose não foi evidenciada pelo procedimento cirúrgico. 0 Gc não foi diferente quanto as alterações morfológicas quando comparado ao Gi, e também não diferiu do Gt em relação e MMP-9, principalmente associada a neutrófilos. Com estes resultados, conclui-se que: o modelo experimental pode causar alterações morfológicas associadas a laminite; a apoptose não participa da fase inicial de alterações laminares no córium laminar; a hidrocortisona pode ser utilizada para coibir os efeitos deletérios da ativação inflamatória associada a diversas doenças, sem comprometer o córium laminar


The laminitis is associated to systemic inflammatory activation that occur in several diseases, mainly gastrointestinal. The pathogeny of the laminitis is related to matrix metalloproteinases (MMPs) activation with collagen or hemidesmossomos degradation. The aim of this study is evaluated of the morphologic alterations, apoptosis, MMPs 2 and 9 and leukocyte infiltration, for research of MMP-9 related to neutrophil gelatinase associated to lipocalin (NGAL) in laminar corium of horses subjected to intestinal obstruction experimental. The animals were divided in groups: control (Cc), instrumented (Gi), with enterotomy without obstruction; obstruction treated by hydrocortisone (Gt) and without treatment (Gnt). The laminar tissue was analyzed by optical microscopy, immunohistochemistry and zymography. The animals showed morphologic alterations, MM Ps expression and MMP-9 associated to NGAL greater the Gc. The presence of apoptosis was not evidend by cirurgical procedure. However, the Gc was not different to Gi about morphologic alterations, and too Gt, about MMP-9, mainly the form conjugated to NGAL. The results indicate that the experimental model can cause morphologic alterations associated with laminitis. The apoptosis is not prerequisite for laminar lesion. The hydrocortisone can be administrated to reduce the deleterious effects of inflammatory activation in several diseases, without to affect the laminar corium

13.
Semina ciênc. agrar ; 35(4): 1865-1870, 2014. tab
Artigo em Português | VETINDEX | ID: biblio-1499646

Resumo

Glycated haemoglobin and fructosamin levels are not commonly used to diagnosis Diabetes mellitus in dogs due to a lack of reference values. To estabilish the reference values and determination methods of glycated haemoglobin and frutosamine, both male and females, healthy dogs, 2-8 years old (n=100) were used. The methodologies used were the ionic resin and the kinetic method by the reduction of blue nitrotetrazolium, respectively. Medium values of glycated haemoglobin of 5.3-7.01% and 277.52-387. 30 for fructosamin established by Brazilian Diabetes Society methods can be adopted for dogs, both males and females.


A hemoglobina glicada e frutosamina são pouco utilizadas em cães para o diagnóstico do Diabetes mellitus devido à escassez e divergência de valores de referência. Com o objetivo de determinar os valores de referência e metodologia da hemoglobina glicada e frutosamina em cães, foram utilizados 100 cães sadios, machos e fêmeas, de dois a oito anos. As metodologias empregadas foram resina de troca iônica e método cinético por redução do azul de nitrotetrazólio, respectivamente. Os valores médios de hemoglobina glicada encontrados foram de 5,3-7,01% e de frutosamina de 277,52-387,3 ?molL-1, estabelecidos segundo metodologias da Sociedade Brasileira de Diabetes, e podem ser adotados para cães, machos e fêmeas.


Assuntos
Animais , Cães , Frutosamina , Glucose/análise , Hemoglobinas Glicadas/análise , Valores de Referência
14.
Semina ciênc. agrar ; 36(2): 895-900, 2015.
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1499893

Resumo

This study aimed to evaluate the occurrence of anti-Neospora caninum and anti-Toxoplasma gondii antibodies in horses from Pantanal, in Mato Grosso state. Two hundred blood samples were collected from horses in Pantanal of Mato Grosso, Brazil. The samples were analyzed by IFAT for the detection of anti-Neospora caninum and anti-Toxoplasma gondii antibodies. Antibodies to N. caninum were found in 30 (15%) of 200 horses in titers of 50 (25 horses), 100 (two horses), 200 (two horses), and 400 (one horse). Antibodies to T. gondii were found in five (2.5%) of 200 horses in titers of 50 (three horses), 200 (one horse), and 400 (one horse). One animal showed antibody titers for both coccidian (titers of 200 for N. caninum e 400 for T. gondii). The pantaneiros horses were exposed to Neospora spp. and T. gondii.


Este estudo teve como objetivo avaliar a ocorrência de anticorpos anti-Neospora caninum. e anti-Toxoplasma gondii em cavalos do Pantanal, no estado de Mato Grosso. Duzentas amostras de sangue foram coletadas de equinos do Pantanal Mato-grossense, Brasil. As amostras foram analisadas pela reação de Imunofluorescência Indireta (RIFI) para pesquisa de anticorpos anti-Neospora caninum e anti-Toxoplasma gondii. Os anticorpos anti N. caninum foram detectados em 30 (15%) dos 200 cavalos, nos títulos de 50 (25 cavalos), 100 (dois cavalos), 200 (dois cavalos) e 400 (um cavalo). Os anticorpos anti T. gondii foram detectados em cinco (2,5%) dos 200 cavalos, nos títulos de 50 (três cavalos), 200 (um cavalo) e 400 (um cavalo). Em um cavalo verificou-se presença de anticorpos para ambos coccídeos (título de 200 para N. caninum e 400 para T. gondii). Os equinos pantaneiros foram expostos ao N. caninum e T. gondii.


Assuntos
Animais , Doenças dos Cavalos , Neospora/imunologia , Toxoplasma/imunologia , Toxoplasmose Animal
15.
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-760637

Resumo

The occurrence and distribution of antibodies against Sarcocystis neurona, Neospora caninum and Toxoplasma gondii was investigated in horses, dogs and cats from Curitiba, Paraná state, Brazil. Serum samples were selected from 100 horses, 100 dogs and 100 cats from the routine of the Veterinary Clinical Pathology Laboratory in the Veterinary Hospital of the University of Paraná (UFPR). The 100 dog samples were divided into two groups: 35 samples from dogs with neurological sign (convulsion) and 65 samples from dogs without neurological signs. The animals were adults of different breeds, males and females. Samples were analyzed by indirect fluorescent antibody test (IFAT) for protozoa S. neurona, N. caninum andT. gondii at the following cut-off dilutions: horses: 1:50, 1:50 and 1:16; dogs: 1:50, 1:50 and 1:16; cats: 1:50, 1:50 and 1:50, respectively. The obtained results were 42% of horses, 7% of dogs and 5% of cats seropositive for S. neurona; 58% of horses, 68% of dogs and 42% of cats seropositive to N. caninum, and 36% of horses, 20% of dogs and 21% of cats seropositive for T. gondii. Among the dogs with neurological signs, 8.6%, 68.6% and 25.7% were seropositive for S. neurona, N. caninum and T. gondii, respectively. Among the dogs without neurological signs, 6.2% 67.7% and 16.9% were seropositiv


O presente trabalho investigou a ocorrência e distribuição de anticorpos contra Sarcocystis neurona, Neospora caninum e Toxoplasma gondii em cavalos, cães e gatos de Curitiba, estado do Paraná, Brasil. Amostras de soro de 100 cavalos, 100 cães e 100 gatos da rotina do Laboratório de Patologia Clínica Veterinária do Hospital Veterinário da Universidade Federal do Paraná (UFPR) foram selecionadas. As 100 amostras de cães foram divididas em dois grupos: 35 amostras de animais com sinal neurológico (convulsão) e 65 sem sinais neurológicos. Os animais eram adultos de diferentes raças, machos e fêmeas. As amostras foram analisadas pelo teste de reação de imunofluorescência indireta (RIFI) para os protozoários S. neurona, N. caninum e T. gondii nas seguintes diluições de corte: cavalos: 1:50, 1:50 e 1:16; cães: 1:50, 1:50 e 1:16; gatos: 1:50, 1:50 e 1:50, respectivamente. Os resultados obtidos foram 42% dos cavalos, 7% dos cães e 5% dosgatos soropositivos para S. neurona; 58% dos cavalos, 68% dos cães e 42% dos gatos soropositivos para N. caninum; e 36% dos cavalos, 20% dos cães e 21% dos gatos soropositivos para T. gondii. Entre os cães com sinal neurológico, 8.6%, 68.6% e 25.7% deles foram soropositivos para S. neurona, N. caninum e T. gondii, respectivamente. Entre os cães sem sinais neurológi

16.
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-742812

Resumo

The occurrence and distribution of antibodies against Sarcocystis neurona, Neospora caninum and Toxoplasma gondii was investigated in horses, dogs and cats from Curitiba, Paraná state, Brazil. Serum samples were selected from 100 horses, 100 dogs and 100 cats from the routine of the Veterinary Clinical Pathology Laboratory in the Veterinary Hospital of the University of Paraná (UFPR). The 100 dog samples were divided into two groups: 35 samples from dogs with neurological sign (convulsion) and 65 samples from dogs without neurological signs. The animals were adults of different breeds, males and females. Samples were analyzed by indirect fluorescent antibody test (IFAT) for protozoa S. neurona, N. caninum andT. gondii at the following cut-off dilutions: horses: 1:50, 1:50 and 1:16; dogs: 1:50, 1:50 and 1:16; cats: 1:50, 1:50 and 1:50, respectively. The obtained results were 42% of horses, 7% of dogs and 5% of cats seropositive for S. neurona; 58% of horses, 68% of dogs and 42% of cats seropositive to N. caninum, and 36% of horses, 20% of dogs and 21% of cats seropositive for T. gondii. Among the dogs with neurological signs, 8.6%, 68.6% and 25.7% were seropositive for S. neurona, N. caninum and T. gondii, respectively. Among the dogs without neurological signs, 6.2% 67.7% and 16.9% were seropositiv


O presente trabalho investigou a ocorrência e distribuição de anticorpos contra Sarcocystis neurona, Neospora caninum e Toxoplasma gondii em cavalos, cães e gatos de Curitiba, estado do Paraná, Brasil. Amostras de soro de 100 cavalos, 100 cães e 100 gatos da rotina do Laboratório de Patologia Clínica Veterinária do Hospital Veterinário da Universidade Federal do Paraná (UFPR) foram selecionadas. As 100 amostras de cães foram divididas em dois grupos: 35 amostras de animais com sinal neurológico (convulsão) e 65 sem sinais neurológicos. Os animais eram adultos de diferentes raças, machos e fêmeas. As amostras foram analisadas pelo teste de reação de imunofluorescência indireta (RIFI) para os protozoários S. neurona, N. caninum e T. gondii nas seguintes diluições de corte: cavalos: 1:50, 1:50 e 1:16; cães: 1:50, 1:50 e 1:16; gatos: 1:50, 1:50 e 1:50, respectivamente. Os resultados obtidos foram 42% dos cavalos, 7% dos cães e 5% dosgatos soropositivos para S. neurona; 58% dos cavalos, 68% dos cães e 42% dos gatos soropositivos para N. caninum; e 36% dos cavalos, 20% dos cães e 21% dos gatos soropositivos para T. gondii. Entre os cães com sinal neurológico, 8.6%, 68.6% e 25.7% deles foram soropositivos para S. neurona, N. caninum e T. gondii, respectivamente. Entre os cães sem sinais neurológi

SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA