Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 13 de 13
Filtrar
Mais filtros

Intervalo de ano de publicação
1.
Ciênc. rural (Online) ; 53(6): e20220105, 2023. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS-Express | VETINDEX | ID: biblio-1404261

Resumo

ABSTRACT: This study evaluated different meta-analytical approaches tousing citric and ascorbic acids in the performance of nursery piglets. The study included 24 publications between 1985 and 2018 (mode 1998), totaling 4215 nursery piglets. The Higgins index indicated high heterogeneity (98.5%) among the studies concerning citric acid (96.9%) and ascorbic acid (91.4%). In variances and forest plot analysis, using citric and ascorbic acids and their analogs was no significant effect (P > 0.05) on piglet weight gain. In the meta-analysis approach proposed by LOVATTO et al. (2007) and SAUVANT et al. (2008), there was no significant effect (P > 0.05) of the addition of citric and ascorbic acids on piglet performance. Numerically, was observed an increased ADG (Δ > 0) related to acids (supplemented over control treatments) in 59.7% (ascorbic acid) and 46.6% (citric acid) of the ADG comparisons. The effect of ascorbic supplementation on the respective control treatment of the overall nursery period was on average 0.98%, 1.07%, and -1.3% for ADFI, ADG, and FCR, respectively. Citric acid supplementation to the respective control treatment of the overall nursery period was on average 1.67%, 4.40%, and -2.29% for ADFI, ADG, and FCR. Adding citric and ascorbic acids in diets for nursery piglets does not alter performance regardless of the meta-analysis method used.


RESUMO: Neste estudo, o objetivo foi avaliar diferentes abordagens de sistematização e meta-análise sobre o uso de ácidos cítrico e ascórbico no desempenho de leitões de creche. O estudo incluiu 24 publicações entre 1985 e 2018 (moda 1998), totalizando 4215 leitões de creche. O índice de Higgins indicou alta heterogeneidade entre os estudos envolvendo ácido cítrico (96,9%) e ácido ascórbico (91,4%). Na análise por forest plot a adição de ácido ascórbico em dietas de leitões não melhora (P > 0.05) o ganho de peso de leitões em creche. Na abordagem de meta-análise proposta por LOVATTO et al. (2007) e SAUVANT et al. (2008) não houve efeito significativo (P > 0.05) da adição de ácidos cítrico e de ascórbico no desempenho dos leitões. Numericamente, observou-se aumento do ganho de peso (Δ > 0) relacionado aos ácidos (suplementado em relação aos tratamentos controle) observado em 59.7% (acido ascórbico) e 46.6% (ácido cítrico) das comparações do ganho de peso diário. A suplementação de ácido ascórbico em relação ao tratamento controle no período total de creche teve variação de 0,98%, 1,07% e -1,3% para ADFI, ADG e FCR, respectivamente. A adição de ácido cítrico em relação ao tratamento controle teve variação de 1,67%, 4,40% e -2,29 para ADFI, ADG e FCR. A adição de ácidos cítrico e ascórbico em dietas para leitões de creche não altera o desempenho, independentemente da abordagem de meta-análise utilizada.

2.
Ciênc. rural (Online) ; 53(6): 1-9, 2023. ilus, tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1413131

Resumo

This study evaluated different meta-analytical approaches tousing citric and ascorbic acids in the performance of nursery piglets. The study included 24 publications between 1985 and 2018 (mode 1998), totaling 4215 nursery piglets. The Higgins index indicated high heterogeneity (98.5%) among the studies concerning citric acid (96.9%) and ascorbic acid (91.4%). In variances and forest plot analysis, using citric and ascorbic acids and their analogs was no significant effect (P > 0.05) on piglet weight gain. In the meta-analysis approach proposed by LOVATTO et al. (2007) and SAUVANT et al. (2008), there was no significant effect (P > 0.05) of the addition of citric and ascorbic acids on piglet performance. Numerically, was observed an increased ADG (Δ > 0) related to acids (supplemented over control treatments) in 59.7% (ascorbic acid) and 46.6% (citric acid) of the ADG comparisons. The effect of ascorbic supplementation on the respective control treatment of the overall nursery period was on average 0.98%, 1.07%, and -1.3% for ADFI, ADG, and FCR, respectively. Citric acid supplementation to the respective control treatment of the overall nursery period was on average 1.67%, 4.40%, and -2.29% for ADFI, ADG, and FCR. Adding citric and ascorbic acids in diets for nursery piglets does not alter performance regardless of the meta-analysis method used.


Neste estudo, o objetivo foi avaliar diferentes abordagens de sistematização e meta-análise sobre o uso de ácidos cítrico e ascórbico no desempenho de leitões de creche. O estudo incluiu 24 publicações entre 1985 e 2018 (moda 1998), totalizando 4215 leitões de creche. O índice de Higgins indicou alta heterogeneidade entre os estudos envolvendo ácido cítrico (96,9%) e ácido ascórbico (91,4%). Na análise por forest plot a adição de ácido ascórbico em dietas de leitões não melhora (P > 0.05) o ganho de peso de leitões em creche. Na abordagem de meta-análise proposta por LOVATTO et al. (2007) e SAUVANT et al. (2008) não houve efeito significativo (P > 0.05) da adição de ácidos cítrico e de ascórbico no desempenho dos leitões. Numericamente, observou-se aumento do ganho de peso (Δ > 0) relacionado aos ácidos (suplementado em relação aos tratamentos controle) observado em 59.7% (acido ascórbico) e 46.6% (ácido cítrico) das comparações do ganho de peso diário. A suplementação de ácido ascórbico em relação ao tratamento controle no período total de creche teve variação de 0,98%, 1,07% e -1,3% para ADFI, ADG e FCR, respectivamente. A adição de ácido cítrico em relação ao tratamento controle teve variação de 1,67%, 4,40% e -2,29 para ADFI, ADG e FCR. A adição de ácidos cítrico e ascórbico em dietas para leitões de creche não altera o desempenho, independentemente da abordagem de meta-análise utilizada.


Assuntos
Ácido Ascórbico/administração & dosagem , Desmame , Creches , Ácido Cítrico/administração & dosagem
3.
Ci. Rural ; 50(11): e20190418, 2020. tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-29567

Resumo

A meta-analysis was carried out to evaluate the recommended levels of digestible lysine and its influence on the productive performance of primiparous lactating sows. The database consisted of 26 publications, 138 diets and 3,820 sows was developed from articles on the association between, lysine, crude protein and lactating primiparous sows. The digestible lysine levels of the studies ranged from 0.22 to 1.43% with average values of 0.85% digestible lysine in the diet, with consumption of 41.25 g day-1. The digestible lysine intake of sows was positively correlated (P 0.05) with feed intake, essential amino acids, crude protein, metabolizable energy, body weight loss sows, milk production, number and weight of piglets at weaning. Digestible lysine intake showed negative correlation (P 0.05) with backfat thickness at weaning and weaning to oestrus interval. It was observed a quadratic effect (P 0.01) of body weight loss sow and daily weight gain of piglets and a quadratic effect (P 0.01) in the weight of piglets at weaning due to increased dietary lysine level. The level of 1.04% of digestible lysine indicates less weight loss sows. The greater weight of piglets at weaning and increased daily weight gain of piglets was verified with the addition of 1.30 and 1.07% digestible lysine in the diet, respectively.(AU)


Realizou-se a meta-análise com o objetivo de determinar o nível recomendado de lisina digestível e sua influência sobre o desempenho produtivo de porcas primíparas lactantes. A base de dados composta por 26 publicações, 138 dietas e 3.820 fêmeas foi desenvolvida a partir de artigos sobre a associação entre, lisina, proteína bruta e porcas primíparas lactantes. Os níveis de lisina digestível dos estudos variaram de 0,22 a 1,43% com valores médios de 0,85% de lisina digestível nas dietas, com consumo de 41,25 g dia-1. O consumo de lisina digestível das porcas apresentou correlação positiva (P 0,05) com o consumo de ração, aminoácidos essenciais, proteína bruta, energia metabolizável, perda de peso corporal da porca, produção de leite, número e peso de leitões ao desmame. O consumo de lisina indicou correlação negativa (P 0,05) para espessura de toucinho ao desmame e intervalo desmame-cio. Observou-se efeito quadrático (P 0,01) da perda de peso corporal da porca e ganho de peso diário dos leitões e efeito quadrático (P 0,01) do peso dos leitões ao desmame em função do aumento do nível de lisina da dieta. O nível de 1,04% de lisina digestível indica a menor perda de peso da porca. O maior peso dos leitões ao desmame e maior ganho de peso diário dos leitões é verificado com a inclusão de 1,30 e 1,07% de lisina digestível na dieta, respectivamente.(AU)


Assuntos
Animais , Feminino , Suínos , Lisina/administração & dosagem , Ração Animal , Dieta/veterinária , Aumento de Peso
4.
R. bras. Parasitol. Vet. ; 28(1): 59-67, jan.-mar. 2019. tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-26196

Resumo

The purpose of this work was to identify, critically assess, and summarize available data from primary research about the anthelmintic resistance of injectable macrocyclic lactones in cattle. Meta-analysis was performed to estimate the pooled Odds Ratio and 95% Confidence Intervals. Of the 1504 abstracts screened for eligibility, 80 were deemed relevant for full publication review. Thirteen publications were included in the qualitative synthesis and assessed for systematic bias. Only five studies were included in the quantitative analysis because they showed a low risk of producing biased results in all the parameters. The forest plot indicated four studies that discuss anthelmintic resistance (P 0.05), while only one study did not discuss anthelmintic resistance (P 0.05). The pooled estimate showed 0.59 (95% Confidence intervals: 0.08, 0.47) times higher odds for studies that report anthelmintic resistance than for studies reporting efficacious anthelmintic treatment, with significant and substantially low heterogeneity (I2=25%). Anthelmintic resistance to injectable macrocyclic lactones is a reality. There are need to improve methodological reporting in studies, which is a problem for investigations that involves systematic review and meta-analysis (SR-MA).(AU)


O objetivo deste trabalho foi identificar, avaliar criticamente e resumir os dados disponíveis da literatura primária sobre resistência anti-helmíntica a lactonas macrocíclicas injetáveis em bovinos. Uma meta-análise foi realizada para estimar o Odds Ratio e Intervalos de Confiança (95%). Dos 1504 resumos selecionados para elegibilidade, 80 foram considerados relevantes para a revisão completa da publicação. Treze publicações foram incluídas na síntese qualitativa, as quais foram avaliadas quanto ao viés sistemático. Apenas cinco estudos foram incluídos na análise quantitativa porque apresentaram um baixo risco de produzir resultados tendenciosos em todos os parâmetros. O gráfico de floresta indicou quatro estudos que apresentaram resistência anti-helmíntica (P 0,05), enquanto um não apresentou (P 0,05). A estimativa combinada mostrou uma maior probabilidade de publicações de estudos que relatam resistência anti-helmíntica no valor de 0,59 (95%: 0,8, 0,47) do que estudos relatando tratamento anti-helmíntico eficaz. Os dados apresentaram baixa heterogeneidade (I2 = 25%). A resistência anti-helmíntica a lactonas macrocíclicas é uma realidade. Há a necessidade de melhorar a metodologia dos estudos, pois é um problema para os trabalhos que envolvem revisões sistemáticas e meta-análises (RS-MA).(AU)


Assuntos
Animais , Bovinos , Lactonas/análise , Lactonas/classificação , Lactonas/imunologia , Lactamas Macrocíclicas/análise , Lactamas Macrocíclicas/classificação , Lactamas Macrocíclicas/imunologia , Ivermectina , Anti-Helmínticos
5.
Sci. agric ; 73(4): 328-331, 2016. tab, graf
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1497581

Resumo

Little is known about the toxicity of concomitantly occurring mycotoxins in pig diets. This study was conducted to evaluate, through meta-analysis, the individual and the combined effects of mycotoxins on pig performance. The meta-analysis followed three sequential analyses (graphical, correlation, and variance-covariance) based on a database composed of 85 published papers, 1,012 treatments and 13,196 animals. Contamination of diets with individual mycotoxins reduced (p<0.05) feed intake by 14 % and weight gain by 17 %, while combined mycotoxins reduced the same responses by 42 % and 45 %, respectively, in comparison with the non-challenged group. The correlation (p <0.05) between reduction in weight gain (G) and reduction in feed intake (FI) was 0.67 in individual challenges and 0.93 in combined challenges. The estimated G was 6 % in individual challenges and 7 % in combined challenges when FI was zero, suggesting an increase in the maintenance requirements of challenged animals. Most of G (58 % in individual challenges and 84 % in combined challenges) was attributed to the changes in feed efficiency. The association of mycotoxins enhances individual toxic effects and the FI is important in explaining the deleterious effects on the growth of challenged pigs.


Assuntos
Animais , Crescimento , Metanálise como Assunto , Micotoxicose/veterinária , Análise de Variância , Ração Animal , Toxicologia
6.
Sci. agric. ; 73(4): 328-331, 2016. tab, graf
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-684182

Resumo

Little is known about the toxicity of concomitantly occurring mycotoxins in pig diets. This study was conducted to evaluate, through meta-analysis, the individual and the combined effects of mycotoxins on pig performance. The meta-analysis followed three sequential analyses (graphical, correlation, and variance-covariance) based on a database composed of 85 published papers, 1,012 treatments and 13,196 animals. Contamination of diets with individual mycotoxins reduced (p<0.05) feed intake by 14 % and weight gain by 17 %, while combined mycotoxins reduced the same responses by 42 % and 45 %, respectively, in comparison with the non-challenged group. The correlation (p <0.05) between reduction in weight gain (G) and reduction in feed intake (FI) was 0.67 in individual challenges and 0.93 in combined challenges. The estimated G was 6 % in individual challenges and 7 % in combined challenges when FI was zero, suggesting an increase in the maintenance requirements of challenged animals. Most of G (58 % in individual challenges and 84 % in combined challenges) was attributed to the changes in feed efficiency. The association of mycotoxins enhances individual toxic effects and the FI is important in explaining the deleterious effects on the growth of challenged pigs.(AU)


Assuntos
Animais , Crescimento , Micotoxicose/veterinária , Metanálise como Assunto , Ração Animal , Toxicologia , Análise de Variância
7.
R. bras. Saúde Prod. Anim. ; 16(1): 130-138, jan.-mar. 2015. graf
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-12283

Resumo

Uma meta-análise foi desenvolvida para estudar o desempenho, características de carcaça e interações com variáveis nutricionais em suínos machos castrados, inteiros e imunocastrados. Para a base de dados, foram utilizados 27 artigos totalizando 2.917 animais. A metaanálise foi realizada através de análises gráficas, de correlação e de variância-covariância. Suínos machos inteiros apresentaram consumo de ração 9% inferior (P0,05) entre as categorias sexuais estudadas. Porém, suínos machos castrados apresentaram conteúdo de carne magra 5% inferior(AU)


A meta-analysis was carried out in order to study performance, carcass characteristics and nutritional interactions in castrated, entire and immunocastrated males. A total of 27 studies were used in the database, totaling 2917 animals. The meta-analysis followed three sequential analyses: graphical, correlation and variancecovariance. Entire males showed feed intake 9% lower (P0.05) between treatments. However, castrated males showed lower lean meat content(AU)


Assuntos
Animais , Masculino , Suínos/anatomia & histologia , Suínos/fisiologia
8.
Rev. bras. saúde prod. anim ; 16(1): 130-138, jan.-mar. 2015. graf
Artigo em Português | VETINDEX | ID: biblio-1493391

Resumo

Uma meta-análise foi desenvolvida para estudar o desempenho, características de carcaça e interações com variáveis nutricionais em suínos machos castrados, inteiros e imunocastrados. Para a base de dados, foram utilizados 27 artigos totalizando 2.917 animais. A metaanálise foi realizada através de análises gráficas, de correlação e de variância-covariância. Suínos machos inteiros apresentaram consumo de ração 9% inferior (P0,05) entre as categorias sexuais estudadas. Porém, suínos machos castrados apresentaram conteúdo de carne magra 5% inferior


A meta-analysis was carried out in order to study performance, carcass characteristics and nutritional interactions in castrated, entire and immunocastrated males. A total of 27 studies were used in the database, totaling 2917 animals. The meta-analysis followed three sequential analyses: graphical, correlation and variance– covariance. Entire males showed feed intake 9% lower (P0.05) between treatments. However, castrated males showed lower lean meat content


Assuntos
Masculino , Animais , Suínos/anatomia & histologia , Suínos/fisiologia
9.
Ci. Rural ; 45(10): 1841-1847, Oct. 2015. tab, graf
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-27712

Resumo

Determination of animal profile from production scenarios by modeling is essential to improve production. The objective of this study was to model and evaluate the performance, the supply and nutrients requirements for pigs, during the growing and finishing phases, in real production scenarios. Six scenarios with 2,200 animals, which consumed six ad libitum diets, were selected. The collected data from the production scenarios were modeled based on the average animal. Animals were housed at 65±7 days old and weighing 22.11±1.41kg and were slaughtered at 159±10 days old and weighing 121.18±7kg. Average of the scenarios was greater than 0.27kg for consumption and 0.12kg for weight gain; feed conversion was equivalent to the standard animal profile (SAP). Scenarios were 1.60g higher for the requirement and 2.67g higher for daily digestible lysine per animal when compared to the SAP. Production scenarios showed differences between performance, supply and nutrient requirements for pigs during the growing and finishing phases. Modeling is a tool that can be used to describe and compare the characteristics of each production scenario.(AU)


A determinação do perfil animal de cenários de produção, por modelagem, é imprescindível para melhorar a produção. O objetivo deste estudo foi modelar e avaliar o desempenho zootécnico, o fornecimento e as exigências de nutrientes para suínos nas fases de crescimento e terminação em cenários de produção reais. Foram selecionados seis cenários com total de 2.200 animais que consumiram seis dietas ad libitum. Os dados coletados nos cenários de produção foram modelados com base na média animal. Os animais foram alojados com 65±7 dias de idade e 22,11±1,41kg de peso e foram abatidos com 159±10 dias e 121,18±7kg. A média dos cenários foi superior a 0,27kg em consumo e 0,12kg em ganho de peso, a conversão alimentar foi equivalente ao perfil animal padrão (PAP). Os cenários foram superiores em 1,60g para exigência e 2,67g para fornecimento de lisina digestível diária por animal em relação ao PAP. Os cenários de produção apresentam diferenças para desempenho zootécnico, fornecimento e exigências de nutrientes para suínos nas fases de crescimento e terminação. A modelagem é uma ferramenta que pode ser utilizada para descrever e comparar as especificidades em cada cenário de produção.(AU)


Assuntos
Animais , Suínos , Nutrientes , Dieta/veterinária , Aumento de Peso , Ração Animal
10.
Ci. Rural ; 38(1): 206-212, jan.-fev. 2008. tab
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-3941

Resumo

Um estudo de metanálise avaliou a relação entre a espessura de toicinho e as variáveis de condição corporal de porcas gestantes e lactantes. A base de dados contemplou 14 artigos publicados de 2000 a 2006 em revistas indexadas. A metanálise foi realizada através de análises gráfica, de correlação e de variância. A correlação da espessura de toicinho (ET) com o peso vivo foi de 0,16 (P<0,01), com a massa protéica de 0,48 (P<0,01) e com a concentração de leptina de 0,88 (P<0,01). A correlação da variação da espessura de toicinho na lactação (ETl) com o peso vivo foi de -0,21 (P<0,01), com variação do peso vivo na lactação de 0,34 (P<0,01) e com variação da massa lipídica na lactação de 0,70 (P<0,01). A correlação entre a ET e o número de leitões nascidos vivos foi de 0,46 (P<0,01), e entre a ETl e o PV dos leitões aos sete dias foi de 0,95 (P<0,01). A ET foi influenciada pelo peso vivo e pela massa protéica na gestação, enquanto a ETl é influenciada pela variação do peso vivo e pela massa lipídica na lactação. As concentrações de leptina ao parto estão correlacionadas positivamente com a ET. A ET é influenciada pelo número total de leitões nascidos vivos e pelo peso vivo dos leitões ao nascimento, enquanto a ETl é influenciada pelo peso vivo dos leitões aos sete dias e pelo ganho de peso vivo da leitegada. Há relação significativa entre espessura de toicinho e variáveis de condição corporal de porcas gestantes e lactantes.(AU)


A meta-analysis was carried out to evaluate the association between backfat thickness and sow body condition in gestation and lactation. The database assembled 14 publications from 2000 to 2006. The meta-analysis was accomplished by graphical analysis, correlation, and analysis of variance. The correlation between backfat thickness (BT) and body weight was 0.16 (P<0.01), with protein mass was 0.48 (P<0.01) and leptin concentration was 0.88 (P<0.01). The correlation between the backfat variation during and in lactation (VBTl) and body weight was -0.21 (P<0.01), with body weight variation in lactation was 0.34 (P<0.01) and with fat mass variation in lactation was 0.70 (P<0.01). The correlation between BT and born alive litter size was 0.46 (P<0.01), between VBTl and piglets body weight at seven days of age was 0.95 (P<0.01). In the gestation, the BD was influenced by the body weight and protein mass. However, in lactation the VBTl was influenced by the body weight variation and fat mass. The leptin concentration at farrowing was positively correlated with backfat depth. The BT was influenced by born alive litter size and piglets birth weight. The VBTl was influenced by piglets weight at seven days old and litter weight gain. In conclusion, there is a significant relation between backfat thickness and body variables of the sows in gestation and lactation.(AU)


Assuntos
Animais , Suínos , Gravidez
11.
Ci. Rural ; 38(2): 477-483, mar.-abr. 2008. tab
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-4137

Resumo

Foi realizado um experimento para avaliar a digestibilidade aparente de dietas e o metabolismo de frangos de corte alimentados com dietas contendo soja integral (SI) processada a vácuo (SIvac) ou a vapor (SIvap). O delineamento experimental foi inteiramente casualizado, com cinco tratamentos (dieta controle - DC; DC com substituição isométrica de 40 por cento de SIvac ou SIvap; dieta com SIvac e dieta com SIvap). Os tratamentos com substituição isométrica avaliaram a digestibilidade das sojas processadas; os demais, a digestibilidade de dietas contendo ou não soja processada (controle). A ingestão de N foi 23 e 20 por cento menor (P<0,01) para as aves alimentadas com dietas com SIvac ou SIvap em relação ao grupo controle. A excreção, digestibilidade e absorção do N não foram influenciadas (P>0,05) pelas dietas. A excreção de energia foi 19 e 22 por cento menor (P<0,01) para as aves alimentadas com SIvac na dieta em relação ao grupo controle e àquele alimentado com dieta com SIvap. A dieta com SIvac melhorou (P<0,01) a digestibilidade e a metabolização da energia. A energia metabolizável aparente corrigida para retenção de N (EMn) foi 12 por cento superior (P<0,01) à da dieta com SIvap e similar (P<0,01) à da dieta controle. A matéria seca, a proteína e o extrato etéreo digestíveis, as energias metabolizável aparente e EMn foram semelhantes (P>0,05) para a soja integral processada a vácuo ou a vapor. A soja processada a vácuo ou a vapor é uma alternativa ao farelo de soja e ao óleo vegetal em dietas para frangos de corte.(AU)


An experiment was carried out to evaluate the apparent digestibility of diets and the metabolism of broilers fed diets containing full-fat soybean (FFS) processed by vacuum (FFSvac) or by steam (FFSstm). The experimental design was completely randomized with five treatments (control diet - CD, CD with isometric substitution of 40 percent FFSvac or FFSstm; diet with FFSvac and diet with FFSstm). The treatments with isometric substitution evaluated the digestibility of processed soybeans; the remains, the digestibility of diets containing either processed soybean or not (control). The N intake was 23 and 20 percent less (P<0.01) to the broilers fed with diets containing FFSvac or FFSstm than control group. The excretion, digestibility and absorption of N were not influenced (P>0.05) by the diets. The excretion of energy was 19 and 22 percent less (P<0.01) to the broilers fed with FFSvac in the diet than control group and those fed with FFSstm in the diet. The diet with FFSvac enhanced (P<0.01) the digestibility and the metabolization of energy. The apparent metabolizable energy corrected for N retention (MEn) was 12 percent higher (P<0.01) to the one fed of diet with FFSstm and similar to control diet (P<0.01). The dry matter, protein and ether extract digestibles, the apparent metabolizable energy and MEn were similar (P>0.05) for full-fat soybean processed by vacuum or by steam. Full-fat soybean processed by vacuum or by steam is an alternative to soybean meal and to the vegetal oil in the diets for broilers.(AU)


Assuntos
Animais , Aves Domésticas , Galinhas
12.
Ci. Rural ; 38(4): 1085-1091, jul.-ago. 2008. tab
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-4563

Resumo

Uma metanálise foi realizada para avaliar a relação entre a espessura de toicinho e as variáveis nutricionais de porcas gestantes e lactantes. A base de dados contemplou 14 artigos publicados de 2000 a 2006 em revistas indexadas. A metanálise foi realizada através de análises gráfica, de correlação e de variância. A correlação entre espessura de toicinho na gestação (ETg) com consumo de alimento na gestação (CAl G) foi de -0,09 (P=0,04), com CAl na lactação (CAl L) baseado na tabela NRC (1998) foi de -0,09 (P=0,06), com CAl na lactação baseado na tabela Rostagno (2000) foi de -0,08 (P=0,06) e com consumo de proteína bruta na lactação (CAl L PB) foi de -0,08 (P=0,06). A correlação entre espessura de toicinho na lactação (ETl) com CAl na gestação foi de 0,29 (P<0,01), com CAl na gestação NRC (1998) foi de 0,20 (P<0,01), com CAl na gestação Rostagno (2000) foi de 0,20 (P<0,01), com CAl na lactação foi de -0,21 (P<0,01), com consumo na lactação NRC (1998) foi de -0,24 (P<0,01) e com consumo na lactação Rostagno (2000) foi de 0,24 (P<0,01). O CAl de PB na gestação foi de 0,20 (P<0,01) e o CAl de PB na lactação foi de -0,26 (P<0,01). A variação da espessura de toicinho durante a lactação é influenciada pelos níveis de proteína e lisina da dieta e pela gordura e proteína no leite. A variação da espessura de toicinho na gestação e na lactação foi semelhante para as tabelas do NRC (1998) e de Rostagno (2000). Há relação significativa entre espessura de toicinho e variáveis nutricionais em porcas gestantes e lactantes.(AU)


A meta-analysis was undertaken to evaluate the relationship between backfat thickness and nutritional variables of sows during gestation and lactation. The database was developed from 14 studies published between 2000 and 2006. The meta-analysis was carried out trough by graphical analysis, correlation and variance. The correlation between backfat thickness at gestation (BTg) and feed intake (FI) at this phase was -0.09 (P=0.04). The correlation between backfat thickness at gestation (BTg) and lactation FI NRC (1998) was -0.09 (P=0.06); BTg and FI at lactation Rostagno (2000) presented a correlation of-0.08 (P=0.06). In the same way the correlation between BTg and crude protein (CP) intake at lactation was -0.08 (P=0.06). The correlation between backfat thickness at lactation (BTl) and FI at gestation was 0.29 (P<0.01). BTl and FI at gestation NRC (1998) presented a correlation of 0.20 (P<0.01). For BTl and gestation feed intake Rostagno (2000) a correlation of 0.20 (P<0.01) was reported. The correlation between BTl and lactation FI was -0.21 (P<0.01), the correlations between BTl and lactation FI NRC (1998) were -0.24 (P<0.01) and lactation FI Rostagno (2000) 0.24 (P<0.01). Correlations of 0.20 (P<0.01) and -0.26 (P<0.01) were observed between BTl and CP intake at gestation and CP intake at lactation respectively. The backfat thickness variation at lactation is influenced by protein and lysine levels in the diet and fat and protein of the milk. Gestation and lactation backfat thickness variation was similar to NRC (1998) and Rostagno (2000). There is a significant relationship between backfat thickness and nutritional variables in pregnant and farrowing sows.(AU)


Assuntos
Animais , Suínos , Metanálise como Assunto , Fenômenos Fisiológicos da Nutrição Animal
13.
Tese em Português | VETTESES | ID: vtt-2088

Resumo

Um estudo foi realizado com o objetivo de avaliar em condições brasileiras as estratégias nutricionais e alimentares do modelo InraPorc® para porcas gestantes e lactantes. Para atender os requisitos do modelo, o trabalho foi desenvolvido em quatro etapas: estabelecimento do perfil animal, determinação das exigências nutricionais, definição do programa nutricional e alimentar e aplicação do modelo InraPorc em granja comercial. Foram utilizadas 80 porcas DanBred, selecionadas por ordem de parto, peso vivo e espessura de toucinho. O delineamento experimental foi o de blocos ao acaso constituídos de dois tratamentos - programa de dietas e alimentar utilizado pela Granja e programa de dietas e alimentar ajustado pelo InraPorc®. Os tratamentos foram constituídos por 40 repetições, distribuídos em três grupos de ordem de parto (OP): OP1 15; OP2 13 e OP?3 12 porcas. Na gestação, entre os 26 e 85 dias, o consumo de ração foi 5% superior em primíparas, 14% em porcas OP2 e 13,5% em porcas OP?3 alimentadas com programa ajustado pelo InraPorc comparado ao da Granja. Entre os 86 a 108 dias, o ajuste nutricional pelo modelo foi superior em 8,3% no consumo de ração em primíparas, 6,2% em porcas OP2 e 9,3% em porcas OP?3. O ajuste nutricional durante a lactação aumentou o ganho materno em média de 5% no grupos estudados. O conteúdo uterino e o peso da leitegada ao nascer foi superior (P<0,05) em fêmeas OP2 alimentadas com programa nutricional ajustado. O consumo médio durante a lactação foi 3,6% superior em primíparas, 7,3% em porcas OP2 e 6,7% em porcas de OP ? 3 alimentadas com programa alimentar ajustado pelo InraPorc em relação ao programa alimentar da granja. O número de leitões nascidos totais e de nascidos vivos foi superior em porcas OP2 alimentadas com programa alimentar ajustado pelo InraPorc. O peso médio dos leitões ao nascer foi superior nos grupos alimentados com programa ajustado pelo InraPorc (1,313 vs. 1,273 kg). O peso ao desmame foi 14 e 9% superior em leitões de primíparas e porcas OP2 alimentadas com programa ajustado pelo InraPorc. O peso das porcas ao desmame foi 6,4% superior nas primíparas alimentadas com programa alimentar ajustado pelo InraPorc. Nesse estudo, a perda de peso verificada nos grupos estudados oscilou de 2 a 4,9%, sendo verificada a maior mobilização em porcas OP?3 alimentadas com o programa InraPorc. O InraPorc identificou deficiências nutricionais em primíparas no terço final da gestação e propôs um ajuste nutricional para essa categoria. O ajuste nutricional em primíparas na gestação aumenta o ganho materno e na lactação reduz o catabolismo das reservas corporais. Além disso, o aporte nutricional na gestação aumenta o peso do leitão ao nascer e, durante a lactação o peso ao desmame

SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA