Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 7 de 7
Filtrar
Mais filtros

Tipo de documento
Intervalo de ano de publicação
1.
Semina Ci. agr. ; 35(5): 2513-2526, set.-out. 2014. ilus, tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-28810

Resumo

Uma das maiores dificuldades na interpretação radiográfica em cães está nas alterações pulmonares sendo a variabilidade interobservador alta. O objetivo desse estudo é detectar as variações de interpretação entre radiologistas brasileiros em diferentes graus de treinamento e experiência, utilizando a interpretação de consenso feito por radiologistas americanos certificados pelo Colégio Americano de Radiologia Veterinária. Na tentativa de identificar os desafios e as particularidades dessa interpretação. Sessenta exames radiográficos digitais do tórax de cães foram interpretados por quatro grupos de observadores com diferentes graus de treinamento em leitura de exames radiográficos. O grau de discrepância entre as observadores foram comparados seguindo um escore com três subclassificações: sem discrepância, discrepância leve e maiores discrepâncias. Para análise dos dados os métodos estatísticos utilizados foram o Kappa e Cochran-Mantel-Haenszel. Os veterinários brasileiros com maior grau de treinamento e experiência foram o que apresentaram menores variações de interpretação quando comparado aos dados do consenso, seguidos pelos veterinários menor treinamento e por médicos veterinários práticos da clínica diária sem treinamento especializado em interpretação radiográfica. Os padrões radiográficos que foram associados ao alto grau de discordância foram em sequência...(AU)


Interpretation of pulmonary radiographs is one of the most difficult aspects of radiology and interobserver variability is high. The aim of this study was to assess variations in interpretation of pulmonary pathology amongst Brazilian veterinarians with different levels of training and experience, using the interpretation by American board-certified radiologists as a reference. We identified areas where interpretation is particularly challenging. Sixty digital canine thoracic radiographic examinations were interpreted by four groups of three Brazilian observers, each group being defined by different levels of training and experience. The radiographic findings of the 4 groups of observers in the study were compared to a reference interpretation established from the findings of three ACVR board-certified radiologists. The degree of discrepancy for each list between each group and the reference interpretation was assessed according to a three-level scoring system: no discrepancy, minor discrepancy, or major discrepancy. Data was analyzed using a Kappa and Cochran-Mantel-Haenszel tests. Brazilian veterinarians with the most training and experience showed the least interobserver variation and best performance when compared to the reference interpretation, followed by those with practical training, but with little work experience in professional practice. The radiographic patterns...(AU)


Assuntos
Humanos , Animais , Cães , Interpretação de Imagem Radiográfica Assistida por Computador/métodos , Pulmão/diagnóstico por imagem , Radiografia Torácica/veterinária
2.
Semina Ci. agr. ; 34(2): 805-810, 2013.
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-4985

Resumo

Medical therapy for hydrocephalus includes the administration of medications to limit the production of the cerebrospinal fluid (CSF) resulting in reduced intracranial pressure (ICP). This report describes the clinical findings in one dog with congenital hydrocephalus that was unresponsive to conventional medical treatment with steroids, but demonstrated good response to omeprazole when this drug was added to the steroid. Omeprazole might decrease the CSF production by about 26% according to experimental studies with healthy dogs, but the usage of the omeprazole in clinical trials with affected dogs such as hydrocephalic animals is lacking. The results of this report might suggest that omeprazole can be used added to steroids to ameliorate the neurological status in dogs with increased ICP by hydrocephalus.(AU)


O tratamento médico para a hidrocefalia inclui a administração de medicamentos para limitar a produção do fluido cerebroespinhal (FCE), resultando em redução da pressão intracraniana (PIC). Este trabalho descreve os achados clínicos em um cão com hidrocefalia congênita não responsiva ao tratamento médico convencional com esteróides, mas que apresentou boa resposta à associação omeprazolesteróides. O omeprazol pode diminuir a produção de FCE em cerca de 26% de acordo com estudos experimentais realizados com cães saudáveis. Porém, o uso do omeprazol em ensaios clínicos com cães enfermos, como os animais hidrocefálicos, não é descrito. Os resultados deste trabalho sugerem que o omeprazol pode ser empregado em associação ao corticóide para melhorar o estado neurológico em cães com aumento da PIC devido à hidrocefalia.(AU)


Assuntos
Animais , Condutas Terapêuticas Homeopáticas/veterinária , Omeprazol/administração & dosagem , Hidrocefalia/patologia , Pressão Intracraniana/fisiologia , Cães/classificação
3.
Artigo em Inglês, Espanhol, Português | VETINDEX | ID: biblio-1480841

Resumo

O exame radiográfico torácico pode ser um desafio para os radiologistas veterinários, principalmente os iniciantes. Muitas são as armadilhas que podem ocorrer durante a interpretação dos exames radiográficos dessa região em cães e gatos, e com isso a apreensão de se perder uma lesão é frequente na prática clínica-radiográfica. Ressalta-se, portanto, a importância do conhecimento dos fatores que podem gerar dificuldades de interpretação como: posicionamento inadequado, influência da técnica utilizada, preparo e processamento do filme radiográfico, o conhecimento das variações de idade, raça, espécie e da característica física do paciente, bem como efeitos de somação. Nesse arti go objetivamos discutir, em forma de tópicos, os fatores que podem influenciar ou dificultar a boa interpretação de filmes radiográficos torácicos em pequenos animais.


Thoracic radiographics can be a challenge for veterinary radiologists, especially for beginners. Many misunderstandings can occur during the interpretation of the thorax radiographic exam of dogs and cats, which leads to apprehension about missing a lesion. It is therefore important to know which factors may cause interpretation difficulties, such as improper positioning, influence of the used technique, addition effects, preparation and processing of the radiographic film, knowledge about age-related variations, as well as those related to breed, species and physical properties of the patient. In this paper we aim to discuss topics such as the factors and difficulties that can influence the correct interpretation of thoracic radiographics of small animals.


El examen radiográfico del tórax puede representar un desafío para los radiólogos veterinarios, más aún para aquellos que están comenzando en la especialidad. El médico actuante puede encontrar situaciones confusas durante la interpretación de las radiografías de esa región en perros y gatos, y de esa forma poder no llegar a identificar algunas lesiones en la práctica clínica y radiográfica. Por consiguiente, debe ser destacada la importancia de conocer los factores que pueden causar dificultades de interpretación, como por ejemplo: el posicionamiento inadecuado, la técnica utilizada, la preparación y procesamiento de la película radiográfica, el conocimiento de las variaciones de edad, raza, especie y características físicas del paciente, así como los efectos de la suma de los factores antes nombrados. En este artículo el objetivo es analizar, a través de tópicos, los factores que pueden influir o dificultar la correcta interpretación de las radiografías de tórax de pequeños animales.


Assuntos
Animais , Diagnóstico , Erros de Diagnóstico/tendências , Precisão da Medição Dimensional , Radiografia , Tórax/anatomia & histologia , Cães/classificação , Gatos
4.
Clín. Vet. ; 16(95): 86-96, 2011.
Artigo em Inglês, Espanhol, Português | VETINDEX | ID: vti-11040

Resumo

O exame radiográfico torácico pode ser um desafio para os radiologistas veterinários, principalmente os iniciantes. Muitas são as armadilhas que podem ocorrer durante a interpretação dos exames radiográficos dessa região em cães e gatos, e com isso a apreensão de se perder uma lesão é frequente na prática clínica-radiográfica. Ressalta-se, portanto, a importância do conhecimento dos fatores que podem gerar dificuldades de interpretação como: posicionamento inadequado, influência da técnica utilizada, preparo e processamento do filme radiográfico, o conhecimento das variações de idade, raça, espécie e da característica física do paciente, bem como efeitos de somação. Nesse arti go objetivamos discutir, em forma de tópicos, os fatores que podem influenciar ou dificultar a boa interpretação de filmes radiográficos torácicos em pequenos animais.(AU)


Thoracic radiographics can be a challenge for veterinary radiologists, especially for beginners. Many misunderstandings can occur during the interpretation of the thorax radiographic exam of dogs and cats, which leads to apprehension about missing a lesion. It is therefore important to know which factors may cause interpretation difficulties, such as improper positioning, influence of the used technique, addition effects, preparation and processing of the radiographic film, knowledge about age-related variations, as well as those related to breed, species and physical properties of the patient. In this paper we aim to discuss topics such as the factors and difficulties that can influence the correct interpretation of thoracic radiographics of small animals.(AU)


El examen radiográfico del tórax puede representar un desafío para los radiólogos veterinarios, más aún para aquellos que están comenzando en la especialidad. El médico actuante puede encontrar situaciones confusas durante la interpretación de las radiografías de esa región en perros y gatos, y de esa forma poder no llegar a identificar algunas lesiones en la práctica clínica y radiográfica. Por consiguiente, debe ser destacada la importancia de conocer los factores que pueden causar dificultades de interpretación, como por ejemplo: el posicionamiento inadecuado, la técnica utilizada, la preparación y procesamiento de la película radiográfica, el conocimiento de las variaciones de edad, raza, especie y características físicas del paciente, así como los efectos de la suma de los factores antes nombrados. En este artículo el objetivo es analizar, a través de tópicos, los factores que pueden influir o dificultar la correcta interpretación de las radiografías de tórax de pequeños animales.(AU)


Assuntos
Animais , Erros de Diagnóstico/tendências , Diagnóstico , Precisão da Medição Dimensional , Radiografia , Tórax/anatomia & histologia , Cães/classificação , Gatos
5.
Semina ciênc. agrar ; 34(2): 805-810, 2013.
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1499179

Resumo

Medical therapy for hydrocephalus includes the administration of medications to limit the production of the cerebrospinal fluid (CSF) resulting in reduced intracranial pressure (ICP). This report describes the clinical findings in one dog with congenital hydrocephalus that was unresponsive to conventional medical treatment with steroids, but demonstrated good response to omeprazole when this drug was added to the steroid. Omeprazole might decrease the CSF production by about 26% according to experimental studies with healthy dogs, but the usage of the omeprazole in clinical trials with affected dogs such as hydrocephalic animals is lacking. The results of this report might suggest that omeprazole can be used added to steroids to ameliorate the neurological status in dogs with increased ICP by hydrocephalus.


O tratamento médico para a hidrocefalia inclui a administração de medicamentos para limitar a produção do fluido cerebroespinhal (FCE), resultando em redução da pressão intracraniana (PIC). Este trabalho descreve os achados clínicos em um cão com hidrocefalia congênita não responsiva ao tratamento médico convencional com esteróides, mas que apresentou boa resposta à associação omeprazolesteróides. O omeprazol pode diminuir a produção de FCE em cerca de 26% de acordo com estudos experimentais realizados com cães saudáveis. Porém, o uso do omeprazol em ensaios clínicos com cães enfermos, como os animais hidrocefálicos, não é descrito. Os resultados deste trabalho sugerem que o omeprazol pode ser empregado em associação ao corticóide para melhorar o estado neurológico em cães com aumento da PIC devido à hidrocefalia.


Assuntos
Animais , Condutas Terapêuticas Homeopáticas/veterinária , Hidrocefalia/patologia , Omeprazol/administração & dosagem , Pressão Intracraniana/fisiologia , Cães/classificação
6.
Semina ciênc. agrar ; 35(5): 2513-2526, 2014. ilus, tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1499709

Resumo

Uma das maiores dificuldades na interpretação radiográfica em cães está nas alterações pulmonares sendo a variabilidade interobservador alta. O objetivo desse estudo é detectar as variações de interpretação entre radiologistas brasileiros em diferentes graus de treinamento e experiência, utilizando a interpretação de consenso feito por radiologistas americanos certificados pelo Colégio Americano de Radiologia Veterinária. Na tentativa de identificar os desafios e as particularidades dessa interpretação. Sessenta exames radiográficos digitais do tórax de cães foram interpretados por quatro grupos de observadores com diferentes graus de treinamento em leitura de exames radiográficos. O grau de discrepância entre as observadores foram comparados seguindo um escore com três subclassificações: sem discrepância, discrepância leve e maiores discrepâncias. Para análise dos dados os métodos estatísticos utilizados foram o Kappa e Cochran-Mantel-Haenszel. Os veterinários brasileiros com maior grau de treinamento e experiência foram o que apresentaram menores variações de interpretação quando comparado aos dados do consenso, seguidos pelos veterinários menor treinamento e por médicos veterinários práticos da clínica diária sem treinamento especializado em interpretação radiográfica. Os padrões radiográficos que foram associados ao alto grau de discordância foram em sequência...


Interpretation of pulmonary radiographs is one of the most difficult aspects of radiology and interobserver variability is high. The aim of this study was to assess variations in interpretation of pulmonary pathology amongst Brazilian veterinarians with different levels of training and experience, using the interpretation by American board-certified radiologists as a reference. We identified areas where interpretation is particularly challenging. Sixty digital canine thoracic radiographic examinations were interpreted by four groups of three Brazilian observers, each group being defined by different levels of training and experience. The radiographic findings of the 4 groups of observers in the study were compared to a reference interpretation established from the findings of three ACVR board-certified radiologists. The degree of discrepancy for each list between each group and the reference interpretation was assessed according to a three-level scoring system: no discrepancy, minor discrepancy, or major discrepancy. Data was analyzed using a Kappa and Cochran-Mantel-Haenszel tests. Brazilian veterinarians with the most training and experience showed the least interobserver variation and best performance when compared to the reference interpretation, followed by those with practical training, but with little work experience in professional practice. The radiographic patterns...


Assuntos
Humanos , Animais , Cães , Interpretação de Imagem Radiográfica Assistida por Computador , Pulmão/diagnóstico por imagem , Radiografia Torácica/veterinária
7.
Tese em Português | VETTESES | ID: vtt-1829

Resumo

A avaliação radiográfica do tórax é um exame realizado com frequência na rotina clínica de pequenos animais, porém é um exame de difícil interpretação, principalmente quanto à alterações pulmonares. Essa dificuldade pode levar a falhas de interpretação, além de grande variabilidade interobservador. Para determinar o impacto desses fatores, têm-se realizado estudos na Medicina e mais recentemente na Veterinária, visando a avaliação do desempenho dos radiologistas, para melhorar a qualidade dos diagnósticos realizados. Essa dissertação compreende três estudos sobre a avaliação radiográfica do tórax de cães e gatos. O primeiro artigo é uma revisão bibliográfica que propõe identificar e discutir os fatores que podem dificultar a interpretação radiográfica do tórax em pequenos animais. O segundo estudo procura determinar em qual grau de treinamento o observador é capaz de fazer uma análise radiográfica confiável, além de determinar quais os erros mais frequentemente cometidos por observadores jovens. No terceiro trabalho, buscou-se determinar o quanto o grau de treinamento pode interferir na avaliação radiográfica dos campos pulmonares, além de terminar quais os padrões radiográficos pulmonares mais difíceis de interpretar e verificar as diferenças de interpretação entre os radiologistas treinados no Brasil e radiologistas certificados pelo Colégio Americano de Radiologia Veterinária. Os três artigos foram formatados segundo as normas da revista Archives of Veterinary Science, da Universidade Federal do Paraná

SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA