Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 8 de 8
Filtrar
Mais filtros

Tipo de documento
Intervalo de ano de publicação
1.
Ciênc. anim. bras. (Impr.) ; 21: e, 23 mar. 2020. ilus, tab, graf
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1473752

Resumo

To evaluate the use of tenecteplase in transoperative phacoemulsification in healthy rabbits, the study was carried out with fifteen New Zealand rabbits, divided into three groups: control group (CG), untreated group (UG) and treated group (TG). UG and TG were operated by phacoemulsification and TG received 50 µg / 0.3 mL of intracameral tenecteplase. The postoperative evaluations were 24 h, 72 h, 7 days, 15 days and 21 days. In TP21 the animals were submitted to euthanasia and aqueous humor samples were collected. No significant differences were observed in the clinical evaluations between CG and TG in relation to incidence rates of intraocular pressure (IOP), corneal edema, fibrin deposits, hyphema, aqueous flare and synechia. In the physicochemical evaluation of the aqueous humor, there were no significant differences between the three groups in relation to pH values and concentrations of chloride ions. The aqueous humor density values were statistically different between CG and the other groups. In the histological evaluation, there were no significant differences between the groups. The use of tenecteplase in transoperative phacoemulsification in rabbits did not present significant differences in terms of clinical, physicochemical and histological parameters.


Para avaliar o uso da tenecteplase na facoemulsificação transoperatória em coelhos sadios, o estudo foi realizado com quinze coelhos da raça Nova Zelândia, divididos em três grupos: grupo controle (CG) grupo não tratado (UG) e grupo tratado (TG). UG e TG foram operados por facoemulsificação e TG recebeu 50 µg / 0,3 mL de tenecteplase intracameral. As avaliações pós-operatórias foram 24 h, 72 h, 7 dias, 15 dias e 21 dias. No TP21 os animais foram submetidos à eutanásia e amostras de humor aquoso foram coletadas. Não foram observadas diferenças significativas nas avaliações clínicas entre o CG e o TG em relação às taxas de incidência de pressão intraocular (PIO), edema de córnea, depósitos de fibrina, hifema, flare aquoso e sinéquia. Na avaliação físico-química do humor aquoso, não houve diferenças significativas entre os três grupos em relação aos valores de pH e concentrações de íons cloreto. Os valores de densidade de humor aquoso foram estatisticamente diferentes entre CG e os outros grupos. Na avaliação histológica, não houve diferenças significativas entre os grupos. O uso da tenecteplase na facoemulsificação transoperatória em coelho não apresentou diferenças significativas em termos de parâmetros clínicos, físico-químicos e histológicos.


Assuntos
Animais , Coelhos , Facoemulsificação/métodos , Facoemulsificação/veterinária , Fibrina/análise , Humor Aquoso , Tenecteplase/análise , Extração de Catarata/métodos , Extração de Catarata/veterinária
2.
Ci. Anim. bras. ; 21: e-57717, June 16, 2020. ilus, tab, graf
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-32031

Resumo

To evaluate the use of tenecteplase in transoperative phacoemulsification in healthy rabbits, the study was carried out with fifteen New Zealand rabbits, divided into three groups: control group (CG), untreated group (UG) and treated group (TG). UG and TG were operated by phacoemulsification and TG received 50 µg / 0.3 mL of intracameral tenecteplase. The postoperative evaluations were 24 h, 72 h, 7 days, 15 days and 21 days. In TP21 the animals were submitted to euthanasia and aqueous humor samples were collected. No significant differences were observed in the clinical evaluations between CG and TG in relation to incidence rates of intraocular pressure (IOP), corneal edema, fibrin deposits, hyphema, aqueous flare and synechia. In the physicochemical evaluation of the aqueous humor, there were no significant differences between the three groups in relation to pH values and concentrations of chloride ions. The aqueous humor density values were statistically different between CG and the other groups. In the histological evaluation, there were no significant differences between the groups. The use of tenecteplase in transoperative phacoemulsification in rabbits did not present significant differences in terms of clinical, physicochemical and histological parameters.(AU)


Para avaliar o uso da tenecteplase na facoemulsificação transoperatória em coelhos sadios, o estudo foi realizado com quinze coelhos da raça Nova Zelândia, divididos em três grupos: grupo controle (CG) grupo não tratado (UG) e grupo tratado (TG). UG e TG foram operados por facoemulsificação e TG recebeu 50 µg / 0,3 mL de tenecteplase intracameral. As avaliações pós-operatórias foram 24 h, 72 h, 7 dias, 15 dias e 21 dias. No TP21 os animais foram submetidos à eutanásia e amostras de humor aquoso foram coletadas. Não foram observadas diferenças significativas nas avaliações clínicas entre o CG e o TG em relação às taxas de incidência de pressão intraocular (PIO), edema de córnea, depósitos de fibrina, hifema, flare aquoso e sinéquia. Na avaliação físico-química do humor aquoso, não houve diferenças significativas entre os três grupos em relação aos valores de pH e concentrações de íons cloreto. Os valores de densidade de humor aquoso foram estatisticamente diferentes entre CG e os outros grupos. Na avaliação histológica, não houve diferenças significativas entre os grupos. O uso da tenecteplase na facoemulsificação transoperatória em coelho não apresentou diferenças significativas em termos de parâmetros clínicos, físico-químicos e histológicos.(AU)


Assuntos
Animais , Coelhos , Tenecteplase/análise , Facoemulsificação/métodos , Facoemulsificação/veterinária , Humor Aquoso , Fibrina/análise , Extração de Catarata/métodos , Extração de Catarata/veterinária
3.
Arq. Ciênc. Vet. Zool. UNIPAR (Online) ; 21(1): 43-46, Jan-Mar. 2018. ilus
Artigo em Francês | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-915873

Resumo

O hemangiossarcoma é a neoplasia maligna originária do endotélio vascular. Os sítios primários mais comuns são baço, fígado, coração e pele, sendo considerado raro o acometimento da pálpebra e demais componentes oculares. Neste relato, descreve-se o caso de uma cadela da raça Boxer, de dez anos de idade, que apresentou aumento de volume, na borda livre da terceira pálpebra, de cor vermelho escuro. O tratamento de escolha foi a remoção cirúrgica e o diagnóstico de hemangiossarcoma foi confirmado ao exame histopatológico.(AU)


Hemangiosarcoma is malignant neoplasm originating from the vascular endothelium. The most common primary sites of this neoplasia are the spleen, liver, heart and skin. The involvement of the eyelid and other ocular components is unusual. In this report, we describe the case of a 10-year-old Boxer bitch who presented an increase in volume, at the free edge of the third eyelid, a deep red color. The mass was surgically removed and the diagnosis of hemangiossarcoma was confirmed by histopathological exam.(AU)


El hemangiosarcoma es una neoplasia maligna originada en el endotelio vascular, encontrado principalmente en el bazo, hígado, corazón y piel. Su presencia en párpados y otros componentes oculares es poco común. En este relato se describe el caso de una perra de la raza Boxer, de diez años, que presentó aumento de volumen, en el borde libre del tercer párpado, de color rojo oscuro. El tratamiento escogido fue la remoción quirúrgica y el diagnóstico de hemangiosarcoma fue confirmado por examen histopatológico.(AU)


Assuntos
Animais , Feminino , Cães , Hemangiossarcoma/cirurgia , Hemangiossarcoma/classificação , Hemangiossarcoma/veterinária , Membrana Nictitante/anormalidades
4.
Arq. ciênc. vet. zool. UNIPAR ; 21(1): 43-46, Jan-Mar. 2018. ilus
Artigo em Francês | VETINDEX | ID: vti-20698

Resumo

O hemangiossarcoma é a neoplasia maligna originária do endotélio vascular. Os sítios primários mais comuns são baço, fígado, coração e pele, sendo considerado raro o acometimento da pálpebra e demais componentes oculares. Neste relato, descreve-se o caso de uma cadela da raça Boxer, de dez anos de idade, que apresentou aumento de volume, na borda livre da terceira pálpebra, de cor vermelho escuro. O tratamento de escolha foi a remoção cirúrgica e o diagnóstico de hemangiossarcoma foi confirmado ao exame histopatológico.(AU)


Hemangiosarcoma is malignant neoplasm originating from the vascular endothelium. The most common primary sites of this neoplasia are the spleen, liver, heart and skin. The involvement of the eyelid and other ocular components is unusual. In this report, we describe the case of a 10-year-old Boxer bitch who presented an increase in volume, at the free edge of the third eyelid, a deep red color. The mass was surgically removed and the diagnosis of hemangiossarcoma was confirmed by histopathological exam.(AU)


El hemangiosarcoma es una neoplasia maligna originada en el endotelio vascular, encontrado principalmente en el bazo, hígado, corazón y piel. Su presencia en párpados y otros componentes oculares es poco común. En este relato se describe el caso de una perra de la raza Boxer, de diez años, que presentó aumento de volumen, en el borde libre del tercer párpado, de color rojo oscuro. El tratamiento escogido fue la remoción quirúrgica y el diagnóstico de hemangiosarcoma fue confirmado por examen histopatológico.(AU)


Assuntos
Animais , Feminino , Cães , Hemangiossarcoma/cirurgia , Hemangiossarcoma/classificação , Hemangiossarcoma/veterinária , Membrana Nictitante/anormalidades
5.
Ci. Anim. bras. ; 16(4): 538-547, Out-Dez. 2015. tab, ilus
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-14870

Resumo

Canine visceral leishmaniasis (CVL) is a disease with multisystemic injuries, and among the varioustissues affected, the third eyelid (TE) is often involved. This ocular adnexa has been studied for theleishmaniasis pathogenesis elucidation and for diagnosis advance. This study aimed to carry out theparasite immunodetection and evaluate histologic lesions in TE of Leishmania (leishmania) chagasinaturally infected dogs. Twenty-six TE samples from infected dogs were submitted to histologicevaluation and to immunohistochemistry for Leishmania sp. The main lesion observed in the thirdeyelid conjunctiva (TEC) was lymphoplasmacytic inflammation, with Mott cells and parasitizedhistiocytes. Additionally, loss of epithelial stratification, ulceration, goblet cells thinning or hyperplasiawere often found. The same inflammatory pattern was observed in the third eyelid lacrimal gland(TELG), often accompanied by acinar atrophy and secretory ducts dilatation. Immunohistochemistry revealed parasitism in all samples, in different intensities.(AU)


A leishmaniose visceral canina (LVC) é uma doença que envolve lesões multissistêmicas e, dentre osvários tecidos acometidos, a terceira pálpebra está frequentemente envolvida. Este anexo ocular temsido alvo de estudo tanto para a elucidação da patogênese da doença quanto para o avanço diagnóstico.O presente trabalho teve por objetivo avaliar as alterações histológicas presentes na terceira pálpebrade cães naturalmente infectados por Leishmania chagasi e realizar a imunodetecção do parasita. Vintee seis amostras de terceira pálpebra de cães sintomáticos foram avaliadas quanto à coloração de HEe à imunoistoquímica com soro de cão positivo para Leishmania sp. A principal alteração observadana conjuntiva da terceira pálpebra foi infiltração inflamatória predominantemente linfoplasmocitária,com células de Mott e histiócitos parasitados permeando a área de exsudação. Adicionalmente, perdade estratificação e ulceração epitelial, rarefação ou hiperplasia de células caliciformes foram achadoscostumazes. Na glândula lacrimal da terceira pálpebra, o mesmo padrão inflamatório foi observado,acompanhado frequentemente de atrofia acinar e dilatação dos ductos secretórios. A imunoistoquímicarevelou parasitismo em todas as amostras, em diferentes intensidades.(AU)


Assuntos
Animais , Cães , Leishmaniose/veterinária , Infecções/veterinária , Histologia , Túnica Conjuntiva/patologia , Membrana Nictitante/patologia , Leishmaniose Visceral/veterinária , Técnicas Histológicas/veterinária , /patologia , Olho/patologia
6.
Ciênc. anim. bras. (Impr.) ; 16(4): 538-547, Out-Dez. 2015. tab, ilus
Artigo em Português | VETINDEX | ID: biblio-1473429

Resumo

Canine visceral leishmaniasis (CVL) is a disease with multisystemic injuries, and among the varioustissues affected, the third eyelid (TE) is often involved. This ocular adnexa has been studied for theleishmaniasis pathogenesis elucidation and for diagnosis advance. This study aimed to carry out theparasite immunodetection and evaluate histologic lesions in TE of Leishmania (leishmania) chagasinaturally infected dogs. Twenty-six TE samples from infected dogs were submitted to histologicevaluation and to immunohistochemistry for Leishmania sp. The main lesion observed in the thirdeyelid conjunctiva (TEC) was lymphoplasmacytic inflammation, with Mott cells and parasitizedhistiocytes. Additionally, loss of epithelial stratification, ulceration, goblet cells thinning or hyperplasiawere often found. The same inflammatory pattern was observed in the third eyelid lacrimal gland(TELG), often accompanied by acinar atrophy and secretory ducts dilatation. Immunohistochemistry revealed parasitism in all samples, in different intensities.


A leishmaniose visceral canina (LVC) é uma doença que envolve lesões multissistêmicas e, dentre osvários tecidos acometidos, a terceira pálpebra está frequentemente envolvida. Este anexo ocular temsido alvo de estudo tanto para a elucidação da patogênese da doença quanto para o avanço diagnóstico.O presente trabalho teve por objetivo avaliar as alterações histológicas presentes na terceira pálpebrade cães naturalmente infectados por Leishmania chagasi e realizar a imunodetecção do parasita. Vintee seis amostras de terceira pálpebra de cães sintomáticos foram avaliadas quanto à coloração de HEe à imunoistoquímica com soro de cão positivo para Leishmania sp. A principal alteração observadana conjuntiva da terceira pálpebra foi infiltração inflamatória predominantemente linfoplasmocitária,com células de Mott e histiócitos parasitados permeando a área de exsudação. Adicionalmente, perdade estratificação e ulceração epitelial, rarefação ou hiperplasia de células caliciformes foram achadoscostumazes. Na glândula lacrimal da terceira pálpebra, o mesmo padrão inflamatório foi observado,acompanhado frequentemente de atrofia acinar e dilatação dos ductos secretórios. A imunoistoquímicarevelou parasitismo em todas as amostras, em diferentes intensidades.


Assuntos
Animais , Cães , Histologia , Infecções/veterinária , Leishmaniose Visceral/veterinária , Leishmaniose/veterinária , Membrana Nictitante/patologia , Túnica Conjuntiva/patologia , Olho/patologia , Técnicas Histológicas/veterinária
7.
Ci. Anim. bras. ; 16(4)2015.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-745115

Resumo

Abstract Canine visceral leishmaniasis (CVL) is a disease with multisystemic injuries, and among the various tissues affected, the third eyelid (TE) is often involved. This ocular adnexa has been studied for the leishmaniasis pathogenesis elucidation and for diagnosis advance. This study aimed to carry out the parasite immunodetection and evaluate histologic lesions in TE of Leishmania (leishmania) chagasi naturally infected dogs. Twenty-six TE samples from infected dogs were submitted to histologic evaluation and to immunohistochemistry for Leishmania sp. The main lesion observed in the third eyelid conjunctiva (TEC) was lymphoplasmacytic inflammation, with Mott cells and parasitized histiocytes. Additionally, loss of epithelial stratification, ulceration, goblet cells thinning or hyperplasia were often found. The same inflammatory pattern was observed in the third eyelid lacrimal gland (TELG), often accompanied by acinar atrophy and secretory ducts dilatation. Immunohistochemistry revealed parasitism in all samples, in different intensities.


Resumo A leishmaniose visceral canina (LVC) é uma doença que envolve lesões multissistêmicas e, dentre os vários tecidos acometidos, a terceira pálpebra está frequentemente envolvida. Este anexo ocular tem sido alvo de estudo tanto para a elucidação da patogênese da doença quanto para o avanço diagnóstico. O presente trabalho teve por objetivo avaliar as alterações histológicas presentes na terceira pálpebra de cães naturalmente infectados por Leishmania chagasi e realizar a imunodetecção do parasita. Vinte e seis amostras de terceira pálpebra de cães sintomáticos foram avaliadas quanto à coloração de HE e à imunoistoquímica com soro de cão positivo para Leishmania sp. A principal alteração observada na conjuntiva da terceira pálpebra foi infiltração inflamatória predominantemente linfoplasmocitária, com células de Mott e histiócitos parasitados permeando a área de exsudação. Adicionalmente, perda de estratificação e ulceração epitelial, rarefação ou hiperplasia de células caliciformes foram achados costumazes. Na glândula lacrimal da terceira pálpebra, o mesmo padrão inflamatório foi observado, acompanhado frequentemente de atrofia acinar e dilatação dos ductos secretórios. A imunoistoquímica revelou parasitismo em todas as amostras, em diferentes intensidades.

8.
Tese em Português | VETTESES | ID: vtt-2294

Resumo

A leishmaniose visceral canina (LVC) é uma doença que envolve lesões multissistêmicas, e dentre os vários tecidos acometidos, o bulbo ocular e seus anexos estão frequentemente envolvidos. A terceira pálpebra (TP) é um anexo que se relaciona intimamente com a imunidade da superfície ocular e comumente está envolvida nas lesões oftálmicas da LVC. A presente tese gerou a produção de dois artigos. O primeiro intitulado “Histopatologia e imunomarcação de Leishmania sp. na terceira pálpebra de cães naturalmente infectados por Leishmania (leishmania) chagasi”, propôs-se avaliar as lesões microscópicas e a carga parasitária da TP de cães com LVC, por meio de histopatologia e imunoistoquímica para imunomarcação de Leishmania (leishmania) chagasi. A principal lesão observada na conjuntiva da terceira pálpebra (CTP) foi infiltração inflamatória linfoplasmocitária, com presença de células de Mott e histiócitos parasitados. Na glândula lacrimal da terceira pálpebra (GLTP) foi encontrado o mesmo padrão inflamatório, associado à atrofia acinar e dilatação dos ductos secretórios. A imunoistoquímica se mostrou mais sensível que a histopatologia para o diagnóstico parasitológico da LVC, revelando parasitismo de graus variados em todos os fragmentos estudados. O segundo artigo intitulado “Perfil linfocitário e expressão de IgG1 e IgG2 na terceira pálpebra de cães naturalmente infectados por Leishmania (Leishmania) chagasi”, propôs-se avaliar alguns aspectos da resposta imune humoral e celular na TP de cães com LVC, por meio de imunoistoquímica para identificação de Leishmania sp., células CD79?+, CD3+, CD4+, CD8+, IgG1+ e IgG2+, e relacionar o perfil imunológico à carga parasitária neste tecido. Ficou constatado que a resposta imune caracteriza-se pelo aumento da frequência de linfócitos B CD79+, pela maior proporção de células T CD4+ em relação às células T CD8+; e por proporções similares de células IgG1+ e IgG2+. A carga parasitária associa-se negativamente com as células CD8+ e IgG1+; e positivamente com as células B CD79+, CD3+ e CD4+. Este estudo agrega conhecimento sobre a resposta do hospedeiro à doença, proporcionando dados que podem contribuir para perspectivas terapêuticas e profiláticas e convergir para o desenvolvimento da saúde animal e da saúde pública

SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA