Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 1 de 1
Filtrar
Mais filtros

Base de dados
Ano de publicação
Tipo de documento
Intervalo de ano de publicação
1.
Semina ciênc. agrar ; 44(1): 329-342, jan.-fev. 2023. graf, tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1418826

Resumo

Citrus fruit have a lengthy post-harvest lifetime, however owing to water loss, they lose firmness and luster on the skin after being picked. In light of the foregoing, this study aimed to assess the effects of coatings on the post-harvest conservation of 'Natal CNPMF 112' oranges under refrigerated settings using aqueous and alcoholic propolis extracts and carnauba wax. Fruit of 'Natal CNPMF 112' orange tree grafted on 'Rangpur' lime were treated with carnauba wax (100%) and alcoholic and aqueous propolis extracts (30%). The experimental design was totally randomized, with the plots consisting of the coatings plus the control (distilled water), and the subplots separated by the storage time (0, 10, 20, and 30 days) at 12 ºC ± 2, with the exception of weight loss, which was assessed at three-day intervals (0 to 30 days). Loss of fruit mass, average fruit mass, soluble solids, titratable acidity, ascorbic acid, maturity index, pH, and technical index were all examined. According to the findings, the alcoholic extract of propolis produced decreased fruit mass loss, a high maturity index, and balanced acidity. The coatings used in the postharvest conservation of refrigerated 'Natal CNPMF 112' oranges had no effect on the other parameters. As a result, propolis alcoholic extract is suggested for the preservation of 'Natal CNPMF 112' orange.


Os frutos cítricos apresentam prolongado período pós-colheita, no entanto, devido à perda de água, após colhidos, perdem a firmeza e ficam com pouco brilho na casca. Face ao exposto, objetivou-se neste trabalho determinar os efeitos dos revestimentos na conservação pós-colheita da laranja 'Natal CNPMF 112' com utilização de extratos de própolis aquoso e alcoólico e a cera de carnaúba em condição refrigerada. Frutos da laranjeira 'Natal CNPMF 112', enxertada em limoeiro 'Cravo', foram tratados com cera de carnaúba (100%) e extratos de própolis alcoólico e aquoso (30%). O delineamento experimental foi inteiramente casualizado, com arranjo em parcelas subdivididas, sendo as parcelas constituídas pelos revestimentos mais a testemunha (água destilada), e as subparcelas pelo período de armazenamento (0, 10, 20 e 30 dias) a 12 ºC ± 2, com exceção para perda de massa, a qual foi avaliada a intervalos de três dias (0 a 30 dias). Avaliaram-se: perda de massa dos frutos, massa média dos frutos, sólidos solúveis, acidez titulável, ácido ascórbico, índice de maturação, pH e índice tecnológico. Conforme os resultados, observou-se que o extrato alcoólico de própolis promoveu menor perda de massa do fruto, bom índice de maturação e acidez equilibrada. As demais características não foram afetadas pelos revestimentos utilizados na conservação pós-colheita da laranja 'Natal CNPMF 112' refrigerada. Portanto, recomenda-se o extrato alcoólico de própolis para a conservação da laranja 'Natal CNPMF 112'.


Assuntos
Própole , Citrus sinensis , Armazenamento de Alimentos , Filmes Comestíveis
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA