Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 16 de 16
Filtrar
Mais filtros

Base de dados
Intervalo de ano de publicação
1.
Acta sci. vet. (Impr.) ; 50: Pub.1865-2022. ilus, tab, graf
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1458540

Resumo

Background: Volume replacement is considered an essential component in the treatment of critically ill patients, but excess f luid administration can be as harmful as the lack of fluid therapy. Therefore, the volume replacement is only beneficial in patients deemed to be fluid responsive, that is, when the individual has an increase in their stroke volume after administration of a volume challenge. This study aim to assess whether conventional and advanced echocardiographic parameters for assessing left ventricular systolic function are able to predict fluid responsiveness in healthy spontaneously breathing dogs. The hypothesis was that some of these parameters would differ between responsive and non-responsive animals and could be used as a complementary measure for assessment of fluid responsiveness. Materials, Methods & Results: A prospective study was carried out in which 22 client-owned healthy dogs over 1 year of age that presented to the Veterinary Medical Teaching Hospital for elective neutering procedure were included. All dogs underwent conventional and advanced echocardiographic examination to obtain the left ventricular internal diameter in diastole normalized (LVIDDn), left ventricular internal diameter in systole normalized (LVIDSn), ejection fraction (EF) and shortening fraction (SF) according to the Teischholz methodology, global longitudinal strain (GLS) and tissue motion annular displacement (TMAD). There parameters were evaluated before and after administration of a volume challenge with 10 mL/kg lactate ringer intravenously for 20 min. Based on the variation in aortic velocity integral time, 31.82% of dogs were considered responsive and 68.18% were non-responsive to the volume challenge. For advanced echocardiography, TMAD indexed by body weight (mm/kg) > 0.89 (P = 0.004) and body surface area (mm/m2) >18.9 (P = 0.004) after volume challenge had the best area...


Assuntos
Animais , Cães , Deslocamentos de Líquidos Corporais , Hemodinâmica , Hidratação/métodos , Hidratação/veterinária , Volume Sistólico , Ecocardiografia/veterinária
2.
Semina ciênc. agrar ; 41(4): 1213-1226, jul.-ago. 2020. tab, ilus
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1373346

Resumo

The objectives of this study were to evaluate the accuracy of thoracic radiology as a screening test for congenital heart diseases in dogs, to identify the main contributions and limitations of this modality, and to verify the reproducibility of the evaluations by three observers with different levels of training. An interobserver, observational, retrospective and prospective study was carried out, including ninety dogs: thirty healthy animals, thirty with acquired heart diseases and thirty with congenital heart diseases, which all had thoracic radiographs and a confirmed echocardiographic diagnosis. The cases were separated and randomized by a mediator who did not participate in the reading of the radiographic examinations, and no evaluator had access to the patients' data. Sensitivity, specificity, positive predictive value (PPV), negative predictive value (NPV) and accuracy of each observer were calculated in relation to the correct classification of dogs to groups of normal or acquired and congenital heart diseases, as well as identification of enlargement of the cardiac silhouette and large vessels of dogs with congenital heart diseases. Finally, the Kappa coefficient was obtained between the observers to verify the reproducibility of the radiological evaluations performed. In general, sensitivity, PPV and accuracy were unsatisfactory ( 70%), and the agreement ranged from poor to reasonable (between 0 and 0.39). Although greater accuracy was achieved in the differentiation of healthy dogs from those with acquired and congenital heart diseases by thoracic radiography, when compared to the other studies, the modality was able only to identify healthy patients, and could not differentiate the individuals with different forms of heart disease or define the cardiac malformations. In addition, there was low reproducibility between observers, therefore, this technique should not be used as a sole screening method in dogs with suspected congenital heart diseases.(AU)


Os objetivos do estudo foram avaliar a acurácia da técnica radiográfica de tórax como exame de triagem nas cardiopatias congênitas em cães, identificar as principais contribuições e limitações dessa modalidade, e verificar a reprodutibilidade das avaliações realizadas por três observadores com diferentes graus de treinamento. Realizou-se um estudo interobservador, observacional, retrospectivo e prospectivo, o qual foram selecionados 90 cães, sendo 30 saudáveis, 30 com cardiopatias adquiridas e 30 com cardiopatias congênitas, que possuíam radiografia de tórax e diagnóstico ecocardiográfico confirmado. Os casos foram separados e randomizados por um mediador que não participou da leitura dos exames radiográficos, sendo que nenhum avaliador obteve acesso aos dados dos pacientes. Calculou-se os índices de sensibilidade, especificidade, valor preditivo positivo (VPP), valor preditivo negativo (VPN) e acurácia de cada observador em relação a identificação dos pacientes saudáveis, com cardiopatias adquiridas e congênitas, bem como para identificação de aumento da silhueta cardíaca e região de grandes vasos dos cães com cardiopatias congênitas. Por fim, foi obtido o coeficiente de Kappa entre os observadores a fim de verificar a reprodutibilidade das avaliações radiográficas realizadas. De modo geral, a sensibilidade, VPP e acurácia foram insatisfatórios (< 70%), enquanto a especificidade e VPN foram satisfatórios (> 70%), sendo que a concordância variou de ruim a razoável (entre 0 e 0,39). Apesar de ter sido alcançado acurácia maior na identificação de cães saudáveis, com cardiopatias adquiridas e congênitas pela radiografia de tórax quando comparado aos demais estudos, confirma-se que essa modalidade se mostrou capaz apenas de identificar o paciente saudável, não de diferenciar os indivíduos cardiopatas entre si ou de definir com maior detalhe as malformações cardíacas especificamente. Além disso, o exame radiográfico de tórax apresentou baixa reprodutibilidade entre os observadores, portanto, essa técnica não deve ser considerada como método único de triagem na suspeita de cães com cardiopatias congênitas.(AU)


Assuntos
Animais , Radiografia Torácica/métodos , Cães , Coração/diagnóstico por imagem , Cardiopatias Congênitas/veterinária
3.
Semina Ci. agr. ; 40(1): 191-202, Jan.-Feb. 2019. ilus, tab, graf
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-19386

Resumo

The aim of this study was to estimate echocardiographic elevated mean left atrium pressure (MLAP) based on measurements from thoracic radiographs and to determine a cut-off value for each radiographic measurement that suggests a high MLAP. A retrospective cross-sectional study was performed to include cases admitted from January 2015 to December 2016. Thoracic radiographic examinations from 93 dogs with and without a high MLAP were included. Specific measurements were made from thoracic radiographs and compared with echocardiographic variables known to indicate high MLAP. This comparison was used to generate equations that allowed the estimation of echocardiographic surrogates from the radiographic measurements. The values indicative of high MLAP were obtained using a regression curve. Formulas that indicated high MLAP were generated using a number of radiographic measurements. Positive echocardiographic findings of high MLAP were used as the gold standard. These formulas helped to predict high MLAP in myxomatous mitral valve disease (MMVD) without the need for echocardiographic examination. The best formula was left atrium (LA):aorta (Ao)echo = 0.03×(vertebral heart score,VHS) + 0.14×(LA) + 0.27×(LA:caudal vena cava (CVC)rad). Values ≥ 12.2v for VHS, ≥ 4.5cm for LA, ≥ 3.3 for LA:Ao rad and ≥ 3.2 for LA:CVC rad suggested high MLAP. Thus, we propose equations, based on measurements from thoracic radiographs, to identify high MLAP. Simple radiographic thoracic measurements, such as LA:CVCrad, can be used to define overload and a high MLAP in dogs with MMVD.(AU)


O objetivo desse estudo foi estimar o aumento da pressão média do átrio esquerdo (PMAE) na ecocardiografia usando equações baseadas em medidas obtidas das radiografias torácicas e determinar um valor de corte para cada uma dessas variáveis radiográficas. Foi realizado um estudo retrospectivo, observacional e transversal de casos atendidos de janeiro de 2015 a dezembro de 2016. Foram selecionados 93 exames radiográficos do tórax de cães, com ou sem aumento da PMAE. As medidas especificas foram feitas de radiografias torácicas e comparadas com variáveis ecocardiográficas que podem indicar um aumento da PMAE. Foi gerado equações que estimam medidas ecocardiográficas a partir das variáveis radiográficas. Os valores que indicam aumento da PMAE foram obtidos por meio das curvas de regressão. Foram usadas como "padrão ouro" as medidas ecocardiográficas que indicam aumento da PMAE. As fórmulas ajudam a predizer o aumento da PMAE em cães com doença mixomatosa da valva mitral (DMVM) sem a necessidade do exame ecocardiográfico. A melhor fórmula obtida foi: Átrio Esquerdo (AE):Aorta (Ao)eco=0.03×(VHS)+0.14×(AE)+0.27×(AE:Veia Cava Caudal (VCC)rad). Os valores ≥ 12.2 para VHS, ≥ 4.5cm para AE; ≥ 3.3 para AE:Ao rad e ≥ 3.2 para AE:VCC rad sugerem um aumento da PMAE. Essas equações, a partir de medidas radiográficas torácicas, auxilia na identificação do aumento da PMAE. Algumas medidas radiográficas simples, como a AE:VCC rad pode ser usada para definir sobrecarga e aumento da PMAE em cães com DMVM.(AU)


Assuntos
Animais , Cães , Valva Mitral/fisiopatologia , Pressão Atrial , Átrios do Coração/fisiopatologia , Técnicas de Diagnóstico Cardiovascular/veterinária , Veias Pulmonares/fisiopatologia , Radiografia Torácica/veterinária , Ecocardiografia/veterinária
4.
Ciênc. rural (Online) ; 47(12): 1-10, Dec. 2017. ilus
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1479836

Resumo

The use of bedside focus assessed transthoracic echocardiography (FATE) is widespread in human medicine, and the potential for veterinary medicine has only recently been investigated. Focused echocardiographic examination can be beneficial in critically ill patients compared to other bedside diagnostic methods, as well as facilitating rapid therapeutic approaches in the emergency room. The aim of this review is to discuss FATE and identify its main applications in veterinary medicine. In this context, FATE has proved to be benefical even when carried out by a non-cardiologist physician or veterinarian. However, a few references on this subject exist in the veterinary literature and there is still a need for standardization of this technique for use in animals.


A avaliação ecocardiográfica transtorácica focada (FATE) utilizada em pacientes à beira leito já é bastante difundida na medicina, e apenas, recentemente tem se discutido a respeito deste assunto na medicina veterinária. Este exame pode trazer diversos benefícios aos pacientes críticos comparado aos outros métodos diagnósticos, além de facilitar e agilizar condutas terapêuticas na sala de emergência. O objetivo desta revisão é abordar a respeito desta modalidade de exame e identificar quais são suas principais aplicabilidades na medicina veterinária. Dentro deste contexto, a FATE tem se mostrado benéfica inclusive quando realizada por médicos ou veterinários não cardiologistas. No entanto, poucas são as referêcias veteriárias a respeito deste assunto e ainda há necessidade de uma padronização desta técnica para uso em animais.


Assuntos
Humanos , Animais , Criação de Animais Domésticos , Ovinos , Percepção
5.
Ci. Rural ; 47(12): 1-10, dez. 2017. ilus
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-21387

Resumo

The use of bedside focus assessed transthoracic echocardiography (FATE) is widespread in human medicine, and the potential for veterinary medicine has only recently been investigated. Focused echocardiographic examination can be beneficial in critically ill patients compared to other bedside diagnostic methods, as well as facilitating rapid therapeutic approaches in the emergency room. The aim of this review is to discuss FATE and identify its main applications in veterinary medicine. In this context, FATE has proved to be benefical even when carried out by a non-cardiologist physician or veterinarian. However, a few references on this subject exist in the veterinary literature and there is still a need for standardization of this technique for use in animals.(AU)


A avaliação ecocardiográfica transtorácica focada (FATE) utilizada em pacientes à beira leito já é bastante difundida na medicina, e apenas, recentemente tem se discutido a respeito deste assunto na medicina veterinária. Este exame pode trazer diversos benefícios aos pacientes críticos comparado aos outros métodos diagnósticos, além de facilitar e agilizar condutas terapêuticas na sala de emergência. O objetivo desta revisão é abordar a respeito desta modalidade de exame e identificar quais são suas principais aplicabilidades na medicina veterinária. Dentro deste contexto, a FATE tem se mostrado benéfica inclusive quando realizada por médicos ou veterinários não cardiologistas. No entanto, poucas são as referêcias veteriárias a respeito deste assunto e ainda há necessidade de uma padronização desta técnica para uso em animais.(AU)


Assuntos
Humanos , Animais , Ovinos , Criação de Animais Domésticos , Percepção
6.
Semina Ci. agr. ; 38(5): 3387-3394, Set.-Out. 2017. ilus
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-25080

Resumo

The mite Demodex injai causes demodicosis, an uncommon, chronic, and recurrent parasitic dermatopathy in dogs. Demodicosis is characterized by an excessive proliferation of the Demodex injai mite in the pilosebaceous unit. Typically, demodicosis occurs in adults, and is associated with an underlying disease or a specific host immunodeficiency. Here, we describe the epidemiological, clinical, dermatological, and therapeutic aspects of Demodex injai demodicosis in dogs (n=8) at the Hospital Unit for Companion Animals of the Pontifical Catholic University of Paraná in Brazil. The affected dogs were predominantly purebred, had a mean age of eight years, and showed no gender predisposition. The lesions were predominantly alopecic and erythematous-desquamatory, associated with follicular dyskeratosis and greasiness of the coat, and mainly affected the facial region, in addition to the back and limbs. The animals had a history of allergic, dyskeratotic, endocrine, neoplastic, and immunosuppressive comorbidities. The diagnosis of demodicosis was based on multiple skin scrapings, trichogram, and acetate tape impression of the lesion areas, macroscopic observation, and morphological characterization of the mite. Macrocyclic lactones were effectively used for treatment in most cases; however, improvement of the condition may be related to adjunctive treatment of the underlying disease.(AU)


Demodiciose provocada pelo ácaro Demodex injai é uma dermatopatia parasitária, crônica, recorrente, incomum em cães, caracterizada pela proliferação excessiva do ácaro na unidade pilossebácea. É frequentemente caracterizada como de surto adulto, generalizada e associada a uma doença de base ou a uma imunodeficiência específica inerente ao hospedeiro. O presente relato tem como objetivo descrever os aspectos epidemiológicos, clínico-dermatológicos e o tratamento da demodiciose por Demodex injai em cães (n=8) atendidos na Unidade Hospitalar para Animais de Companhia da Pontifícia Universidade Católica do Paraná, em São José dos Pinhais, Paraná, Brasil. Os animais acometidos apresentaram idade média de oito anos, predominantemente de raças puras e não houve predisposição sexual. As lesões tinham características predominantemente alopécicas e eritêmato-descamativas, associadas à disqueratose folicular e untuosidade da pelagem, acometendo principalmente a região da face, mas também o dorso e os membros. Os animais apresentavam histórico de comorbidades alérgicas, disqueratóticas, endócrinas, neoplásicas ou imunossupressivas de base. O diagnóstico da demodiciose foi estabelecido por múltiplos raspados de pele, tricograma e técnica de beliscamento por fita adesiva em áreas lesionais, seguindo à observação macroscópica e caracterização morfológica do ácaro. Instituiu-se tratamento com lactonas macrocíclicas, que se mostraram eficazes na maioria dos casos, entretanto, ainvolução do quadro pode estar relacionado ao tratamento adjunto das doenças de base.(AU)


Assuntos
Animais , Cães , Cães/parasitologia , Ácaros e Carrapatos/patogenicidade , Cães/lesões , Métodos Epidemiológicos/veterinária
7.
Clín. Vet. (São Paulo, Ed. Port.) ; 22(131): 58-72, nov.-dez. 2017. tab, ilus
Artigo em Português | VETINDEX | ID: biblio-1481109

Resumo

Embora a ecocardiografia seja considerada o padrão-ouro para o diagnóstico de cardiopatias congênitas em cães, o exame radiográfico de tórax ainda é rotineiramente empregado e potencialmente fornece importantes informações na avaliação do paciente. O objetivo desta revisão é relacionar os achados fisiopatológicos das principais doenças cardíacas congênitas em cães com alterações radiográficas do tórax. As informações dispostas nesta revisão mostram a importância de conhecer tanto as limitações da técnica radiográfica de tórax quanto os aspectos fisiopatológicos dessas más-formações cardíacas para uma intepretação radiográfica mais precisa por parte do radiologista.


Although echocardiography is considered the gold standard for the diagnosis of congenital heart disease in dogs, radiographic examination of the thorax is still routinely employed and can potentially provide useful information in the evaluation of the patient. The aim of this review is to correlate the pathophysiological findings of the main congenital heart diseases in dogs with radiographic changes of the thorax. This review shows the importance of knowing both the limitations and the pathophysiological aspects of these cardiac malformations for a more accurate radiographic interpretation by the radiologist.


A pesar de que la ecocardiografía es considerada examen de referencia para el diagnóstico de las cardiopatías congénitas en los perros, el examen radiográfico de tórax aún es usado en la rutina, y ofrece importantes informaciones en la evaluación de estos pacientes. El objetivo de esta revisión es relacionar la fisiopatología de las principales enfermedades cardíacas congénitas de los perros con las alteraciones radiográficas del tórax. Las informaciones que constan en esta revisión muestran la importancia de conocer, además de las limitaciones de esta técnica radiográfica, los aspectos fisiopatológicos de las malformaciones cardíacas, a fin de conseguir una interpretación radiográfica más precisa.


Assuntos
Animais , Cães , Cardiopatias Congênitas/diagnóstico por imagem , Cardiopatias Congênitas/fisiopatologia , Cardiopatias Congênitas/veterinária , Radiografia Torácica/veterinária
8.
Clín. Vet. ; 22(131): 58-72, nov.-dez. 2017. tab, ilus
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-17940

Resumo

Embora a ecocardiografia seja considerada o padrão-ouro para o diagnóstico de cardiopatias congênitas em cães, o exame radiográfico de tórax ainda é rotineiramente empregado e potencialmente fornece importantes informações na avaliação do paciente. O objetivo desta revisão é relacionar os achados fisiopatológicos das principais doenças cardíacas congênitas em cães com alterações radiográficas do tórax. As informações dispostas nesta revisão mostram a importância de conhecer tanto as limitações da técnica radiográfica de tórax quanto os aspectos fisiopatológicos dessas más-formações cardíacas para uma intepretação radiográfica mais precisa por parte do radiologista. (AU)


Although echocardiography is considered the gold standard for the diagnosis of congenital heart disease in dogs, radiographic examination of the thorax is still routinely employed and can potentially provide useful information in the evaluation of the patient. The aim of this review is to correlate the pathophysiological findings of the main congenital heart diseases in dogs with radiographic changes of the thorax. This review shows the importance of knowing both the limitations and the pathophysiological aspects of these cardiac malformations for a more accurate radiographic interpretation by the radiologist.(AU)


A pesar de que la ecocardiografía es considerada examen de referencia para el diagnóstico de las cardiopatías congénitas en los perros, el examen radiográfico de tórax aún es usado en la rutina, y ofrece importantes informaciones en la evaluación de estos pacientes. El objetivo de esta revisión es relacionar la fisiopatología de las principales enfermedades cardíacas congénitas de los perros con las alteraciones radiográficas del tórax. Las informaciones que constan en esta revisión muestran la importancia de conocer, además de las limitaciones de esta técnica radiográfica, los aspectos fisiopatológicos de las malformaciones cardíacas, a fin de conseguir una interpretación radiográfica más precisa. (AU)


Assuntos
Animais , Cães , Cardiopatias Congênitas/diagnóstico por imagem , Cardiopatias Congênitas/fisiopatologia , Cardiopatias Congênitas/veterinária , Radiografia Torácica/veterinária
9.
MEDVEP Derm. ; 3(8): 84-86, jan.-mar. 2014. ilus
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-10808

Resumo

O lúpus eritematoso cutâneo vesicular (LECV) descrito em cães possui etiologia e patogenia não muitobem esclarecidas. Esta forma de doença só havia sido descrita em animais da raça shetland sheepdog, collie e border collie. O propósito deste trabalho é relatar um caso de LECV em um cão sem raça definida (SRD) e discutir seus aspectos clínicos, dermatopatológicos e seu controle terapêutico (AU)


Assuntos
Animais , Cães , Lúpus Eritematoso Cutâneo/diagnóstico , Lúpus Eritematoso Cutâneo/veterinária , Cães , Vulva
10.
Medvep Derm ; 3(8): 84-86, jan.-mar. 2014. ilus
Artigo em Português | VETINDEX | ID: biblio-1485565

Resumo

O lúpus eritematoso cutâneo vesicular (LECV) descrito em cães possui etiologia e patogenia não muitobem esclarecidas. Esta forma de doença só havia sido descrita em animais da raça shetland sheepdog, collie e border collie. O propósito deste trabalho é relatar um caso de LECV em um cão sem raça definida (SRD) e discutir seus aspectos clínicos, dermatopatológicos e seu controle terapêutico


Assuntos
Animais , Cães , Cães , Lúpus Eritematoso Cutâneo/diagnóstico , Lúpus Eritematoso Cutâneo/veterinária , Vulva
11.
MEDVEP Derm. ; 3(8): 34-36, jan.-mar. 2014.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-10787

Resumo

A adenite sebácea é um distúrbio inflamatório, idiopático, disqueratótico, crônico, caracterizado pela degeneração e atrofia pós-inflamatória da glândula sebácea. Animais das raças akita, poodle, vizsla e haveneses são citados como predispostos ao seu desenvolvimento, estando relacionado a um defeito genético, autossômico recessivo com expressão variável, que pode levar a destruição glandular em poodles e akitas. Por ser uma afecção incomum na raça lhasa apso, este estudo tem como objetivo avaliar osaspectos clínicos e dermatopatológicos da adenite sebácea nestes cães. Para tal foram avaliados 20 cães da raça lhasa apso, no período de 2005-2013 com diagnóstico clínico- patológico de ASG. Geralmente a doença se desenvolveu em animais adultos jovens ou adultos, independente do gênero sexual e com sinais clínicos de descamação, comedões, cilindros foliculares e hipotricose na região cervical, dorsal, lombo sacral, e orelhas. No exame dermatohistopatológico, inflamação perianexial e ausência de glândulas sebáceas foram observadas em 90%, o que denota evolução crônica e ausência de diagnóstico precoseda ASG nesta raça. (AU)


Assuntos
Animais , Cães , Linfadenite/veterinária , Cães , Linfadenite/diagnóstico
12.
Medvep Derm ; 3(8): 34-36, jan.-mar. 2014.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: biblio-1485544

Resumo

A adenite sebácea é um distúrbio inflamatório, idiopático, disqueratótico, crônico, caracterizado pela degeneração e atrofia pós-inflamatória da glândula sebácea. Animais das raças akita, poodle, vizsla e haveneses são citados como predispostos ao seu desenvolvimento, estando relacionado a um defeito genético, autossômico recessivo com expressão variável, que pode levar a destruição glandular em poodles e akitas. Por ser uma afecção incomum na raça lhasa apso, este estudo tem como objetivo avaliar osaspectos clínicos e dermatopatológicos da adenite sebácea nestes cães. Para tal foram avaliados 20 cães da raça lhasa apso, no período de 2005-2013 com diagnóstico clínico- patológico de ASG. Geralmente a doença se desenvolveu em animais adultos jovens ou adultos, independente do gênero sexual e com sinais clínicos de descamação, comedões, cilindros foliculares e hipotricose na região cervical, dorsal, lombo sacral, e orelhas. No exame dermatohistopatológico, inflamação perianexial e ausência de glândulas sebáceas foram observadas em 90%, o que denota evolução crônica e ausência de diagnóstico precoseda ASG nesta raça.


Assuntos
Animais , Cães , Cães , Linfadenite/veterinária , Linfadenite/diagnóstico
13.
Semina ciênc. agrar ; 40(1): 191-202, 2019. ilus, tab, graf
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1501334

Resumo

The aim of this study was to estimate echocardiographic elevated mean left atrium pressure (MLAP) based on measurements from thoracic radiographs and to determine a cut-off value for each radiographic measurement that suggests a high MLAP. A retrospective cross-sectional study was performed to include cases admitted from January 2015 to December 2016. Thoracic radiographic examinations from 93 dogs with and without a high MLAP were included. Specific measurements were made from thoracic radiographs and compared with echocardiographic variables known to indicate high MLAP. This comparison was used to generate equations that allowed the estimation of echocardiographic surrogates from the radiographic measurements. The values indicative of high MLAP were obtained using a regression curve. Formulas that indicated high MLAP were generated using a number of radiographic measurements. Positive echocardiographic findings of high MLAP were used as the gold standard. These formulas helped to predict high MLAP in myxomatous mitral valve disease (MMVD) without the need for echocardiographic examination. The best formula was left atrium (LA):aorta (Ao)echo = 0.03×(vertebral heart score,VHS) + 0.14×(LA) + 0.27×(LA:caudal vena cava (CVC)rad). Values ≥ 12.2v for VHS, ≥ 4.5cm for LA, ≥ 3.3 for LA:Ao rad and ≥ 3.2 for LA:CVC rad suggested high MLAP. Thus, we propose equations, based on measurements from thoracic radiographs, to identify high MLAP. Simple radiographic thoracic measurements, such as LA:CVCrad, can be used to define overload and a high MLAP in dogs with MMVD.


O objetivo desse estudo foi estimar o aumento da pressão média do átrio esquerdo (PMAE) na ecocardiografia usando equações baseadas em medidas obtidas das radiografias torácicas e determinar um valor de corte para cada uma dessas variáveis radiográficas. Foi realizado um estudo retrospectivo, observacional e transversal de casos atendidos de janeiro de 2015 a dezembro de 2016. Foram selecionados 93 exames radiográficos do tórax de cães, com ou sem aumento da PMAE. As medidas especificas foram feitas de radiografias torácicas e comparadas com variáveis ecocardiográficas que podem indicar um aumento da PMAE. Foi gerado equações que estimam medidas ecocardiográficas a partir das variáveis radiográficas. Os valores que indicam aumento da PMAE foram obtidos por meio das curvas de regressão. Foram usadas como "padrão ouro" as medidas ecocardiográficas que indicam aumento da PMAE. As fórmulas ajudam a predizer o aumento da PMAE em cães com doença mixomatosa da valva mitral (DMVM) sem a necessidade do exame ecocardiográfico. A melhor fórmula obtida foi: Átrio Esquerdo (AE):Aorta (Ao)eco=0.03×(VHS)+0.14×(AE)+0.27×(AE:Veia Cava Caudal (VCC)rad). Os valores ≥ 12.2 para VHS, ≥ 4.5cm para AE; ≥ 3.3 para AE:Ao rad e ≥ 3.2 para AE:VCC rad sugerem um aumento da PMAE. Essas equações, a partir de medidas radiográficas torácicas, auxilia na identificação do aumento da PMAE. Algumas medidas radiográficas simples, como a AE:VCC rad pode ser usada para definir sobrecarga e aumento da PMAE em cães com DMVM.


Assuntos
Animais , Cães , Pressão Atrial , Técnicas de Diagnóstico Cardiovascular/veterinária , Valva Mitral/fisiopatologia , Veias Pulmonares/fisiopatologia , Átrios do Coração/fisiopatologia , Ecocardiografia/veterinária , Radiografia Torácica/veterinária
14.
Semina ciênc. agrar ; 38(5): 3387-3394, 2017.
Artigo em Inglês | LILACS-Express | VETINDEX | ID: biblio-1433479

Resumo

The mite Demodex injai causes demodicosis, an uncommon, chronic, and recurrent parasitic dermatopathy in dogs. Demodicosis is characterized by an excessive proliferation of the Demodex injai mite in the pilosebaceous unit. Typically, demodicosis occurs in adults, and is associated with an underlying disease or a specific host immunodeficiency. Here, we describe the epidemiological, clinical, dermatological, and therapeutic aspects of Demodex injai demodicosis in dogs (n=8) at the Hospital Unit for Companion Animals of the Pontifical Catholic University of Paraná in Brazil. The affected dogs were predominantly purebred, had a mean age of eight years, and showed no gender predisposition. The lesions were predominantly alopecic and erythematous-desquamatory, associated with follicular dyskeratosis and greasiness of the coat, and mainly affected the facial region, in addition to the back and limbs. The animals had a history of allergic, dyskeratotic, endocrine, neoplastic, and immunosuppressive comorbidities. The diagnosis of demodicosis was based on multiple skin scrapings, trichogram, and acetate tape impression of the lesion areas, macroscopic observation, and morphological characterization of the mite. Macrocyclic lactones were effectively used for treatment in most cases; however, improvement of the condition may be related to adjunctive treatment of the underlying disease.


Demodiciose provocada pelo ácaro Demodex injai é uma dermatopatia parasitária, crônica, recorrente, incomum em cães, caracterizada pela proliferação excessiva do ácaro na unidade pilossebácea. É frequentemente caracterizada como de surto adulto, generalizada e associada a uma doença de base ou a uma imunodeficiência específica inerente ao hospedeiro. O presente relato tem como objetivo descrever os aspectos epidemiológicos, clínico-dermatológicos e o tratamento da demodiciose por Demodex injai em cães (n=8) atendidos na Unidade Hospitalar para Animais de Companhia da Pontifícia Universidade Católica do Paraná, em São José dos Pinhais, Paraná, Brasil. Os animais acometidos apresentaram idade média de oito anos, predominantemente de raças puras e não houve predisposição sexual. As lesões tinham características predominantemente alopécicas e eritêmato-descamativas, associadas à disqueratose folicular e untuosidade da pelagem, acometendo principalmente a região da face, mas também o dorso e os membros. Os animais apresentavam histórico de comorbidades alérgicas, disqueratóticas, endócrinas, neoplásicas ou imunossupressivas de base. O diagnóstico da demodiciose foi estabelecido por múltiplos raspados de pele, tricograma e técnica de beliscamento por fita adesiva em áreas lesionais, seguindo à observação macroscópica e caracterização morfológica do ácaro. Instituiu-se tratamento com

15.
Semina Ci. agr. ; 38(5): 3387-3394, 2017.
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-763002

Resumo

The mite Demodex injai causes demodicosis, an uncommon, chronic, and recurrent parasitic dermatopathy in dogs. Demodicosis is characterized by an excessive proliferation of the Demodex injai mite in the pilosebaceous unit. Typically, demodicosis occurs in adults, and is associated with an underlying disease or a specific host immunodeficiency. Here, we describe the epidemiological, clinical, dermatological, and therapeutic aspects of Demodex injai demodicosis in dogs (n=8) at the Hospital Unit for Companion Animals of the Pontifical Catholic University of Paraná in Brazil. The affected dogs were predominantly purebred, had a mean age of eight years, and showed no gender predisposition. The lesions were predominantly alopecic and erythematous-desquamatory, associated with follicular dyskeratosis and greasiness of the coat, and mainly affected the facial region, in addition to the back and limbs. The animals had a history of allergic, dyskeratotic, endocrine, neoplastic, and immunosuppressive comorbidities. The diagnosis of demodicosis was based on multiple skin scrapings, trichogram, and acetate tape impression of the lesion areas, macroscopic observation, and morphological characterization of the mite. Macrocyclic lactones were effectively used for treatment in most cases; however, improvement of the condition may be related to adjunctive treatment of the underlying disease.


Demodiciose provocada pelo ácaro Demodex injai é uma dermatopatia parasitária, crônica, recorrente, incomum em cães, caracterizada pela proliferação excessiva do ácaro na unidade pilossebácea. É frequentemente caracterizada como de surto adulto, generalizada e associada a uma doença de base ou a uma imunodeficiência específica inerente ao hospedeiro. O presente relato tem como objetivo descrever os aspectos epidemiológicos, clínico-dermatológicos e o tratamento da demodiciose por Demodex injai em cães (n=8) atendidos na Unidade Hospitalar para Animais de Companhia da Pontifícia Universidade Católica do Paraná, em São José dos Pinhais, Paraná, Brasil. Os animais acometidos apresentaram idade média de oito anos, predominantemente de raças puras e não houve predisposição sexual. As lesões tinham características predominantemente alopécicas e eritêmato-descamativas, associadas à disqueratose folicular e untuosidade da pelagem, acometendo principalmente a região da face, mas também o dorso e os membros. Os animais apresentavam histórico de comorbidades alérgicas, disqueratóticas, endócrinas, neoplásicas ou imunossupressivas de base. O diagnóstico da demodiciose foi estabelecido por múltiplos raspados de pele, tricograma e técnica de beliscamento por fita adesiva em áreas lesionais, seguindo à observação macroscópica e caracterização

16.
Semina Ci. agr. ; 38(5): 3387-3394, 2017.
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-762431

Resumo

The mite Demodex injai causes demodicosis, an uncommon, chronic, and recurrent parasitic dermatopathy in dogs. Demodicosis is characterized by an excessive proliferation of the Demodex injai mite in the pilosebaceous unit. Typically, demodicosis occurs in adults, and is associated with an underlying disease or a specific host immunodeficiency. Here, we describe the epidemiological, clinical, dermatological, and therapeutic aspects of Demodex injai demodicosis in dogs (n=8) at the Hospital Unit for Companion Animals of the Pontifical Catholic University of Paraná in Brazil. The affected dogs were predominantly purebred, had a mean age of eight years, and showed no gender predisposition. The lesions were predominantly alopecic and erythematous-desquamatory, associated with follicular dyskeratosis and greasiness of the coat, and mainly affected the facial region, in addition to the back and limbs. The animals had a history of allergic, dyskeratotic, endocrine, neoplastic, and immunosuppressive comorbidities. The diagnosis of demodicosis was based on multiple skin scrapings, trichogram, and acetate tape impression of the lesion areas, macroscopic observation, and morphological characterization of the mite. Macrocyclic lactones were effectively used for treatment in most cases; however, improvement of the condition may be related to adjunctive treatment of the underlying disease.


Demodiciose provocada pelo ácaro Demodex injai é uma dermatopatia parasitária, crônica, recorrente, incomum em cães, caracterizada pela proliferação excessiva do ácaro na unidade pilossebácea. É frequentemente caracterizada como de surto adulto, generalizada e associada a uma doença de base ou a uma imunodeficiência específica inerente ao hospedeiro. O presente relato tem como objetivo descrever os aspectos epidemiológicos, clínico-dermatológicos e o tratamento da demodiciose por Demodex injai em cães (n=8) atendidos na Unidade Hospitalar para Animais de Companhia da Pontifícia Universidade Católica do Paraná, em São José dos Pinhais, Paraná, Brasil. Os animais acometidos apresentaram idade média de oito anos, predominantemente de raças puras e não houve predisposição sexual. As lesões tinham características predominantemente alopécicas e eritêmato-descamativas, associadas à disqueratose folicular e untuosidade da pelagem, acometendo principalmente a região da face, mas também o dorso e os membros. Os animais apresentavam histórico de comorbidades alérgicas, disqueratóticas, endócrinas, neoplásicas ou imunossupressivas de base. O diagnóstico da demodiciose foi estabelecido por múltiplos raspados de pele, tricograma e técnica de beliscamento por fita adesiva em áreas lesionais, seguindo à observação macroscópica e caracterização

SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA