Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 4 de 4
Filtrar
Mais filtros

Base de dados
Ano de publicação
Tipo de documento
Intervalo de ano de publicação
1.
Bol. Inst. Pesca (Impr.) ; 22(1): 85-92, 1995.
Artigo em Português | LILACS-Express | VETINDEX | ID: biblio-1464463

Resumo

Rainbow trouts, Oncorhynchus mykiss, were submitted to 6 different treatments with 17-methyltestosterone, either by dilution in immersion baths and/or added to the diet during the early stages of development. During the reproductive season (winter), two years old animals were collected and their gonadal stage macroscopically analyzed in order to obtain the rates of occurrence of normal, sterilized and sex reverted specimens. ln this occasion, the pituitary gland was fixed for histochemical analysis and somatotropic (StH) and gonadotropic cells (GtH I and GtH II) counting were carried out. The pars distalis proximalis in the pituitaries of the sterile fishes showed chromophobes cells (presumably GtH I producer), while normal and sex reverted fishes, due to their being in final maturational stages, showed basophil cells (presumably GtH II producer) in larger quantities. The acidophil cells (presumably StH producer), also present in the pars distalis proximalis, occurred in greater numbers in the pituitaries of the sterile fishes when compared to their numbers in the other two groups (normal and sterile fishes).


Trutas arco-íris, Oncorhynchus mykiss, nas primeiras fases do desenvolvimento foram submetidas a 6 diferentes tratamentos com 17-metiltestosterona em banhos de imersão e/ou adicionada à ração alimentar. Aos dois anos de idade, na estação reprodutiva (inverno), todos os exemplares foram coletados e, através da análise macroscópica das gônadas, classificados em animais normais, esterilizados e sexualmente revertidos. Nessa ocasião, foram fixadas as hipófises para análise histoquímica e contagens das células produtoras de gonadotropinas (GtH I e GtH II), bem como, das produtoras de somatotropina (StH). As hipófises de animais esterilizados apresentaram na pars distalis proximalis grande número de células cromófobas, que se presume sejam produtoras de GtH I, enquanto nos animais normais e revertidos, por estarem em estádios avançados de maturação, as células basófilas, que se presume produtoras de GtH II, foram as mais abundantes. As células acidófilas, que se admite como sendo as produtoras de StH, também presentes na pars distalis proximalis, ocorreram em maior número nas hipófises de peixes esterilizados quando comparadas às dos outros dois grupos (animais normais e revertidos).

2.
Bol. Inst. Pesca (Impr.) ; 22(1): 93-102, 1995.
Artigo em Português | LILACS-Express | VETINDEX | ID: biblio-1464465

Resumo

Rainbow trout, Oncorhynchus mykiss, specimens were submitted to 6 different treatments with 17-methyltestosterone (MT), either by dilution in immersion bath and/or added to the diet during the early stages of development in order to induce the reproductive sterility. During the reproductive season (winter) two years old animals were collected, their weight and size measured and their gonadal stage analyzed in order to obtain the rates of occurrence of normal, sterilized and sex reverted specimens. The treatments with MT diluted in immersion baths were more efficacious than those with hormone added in diet only, and the mixed treatments (immersion baths and diet) were more efficient than immersion baths only. The effects of the MT, even though at a lower rate than that found in other papers, were similar in the macroscopical and histological aspects of the gonads. No dose-related mortality during the treatments was observed.


Exemplares de truta arco-íris, Oncorhynchus mykiss, nos estágios iniciais do desenvolvimento, foram submetidos a 6 diferentes tratamentos com 17-metiltestosterona (MT) diluída em banhos de imersão e/ou adicionada na ração, visando à indução da esterilidade reprodutiva. Aos 2 anos de idade, na estação reprodutiva (inverno), todos os animais foram coletados e pesados e as suas gônadas, analisadas para obtenção das porcentagens de indivíduos normais, esterilizados e sexualmente revertidos. Os tratamentos com banhos de imersão contendo MT em solução foram mais eficazes que os constituídos de apenas hormônio adicionado à ração, sendo ainda os tratamentos somados (banho de imersão e ração suplementada) mais eficientes do que os que receberam apenas banho de imersão. Os efeitos da MT, embora em proporções menores que os relatados na literatura, são semelhantes quanto aos aspectos macroscópicos e histológicos das gônadas. Não foi observada relação entre a mortalidade e as doses de hormônio durante o tratamento.

3.
B. Inst. Pesca ; 22(1): 93-102, 1995.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-761215

Resumo

Rainbow trout, Oncorhynchus mykiss, specimens were submitted to 6 different treatments with 17-methyltestosterone (MT), either by dilution in immersion bath and/or added to the diet during the early stages of development in order to induce the reproductive sterility. During the reproductive season (winter) two years old animals were collected, their weight and size measured and their gonadal stage analyzed in order to obtain the rates of occurrence of normal, sterilized and sex reverted specimens. The treatments with MT diluted in immersion baths were more efficacious than those with hormone added in diet only, and the mixed treatments (immersion baths and diet) were more efficient than immersion baths only. The effects of the MT, even though at a lower rate than that found in other papers, were similar in the macroscopical and histological aspects of the gonads. No dose-related mortality during the treatments was observed.


Exemplares de truta arco-íris, Oncorhynchus mykiss, nos estágios iniciais do desenvolvimento, foram submetidos a 6 diferentes tratamentos com 17-metiltestosterona (MT) diluída em banhos de imersão e/ou adicionada na ração, visando à indução da esterilidade reprodutiva. Aos 2 anos de idade, na estação reprodutiva (inverno), todos os animais foram coletados e pesados e as suas gônadas, analisadas para obtenção das porcentagens de indivíduos normais, esterilizados e sexualmente revertidos. Os tratamentos com banhos de imersão contendo MT em solução foram mais eficazes que os constituídos de apenas hormônio adicionado à ração, sendo ainda os tratamentos somados (banho de imersão e ração suplementada) mais eficientes do que os que receberam apenas banho de imersão. Os efeitos da MT, embora em proporções menores que os relatados na literatura, são semelhantes quanto aos aspectos macroscópicos e histológicos das gônadas. Não foi observada relação entre a mortalidade e as doses de hormônio durante o tratamento.

4.
B. Inst. Pesca ; 22(1): 85-92, 1995.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-761125

Resumo

Rainbow trouts, Oncorhynchus mykiss, were submitted to 6 different treatments with 17-methyltestosterone, either by dilution in immersion baths and/or added to the diet during the early stages of development. During the reproductive season (winter), two years old animals were collected and their gonadal stage macroscopically analyzed in order to obtain the rates of occurrence of normal, sterilized and sex reverted specimens. ln this occasion, the pituitary gland was fixed for histochemical analysis and somatotropic (StH) and gonadotropic cells (GtH I and GtH II) counting were carried out. The pars distalis proximalis in the pituitaries of the sterile fishes showed chromophobes cells (presumably GtH I producer), while normal and sex reverted fishes, due to their being in final maturational stages, showed basophil cells (presumably GtH II producer) in larger quantities. The acidophil cells (presumably StH producer), also present in the pars distalis proximalis, occurred in greater numbers in the pituitaries of the sterile fishes when compared to their numbers in the other two groups (normal and sterile fishes).


Trutas arco-íris, Oncorhynchus mykiss, nas primeiras fases do desenvolvimento foram submetidas a 6 diferentes tratamentos com 17-metiltestosterona em banhos de imersão e/ou adicionada à ração alimentar. Aos dois anos de idade, na estação reprodutiva (inverno), todos os exemplares foram coletados e, através da análise macroscópica das gônadas, classificados em animais normais, esterilizados e sexualmente revertidos. Nessa ocasião, foram fixadas as hipófises para análise histoquímica e contagens das células produtoras de gonadotropinas (GtH I e GtH II), bem como, das produtoras de somatotropina (StH). As hipófises de animais esterilizados apresentaram na pars distalis proximalis grande número de células cromófobas, que se presume sejam produtoras de GtH I, enquanto nos animais normais e revertidos, por estarem em estádios avançados de maturação, as células basófilas, que se presume produtoras de GtH II, foram as mais abundantes. As células acidófilas, que se admite como sendo as produtoras de StH, também presentes na pars distalis proximalis, ocorreram em maior número nas hipófises de peixes esterilizados quando comparadas às dos outros dois grupos (animais normais e revertidos).

SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA