Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 6 de 6
Filtrar
Mais filtros

Tipo de documento
Intervalo de ano de publicação
1.
Rev. Ciênc. Agrovet. (Online) ; 21(3): 229-237, 2022. tab, graf
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1410538

Resumo

This study analyzed the effect of rootstocks G.213, M.9 and Marubakaido with M.9 interstem of 30 and 20 cm (MB/M.9-30cm and MB/M.9-20cm) on postharvest quality, mineral composition and functional properties of 'Maxi Gala' apples. The evaluations were performed using fruits from a commercial orchard in Vacaria, RS, Brazil. Fruits were stored for 135 and 147 days in the 2014/2015 and 2015/2016 seasons, respectively, and analyzed one day after harvest and after cold storage (1.0±0.2 °C) followed by seven days in ambient condition. The mineral composition of fruits showed small and inconsistent differences between rootstocks. The MB/M.9-20cm provided higher total antioxidant activity and levels of total phenolic compounds in fruit peel than MB/M.9-30cm. For 2014/2015 season, soluble solids content at harvest was higher in fruits from trees with G.213 rootstock, not differing only from MB/M.9-30cm. In the 2015/2016 season, G.213 and M.9 provided higher soluble solids content after storage than MB/M.9-30 cm and MB/M.9-20cm. G.213 rootstock anticipated fruit maturity compared to M.9 in 2014/2015 season. At harvest and after cold storage, other quality attributes of 'Maxi Gala' apples were similar between rootstocks G.213, M.9 and Maruba with M.9 interstem of 30 and 20cm.


Este estudo analisou o efeito dos porta-enxertos G.213, M.9 e Marubakaido com filtro de M.9 de 30 e 20cm (MB/M.9-30cm e MB/M.9-20cm) sobre a qualidade pós-colheita, composição mineral e propriedades funcionais de maçãs 'Maxi Gala'. Os experimentos foram conduzidos utilizando frutos provenientes de um pomar comercial localizado em Vacaria, RS, Brasil. Os frutos foram armazenados por 135 e 147 dias nas safras 2014/2015 e 2015/2016, respectivamente, e analisados um dia após a colheita e após armazenamento refrigerado (1,0±0,2°C) seguido por sete dias em condição ambiente. A composição mineral dos frutos apresentou diferenças pequenas e pouco consistentes entre porta-enxertos. O MB/M.9-20cm proporcionou atividade antioxidante total e teores de compostos fenólicos totais mais elevados na casca dos frutos comparativamente ao MB/M.9-30cm. Para a safra 2014/2015, o teor de sólidos solúveis na colheita foi mais elevado nos frutos provenientes de plantas com porta-enxerto G.213, não diferindo apenas do MB/M.9-30cm. Na safra 2015/2016, o G.213 e o M.9 proporcionaram maior teor de sólidos solúveis após a armazenagem em comparação ao MB/M.9-30cm e MB/M.9-20cm. O porta-enxerto G.213 antecipou a maturação dos frutos em comparação ao M.9 na safra 2014/2015. Os demais atributos de qualidade de maçãs 'Maxi Gala', na colheita e após o armazenamento, foram similares entre porta-enxertos G.213, M.9, MB/M.9-30cm e MB/M.9-20cm.


Assuntos
Brotos de Planta , Malus , Composição de Alimentos , Minerais/análise
2.
Ciênc. rural (Online) ; 52(10): e20210419, 2022. tab
Artigo em Inglês | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1364720

Resumo

The use of new rootstocks combined with different training systems have been studied to increase productivity, fruit quality, and reduce costs. Another important factor is the validation of studies under replanting conditions, due to the growing limitation of new areas for planting commercial apple orchards in Brazil. The present study aimed to evaluate the behavior of 'Fuji Suprema' and 'Maxi Gala' apple trees in two training systems grafted on two rootstocks. The study occurred during the seasons 2016/17, 2017/18 and 2018/19, in an orchard located in southern Brazil in an area previously cultivated with apple trees. A randomized block design consisting of a 2x2 factorial was used, with Tall Spindle and Bi-Axis as the training system and 'M.9' and 'G.213' as rootstocks of Fuji Suprema and Maxi Gala cultivars. Variables were evaluated to determine tree vigor, as well as yield and fruit quality characteristics. It was observed that 'G.213' promoted higher vigor for both cultivars as well as the Bi-Axis training system in the Maxi Gala cultivar. The highest yield was observed in Tall Spindle as well as the rootstock 'G.213' in both cultivars. The most significant changes on fruit quality occurred in the Bi-Axis training system, presenting higher intensity of red color as well as 'Maxi Gala' grafted on 'G.213' rootstock.


A utilização de novos porta-enxertos e diferentes sistemas de condução tem sido estudado para aumentar a produtividade, qualidade dos frutos e reduzir custos. Outro fator importante é a validação de estudos em condições de replantio, devido à crescente limitação de novas áreas para o plantio comercial de pomares de macieiras no Brasil. O presente estudo teve como objetivo avaliar o comportamento de macieiras 'Fuji Suprema' e 'Maxi Gala' em dois sistemas de condução enxertados sobre dois porta-enxertos. O estudo ocorreu durante as safras 2016/17, 2017/18 e 2018/19, em um pomar localizado no sul do Brasil, em área previamente cultivada com macieiras. Utilizou-se delineamento de blocos casualizados, consistindo em um fatorial 2x2, sendo Tall Spindle e Bi-Axis como sistemas de condução e 'M.9' e 'G.213' como porta-enxertos das cultivares Fuji Suprema e Maxi Gala. Foram avaliadas variáveis para determinar o comportamento vegetativo, bem como as características de produtividade e qualidade dos frutos. Observou-se que 'G.213' promoveu maior vigor para ambas cultivares, assim como o sistema de condução Bi-Axis na cultivar Maxi Gala. O maior rendimento foi observado nas macieiras conduzidas em Tall Spindle e enxertadas sobre 'G.213' em ambas cultivares. As mudanças mais significativas na qualidade dos frutos ocorreram nas macieiras conduzidas em Bi-Axis, apresentando maior intensidade de coloração vermelha, assim como na macieira 'Maxi Gala' enxertada sobre 'G.213'.


Assuntos
Malus/crescimento & desenvolvimento , Malus/genética , Frutas , 24444
3.
Rev. Ciênc. Agrovet. (Online) ; 14(2): 146-152, 2015. tab
Artigo em Português | VETINDEX | ID: biblio-1488084

Resumo

Canopy management is an important tool for adjusting the balance between leaf area and yield, though its effect on grape quality depends on the type of management, the time at which measurements are taken and the soil and climate conditions of the vineyard. The aim of this study was to evaluate lateral shoot removal as it affects the physo-chemical qualities of grape bunches grown at high altitude at the moment in which the berries were changing color. The experiment, conducted in a commercial vineyard in Sao Joaquim, SC (2817S; 4955; 1,150 m altitude), tested Sangiovese grapes from 2007 to 2008, and Tempranillo grapes from 2008 to 2009. These varietals were grafted onto Paulsen 1103 and placed on a trelace training system, double-spaced at 3.0 m x 1.5 m. Canopy management controls were applied without removing side shoots in order to maintain a leaf-area of 2.50 m2 per kg of Sangiovese cultivars and 3.54 m2 per kg of Tempranillo cultivars. In the Sangiovese cultivar for the 2006/07 season, the cluster and rachis had a higher relative mass in plants in which the leaf area was not reduced, while an increase in the content of soluble solids and easily extractable anthocyanins in the plants with reduced leaf areas was observed, increasing the quality of early ripening Sangiovese grapes. No significant difference in physical-chemical qualities was observed in the Tempranillo cultivar when reducing the canopy leaf area in the early ripening berries for both crop seasons.


O manejo do dossel vegetativo é uma ferramenta importante para ajustar o balanço entre a área foliar e a produção, porém o efeito na qualidade da uva depende do tipo de manejo, época realizada e condições edafoclimáticas do vinhedo. O objetivo deste trabalho foi avaliar a influência da remoção de feminelas, no momento de virada de cor das bagas, na qualidade físico-química dos cachos de uvas cultivadas em região de altitude. O experimento foi realizado em vinhedo comercial, no município de São Joaquim-SC (2817S; 4955O; 1.150 m de altitude). Utilizou-se a cultivar Sangiovese na safra 2007 e 2008 e a cultivar Tempranillo na safra 2008 e 2009, enxertadas sobre Paulsen 1103, sustentadas no sistema espaldeira e conduzidas em cordão esporonado duplo, espaçadas em 3,0 m x 1,5 m. Os tratamentos de manejo do dossel vegetativo aplicados foram o controle, sem a retirada de brotações laterais, com área foliar de 2,50 m² kg-1 de frutos na cv. Sangiovese e 3,54 m² kg-1 de frutos na cv. Tempranillo e a remoção das brotações laterais, de forma a manter uma área foliar de 1,93 m² kg-1 de fruto na cv. Sangiovese e 2,66 m² kg-1 de fruto na cv.Tempranillo. Na cv. Sangiovese no ciclo 2006/07 observou-se maior massa de cachos e relação cacho:ráquis nas plantas em que a área foliar não foi reduzida, entretanto, no ciclo 2007/08 foi observado aumento no teor de sólidos solúveis totais e antocianinas facilmente extraíveis, aumentando a qualidade da uva ‘Sangiovese’ nas plantas em que houve uma redução na área foliar no início da maturação das bagas. Para a cultivar Tempranillo não foi observado diferenças significativas na qualidade físico-química dos cachos ao reduzir a área foliar do dossel vegetativo no início da maturação das bagas em ambas as safras avaliadas.


Assuntos
Brotos de Planta/crescimento & desenvolvimento , Microclima , Vitis/crescimento & desenvolvimento , Vitis/química
4.
Ci. Rural ; 45(12): 2150-2156, Dec. 2015. tab, graf
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-28036

Resumo

O presente trabalho teve como objetivo avaliar a maturação tecnológica e fenólica das uvas na variedade 'Cabernet Franc', submetida a diferentes níveis de raleio de cachos, de modo a estabelecer critérios que contribuam para definir o manejo mais apropriado para a obtenção de uvas destinadas à elaboração de vinhos finos, em regiões acima de 900m de altitude. Os ensaios foram conduzidos durante as safras 2009/10 e 2010/11 em um vinhedo comercial a 1,230m de altitude, localizado no município de São Joaquim, SC, coordenadas 28º 17' 39" S e 49º 55' 56" W. Foi utilizada a variedade 'Cabernet Franc', enxertada sobre 'Paulsen 1103', conduzida em espaldeira, com espaçamento de 3,0m x 1,2m e cobertura anti-granizo. Os níveis de raleio de cachos, ajustados na virada de cor "véraison", corresponderam à produção máxima, com reduções percentuais em sua produtividade em 25%, 50% e 75%. Observou-se que, em região de altitude, a prática de raleio de cachos modifica as características químicas da uva 'Cabernet Franc', aumentando o pH, reduzindo o teor de SS do mosto e polifenóis da casca. A realização do raleio de cachos, além de reduzir a produção por área, não teve um efeito compensatório na qualidade do mosto, além de não ter sido observado equilíbrio vegetativo/produtivo das plantas. A redução da carga através da prática do raleio de cachos não gerou os benefícios esperados para a cv 'Cabernet Franc', cultivada em região de altitude nas duas safras avaliadas.(AU)


This study aims to evaluate the ripening of 'Cabernet Franc's' grape berries submitted to different levels of clusters thinning in order to establish criteria that will help to define the most appropriate management for winemaking in regions above 900m. The experiment was conducted during the growing seasons of 2009/10 and 2010/11 in a commercial vineyard (28º 17' 39" S e 49º 55' 56" W, 1,230m), located in São Joaquim, SC. Plants are grafted on Paulsen 1103 and conducted in vertical shooting positioning trellis, spacing 3.0 x 1.2m and covered with hail protection net. Levels of clusters thinning, set at "veraison", corresponded to maximum production, and percentage reductions in productivity by 25%, 50% and 75%. In the region of altitude, the practice of clusters thinning modifies the chemical composition of 'Cabernet Franc's' grape berries. Besides reducing the production per area, this practice does not have a compensatory effect of lower productivity in the quality of wine and equilibrium vegetative/productive plants as well. Reducing production through clusters thinning did not reach the expected benefits for cv 'Cabernet Franc' in this survey.(AU)


Assuntos
Vitis/crescimento & desenvolvimento , Produtos Agrícolas
5.
R. Ci. agrovet. ; 14(2): 146-152, 2015. tab
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-29254

Resumo

Canopy management is an important tool for adjusting the balance between leaf area and yield, though its effect on grape quality depends on the type of management, the time at which measurements are taken and the soil and climate conditions of the vineyard. The aim of this study was to evaluate lateral shoot removal as it affects the physo-chemical qualities of grape bunches grown at high altitude at the moment in which the berries were changing color. The experiment, conducted in a commercial vineyard in Sao Joaquim, SC (2817S; 4955; 1,150 m altitude), tested Sangiovese grapes from 2007 to 2008, and Tempranillo grapes from 2008 to 2009. These varietals were grafted onto Paulsen 1103 and placed on a trelace training system, double-spaced at 3.0 m x 1.5 m. Canopy management controls were applied without removing side shoots in order to maintain a leaf-area of 2.50 m2 per kg of Sangiovese cultivars and 3.54 m2 per kg of Tempranillo cultivars. In the Sangiovese cultivar for the 2006/07 season, the cluster and rachis had a higher relative mass in plants in which the leaf area was not reduced, while an increase in the content of soluble solids and easily extractable anthocyanins in the plants with reduced leaf areas was observed, increasing the quality of early ripening Sangiovese grapes. No significant difference in physical-chemical qualities was observed in the Tempranillo cultivar when reducing the canopy leaf area in the early ripening berries for both crop seasons.(AU)


O manejo do dossel vegetativo é uma ferramenta importante para ajustar o balanço entre a área foliar e a produção, porém o efeito na qualidade da uva depende do tipo de manejo, época realizada e condições edafoclimáticas do vinhedo. O objetivo deste trabalho foi avaliar a influência da remoção de feminelas, no momento de virada de cor das bagas, na qualidade físico-química dos cachos de uvas cultivadas em região de altitude. O experimento foi realizado em vinhedo comercial, no município de São Joaquim-SC (2817S; 4955O; 1.150 m de altitude). Utilizou-se a cultivar Sangiovese na safra 2007 e 2008 e a cultivar Tempranillo na safra 2008 e 2009, enxertadas sobre Paulsen 1103, sustentadas no sistema espaldeira e conduzidas em cordão esporonado duplo, espaçadas em 3,0 m x 1,5 m. Os tratamentos de manejo do dossel vegetativo aplicados foram o controle, sem a retirada de brotações laterais, com área foliar de 2,50 m² kg-1 de frutos na cv. Sangiovese e 3,54 m² kg-1 de frutos na cv. Tempranillo e a remoção das brotações laterais, de forma a manter uma área foliar de 1,93 m² kg-1 de fruto na cv. Sangiovese e 2,66 m² kg-1 de fruto na cv.Tempranillo. Na cv. Sangiovese no ciclo 2006/07 observou-se maior massa de cachos e relação cacho:ráquis nas plantas em que a área foliar não foi reduzida, entretanto, no ciclo 2007/08 foi observado aumento no teor de sólidos solúveis totais e antocianinas facilmente extraíveis, aumentando a qualidade da uva ‘Sangiovese nas plantas em que houve uma redução na área foliar no início da maturação das bagas. Para a cultivar Tempranillo não foi observado diferenças significativas na qualidade físico-química dos cachos ao reduzir a área foliar do dossel vegetativo no início da maturação das bagas em ambas as safras avaliadas.(AU)


Assuntos
Vitis/química , Vitis/crescimento & desenvolvimento , Brotos de Planta/crescimento & desenvolvimento , Microclima
6.
Ci. Rural ; 44(6): 964-970, June 2014.
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-27792

Resumo

The Physalis peruviana L. is an exotic fruit that belongs to the Solanaceae family with recent production in Brazil. This is presented as an alternative production with nutritional potential and economic value. The cape gooseberry plant has a high added value that can be used from its root to the fruit itself. The roots and leaves are rich in medicinal properties that are used in pharmacology. The fruit is sweet and have good content of vitamins A, C, iron, phosphorus and fiber, often used in making jellies, jams, juices and ice creams. To improve the plant canopy, but also contribute to the quality and appearance of the fruit produced some cultural practices such as staking, training systems, pruning and thinning are used. The aim of this review is to provide technical and scientific data about the culture of physalis.(AU)


A Physalis peruviana L. é uma fruta exótica pertencente à família Solanaceae com produção recente no Brasil. Esta se apresenta como uma alternativa de produção com potencial valor nutricional e econômico. A planta da fisalis possui um alto valor agregado, podendo ser utilizada desde sua raiz até o fruto propriamente dito. As raízes e as folhas são ricas em propriedades medicinais que são utilizadas na farmacologia. O fruto é açucarado e com bom conteúdo de vitaminas A, C, ferro, fósforo e fibras, muito utilizado na fabricação de geleias, doces, sucos e sorvetes. Para melhorar o dossel vegetativo da planta, como também contribuir para a qualidade e aparência do fruto produzido, utiliza-se, durante seu cultivo, algumas práticas culturais, como tutoramento, condução, poda e desbrote. O objetivo desta revisão é fornecer dados técnico-científicos sobre a Cultura da Physalis.(AU)


Assuntos
Physalis , 24444 , Frutas , Solanaceae
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA