Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 9 de 9
Filtrar
Mais filtros

Intervalo de ano de publicação
1.
Ciênc. rural (Online) ; 53(4): e20201009, 2023. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS-Express | VETINDEX | ID: biblio-1384586

Resumo

ABSTRACT: In some situations, the neonatal mortality rate in dogs can be high, and perinatal and postnatal veterinary care is essential to improve survival. This study to compared the Apgar score, serum lactate levels, and blood gas analysis results in 30 neonates born by elective cesarean section (GCE, n = 18) or cesarean section due to dystocia (GD, n = 12). Neonates were assessed at five time points: T0, at birth; T1, 3 h after birth; T2, 6 h after birth; T3, 12 h after birth; and T4, 24 h after birth. At T0, in the GCE group, 55.6% of the animals presented with adequate vitality, while 38.8% showed moderate changes in the Apgar score. In the GD group, 83.3% of the neonates had severe loss of vitality. At T1, none of the GCE neonates and 8.3% of the GD neonates presented with vitality deficits. Hyperlactatemia was observed in 83.3% of the GD neonates, and mixed acidosis (metabolic and respiratory) was observed at T0 in most neonates in both groups (GCE, 55.6%; GD, 72.7%). Compared to GCE neonates, the acid-base disorders were more severe and their recovery slower in GD neonates. At T0, GD neonates had higher hyperlactatemia and a lower Apgar score (worse vitality) than those of GCE neonates.


RESUMO: A taxa de mortalidade neonatal em cães pode ser elevada em algumas situações e a assistência veterinária peri e pós-natal mostra-se essencial para melhorar a sobrevivência dos filhotes nesse período. O objetivo deste estudo foi comparar o escore Apgar, lactato sérico e hemogasometria em neonatos nascidos por cesariana eletiva (GCE, n=18) e por cesariana após distocia (GD, n=12). Os neonatos foram avaliados em cinco momentos: (T0) ao nascimento; (T1) três horas; (T2) seis horas; (T3) 12 horas; e (T4) 24 horas. Ao nascimento, no GCE, 55,6% dos animais apresentaram boa vitalidade, de acordo com escore Apgar, e 38,8% demonstraram moderada vitalidade. No GD, 83,3% dos neonatos apresentaram baixa vitalidade. Ao T1 (três horas após o nascimento), nenhum (0%) dos neonatos do GCE e 8,3% dos neonatos do GD evidenciavam perda de vitalidade. Observou-se hiperlactatemia em 83,3% nos neonatos do GD e acidose mista (metabólica e respiratória) ao nascimento na maioria dos neonatos de ambos os grupos (55,6% no GCE e 72,7% no GD). Conclui-se que o principal distúrbio ácido-base observado ao nascimento foi acidose mista (metabólica e respiratória) em ambos os grupos. Os distúrbios acido-base nos neonatos do GD foram mais graves e sua recuperação mais lenta quando comparados com neonatos do GCE. Ao nascimento, neonatos no GD apresentaram maior hiperlactatemia e menor escore Apgar (pior vitalidade) em relação aos nascidos no GCE.

2.
Ciênc. rural (Online) ; 53(4): 1-7, 2023. ilus, tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1412799

Resumo

In some situations, the neonatal mortality rate in dogs can be high, and perinatal and postnatal veterinary care is essential to improve survival. This study to compared the Apgar score, serum lactate levels, and blood gas analysis results in 30 neonates born by elective cesarean section (GCE, n = 18) or cesarean section due to dystocia (GD, n = 12). Neonates were assessed at five time points: T0, at birth; T1, 3 h after birth; T2, 6 h after birth; T3, 12 h after birth; and T4, 24 h after birth. At T0, in the GCE group, 55.6% of the animals presented with adequate vitality, while 38.8% showed moderate changes in the Apgar score. In the GD group, 83.3% of the neonates had severe loss of vitality. At T1, none of the GCE neonates and 8.3% of the GD neonates presented with vitality deficits. Hyperlactatemia was observed in 83.3% of the GD neonates, and mixed acidosis (metabolic and respiratory) was observed at T0 in most neonates in both groups (GCE, 55.6%; GD, 72.7%). Compared to GCE neonates, the acid-base disorders were more severe and their recovery slower in GD neonates. At T0, GD neonates had higher hyperlactatemia and a lower Apgar score (worse vitality) than those of GCE neonates.


A taxa de mortalidade neonatal em cães pode ser elevada em algumas situações e a assistência veterinária peri e pós-natal mostra-se essencial para melhorar a sobrevivência dos filhotes nesse período. O objetivo deste estudo foi comparar o escore Apgar, lactato sérico e hemogasometria em neonatos nascidos por cesariana eletiva (GCE, n=18) e por cesariana após distocia (GD, n=12). Os neonatos foram avaliados em cinco momentos: (T0) ao nascimento; (T1) três horas; (T2) seis horas; (T3) 12 horas; e (T4) 24 horas. Ao nascimento, no GCE, 55,6% dos animais apresentaram boa vitalidade, de acordo com escore Apgar, e 38,8% demonstraram moderada vitalidade. No GD, 83,3% dos neonatos apresentaram baixa vitalidade. Ao T1 (três horas após o nascimento), nenhum (0%) dos neonatos do GCE e 8,3% dos neonatos do GD evidenciavam perda de vitalidade. Observou-se hiperlactatemia em 83,3% nos neonatos do GD e acidose mista (metabólica e respiratória) ao nascimento na maioria dos neonatos de ambos os grupos (55,6% no GCE e 72,7% no GD). Conclui-se que o principal distúrbio ácido-base observado ao nascimento foi acidose mista (metabólica e respiratória) em ambos os grupos. Os distúrbios acido-base nos neonatos do GD foram mais graves e sua recuperação mais lenta quando comparados com neonatos do GCE. Ao nascimento, neonatos no GD apresentaram maior hiperlactatemia e menor escore Apgar (pior vitalidade) em relação aos nascidos no GCE.


Assuntos
Animais , Cães , Índice de Apgar , Cesárea/veterinária , Distocia/veterinária , Lactatos/administração & dosagem , Animais Recém-Nascidos
3.
Ciênc. rural (Online) ; 52(9): e20210310, 2022. ilus
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1360358

Resumo

A six-month-old male Brazilian Terrier with persistent cough and dyspnea was diagnosed with intrathoracic tracheal collapse and pneumonia after chest radiographics. The medical treatment was performed, and an extraluminal nitinol prosthesis was placed through thoracic access. The dog did not presented recurrence of dyspnea or pneumonia for four years after the surgical procedure. Placement of the extraluminal prosthesis with the thoracic approach effectively stabilized intrathoracic tracheal collapse without causing any structural damage in the thoracic region. Therefore, this is the first report of a successful use of this prosthesis with an intercostal approach in dogs for intrathoracic trachea collapse.


Um cão macho, da raça Terrier Brasileiro de seis meses de idade, com dispnéia e tosse persistente foi diagnosticado com colapso traqueal intratorácico e pneumonia após estudo radiográfico de tórax. Foi instituído tratamento médico e realizada toracotomia para a implantação de prótese traqueal extraluminal de nitinol. O animal não manifestou dispneia ou pneumonia durante os quatro anos posteriores ao procedimento. A implantação da prótese extraluminal através da toracotomia foi eficaz para o tratamento do colapso traqueal intratorácico, sem provocar danos estruturais na região torácica. Desta forma, este é primeiro relato da utilização bem-sucedida deste tipo de prótese, a partir da abordagem intercostal, no tratamento de cães com colapso traqueal intratorácico.


Assuntos
Animais , Masculino , Cães , Próteses e Implantes/veterinária , Traqueia/cirurgia , Toracotomia/veterinária , Doenças do Cão/diagnóstico por imagem , Cães
4.
Braz. J. Vet. Res. Anim. Sci. (Online) ; 57(3): e162908, 2020. tab
Artigo em Inglês | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1122194

Resumo

Surgical procedures in pet animals are usually associated with some degree of stress and pain. Hospitalization is one stress-triggering factor. The present study aimed to evaluate the degree of stress and pain during hospitalization of female dogs submitted to elective ovariohysterectomy (OVH) and to investigate the influence of hospitalization on the stress of these animals. Fifteen young adult crossbreed female dogs were divided into two groups: eight animals without surgery (Group 1 - control) and seven animals submitted to surgery (Group 2 - OVH). Pain and stress were evaluated. Visual analogue scale (VAS), simple descriptive pain scale (SDS) and modified Glasgow pain scale (MGPS) were used. Serum cortisol (µg/dL) and glucose (mg/dl) were also measured. No statistical difference was observed for cortisol (µg/dL) between the two groups. Despite the absence of statistical difference between groups and times, mean serum cortisol (µg/dL) values exceeded the normal values for the canine species at various times evaluated. Hyperglycemia was only observed at T4 in the OVH group. It was concluded that the hospitalization of animals was more relevant in the establishment of stress than the surgical procedure and associated pain. The influence of stress was a relevant factor in the results of assessments carried out using the MGPS.(AU)


Os procedimentos cirúrgicos em animais de companhia são geralmente associados a algum grau de dor e estresse e a hospitalização é um dos fatores que predispõem ao estresse. O presente estudo teve o objetivo de avaliar o grau de estresse e dor durante a internação de cadelas submetidas à ovariohisterectomia eletiva (OVH) e investigar a influência da hospitalização sobre o estresse nestes animais. Quinze cadelas adultas jovens e mestiças foram divididas em dois grupos: oito animais não submetidos à cirurgia (Grupo 1 - controle) e sete animais submetidos à OVH (Grupo 2 - OVH). Dor e estresse foram avaliados. Foram utilizadas a escala visual analógica (EVA), escala descritiva simples (EDS) e escala de dor de Glasgow modificada (EDGM). A glicose (mg/dL) e o cortisol (µg/dL) séricos foram mensurados. Não houve diferença estatística do cortisol (µg/dL) entre os grupos. Entretanto, os valores médios de cortisol (µg/dL) excederam àqueles considerados normais para a espécie canina em vários períodos avaliados. A hiperglicemia foi observada em T4 no grupo OVH. Concluiu-se que a hospitalização dos animais foi mais relevante na ocorrência do estresse do que o procedimento cirúrgico e a dor associada a ele. Desta forma, a influência do estresse foi um fator relevante nos resultados das avaliações realizadas com a escala de dor de Glasgow modificada.(AU)


Assuntos
Animais , Feminino , Cães , Estresse Psicológico , Medição da Dor/veterinária , Hospitalização , Período Pós-Operatório , Hidrocortisona/análise , Ovariectomia/veterinária , Hospitais Veterinários , Histerectomia/veterinária
5.
Braz. j. vet. res. anim. sci ; 57(3): e162908, 2020. tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-28904

Resumo

Surgical procedures in pet animals are usually associated with some degree of stress and pain. Hospitalization is one stress-triggering factor. The present study aimed to evaluate the degree of stress and pain during hospitalization of female dogs submitted to elective ovariohysterectomy (OVH) and to investigate the influence of hospitalization on the stress of these animals. Fifteen young adult crossbreed female dogs were divided into two groups: eight animals without surgery (Group 1 - control) and seven animals submitted to surgery (Group 2 - OVH). Pain and stress were evaluated. Visual analogue scale (VAS), simple descriptive pain scale (SDS) and modified Glasgow pain scale (MGPS) were used. Serum cortisol (µg/dL) and glucose (mg/dl) were also measured. No statistical difference was observed for cortisol (µg/dL) between the two groups. Despite the absence of statistical difference between groups and times, mean serum cortisol (µg/dL) values exceeded the normal values for the canine species at various times evaluated. Hyperglycemia was only observed at T4 in the OVH group. It was concluded that the hospitalization of animals was more relevant in the establishment of stress than the surgical procedure and associated pain. The influence of stress was a relevant factor in the results of assessments carried out using the MGPS.(AU)


Os procedimentos cirúrgicos em animais de companhia são geralmente associados a algum grau de dor e estresse e a hospitalização é um dos fatores que predispõem ao estresse. O presente estudo teve o objetivo de avaliar o grau de estresse e dor durante a internação de cadelas submetidas à ovariohisterectomia eletiva (OVH) e investigar a influência da hospitalização sobre o estresse nestes animais. Quinze cadelas adultas jovens e mestiças foram divididas em dois grupos: oito animais não submetidos à cirurgia (Grupo 1 - controle) e sete animais submetidos à OVH (Grupo 2 - OVH). Dor e estresse foram avaliados. Foram utilizadas a escala visual analógica (EVA), escala descritiva simples (EDS) e escala de dor de Glasgow modificada (EDGM). A glicose (mg/dL) e o cortisol (µg/dL) séricos foram mensurados. Não houve diferença estatística do cortisol (µg/dL) entre os grupos. Entretanto, os valores médios de cortisol (µg/dL) excederam àqueles considerados normais para a espécie canina em vários períodos avaliados. A hiperglicemia foi observada em T4 no grupo OVH. Concluiu-se que a hospitalização dos animais foi mais relevante na ocorrência do estresse do que o procedimento cirúrgico e a dor associada a ele. Desta forma, a influência do estresse foi um fator relevante nos resultados das avaliações realizadas com a escala de dor de Glasgow modificada.(AU)


Assuntos
Animais , Feminino , Cães , Estresse Psicológico , Medição da Dor/veterinária , Hospitalização , Período Pós-Operatório , Hidrocortisona/análise , Ovariectomia/veterinária , Hospitais Veterinários , Histerectomia/veterinária
6.
Artigo em Inglês | LILACS-Express | VETINDEX | ID: biblio-1471174

Resumo

Surgical procedures in pet animals are usually associated with some degree of stress and pain. Hospitalization is one stress-triggering factor. The present study aimed to evaluate the degree of stress and pain during hospitalization of female dogs submitted to elective ovariohysterectomy (OVH) and to investigate the influence of hospitalization on the stress of these animals. Fifteen young adult crossbreed female dogs were divided into two groups: eight animals without surgery (Group 1 - control) and seven animals submitted to surgery (Group 2 - OVH). Pain and stress were evaluated. Visual analogue scale (VAS), simple descriptive pain scale (SDS) and modified Glasgow pain scale (MGPS) were used. Serum cortisol (g/dL) and glucose (mg/dl) were also measured. No statistical difference was observed for cortisol (g/dL) between the two groups. Despite the absence of statistical difference between groups and times, mean serum cortisol (g/dL) values exceeded the normal values for the canine species at various times evaluated. Hyperglycemia was only observed at T4 in the OVH group. It was concluded that the hospitalization of animals was more relevant in the establishment of stress than the surgical procedure and associated pain. The influence of stress was a relevant factor in the resu


Os procedimentos cirúrgicos em animais de companhia são geralmente associados a algum grau de dor e estresse e a hospitalização é um dos fatores que predispõem ao estresse. O presente estudo teve o objetivo de avaliar o grau de estresse e dor durante a internação de cadelas submetidas à ovariohisterectomia eletiva (OVH) e investigar a influência da hospitalização sobre o estresse nestes animais. Quinze cadelas adultas jovens e mestiças foram divididas em dois grupos: oito animais não submetidos à cirurgia (Grupo 1 - controle) e sete animais submetidos à OVH (Grupo 2 - OVH). Dor e estresse foram avaliados. Foram utilizadas a escala visual analógica (EVA), escala descritiva simples (EDS) e escala de dor de Glasgow modificada (EDGM). A glicose (mg/dL) e o cortisol (g/dL) séricos foram mensurados. Não houve diferença estatística do cortisol (g/dL) entre os grupos. Entretanto, os valores médios de cortisol (g/dL) excederam àqueles considerados normais para a espécie canina em vários períodos avaliados. A hiperglicemia foi observada em T4 no grupo OVH. Concluiu-se que a hospitalização dos animais foi mais relevante na ocorrência do estresse do que o procedimento cirúrgico e a dor associada a ele. Desta forma, a influência do estresse foi um fator relevante nos resultados das avaliaçõ

7.
Artigo em Inglês | LILACS-Express | VETINDEX | ID: biblio-1471198

Resumo

Surgical procedures in pet animals are usually associated with some degree of stress and pain. Hospitalization is one stress-triggering factor. The present study aimed to evaluate the degree of stress and pain during hospitalization of female dogs submitted to elective ovariohysterectomy (OVH) and to investigate the influence of hospitalization on the stress of these animals. Fifteen young adult crossbreed female dogs were divided into two groups: eight animals without surgery (Group 1 - control) and seven animals submitted to surgery (Group 2 - OVH). Pain and stress were evaluated. Visual analogue scale (VAS), simple descriptive pain scale (SDS) and modified Glasgow pain scale (MGPS) were used. Serum cortisol (g/dL) and glucose (mg/dl) were also measured. No statistical difference was observed for cortisol (g/dL) between the two groups. Despite the absence of statistical difference between groups and times, mean serum cortisol (g/dL) values exceeded the normal values for the canine species at various times evaluated. Hyperglycemia was only observed at T4 in the OVH group. It was concluded that the hospitalization of animals was more relevant in the establishment of stress than the surgical procedure and associated pain. The influence of stress was a relevant factor in the resu


Os procedimentos cirúrgicos em animais de companhia são geralmente associados a algum grau de dor e estresse e a hospitalização é um dos fatores que predispõem ao estresse. O presente estudo teve o objetivo de avaliar o grau de estresse e dor durante a internação de cadelas submetidas à ovariohisterectomia eletiva (OVH) e investigar a influência da hospitalização sobre o estresse nestes animais. Quinze cadelas adultas jovens e mestiças foram divididas em dois grupos: oito animais não submetidos à cirurgia (Grupo 1 - controle) e sete animais submetidos à OVH (Grupo 2 - OVH). Dor e estresse foram avaliados. Foram utilizadas a escala visual analógica (EVA), escala descritiva simples (EDS) e escala de dor de Glasgow modificada (EDGM). A glicose (mg/dL) e o cortisol (g/dL) séricos foram mensurados. Não houve diferença estatística do cortisol (g/dL) entre os grupos. Entretanto, os valores médios de cortisol (g/dL) excederam àqueles considerados normais para a espécie canina em vários períodos avaliados. A hiperglicemia foi observada em T4 no grupo OVH. Concluiu-se que a hospitalização dos animais foi mais relevante na ocorrência do estresse do que o procedimento cirúrgico e a dor associada a ele. Desta forma, a influência do estresse foi um fator relevante nos resultados das avaliaçõ

8.
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-760666

Resumo

Surgical procedures in pet animals are usually associated with some degree of stress and pain. Hospitalization is one stress-triggering factor. The present study aimed to evaluate the degree of stress and pain during hospitalization of female dogs submitted to elective ovariohysterectomy (OVH) and to investigate the influence of hospitalization on the stress of these animals. Fifteen young adult crossbreed female dogs were divided into two groups: eight animals without surgery (Group 1 - control) and seven animals submitted to surgery (Group 2 - OVH). Pain and stress were evaluated. Visual analogue scale (VAS), simple descriptive pain scale (SDS) and modified Glasgow pain scale (MGPS) were used. Serum cortisol (g/dL) and glucose (mg/dl) were also measured. No statistical difference was observed for cortisol (g/dL) between the two groups. Despite the absence of statistical difference between groups and times, mean serum cortisol (g/dL) values exceeded the normal values for the canine species at various times evaluated. Hyperglycemia was only observed at T4 in the OVH group. It was concluded that the hospitalization of animals was more relevant in the establishment of stress than the surgical procedure and associated pain. The influence of stress was a relevant factor in the resu


Os procedimentos cirúrgicos em animais de companhia são geralmente associados a algum grau de dor e estresse e a hospitalização é um dos fatores que predispõem ao estresse. O presente estudo teve o objetivo de avaliar o grau de estresse e dor durante a internação de cadelas submetidas à ovariohisterectomia eletiva (OVH) e investigar a influência da hospitalização sobre o estresse nestes animais. Quinze cadelas adultas jovens e mestiças foram divididas em dois grupos: oito animais não submetidos à cirurgia (Grupo 1 - controle) e sete animais submetidos à OVH (Grupo 2 - OVH). Dor e estresse foram avaliados. Foram utilizadas a escala visual analógica (EVA), escala descritiva simples (EDS) e escala de dor de Glasgow modificada (EDGM). A glicose (mg/dL) e o cortisol (g/dL) séricos foram mensurados. Não houve diferença estatística do cortisol (g/dL) entre os grupos. Entretanto, os valores médios de cortisol (g/dL) excederam àqueles considerados normais para a espécie canina em vários períodos avaliados. A hiperglicemia foi observada em T4 no grupo OVH. Concluiu-se que a hospitalização dos animais foi mais relevante na ocorrência do estresse do que o procedimento cirúrgico e a dor associada a ele. Desta forma, a influência do estresse foi um fator relevante nos resultados das avaliaçõ

9.
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-759419

Resumo

Surgical procedures in pet animals are usually associated with some degree of stress and pain. Hospitalization is one stress-triggering factor. The present study aimed to evaluate the degree of stress and pain during hospitalization of female dogs submitted to elective ovariohysterectomy (OVH) and to investigate the influence of hospitalization on the stress of these animals. Fifteen young adult crossbreed female dogs were divided into two groups: eight animals without surgery (Group 1 - control) and seven animals submitted to surgery (Group 2 - OVH). Pain and stress were evaluated. Visual analogue scale (VAS), simple descriptive pain scale (SDS) and modified Glasgow pain scale (MGPS) were used. Serum cortisol (g/dL) and glucose (mg/dl) were also measured. No statistical difference was observed for cortisol (g/dL) between the two groups. Despite the absence of statistical difference between groups and times, mean serum cortisol (g/dL) values exceeded the normal values for the canine species at various times evaluated. Hyperglycemia was only observed at T4 in the OVH group. It was concluded that the hospitalization of animals was more relevant in the establishment of stress than the surgical procedure and associated pain. The influence of stress was a relevant factor in the resu


Os procedimentos cirúrgicos em animais de companhia são geralmente associados a algum grau de dor e estresse e a hospitalização é um dos fatores que predispõem ao estresse. O presente estudo teve o objetivo de avaliar o grau de estresse e dor durante a internação de cadelas submetidas à ovariohisterectomia eletiva (OVH) e investigar a influência da hospitalização sobre o estresse nestes animais. Quinze cadelas adultas jovens e mestiças foram divididas em dois grupos: oito animais não submetidos à cirurgia (Grupo 1 - controle) e sete animais submetidos à OVH (Grupo 2 - OVH). Dor e estresse foram avaliados. Foram utilizadas a escala visual analógica (EVA), escala descritiva simples (EDS) e escala de dor de Glasgow modificada (EDGM). A glicose (mg/dL) e o cortisol (g/dL) séricos foram mensurados. Não houve diferença estatística do cortisol (g/dL) entre os grupos. Entretanto, os valores médios de cortisol (g/dL) excederam àqueles considerados normais para a espécie canina em vários períodos avaliados. A hiperglicemia foi observada em T4 no grupo OVH. Concluiu-se que a hospitalização dos animais foi mais relevante na ocorrência do estresse do que o procedimento cirúrgico e a dor associada a ele. Desta forma, a influência do estresse foi um fator relevante nos resultados das avaliaçõ

SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA