Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 4 de 4
Filtrar
Mais filtros

Ano de publicação
Tipo de documento
Intervalo de ano de publicação
1.
Arq. bras. med. vet. zootec. (Online) ; 72(1): 273-276, Jan.-Feb. 2020. tab
Artigo em Inglês | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1088934

Resumo

Angiostrongylus cantonensis e Angiostrongylus costaricensis são nematoides parasitas que residem em roedores e usam gastrópodes como hospedeiros intermediários. Achatina fulica, conhecida como caramujo-gigante-africano, é um hospedeiro intermediário que desempenha importante papel na dispersão de A. cantonensis e A. costaricensis, patógenos zoonóticos que causam, respectivamente, meningoencefalite eosinofílica e angiostrongilíase abdominal em humanos. O objetivo deste estudo foi o de coletar caramujos (A. fulica, n=90) de oito regiões diferentes (Rudge Ramos, Baeta Neves, Planalto, Demarchi, Dos Alvarengas, Batistini, Montanhão, Rio Grande) da cidade de São Bernardo do Campo (SP) para detecção molecular de A. cantonensis ou A. costaricensis pela técnica de reação em cadeia da polimerase (PCR). As amostras foram processadas em pools (n=25) segundo a região de coleta. Com exceção da região de Baeta Neves, as demais apresentaram caramujos infectados com larvas de nematoides. Seis regiões apresentaram amostras positivas para A. cantonensis. Quatorze (56%) das 25 amostras em pool apresentaram larvas de nematoides, e 52% delas (13/25) foram positivas para A. cantonensis. Nenhuma amostra positiva para A. costaricensis foi encontrada. A presença de A. fulica naturalmente infectada por A. cantonensis deve servir como um alerta para as autoridades de saúde pública sobre o risco potencial de infecção para humanos.(AU)


Assuntos
Animais , Caramujos/parasitologia , Infecções por Strongylida/epidemiologia , Angiostrongylus cantonensis , Brasil
2.
Arq. bras. med. vet. zootec. (Online) ; 72(1): 273-276, Jan.-Feb. 2020. tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-26633

Resumo

Angiostrongylus cantonensis e Angiostrongylus costaricensis são nematoides parasitas que residem em roedores e usam gastrópodes como hospedeiros intermediários. Achatina fulica, conhecida como caramujo-gigante-africano, é um hospedeiro intermediário que desempenha importante papel na dispersão de A. cantonensis e A. costaricensis, patógenos zoonóticos que causam, respectivamente, meningoencefalite eosinofílica e angiostrongilíase abdominal em humanos. O objetivo deste estudo foi o de coletar caramujos (A. fulica, n=90) de oito regiões diferentes (Rudge Ramos, Baeta Neves, Planalto, Demarchi, Dos Alvarengas, Batistini, Montanhão, Rio Grande) da cidade de São Bernardo do Campo (SP) para detecção molecular de A. cantonensis ou A. costaricensis pela técnica de reação em cadeia da polimerase (PCR). As amostras foram processadas em pools (n=25) segundo a região de coleta. Com exceção da região de Baeta Neves, as demais apresentaram caramujos infectados com larvas de nematoides. Seis regiões apresentaram amostras positivas para A. cantonensis. Quatorze (56%) das 25 amostras em pool apresentaram larvas de nematoides, e 52% delas (13/25) foram positivas para A. cantonensis. Nenhuma amostra positiva para A. costaricensis foi encontrada. A presença de A. fulica naturalmente infectada por A. cantonensis deve servir como um alerta para as autoridades de saúde pública sobre o risco potencial de infecção para humanos.(AU)


Assuntos
Animais , Caramujos/parasitologia , Infecções por Strongylida/epidemiologia , Angiostrongylus cantonensis , Brasil
3.
Arq. bras. med. vet. zootec. (Online) ; 70(4): 1172-1178, jul.-ago. 2018. tab, ilus
Artigo em Inglês | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-946393

Resumo

Hematology has become important for making clinical diagnoses in snakes because maintenance techniques in captivity have been improving and increasing their life expectancy. The emergence of diseases in captivity requires the creation of parameters to understand the species in their healthy state. The possible association between the onset of neoplasia, immunosuppression, and viral infection are also important factors to consider. Thus, hematology is a fundamental tool for observing the responses of animals to diseases and treatments. The present study aims to study hematology between two species of snakes and compare the profiles observed with published results. Blood samples were collected from 16 male and female snakes: seven Corallus hortulanus from the family Boidae and nine Python bivittatus from the family Pythonidae belonging to the Biological Museum of the Butantan Institute, São Paulo, Brazil. Complete blood count results including blood smear, total erythrocyte count, leukocytes, and differential leukocyte count were evaluated. The data obtained in this study could help with the diagnosis, the treatment of snakes in captive conditions and in of nature conservation programs.(AU)


A hematologia das serpentes tem se tornado algo de grande importância para o diagnóstico clínico, visto que as técnicas de manutenção em cativeiro vêm aumentando a expectativa de vida. O surgimento de doenças em cativeiro leva à necessidade de criar parâmetros para conhecer as espécies em seu estado hígido. A possível associação entre o surgimento de neoplasias, imunossupressão e infecção viral também é um importante fator a ser considerado. Assim, a hematologia é uma ferramenta fundamental para se observarem as respostas dos animais diante das doenças e dos tratamentos. Nesse contexto, o presente estudo tem como objetivo o estudo hematológico entre duas espécies de serpentes e a comparação dos perfis encontrados com a literatura atual. Foi coletado sangue de 16 serpentes de ambos os sexos da família Boidae: sete Corallus hortulanus, e da família Pythonidae: nove Python bivittatus, pertencentes ao Museu Biológico do Instituto Butantan, São Paulo, Brasil. Foram avaliados o hemograma completo com esfregaço sanguíneo, a contagem total de eritrócitos, os leucócitos e a contagem diferencial de leucócitos. Os dados obtidos neste estudo poderão auxiliar no diagnóstico e no tratamento de serpentes em cativeiro e em programas de conservação da natureza.(AU)


Assuntos
Animais , Hematologia/métodos , Serpentes/sangue , Contagem de Células Sanguíneas
4.
Arq. bras. med. vet. zootec. (Online) ; 70(4): 1172-1178, jul.-ago. 2018. tab, ilus
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-20609

Resumo

Hematology has become important for making clinical diagnoses in snakes because maintenance techniques in captivity have been improving and increasing their life expectancy. The emergence of diseases in captivity requires the creation of parameters to understand the species in their healthy state. The possible association between the onset of neoplasia, immunosuppression, and viral infection are also important factors to consider. Thus, hematology is a fundamental tool for observing the responses of animals to diseases and treatments. The present study aims to study hematology between two species of snakes and compare the profiles observed with published results. Blood samples were collected from 16 male and female snakes: seven Corallus hortulanus from the family Boidae and nine Python bivittatus from the family Pythonidae belonging to the Biological Museum of the Butantan Institute, São Paulo, Brazil. Complete blood count results including blood smear, total erythrocyte count, leukocytes, and differential leukocyte count were evaluated. The data obtained in this study could help with the diagnosis, the treatment of snakes in captive conditions and in of nature conservation programs.(AU)


A hematologia das serpentes tem se tornado algo de grande importância para o diagnóstico clínico, visto que as técnicas de manutenção em cativeiro vêm aumentando a expectativa de vida. O surgimento de doenças em cativeiro leva à necessidade de criar parâmetros para conhecer as espécies em seu estado hígido. A possível associação entre o surgimento de neoplasias, imunossupressão e infecção viral também é um importante fator a ser considerado. Assim, a hematologia é uma ferramenta fundamental para se observarem as respostas dos animais diante das doenças e dos tratamentos. Nesse contexto, o presente estudo tem como objetivo o estudo hematológico entre duas espécies de serpentes e a comparação dos perfis encontrados com a literatura atual. Foi coletado sangue de 16 serpentes de ambos os sexos da família Boidae: sete Corallus hortulanus, e da família Pythonidae: nove Python bivittatus, pertencentes ao Museu Biológico do Instituto Butantan, São Paulo, Brasil. Foram avaliados o hemograma completo com esfregaço sanguíneo, a contagem total de eritrócitos, os leucócitos e a contagem diferencial de leucócitos. Os dados obtidos neste estudo poderão auxiliar no diagnóstico e no tratamento de serpentes em cativeiro e em programas de conservação da natureza.(AU)


Assuntos
Animais , Hematologia/métodos , Serpentes/sangue , Contagem de Células Sanguíneas
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA