Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 1 de 1
Filtrar
Mais filtros

Base de dados
Ano de publicação
Tipo de documento
Intervalo de ano de publicação
1.
Ciênc. rural (Online) ; 53(8): e20210704, 2023. tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1418155

Resumo

Hop is a multifunctional specie; however, a large part of its production is destined for the beer market. In Brazil, all hop demand is imported, which has aroused interest in national production. Genetic material and cultivation systems can influence hops production. Thus, this study evaluated morphological and productive performance of hop varieties grown under organic and conventional management in the central-west region of São Paulo, Brazil. The hop yard was installed in the experimental area of the FCA/UNESP (São Paulo State University, School of Agriculture) - Botucatu, in November 2018, the data were collected in second year of production. A randomized block design was adopted, in 2 x 5 Split-Plot, being the main factor: cultivation systems (organic and conventional), and secondary factor: hop varieties (Columbus, Chinook, Nugget, Cascade, and HallertauMittelfrüeh), with four blocks and four plants per plot. Crop-specific morphological and productive parameters were evaluated. The results showed no significant influence of cultivation systems in morphological parameters. Regarding the varieties, Chinook, Cascade, and Nugget stand out for cone length. Columbus, Chinook and Cascade showed higher yields when grown in organic system, obtaining 1100.66, 1088.27 and 940.40 g of cones per plant, respectively. While, HallertauMittelfrüeh variety was the least productive in both systems, in organic system with 160.50 g per plant production, and 267.84 g per plant in conventional system, and, also showing lower cycle compared to the others.


O lúpulo é uma espécie multifuncional, entretanto, grande parte de sua produção é destinada ao mercado cervejeiro. No Brasil, toda a demanda de lúpulo é importada, o que tem despertado interesse pela produção nacional. Fatores como o material genético e sistemas de produção podem influenciar na produção do lúpulo, sendo assim, o trabalho teve como objetivo avaliar o desempenho morfológico e produtivo de variedades de lúpulo cultivadas sob manejo orgânico e convencional na região centro-oeste paulista, Brasil. O campo de lúpulo foi instalado na área experimental da FCA/UNESP - Botucatu, em novembro de 2018 e os dados coletados no segundo ano de produção. Foi adotado o delineamento de blocos casualizados, em esquema de parcelas subdivididas 2 x 5, sendo o fator principal os dois sistemas de cultivo (orgânico e convencional) e fator secundário as cinco variedades selecionadas (Columbus, Chinook, Nugget, Cascade e Hallertau Mittelfrüeh), com quatro blocos e quatro plantas por parcela. Foram avaliados os parâmetros morfológicos e produtivos específicos da cultura. Os resultados demonstraram que os sistemas de cultivo não promovem alterações significativas nos parâmetros morfológicos. Quanto às variedades, destaca-se Chinook, Cascade e Nugget para comprimento de cone. Columbus, Chinook e Cascade apresentaram maiores produções quando cultivadas em sistema orgânico, obtendo 1100,66; 1088,27 e 940,40 g de cones por planta, respectivamente. Enquanto que, a variedade Hallertau Mittelfrüeh foi a menos produtiva em ambos os sistemas, no sistema orgânico com produção de 160,50 g por planta, enquanto que no convencional 267,84 g por planta, apresentando também menor ciclo quando comparada com as demais.


Assuntos
Humulus/crescimento & desenvolvimento , Agricultura Orgânica
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA