Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 10 de 10
Filtrar
Mais filtros

Tipo de documento
Intervalo de ano de publicação
1.
Braz. J. Vet. Res. Anim. Sci. (Online) ; 58(n.esp): e171512, 2021. tab
Artigo em Inglês | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1348261

Resumo

The present study identified the main endoparasites present in donkeys (Equus asinus) used in skin exploitation located in Cando municipality, Bahia State, Northeast of Brazil. The samples were collected from September 2019. Feces were collected from the rectal ampulla of 34 animals, macroscopically visualized for parasitic forms, and microscopically evaluated to identify endoparasites forms using the McMaster method. Parasitological results were associated with sex, age, and bodyweight Stata Corp LLC 14. Endoparasites were found in 82.3% of the animals, with the egg count ranging from 50 to 1050 eggs per gram (EPG). The sole presence of superfamily Trichostronglylidae was observed in 67.6% of the donkeys, in 8.8% co-infected by Trichostronglylidae and Eimeria spp., while Trichostronglylidae and Strongyloides westeriwas detected in 2.9%, and simultaneous infection by Trichostronglylidae, Strongyloides westeri, and Oxyuris equi was observed in 2.9%. The occurrence of parasitic infections varies according to nutritional status, age, sex, and environmental exposure (p>0.05). A high occurrence of infection was observed in young animals and those with lower body weight.(AU)


O presente trabalho identificou os principais endoparasitas em jumentos utilizados em uma exploração de pele localizada no município de Canudos, Estado da Bahia, Nordeste do Brasil. As amostras foram colhidas no período de setembro de 2019. Fezes de 34 jumentos, colhidas diretamente da ampola retal, foram visualizadas macroscopicamente para formas parasitárias e avaliadas microscopicamente para identificar endoparasitos pela técnica de McMaster. Os resultados parasitológicos foram associados com sexo, idade e peso corporal pelo Stata Corp LLC 14. Endoparasitas foram encontrados em 82,3% dos animais, com contagem de ovos variando de 50 a 1050 ovos por grama (OPG). Presença de unicamente parasitos da superfamília Trichostronglylidae foi observada em 67,6% dos jumentos, 8,8% estavam coinfectados por Trichostronglylidae e Eimeria spp., 2,9% por Trichostronglylidae e Strongyloides westeri e 2,9% apresentaram presença simultânea de Trichostronglylidae, Strongyloides westeri e Oxyuris equi. A ocorrência de infecções parasitárias varia de acordo com a idade, sexo e exposição ambiental (p>0.05). Observou-se alta ocorrência de animais infectados nos animais jovens e naqueles com menor peso corporal.(AU)


Assuntos
Doenças Parasitárias , Pele , Strongyloides , Comércio , Equidae , Eimeria , Peso Corporal
2.
Rev. bras. ciênc. vet ; 28(4): 206-210, out./dez. 2021. il.
Artigo em Inglês | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1363766

Resumo

Toxoplasma gondii is a protozoan parasite with worldwide distribution. Dogs are considered sentinel animals, useful for the detection of environmental infections and outbreaks of disease through serological surveys. Considering this, we aimed to assess the seroprevalence of toxoplasmosis in dogs from rural areas of the hinterland of the state of Sergipe, Northeastern Brazil. A total of 77 blood samples were collected from dogs and analyzed by the Indirect Hemagglutination test for the detection of anti-T. gondii antibodies Samples were considered positive when titers greater than or equal to 1:16 were observed. In addition, an epidemiological questionnaire designed to identify characteristics of the animal was performed to owners regarding sex, breed, age, sterilization, access to areas outside the house, environmental hygiene, contact with other animals and dog food. A total of 49.3% of dogs (n = 38) were positive for anti-T. gondii antibodies, most with high titers (44.7%). A higher relative frequency of seropositivity was observed in male dogs, not sterilized, mixed breed, which were fed exclusively on homemade food and had access to the street and contact with other animals. Taken together, our data reinforce the importance of developing health education actions within the scope of public health aimed at preventing this zoonosis.


Toxoplasma gondii é um protozoário com distribuição mundial. Os cães são considerados animais sentinela, úteis para a detecção de infecções ambientais e surtos da doença por meio de levantamentos sorológicos. Portanto, o presente estudo teve como objetivo determinar a soroprevalência da toxoplasmose em cães da zona rural da região rural do Alto Sertão Sergipano, Brasil. Um total de 77 amostras de sangue de cães foram coletadas no município de Nossa Senhora da Glória, Sergipe e submetidas ao teste de Hemaglutinação Indireta para detecção de anticorpos anti-T. gondii, considerando títulos maiores ou iguais a 1:16 como positivos. Além disso, foi aplicado um questionário epidemiológico aos proprietários solicitando informações sobre sexo, raça, idade, esterilização, acesso às ruas, limpeza do ambiente, contato com outros animais e ração, além de dados do proprietário, como renda familiar e nível de educação. 49,3% dos cães (38/77) apresentaram anticorpos anti-T. gondii, a maioria com títulos elevados (44,7%). Foi observado maior frequência relativa de soropositividade em cães macho, não esterilizados, sem raça definida, que se alimentam exclusivamente de comida caseira e tem acesso a rua e contato com outros animais. Os dados obtidos reforçam a importância do desenvolvimento de ações de educação em saúde no âmbito da saúde pública voltadas à prevenção dessa zoonose.


Assuntos
Animais , Cães , Anticorpos Antiprotozoários , Estudos Soroepidemiológicos , Toxoplasmose , Cães , Zoonoses/prevenção & controle , Zona Rural
3.
Braz. j. vet. res. anim. sci ; 58(n.esp): e171512, 2021. tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-764846

Resumo

The present study identified the main endoparasites present in donkeys (Equus asinus) used in skin exploitation located in Cando municipality, Bahia State, Northeast of Brazil. The samples were collected from September 2019. Feces were collected from the rectal ampulla of 34 animals, macroscopically visualized for parasitic forms, and microscopically evaluated to identify endoparasites forms using the McMaster method. Parasitological results were associated with sex, age, and bodyweight Stata Corp LLC 14. Endoparasites were found in 82.3% of the animals, with the egg count ranging from 50 to 1050 eggs per gram (EPG). The sole presence of superfamily Trichostronglylidae was observed in 67.6% of the donkeys, in 8.8% co-infected by Trichostronglylidae and Eimeria spp., while Trichostronglylidae and Strongyloides westeriwas detected in 2.9%, and simultaneous infection by Trichostronglylidae, Strongyloides westeri, and Oxyuris equi was observed in 2.9%. The occurrence of parasitic infections varies according to nutritional status, age, sex, and environmental exposure (p>0.05). A high occurrence of infection was observed in young animals and those with lower body weight.(AU)


O presente trabalho identificou os principais endoparasitas em jumentos utilizados em uma exploração de pele localizada no município de Canudos, Estado da Bahia, Nordeste do Brasil. As amostras foram colhidas no período de setembro de 2019. Fezes de 34 jumentos, colhidas diretamente da ampola retal, foram visualizadas macroscopicamente para formas parasitárias e avaliadas microscopicamente para identificar endoparasitos pela técnica de McMaster. Os resultados parasitológicos foram associados com sexo, idade e peso corporal pelo Stata Corp LLC 14. Endoparasitas foram encontrados em 82,3% dos animais, com contagem de ovos variando de 50 a 1050 ovos por grama (OPG). Presença de unicamente parasitos da superfamília Trichostronglylidae foi observada em 67,6% dos jumentos, 8,8% estavam coinfectados por Trichostronglylidae e Eimeria spp., 2,9% por Trichostronglylidae e Strongyloides westeri e 2,9% apresentaram presença simultânea de Trichostronglylidae, Strongyloides westeri e Oxyuris equi. A ocorrência de infecções parasitárias varia de acordo com a idade, sexo e exposição ambiental (p>0.05). Observou-se alta ocorrência de animais infectados nos animais jovens e naqueles com menor peso corporal.(AU)


Assuntos
Doenças Parasitárias , Pele , Strongyloides , Comércio , Equidae , Eimeria , Peso Corporal
4.
R. bras. Ci. Vet. ; 23(3-4): 143-147, jul./dez. 2016. tab, graf
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-686458

Resumo

The objective of this study was to evaluate the frequency of specific IgG antibodies against Toxoplasma gondii in goats belonging to some cities of Semi-Arid region of Bahia, by indirect ELISA (enzyme linked immunonosorbent assay). First, a pilot study was conducted with 49 goats to compare results from ELISA with those obtained by IFAT (indirect fluorescent antibody test) to detect serum antibodies against T. gondii. It was observed 30.6% (15/49) of seropositive by ELISA, while the IFAT showed 40.8% (20/49) reagents goats. Thus, ELISA showed 70% sensitivity and 96.5% specificity. Then, sera samples of goats from the cities Casa Nova, Curaçá, Jaguarari, Juazeiro, Sento Sé and Uauá were analyzed. Among the 375 evaluated animals, 25.1% had positive IgG titers in ELISA for T. gondii. Females have a 1.236 times higher risk of being seropositive compared to males. There was no correlation between age and the presence of anti-T. gondii antibodies in these animals. The city with the biggest number of seropositive goats was Sento Sé, with 46.4% (39/84) and the lowest rate was observed in Juazeiro, with 3.6% (2/55). The results of this study confirm that T. gondii infection is common in goats from the semi-arid climate region of Bahia, which is considered adverse for transmission.(AU)


Este trabalho teve como objetivo avaliar a frequência de anticorpos IgG específicos contra Toxoplasma gondii em caprinos pertencentes a algumas cidades do semiárido baiano, através do ELISA (ensaio imunoadsorvente ligado à enzima) indireto. Primeiramente, foi realizado um estudo piloto com 49 caprinos para comparar os resultados do ELISA com a RIFI (reação de imunofluorescência indireta) para detecção de anticorpos séricos contra T. gondii. Foram observados 30,6% (15/49) de soropositivos pelo ELISA, enquanto pela RIFI houve 40,8% (20/49) de caprinos reagentes. Desta maneira, o ELISA apresentou 70% de sensibilidade e 96,5% de especificidade. Em seguida, foram analisadas amostras de soros de caprinos provenientes das cidades de Casa Nova, Curaçá, Jaguarari, Juazeiro, Sento Sé e Uauá. Dentre os 375 animais avaliados, 25,1% apresentaram títulos de IgG positivos no ELISA para T. gondii. As fêmeas tiveram um risco 1,236 vezes maior de serem soropositivas em relação aos machos. Não houve relação entre idade e presença de anticorpos anti-T. gondii nestes animais. A cidade com maior número de caprinos soropositivos foi Sento Sé, com 46,4% (39/84) e a menor frequência foi observada em Juazeiro, com 3,6% (2/55). Os resultados deste estudo confirmam que a infecção pelo T. gondii é comum em caprinos brasileiros do estado da Bahia, inclusive na região de clima semiárido, considerada mais desfavorável à transmissão.(AU)


Assuntos
Animais , Toxoplasma/imunologia , Toxoplasmose Animal/imunologia , Ruminantes/imunologia , Anticorpos , Imunoglobulina G/imunologia , Ensaio de Imunoadsorção Enzimática/veterinária , Técnica Indireta de Fluorescência para Anticorpo/veterinária
5.
Arq. ciênc. vet. zool. UNIPAR ; 14(2): 157-161, 2011.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-8183

Resumo

No sentido de contribuir com dados relacionados à presença da esporotricose felina na região Nordeste do Brasil, o trabalho objetivou descrever um caso de esporotricose em gato doméstico nativo do município de Itaporanga, Paraíba. Um felino, macho, da raça Siamês, 11 anos de idade, apresentava o histórico de aumento de volume nasal, de caráter crônico. Clinicamente observou-se uma neoformação localizada na região nasal dorsal, com abrangência subcutânea e base de inserção séssil. Optou-se por realizar exame citológico e cultura fúngica do tecido nasal neoformado. Posteriormente executou-se biópsia excisional da lesão localizada em região nasal, encaminhando-se a amostra obtida para análise histopatológica com a utilização de colorações pelos métodos de Hematoxilina-Eosina e Ácido Periódico de Schiff. A análise citopatológica detectou inflamação granulomatosa. Na cultura microbiológica não se observou crescimento fúngico. Devido ao resultado de tais exames complementares, justificou-se a biópsia excisional da lesão nasal. A análise histopatológica demonstrou (com o auxílio da coloração do Ácido Periódico de Schiff), a presença de estruturas compatíveis com Sporothrix schenkii. Nesse sentido, foi estabelecido o diagnóstico de esporotricose e realizou-se a prescrição do itraconazol. Observou-se involução inicial da lesão. Contudo, após algumas semanas do seguimento com o tratamento antifúngico, o animal veio a óbito e não foi possível realizar necropsia. A esporotricose deve ser considerada em felinos que apresentam lesões cutâneas características da doença e oriundos do município de Itaporanga, estado da Paraíba, Brasil.(AU)


In order to contribute with data related to the presence of feline sporotrichosis in northeastern Brazil, the study aimed to describe a case of sporotrichosis in a domestic native cat of Itaporanga city, Paraíba, Brazil. An eleven-year-old, male, Siamese cat had a history of chronic condition of an increased nasal volume. Clinically, a neoformation located in the nasal dorsum with subcutaneous coverage and sessile insertion base was observed. A cytological examination of the nasal change was chosen and then some of the collected material was sent for fungal culture. Subsequently, excisional biopsy of the lesion in the nasal region was performed, and the obtained sample was sent for histological analysis with the use of staining methods with hematoxylin-eosin and periodic acid-Schiff. The cytological analysis detected granulomatous inflammation. Microbiological culture did not show fungal growth. Due to the results of such complementary exams, excisional biopsy of the nasal injury was justified. A histopathologic analysis showed (with the help periodic acid-Schiff) the presence of structures compatible to Sporothrix schenkii. Accordingly, the diagnosis of sporotrichosis was reached and itraconazole was prescribed. Regression of the early lesions was observed. However, after a few weeks of the beginning of the antifungal treatment, the animal died and no autopsy was possible. Sporotrichosis should be considered in cats which present skin lesions with characteristics of this disease and from the city of Itaporanga, state of Paraiba, Brazil


En el sentido de contribuir con datos relacionados a la presencia de esporotricosis felina en la región Nordeste de Brasil, este estudio ha tenido por objetivo describir un caso de esporotricosis en gato doméstico nativo del municipio de Itaporanga, Paraíba. Un felino, macho, de la raza siamés, 11 años de edad, presentaba histórico de aumento de volumen nasal, de carácter crónico. Clínicamente se observó una neo formación localizada en la región nasal dorsal, con alcance subcutáne y base de inserción sésil. Se ha elegido realizar examen citológico y cultura fúngica del tejido nasal neo formado. Posteriormente se ha ejecutado biopsia por escisión de la lesión localizada en la región nasal, encaminando la muestra para análisishistopatológico con utilizaciones de coloraciones por los métodos de Hematoxilina- Eosina y Ácido Periódico de Schiff. El análisis cito patológica ha encontrado inflamación granulo matosa. En la cultura microbiológica no se ha observado crecimiento fúngico. Debido al resultado de tales exámenes complementares, se justificó la biopsia por escisión de lesión nasal. El análisis histopatológico demostró (con el auxilio de coloración de Ácido Periódico de Schiff), la presencia de estructuras compatibles con Sporothrix schenkii. Así, se estableció el diagnóstico de esporotricosis y se ha realizado la prescripción de itraconazol. Se observó involución inicial de la lesión. Todavía, tras algunas semanas del seguimiento con el tratamiento anti fúngico, el animal vino a óbito y no fue posible realizar necropsia. La esporotricosis debe ser considerada en felinos que presentan lesiones cutáneas características de la enfermedad y oriundos del municipio de Itaporanga, estado de la Paraíba, Brasil.(AU)


Assuntos
Animais , Fraturas Ósseas/cirurgia , Tíbia/anatomia & histologia , Tornozelo/anatomia & histologia , Radiografia/métodos , Papagaios/classificação , Ortopedia/métodos
6.
MEDVEP. Rev. cient. Med. Vet. ; 8(27): 715-718, out.-dez. 2010. ilus
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-1592

Resumo

A esporotricose é uma micose causada pelo fungo Sporothrix schenckii. Nos felinos, adquire importânciazoonótica pelo alto risco de transmissão intra e interespécie. A epidemiologia da doença emgatos do Nordeste do Brasil é desconhecida. No sentido de contribuir com informações da existênciada esporotricose em felinos do Nordeste brasileiro e devido à importância de tal micose para a saúdepública, o trabalho teve como objetivo descrever um caso de esporotricose em gato do município deMossoró, Rio Grande do Norte. Um felino, macho, adulto, apresentava lesões cutâneas crônicas. Oexame dermatológico demonstrou úlceras, fístulas e crostas, localizadas na região cefálica. Foi realizadacitologia das úlceras, evidenciando estruturas sugestivas de S. schenckii. O isolamento do fungoem cultura confi rmou o diagnóstico de esporotricose. Fez-se o tratamento com itraconazol, com monitoramentodas enzimas hepáticas. O gato apresentou adequada recuperação. A esporotricose deveser incluída no diagnóstico diferencial de ulcerações cutâneas em felinos da cidade de Mossoró, RioGrande do Norte(AU)


Sporotrichosis is a fungal infection caused by the fungus Sporothrix schenckii. In cats, it acquireszoonotic importance due to the high risk of transmission intra and interspecies. The epidemiology ofthe disease in cats from Northeast Brazil is unknown. To contribute with information on the existenceof sporotrichosis in cats from Northeast Brazil and because the importance of this mycosis to publichealth, the study aimed to describe a case of sporotrichosis in a cat from the city of Mossoro RN. Anadult male cat presented chronic skin lesions. Dermatological examination revealed ulcers, fi stulas,and crusts located at cephalic region. Cytology for ulcers was performed and showed structures suggestiveof S. schenckii. Culture fungus isolation confi rmed the diagnosis of sporotrichosis. Treatmentwith itraconazole was performed and the liver enzymes were monitored. The cat had adequate recovery.Sporotrichosis should be included in the differential diagnosis of cutaneous ulceration in catsfrom the city of Mossoro Rio Grande do Norte(AU)


Assuntos
Gatos , Esporotricose , Gatos , Esporotricose/diagnóstico , Esporotricose/transmissão
7.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: biblio-1485380

Resumo

A esporotricose é uma micose causada pelo fungo Sporothrix schenckii. Nos felinos, adquire importânciazoonótica pelo alto risco de transmissão intra e interespécie. A epidemiologia da doença emgatos do Nordeste do Brasil é desconhecida. No sentido de contribuir com informações da existênciada esporotricose em felinos do Nordeste brasileiro e devido à importância de tal micose para a saúdepública, o trabalho teve como objetivo descrever um caso de esporotricose em gato do município deMossoró, Rio Grande do Norte. Um felino, macho, adulto, apresentava lesões cutâneas crônicas. Oexame dermatológico demonstrou úlceras, fístulas e crostas, localizadas na região cefálica. Foi realizadacitologia das úlceras, evidenciando estruturas sugestivas de S. schenckii. O isolamento do fungoem cultura confi rmou o diagnóstico de esporotricose. Fez-se o tratamento com itraconazol, com monitoramentodas enzimas hepáticas. O gato apresentou adequada recuperação. A esporotricose deveser incluída no diagnóstico diferencial de ulcerações cutâneas em felinos da cidade de Mossoró, RioGrande do Norte


Sporotrichosis is a fungal infection caused by the fungus Sporothrix schenckii. In cats, it acquireszoonotic importance due to the high risk of transmission intra and interspecies. The epidemiology ofthe disease in cats from Northeast Brazil is unknown. To contribute with information on the existenceof sporotrichosis in cats from Northeast Brazil and because the importance of this mycosis to publichealth, the study aimed to describe a case of sporotrichosis in a cat from the city of Mossoro – RN. Anadult male cat presented chronic skin lesions. Dermatological examination revealed ulcers, fi stulas,and crusts located at cephalic region. Cytology for ulcers was performed and showed structures suggestiveof S. schenckii. Culture fungus isolation confi rmed the diagnosis of sporotrichosis. Treatmentwith itraconazole was performed and the liver enzymes were monitored. The cat had adequate recovery.Sporotrichosis should be included in the differential diagnosis of cutaneous ulceration in catsfrom the city of Mossoro Rio Grande do Norte


Assuntos
Gatos , Esporotricose , Esporotricose/diagnóstico , Esporotricose/transmissão , Gatos
8.
MEDVEP. Rev. cient. Med. Vet. ; 8(26): l5107, jul.-set. 2010. ilus
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-1569

Resumo

O isolamento da bactéria Pasteurella multocida é incomum na linfadenite neutrofílica de gatos. Além disso, tal microrganismo possui papel zoonótico. O trabalho objetivou descrever, em felino, ua linfadenite neutrofílica devido a P. multocida. Uma gata, com sete anos, raça siamês, apresentava aumento de volume na região axilar esquerda. O animal foi examinado. Solicitou-se citologia da alteração axilar. Optou-se por drenar o conteúdo presente na região acometida e o material obtido foi encaminhado para cultura. Prescreveu-se amoxilina associada à clavulonato de potássio, meloxicam e antiséptico de clorexidine. O animal apresentava hipertrofia do linfonodo axilar esquerdo. A citologia detectou neutrófilos (acima de 5%), linfócitos e cocobacilos, conduzindo ao diagnóstico de linfadenite neutrofílica associada à infecção bacteriana. A cultura do material do linfonodo isolou P. multocida. Foi mantida a terapia inicial e ocorreu remissão da patologia. Em felinos, o linfonodo com sinais de inflamação deve ser submetido a exame citológico e isolamento dos possíveis microrganismos envolvidos, como a P. multocida, destacando-se a importância dessa bactéria para a saúde pública(AU)


The isolation of Pasteurella multocida bacteria is uncommon on neutrophilic lymphadenitis in cats. Furthermore, such organism plays a zoonotic role. This study aimed to describe, in a cat, a neutrophilic lymphadenitis due to P. multocida. A seven-year-old Siamese female cat presented swelling in the left axillary region. The animal was examined. Axillary cytology was required. It was decided to drain the contents present in the affected region and the material obtained was sent for culture. Amoxicillin associated with clavulonate potassium, meloxicam and antiseptic chlorhexidine were prescribed. The animal presented hypertrophy of the left axillary lymph node. Cytology detected neutrophils (up 5%), lymphocytes and coccobacilli, leading to the diagnosis of neutrophilic lymphadenitis associated with bacterial infection. The culture of the lymph node material isolated P. multocida. The initial therapy was kept and remission of the disease occured. In cats, the lymph node with signs of inflammation must be submitted to cytological examination and isolation of possible microorganisms involved, such as P. multocida, highlighting the importance of this bacterium to public health(AU)


Assuntos
Animais , Gatos , Linfadenite/diagnóstico , Linfadenite/veterinária , Pasteurella , Zoonoses , Gatos
9.
MEDVEP, Rev. Cient. Med. Vet., Pequenos Anim. Anim. Estim ; 8(26): l5107-510, jul.-set. 2010. ilus
Artigo em Português | VETINDEX | ID: biblio-1485356

Resumo

O isolamento da bactéria Pasteurella multocida é incomum na linfadenite neutrofílica de gatos. Além disso, tal microrganismo possui papel zoonótico. O trabalho objetivou descrever, em felino, ua linfadenite neutrofílica devido a P. multocida. Uma gata, com sete anos, raça siamês, apresentava aumento de volume na região axilar esquerda. O animal foi examinado. Solicitou-se citologia da alteração axilar. Optou-se por drenar o conteúdo presente na região acometida e o material obtido foi encaminhado para cultura. Prescreveu-se amoxilina associada à clavulonato de potássio, meloxicam e antiséptico de clorexidine. O animal apresentava hipertrofia do linfonodo axilar esquerdo. A citologia detectou neutrófilos (acima de 5%), linfócitos e cocobacilos, conduzindo ao diagnóstico de linfadenite neutrofílica associada à infecção bacteriana. A cultura do material do linfonodo isolou P. multocida. Foi mantida a terapia inicial e ocorreu remissão da patologia. Em felinos, o linfonodo com sinais de inflamação deve ser submetido a exame citológico e isolamento dos possíveis microrganismos envolvidos, como a P. multocida, destacando-se a importância dessa bactéria para a saúde pública


The isolation of Pasteurella multocida bacteria is uncommon on neutrophilic lymphadenitis in cats. Furthermore, such organism plays a zoonotic role. This study aimed to describe, in a cat, a neutrophilic lymphadenitis due to P. multocida. A seven-year-old Siamese female cat presented swelling in the left axillary region. The animal was examined. Axillary cytology was required. It was decided to drain the contents present in the affected region and the material obtained was sent for culture. Amoxicillin associated with clavulonate potassium, meloxicam and antiseptic chlorhexidine were prescribed. The animal presented hypertrophy of the left axillary lymph node. Cytology detected neutrophils (up 5%), lymphocytes and coccobacilli, leading to the diagnosis of neutrophilic lymphadenitis associated with bacterial infection. The culture of the lymph node material isolated P. multocida. The initial therapy was kept and remission of the disease occured. In cats, the lymph node with signs of inflammation must be submitted to cytological examination and isolation of possible microorganisms involved, such as P. multocida, highlighting the importance of this bacterium to public health


Assuntos
Animais , Gatos , Gatos , Linfadenite/diagnóstico , Linfadenite/veterinária , Pasteurella , Zoonoses
10.
Tese em Português | VETTESES | ID: vtt-397

Resumo

A infecção por nematódeos gastrintestinais em caprinos causa graves perdas econômicas, devido tanto à mortalidade, quanto à morbidade e redução na produtividade dos animais. A ocorrência, cada vez mais freqüente, de populações de parasitos resistentes aos anti-helmínticos aumenta o interesse por novas alternativas de controle, como a fitoterapia. Assim, Poincianella pyramidalis (Tul.) L.P.Queiroz, utilizada empiricamente pela população contra infecções respiratórias e estomacais, foi avaliada contra nematódeos de caprinos. Foram realizados dois testes in vitro, o primeiro avaliando a ação do extrato aquoso de P. pyramidalis sobre a inibição da eclosão de ovos de helmintos, e o segundo sobre a inibição da migração de larvas infectantes em agar. Em seguida avaliou-se a toxicidade aguda em camundongos utilizando dose única oral ou por sete dias consecutivos. Por fim, realizou-se o experimento em caprinos naturalmente infectados por nematódeos gastrintestinais, divididos em seis grupos de 10 animais: G1 ao qual foi administrado apenas água destilada; G2 que recebeu 0,2 mg/kg de doramectina; G3 e G4 tratados com 5 mg/kg do extrato aquoso de P. pyramidalis e G5 e G6 com 10 mg/kg, sendo ainda que G4 e G6 receberam novamente o extrato após um mês. Foram realizados exames parasitológico, hematológico, bioquímico e imunológico nos dia 0, 30, 60 e 90 do experimento. O extrato de P. pyramidalis, na concentração de 100 mg/ml, inibiu 100% da eclosão de ovos de helmintos, enquanto as larvas infectantes mostraram-se totalmente resistentes. Na avaliação da toxicidade em camundongos não houve óbito, nem alterações nos parâmetros físicos e sanguíneos significativas, mostrando ser o extrato seguro nas condições testadas. No ensaio in vivo, G2 (doramectina) e G6 (extrato 10mg/kg) foram os únicos que após 30 dias reduziram mais de 50% dos níveis de OPG. Aos 90 dias pós-tratamento, todos os grupos apresentaram uma redução similar. Não houve variação significativa nos níveis de eosinófilos, mas G5 e G6 (extrato 10mg/kg) mantiveram seus valores de hematócrito estáveis ao longo do experimento, enquanto os demais grupos obtiveram redução aos 30 dias. Já na dosagem de IgG anti-Haemonchus contortus observou-se um declínio significativo (P<0,05) em todos os grupos aos 60 dias pós-tratamento, mas aos 90 dias os valores retornaram a níveis similares ao momento zero. A dose de 10 mg/kg do extrato de P. pyramidalis em caprinos foi capaz de reduzir 60% do OPG após 30 dias, podendo oferecer uma fonte alternativa e segura para o controle das helmintíases em caprinos. Entretanto, novas pesquisas são necessárias para identificar os componentes ativos e o mecanismo de ação de substâncias específicas presentes neste extrato

SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA