Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 4 de 4
Filtrar
Mais filtros

Base de dados
Ano de publicação
Intervalo de ano de publicação
1.
Iheringia. Sér. Zool. ; 108: e2018018, 2018. tab, graf, mapas
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-19029

Resumo

The fish assemblage structure in a port area in São Marcos Bay (Amazonic coast) was evaluated based on the spatial and temporal distributions to identify potential changes in response to anthropic pressure increases associated with industrial and port activities in region. The samples were taken between March 2011 and November 2015. The ichthyofauna was represented by a total of 56 species, distributed in 15 orders and 29 families. Captures were dominated by Genyatremus luteus (Bloch, 1790), but Sciades proops (Valenciennes, 1840) was the most representative in terms of biomass. Seasonal distributions of fish assemblage did not reveal significant differences. However, there was a difference between catch sites, abundance, biomass and Shannon diversity index was higher in the Site 1 and evenness in Site 4. The analysis NMDS and the test ANOSIM between months and between sampling sites, based on species composition, revealed a seasonal differentiation associated with the rainy and drought months, as well as spatial differentiation, in function of a depth gradient and hydrodynamics, resulting from greater distance from mangrove areas. The low diversity recorded may be a reflection of port activities that historically occur in the area investigated. However, there was still a maintenance of regional diversity throughout the period under analysis. Thus, temporal and spatial scales become important for the detection and understanding of fish biodiversity in an Amazonian estuary, reflecting, the importance of mangroves for the maintenance of the ichthyofaunistic diversity in the area. In this context, the present study may subsidize possible conservation projects in the area since information of this nature is almost non-existent for estuarine fish from the Maranhão Amazon.(AU)


A estrutura da assembleia de peixes em uma área portuária na Baía de São Marcos (Costa Amazônica) foi analisada com base nas distribuições espaciais e temporais para identificar potenciais mudanças na resposta aos aumentos de pressão antrópica associados às atividades industriais e portuárias na região. As amostras foram realizadas entre março de 2011 a novembro de 2015. A composição da ictiofauna foi representada por um total de 56 espécies, distribuídas em 15 ordens e 29 famílias. As capturas foram dominadas por Genyatremus luteus (Bloch, 1790), mas Sciades proops (Valenciennes, 1840) foi o mais representativo em termos de biomassa. A avaliação sazonal da assembleia de peixe não revelou diferença significativa. Entretanto, houve diferença entre os locais de captura onde abundância, biomassa e diversidade de Shannon foram mais relevantes no Ponto 1 e a equitabilidade no Ponto 4. A análise NMDS e o teste ANOSIM entre os meses e entre os locais de amostragem, com base na composição de espécies, revelaram uma diferenciação sazonal associado aos meses chuvosos e de estiagem, bem como uma diferenciação espacial, em função de um gradiente de profundidade e hidrodinâmica, resultante da maior distância das áreas de mangue. A baixa diversidade registrada podem ser reflexos das atividades portuárias que historicamente ocorrem na área investigada. Porém, ainda sim, percebeu-se uma manutenção da diversidade regional, ao longo do período em análise. Assim, as escalas temporais e espaciais tornam-se importantes para detecção e compreensão da biodiversidade de peixes em um estuário amazônico, refletindo, a importância dos manguezais para a manutenção da diversidade ictiofaunística na área. Mediante este contexto, o presente estudo pode subsidiar possíveis projetos de conservação na área, uma vez que informações desta natureza são quase inexistentes para peixes estuarinos da Amazônia maranhense.(AU)


Assuntos
Animais , Peixes , Distribuição Animal , Estações do Ano , Migração Animal , Brasil
2.
Iheringia, Sér. zool ; 108: e2018018, 2018. tab, graf, map
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1483192

Resumo

The fish assemblage structure in a port area in São Marcos Bay (Amazonic coast) was evaluated based on the spatial and temporal distributions to identify potential changes in response to anthropic pressure increases associated with industrial and port activities in region. The samples were taken between March 2011 and November 2015. The ichthyofauna was represented by a total of 56 species, distributed in 15 orders and 29 families. Captures were dominated by Genyatremus luteus (Bloch, 1790), but Sciades proops (Valenciennes, 1840) was the most representative in terms of biomass. Seasonal distributions of fish assemblage did not reveal significant differences. However, there was a difference between catch sites, abundance, biomass and Shannon diversity index was higher in the Site 1 and evenness in Site 4. The analysis NMDS and the test ANOSIM between months and between sampling sites, based on species composition, revealed a seasonal differentiation associated with the rainy and drought months, as well as spatial differentiation, in function of a depth gradient and hydrodynamics, resulting from greater distance from mangrove areas. The low diversity recorded may be a reflection of port activities that historically occur in the area investigated. However, there was still a maintenance of regional diversity throughout the period under analysis. Thus, temporal and spatial scales become important for the detection and understanding of fish biodiversity in an Amazonian estuary, reflecting, the importance of mangroves for the maintenance of the ichthyofaunistic diversity in the area. In this context, the present study may subsidize possible conservation projects in the area since information of this nature is almost non-existent for estuarine fish from the Maranhão Amazon.


A estrutura da assembleia de peixes em uma área portuária na Baía de São Marcos (Costa Amazônica) foi analisada com base nas distribuições espaciais e temporais para identificar potenciais mudanças na resposta aos aumentos de pressão antrópica associados às atividades industriais e portuárias na região. As amostras foram realizadas entre março de 2011 a novembro de 2015. A composição da ictiofauna foi representada por um total de 56 espécies, distribuídas em 15 ordens e 29 famílias. As capturas foram dominadas por Genyatremus luteus (Bloch, 1790), mas Sciades proops (Valenciennes, 1840) foi o mais representativo em termos de biomassa. A avaliação sazonal da assembleia de peixe não revelou diferença significativa. Entretanto, houve diferença entre os locais de captura onde abundância, biomassa e diversidade de Shannon foram mais relevantes no Ponto 1 e a equitabilidade no Ponto 4. A análise NMDS e o teste ANOSIM entre os meses e entre os locais de amostragem, com base na composição de espécies, revelaram uma diferenciação sazonal associado aos meses chuvosos e de estiagem, bem como uma diferenciação espacial, em função de um gradiente de profundidade e hidrodinâmica, resultante da maior distância das áreas de mangue. A baixa diversidade registrada podem ser reflexos das atividades portuárias que historicamente ocorrem na área investigada. Porém, ainda sim, percebeu-se uma manutenção da diversidade regional, ao longo do período em análise. Assim, as escalas temporais e espaciais tornam-se importantes para detecção e compreensão da biodiversidade de peixes em um estuário amazônico, refletindo, a importância dos manguezais para a manutenção da diversidade ictiofaunística na área. Mediante este contexto, o presente estudo pode subsidiar possíveis projetos de conservação na área, uma vez que informações desta natureza são quase inexistentes para peixes estuarinos da Amazônia maranhense.


Assuntos
Animais , Distribuição Animal , Estações do Ano , Migração Animal , Peixes , Brasil
3.
Artigo em Inglês | LILACS-Express | VETINDEX | ID: biblio-1483238

Resumo

ABSTRACT: The fish assemblage structure in a port area in São Marcos Bay (Amazonic coast) was evaluated based on the spatial and temporal distributions to identify potential changes in response to anthropic pressure increases associated with industrial and port activities in region. The samples were taken between March 2011 and November 2015. The ichthyofauna was represented by a total of 56 species, distributed in 15 orders and 29 families. Captures were dominated by Genyatremus luteus (Bloch, 1790), but Sciades proops (Valenciennes, 1840) was the most representative in terms of biomass. Seasonal distributions of fish assemblage did not reveal significant differences. However, there was a difference between catch sites, abundance, biomass and Shannon diversity index was higher in the Site 1 and evenness in Site 4. The analysis NMDS and the test ANOSIM between months and between sampling sites, based on species composition, revealed a seasonal differentiation associated with the rainy and drought months, as well as spatial differentiation, in function of a depth gradient and hydrodynamics, resulting from greater distance from mangrove areas. The low diversity recorded may be a reflection of port activities that historically occur in the area investigated. However, there was still a maintenance of regional diversity throughout the period under analysis. Thus, temporal and spatial scales become important for the detection and understanding of fish biodiversity in an Amazonian estuary, reflecting, the importance of mangroves for the maintenance of the ichthyofaunistic diversity in the area. In this context, the present study may subsidize possible conservation projects in the area since information of this nature is almost non-existent for estuarine fish from the Maranhão Amazon.


RESUMO: A estrutura da assembleia de peixes em uma área portuária na Baía de São Marcos (Costa Amazônica) foi analisada com base nas distribuições espaciais e temporais para identificar potenciais mudanças na resposta aos aumentos de pressão antrópica associados às atividades industriais e portuárias na região. As amostras foram realizadas entre março de 2011 a novembro de 2015. A composição da ictiofauna foi representada por um total de 56 espécies, distribuídas em 15 ordens e 29 famílias. As capturas foram dominadas por Genyatremus luteus (Bloch, 1790), mas Sciades proops (Valenciennes, 1840) foi o mais representativo em termos de biomassa. A avaliação sazonal da assembleia de peixe não revelou diferença significativa. Entretanto, houve diferença entre os locais de captura onde abundância, biomassa e diversidade de Shannon foram mais relevantes no Ponto 1 e a equitabilidade no Ponto 4. A análise NMDS e o teste ANOSIM entre os meses e entre os locais de amostragem, com base na composição de espécies, revelaram uma diferenciação sazonal associado aos meses chuvosos e de estiagem, bem como uma diferenciação espacial, em função de um gradiente de profundidade e hidrodinâmica, resultante da maior distância das áreas de mangue. A baixa diversidade registrada podem ser reflexos das atividades portuárias que historicamente ocorrem na área investigada. Porém, ainda sim, percebeu-se uma manutenção da diversidade regional, ao longo do período em análise. Assim, as escalas temporais e espaciais tornam-se importantes para detecção e compreensão da biodiversidade de peixes em um estuário amazônico, refletindo, a importância dos manguezais para a manutenção da diversidade ictiofaunística na área. Mediante este contexto, o presente estudo pode subsidiar possíveis projetos de conservação na área, uma vez que informações desta natureza são quase inexistentes para peixes estuarinos da Amazônia maranhense.

4.
Neotrop. ichthyol ; 9(3): 571-578, 2011. ilus
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-2981

Resumo

We examined 308 specimens of the Indo-Pacific blenniid Omobranchus punctatus deposited in four museum collections, and analyzed data on their collection locations to assess its invasion on the Atlantic coast of Central and South America. This species occurs in shoreline estuarine and marine habitats in the Indo-West Pacific. Previous sampling and recent records in the Tropical West Atlantic from 1930 to 2004 produced 20 records for: Panamá, Colombia, Venezuela, Trinidad and Brazil. In this work, we provide data on 17 new records for the Gulfs of Venezuela and Paria in Venezuela, as well as four records for Maranhão and Pará states in NE Brazil. The temporal pattern of collections (1930 - 2009) and the proximity of most localities to ports and zones of ship traffic indicate that O. punctatus was initially introduced to the Atlantic by ships travelling from India to Trinidad. Within Brazil the introduction is linked to shipping connected to petroleum platforms. In Maranhão and Pará the introduction may have occurred as a result of fish sheltering in fouling on hulls of ships moving between ports around the mouth of the Amazon River. Alternatively, the spread of this species along of the American coast may reflect the expansion of the range of O. puntactus through larval dispersal in northward flowing currents. We recommend monitoring of this introduced species, and studies of its ecology in West Atlantic areas.(AU)


Nós examinamos 308 espécimes do blenídeo Omobranchus punctatus, de origem Indo-Pacífica, depositados em coleções de quatro museus. Os dados de distribuição foram analisados com o objetivo de avaliar a invasão das águas costeiras do Oceano Atlântico nas Américas do Sul e Central. Em sua área de distribuição original, O. punctatus ocorre em ambientes marinhos e estuarinos. Amostragens datadas de 1930 e de 2004 produziram 20 registros da espécie no Atlântico Oeste tropical, incluindo amostras do Panamá, Colômbia, Venezuela, Trinidade e Brasil. Neste trabalho nós apresentamos 17 novos registros em áreas da Venezuela e nordeste do Brasil. O padrão temporal dos dados (1930-2009) e a proximidade da maioria das áreas de amostragem a regiões portuárias indicam que a espécie foi inicialmente introduzida no Atlântico pela água de lastro de navios navegando na rota India-Trinidade. No Brasil, a introdução parece estar associada ao movimento de navios em torno das plataformas de petróleo. No Maranhão e no Pará, a introdução está associada ao movimento de navios entre os portos próximos à foz do rio Amazonas. Alternativamente, a expansão de área desta espécie ao longo da costa da América pode ter acontecido através de dispersão larval, acompanhando as correntes em direção ao norte. Nós recomendamos o monitoramento desta espécie, bem como o desenvolvimento de estudos sobre sua ecologia em ambientes do Atlântico ocidental agora ocupos por ela.(AU)


Assuntos
Animais , Peixes , Perciformes , Territorialidade , Ecossistema
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA