Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 4 de 4
Filtrar
Mais filtros

Ano de publicação
Tipo de documento
Intervalo de ano de publicação
1.
Arq. bras. med. vet. zootec. (Online) ; 73(4): 827-833, Jul.-Aug. 2021. tab, ilus
Artigo em Inglês | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1285282

Resumo

This report describes clinical, ultrasonographic and anatomopathological findings in a case of metastatic melanoma in an adult Saanen goat. Clinically, the goat had apathy, an intra-abdominal palpable firm structure, and exophytic keratinized areas on the skin of the udder. Ultrasound revealed non-encapsulated oval structures, with heterogeneous echogenicity and marked central and peripheral vascularization, and hypoechoic hepatic multifocal to coalescent areas. In the udder, there were non-encapsulated oval structures with heterogeneous echogenicity and hyperechoic center surrounded by hypoechogenic tissue. Grossly, there were black multifocal to coalescent areas in the liver, as well as black nodules in mammary and mesenteric lymph nodes, uterus, spleen, and myocardium. Microscopically, multifocal melanocytic neoplastic proliferation was observed in the dermis and junction of the udder epidermis. Most of the neoplastic cells had cytoplasmic granules of melanin. In the liver there were areas of neoplastic tissue compressing the adjacent parenchyma, with central foci of necrosis, mild desmoplasia, and multifocal infiltration of malignant cells into the adjacent tissues. Similar findings were observed in the mammary and mesenteric lymph nodes, uterus, spleen, and myocardium, which characterized metastatic melanoma. Ultrasonography played a key role for establishing the diagnosis of a metastatic melanoma and helped establish a proper clinical management protocol.(AU)


Este relato descreve os achados clínicos, ultrassonográficos e anatomopatológicos em um caso de melanoma metastático em uma cabra Saanen adulta. Clinicamente, a cabra apresentava apatia, estrutura firme palpável intra-abdominal e áreas exofíticas queratinizadas na pele do úbere. A ultrassonografia revelou estruturas ovais não encapsuladas, com ecogenicidade heterogênea e marcada vascularização central e periférica, além de áreas hepáticas multifocais a coalescentes hipoecoicas. No úbere, havia estruturas ovais não encapsuladas, com ecogenicidade heterogênea e centro hiperecogênico circundado por tecido hipoecogênico. Macroscopicamente, havia áreas pretas multifocais a coalescentes no fígado, bem como nódulos pretos nos linfonodos mamários e mesentéricos, no útero, no baço e no miocárdio; microscopicamente, proliferação neoplásica melanocítica multifocal foi observada na derme e na junção da epiderme do úbere. A maioria das células neoplásicas apresentava grânulos citoplasmáticos de melanina. No fígado, havia áreas de tecido neoplásico comprimindo o parênquima adjacente, com focos centrais de necrose, desmoplasia leve e infiltração multifocal de células malignas nos tecidos adjacentes. Achados semelhantes foram observados nos nódulos linfáticos mamários e mesentéricos, no útero, no baço e no miocárdio, que caracterizaram o melanoma metastático. A ultrassonografia desempenhou um papel fundamental para estipular o diagnóstico de um melanoma metastático e ajudou a estabelecer um protocolo de manejo clínico adequado.(AU)


Assuntos
Animais , Cabras , Melanoma/patologia , Melanoma/diagnóstico por imagem , Metástase Neoplásica/diagnóstico por imagem
2.
Arq. bras. med. vet. zootec. (Online) ; 73(5): 1094-1098, Sept.-Oct. 2021. ilus
Artigo em Inglês | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1345267

Resumo

The present report describes a case of conjoined twins of the cephalo-thoraco-omphalopagus deradelphous type in cats. A feline female was transferred to our veterinary hospital as an emergency for dystocic labor. The stillborn was subjected to radiographic evaluation, and a single skull and two complete distinct vertebral columns were found. Anatomopathological examination revealed that the twins presented the head, chest, and umbilicus as the main points of union and were classified as the cephalo-thoraco-omphalopagus type. In addition, the twins had unique and well-developed faces, which allowed them to be classified as deradelphous. This malformation is rare in domestic animals, and to the best of our knowledge, this type has not been reported in felines. Further studies are warranted on this embryonic alteration, primarily because its etiology remains unknown.(AU)


O presente relato descreve um caso de gêmeos siameses do tipo cefalotoraconfalopago deradelfo em gatos. Uma fêmea felina foi atendida na emergência do hospital veterinário em trabalho de parto distócico. Os natimortos foram encaminhados para avaliação radiográfica e constatou-se que apresentavam um único crânio e duas colunas vertebrais completas e distintas. O exame anatomopatológico evidenciou que os gêmeos possuíam cabeça, tórax e umbigo como principais pontos de união, sendo classificados como cefalotoraconfalopago. Além disso, os gêmeos apresentaram face única e bem desenvolvida, o que permitiu classificá-los como deradelfos. Esse tipo de malformação é raro em animais domésticos, e não foi encontrado nenhum trabalho em felino com a mesma classificação do presente relato. Há necessidade de mais estudos sobre essa alteração embrionária, pois a etiologia do processo ainda não foi esclarecida.(AU)


Assuntos
Animais , Gatos , Gêmeos Unidos , Gatos/anormalidades , Gatos/embriologia , Anormalidades Congênitas/veterinária , Gemelação Embrionária
3.
Arq. bras. med. vet. zootec. (Online) ; 70(4): 1212-1220, jul.-ago. 2018. tab, ilus
Artigo em Inglês | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-946446

Resumo

The aim of the study was to evaluate the intestinal morphometry of broilers at 42 days of age fed diets containing different levels of cottonseed oil, with and without addition of ferrous sulfate. A total of 560 male Ross chickens were used in a completely randomized design with a 4×2 factorial arrangement and five replications with 14 birds. The cottonseed oil levels tested were 0%, 2%, 4%, and 6%. At 42 days of age, one bird per replicate was collected for morphometric. Analyzed variables were villus height, crypt length and muscle wall thickness. The statistical analysis was performed using SAS, P=0.05. In the duodenum and ileum, there was no significant effect of interaction between the treatments. In the jejunum, only the length of the crypt, the treatment with cottonseed oil 2%, more ferrous sulfate resulted in lower values; however, the same oil content without ferrous sulfate led to a greater length, which was also observed in the treatment with 4% oil plus ferrous sulfate. Inclusion of cottonseed oil in broiler diets at 42 days of age does not impair their intestinal morphology. Supplementation with ferrous sulfate at these levels is unnecessary, since no improvement was observed in the intestinal morphometric.(AU)


O objetivo de estudo foi avaliar a morfometria intestinal de aves aos 42 dias de vida alimentadas com dietas contendo níveis variados de óleo de semente de algodão com e sem adição de sulfato ferroso. Um total de 560 machos de aves Ross foram usadas em estudo randomizado com amostras 4x2 e 5 replicações com 14 aves. Os níveis de óleo de semente de algodão testados foram 0%, 2%, 4%, e 6%. Aos 42 dias de idade, um pássaro por replica foi coletado para morfometria. As variáveis analisadas foram altura de villus, comprimento de cripta, e espessura de parede muscular. A análise estatística foi realizada com SAS, P=0,05. Não houve efeito significativo de interação entre tratamentos no duodeno ou íleo. No jejuno, apenas o comprimento da cripta, no tratamento com óleo de semente de algodão a 2% com mais sulfato ferroso, apresentou valor mais baixo. No entanto, o mesmo valor de óleo sem sulfato ferroso resultou em maior comprimento, resultado percebido também com 4% de óleo. Inclusão de óleo de semente de algodão em dietas de aves aos 42 dias de idade não causa danos à morfologia intestinal. Suplementação com sulfato ferroso não é necessário, já que não houve melhora em morfometria intestinal.


Assuntos
Animais , Ração Animal/análise , Aves/metabolismo , Óleo de Sementes de Algodão/análise , Sulfato Ferroso/análise
4.
Arq. bras. med. vet. zootec. (Online) ; 70(4): 1212-1220, jul.-ago. 2018. tab, ilus
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-20680

Resumo

The aim of the study was to evaluate the intestinal morphometry of broilers at 42 days of age fed diets containing different levels of cottonseed oil, with and without addition of ferrous sulfate. A total of 560 male Ross chickens were used in a completely randomized design with a 4×2 factorial arrangement and five replications with 14 birds. The cottonseed oil levels tested were 0%, 2%, 4%, and 6%. At 42 days of age, one bird per replicate was collected for morphometric. Analyzed variables were villus height, crypt length and muscle wall thickness. The statistical analysis was performed using SAS, P=0.05. In the duodenum and ileum, there was no significant effect of interaction between the treatments. In the jejunum, only the length of the crypt, the treatment with cottonseed oil 2%, more ferrous sulfate resulted in lower values; however, the same oil content without ferrous sulfate led to a greater length, which was also observed in the treatment with 4% oil plus ferrous sulfate. Inclusion of cottonseed oil in broiler diets at 42 days of age does not impair their intestinal morphology. Supplementation with ferrous sulfate at these levels is unnecessary, since no improvement was observed in the intestinal morphometric.(AU)


O objetivo de estudo foi avaliar a morfometria intestinal de aves aos 42 dias de vida alimentadas com dietas contendo níveis variados de óleo de semente de algodão com e sem adição de sulfato ferroso. Um total de 560 machos de aves Ross foram usadas em estudo randomizado com amostras 4x2 e 5 replicações com 14 aves. Os níveis de óleo de semente de algodão testados foram 0%, 2%, 4%, e 6%. Aos 42 dias de idade, um pássaro por replica foi coletado para morfometria. As variáveis analisadas foram altura de villus, comprimento de cripta, e espessura de parede muscular. A análise estatística foi realizada com SAS, P=0,05. Não houve efeito significativo de interação entre tratamentos no duodeno ou íleo. No jejuno, apenas o comprimento da cripta, no tratamento com óleo de semente de algodão a 2% com mais sulfato ferroso, apresentou valor mais baixo. No entanto, o mesmo valor de óleo sem sulfato ferroso resultou em maior comprimento, resultado percebido também com 4% de óleo. Inclusão de óleo de semente de algodão em dietas de aves aos 42 dias de idade não causa danos à morfologia intestinal. Suplementação com sulfato ferroso não é necessário, já que não houve melhora em morfometria intestinal.


Assuntos
Animais , Ração Animal/análise , Aves/metabolismo , Óleo de Sementes de Algodão/análise , Sulfato Ferroso/análise
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA