Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 25
Filtrar
1.
Braz. J. Vet. Res. Anim. Sci. (Online) ; 60: e198402, 2023. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1417480

Resumo

The use of antimicrobials as growth promoters and disease prevention is being constantly reduced in several animal production systems, including in the swine industry. Therefore, this study aimed to evaluate the effectiveness of using acidifiers to control Salmonella Typhimurium in 65-day-old pigs by detecting the pathogen in organs at euthanasia. For this, 24 piglets were divided into two experimental groups consisting of 12 piglets each. An untreated control group (G1) and a treatment group (G2) received a liquid organic acidifier in the drinking water for 10 days (D-5 to D5). Five days after the start of treatment (D0), all piglets were challenged with 106 CFU of Salmonella Typhimurium and assessed for 12 days (D12). Every three days (D3, D6, D9, and D12), three animals from each experimental group were euthanized and then submitted for necropsy. Samples from the intestines (ileum, cecum, mesenteric lymph nodes, and ileocolic lymph nodes), liver, spleen, and lungs were collected to isolate Salmonella. The results show that, numerically, Salmonella isolation in the organs of G2 was lower than in G1 and that the number of positive cecum samples in G1 (66.7%; 8/12) was statistically different from the number of positive models in G2 (16.7%; 2/12), with a reduction of 28.6% of the total cecum positive samples in the treated group compared to the control. Therefore, it was observed that the liquid organic acidifier product could reduce the colonization of organs by Salmonella Typhimurium. (AU)


Assuntos
Animais , Infecções por Salmonella/prevenção & controle , Suínos/fisiologia , Ácidos Orgânicos/análise , Salmonella typhimurium/efeitos dos fármacos
2.
Braz. J. Vet. Res. Anim. Sci. (Online) ; 60: e198402, 2023. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1419067

Resumo

The use of antimicrobials as growth promoters and disease prevention is being constantly reduced in several animal production systems, including in the swine industry. Therefore, this study aimed to evaluate the effectiveness of using acidifiers to control Salmonella Typhimurium in 65-day-old pigs by detecting the pathogen in organs at euthanasia. For this, 24 piglets were divided into two experimental groups consisting of 12 piglets each. An untreated control group (G1) and a treatment group (G2) received a liquid organic acidifier in the drinking water for 10 days (D-5 to D5). Five days after the start of treatment (D0), all piglets were challenged with 106 CFU of Salmonella Typhimurium and assessed for 12 days (D12). Every three days (D3, D6, D9, and D12), three animals from each experimental group were euthanized and then submitted for necropsy. Samples from the intestines (ileum, cecum, mesenteric lymph nodes, and ileocolic lymph nodes), liver, spleen, and lungs were collected to isolate Salmonella. The results show that, numerically, Salmonellaisolation in the organs of G2 was lower than in G1 and that the number of positive cecum samples in G1 (66.7%; 8/12) was statistically different from the number of positive models in G2 (16.7%; 2/12), with a reduction of 28.6% of the total cecum positive samples in the treated group compared to the control. Therefore, it was observed that the liquid organic acidifier product could reduce the colonization of organs by Salmonella Typhimurium.(AU)


O uso de antimicrobianos como promotores de crescimento e prevenção de doenças vem sendo constantemente reduzido em diversos sistemas de produção animal, inclusive na suinocultura. Portanto, o objetivo do presente estudo foi avaliar a eficácia do uso de acidificantes no controle de Salmonella Typhimurium em suínos de 65 dias de idade, detectando o patógeno em órgãos após a eutanásia. Para isso, 24 leitões foram divididos em dois grupos experimentais constituídos por 12 leitões cada. Um grupo controle não tratado (G1) e um grupo de tratamento (G2) que recebeu um acidificante orgânico líquido na água de beber por 10 dias (D-5 a D5). Cinco dias após o início do tratamento (D0), todos os animais foram inoculados oralmente com 106 UFC de Salmonella Typhimurium e avaliados por 12 dias (D12). A cada três dias (D3, D6, D9 e D12), três leitões de cada grupo experimental foram eutanasiados e posteriormente submetidos à necropsia. Amostras de intestino (íleo, ceco, linfonodos mesentéricos e linfonodos ileocólicos), fígado, baço e pulmões foram coletadas para o isolamento de Salmonella. Os resultados mostram que, numericamente, o isolamento de Salmonella nos órgãos do G2 foi inferior ao G1, e que o número de amostras positivas de ceco no G1 (66,7%; 8/12) foi estatisticamente diferente do número de amostras positivas no G2 (16,7%; 2/12), com redução de 28,6% do total de amostras positivas de ceco no grupo tratado em relação ao controle. Portanto, observou-se que o ácido orgânico líquido foi capaz de reduzir a colonização de órgãos por Salmonella Typhimurium.(AU)


Assuntos
Animais , Salmonella typhimurium/efeitos dos fármacos , Suínos/fisiologia , Ácidos Orgânicos/efeitos adversos , Salmonelose Animal/tratamento farmacológico , Eliminação de Partículas Virais
3.
Ci. Rural ; 49(4): e20180694, Mar. 21, 2019.
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-19270

Resumo

Family Tayassuidae in the suborder Suina include two species of peccaries in Brazil: the white-lipped peccary (Tayassu pecari) and the collared peccary (Pecari tajacu). These animals share common pathogens with domestic swine (Sus scrofa); however, their role as potential carrier remains unclear. This study focused on detecting the prevalence of influenza A antibodies in Tayassu pecari and Pecari tajacu from commercial rearing farms from two states in Brazil. A set of 50 blood samples from Pecari tajacu and 55 from Tayassu pecari were analyzed using a commercial indirect ELISA in order to investigate anti influenza A antibodies. Pecari tajacu samples presented 22% (11/50) of seropositivity for the virus. Serological surveillance is an important tool to identify the presence and the spread of the influenza virus in feral pigs.(AU)


A família Tayassuidae pertencente a subordem Suina e compreende duas espécies presentes no Brasil: Queixada (Tayassu pecari) e o Caititu (Pecari tajacu). Ambas as espécies compartilham patógenos com o suíno doméstico (Sus scrofa), entretanto o papel destes animais como carreadores destas infecções permanece indefinido. O presente estudo teve como objetivo detectar a ocorrência de anticorpos contra vírus influenza A em amostras de soro de rebanhos comerciais de queixada e caititu, provenientes de dois estados do Brasil. Um total de 50 amostras de soro de Pecari tajacu e 55 amostras de Tayassu pecari foram testadas por meio de ELISA, sendo que 22% (11/50) das amostras de Pecari tajacu foram soropositivas para o agente. Estudos de vigilância sorológica são importantes para identificar a presença e a disseminação do vírus influenza em suínos selvagens.(AU)


Assuntos
Animais , Anticorpos Antivirais , Influenza Aviária/imunologia , Sus scrofa/virologia , Ensaio de Imunoadsorção Enzimática/veterinária
4.
Vet. Zoot. ; 24(4): 650-661, Dec. 2017.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-726484

Resumo

As espécies Tayassu tajacu e o Tayassu pecari conhecidos popularmente como cateto e queixada, respectivamente, ou também denominados porcos-do-mato, pertencem à família Tayassuidae. A criação em cativeiro destas espécies tem-se difundido em vários países nas últimas décadas, em razão da demanda de carnes exóticas, principalmente em restaurantes especializados. Devido ao crescente consumo deste tipo de carne, há a necessidade de implantação de programas de manejo, reprodutivos e de saúde, visando à criação em cativeiro de modo sustentável, economicamente viável e com níveis adequados de biosseguridade. A criação em cativeiro dos catetos e queixadas pode gerar produtos de grande valor comercial e representam uma alternativa proteica ao consumo humano, bem como pode minimizar os efeitos da caça predatória, fragmentação de habitat, tráfico e extinção das espécies, que poderiam resultar em desequilíbrios ecológicos. Os Tayassuídeos de vida livre ou de cativeiro são susceptíveis a maioria dos agentes infecciosos que acometem os suínos domésticos, incluindo micro-organismos de potencial zoonótico, apesar de certa variação geográfica na prevalência das doenças. O presente estudo revisou os principais aspectos da criação de Tayassuídeos no Brasil, com ênfase as principais doenças de origem bacteriana, viral e parasitárias que acometem essas espécies.(AU)


The species Tayassu tajacu and Tayassu pecari popularly known as collared peccary and white-lipped peccary, respectively, or also called-wild pigs belong to Tayassuidae family. The captive breeding of this species has been widespread in many countries in recent decades, due to the demand for exotic meat especially in specialized restaurants Due to the increasing consumption of this meat there is the need to implement management, reproductive, and health programs, aimed at creation in sustainable way captivity, economically viable, and appropriate levels of biosecurity. The captive breeding of collared peccary and white-lipped peccary can generate products of high commercial value and represent an alternative protein for human consumption, as well as can minimize the effects of poaching, habitat fragmentation, trafficking and species extinction, which could result in ecological imbalances. The free life or captivity Tayassuídeos are susceptible the main infectious agents that also affect domestic pigs, includind pathogens with zoonotic potential, besides certain geographical variation in the prevalence of diseases. The present study reviewed the major aspects of breeding of Tayassuídeos in Brazil, with emphasis on main diseases of bacterial, viral and parasitic origin that affect these species.(AU)


Las especies Tayassu tajacu y Tayassu pecarí popularmente conocidos como el pecarí de collar y pecarí barbiblanco, respectivamente, o también llamados los cerdos salvajes pertenecen a la familia Tayassuidae. La cría en cautividad de esta especie se está difundiendo en muchos países en las últimas décadas, debido a la demanda de carnes exóticas, especialmente en los restaurantes especializados. Debido al aumento del consumo deste tipo de carne, existe la necesidad de implementar programas de gestión reproductivos y la salud, destinadas a la creación de un cautiverio de manera sostenible, económicamente viables y adecuados niveles de bioseguridad. La cría en cautividad de pecarí de collar y pecarí barbiblanco puede generar productos de gran valor comercial y representan una alternativa de proteínas para el consumo humano y puede minimizar los efectos de la caza furtiva, la fragmentación del hábitat, el tráfico y la extinción de especies, lo que podría dar lugar a desequilibrios ecológicos. Los Tayassuideos de vida libre o el cautiverio son susceptibles, predominantemente los mismos agentes infecciosos que afectan a los cerdos domésticos, a pesar de cierta variación geográfica en la prevalencia de la enfermedad, y puede constituir enlaces de la cadena epidemiológica de las enfermedades de los animales domésticos y los seres humanos. Este estudio examinó los principales problemas de salud en la creación de Tayassuídeos en Brasil, con énfasis en las principales enfermedades de origen bacteriano, virales y parasitarias que afectan a estas especies.(AU)


Assuntos
Animais , Artiodáctilos , Criação de Animais Domésticos/métodos , Doenças Transmissíveis/veterinária , Controle de Doenças Transmissíveis
5.
Vet. zootec ; 24(4): 650-661, Dec. 2017.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: biblio-1503491

Resumo

As espécies Tayassu tajacu e o Tayassu pecari conhecidos popularmente como cateto e queixada, respectivamente, ou também denominados porcos-do-mato, pertencem à família Tayassuidae. A criação em cativeiro destas espécies tem-se difundido em vários países nas últimas décadas, em razão da demanda de carnes exóticas, principalmente em restaurantes especializados. Devido ao crescente consumo deste tipo de carne, há a necessidade de implantação de programas de manejo, reprodutivos e de saúde, visando à criação em cativeiro de modo sustentável, economicamente viável e com níveis adequados de biosseguridade. A criação em cativeiro dos catetos e queixadas pode gerar produtos de grande valor comercial e representam uma alternativa proteica ao consumo humano, bem como pode minimizar os efeitos da caça predatória, fragmentação de habitat, tráfico e extinção das espécies, que poderiam resultar em desequilíbrios ecológicos. Os Tayassuídeos de vida livre ou de cativeiro são susceptíveis a maioria dos agentes infecciosos que acometem os suínos domésticos, incluindo micro-organismos de potencial zoonótico, apesar de certa variação geográfica na prevalência das doenças. O presente estudo revisou os principais aspectos da criação de Tayassuídeos no Brasil, com ênfase as principais doenças de origem bacteriana, viral e parasitárias que acometem essas espécies.


The species Tayassu tajacu and Tayassu pecari popularly known as collared peccary and white-lipped peccary, respectively, or also called-wild pigs belong to Tayassuidae family. The captive breeding of this species has been widespread in many countries in recent decades, due to the demand for exotic meat especially in specialized restaurants Due to the increasing consumption of this meat there is the need to implement management, reproductive, and health programs, aimed at creation in sustainable way captivity, economically viable, and appropriate levels of biosecurity. The captive breeding of collared peccary and white-lipped peccary can generate products of high commercial value and represent an alternative protein for human consumption, as well as can minimize the effects of poaching, habitat fragmentation, trafficking and species extinction, which could result in ecological imbalances. The free life or captivity Tayassuídeos are susceptible the main infectious agents that also affect domestic pigs, includind pathogens with zoonotic potential, besides certain geographical variation in the prevalence of diseases. The present study reviewed the major aspects of breeding of Tayassuídeos in Brazil, with emphasis on main diseases of bacterial, viral and parasitic origin that affect these species.


Las especies Tayassu tajacu y Tayassu pecarí popularmente conocidos como el pecarí de collar y pecarí barbiblanco, respectivamente, o también llamados los cerdos salvajes pertenecen a la familia Tayassuidae. La cría en cautividad de esta especie se está difundiendo en muchos países en las últimas décadas, debido a la demanda de carnes exóticas, especialmente en los restaurantes especializados. Debido al aumento del consumo deste tipo de carne, existe la necesidad de implementar programas de gestión reproductivos y la salud, destinadas a la creación de un cautiverio de manera sostenible, económicamente viables y adecuados niveles de bioseguridad. La cría en cautividad de pecarí de collar y pecarí barbiblanco puede generar productos de gran valor comercial y representan una alternativa de proteínas para el consumo humano y puede minimizar los efectos de la caza furtiva, la fragmentación del hábitat, el tráfico y la extinción de especies, lo que podría dar lugar a desequilibrios ecológicos. Los Tayassuideos de vida libre o el cautiverio son susceptibles, predominantemente los mismos agentes infecciosos que afectan a los cerdos domésticos, a pesar de cierta variación geográfica en la prevalencia de la enfermedad, y puede constituir enlaces de la cadena epidemiológica de las enfermedades de los animales domésticos y los seres humanos. Este estudio examinó los principales problemas de salud en la creación de Tayassuídeos en Brasil, con énfasis en las principales enfermedades de origen bacteriano, virales y parasitarias que afectan a estas especies.


Assuntos
Animais , Artiodáctilos , Criação de Animais Domésticos/métodos , Doenças Transmissíveis/veterinária , Controle de Doenças Transmissíveis
6.
Ci. Anim. bras. ; 18: 1-13, 2017. mapas, tab, graf
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-16891

Resumo

Foot and mouth disease (FMD), a highly contagious disease that affects cloven-hoofed animals, is known by the economic losses it causes in farms and in regions where it is endemic. The State of São Paulo has not recorded FMD outbreaks since 1996. Based on official data from 1997 to 2012, this study organized, analyzed, and confronted the following information with the current literature: a) the FMD vaccination rates from 1997 to 2012 in São Paulo; b) the results of the official monitoring designed to demonstrate the effectiveness of vaccination against FMD; c) the passive surveillance procedures and compliance with reports of suspected vesicular disease in the State of São Paulo; d) the results of the official monitoring designed to demonstrate the absence of viral circulation in the State of São Paulo; e) the relation between the preventive measures adopted by the veterinarian official service with the challenge of FMD outbreaks in other neighboring states. Finally, the description of the free area without vaccination implementation prospects for the State of São Paulo, classification granted by the World Organization for Animal Health (OIE). The data analysis showed that sanitary measures, strategies, and the methodology to assess the efficacy of the FMD eradication program in the State of São Paulo were efficient. Even though the data suggest that the state is able to upgrade to a FMD free area without vaccination, some aspects should be taken into account, such as the structure of the states Official Veterinary Service, disease control programs in states epidemiologically related with São Paulo and the commitment of the whole supply chain with surveillance and eradication of FMD.(AU)


A Febre Aftosa (FA), doença altamente contagiosa que afeta os animais biungulados, é reconhecida pelos prejuízos econômicos nas propriedades e nas regiões onde é endêmica. O Estado de São Paulo não registra focos de FA desde 1996. A partir de dados oficiais obtidos de 1997 a 2012, este estudo organizou, analisou e confrontou as seguintes informações com a literatura pertinente: a) as taxas de vacinação contra FA de 1997 a 2012 no Estado de São Paulo; b) os resultados do monitoramento oficial delineado para demonstrar a eficiência da vacinação contra a FA; c) os procedimentos de vigilância passiva e de atendimento às notificações de suspeitas de doenças vesiculares no Estado de São Paulo; d) os resultados do monitoramento oficial delineado para demonstrar a ausência de circulação viral no Estado de São Paulo; e) a relação entre as medidas preventivas adotadas pelo serviço veterinário oficial diante de focos de FA em outros Estados limítrofes. Finalmente, foram descritas as perspectivas de implementação de área livre sem vacinação para o Estado de São Paulo, classificação outorgada pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE). A análise dos dados demonstrou que as medidas, estratégias e métodos de avaliação do programa de erradicação da FA aplicadas no Estado São Paulo foram eficientes para o objetivo a que se propõem. Apesar dos pontos analisados apresentarem-se favoráveis à mudança de classificação do Estado de São Paulo para área livre de FA sem vacinação, outros aspectos deverão ser verificados, como a estrutura do Serviço Veterinário Oficial estadual, o nível de controle de Estados com vínculo epidemiológico com o Estado de São Paulo e o comprometimento de toda a cadeia produtiva com a vigilância da FA.(AU)


Assuntos
Animais , Febre Aftosa/epidemiologia , Febre Aftosa/prevenção & controle , Artiodáctilos , Erradicação de Doenças/normas , Infecções por Enterovirus/veterinária
7.
Ciênc. anim. bras. (Impr.) ; 18: 1-13, 2017. map, tab, graf
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1473549

Resumo

Foot and mouth disease (FMD), a highly contagious disease that affects cloven-hoofed animals, is known by the economic losses it causes in farms and in regions where it is endemic. The State of São Paulo has not recorded FMD outbreaks since 1996. Based on official data from 1997 to 2012, this study organized, analyzed, and confronted the following information with the current literature: a) the FMD vaccination rates from 1997 to 2012 in São Paulo; b) the results of the official monitoring designed to demonstrate the effectiveness of vaccination against FMD; c) the passive surveillance procedures and compliance with reports of suspected vesicular disease in the State of São Paulo; d) the results of the official monitoring designed to demonstrate the absence of viral circulation in the State of São Paulo; e) the relation between the preventive measures adopted by the veterinarian official service with the challenge of FMD outbreaks in other neighboring states. Finally, the description of the free area without vaccination implementation prospects for the State of São Paulo, classification granted by the World Organization for Animal Health (OIE). The data analysis showed that sanitary measures, strategies, and the methodology to assess the efficacy of the FMD eradication program in the State of São Paulo were efficient. Even though the data suggest that the state is able to upgrade to a FMD free area without vaccination, some aspects should be taken into account, such as the structure of the state’s Official Veterinary Service, disease control programs in states epidemiologically related with São Paulo and the commitment of the whole supply chain with surveillance and eradication of FMD.


A Febre Aftosa (FA), doença altamente contagiosa que afeta os animais biungulados, é reconhecida pelos prejuízos econômicos nas propriedades e nas regiões onde é endêmica. O Estado de São Paulo não registra focos de FA desde 1996. A partir de dados oficiais obtidos de 1997 a 2012, este estudo organizou, analisou e confrontou as seguintes informações com a literatura pertinente: a) as taxas de vacinação contra FA de 1997 a 2012 no Estado de São Paulo; b) os resultados do monitoramento oficial delineado para demonstrar a eficiência da vacinação contra a FA; c) os procedimentos de vigilância passiva e de atendimento às notificações de suspeitas de doenças vesiculares no Estado de São Paulo; d) os resultados do monitoramento oficial delineado para demonstrar a ausência de circulação viral no Estado de São Paulo; e) a relação entre as medidas preventivas adotadas pelo serviço veterinário oficial diante de focos de FA em outros Estados limítrofes. Finalmente, foram descritas as perspectivas de implementação de área livre sem vacinação para o Estado de São Paulo, classificação outorgada pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE). A análise dos dados demonstrou que as medidas, estratégias e métodos de avaliação do programa de erradicação da FA aplicadas no Estado São Paulo foram eficientes para o objetivo a que se propõem. Apesar dos pontos analisados apresentarem-se favoráveis à mudança de classificação do Estado de São Paulo para área livre de FA sem vacinação, outros aspectos deverão ser verificados, como a estrutura do Serviço Veterinário Oficial estadual, o nível de controle de Estados com vínculo epidemiológico com o Estado de São Paulo e o comprometimento de toda a cadeia produtiva com a vigilância da FA.


Assuntos
Animais , Artiodáctilos , Erradicação de Doenças/normas , Febre Aftosa/epidemiologia , Febre Aftosa/prevenção & controle , Infecções por Enterovirus/veterinária
8.
Arq. Inst. Biol ; 84: 1-7, 2017.
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1462475

Resumo

Swine can be infected by the bovine viral diarrhea virus (BVDV) under natural conditions. For this reason, further information and divulgation are needed regarding the pathogenicity of this virus in swine. This infection is practically unknown in the realm of pig farming, and, as it shares some similarities with the classical swine fever virus (CSFV), its diagnosis becomes a challenge for official sanitary programs. Studies have shown the absence of clinical signs in piglets and reproductive problems in sows due to BVDV infections. There is little research on the prevalence, risk factors, preventive measures and control of BVDV in pigs around the world. And in Brazil, the data is practically non-existent. At the time of diagnosis, comparing the most efficient laboratory tests such as virus neutralization, ELISA, RT-PCR, and immunofluorescence so as to minimize the risk of cross serological reactions when dealing with a persistent or transient infection, can be an important tool. Moreover, the practical implications for CSFV eradication programs are a main reason for the development of further research against this infection. Therefore, this paper aims to review various aspects of BVDV infection in pigs, and how this information can be important for Brazilian herds.


O suíno pode ser infectado pelo vírus da diarreia viral bovina (BVDV) em condições naturais, por isso são necessárias maiores informações e mais divulgação sobre a ação deste vírus nos suínos. Esta infecção é praticamente desconhecida na suinocultura e, devido a algumas semelhanças com vírus da peste suína clássica (VPSC), torna-se um desafio para os programas sanitários oficiais. Estudos revelam a ausência de sinais clínicos em leitões ao mesmo tempo em que evidenciam problemas reprodutivos em porcas devido à infecção do BVDV. Poucas são as pesquisas sobre a prevalência, fatores de riscos, medidas de prevenção e controle do BVDV em suínos no mundo e, no Brasil, os dados são praticamente inexistentes. No diagnóstico, comparar os exames laboratoriais mais eficientes como a virusneutralização, ELISA, RT-PCR e imunofluorescência, diante de uma infecção persistente ou transitória, e assim minimizar o risco de reações sorológicas cruzadas pode ser uma ferramenta fundamental. Ademais, as implicações práticas em programas de erradicação da PSC são um grande motivo para o desenvolvimento de mais pesquisas frente a esta infecção. Portanto, este trabalho pretende revisar diversos aspectos da infecção do BVDV em suínos evidenciando o quanto essa situação pode ser importante para os rebanhos brasileiros.


Assuntos
Animais , Inocuidade dos Alimentos , Suínos , Vírus da Diarreia Viral Bovina Tipo 1 , Brasil , Vigilância Sanitária
9.
Arq. Inst. Biol ; 84: e0322016, 2017.
Artigo em Inglês | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-887853

Resumo

Swine can be infected by the bovine viral diarrhea virus (BVDV) under natural conditions. For this reason, further information and divulgation are needed regarding the pathogenicity of this virus in swine. This infection is practically unknown in the realm of pig farming, and, as it shares some similarities with the classical swine fever virus (CSFV), its diagnosis becomes a challenge for official sanitary programs. Studies have shown the absence of clinical signs in piglets and reproductive problems in sows due to BVDV infections. There is little research on the prevalence, risk factors, preventive measures and control of BVDV in pigs around the world. And in Brazil, the data is practically non-existent. At the time of diagnosis, comparing the most efficient laboratory tests such as virus neutralization, ELISA, RT-PCR, and immunofluorescence so as to minimize the risk of cross serological reactions when dealing with a persistent or transient infection, can be an important tool. Moreover, the practical implications for CSFV eradication programs are a main reason for the development of further research against this infection. Therefore, this paper aims to review various aspects of BVDV infection in pigs, and how this information can be important for Brazilian herds.(AU)


O suíno pode ser infectado pelo vírus da diarreia viral bovina (BVDV) em condições naturais, por isso são necessárias maiores informações e mais divulgação sobre a ação deste vírus nos suínos. Esta infecção é praticamente desconhecida na suinocultura e, devido a algumas semelhanças com vírus da peste suína clássica (VPSC), torna-se um desafio para os programas sanitários oficiais. Estudos revelam a ausência de sinais clínicos em leitões ao mesmo tempo em que evidenciam problemas reprodutivos em porcas devido à infecção do BVDV. Poucas são as pesquisas sobre a prevalência, fatores de riscos, medidas de prevenção e controle do BVDV em suínos no mundo e, no Brasil, os dados são praticamente inexistentes. No diagnóstico, comparar os exames laboratoriais mais eficientes como a virusneutralização, ELISA, RT-PCR e imunofluorescência, diante de uma infecção persistente ou transitória, e assim minimizar o risco de reações sorológicas cruzadas pode ser uma ferramenta fundamental. Ademais, as implicações práticas em programas de erradicação da PSC são um grande motivo para o desenvolvimento de mais pesquisas frente a esta infecção. Portanto, este trabalho pretende revisar diversos aspectos da infecção do BVDV em suínos evidenciando o quanto essa situação pode ser importante para os rebanhos brasileiros.(AU)


Assuntos
Animais , Suínos , Vírus da Diarreia Viral Bovina Tipo 1 , Inocuidade dos Alimentos , Vigilância Sanitária , Brasil
10.
Arq. Inst. Biol. ; 84: 1-7, 2017.
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-15885

Resumo

Swine can be infected by the bovine viral diarrhea virus (BVDV) under natural conditions. For this reason, further information and divulgation are needed regarding the pathogenicity of this virus in swine. This infection is practically unknown in the realm of pig farming, and, as it shares some similarities with the classical swine fever virus (CSFV), its diagnosis becomes a challenge for official sanitary programs. Studies have shown the absence of clinical signs in piglets and reproductive problems in sows due to BVDV infections. There is little research on the prevalence, risk factors, preventive measures and control of BVDV in pigs around the world. And in Brazil, the data is practically non-existent. At the time of diagnosis, comparing the most efficient laboratory tests such as virus neutralization, ELISA, RT-PCR, and immunofluorescence so as to minimize the risk of cross serological reactions when dealing with a persistent or transient infection, can be an important tool. Moreover, the practical implications for CSFV eradication programs are a main reason for the development of further research against this infection. Therefore, this paper aims to review various aspects of BVDV infection in pigs, and how this information can be important for Brazilian herds.(AU)


O suíno pode ser infectado pelo vírus da diarreia viral bovina (BVDV) em condições naturais, por isso são necessárias maiores informações e mais divulgação sobre a ação deste vírus nos suínos. Esta infecção é praticamente desconhecida na suinocultura e, devido a algumas semelhanças com vírus da peste suína clássica (VPSC), torna-se um desafio para os programas sanitários oficiais. Estudos revelam a ausência de sinais clínicos em leitões ao mesmo tempo em que evidenciam problemas reprodutivos em porcas devido à infecção do BVDV. Poucas são as pesquisas sobre a prevalência, fatores de riscos, medidas de prevenção e controle do BVDV em suínos no mundo e, no Brasil, os dados são praticamente inexistentes. No diagnóstico, comparar os exames laboratoriais mais eficientes como a virusneutralização, ELISA, RT-PCR e imunofluorescência, diante de uma infecção persistente ou transitória, e assim minimizar o risco de reações sorológicas cruzadas pode ser uma ferramenta fundamental. Ademais, as implicações práticas em programas de erradicação da PSC são um grande motivo para o desenvolvimento de mais pesquisas frente a esta infecção. Portanto, este trabalho pretende revisar diversos aspectos da infecção do BVDV em suínos evidenciando o quanto essa situação pode ser importante para os rebanhos brasileiros.(AU)


Assuntos
Animais , Suínos , Vírus da Diarreia Viral Bovina Tipo 1 , Inocuidade dos Alimentos , Vigilância Sanitária , Brasil
11.
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-745237

Resumo

Abstract Foot and mouth disease (FMD), a highly contagious disease that affects cloven-hoofed animals, is known by the economic losses it causes in farms and in regions where it is endemic. The State of São Paulo has not recorded FMD outbreaks since 1996. Based on official data from 1997 to 2012, this study organized, analyzed, and confronted the following information with the current literature: a) the FMD vaccination rates from 1997 to 2012 in São Paulo; b) the results of the official monitoring designed to demonstrate the effectiveness of vaccination against FMD; c) the passive surveillance procedures and compliance with reports of suspected vesicular disease in the State of São Paulo; d) the results of the official monitoring designed to demonstrate the absence of viral circulation in the State of São Paulo; e) the relation between the preventive measures adopted by the veterinarian official service with the challenge of FMD outbreaks in other neighboring states. Finally, the description of the free area without vaccination implementation prospects for the State of São Paulo, classification granted by the World Organization for Animal Health (OIE). The data analysis showed that sanitary measures, strategies, and the methodology to assess the efficacy of the FMD eradication program in the State of São Paulo were efficient. Even though the data suggest that the state is able to upgrade to a FMD free area without vaccination, some aspects should be taken into account, such as the structure of the state's Official Veterinary Service, disease control programs in states epidemiologically related with São Paulo and the commitment of the whole supply chain with surveillance and eradication of FMD.


Resumo A Febre Aftosa (FA), doença altamente contagiosa que afeta os animais biungulados, é reconhecida pelos prejuízos econômicos nas propriedades e nas regiões onde é endêmica. O Estado de São Paulo não registra focos de FA desde 1996. A partir de dados oficiais obtidos de 1997 a 2012, este estudo organizou, analisou e confrontou as seguintes informações com a literatura pertinente: a) as taxas de vacinação contra FA de 1997 a 2012 no Estado de São Paulo; b) os resultados do monitoramento oficial delineado para demonstrar a eficiência da vacinação contra a FA; c) os procedimentos de vigilância passiva e de atendimento às notificações de suspeitas de doenças vesiculares no Estado de São Paulo; d) os resultados do monitoramento oficial delineado para demonstrar a ausência de circulação viral no Estado de São Paulo; e) a relação entre as medidas preventivas adotadas pelo serviço veterinário oficial diante de focos de FA em outros Estados limítrofes. Finalmente, foram descritas as perspectivas de implementação de área livre sem vacinação para o Estado de São Paulo, classificação outorgada pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE). A análise dos dados demonstrou que as medidas, estratégias e métodos de avaliação do programa de erradicação da FA aplicadas no Estado São Paulo foram eficientes para o objetivo a que se propõem. Apesar dos pontos analisados apresentarem-se favoráveis à mudança de classificação do Estado de São Paulo para área livre de FA sem vacinação, outros aspectos deverão ser verificados, como a estrutura do Serviço Veterinário Oficial estadual, o nível de controle de Estados com vínculo epidemiológico com o Estado de São Paulo e o comprometimento de toda a cadeia produtiva com a vigilância da FA.

12.
Ciênc. rural (Online) ; 46(8): 1430-1437, 2016. tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1479745

Resumo

Enterotoxigenic Escherichia coli (ETEC) is the major cause of diarrhea in newborn and weaned pigs. Bacteria adhesion to the host cell is considered a specific phenomenon among fimbrial and non-fimbrial adhesins with their respective receptors on enterocytes. Enteric disorders are related with the fimbriae F4 (K88), F5 (K99), F6 (987P), F41, and F18. In addition to ETEC, another category of E. coli , porcine pathogenic E. coli (PEPEC),can cause diarrhea in pigs; it produces the porcine attaching and effacing-associated (Paa) adhesin in, which is capable to cause a typical lesion known as an attaching and effacing (A/E) lesion. Immunization of sows with adhesin is important to stimulate the production of antibodies and their subsequent transfer to piglets through colostrum. The aim of this paper is to illustrate the main impacts of enteric diseases caused by E. coli in swine production and to highlight the importance of continuing research on this bacterium to improve disease prevention through vaccination.


Escherichia coli ( E. coli ) enterotoxigênica (ETEC) é considerada importante causa de diarreia em suínos neonatos e desmamados. A adesão da bactéria à célula do hospedeiro é considerada um fenômeno específico entre as adesinas fimbriais e não fimbriais com seus respectivos receptores nos enterócitos. Os distúrbios entéricos estão relacionados com as fímbrias F4 (K88), F5 (K99), F6 (987P), F41 e F18. Além da ETEC, outra categoria de E. coli pode causar diarreia nos suínos, denominada de PEPEC (porcine pathogenic E. coli ), a qual produz a adesina Paa (Porcine attaching adherence), capaz de provocar uma lesão típica denominada A/E (attaching and effacing). A imunização das matrizes com adesinas é importante para estimular a produção de anticorpos e a consequente transferência através do colostro aos leitões. O objetivo deste trabalho foi mostrar os principais impactos das doenças entéricas causadas por Escherichia coli na produção de suínos, e mostrar a importância de atualizar o estudo dessa bactéria para prevenir a doença através da vacinação.


Assuntos
Feminino , Animais , Diarreia/prevenção & controle , Diarreia/veterinária , Escherichia coli/imunologia , Microbioma Gastrointestinal/imunologia , Suínos/parasitologia , Vacinas , Aderência Bacteriana , Colostro
13.
Ci. Rural ; 46(8): 1430-1437, ago. 2016. tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-22508

Resumo

Enterotoxigenic Escherichia coli (ETEC) is the major cause of diarrhea in newborn and weaned pigs. Bacteria adhesion to the host cell is considered a specific phenomenon among fimbrial and non-fimbrial adhesins with their respective receptors on enterocytes. Enteric disorders are related with the fimbriae F4 (K88), F5 (K99), F6 (987P), F41, and F18. In addition to ETEC, another category of E. coli , porcine pathogenic E. coli (PEPEC),can cause diarrhea in pigs; it produces the porcine attaching and effacing-associated (Paa) adhesin in, which is capable to cause a typical lesion known as an attaching and effacing (A/E) lesion. Immunization of sows with adhesin is important to stimulate the production of antibodies and their subsequent transfer to piglets through colostrum. The aim of this paper is to illustrate the main impacts of enteric diseases caused by E. coli in swine production and to highlight the importance of continuing research on this bacterium to improve disease prevention through vaccination.(AU)


Escherichia coli ( E. coli ) enterotoxigênica (ETEC) é considerada importante causa de diarreia em suínos neonatos e desmamados. A adesão da bactéria à célula do hospedeiro é considerada um fenômeno específico entre as adesinas fimbriais e não fimbriais com seus respectivos receptores nos enterócitos. Os distúrbios entéricos estão relacionados com as fímbrias F4 (K88), F5 (K99), F6 (987P), F41 e F18. Além da ETEC, outra categoria de E. coli pode causar diarreia nos suínos, denominada de PEPEC (porcine pathogenic E. coli ), a qual produz a adesina Paa (Porcine attaching adherence), capaz de provocar uma lesão típica denominada A/E (attaching and effacing). A imunização das matrizes com adesinas é importante para estimular a produção de anticorpos e a consequente transferência através do colostro aos leitões. O objetivo deste trabalho foi mostrar os principais impactos das doenças entéricas causadas por Escherichia coli na produção de suínos, e mostrar a importância de atualizar o estudo dessa bactéria para prevenir a doença através da vacinação.(AU)


Assuntos
Animais , Feminino , Suínos/parasitologia , Escherichia coli/imunologia , Diarreia/prevenção & controle , Diarreia/veterinária , Vacinas , Microbioma Gastrointestinal/imunologia , Colostro , Aderência Bacteriana
14.
Ci. Rural ; 46(9): 1607-1612, Sept. 2016. tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-29720

Resumo

This study investigated the occurrence of antibodies for BVDV-1 in swine herds located in the region of Mossoró city of the state of Rio Grande do Norte, Brazil. A sample size of 412 animals was estimated assuming unknown prevalence (set at 50%). Virus neutralization assay was used to the detect the presence of antibodies for BVDV-1 and the results found were analysed using multivariable logistic regression model. The obtained prevalence was 4% at animal level and 45% at the animal and herd level. The titers were highly variable between animals and within farms. The multivariable logistic regression analysis showed an association between being housed outside and exposure to BVDV-1 (OR=0.24, 95% CI:0.06, 0.96, P=0.04). Highly correlated data and low prevalence of antibodies at the animal level resulted in insufficient power to detect significant differences with other selected risk factors. In conclusion, the prevalence is within the range reported for other countries.(AU)


Este estudo investigou a ocorrência de anticorpos contra o BVDV-1 em rebanhos suínos localizados na região da cidade de Mossoró do Estado do Rio Grande do Norte, Brasil. Um tamanho de amostra de 412 animais foi estimado assumindo uma prevalência desconhecida (fixada em 50%). O teste de virusneutralização foi utilizado para detectar a presença de anticorpos ao BVDV-1 e os resultados obtidos foram analisados usando o modelo de regressão logística multivariada. A prevalência obtida foi de 4% em nível animal e de 45% dos rebanhos. Os títulos foram muito variáveis entre os animais e dentro de fazendas. A análise de regressão logística multivariada apontou associação entre animais criados soltos e a exposição ao BVDV-1 (OR=0,24; 95% IC: 0,06; 0,96; P=0.04). A alta correlação entre os dados junto com a baixa prevalência de anticorpos a nível animal pode ter sido insuficiente para que as diferenças reais fossem detectadas. Em conclusão, a prevalência está dentro do intervalo referido em outros países.(AU)


Assuntos
Animais , Doenças dos Suínos , Vírus da Diarreia Viral Bovina Tipo 1/imunologia , Testes de Neutralização/veterinária
15.
Ci. Anim. bras. ; 16(3)2015.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-745104

Resumo

title>Abstract /title> p>Aujeszkys disease (AD) is known for causing huge productive and economical losses in the swine industry. This study focused on describing the actions of the official animal health protection used on identification of AD outbreaks. Two outbreaks that occurred in Cerqueira César city were selected, a case presenting only seropositive animals (outbreak 1) and another one where there were animals with clinical signs of the disease (outbreak 2). The methods used to identify the outbreaks in surveillance actions and to diagnose the epidemiological situation were described. The measures implemented to eliminate the outbreaks in infected pig production systems were appointed in animal health protection laws and were able to eliminated all outbreaks identified. In conclusion, the official animal health protection measures and the appliance of the sanitary legislation were effective in eradicating AD, reassuring that notifications of suspicous cases of AD facilitate animal health surveillance activities. /p>


title>Resumo /title> p>A doença de Aujeszky (DA) é conhecida na suinocultura pelo seu grande impacto produtivo e econômico. Este trabalho teve como objetivo a descrição das ações de defesa sanitária animal utilizadas na identificação de focos dessa enfermidade. Foram selecionadas duas situações de foco de DA que ocorreram no Município de Cerqueira César, um caso apresentando somente animais sororreagentes (Foco 1) e outro em que havia animais com sinais clínicos da enfermidade (Foco 2). Estão descritos os métodos de identificação de focos utilizados nas ações de vigilância e o diagnóstico da situação epidemiológica encontrada. As medidas aplicadas na erradicação dos focos nos sistemas de produção de suínos infectados foram as prescritas na legislação de defesa sanitária animal e todos os focos identificados foram eliminados. Ao final, concluiu-se que as ações de defesa sanitária e a legislação em vigor foram eficazes, demonstrando que os sistemas de notificações das suspeitas da enfermidade são facilitadores das ações de vigilância. /p>

16.
R. cient. eletr. Med. Vet. ; 23: 1-22, jul. 2014. tab
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-691190

Resumo

Esta revisão de literatura visa abordar os principais problemas reprodutivos dentro de uma granja suína. O aborto pode ser categorizado em dois tipos: oriundo de causas infecciosas e oriundo de causas não infecciosas. O percentual de aborto aceitável na suinocultura tecnificada encontra-se entre 1 a 1,5%, entretanto, alguns estudos relatam taxa um pouco maiores em alguns rebanhos suínos. Existem diversos fatores predisponentes, tais como abortos sazonais, stress calórico e ambiental, baixo nível de higiene, deficiências nutricionais, entre outros. Entre as causas infecciosas, podemos destacar: doença de Aujeszky, parvovirose, leptospirose, circovirose, peste suína clássica, brucelose e PRRS. Observando todos esses fatores de influência no sucesso reprodutivo de uma granja, devemos sempre estar atentos a suas causas, de modo a prevenir sua ocorrência. (AU)


The literature review focused on the main reproductive disorders in pig herds, Abortion are general divided into two categories: abortions caused by infectious agents and caused by non-infectious agents. The acceptable rate of abortion in intensive pig farming is between 1 and 1,5%, however, studies shows higher rates are common in breeding farms. Several predisponent factors such as: seasonal abortion, caloric and environmental stress, sunburns, low level of hygiene, nutritional deficiency, and others, help to raise those rates. Among the infectious agents, which can cause abortion, there are Aujeszky disease virus, parvovirus, leptospirosis, circovirus, classic swine fever virus, brucellosis, PRRS virus and others. Looking through all those factors that have broad influence on the reproductive success of a pig herd, we it is recommended always being aware of the causes so it is possible to prevent them. (AU)


Assuntos
Animais , Feminino , Suínos/fisiologia , Reprodução/fisiologia , Fenômenos Reprodutivos Fisiológicos , Doenças dos Suínos/fisiopatologia , Pseudorraiva , Infecções por Parvoviridae/veterinária , Leptospirose/veterinária , Infecções por Circoviridae/veterinária , Peste Suína Clássica , Brucelose/veterinária , Síndrome Respiratória e Reprodutiva Suína
17.
R. cient. eletr. Med. Vet. ; 22: 1-16, jan. 2014.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-16320

Resumo

A circovirose suína é uma virose causada pelo Circovirus que acomete suínos mundialmente, levando a manifestação da Sindrome Multisistemica definhante dos suíno, mioclonia congênita, síndrome dermatite nefropatia além de estar relacionada com Alteraçoes reprodutivas e respiratórias. O vírus é resistente a diferentes desinfetantes e ao calor o que dificulta a sua eliminação do ambiente, aliado a isto, ele esta presente em altas prevalências nos rebanhos mundiais, causando prejuízos por perdas de animais, condenações de carcaças bem como gastos com tratamentos principalmente de infecções secundarias, tendo em vista sua ação imunosupressora. As medidas de controle são a implantação dos 20 pontos de Madec nas granjas, uso de desinfetantes, ingestão de colostro, ingestão de plasma suíno e recentemente adoção de vacinas, as quais tem se mostrado eficazes na redução da viremia, eliminação do vírus e melhora dos índices produtivos. Portanto o controle desta enfermidade deve ser focado nos esquemas de vacinação e na biosegurança. (AU)


The circovirosis swine is caused by a virus that affects pigs worldwide Circovirus, leading to multisystem syndrome manifestation of the withering of swine, congenital myoclonus, syndrome dermatitis nephropathy besides being related changes reproductive and respiratory. The virus is resistant to various disinfectants and heat which complicates their disposal environment, allied to this, it is present in high prevalence herds in the world, causing damages for loss of animals, carcass condemnations and expenses treatments mainly secondary infections, given its immunosuppressive action. Control measures are the implementation of the 20 points of Madec on farms, use of disinfectants, colostrum intake, intake of porcine plasma and recently adopting vaccines, which have proven effective in reducing viremia, virus elimination and improvement of production indices. Therefore the control of this disease should be focused on vaccination schedules and biosafety. (AU)


Assuntos
Animais , Circovirus , Doenças dos Suínos/prevenção & controle , Suínos , Infecções por Circoviridae/prevenção & controle , Vacinação/veterinária
18.
Vet. zootec ; 21(3): 343-358, 2014. tab, graf
Artigo em Português | VETINDEX | ID: biblio-1427694

Resumo

A Peste Suína Clássica também conhecida como peste suína, cólera suína ou febre suína clássica é uma doença infecciosa, altamente contagiosa causada por um vírus RNA, com distribuição cosmopolita, pertencente à família Flaviviridae, ao gênero Pestivírus e que acomete suínos domésticos e silvestres. É uma enfermidade de notificação compulsória para a Organização Mundial de Saúde Animal (OIE), apresenta alta morbidade e mortalidade, o que repercute em significativas consequências ao bem-estar animal e prejuízos socioeconômicos, sanitários e ambientais. É caracterizada por uma grande variedade de sinais clínicos e lesões com predominância do tipo hemorrágico. No Brasil, a infecção era endêmica em várias regiões até a década de 1980 quando foram implantados Programas Oficiais do Ministério da Agricultura de Combate e Erradicação. Atualmente no Brasil têm ocorrido focos em alguns estados da região Nordeste e Norte, entretanto, esforços estão sendo empregado para tornar todo o território área livre da doença. Este trabalho teve como objetivo realizar uma revisão de literatura sobre a Peste Suína Clássica.


The Classical Swine Fever also known as swine fever and hog cholera is an infectious disease caused by a highly contagious RNA virus with cosmopolitan distribution, belonging to the family Flaviviridae, the genus Pestivirus and that affects domestic and wild pigs. It is a disease of compulsory notification to the World Organization for Animal Health (OIF) with high morbidity and mortality, causing significant consequences on animal welfare, socio-economic losses, and environmental health. It is characterized by a large variety of clinical signs and predominantly hemorrhagic lesions. In Brazil, the infection was endemic in several regions until the 1980s, when the government started the Official Programs of the Ministry of Agriculture of control and Eradication of the disease. Currently in Brazil there have been outbreaks in some states in the Northeast and North, however, efforts are being employed to make the whole area free of the disease. This study aimed to conduct a literature review of Classical Swine Fever.


La peste porcina clásica también conocida como peste porcina, o la fiebre porcina clásica es una enfermedad infecciosa causada por un virus altamente contagioso RNA con distribución cosmopolita, perteneciente a la familia Flaviviridae y el género pestivirus y que afecta a los cerdos domésticos y salvajes. Es una enfermedad de declaración obligatoria a la Organización Mundial de Sanidad Animal (OIE), con una elevada morbilidad y mortalidad, como se refleja en importantes consecuencias sobre el bienestar animal y las pérdidas socioeconómicas y la salud ambiental. Se caracteriza por una gran variedad de signos clínicos y las lesiones predominantemente hemorrágicas. En Brasil, la infección es endémica en varias regiones hasta la década de 1980, cuando se desplegaron los programas oficiales del Ministerio de Agricultura para combatir y erradicar la peste porcina. Actualmente en Brasil se han registrado brotes en algunos estados del Nordeste y del Norte, sin embargo, se están empleando esfuerzos para que toda la zona libre de la enfermedad. Este estudio tuvo como objetivo realizar una revisión de la literatura de la Peste Porcina Clásica.


Assuntos
Animais , Suínos/virologia , Infecções por Pestivirus/veterinária , Peste Suína Clássica/prevenção & controle , Peste Suína Clássica/epidemiologia , Brasil
19.
Vet. zootec ; 21(3): 370-381, 2014.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: biblio-1427783

Resumo

A doença de Aujeszky (DA), causada pelo herpesvirus suíno tipo 1 é uma enfermidade de grande importância na suinocultura mundial, pois causa enormes prejuízos nas diversas categorias da criação desses animais. Apesar de não ser uma enfermidade com normas que restringem as exportações, sua presença pode comprometer o comércio internacional devido a restrições dos próprios países importadores. Devido a este fato, muitos países estão com programas de controle e erradicação da DA em andamento, inclusive o Brasil. As legislações brasileiras vigentes para o controle desta enfermidade têm seu embasamento legal em lei federal desde 1934, ocasião que foi aprovado o serviço de defesa sanitária animal e fez da DA enfermidade de notificação obrigatória, passível de medidas de defesa sanitária animal. Ao mesmo tempo, também os Estados têm sua legislação específica que regulamenta o assunto. Para o êxito da erradicação vários fatores são imprescindíveis como: adesão do Estado ao programa, inquérito soroepidemiológico, estratégias de combate à doença, sendo fundamental a existência de um serviço de defesa sanitária animal que dê suporte às ações do programa de erradicação.


Aujeszky's disease (AD), caused by Swine herpesvirus 1 (SHV-1) is a disease of major importance in the swine industry worldwide, it causes huge losses in the various categories of the creation of such animals. Although not an illness with rules restricting exports, its presence may jeopardize international trade due to restrictions of importing countries themselves. Due to this fact, many countries have programs to control and eradicate AD underway, including Brazil. The laws in force in that country to control this disease have their legal foundation in federal law since 1934, when it was approved service of animal health protection and the AD made notifiable disease, countervail able of animal health protection. At the same time, states also have their specific legislation regulating the matter. For successful eradication as several factors are essential: the accession of the state program, seroepidemiological survey, strategies to combat the disease, being fundamental to the existence of a service animal health protection that supports the actions of the eradication program.


La enfermedad de Aujeszky (EA), causada por el herpes-vírus porcino tipo 1 es una enfermedad de gran importancia en la indústria porcina a nível mundial, que causa grandes pérdidas en las distintas categorías de la creación de este tipo de animales. A pesar que no es una enfermedad con normas que restringen las exportaciones, su presencia puede comprometer el comercio internacional debido a las restricciones de los propios países importadores. Debido a este hecho, muchos países están con los programas de control y erradicación de la DA en curso, incluido Brasil. Las legislaciones brasileñas en vigor para el control de esta enfermedad tienen su fundamento jurídico en la ley federal desde 1934, ocasión que fue aprovado el servicio de defensa sanitária animal y hizo de la AD enfermedad de notificación obligatoria, responsable de las medidas de defensa sanitária animal. Al mismo tiempo, los estados tienen sus legislaciones específicas que regulan el asunto. Para el éxito de la erradicación varios factores son esenciales como la adhesión del estado al programa, investigaciones seroepidemiológicos, estratégias para combatir la enfermedad, siendo imprescindible disponer de un servicio de protección de la salud animal que apoye las acciones del programa de erradicación.


Assuntos
Animais , Pseudorraiva/prevenção & controle , Suínos/virologia , Inquéritos Epidemiológicos/estatística & dados numéricos , Agência Nacional de Vigilância Sanitária , Programas Nacionais de Saúde , Brasil
20.
Rev. cient. eletrônica med. vet ; 22: 1-16, jan. 2014.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: biblio-1494124

Resumo

A circovirose suína é uma virose causada pelo Circovirus que acomete suínos mundialmente, levando a manifestação da Sindrome Multisistemica definhante dos suíno, mioclonia congênita, síndrome dermatite nefropatia além de estar relacionada com Alteraçoes reprodutivas e respiratórias. O vírus é resistente a diferentes desinfetantes e ao calor o que dificulta a sua eliminação do ambiente, aliado a isto, ele esta presente em altas prevalências nos rebanhos mundiais, causando prejuízos por perdas de animais, condenações de carcaças bem como gastos com tratamentos principalmente de infecções secundarias, tendo em vista sua ação imunosupressora. As medidas de controle são a implantação dos 20 pontos de Madec nas granjas, uso de desinfetantes, ingestão de colostro, ingestão de plasma suíno e recentemente adoção de vacinas, as quais tem se mostrado eficazes na redução da viremia, eliminação do vírus e melhora dos índices produtivos. Portanto o controle desta enfermidade deve ser focado nos esquemas de vacinação e na biosegurança.


The circovirosis swine is caused by a virus that affects pigs worldwide Circovirus, leading to multisystem syndrome manifestation of the withering of swine, congenital myoclonus, syndrome dermatitis nephropathy besides being related changes reproductive and respiratory. The virus is resistant to various disinfectants and heat which complicates their disposal environment, allied to this, it is present in high prevalence herds in the world, causing damages for loss of animals, carcass condemnations and expenses treatments mainly secondary infections, given its immunosuppressive action. Control measures are the implementation of the 20 points of Madec on farms, use of disinfectants, colostrum intake, intake of porcine plasma and recently adopting vaccines, which have proven effective in reducing viremia, virus elimination and improvement of production indices. Therefore the control of this disease should be focused on vaccination schedules and biosafety.


Assuntos
Animais , Circovirus , Doenças dos Suínos/prevenção & controle , Infecções por Circoviridae/prevenção & controle , Suínos , Vacinação/veterinária
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA