Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 4 de 4
Filtrar
Mais filtros

Base de dados
Tipo de documento
Intervalo de ano de publicação
1.
R. bras. Parasitol. Vet. ; 20(1): 49-53, 2011. graf, tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-4856

Resumo

The present study was conducted to evaluate the economic losses and temporal distribution of the prevalence of liver condemnation due to bovine fasciolosis. The abattoir in Atílio Vivácqua, in the South of the State of Espírito Santo, which is under state inspection by the veterinary service of the Livestock and Forest Protection Institute of Espírito Santo, was used as the data source. The prevalence of liver condemnation due to fasciolosis over the period 2006-2009 was calculated. The X2 test, simple linear regression analysis and X2 for trend were used, with a significance level of p ≤0.05. Over the period analyzed, 110,956 cattle were slaughtered and the prevalence of liver condemnation due to Fasciola hepatica was 15.24% in 2006, 23.93% in 2007, 28.57% in 2008 and 28.24% in 2009. The historical trend of liver condemnation is an increasing trend, thus indicating that this parasitism has become established in the herd as a problem in this region, with prevalence similar to that of traditionally endemic regions. Condemnations occurred throughout the year, with the highest prevalence in April and May and with significant differences between the dry and wet seasons. The economic losses from liver condemnation can be considered high. (AU)


O presente trabalho foi realizado com o objetivo de avaliar as perdas econômicas e a distribuição temporal da prevalência de condenação de fígados bovinos devido a fasciolose. O matadouro frigorífico de Atílio Vivácqua, no sul do Estado do Espírito Santo, com inspeção estadual, realizada por médico veterinário vinculado ao Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do Espírito Santo, foi utilizado como fonte de dados. A prevalência de condenação de fígados por fasciolose no período de 2006-2009 foi calculada. O teste do X2, a análise de regressão linear simples e o X2 para tendência foram utilizados, considerando-se o nível de significância p ≤0,05. No período analisado foram abatidos 110.956 bovinos, observando-se prevalências de condenação de fígados por Fasciola hepatica, de 15,24% em 2006, 23,93% em 2007, 28,57% em 2008 e de 28,24% em 2009. A tendência histórica da condenação de fígados é crescente, indicando que este parasitismo estabeleceu-se no rebanho como um problema na região com prevalência similar a de regiões tradicionalmente endêmicas. As condenações ocorreram o ano todo com maior prevalência nos meses de abril e maio e com diferenças significativas entre os períodos seco e chuvoso. As perdas econômicas devido a condenação de fígados podem ser consideradas altas. (AU)


Assuntos
Bovinos , Fasciola hepatica , Fasciolíase/epidemiologia , Bovinos/parasitologia , Matadouros , Distribuição Temporal
2.
Pesqui. vet. bras ; 29(1): 29-32, 2009. tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-422

Resumo

The infection by Neospora caninum of different cattle breeds in dairy properties in two municipalities of the South Fluminense Paraíba Valley, state of Rio de Janeiro, was evaluated. Considering a sampling universe of 2,491 cows, blood samples were collected from 563 dairy cows in 57 farms, which were randomically selected in proportion to the number of animals, using a random stratified sampling system. For each property the number of selected cows was proportional to the herd size. Abortion or other reproductive disorders were not considered as criteria for selecting the animals, and seropositivity was determined by indirect enzyme-linked immunosorbent assay (ELISA). A high association (p=0.006) between seropositivity and racial patterns was found. The analysis revealed that in comparison of pure black-and-white Holstein cows versus Zebu (p=0.0028), Holstein cows showed 2.65 times greater odds for seropositivity. In the same way, by comparing black-and-white Holstein versus Zebu + crossbreed Zebu/Holstein (p=0.01), it was noted that there is 2.23 times more chance for seropositivity in Holstein cattle. There were no significant differences concerning the comparison of Holstein cattle versus crossbreed Zebu/Holstein (p=0.08) or Zebu versus crossbreed Zebu/Holstein (p=0.11). This study supports the hypothesis that there is a close association between cattle breeds and the frequency of infection by N. caninum.(AU)


A realização deste estudo teve como objetivo verificar a ocorrência diferenças na distribuição da infecção por Neospora caninum em bovinos leiteiros da raça Holandesa Preta e Branca e mestiços na Mesorregião Fluminense a maior bacia leiteira do Rio de Janeiro. De um total de 2.491 vacas foram coletadas amostras de sangue de 563 de forma não randomizada, pertencentes a 57 propriedades localizadas nos municípios de Resende e Rio Claro. O tamanho da amostra por propriedade foi proporcional ao número de animais alvo da mesma. O abortamento ou distúrbios reprodutivos não foram utilizados como critérios de seleção. Foi verificada associação altamente significativa entre a soropositividade e o padrão racial (p=0,006). Ao conduzir as análises entre apenas dois padrões verificou-se os seguintes resultados: HPB versus zebuínos (p=0,0028) com 2,65 mais chances de sorpositividade em bovinos HPB; HPB versus (zebuínos + Gir x Holandês) p=0,01, com 2,23 mais chances de sopositividade também na raça HPB. Não houve diferença significativa entre HPB versus Gir x Holandês (p=0,08) e entre os zebuínos e Gir x Holandês (p=0,11). Este estudo suporta a hipótese que existe uma estreita relação entre a presença da infecção e a raça européia Holandesa Preta e Branca, na região e condições em que foi desenvolvido o presente estudo.(AU)


Assuntos
Animais , Neospora/isolamento & purificação , Epidemiologia , Testes Sorológicos/métodos , Ensaio de Imunoadsorção Enzimática/métodos , Bovinos
3.
Pesqui. vet. bras ; 29(3): 253-257, 2009. tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-460

Resumo

Twenty-nine stud farms were selected in the Medium Paraíba region of the Rio de Janeiro state, Brazil. After an interview with the person responsible for the animals, faecal samples were collected from mares and analyzed via the EPG technique, faecal cultures, Sedimentation-centrifugo-flotation, and modified Ueno and Baermann techniques. The prevalence of helminths in the mares and in the stud farms was calculated. The stocking rates of pasture, change of horse bedding, absence of pasture rotation, absence of technology in the property, and less frequent treatment of the animals were associated with a greater prevalence of helminths, showing that these variables must be considered in equine control programs. The intensity of the parasitism was also associated with the stocking rate of pasture, absence of dunghill, presence of the animals only in paddocks, lack of technology in the property, less frequent treatment of the animals, and absence of the use of rotation regarding the anthelmintic class.(AU)


Vinte nove haras foram selecionados na região do Médio Paraíba, Estado do Rio de Janeiro, os responsáveis pelos animais entrevistados e amostras fecais de éguas foram coletadas e submetidas às técnicas de OPG, Coprocultura, Sedimento-centrifugo-flutuação, Ueno e Baermann modificadas. A prevalência dos helmintos para as éguas e haras foi calculada. A capacidade de suporte, a troca de cama nas baias, a ausência da rotação do pasto, a ausência do tecnificação na propriedade e menor freqüência do tratamento dos animais foram associadas à prevalência maior dos helmintos, indicando que estas variáveis devem ser consideradas em programas de controle dos helmintos de eqüinos. A intensidade do parasitismo foi também associado à capacidade de suporte do pasto, à ausência de esterqueira, à presença dos animais somente nos pastos, à ausência do tecnificação na propriedade, à menos freqüência do tratamento e à ausência de uso da rotação da classe anti-helmintica.(AU)


Assuntos
Animais , Feminino , Helmintos/isolamento & purificação , Pastagens/métodos , Fezes/parasitologia , Equidae
4.
Pesqui. vet. bras ; 28(8): 375-378, 2008. tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-323

Resumo

The objective was to evaluate the factors associated with the prevalence of Otodectes cynotis infestations in dogs assisted at the Dermatology Service of the Veterinary Hospital, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro. A total of 250 dogs were examined through direct smear of ear samples using a stereoscopic microscope, for the parasitological diagnostic. All dog owners were interviewed and data regarding the animals and their environments were individually recorded. Mite infestation was observed in 15 animals, with a prevalence of 6 percent. The variables were tested regarding their association with the mites, using the χ2 test and, when appropriate, the Fisher exact test. There were no evidences that age (p = 0,20), sex (p = 0,31), breed (p = 0,50), shape of ear (p = 0,66), type (p = 0,19) and length of hair (p = 0,14) and contact with other animals (p = 0,06) could act as potential risk factors for O. cynotis infestation. However, living environment (p = 0,03) and frequency of environmental cleaning (p = 0,005) may facilitate the infestation. The occurrence of pruritus was associated to the presence of mites (p<0,001), suggesting to be an effect of the parasitism.(AU)


O objetivo deste estudo foi avaliar os fatores associados à prevalência da infestação por Otodectes cynotis em cães atendidos no Setor de Dermatologia do Hospital Veterinário de Pequenos Animais, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro. Foram atendidos 250 cães, sendo o diagnóstico feito através de visualização do ácaro, presente no cerumem coletado e examinado sob microscopia esterioscópica. Todos os proprietários dos cães foram entrevistados para preenchimento de fichas individuais com dados dos animais e do ambiente em que estes viviam. A infestação por O. cynotis foi observada em 15 animais, sendo a prevalência de 6 por cento. A associação entre as variáveis e a presença dos ácaros foi testada através do χ2 e quando pertinente pelo teste de Fisher exato. Não houve evidências que permitissem concluir que a idade (p = 0,20), o sexo (p = 0,31), a raça (p = 0,50), o formato das orelhas (p = 0,66), o tipo (p = 0,19) e comprimento da pelagem (p = 0,14) e, o convívio com outros animais (p = 0,06) poderiam atuar como possíveis fatores de risco para a infestação. Entretanto, o ambiente em que viviam os animais (p = 0,03) e a freqüência de limpeza (p = 0,005) parecem propiciar a infestação. A ocorrência de prurido esteve associada à presença dos ácaros (p<0,001), sugerindo ser um efeito do parasitismo.(AU)


Assuntos
Animais , Infestações por Ácaros/epidemiologia , Fatores de Risco , Cães
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA