Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 3 de 3
Filtrar
Mais filtros

Ano de publicação
Tipo de documento
Intervalo de ano de publicação
1.
Arq. bras. med. vet. zootec. (Online) ; 73(1): 62-72, Jan.-Feb. 2021. tab
Artigo em Português | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1153037

Resumo

Objetivou-se com este estudo comparar a associação de detomidina e cetamina ou dextrocetamina, por via intravenosa contínua, em oito cadelas submetidas a dois protocolos: GCD - indução anestésica com 5mg/kg e infusão intravenosa contínua de 20mg/kg/h de cetamina; e GDD - indução com 3,5mg/kg e infusão de 14mg/kg/h de dextrocetamina. Associou-se detomidina, 30µg/kg/h, em ambos os grupos. Registraram-se frequência cardíaca (FC), pressão arterial (PA), frequência respiratória (f), temperatura (TC), miorrelaxamento, analgesia, hemogasometria e eletrocardiograma, antes e 15 minutos após a MPA (Mbasal e Mmpa); após o início da infusão (Mic); a cada 10 minutos até 90 minutos (M10, M20, M30, M40, M50, M60, M70, M80 e M90); e 30 minutos após o fim da infusão (M120). Foi observada bradicardia em Mmpa no GCD e de Mmpa a M10 no GDD. Ocorreu hipotensão em Mmpa e hipertensão a partir de Mic. A f diminuiu de M10 a M30. Foram observados: onda T de alta amplitude, bloqueios atrioventriculares e parada sinusal. Ocorreu acidose respiratória. O período de recuperação foi de 219,6±72,3 minutos no GCD e de 234,1±96,8 minutos no GDD. A cetamina e a dextrocetamina, associadas à detomidina por infusão contínua, causam efeitos cardiorrespiratórios e anestésicos similares.(AU)


The combination of detomidine and ketamine or dextrocetamine for continuous intravenous infusion was compared in eight female dogs submitted to two protocols: GCD - 5mg/kg of anesthetic induction and continuous intravenous infusion of ketamine 20mg/kg/h; and GDD - induction with 3.5mg/kg and infusion of 14mg/kg/h of dextrocetamine. Detomidine, 30µg/kg/h was associated in both groups. Heart rate (HR), blood pressure (BP), respiratory rate (RR), temperature (CT), myorelaxation, analgesia, blood gas analysis and electrocardiogram were recorded before and 15 minutes after MPA (Mbasal and Mmpa); after the start of infusion (Mic); every 10 minutes to 90 minutes (M10, M20, M30, M40, M50, M60, M70, M80 and M90); and 30 minutes after the end of infusion (M120). Bradycardia was observed in Mmpa in GCD and from Mmpa to M10 in GDD. There was hypotension in Mmpa and hypertension from Mic. The RR decreased from M10 to M30. High amplitude T wave, atrioventricular blocks and sinus arrest were observed. Respiratory acidosis occurred. The recovery period was 219.6±72.3 minutes in GCD and 234.1±96.8 minutes in GDD. Ketamine and S+ ketamine associated with detomidine for continuous infusion cause cardiorespiratory and similar anesthetic effects.(AU)


Assuntos
Animais , Feminino , Cães , N-Metilaspartato/agonistas , Agonistas alfa-Adrenérgicos/análise , Anestésicos Combinados/análise , Ketamina/uso terapêutico , Acidose Respiratória/veterinária , Taxa Respiratória , Frequência Cardíaca , Anestesia Intravenosa/veterinária
2.
Arq. bras. med. vet. zootec. (Online) ; 72(2): 405-410, Mar./Apr. 2020. tab
Artigo em Português | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1128326

Resumo

O presente estudo avaliou a influência do regime hídrico sobre efeitos do propofol em Phrynops geoffroanus, bem como a qualidade da contenção farmacológica produzida. Foram utilizados 10 animais, anestesiados em dois momentos com propofol, na dose de 35mg/kg, por via intracelomática, com intervalo de 15 dias. O grupo 1 fora retirado da água 12 horas antes do procedimento e o grupo 2 permaneceu dentro da água até o momento da indução anestésica. Foram mensuradas frequência cardíaca, pressão arterial sistólica, temperatura, frequência respiratória e saturação de oxi-hemoglobina, e avaliados duração do período de latência, período hábil, período de recuperação e qualidade da contenção farmacológica. Houve diferença significativa entre grupos apenas quanto à frequência cardíaca. No grupo 1, as médias dos períodos de latência, hábil anestésico e de recuperação foram de 16,8±8,4, 86,5±79,4 e 1,5±3,8 minutos, respectivamente. Já no grupo 2, as médias foram de 19,9±9,8, 110,9±104,7 e 28,8±58,2 minutos, respectivamente. Concluiu-se que o regime hídrico de 12 horas não influenciou os parâmetros anestésicos e fisiológicos dos animais e que a qualidade da contenção farmacológica foi considerada boa em ambos os grupos.(AU)


The present study evaluated the influence of the water regime on the effects of propofol on Phrynops geoffroanus, as well as the quality of the pharmacological containment produced. Ten animals, anesthetized at two times with propofol at a dose of 35mg / kg, were used intracelomatically with a 15 day interval. Group 1 was withdrawn from the water 12 hours prior to the procedure and Group 2 remained in the water until the time of anesthetic induction. Heart rate, systolic blood pressure, temperature, respiratory rate and oxyhemoglobin saturation were measured and the duration of the latency period, skill period, recovery period and quality of pharmacological containment were measured. There was a significant difference between groups only regarding heart rate. In Group 1, the means of the latency, skillful anesthesia and recovery periods were 16.8±8.4, 86.5±79.4 and 1.5±3.8 minutes, respectively. In Group 2, the mean values were 19.9±9.8, 110.9±104.7 and 28.8±58.2 minutes, respectively. It was concluded that the 12-hour water regime did not influence the anesthetic and physiological parameters of the animals, and the quality of the pharmacological restraint was considered good in both groups.(AU)


Assuntos
Animais , Tartarugas , Propofol/administração & dosagem , Anestesia/veterinária , Répteis , Jejum
3.
Arq. bras. med. vet. zootec. (Online) ; 72(2): 405-410, Mar./Apr. 2020. tab
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-29655

Resumo

O presente estudo avaliou a influência do regime hídrico sobre efeitos do propofol em Phrynops geoffroanus, bem como a qualidade da contenção farmacológica produzida. Foram utilizados 10 animais, anestesiados em dois momentos com propofol, na dose de 35mg/kg, por via intracelomática, com intervalo de 15 dias. O grupo 1 fora retirado da água 12 horas antes do procedimento e o grupo 2 permaneceu dentro da água até o momento da indução anestésica. Foram mensuradas frequência cardíaca, pressão arterial sistólica, temperatura, frequência respiratória e saturação de oxi-hemoglobina, e avaliados duração do período de latência, período hábil, período de recuperação e qualidade da contenção farmacológica. Houve diferença significativa entre grupos apenas quanto à frequência cardíaca. No grupo 1, as médias dos períodos de latência, hábil anestésico e de recuperação foram de 16,8±8,4, 86,5±79,4 e 1,5±3,8 minutos, respectivamente. Já no grupo 2, as médias foram de 19,9±9,8, 110,9±104,7 e 28,8±58,2 minutos, respectivamente. Concluiu-se que o regime hídrico de 12 horas não influenciou os parâmetros anestésicos e fisiológicos dos animais e que a qualidade da contenção farmacológica foi considerada boa em ambos os grupos.(AU)


The present study evaluated the influence of the water regime on the effects of propofol on Phrynops geoffroanus, as well as the quality of the pharmacological containment produced. Ten animals, anesthetized at two times with propofol at a dose of 35mg / kg, were used intracelomatically with a 15 day interval. Group 1 was withdrawn from the water 12 hours prior to the procedure and Group 2 remained in the water until the time of anesthetic induction. Heart rate, systolic blood pressure, temperature, respiratory rate and oxyhemoglobin saturation were measured and the duration of the latency period, skill period, recovery period and quality of pharmacological containment were measured. There was a significant difference between groups only regarding heart rate. In Group 1, the means of the latency, skillful anesthesia and recovery periods were 16.8±8.4, 86.5±79.4 and 1.5±3.8 minutes, respectively. In Group 2, the mean values were 19.9±9.8, 110.9±104.7 and 28.8±58.2 minutes, respectively. It was concluded that the 12-hour water regime did not influence the anesthetic and physiological parameters of the animals, and the quality of the pharmacological restraint was considered good in both groups.(AU)


Assuntos
Animais , Tartarugas , Propofol/administração & dosagem , Anestesia/veterinária , Répteis , Jejum
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA