Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 8 de 8
Filtrar
Mais filtros

Base de dados
Ano de publicação
Tipo de documento
Intervalo de ano de publicação
1.
Rev. Ciênc. Agrovet. (Online) ; 9(2): 160-168, 2010.
Artigo em Português | LILACS-Express | VETINDEX | ID: biblio-1488669

Resumo

The competition in the market has stimulated the winery industry to improve the management of vineyards and, consequently, the quality of grapes. Among these practices is the cluster thinning. However, there are no criteria to indicate the appropriate level of cluster thinning. To determine the effect of this practice, an experiment was conducted in Bento Gonçalves, RS, during the growing seasons of 2004/2005, 2005/2006, and 2006/2007, with 8-10 years old Cabernet Sauvignon grapevines, grafted on Paulsen 1103 rootstock, planted at a spacing of 1.5 x 3 m, conducted in the horizontal overhead trellis and submitted to mixed pruning method (spur and cane). The cluster thinning was made at the beginning of maturity (50% of fruit color change), and the criteria to define the number of cluster thinning levels studied at different growing seasons were the maximum available number of bud burst and clusters/plant. Therefore, clusters were thinned by leaving: 5, 10, 20, and 30 clusters/ plant in 2004/2005; 15, 25, 40, 60, and 80 clusters/ plant in 2005/2006; and 15, 25, 40, and 60 clusters/ plant in 2006/2007. The trial followed a completely randomized block design, with five replicates of six plants (experimental unit). The data were analyzed by orthogonal polynomial contrasts. The effects of cluster thinning were more intense in the first year (2004/ 2005), when a water restriction oc


A concorrência no mercado tem estimulado as vinícolas a melhorar o manejo das vinhas e, consequentemente, a qualidade das uvas. Dentre essas práticas está o raleio de cachos. No entanto, não existem critérios para indicar o nível de raleio adequado. Para verificar o efeito desta prática, foi conduzido um experimento em Bento Gonçalves, RS, durante os anos agrícolas de 2004/2005, 2005/2006 e 2006/2007, em videiras de 8-10 anos de idade, da cultivar Cabernet Sauvignon, enxertadas sobre Paulsen 1103, plantadas em espaçamento de 1,5 x 3 m e submetidas à poda mista, no sistema de condução latada. O raleio foi feito no início da maturação (50% de mudança de cor da baga), e os critérios utilizados para definir o número de classes de raleio testadas em cada safra foram o número máximo disponível de gemas brotadas e cachos/planta. Sendo assim, na safra 2004/2005 foram deixados 5, 10, 20 e 30 cachos por planta, em 2005/2006, 15, 25, 40, 60 e 80 cachos por planta e, em 2006/2007, 15, 25, 40 e 60 cachos por planta. Foi utilizado o delineamento em blocos casualizados, com cinco repetições de seis plantas (unidade experimental). Os dados foram analisados através de contrastes ortogonais polinomiais. Os efeitos do raleio de cachos foram mais intensos no primeiro ano (2004/2005), quando ocorreu restrição hídrica. Nesse ano, a redução do número de cachos por planta aumentou significativamente a

2.
Ci. Rural ; 39(6)2009.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-706294

Resumo

Protected grapevines cultivation is an alternative to decrease incidence of fungal disease in some regions with excess rain during the ripening period. Plastic covering use above rows cause modifications in plant's microclimate. Theses alterations propitiated by protected cultivation can be promotes increase in plant development and yield. Plastic covering is unfavorable for fungal disease development as clusters rot, nowadays, an important problem in healthy handling in Serra Gaúcha Region, reducing the need of sprays. Another point in plastic covering is the necessity of careful fungicides use; due to ultraviolet reduction radiation and rain absence above clusters, which prolongs the fungicide residual period. This higher residual accumulation in grapes is dangerous for consumption in natura, which directly affects the consummator as well as vinification process, interfering in yeast in wine's fermentation. In general, this technology has efficiency in control fungal disease, however, another production system need to be considered, mainly because requires a different management when compared to the conventional production.


O cultivo protegido na cultura da videira apresenta-se como uma alternativa na diminuição da incidência de doenças fúngicas em regiões que apresentam excesso de chuvas no período da maturação. A utilização de cobertura plástica sobre as fileiras de plantas ocasiona modificações no microclima junto às videiras. Essas alterações propiciam condições favoráveis ao crescimento e incremento da produtividade. Todavia, desfavorecem o desenvolvimento de doenças fúngicas, como as podridões de cachos, que atualmente é um dos maiores problemas no controle fitossanitário na "Serra Gaúcha", reduzindo a necessidade de fungicidas. O uso de fungicidas nessas condições merece muita cautela, devido à redução de radiação ultravioleta e ausência de chuvas sobre os cachos, pelo uso da cobertura plástica, que prolonga o período residual dos fungicidas. O maior acúmulo e a persistência são preocupantes, tanto nas uvas destinadas ao consumo in natura, que afeta diretamente o consumidor, quanto nas destinadas à vinificação, em que prejudica a atuação das leveduras na fermentação dos vinhos. De forma geral, a tecnologia de cobrir os vinhedos com filmes plásticos é eficaz no controle de doenças e na redução do uso de fungicidas. Contudo, deve ser considerada como um novo sistema de produção, principalmente por exigir um manejo fitossanitário distinto em relação ao cultivo convencional.

3.
Ci. Rural ; 39(6)2009.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-706040

Resumo

Protected grapevines cultivation is an alternative to decrease incidence of fungal disease in some regions with excess rain during the ripening period. Plastic covering use above rows cause modifications in plant's microclimate. Theses alterations propitiated by protected cultivation can be promotes increase in plant development and yield. Plastic covering is unfavorable for fungal disease development as clusters rot, nowadays, an important problem in healthy handling in Serra Gaúcha Region, reducing the need of sprays. Another point in plastic covering is the necessity of careful fungicides use; due to ultraviolet reduction radiation and rain absence above clusters, which prolongs the fungicide residual period. This higher residual accumulation in grapes is dangerous for consumption in natura, which directly affects the consummator as well as vinification process, interfering in yeast in wine's fermentation. In general, this technology has efficiency in control fungal disease, however, another production system need to be considered, mainly because requires a different management when compared to the conventional production.


O cultivo protegido na cultura da videira apresenta-se como uma alternativa na diminuição da incidência de doenças fúngicas em regiões que apresentam excesso de chuvas no período da maturação. A utilização de cobertura plástica sobre as fileiras de plantas ocasiona modificações no microclima junto às videiras. Essas alterações propiciam condições favoráveis ao crescimento e incremento da produtividade. Todavia, desfavorecem o desenvolvimento de doenças fúngicas, como as podridões de cachos, que atualmente é um dos maiores problemas no controle fitossanitário na "Serra Gaúcha", reduzindo a necessidade de fungicidas. O uso de fungicidas nessas condições merece muita cautela, devido à redução de radiação ultravioleta e ausência de chuvas sobre os cachos, pelo uso da cobertura plástica, que prolonga o período residual dos fungicidas. O maior acúmulo e a persistência são preocupantes, tanto nas uvas destinadas ao consumo in natura, que afeta diretamente o consumidor, quanto nas destinadas à vinificação, em que prejudica a atuação das leveduras na fermentação dos vinhos. De forma geral, a tecnologia de cobrir os vinhedos com filmes plásticos é eficaz no controle de doenças e na redução do uso de fungicidas. Contudo, deve ser considerada como um novo sistema de produção, principalmente por exigir um manejo fitossanitário distinto em relação ao cultivo convencional.

4.
Artigo em Português | LILACS-Express | VETINDEX | ID: biblio-1477712

Resumo

Protected grapevines cultivation is an alternative to decrease incidence of fungal disease in some regions with excess rain during the ripening period. Plastic covering use above rows cause modifications in plant's microclimate. Theses alterations propitiated by protected cultivation can be promotes increase in plant development and yield. Plastic covering is unfavorable for fungal disease development as clusters rot, nowadays, an important problem in healthy handling in Serra Gaúcha Region, reducing the need of sprays. Another point in plastic covering is the necessity of careful fungicides use; due to ultraviolet reduction radiation and rain absence above clusters, which prolongs the fungicide residual period. This higher residual accumulation in grapes is dangerous for consumption in natura, which directly affects the consummator as well as vinification process, interfering in yeast in wine's fermentation. In general, this technology has efficiency in control fungal disease, however, another production system need to be considered, mainly because requires a different management when compared to the conventional production.


O cultivo protegido na cultura da videira apresenta-se como uma alternativa na diminuição da incidência de doenças fúngicas em regiões que apresentam excesso de chuvas no período da maturação. A utilização de cobertura plástica sobre as fileiras de plantas ocasiona modificações no microclima junto às videiras. Essas alterações propiciam condições favoráveis ao crescimento e incremento da produtividade. Todavia, desfavorecem o desenvolvimento de doenças fúngicas, como as podridões de cachos, que atualmente é um dos maiores problemas no controle fitossanitário na "Serra Gaúcha", reduzindo a necessidade de fungicidas. O uso de fungicidas nessas condições merece muita cautela, devido à redução de radiação ultravioleta e ausência de chuvas sobre os cachos, pelo uso da cobertura plástica, que prolonga o período residual dos fungicidas. O maior acúmulo e a persistência são preocupantes, tanto nas uvas destinadas ao consumo in natura, que afeta diretamente o consumidor, quanto nas destinadas à vinificação, em que prejudica a atuação das leveduras na fermentação dos vinhos. De forma geral, a tecnologia de cobrir os vinhedos com filmes plásticos é eficaz no controle de doenças e na redução do uso de fungicidas. Contudo, deve ser considerada como um novo sistema de produção, principalmente por exigir um manejo fitossanitário distinto em relação ao cultivo convencional.

5.
Ci. Rural ; 39(7)2009.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-706337

Resumo

Microclimate alterations promoted by plastic covering over vineyards interfere in the plant physiology and fungal diseases incidence on grapevines. The aim of this research was to evaluate the influence of the plastic covering on the microclimate of vineyards, in particular on the quality of the incoming solar radiation. The experiment was carried out in 2005/06 and 2006/07 seasons in Flores da Cunha-RS, in a vineyard of Moscato Giallo cultivar shaped in Y, with impermeable plastic (160µm) over 12 rows of 35m length and five rows without covering (control). In both treatments the air temperature and humidity, incoming photosynthetically radiation and wind speed were measured at the level of the canopy and clusters. Continuing measurements were taken through sensors and automatic acquisition systems (datalogger). Influences of the covering on quality of the incoming solar radiation, from 300 to 750nm, were evaluated through a spectroradiometer. The impermeable plastic covering above the plant rows increased the air temperature and decreased the photosynthetically radiation and wind speed. The covering interfered on the quality of the incoming solar radiation, by reducing mainly the irradiance in the ultraviolet band and reducing also the ratio between the irradiance in the red and far-red bands.


Alterações microclimáticas em vinhedos, provocadas pelo uso de cobertura plástica, interferem na fisiologia das plantas e na incidência de doenças fúngicas em videiras. Assim, o objetivo deste trabalho foi avaliar a influência da cobertura plástica no microclima de vinhedos, em particular na qualidade da radiação solar. O experimento foi conduzido nos ciclos 2005/06 e 2006/07, em Flores da Cunha, Rio Grande do Sul (RS), em um vinhedo de 'Moscato Giallo' conduzido em "Y", com cobertura plástica impermeável (160µm) sobre 12 fileiras com 35m, deixando-se cinco fileiras sem cobertura (controle). Em ambas as áreas, avaliou-se o microclima quanto à temperatura do ar, umidade relativa do ar, radiação fotossinteticamente ativa e velocidade do vento, próximo ao dossel vegetativo e aos cachos. Medições contínuas foram efetuadas utilizando sensores e sistemas automáticos de aquisição de dados. Alterações na qualidade da radiação solar incidente sobre o dossel vegetativo, no espectro de 300 a 750nm, foram avaliadas por meio de medições durante cinco dias, com espectroradiômetro. A cobertura plástica impermeável à água sobre as fileiras das plantas aumentou a temperatura do ar e diminuiu a radiação fotossinteticamente ativa e a velocidade do vento. A cobertura interferiu na qualidade da radiação solar incidente, principalmente, reduzindo a irradiância na faixa do ultravioleta e a razão entre a radiação nas faixas do vermelho e vermelho-distante.

6.
Ci. Rural ; 39(7)2009.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-706055

Resumo

Microclimate alterations promoted by plastic covering over vineyards interfere in the plant physiology and fungal diseases incidence on grapevines. The aim of this research was to evaluate the influence of the plastic covering on the microclimate of vineyards, in particular on the quality of the incoming solar radiation. The experiment was carried out in 2005/06 and 2006/07 seasons in Flores da Cunha-RS, in a vineyard of Moscato Giallo cultivar shaped in Y, with impermeable plastic (160µm) over 12 rows of 35m length and five rows without covering (control). In both treatments the air temperature and humidity, incoming photosynthetically radiation and wind speed were measured at the level of the canopy and clusters. Continuing measurements were taken through sensors and automatic acquisition systems (datalogger). Influences of the covering on quality of the incoming solar radiation, from 300 to 750nm, were evaluated through a spectroradiometer. The impermeable plastic covering above the plant rows increased the air temperature and decreased the photosynthetically radiation and wind speed. The covering interfered on the quality of the incoming solar radiation, by reducing mainly the irradiance in the ultraviolet band and reducing also the ratio between the irradiance in the red and far-red bands.


Alterações microclimáticas em vinhedos, provocadas pelo uso de cobertura plástica, interferem na fisiologia das plantas e na incidência de doenças fúngicas em videiras. Assim, o objetivo deste trabalho foi avaliar a influência da cobertura plástica no microclima de vinhedos, em particular na qualidade da radiação solar. O experimento foi conduzido nos ciclos 2005/06 e 2006/07, em Flores da Cunha, Rio Grande do Sul (RS), em um vinhedo de 'Moscato Giallo' conduzido em "Y", com cobertura plástica impermeável (160µm) sobre 12 fileiras com 35m, deixando-se cinco fileiras sem cobertura (controle). Em ambas as áreas, avaliou-se o microclima quanto à temperatura do ar, umidade relativa do ar, radiação fotossinteticamente ativa e velocidade do vento, próximo ao dossel vegetativo e aos cachos. Medições contínuas foram efetuadas utilizando sensores e sistemas automáticos de aquisição de dados. Alterações na qualidade da radiação solar incidente sobre o dossel vegetativo, no espectro de 300 a 750nm, foram avaliadas por meio de medições durante cinco dias, com espectroradiômetro. A cobertura plástica impermeável à água sobre as fileiras das plantas aumentou a temperatura do ar e diminuiu a radiação fotossinteticamente ativa e a velocidade do vento. A cobertura interferiu na qualidade da radiação solar incidente, principalmente, reduzindo a irradiância na faixa do ultravioleta e a razão entre a radiação nas faixas do vermelho e vermelho-distante.

7.
Artigo em Português | LILACS-Express | VETINDEX | ID: biblio-1477728

Resumo

Microclimate alterations promoted by plastic covering over vineyards interfere in the plant physiology and fungal diseases incidence on grapevines. The aim of this research was to evaluate the influence of the plastic covering on the microclimate of vineyards, in particular on the quality of the incoming solar radiation. The experiment was carried out in 2005/06 and 2006/07 seasons in Flores da Cunha-RS, in a vineyard of Moscato Giallo cultivar shaped in Y, with impermeable plastic (160µm) over 12 rows of 35m length and five rows without covering (control). In both treatments the air temperature and humidity, incoming photosynthetically radiation and wind speed were measured at the level of the canopy and clusters. Continuing measurements were taken through sensors and automatic acquisition systems (datalogger). Influences of the covering on quality of the incoming solar radiation, from 300 to 750nm, were evaluated through a spectroradiometer. The impermeable plastic covering above the plant rows increased the air temperature and decreased the photosynthetically radiation and wind speed. The covering interfered on the quality of the incoming solar radiation, by reducing mainly the irradiance in the ultraviolet band and reducing also the ratio between the irradiance in the red and far-red bands.


Alterações microclimáticas em vinhedos, provocadas pelo uso de cobertura plástica, interferem na fisiologia das plantas e na incidência de doenças fúngicas em videiras. Assim, o objetivo deste trabalho foi avaliar a influência da cobertura plástica no microclima de vinhedos, em particular na qualidade da radiação solar. O experimento foi conduzido nos ciclos 2005/06 e 2006/07, em Flores da Cunha, Rio Grande do Sul (RS), em um vinhedo de 'Moscato Giallo' conduzido em "Y", com cobertura plástica impermeável (160µm) sobre 12 fileiras com 35m, deixando-se cinco fileiras sem cobertura (controle). Em ambas as áreas, avaliou-se o microclima quanto à temperatura do ar, umidade relativa do ar, radiação fotossinteticamente ativa e velocidade do vento, próximo ao dossel vegetativo e aos cachos. Medições contínuas foram efetuadas utilizando sensores e sistemas automáticos de aquisição de dados. Alterações na qualidade da radiação solar incidente sobre o dossel vegetativo, no espectro de 300 a 750nm, foram avaliadas por meio de medições durante cinco dias, com espectroradiômetro. A cobertura plástica impermeável à água sobre as fileiras das plantas aumentou a temperatura do ar e diminuiu a radiação fotossinteticamente ativa e a velocidade do vento. A cobertura interferiu na qualidade da radiação solar incidente, principalmente, reduzindo a irradiância na faixa do ultravioleta e a razão entre a radiação nas faixas do vermelho e vermelho-distante.

8.
R. Ci. agrovet. ; 9(2): 160-168, 2010.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-714084

Resumo

The competition in the market has stimulated the winery industry to improve the management of vineyards and, consequently, the quality of grapes. Among these practices is the cluster thinning. However, there are no criteria to indicate the appropriate level of cluster thinning. To determine the effect of this practice, an experiment was conducted in Bento Gonçalves, RS, during the growing seasons of 2004/2005, 2005/2006, and 2006/2007, with 8-10 years old Cabernet Sauvignon grapevines, grafted on Paulsen 1103 rootstock, planted at a spacing of 1.5 x 3 m, conducted in the horizontal overhead trellis and submitted to mixed pruning method (spur and cane). The cluster thinning was made at the beginning of maturity (50% of fruit color change), and the criteria to define the number of cluster thinning levels studied at different growing seasons were the maximum available number of bud burst and clusters/plant. Therefore, clusters were thinned by leaving: 5, 10, 20, and 30 clusters/ plant in 2004/2005; 15, 25, 40, 60, and 80 clusters/ plant in 2005/2006; and 15, 25, 40, and 60 clusters/ plant in 2006/2007. The trial followed a completely randomized block design, with five replicates of six plants (experimental unit). The data were analyzed by orthogonal polynomial contrasts. The effects of cluster thinning were more intense in the first year (2004/ 2005), when a water restriction oc


A concorrência no mercado tem estimulado as vinícolas a melhorar o manejo das vinhas e, consequentemente, a qualidade das uvas. Dentre essas práticas está o raleio de cachos. No entanto, não existem critérios para indicar o nível de raleio adequado. Para verificar o efeito desta prática, foi conduzido um experimento em Bento Gonçalves, RS, durante os anos agrícolas de 2004/2005, 2005/2006 e 2006/2007, em videiras de 8-10 anos de idade, da cultivar Cabernet Sauvignon, enxertadas sobre Paulsen 1103, plantadas em espaçamento de 1,5 x 3 m e submetidas à poda mista, no sistema de condução latada. O raleio foi feito no início da maturação (50% de mudança de cor da baga), e os critérios utilizados para definir o número de classes de raleio testadas em cada safra foram o número máximo disponível de gemas brotadas e cachos/planta. Sendo assim, na safra 2004/2005 foram deixados 5, 10, 20 e 30 cachos por planta, em 2005/2006, 15, 25, 40, 60 e 80 cachos por planta e, em 2006/2007, 15, 25, 40 e 60 cachos por planta. Foi utilizado o delineamento em blocos casualizados, com cinco repetições de seis plantas (unidade experimental). Os dados foram analisados através de contrastes ortogonais polinomiais. Os efeitos do raleio de cachos foram mais intensos no primeiro ano (2004/2005), quando ocorreu restrição hídrica. Nesse ano, a redução do número de cachos por planta aumentou significativamente a

SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA