Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 2 de 2
Filtrar
Mais filtros

Base de dados
Ano de publicação
Tipo de documento
Intervalo de ano de publicação
1.
R. bras. Reprod. Anim. ; 45(3): 148-154, 2021. tab
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-31642

Resumo

A endometrite é a principal responsável pela diminuição nas taxas de fertilidade e recuperação embrionária em éguas e em parte, pode ser associada a contaminações por falhas na antissepsia das biotécnicas reprodutivas aplicadas à espécie. O objetivo deste trabalho foi avaliar os níveis de contaminação decorrentes de diferentes protocolos de antissepsia da genitália externa de éguas doadoras de embrião. Éguas sadias tiveram a vulva higienizada conforme um dos três grupos experimentais: (G1) sabão de côco; (G2) detergente neutro e (G3) clorexidina degermante 2%. Foi realizada a coleta de material da região da vulva, vestíbulo e útero com auxílio de swab estéril. As amostras foram processadas com objetivo de se determinar os principais microgranismos presentes, além da avaliação de Unidades Formadoras de Colônia (UFC). O G1 mostrou-se mais efetivo quanto à redução nas contagens de UFC em todas amostras. Por outro lado, G2 apresentou eficiência de 62%, sendo o tratamento menos eficiente na redução da contaminação das diferentes regiões avaliadas. A escolha adequada do agente sanitizante utilizado na higienização de períneo previamente a intervenções ginecológicas são de suma importância afim de se evitar contaminações ascendentes que levem a endometrites.(AU)


Endometritis is mainly responsible for the decrease in fertility and embryonic recovery rates in mares and, in part, it can be associated with contaminations due to failures in the antisepsis of reproductive biotechniques applied to the specie. The objective of this study was to evaluate the levels of contamination resulting from different protocols for antisepsis of the external genitalia of embryo donor mares. Healthy mares had their vulva sanitized according to one of the three experimental groups: (G1) coconut soap; (G2) neutral detergent and (G3) 2% chlorhexidine degerming. It was made the collection of material from the vulva, vestibule and uterus region with the aid of a sterile swab. The samples were processed in order to determine the main microorganisms present, in addition to the evaluation of Colony Forming Units (CFU). G1 was more effective in reducing CFU counts in all samples. On the other hand, G2 showed an efficiency of 62%, being the treatment less efficient in reducing contamination in the different regions evaluated. The proper choice of the sanitizing agent used to clean the perineum prior to gynecological interventions is of paramount importance in order to avoid ascending contamination that lead to endometritis.(AU)


Assuntos
Animais , Feminino , Antissepsia , Genitália Feminina/microbiologia , Técnicas Microbiológicas , Endometrite/microbiologia , Cavalos/microbiologia
2.
Rev. bras. reprod. anim ; 45(3): 148-154, 2021. tab
Artigo em Português | VETINDEX | ID: biblio-1492652

Resumo

A endometrite é a principal responsável pela diminuição nas taxas de fertilidade e recuperação embrionária em éguas e em parte, pode ser associada a contaminações por falhas na antissepsia das biotécnicas reprodutivas aplicadas à espécie. O objetivo deste trabalho foi avaliar os níveis de contaminação decorrentes de diferentes protocolos de antissepsia da genitália externa de éguas doadoras de embrião. Éguas sadias tiveram a vulva higienizada conforme um dos três grupos experimentais: (G1) sabão de côco; (G2) detergente neutro e (G3) clorexidina degermante 2%. Foi realizada a coleta de material da região da vulva, vestíbulo e útero com auxílio de swab estéril. As amostras foram processadas com objetivo de se determinar os principais microgranismos presentes, além da avaliação de Unidades Formadoras de Colônia (UFC). O G1 mostrou-se mais efetivo quanto à redução nas contagens de UFC em todas amostras. Por outro lado, G2 apresentou eficiência de 62%, sendo o tratamento menos eficiente na redução da contaminação das diferentes regiões avaliadas. A escolha adequada do agente sanitizante utilizado na higienização de períneo previamente a intervenções ginecológicas são de suma importância afim de se evitar contaminações ascendentes que levem a endometrites.


Endometritis is mainly responsible for the decrease in fertility and embryonic recovery rates in mares and, in part, it can be associated with contaminations due to failures in the antisepsis of reproductive biotechniques applied to the specie. The objective of this study was to evaluate the levels of contamination resulting from different protocols for antisepsis of the external genitalia of embryo donor mares. Healthy mares had their vulva sanitized according to one of the three experimental groups: (G1) coconut soap; (G2) neutral detergent and (G3) 2% chlorhexidine degerming. It was made the collection of material from the vulva, vestibule and uterus region with the aid of a sterile swab. The samples were processed in order to determine the main microorganisms present, in addition to the evaluation of Colony Forming Units (CFU). G1 was more effective in reducing CFU counts in all samples. On the other hand, G2 showed an efficiency of 62%, being the treatment less efficient in reducing contamination in the different regions evaluated. The proper choice of the sanitizing agent used to clean the perineum prior to gynecological interventions is of paramount importance in order to avoid ascending contamination that lead to endometritis.


Assuntos
Feminino , Animais , Antissepsia , Cavalos/microbiologia , Endometrite/microbiologia , Genitália Feminina/microbiologia , Técnicas Microbiológicas
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA