Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 46
Filtrar
Mais filtros

Tipo de documento
Intervalo de ano de publicação
1.
Acta amaz ; 201990.
Artigo em Português | LILACS-Express | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1454357

Resumo

Numerous pejibaye plants were evaluated in 12 year old second growth on an abandoned farm to determine the extent of natural regeneration. Adults plabts with crowns above the canopy produce fruit. Fruits are predated by man and seeds by rodents. Lateral shoots grow weell with enough light or show leaf etiolation and reduced number in shade. Two seedlings were found, with low leaf number, riolated petioles and low leaf area, suggesting extremely slow growth in shade. Reproduction appears to depend upon natural or manmade clearings, the former of insuficient duration to permit natural regeneration. This, combined with other modifications, confirms pejibaye's status as a full domesticate.

2.
Acta amaz. ; 201990.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-449474

Resumo

Numerous pejibaye plants were evaluated in 12 year old second growth on an abandoned farm to determine the extent of natural regeneration. Adults plabts with crowns above the canopy produce fruit. Fruits are predated by man and seeds by rodents. Lateral shoots grow weell with enough light or show leaf etiolation and reduced number in shade. Two seedlings were found, with low leaf number, riolated petioles and low leaf area, suggesting extremely slow growth in shade. Reproduction appears to depend upon natural or manmade clearings, the former of insuficient duration to permit natural regeneration. This, combined with other modifications, confirms pejibaye's status as a full domesticate.

3.
Acta amaz ; 10(2)1980.
Artigo em Português | LILACS-Express | VETINDEX | ID: biblio-1453621

Resumo

Summary Cultivars of food plants actually found in Amazonia that are different from present days wild varieties have been selected by the indians in the last 10,000 years in South America and likely in the last 4,000 to 1,000 years by Amazonian tribes. This paper analyses 40 cultivars of manhioc of Desana and 13 of Tikuna. Surveys in 7 indian tribes reveal an average of 22 cultivars per tribe. Discussed are wild and selected (by the indians) "varieties" of several fruit trees: abiu Pouteria caimito), sapota (Matisia cordata), sapoti (Manilkara zapota), pupunha (Bactris gasipaes), pineapple (Ananas exculenta). Attention is given to some domesticated tuber plants (yam, sweet-potatoes, taro. leren) and to cupá (Cissus gongilodes); this last one, due to the small distribution may be one of the most recent domestications. It is suggested that the duck (Cairina moschata) domesticated itself in order to occupy the empty niche near the tribes.


Resumo Os cultivares de plantas, de valor alimentício, encontrados na Amazônia, diferentes da população selvagem encontrada nas matas, foram selecionados pelos índios nos últimos 10.000 anos, para a América do Sul inteira e, possivelmente, nos últimos 4000 a 1000 anos para as plantas domesticadas na Amazônia. Este trabalho analisa 40 cultivares de mandiocas e macaxeiras dos Desâna e 13 dos Tikúna. Contagens em 7 tribos revelaram uma média de 22 cultivares por tribo. Indica-se para as fruteiras: abiu, sapota, sapoti, pupunha, abacaxi, o tamanho e características das plantas selvagens e das selecionadas pelos índios. Mencionam-se, também, algumas tuberosas (cará, batata-doce, taioba, ariá, caroço-de-umari) domesticadas e o cupá (Cissus gongilodes); este último talvez seja uma das domesticações mais recentes. Sugere-se que o pato (Cairina moschata) se tenha autodomesticado, por meio de poucas mutações, com o que ocuparia um nicho ecológico vazio.

4.
Acta amaz ; 14(3)1984.
Artigo em Português | LILACS-Express | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1454051

Resumo

The pejibaye appears to have two strategies to insure cross-pollination. One of these appears to be a quantitative genetic factor inhibiting self -pollination. To study this factor two series of controlled self-pollinations were made in two different juvenile populations. The first population presented an average of 19,121 self-compatibility, measured as percentage of fertil fruit produced from all. flowers. However the coefficient of variation was extremely high. Open-pollination on the same trees produced only 22% fertil fruit, with a lower coefficient, of variation, suggesting that fruit, set was generally pooh. in this population at that time. The second population presented an average of 37.621 self-compatibility, with a lower coefficient of variation. Variation within trees was also detected and shown to be considerable. Overall, self-compatibility varied from 0 to 81%, with an non-normal distribution. The use of juvenile plants may be the reason for high variability within trees. Although little self-incompatibility was found in these populations, this characteristic is recomended as a descriptor for germplasm banks and should be obtained on adult plants to avoid high juvenile variability.


A pupunha aparentemente, possui duas estratégias que asseguram a sua polinização cruzada. Uma delas parece ser um fator genético quantitativo que inibe a auto-polinização. Para estudar este fator, duas series de polinização controlada foram feitas em duas diferentes populações juvenis. A primeira população apresentou uma media, de 19,2% de auto-compatibilidade, medida em percentagem de frutos férteis produzidos em relação a todas as flores. Entretanto, o coeficiente de variação foi extremamente alto. A polinização aberta em algumas plantas produziu 22% de frutos férteis, com um coeficiente de variação menor, sugerindo que, o " fruit set" foi, em geral, baixo nutria população, naquela vez. A segunda população, apresentou em media 37,62% de auto-compatibilidade, com um coeficiente de variação menor. Variação entre as árvores foi também detectada e mostrou ser considerável. Além do mais, a auto-compatibilidade variou de 0 a 81%, em distribuição normal. 0 uso de plantas juvenis pode ser a razão da alta variabilidade entre plantas. Apesar da pouca auto-compatibilidade encontrada nestas populações, esta característica é recomendada como descritor para bancos de germoplasma e deve ser obtida em plantas adultas para evitar a alta variabilidade juvenil.

5.
Acta amaz. ; 10(2)1980.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-683776

Resumo

Summary Cultivars of food plants actually found in Amazonia that are different from present days wild varieties have been selected by the indians in the last 10,000 years in South America and likely in the last 4,000 to 1,000 years by Amazonian tribes. This paper analyses 40 cultivars of manhioc of Desana and 13 of Tikuna. Surveys in 7 indian tribes reveal an average of 22 cultivars per tribe. Discussed are wild and selected (by the indians) "varieties" of several fruit trees: abiu Pouteria caimito), sapota (Matisia cordata), sapoti (Manilkara zapota), pupunha (Bactris gasipaes), pineapple (Ananas exculenta). Attention is given to some domesticated tuber plants (yam, sweet-potatoes, taro. leren) and to cupá (Cissus gongilodes); this last one, due to the small distribution may be one of the most recent domestications. It is suggested that the duck (Cairina moschata) domesticated itself in order to occupy the empty niche near the tribes.


Resumo Os cultivares de plantas, de valor alimentício, encontrados na Amazônia, diferentes da população selvagem encontrada nas matas, foram selecionados pelos índios nos últimos 10.000 anos, para a América do Sul inteira e, possivelmente, nos últimos 4000 a 1000 anos para as plantas domesticadas na Amazônia. Este trabalho analisa 40 cultivares de mandiocas e macaxeiras dos Desâna e 13 dos Tikúna. Contagens em 7 tribos revelaram uma média de 22 cultivares por tribo. Indica-se para as fruteiras: abiu, sapota, sapoti, pupunha, abacaxi, o tamanho e características das plantas selvagens e das selecionadas pelos índios. Mencionam-se, também, algumas tuberosas (cará, batata-doce, taioba, ariá, caroço-de-umari) domesticadas e o cupá (Cissus gongilodes); este último talvez seja uma das domesticações mais recentes. Sugere-se que o pato (Cairina moschata) se tenha autodomesticado, por meio de poucas mutações, com o que ocuparia um nicho ecológico vazio.

6.
Acta amaz. ; 14(3)1984.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-449168

Resumo

The pejibaye appears to have two strategies to insure cross-pollination. One of these appears to be a quantitative genetic factor inhibiting self -pollination. To study this factor two series of controlled self-pollinations were made in two different juvenile populations. The first population presented an average of 19,121 self-compatibility, measured as percentage of fertil fruit produced from all. flowers. However the coefficient of variation was extremely high. Open-pollination on the same trees produced only 22% fertil fruit, with a lower coefficient, of variation, suggesting that fruit, set was generally pooh. in this population at that time. The second population presented an average of 37.621 self-compatibility, with a lower coefficient of variation. Variation within trees was also detected and shown to be considerable. Overall, self-compatibility varied from 0 to 81%, with an non-normal distribution. The use of juvenile plants may be the reason for high variability within trees. Although little self-incompatibility was found in these populations, this characteristic is recomended as a descriptor for germplasm banks and should be obtained on adult plants to avoid high juvenile variability.


A pupunha aparentemente, possui duas estratégias que asseguram a sua polinização cruzada. Uma delas parece ser um fator genético quantitativo que inibe a auto-polinização. Para estudar este fator, duas series de polinização controlada foram feitas em duas diferentes populações juvenis. A primeira população apresentou uma media, de 19,2% de auto-compatibilidade, medida em percentagem de frutos férteis produzidos em relação a todas as flores. Entretanto, o coeficiente de variação foi extremamente alto. A polinização aberta em algumas plantas produziu 22% de frutos férteis, com um coeficiente de variação menor, sugerindo que, o " fruit set" foi, em geral, baixo nutria população, naquela vez. A segunda população, apresentou em media 37,62% de auto-compatibilidade, com um coeficiente de variação menor. Variação entre as árvores foi também detectada e mostrou ser considerável. Além do mais, a auto-compatibilidade variou de 0 a 81%, em distribuição normal. 0 uso de plantas juvenis pode ser a razão da alta variabilidade entre plantas. Apesar da pouca auto-compatibilidade encontrada nestas populações, esta característica é recomendada como descritor para bancos de germoplasma e deve ser obtida em plantas adultas para evitar a alta variabilidade juvenil.

7.
Acta amaz ; 14(1)1984.
Artigo em Português | LILACS-Express | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1454045

Resumo

Composition of the male flowers of peach palm(Bactris gasipaes H.E.K., Palmae). Male flowers of, peach palm ore occasionally consumed as a vegetable 0r, mixed with other ingredients, as a condiment. Three sample were analysed to discover their nutritional values. These flowers contain law levels of protein (1.2% and fats (2.8%)and reasonable levels of able levels of carboidrates (15%); nutritional value is low.

8.
Acta amaz ; 161986.
Artigo em Português | LILACS-Express | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1454116

Resumo

he leaf area is an important growth parameter and is directly related to the production of fruit. In this study the leaf area of the pejibye (Bactris gasipaes H.B.K.) was estimated in three different accessions that represent the populations of Benjamin Constant, Coari and Rio Preto da Eva, in Amazonas State, Brasil. First, a comparison of the regression coefficient between true leaf area and rectangular areas of the leaflets was made to determine the similarity of the Amazon and the Central American pejibaye. Second. leaf area was estimated for three leaves/plant and three plants/ accession for each population. The leaflet number, the average lenght and maximum width of a sample of six leaflets and a correction factor allow this estimation. It was determined that the three accessions are significantly different in this parameter, suggesting that the leaf area and its components are important descriptiors, both for populations and for genetic improvement of this species.


A área foliar é um importante parâmetro de crescimento e está diretamente relacio nada com a produção de frutos. Neste trabalho estimou-se a área foliar da pupunheina (Bactris gasipaes H.B.K.) em três diferentes acessos que representam as populações de Benjamin Constant, Coari e Rio Preto da Eva, no Estado do Amazonas,Brasil. Primeiro com parou-se o coeficiente de regressão entre a área verdadeira e a área retangular dos folíolos para determinar a similaridade entre as pupunheiras da Amazônia e as da América Central. A seguir, estimou-se a área foliar de três folhas/plantas e três plantas/acesso para cada população. O número de folíolos, a média do comprimento e da largura máxima de uma amostra de seis folíolos e um fator de correção, permitem fazer esta estimativa. Determinou-se que os três acessos são significativamente diferentes quanto a este parâme tro, sugerindo que a área foliar e seus componentes são descritores de importância, tan to na descrição de populações como no melhoramento genético da espécie.

9.
Acta amaz ; 30(3)2000.
Artigo em Português | LILACS-Express | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1454754

Resumo

Research with pejibaye or peach palm (Bactris gasipaes Kunth) has intensified in various countries due to its increasing use in plantations for heart-of-palm production, as a substitute for the predatory extraction of wild palms. Because the species is still understudied, researchers use different traits to evaluate its growth and yield, frequently measured in different ways, making direct comparisons of experiments impossible. This paper reviews methods used to analyse growth and yield in pejibaye and proposes a set of standard measurements to be used to evaluate agronomic and genetic experiments for heart-of-palm production. The essential vegetative measurements are plant height, leaf number and offshoot number, and the optional measurements are plant diameter, individual and whole plant leaf area and biomass. The essential yield measurements are number of harvested hearts-of-palm ("palmitos") and heart-of-palm weight and length (export type only), and the optional measurements are tender stem (basal by-product) weight, tender leaf (apical by-product) weight and heart-of-palm diameter. The use of these measurements, as explained here, will permit comparison of experiments in different environments and with different genotypes, as well as the estimation of useful growth, yield and physiological parameters.


Pesquisas com a pupunheira (Bactris gasipaes Kunth) têm sido intensificadas em vários países devido ao crescente uso dessa espécie para produção agrícola de palmito, em substituição à exploração predatória de palmeiras silvestres. Por ser uma espécie ainda pouco estudada, pesquisadores utilizam diferentes caracteres para avaliar o crescimento e a produção, frequentemente medidos de formas distintas, impossibilitando assim a comparação de resultados. O presente trabalho faz uma revisão dos métodos para análise de crescimento e produção em pupunheira, e propõe a padronização de medidas a serem usadas em experimentos agronômicos e genéticos visando a produção de palmito. As medidas vegetativas essenciais são altura, número de folhas e número de perfilhos, enquanto as opcionais são diâmetro da planta, área foliar e biomassa foliar. As medidas produtivas essenciais são número de palmitos colhidos, peso e comprimento do palmito (tipo exportação), considerando-se como opcionais peso do estipe tenro (resíduo basal), peso da folha tenra (resíduo apical) e diâmetro do palmito. O uso dessas medidas, como explicadas aqui, permitirá a comparação de resultados entre experimentos em diferentes ambientes e com diferentes genótipos, bem como a estimação de vários parâmetros fisiológicos de crescimento e produção.

10.
Acta amaz. ; 30(3)2000.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-449810

Resumo

Research with pejibaye or peach palm (Bactris gasipaes Kunth) has intensified in various countries due to its increasing use in plantations for heart-of-palm production, as a substitute for the predatory extraction of wild palms. Because the species is still understudied, researchers use different traits to evaluate its growth and yield, frequently measured in different ways, making direct comparisons of experiments impossible. This paper reviews methods used to analyse growth and yield in pejibaye and proposes a set of standard measurements to be used to evaluate agronomic and genetic experiments for heart-of-palm production. The essential vegetative measurements are plant height, leaf number and offshoot number, and the optional measurements are plant diameter, individual and whole plant leaf area and biomass. The essential yield measurements are number of harvested hearts-of-palm ("palmitos") and heart-of-palm weight and length (export type only), and the optional measurements are tender stem (basal by-product) weight, tender leaf (apical by-product) weight and heart-of-palm diameter. The use of these measurements, as explained here, will permit comparison of experiments in different environments and with different genotypes, as well as the estimation of useful growth, yield and physiological parameters.


Pesquisas com a pupunheira (Bactris gasipaes Kunth) têm sido intensificadas em vários países devido ao crescente uso dessa espécie para produção agrícola de palmito, em substituição à exploração predatória de palmeiras silvestres. Por ser uma espécie ainda pouco estudada, pesquisadores utilizam diferentes caracteres para avaliar o crescimento e a produção, frequentemente medidos de formas distintas, impossibilitando assim a comparação de resultados. O presente trabalho faz uma revisão dos métodos para análise de crescimento e produção em pupunheira, e propõe a padronização de medidas a serem usadas em experimentos agronômicos e genéticos visando a produção de palmito. As medidas vegetativas essenciais são altura, número de folhas e número de perfilhos, enquanto as opcionais são diâmetro da planta, área foliar e biomassa foliar. As medidas produtivas essenciais são número de palmitos colhidos, peso e comprimento do palmito (tipo exportação), considerando-se como opcionais peso do estipe tenro (resíduo basal), peso da folha tenra (resíduo apical) e diâmetro do palmito. O uso dessas medidas, como explicadas aqui, permitirá a comparação de resultados entre experimentos em diferentes ambientes e com diferentes genótipos, bem como a estimação de vários parâmetros fisiológicos de crescimento e produção.

11.
Acta amaz. ; 161986.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-449242

Resumo

he leaf area is an important growth parameter and is directly related to the production of fruit. In this study the leaf area of the pejibye (Bactris gasipaes H.B.K.) was estimated in three different accessions that represent the populations of Benjamin Constant, Coari and Rio Preto da Eva, in Amazonas State, Brasil. First, a comparison of the regression coefficient between true leaf area and rectangular areas of the leaflets was made to determine the similarity of the Amazon and the Central American pejibaye. Second. leaf area was estimated for three leaves/plant and three plants/ accession for each population. The leaflet number, the average lenght and maximum width of a sample of six leaflets and a correction factor allow this estimation. It was determined that the three accessions are significantly different in this parameter, suggesting that the leaf area and its components are important descriptiors, both for populations and for genetic improvement of this species.


A área foliar é um importante parâmetro de crescimento e está diretamente relacio nada com a produção de frutos. Neste trabalho estimou-se a área foliar da pupunheina (Bactris gasipaes H.B.K.) em três diferentes acessos que representam as populações de Benjamin Constant, Coari e Rio Preto da Eva, no Estado do Amazonas,Brasil. Primeiro com parou-se o coeficiente de regressão entre a área verdadeira e a área retangular dos folíolos para determinar a similaridade entre as pupunheiras da Amazônia e as da América Central. A seguir, estimou-se a área foliar de três folhas/plantas e três plantas/acesso para cada população. O número de folíolos, a média do comprimento e da largura máxima de uma amostra de seis folíolos e um fator de correção, permitem fazer esta estimativa. Determinou-se que os três acessos são significativamente diferentes quanto a este parâme tro, sugerindo que a área foliar e seus componentes são descritores de importância, tan to na descrição de populações como no melhoramento genético da espécie.

12.
Acta amaz. ; 14(1)1984.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-449163

Resumo

Composition of the male flowers of peach palm(Bactris gasipaes H.E.K., Palmae). Male flowers of, peach palm ore occasionally consumed as a vegetable 0r, mixed with other ingredients, as a condiment. Three sample were analysed to discover their nutritional values. These flowers contain law levels of protein (1.2% and fats (2.8%)and reasonable levels of able levels of carboidrates (15%); nutritional value is low.

13.
Acta amaz ; 12(4)1982.
Artigo em Português | LILACS-Express | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1453903

Resumo

Summary This article presents the history of the institutional organizations responsable for the study of fruit genetic resources indigenous to the Amazon. The past and present priority lists of CPATU/EMBRAPA, FCAP, INPA/ CNPq, UEPAE/EMBRAPA, CNPMF/EMBRAPA, CEPLAC, CNPSD/EMBRAPA and EPACE are presented, together with the species lists of the germplasm collections and germplasm banks maintained by each institution, as well as discussion of each institution's immediate intentions for the expansion of these studies. Most of the species that appear in the priority list as indigenous to Amazonia are then considered with more detail, as well as several others with eventual economic potential. The uses of these fruits are mentioned and references are made in relation to the threat of genetic erosion faced by each species. The importance of Palmae germplasm is emphasized. General considerations are made about the status of efforts for collecting and conservation of these valuable genetic resources With special reference to the work of CENARGEN/EMBRAPA, about general and specific threats of genetic erosion in the region and some suggestions are made on the strategy for saving these genetic resources.


Resumo Este artigo reúne parte dos estudos com recursos genéticos das espécies frutíferas indígenas da Amazônia. Apresentam-se listas de prioridades históricas e atuais de cada instituição que se dedica à pesquisa com estas espécies, as listas das coleções e os bancos de germoplasma de cada instituição e suas possibilidades imediatas para expandir estas pesquisas. Apresentam-se algumas informações sobre diversas espécies prioritárias, comentários sobre o respectivo potencial económico e algumas considerações sobre a ameaça de erosão genética que cada uma enfrenta. Discute-se a situação atual da prospecção e conservação de germoplasma de espécies frutíferas nativas da região Amazônica e apresentam-se sugestões para conservação destes recursos genéticos.

14.
Acta amaz ; 18(3)1988.
Artigo em Português | LILACS-Express | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1454286

Resumo

Pejibaye (Bactris gasipaes H.B.K., Palmae) has considerable potential as an oil crop and breeding programs are being planned. Fruit mesocarp centesimal variation within a fraction of the oiliest progeny found to date (318P) is presented, with an analysis of the correlations among these components. None of the progeny approached the maternal level of 61.7% of dry weight. Fats and carbohydrates are highly and negatively correlated.

15.
Acta amaz ; 191989.
Artigo em Português | LILACS-Express | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1454291

Resumo

SUMMARYPhenotypic variation in fruits of 12 accessions of cubiu (Solanum sessiliflorum Dunal) evaluated in Manaus, Amazonas, Brazil. The cubiu was domesticated by the amerindians and has considerable economic potential for modern agro-industry. Fruit of 12 accessions werw evaluated to determine differecens among these in yield, fruit shape and dimensions, and several economically important characters ( pulp thickness, juice volume, Brix). There exists considerable variation in all characters evaluated, especially size and number of fruits. Brix varied from 4 to 6 and juice volume from 10 to 30ml, in fruits that varied from 40 to 190 g. There is sufficient variation in these 12 introductions to permit rapid genetic advance during breeding for any agro-industrial requirement.


RESUMOO cubiu foi domesticado pelos ameríndios e tem potencial econômico considerável para a agroindústria moderna. Frutos de doze introduções de cubiu foram avaliados em Manaus para determinar as diferenças entre estas: formato, dimensões e carateres de importância econômica (espessura de polpa, volume do suco, grau Brix). Existe considerável variação entre as introduções para todos os carateres avaliados, especialmente tamanho e número de frutos. A concentração de sólidos solúveis totais variou de 4 a 6 e o volume de suco de 10 a 30 ml em frutos de 40 a 190 g. Conclui-se que estas 12 introduções possuem variação ampla que permite progresso genético rápido no melhoramento para qualquer finalidade agroindustrial.

16.
Acta amaz ; 30(4)dez. 2000.
Artigo em Português | LILACS-Express | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1454779

Resumo

The objective of this study was to determine the influence ofconstant (20, 25, 30 and 35°C) and alternating (12 / 12 hours:20:30°C and 20:35°C) temperatureson seed germinationin a cultivated population of Orinoco apple (Solanum sessiliflorum Dunal) in the absense of light. Percentage of germination and germination velocity index (G.V.I.) were evaluated. The 20:35°C and 20:30°C alternating temperatures presented similar germination, 68.7% and 65.5%, and G.V.I., 33.7 and 32.7, respectively. Germination at constant temperature was very much reduced, varying from 0 to 1 %.


Objetivou-se determinar a influência de diferentes temperaturas constantes (20, 25, 30 e 35°C) e alternadas de 12 / 12 horas (20:30°C e 20:35°C) na germinação de sementes de uma população cultivada de cubiu (Solanum sessiliflorum Dunal) na ausência de luz. Foram avaliadas a percentagem de germinação e o índice de velocidade de germinação (I.V.G.). Os tratamentos com temperaturas alternadas foram similares, com 68,7% e 65,5% de germinação e com 33,7 e 32,7 de I.V.G., respectivamente. Nos tratamentos com temperaturas constantes a germinação foi baixa, com percentagens de germinação entre 0 e 1%.

17.
Acta amaz ; 32(1)2002.
Artigo em Português | LILACS-Express | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1454861

Resumo

The Malay apple (Syzygium malaccensis Merr. & Perry, Myrtaceae) originated in southeast Asia, and is common and appreciated in South and Central America today. A knowledge of its phenology will help plan and manage the plantation and commercialization of its fruits. This study took place from January 1980 to December 1982 in 5-year-old trees planted as ornamentals in Manaus, AM, Brazil. Flowering and fruiting of Malay apple occurred twice a year, once in the mid-rainy season (March) and once in the mid-dry season (July-August); both events were very rapid, with durations of 7 to 15 days; the interval between flowering and harvest was about one month. The climatic stimulus for flowering was not evident. The Malay apple had low fruit set (4 to 10%), similar to the majority of Amazonian fruits. A large number of bee species visited the flowers, suggesting a pollination syndrom rather than recent local co-evolution with a single species or genus. Yield was relatively low. varying from 17.7 to 69.7 kg/plant (4 to 14 t/ ha), although it must be remembered that these trees were never fertilized.


O jambeiro (Syzygium malaccensis Merr. & Perry, Myrtaceae) é uma fruteira originária do sudeste da Ásia, hoje muito comum e apreciada na América do Sul e Central. O conhecimento de sua fenologia pode contribuir para o planejamento e o manejo do plantio, e a comercialização dos frutos. Num estudo realizado de janeiro de 1980 a dezembro de 1982 com árvores de cinco anos de idade, plantadas como ornamental em Manaus, AM, Brasil, constatou-se que a floração e a frutificação do jambeiro ocorreram duas vezes ao ano: em meado da estação chuvosa (março) e durante o período de estiagem (julho-agosto). Ambos eventos foram rápidos, com duração de sete a 15 dias, levando cerca de um mês entre a floração e a safra. O estímulo climático à floração não foi evidente. O jambeiro apresentou vingamento moderado (4 a 10%), como ocorre com a maioria das fruteiras da Amazônia. Um grande número de abelhas visitou as flores, sugerindo uma síndrome de polinização, em lugar de co-evolução com uma espécie ou gênero. A produtividade foi relativamente baixa, variando de 17,7 a 69.7 kg/planta, equivalente a 4 a 14 t/ha, sendo conveniente lembrar que essas árvores nunca foram adubadas.

18.
Acta amaz. ; 32(1)2002.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-449897

Resumo

The Malay apple (Syzygium malaccensis Merr. & Perry, Myrtaceae) originated in southeast Asia, and is common and appreciated in South and Central America today. A knowledge of its phenology will help plan and manage the plantation and commercialization of its fruits. This study took place from January 1980 to December 1982 in 5-year-old trees planted as ornamentals in Manaus, AM, Brazil. Flowering and fruiting of Malay apple occurred twice a year, once in the mid-rainy season (March) and once in the mid-dry season (July-August); both events were very rapid, with durations of 7 to 15 days; the interval between flowering and harvest was about one month. The climatic stimulus for flowering was not evident. The Malay apple had low fruit set (4 to 10%), similar to the majority of Amazonian fruits. A large number of bee species visited the flowers, suggesting a pollination syndrom rather than recent local co-evolution with a single species or genus. Yield was relatively low. varying from 17.7 to 69.7 kg/plant (4 to 14 t/ ha), although it must be remembered that these trees were never fertilized.


O jambeiro (Syzygium malaccensis Merr. & Perry, Myrtaceae) é uma fruteira originária do sudeste da Ásia, hoje muito comum e apreciada na América do Sul e Central. O conhecimento de sua fenologia pode contribuir para o planejamento e o manejo do plantio, e a comercialização dos frutos. Num estudo realizado de janeiro de 1980 a dezembro de 1982 com árvores de cinco anos de idade, plantadas como ornamental em Manaus, AM, Brasil, constatou-se que a floração e a frutificação do jambeiro ocorreram duas vezes ao ano: em meado da estação chuvosa (março) e durante o período de estiagem (julho-agosto). Ambos eventos foram rápidos, com duração de sete a 15 dias, levando cerca de um mês entre a floração e a safra. O estímulo climático à floração não foi evidente. O jambeiro apresentou vingamento moderado (4 a 10%), como ocorre com a maioria das fruteiras da Amazônia. Um grande número de abelhas visitou as flores, sugerindo uma síndrome de polinização, em lugar de co-evolução com uma espécie ou gênero. A produtividade foi relativamente baixa, variando de 17,7 a 69.7 kg/planta, equivalente a 4 a 14 t/ha, sendo conveniente lembrar que essas árvores nunca foram adubadas.

19.
Acta amaz. ; 30(4)2000.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-449835

Resumo

The objective of this study was to determine the influence ofconstant (20, 25, 30 and 35°C) and alternating (12 / 12 hours:20:30°C and 20:35°C) temperatureson seed germinationin a cultivated population of Orinoco apple (Solanum sessiliflorum Dunal) in the absense of light. Percentage of germination and germination velocity index (G.V.I.) were evaluated. The 20:35°C and 20:30°C alternating temperatures presented similar germination, 68.7% and 65.5%, and G.V.I., 33.7 and 32.7, respectively. Germination at constant temperature was very much reduced, varying from 0 to 1 %.


Objetivou-se determinar a influência de diferentes temperaturas constantes (20, 25, 30 e 35°C) e alternadas de 12 / 12 horas (20:30°C e 20:35°C) na germinação de sementes de uma população cultivada de cubiu (Solanum sessiliflorum Dunal) na ausência de luz. Foram avaliadas a percentagem de germinação e o índice de velocidade de germinação (I.V.G.). Os tratamentos com temperaturas alternadas foram similares, com 68,7% e 65,5% de germinação e com 33,7 e 32,7 de I.V.G., respectivamente. Nos tratamentos com temperaturas constantes a germinação foi baixa, com percentagens de germinação entre 0 e 1%.

20.
Acta amaz. ; 191989.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-449412

Resumo

SUMMARYPhenotypic variation in fruits of 12 accessions of cubiu (Solanum sessiliflorum Dunal) evaluated in Manaus, Amazonas, Brazil. The cubiu was domesticated by the amerindians and has considerable economic potential for modern agro-industry. Fruit of 12 accessions werw evaluated to determine differecens among these in yield, fruit shape and dimensions, and several economically important characters ( pulp thickness, juice volume, Brix). There exists considerable variation in all characters evaluated, especially size and number of fruits. Brix varied from 4 to 6 and juice volume from 10 to 30ml, in fruits that varied from 40 to 190 g. There is sufficient variation in these 12 introductions to permit rapid genetic advance during breeding for any agro-industrial requirement.


RESUMOO cubiu foi domesticado pelos ameríndios e tem potencial econômico considerável para a agroindústria moderna. Frutos de doze introduções de cubiu foram avaliados em Manaus para determinar as diferenças entre estas: formato, dimensões e carateres de importância econômica (espessura de polpa, volume do suco, grau Brix). Existe considerável variação entre as introduções para todos os carateres avaliados, especialmente tamanho e número de frutos. A concentração de sólidos solúveis totais variou de 4 a 6 e o volume de suco de 10 a 30 ml em frutos de 40 a 190 g. Conclui-se que estas 12 introduções possuem variação ampla que permite progresso genético rápido no melhoramento para qualquer finalidade agroindustrial.

SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA