Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 1 de 1
Filtrar
Mais filtros

Base de dados
Ano de publicação
Tipo de documento
Intervalo de ano de publicação
1.
Tese em Português | VETTESES | ID: vtt-201842

Resumo

Fasciola hepatica é um parasito presente nos ductos biliares de diversos mamíferos e causa grave morbidade e mortalidade, especialmente em rebanhos de ovinos. A fasciolose está em expansão em todas as regiões do Brasil e, em Minas Gerais, têm ocorrido relatos de infecção natural em hospedeiros definitivos, como bovinos, bubalinos, capivaras, e em hospedeiros intermediários, como a Lymnaea (= Pseudosuccinea) columella. A grande importância econômica da fasciolose está associada à perda de peso, queda na produção de leite, de carne, de lã e devido a abortos e gastos com tratamento nos rebanhos de ruminantes. Entretanto, os sinais clínicos presentes no desenvolvimento da doença nos animais não são reconhecidos com facilidade pelo técnico ou criador envolvido no sistema de produção. No Brasil, nos últimos anos, a ovinocultura ampliou-se de norte a sul do país, sendo a raça Santa Inês predominante nestes sistemas de criação. Por este motivo, o objetivo desse estudo foi avaliar a evolução da fasciolose em ovinos da raça Santa Inês experimentalmente infectados, observando os parâmetros parasitológicos, clínicos e hematológicos. Utilizou-se 14 ovelhas da raça Santa Inês com dezoito meses de idade, peso médio de 24,5 kg e divididas aleatoriamente em dois grupos. Grupo 1 com nove animais, inoculados individualmente por via oral com 150 metacercárias de F. hepatica; Grupo 2 com cinco animais controle. Foram realizadas contagens de ovos por grama (OPG) de fezes e a avaliação da dinâmica de eliminação de ovos nas fezes a partir dos 55 dias após infecção (dpi), utilizando a técnica de quatro tamises, exames clínicos e hemograma aos 0, 15, 30, 45, 60, 90, 120, 150, 180, 210, 240, 270, 300, 330, 360, 390 (dpi). Nesse estudo ficou comprovado que o período pré-patente variou entre 60 e 62 dpi, além disso, ovos foram eliminados nas fezes durante todo o período estudado. No exame clínico, os ovinos infectados revelaram prostração, edema submandibular, sensibilidade hepática dolorosa, taquicardia, taquipnéia, mucosa ocular hipocrômica, perda de escore corporal e peso. No hemograma foi verificada anemia normocítica, normocrômica e regenerativa, com leucocitose por neutrofilia e eosinofilia, com posterior linfocitose. Os achados macroscópicos dos fígados dos ovinos que morreram revelaram aumento de volume, lóbulos com bordas abauladas, pontos hemorrágicos distribuídos difusamente pelo parênquima, focos de deposição de fibrina na superfície do parênquima, focos de necrose com coloração avermelhada mais escura e presença de parasitos adultos nos ductos biliares.


Fasciola hepatica is a parasite found in the bile duct of many mammal species, causing severe morbidity and death, especially in sheep. Fasciolosis is expanding throughout Brazil, and in Minas Gerais State it has been reported natural infection in definitive hosts such as cattle, buffalos and capybaras, as well as in Lymnaea (=Pseudosuccinea) columella, one of the intermediate hosts. The economic importance of fasciolosis is associated with weight loss, dropping milk, meat and wool production, abortion and treatment costs. However, the clinical signs of this disease are not easily recognized by the owner or technician involved in the animal production system. In the past few years, sheep farming has been expanding from north to south in Brazil and Santa Inês became the most reared breed. Therefore, this study aimed to evaluate the evolution of fasciolosis in Santa Inês sheep experimentally infected with F. hepatica through parasitological, hematological and clinical parameters. 14 female lambs of Santa Inês breed aged 8 months were randomly divided into two groups: Group 1 with 9 animals individually orally inoculated with 150 metacercariaes of F. hepatica; and Group 2 with 5 non-infected animals. At 0, 15, 30, 45, 60, 90, 120, 150, 180, 210, 240, 270, 300, 330, 360, 390 days after infection (dai) four-sieves-technique was used to count eggs per gram of feces (EPG) in order to evaluate the dynamics of eggs eliminations in feces, and also clinical exams and hemogram. The results showed a prepatent period ranging from 60 to 62 dai, with egg elimination during the period observed. Clinical evaluation of the infected sheep revealed prostration, submandibular oedema, liver sensitivity, tachycardia, tachypnea, pale conjunctiva, loss of body condition and weight. The hemogram demonstrated normocytic normochromic and regenerative anemia, besides leukocytosis with neutrophilia and eosinophilia, with subsequent lymphocytosis. Macroscopic findings of the livers of two biopsied sheep revealed increased volume, lobes with curved edges, bleeding points distributed diffusely throughout the parenchyma, fibrin deposition in the surface of the parenchyma, dark red-colored necrotic foci, and adult worms in the bile ducts.

SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA