Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 24
Filtrar
Mais filtros

Intervalo de ano de publicação
1.
Semina ciênc. agrar ; 43(3): 1187-1196, maio.-jun. 2022. tab, graf
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1369407

Resumo

This study describes the effect of bactofugation (10,000 × g in a continuous flow of 10,000 L/h) of three batches of raw milk on total bacterial count (TBC) and aerobic spore count, and it also shows the effect on the microbial diversity of spore-forming bacteria by analysing their genetic variability through molecular approaches. Given that milk must be preheated to approximately 55 °C before being bactofuged, for comparison, the three batches were evaluated at different stages as refrigerated raw, preheated, and bactofuged milk. For preheated milk, it was found that bactofugation caused a significant reduction (p < 0.05) of 99.52% (from 4.5 × 106 to 2.1 × 104 CFU/mL) in the mean TBC and of 95% (from 333 to 17 CFU/mL) in the aerobic mesophilic spore count. Due to the effect of bactofugation on preheated milk, a reduction of 82% was observed in both TBC and aerobic spore count. With respect to diversity, 107 isolates from raw milk, prior to bactofugation, and 16 isolates from bactofuged milk were recovered and grouped into 40 and 8 clusters, respectively. The predominant species detected in raw and preheated milk were Bacillus toyonensis (63% - 20 clusters) and Lysinibacillus fusiformis (15% - 8 clusters). Proportionally, B. toyonensis (69% - 6 clusters) and L. fusiformis (25% - 1 cluster) were predominant in bactofuged milk. B. pumilus, L. varians, B. flexus, B. invictae, and B. megaterium, bacteria with a known milk spoilage potential, were isolated from milk prior to bactofugation, and they reduced to undetectable levels in bactofuged milk. Bactofugation of milk, therefore, reduces the TBC and aerobic spore count, with a significant effect in reducing the microbial diversity of spore-forming bacteria, proportional to their incidence in raw milk. Therefore, bactofugation can be an alternative to increase the shelf life and technological potential of milk.(AU)


Esse estudo descreve o efeito da bactofugação (10,000 × g em fluxo contínuo de 10,000 L/h) de três lotes de leite cru nas contagens bacterianas totais (CBT) e de esporos aeróbios, verificando também o efeito sobre a diversidade microbiana dos formadores de esporos por abordagem molecular de variabilidade genética. Como o leite a ser bactofugado deve ser pré-aquecido (≈55ºC), os três lotes foram avaliados enquanto cru refrigerado, pré-aquecido e bactofugado. Em associação com o pré-aquecimento, foi verificado que a bactofugação promoveu a redução significativa (p < 0.05) de 99,52% (4,5 x 106 para 2,1 x 104 UFC/mL) na contagem bacteriana total e 95% (333 para 17 UFC/mL) dos esporos aeróbios mesófilos. Considerando o efeito isolado da bactofugação sobre o leite já pré-aquecido, foi observada a redução de 82% tanto para CBT quanto para formadores de esporos. Em relação à diversidade, foram recuperados 107 isolados do leite anterior à bactofugação e 16 isolados do leite bactofugado, agrupados em 40 e 8 clusters, respectivamente. Foi observado predomínio das espécies Bacillus toyonensis (63% - 20 clusters) e Lysinibacillus fusiformis (15% - 8 clusters) no leite cru e pré-aquecido e, proporcionalmente, B. toyonensis (69% - 6 clusters) e L. fusiformis (25% - 1 cluster) no leite bactofugado. Bacillus pumilus, Lysinibacillus varians, B. flexus, B. invictae, e B. megaterium, isolados do leite antes da bactofugação e com potencial deteriorante conhecido, foram reduzidos a níveis indetectáveis no leite bactofugado. A bactofugação do leite, portanto, reduz a CBT e as contagens de esporos aeróbios, também com efeito significativo na redução da diversidade de formadores de esporos, proporcionalmente, conforme a sua incidência no leite cru, tendo potencial para ser utilizado como alternativa para aumento da vida útil e potencial tecnológico do leite.(AU)


Assuntos
Esporos , Bacillus/patogenicidade , Variação Genética , Centrífugas/análise
2.
Semina ciênc. agrar ; 43(3): 1283-1296, maio.-jun. 2022. tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1369505

Resumo

Brucellosis is a infectious zoonosis with important health and economic impacts, both for animal production and public health. We aimed to determine the prevalence of brucellosis in beef cattle in the microregions of Araguaína and Bico do Papagaio in northern Tocantins and to verify whether there are post-mortem changes suggestive of brucellosis in the carcasses. A total of 2,871 serum samples (2,203 males and 668 females) were collected in the municipality of Araguaína between October and November 2019, from 76 beef cattle herds in 25 municipalities in the north of Tocantins. The screening for buffered acidified plate antigen test (BAPA) and confirmation test for 2-mercaptoethanol (2-ME) were conducted as recommended by the Brazilian Ministry of Agriculture, Livestock, and Supply (MAPA). Of the samples, 37.31% were reactive in the BAPA test, and of these, 26.24% were confirmed for 2-ME. Thus, 9.79% (281) of the total evaluated samples tested positive for the presence of brucellosis. The prevalence in males and females was 6.45% (142) and 20.81% (139), respectively. Among the herds evaluated, 77.6% (59) had at least one individual test positive for brucellosis, and at least one herd tested positive in each of the 25 municipalities sampled. As this study evaluated animals in a slaughterhouse, the higher prevalence of positive females may have been related to the disposal of animals with reproductive problems. There was no significant difference in the prevalence of brucellosis in slaughter cattle between the microregions evaluated (p > 0.05). No animals were reagent for brucellosis in ante-mortem documentation, and no anatomopathological changes suggestive of brucellosis were observed during post-mortem inspection. The most frequent post-mortem findings were contamination (43.91%), blood aspiration (17.36%), and pulmonary emphysema (15.98%). Considering the official results of the monitoring programs of the state of Tocantins and previous studies, post-mortem macroscopic inspection of carcasses may not be enough to detect animals with this zoonosis, and it may be necessary to take measures to promote animal and public health.(AU)


A brucelose é uma doença infectocontagiosa tendo impacto sanitário e econômico, tanto na produção animal quanto na saúde pública por ser uma zoonose. O objetivo do presente trabalho foi determinar a prevalência de brucelose em bovinos de corte nas microrregiões de Araguaína e Bico do Papagaio no norte do Tocantins e verificar se havia ocorrência de alterações post mortem sugestivas de brucelose nas carcaças. Foram coletadas 2.871 amostras de soro, 2.203 de machos e 668 de fêmeas, durante a sangria em frigoríficos do município de Araguaína, entre outubro e novembro de 2019. Os animais foram oriundos de 76 rebanhos de corte de 25 municípios do norte do Tocantins. Foi realizada a prova de triagem do Antígeno Acidificado Tamponado (AAT) e a prova confirmatória do 2-mercaptoetanol (2-ME) conforme preconizado pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA). Das 2.871 amostras avaliadas, 37,31% foram reativas na prova do AAT, destas 26,24% foram confirmadas no 2-ME, o que representa 9,79% (281) do total avaliado. A prevalência em machos foi de 6,45% (142) e em fêmeas foi de 20,81% (139). Entre os rebanhos avaliados foi observada prevalência de brucelose em 77,6% (59), com pelo menos um rebanho com animais positivos em cada um dos 25 municípios amostrados. Como este estudo avaliou animais em frigorífico, a maior prevalência de fêmeas positivas pode estar relacionada com o descarte de animais com problemas reprodutivos. Não foi observada diferença significativa entre a prevalência de brucelose nos bovinos abatidos entre as microrregiões do estado de Tocantins avaliadas (p > 0,05). Durante o período de coleta de amostras nenhum animal foi notificado como positivo na documentação ante mortem e nenhuma alteração anatomopatológica sugestiva de brucelose foi observada durante a inspeção post mortem das carcaças de animais amostrados no presente estudo. Os achados post mortem mais frequentes foram contaminação (43,91%), aspiração de sangue (17,36%) e enfisema pulmonar (15,98%). Considerando os resultados oficiais dos programas de monitoramento do estado do Tocantins e estudos anteriores, foi possível observar que é preciso aprimorar e intensificar as ações para promoção de sanidade animal e, nesse caso, de saúde pública, uma vez que o processo de inspeção macroscópico post mortem das carcaças pode não ser suficiente para detectar animais com essa zoonose.(AU)


Assuntos
Animais , Brucelose , Saúde Pública , Carne Vermelha , Mercaptoetanol
3.
Semina Ci. agr. ; 42(1): 155-166, jan.-fev. 2021. tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-31229

Resumo

The most used methods for the maturation process are vacuum (wet-aged) and dry (dry-aged), which can influence the microbiological quality and safety of meat for consumption. In this study, we aimed to verify the differences in microbiological quality between beef (Longissimus dorsi) that was wet-aged and dry-aged for 30 days, by quantification of indicator microorganism groups and molecular identification of Salmonella, Listeria monocytogenes, and diarrheagenic Escherichia coli. This study verified that the meat matured by the dry-aged method showed significantly lower counts of total coliforms, aerobic mesophiles, psychrotrophs, and molds and yeasts as compared to wet-aged meat. While the Salmonella spp. was not isolated in any beef sample, L. monocytogenes and enteropathogenic E. coli (EPEC), and shiga toxin-producing E. coli (STEC) and enterohemorrhagic E. coli (EHEC) were isolated only from wet-aged beef. Thus, it was concluded that the superficial dehydration of the meat during dry-aged maturation, if carried out correctly and hygienically, confers higher microbiological quality and can reduce the occurrence of microbiological hazards.


A maturação da carne agrega características sensoriais desejáveis ao consumidor. Os métodos mais utilizados são a vácuo (wet-aged) e à seco (dry-aged), que podem influenciar na qualidade e segurança microbiológica da carne para o consumo. O objetivo desse estudo foi verificar as diferenças de qualidade microbiológica entre cortes de contra-filé (Longissimus dorsi) maturados a vácuo e a seco por 30 dias, através da quantificação de grupos de micro-organismos indicadores e identificação molecular de Samonella, Listeria monocytogenes e Escherichia coli diarreiogênica. A carne maturada a seco apresentou contagens significativamente menores de coliformes totais, aeróbios mesófilos, psicrotróficos e bolores e leveduras em relação à carne maturada a vácuo. Salmonella spp. não foi isolada de nenhuma das amostras de carne analisadas. L. monocytogenes e E. coli enteropatogênica (EPEC), E. coli produtora de toxina shiga (STEC) e E. coli enterohemorrágica (EHEC) foram identificadas somente das carnes maturadas a vácuo. A desidratação superficial das peças durante a maturação a seco, desde que realizada de forma correta e higiênica, pode conferir maior qualidade e menor risco microbiológico para o consumo.(AU)


Assuntos
Carne/análise , Carne/microbiologia , Abastecimento de Alimentos/métodos , Técnicas Microbiológicas/análise , Escherichia coli , Listeria monocytogenes
4.
Semina ciênc. agrar ; 42(1): 155-166, jan.-fev. 2021. tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1501916

Resumo

The most used methods for the maturation process are vacuum (wet-aged) and dry (dry-aged), which can influence the microbiological quality and safety of meat for consumption. In this study, we aimed to verify the differences in microbiological quality between beef (Longissimus dorsi) that was wet-aged and dry-aged for 30 days, by quantification of indicator microorganism groups and molecular identification of Salmonella, Listeria monocytogenes, and diarrheagenic Escherichia coli. This study verified that the meat matured by the dry-aged method showed significantly lower counts of total coliforms, aerobic mesophiles, psychrotrophs, and molds and yeasts as compared to wet-aged meat. While the Salmonella spp. was not isolated in any beef sample, L. monocytogenes and enteropathogenic E. coli (EPEC), and shiga toxin-producing E. coli (STEC) and enterohemorrhagic E. coli (EHEC) were isolated only from wet-aged beef. Thus, it was concluded that the superficial dehydration of the meat during dry-aged maturation, if carried out correctly and hygienically, confers higher microbiological quality and can reduce the occurrence of microbiological hazards.


A maturação da carne agrega características sensoriais desejáveis ao consumidor. Os métodos mais utilizados são a vácuo (wet-aged) e à seco (dry-aged), que podem influenciar na qualidade e segurança microbiológica da carne para o consumo. O objetivo desse estudo foi verificar as diferenças de qualidade microbiológica entre cortes de contra-filé (Longissimus dorsi) maturados a vácuo e a seco por 30 dias, através da quantificação de grupos de micro-organismos indicadores e identificação molecular de Samonella, Listeria monocytogenes e Escherichia coli diarreiogênica. A carne maturada a seco apresentou contagens significativamente menores de coliformes totais, aeróbios mesófilos, psicrotróficos e bolores e leveduras em relação à carne maturada a vácuo. Salmonella spp. não foi isolada de nenhuma das amostras de carne analisadas. L. monocytogenes e E. coli enteropatogênica (EPEC), E. coli produtora de toxina shiga (STEC) e E. coli enterohemorrágica (EHEC) foram identificadas somente das carnes maturadas a vácuo. A desidratação superficial das peças durante a maturação a seco, desde que realizada de forma correta e higiênica, pode conferir maior qualidade e menor risco microbiológico para o consumo.


Assuntos
Abastecimento de Alimentos/métodos , Carne/análise , Carne/microbiologia , Escherichia coli , Listeria monocytogenes , Técnicas Microbiológicas/análise
5.
Hig. aliment ; 33(288/289): 2481-2485, abr.-maio 2019. tab
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-2422

Resumo

Esse estudo teve por objetivo verificar o efeito da bactofugação do leite na quantidade e diversidade de psicrotróficos. Como o leite cru era pré-aquecido (≈55ºC) para ser bactofugado, foram coletadas amostras de três lotes de leite cru refrigerado, pré-aquecido e bactofugado a 10.000g. O pré-aquecimento foi suficiente para eliminação de 99,99% dos psicrotróficos do leite cru. A bactofugação reduziu 89,66% das contagens de psicrotróficos do leite pré-aquecido. Lysinibacillus fusiformis predominou (45, 7%) no leite cru, pré -aquecido (37,5%) e bactofugado (60%). Bacillus invictae (20%), Enterococcus faecalis (10%) e Kurthia gibsonii (10%) também foram remanescentes à bactofugação, que aparentemente não tem efeito sobre uma população específica de micro-organismos, mas reduz proporcionalmente toda a microbiota psicrotrófica do leite cru.(AU)


Assuntos
Indústria de Laticínios/métodos , Microbiologia de Alimentos/métodos , Leite/microbiologia , Técnicas Microbiológicas , Bactérias/isolamento & purificação , Carga Bacteriana/métodos , Centrifugação/métodos
6.
Hig. aliment ; 33(288/289): 2076-2079, abr.-maio 2019. tab
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-26389

Resumo

Esse estudo avaliou a resistência antimicrobiana e o grupo filogenético de Escherichia coli enteropatogênicas (EPEC) e produtoras de toxina shiga-like (STEC) em 10 amostras de queijos Minas Frescal clandestinos. A média da contagem de E. coli foi de 1,1 x 105 UFC/g. Duas (1,8%) das 111 cepas foram identificadas como EPEC (gene eaeA) sendo uma EPEC típica (gene bfpA) e outra atípica. Outras três (2,7%) foram identificadas como STEC (gene stx2). A t-EPEC foi resistente à estreptomicina e a a-EPEC à cefoxitina e ampicilina. Uma STEC foi considerada multirresistente (ampicilina, estreptomicina e tetraciclina), outra resistente à tetraciclina e outra sensível. A presença de t-EPEC, juntamente com o predomínio de cepas do grupo filogenético A (60%), confirmam a possível origem fecal humana dos isolados de E. coli nos queijos clandestinos.(AU)


Assuntos
Queijo/microbiologia , Farmacorresistência Bacteriana , Escherichia coli Enteropatogênica/efeitos dos fármacos , Escherichia coli Enteropatogênica/genética , Escherichia coli Shiga Toxigênica/efeitos dos fármacos , Escherichia coli Shiga Toxigênica/genética , Instalações Clandestinas , Microbiologia de Alimentos , Inocuidade dos Alimentos
7.
Hig. aliment ; 33(288/289): 2481-2485, abr.-maio 2019. tab
Artigo em Português | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1482244

Resumo

Esse estudo teve por objetivo verificar o efeito da bactofugação do leite na quantidade e diversidade de psicrotróficos. Como o leite cru era pré-aquecido (≈55ºC) para ser bactofugado, foram coletadas amostras de três lotes de leite cru refrigerado, pré-aquecido e bactofugado a 10.000g. O pré-aquecimento foi suficiente para eliminação de 99,99% dos psicrotróficos do leite cru. A bactofugação reduziu 89,66% das contagens de psicrotróficos do leite pré-aquecido. Lysinibacillus fusiformis predominou (45, 7%) no leite cru, pré -aquecido (37,5%) e bactofugado (60%). Bacillus invictae (20%), Enterococcus faecalis (10%) e Kurthia gibsonii (10%) também foram remanescentes à bactofugação, que aparentemente não tem efeito sobre uma população específica de micro-organismos, mas reduz proporcionalmente toda a microbiota psicrotrófica do leite cru.


Assuntos
Bactérias/isolamento & purificação , Carga Bacteriana/métodos , Centrifugação/métodos , Indústria de Laticínios/métodos , Leite/microbiologia , Microbiologia de Alimentos/métodos , Técnicas Microbiológicas
8.
Hig. aliment ; 33(288/289): 2076-2079, abr.-maio 2019. tab
Artigo em Português | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1482465

Resumo

Esse estudo avaliou a resistência antimicrobiana e o grupo filogenético de Escherichia coli enteropatogênicas (EPEC) e produtoras de toxina shiga-like (STEC) em 10 amostras de queijos Minas Frescal clandestinos. A média da contagem de E. coli foi de 1,1 x 105 UFC/g. Duas (1,8%) das 111 cepas foram identificadas como EPEC (gene eaeA) sendo uma EPEC típica (gene bfpA) e outra atípica. Outras três (2,7%) foram identificadas como STEC (gene stx2). A t-EPEC foi resistente à estreptomicina e a a-EPEC à cefoxitina e ampicilina. Uma STEC foi considerada multirresistente (ampicilina, estreptomicina e tetraciclina), outra resistente à tetraciclina e outra sensível. A presença de t-EPEC, juntamente com o predomínio de cepas do grupo filogenético A (60%), confirmam a possível origem fecal humana dos isolados de E. coli nos queijos clandestinos.


Assuntos
Escherichia coli Enteropatogênica/efeitos dos fármacos , Escherichia coli Enteropatogênica/genética , Escherichia coli Shiga Toxigênica/efeitos dos fármacos , Escherichia coli Shiga Toxigênica/genética , Farmacorresistência Bacteriana , Queijo/microbiologia , Inocuidade dos Alimentos , Instalações Clandestinas , Microbiologia de Alimentos
9.
Semina Ci. agr. ; 40(4): 1469-1476, jul.-ago. 2019. ilus, graf
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-21913

Resumo

The dairy industry strives to produce high quality products with high nutritional value as well as to meet the legal standards for longer shelf life. However, these goals are made unfeasible by the poor quality of raw milk produced in some regions of Brazil. Others Brazilian dairy regions, however, already succeed in producing milk with low microbial counts, such as the municipality of Castro, Paraná state, designated as the ‘Brazilian dairy capital. In order to evaluate the effect of raw milk quality on microbial counts during the shelf life of pasteurized milk, samples were collected from two dairy regions of Paraná: the northern and Castro region, characterized by milk production with high and low microbiological counts, respectively. Samples were experimentally pasteurized and the total microorganism counts were analyzed for 18 days at 7°C, using the Brazilian standard microbiological count limit for pasteurized milk (8 x 104 CFU/mL) as the end of the shelf life. Low microbiological counts in raw milk (Castro) resulted in significantly lower counts shortly after pasteurization and over the entire shelf life, meeting the pasteurized milk standard for 18 days. The temporal evolution in the counts over 18 days for the milks of high and low microbiological count was similar; however, the disparity between the absolute counts between the regions was significant (p < 0.05). Of the milk samples from northern Paraná, four (44.4%) already had counts higher than that of the legislative limit for pasteurized milk immediately after pasteurization. The others (five) reached the maximum microbiological count limit for pasteurized milk on the 6th day after pasteurization. In contrast, the milk from the Castro region remained below the limit throughout the analysis period...(AU)


Produtos de alta qualidade, com elevado valor nutricional e longa vida útil, são objetivos almejados pela indústria de laticínios, dificultados pela má qualidade microbiológica do leite cru produzido no Brasil. No entanto, algumas regiões já produzem leite com baixas contagens microbianas, como a capital brasileira do leite, Castro, no Paraná. Com a intenção de avaliar o efeito da qualidade do leite cru nas contagens microbianas durante o período de vida útil de leite pasteurizado, amostras de leite cru foram coletadas de duas regiões do Paraná: a região norte e a região de Castro, caracterizadas pela produção de leite com contagens microbiológicas altas e baixas, respectivamente. As amostras foram experimentalmente pasteurizadas e analisadas as contagens totais de micro-organismos pelo período de 18 dias a 7ºC, utilizando o padrão determinado na IN62/2011 para o fim da vida de útil (máx. 8 x 104 UFC/mL). Baixas contagens microbiológicas no leite cru resultaram em contagens significativamente menores logo após a pasteurização e ao longo da vida útil, atendendo ao padrão de qualidade para leite pasteurizado por 18 dias. As evoluções nas contagens durante o período de análise para os leites de alta e baixa contagem microbiológica foram proporcionais, no entanto, a disparidade entre as contagens absolutas entre as regiões foi significativa. O leite do norte do Paraná atingiu o limite máximo para o leite pasteurizado no 6°dia após a pasteurização, enquanto o leite da região de Castro manteve-se abaixo da contagem limite durante todo o período de análise. Dessa forma, é possível afirmar que as contagens de microrganismos e a vida útil do leite pasteurizado está diretamente relacionada às contagens apresentadas pelo leite antes da pasteurização. Assim, para prolongar a vida útil do leite pasteurizado, deve-se diminuir as contagens do leite cru e, como se sabe, as boas práticas de higiene na produção são essenciais para atingir esse objetivo.(AU)


Assuntos
Leite/microbiologia , Qualidade dos Alimentos , Alimentos Crus/análise , Alimentos Crus/microbiologia , Pasteurização , Carga Bacteriana/veterinária , Alimentos de Origem Animal , Indústria de Laticínios , Armazenamento de Alimentos , Bovinos
10.
Semina ciênc. agrar ; 40(4): 1469-1476, jul.-ago. 2019. ilus, graf
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1501429

Resumo

The dairy industry strives to produce high quality products with high nutritional value as well as to meet the legal standards for longer shelf life. However, these goals are made unfeasible by the poor quality of raw milk produced in some regions of Brazil. Others Brazilian dairy regions, however, already succeed in producing milk with low microbial counts, such as the municipality of Castro, Paraná state, designated as the ‘Brazilian dairy capital’. In order to evaluate the effect of raw milk quality on microbial counts during the shelf life of pasteurized milk, samples were collected from two dairy regions of Paraná: the northern and Castro region, characterized by milk production with high and low microbiological counts, respectively. Samples were experimentally pasteurized and the total microorganism counts were analyzed for 18 days at 7°C, using the Brazilian standard microbiological count limit for pasteurized milk (8 x 104 CFU/mL) as the end of the shelf life. Low microbiological counts in raw milk (Castro) resulted in significantly lower counts shortly after pasteurization and over the entire shelf life, meeting the pasteurized milk standard for 18 days. The temporal evolution in the counts over 18 days for the milks of high and low microbiological count was similar; however, the disparity between the absolute counts between the regions was significant (p < 0.05). Of the milk samples from northern Paraná, four (44.4%) already had counts higher than that of the legislative limit for pasteurized milk immediately after pasteurization. The others (five) reached the maximum microbiological count limit for pasteurized milk on the 6th day after pasteurization. In contrast, the milk from the Castro region remained below the limit throughout the analysis period...


Produtos de alta qualidade, com elevado valor nutricional e longa vida útil, são objetivos almejados pela indústria de laticínios, dificultados pela má qualidade microbiológica do leite cru produzido no Brasil. No entanto, algumas regiões já produzem leite com baixas contagens microbianas, como a capital brasileira do leite, Castro, no Paraná. Com a intenção de avaliar o efeito da qualidade do leite cru nas contagens microbianas durante o período de vida útil de leite pasteurizado, amostras de leite cru foram coletadas de duas regiões do Paraná: a região norte e a região de Castro, caracterizadas pela produção de leite com contagens microbiológicas altas e baixas, respectivamente. As amostras foram experimentalmente pasteurizadas e analisadas as contagens totais de micro-organismos pelo período de 18 dias a 7ºC, utilizando o padrão determinado na IN62/2011 para o fim da vida de útil (máx. 8 x 104 UFC/mL). Baixas contagens microbiológicas no leite cru resultaram em contagens significativamente menores logo após a pasteurização e ao longo da vida útil, atendendo ao padrão de qualidade para leite pasteurizado por 18 dias. As evoluções nas contagens durante o período de análise para os leites de alta e baixa contagem microbiológica foram proporcionais, no entanto, a disparidade entre as contagens absolutas entre as regiões foi significativa. O leite do norte do Paraná atingiu o limite máximo para o leite pasteurizado no 6°dia após a pasteurização, enquanto o leite da região de Castro manteve-se abaixo da contagem limite durante todo o período de análise. Dessa forma, é possível afirmar que as contagens de microrganismos e a vida útil do leite pasteurizado está diretamente relacionada às contagens apresentadas pelo leite antes da pasteurização. Assim, para prolongar a vida útil do leite pasteurizado, deve-se diminuir as contagens do leite cru e, como se sabe, as boas práticas de higiene na produção são essenciais para atingir esse objetivo.


Assuntos
Alimentos Crus/análise , Alimentos Crus/microbiologia , Alimentos de Origem Animal , Carga Bacteriana/veterinária , Indústria de Laticínios , Leite/microbiologia , Pasteurização , Qualidade dos Alimentos , Armazenamento de Alimentos , Bovinos
11.
Semina Ci. agr. ; 39(5): 2049-2058, Sept.-Oct. 2018. tab, ilus
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-22710

Resumo

Aerobic bacterial spores are an important group of microorganisms in raw milk. These microbes are thermoduric, whereas the vegetative forms are thermophilic, thermoduric and psychrotrophic and reduce the shelf life of pasteurized milk. In Brazil, there are a lack of studies on the load of aerobic spores in raw milk; thus, little is known about the spoilage activity of these organisms. The aim the present study was to quantify the aerobic spores in Brazilian refrigerated raw milk of dairy region of Castro, Paraná state, assess the potential proteolytic and/or lipolytic isolates and identify the microorganisms derived from the germination. Twenty milk samples were evaluated, and the aerobic spore count was performed after plating the samples following heat treatment at 80ºC for 12 min. The activity proteolytic and lipolytic isolates were evaluated through subculture on milk agar and tributyrin agar, respectively, and these microorganisms were identified using partial 16S rRNA gene sequences that were compared through GenBank. The aerobic spore counts ranged from 1 to 3.7 log CFU.mL-¹, with a mean of 1.75 (± 0.59) log CFU.mL-¹. After spore germination, 137 aerobic bacterial isolates were obtained, 40 of which (29.2%) showed milk spoilage activity. Among these, 31 isolates (77.5%) were proteolytic and lipolytic, seven isolates (17.5%) were exclusively lipolytic and two isolates (5%) were only proteolytic. Based on the 16S rRNA gene analysis, Bacillus licheniformis (55%), Bacillus spp. (27.5%), Paenibacillus spp. (7.5%), Bacillus pumilus (5%), Bacillus circulans (2.5%) and Brevibacillus spp. (2.5%) were identified. Studies of Brazilian raw milk microbiota have not yet described B. circulans which are frequently detected in milk from other countries. Among the 22 B. licheniformis isolates, 21 microbes (95.5%) showed proteolytic and lipolytic activity, and one isolate (4.5%) exhibited only proteolytic activity. The two B. pumilus isolates were proteolytic...(AU)


Esporos de bactérias aeróbias são um importante grupo de micro-organismos no leite cru. Esses micro-organismos são termodúricos, e suas formas vegetativas são termofílicas, termodúricas e psicrotróficas e reduzem a vida útil do leite pasteurizado. No Brasil, não há estudos sobre os esporos aeróbios no leite cru, assim, pouco se sabe sobre o potencial deteriorante dessa microbiota no leite cru brasileiro. O objetivo do presente trabalho foi quantificar esporos aeróbios no leite cru refrigerado brasileiro, avaliar o seu potencial proteolítico e/ou lipolítico e identificar esses micro-organismos originários da germinação dos esporos. Foram avaliadas 20 amostras de leite cru refrigerado, nas quais foi realizada a contagem de esporos aeróbios após o tratamento térmico de 80ºC por 12 min. A atividade proteolítica e/ou lipolítica dos isolados foi avaliada após o repique das colônias em ágar leite e tributirina, respectivamente, e a identificação desses micro-organismos deteriorantes foi realizada pelo sequenciamento parcial do gene 16S rRNA e comparação com as sequencias depositadas no GenBank. As contagens de esporos aeróbios variaram de 1 a 3.7 log CFU.mL-¹, com média de 1.75 (± 0.59) log UFC.mL-¹. Após a germinação dos esporos, foram obtidas 137 colônias, das quais 40 (29.2%) apresentaram algum tipo de atividade deteriorante: 31 (77.5%) isolados foram proteolíticos e lipolíticos, sete (17.5%) foram exclusivamente lipolíticos e dois (5%) foram apenas proteolíticos. Baseado nas sequencias do gene 16S rRNA, foram identificados Bacillus licheniformis (55%), Bacillus spp. (27.5%), Paenibacillus spp. (7.5%), Bacillus pumilus (5%), Bacillus circulans (2.5%) e Brevibacillus spp. (2.5%) entre os esporulados deteriorantes. Estudos preliminaries sobre a microbiota do leite brasileiro ainda não haviam descrito B. circulans e Paenibacillus, gêneros frequentemente descritos no leite de outros países. Entre os 22 B. licheniformis...(AU)


Assuntos
Animais , Feminino , Bovinos , Leite/microbiologia , Esporos Bacterianos , Qualidade dos Alimentos , Microbiologia de Alimentos , Paenibacillus , Bacillus licheniformis , Bacillus pumilus , Brevibacillus , Conservação de Alimentos
12.
Semina ciênc. agrar ; 38(1): 267-272, jan.-fev. 2017.
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-24779

Resumo

Thermoduric microorganisms may withstand high temperatures during the pasteurization of milk. Therefore, the microbiota in pasteurized milk consist of thermoduric microbes and directly influence the shelf-life of the milk. The aim of this study was to identify thermoduric psychrotrophic proteolytic microbiota in refrigerated raw milk. Twenty samples, previously heat-treated, were streaked and incubated at 7°C for 10 days. The strains isolated were streaked on milk agar to assess proteolytic activity and were initially analyzed morphologically by light microscopy and then by molecular techniques to identify the species. In 40% of the samples analyzed was observed only one bacterial growth and others 10 thermoduric psychrotrophic fungi. All isolates were proteolytic. The sequencing of 16S rRNA gene identified the bacterial strain as Bacillus pumilus and analysis of the ITS1-5.8S-ITS2 region of fungal isolates revealed the Cladosporium cladosporioides (60%), Curvularia geniculatus (10%), and the 3 remaining strains were identified as Geotrichum candidum (30%). This is a fist description of B. pumilus in Brazilian raw milk. Considering the spoilage potential of all isolates and of the fungi present in raw milk and their survival in pasteurized milk, it is extremely important to carry out further studies to your resistant to heat, their impact on the shelf-life of pasteurized milk, ultra-high temperature (UHT) milk and dairy products.(AU)


Os micro-organismos termodúricos são aqueles capazes de resistir ao processo de pasteurização do leite. Assim, a microbiota do leite pasteurizado é constituída por esses micro-organismos que podem influenciar diretamente na vida sua vida útil. O objetivo do presente trabalho foi identificar a microbiota termodurica psicrotrófica proteolítica do leite cru refrigerado. Foram avaliadas 20 amostras de leite cru refrigerado, plaqueadas e incubadas a 7°C por 10 dias. As cepas isolados foram repicadas em ágar leite para verificação da atividade proteolítica e inicialmente avaliadas microscopicamente e posteriormente identificadas por sequenciamento de DNA. Foi observado apenas um crescimento bacteriano e outros 10 isolados fúngicos termodúricos psicrotróficos em 40% das amostras avaliadas. Todos os isolados foram proteolíticos. O sequenciamento parcial do gene 16S rRNA da cepa bacteriana permitiu a identificação de Bacillus pumilus e a análise da região ITS1-5.8S-ITS2 dos isolados fúngicos os identificou como Cladosporium cladosporioides (60%), Curvularia geniculatus (10%), e Geotrichum candidum (30%). Não foram encontrados estudos anteriores sobre a presença de B. pumilus no leite cru brasileiro. Considerando o potencial deteriorante de todos os isolados e presença de fungos termodúricos psicrotróficos no leite cru, é importante a continuidade trabalhos que avaliem sua resistência térmica e seu impacto na vida útil do leite pasteurizado, longa vida e derivados.(AU)


Assuntos
Leite/microbiologia , Peptídeo Hidrolases , Bactérias Termodúricas/enzimologia , Bacillus pumilus/enzimologia
13.
Ci. Rural ; 46(4): 637-640, Apr. 2016. ilus
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-28838

Resumo

Bacterial spores are widespread in the environment and can contaminate milk. Spores are resistant to thermal conditions and your germination reduces milk shelf-life because the aerobic bacteria that are sporulated produce proteases and lipases. The aim of this study was identify Paenibacillus sp., the spoilage microbiota, arising from the germination of spores in raw milk and your spoilage potential. Twenty different milk samples were treated at 80°C/12min and plated to isolate spore-forming bacteria. These strains were picked in milk agar and tributyrin agar for verification of their potential proteolytic and lipolytic activities, respectively. Amplification and sequencing of the 16S rRNA gene of the strains for identification by similarity to the DNA sequences deposited in GenBank was performed. One hundred and thirty-seven isolates were obtained, of which 40 (29.2%) showed spoilage activity for milk. Of these, three (7.5%) were identified as strains of Paenibacillus sp., and all were lipolytic. Paenibacillus sp. have been identified as primarily responsible for the spoilage of pasteurized milk with a long shelf-life in other countries. To increase the shelf-life of Brazilian pasteurized milk, it is important to identify the sporulated microbes to determine their origin and to control the contamination of milk by vegetative forms such as spores.(AU)


Os esporos de bactérias estão amplamente difundidos no ambiente e podem contaminar o leite. Os esporos conferem resistência aos processos térmicos e sua germinação pode reduzir a vida útil do leite pasteurizado, uma vez que bactérias esporuladas aeróbias são muito frequentemente produtoras de proteases e lipases. O objetivo do presente trabalho foi identificar Paenibacillus sp. na microbiota deteriorante, oriunda da germinação de esporos no leite cru, e avaliar o seu potencial deteriorante. Vinte amostras de leite de propriedades distintas foram tratadas a 80ºC/12min e semeadas para isolamento de bactérias formadoras de esporos. Essas cepas foram repicadas em ágar leite e tributirina para verificação do seu potencial proteolítico e lipolítico, respectivamente. Foi realizada a amplificação e sequenciamento do gene 16S do rRNA para identificação das cepas por similaridade com as sequências de DNA depositadas no GenBank. Foram obtidos 137 isolados, dos quais 40 (29,2%) apresentaram atividade deteriorante do leite. Dessas, 3 (7,5%) cepas foram identificadas como Paenibacillus sp., todas lipolíticas. Paenibacillus sp. são considerados os principais responsáveis pela deterioração do leite pasteurizado de longa vida útil em outros países. Para o aumento da vida útil do leite pasteurizado brasileiro, é importante conhecer a microbiota esporulada, de forma a determinar sua origem e poder controlar a contaminação do leite tanto pelas formas vegetativas como por seus esporos.(AU)


Assuntos
Alimentos Resfriados , Contaminação de Alimentos , Leite , Paenibacillus/isolamento & purificação
14.
Ciênc. rural (Online) ; 46(4): 637-640, Apr. 2016. ilus
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1479717

Resumo

Bacterial spores are widespread in the environment and can contaminate milk. Spores are resistant to thermal conditions and your germination reduces milk shelf-life because the aerobic bacteria that are sporulated produce proteases and lipases. The aim of this study was identify Paenibacillus sp., the spoilage microbiota, arising from the germination of spores in raw milk and your spoilage potential. Twenty different milk samples were treated at 80°C/12min and plated to isolate spore-forming bacteria. These strains were picked in milk agar and tributyrin agar for verification of their potential proteolytic and lipolytic activities, respectively. Amplification and sequencing of the 16S rRNA gene of the strains for identification by similarity to the DNA sequences deposited in GenBank was performed. One hundred and thirty-seven isolates were obtained, of which 40 (29.2%) showed spoilage activity for milk. Of these, three (7.5%) were identified as strains of Paenibacillus sp., and all were lipolytic. Paenibacillus sp. have been identified as primarily responsible for the spoilage of pasteurized milk with a long shelf-life in other countries. To increase the shelf-life of Brazilian pasteurized milk, it is important to identify the sporulated microbes to determine their origin and to control the contamination of milk by vegetative forms such as spores.


Os esporos de bactérias estão amplamente difundidos no ambiente e podem contaminar o leite. Os esporos conferem resistência aos processos térmicos e sua germinação pode reduzir a vida útil do leite pasteurizado, uma vez que bactérias esporuladas aeróbias são muito frequentemente produtoras de proteases e lipases. O objetivo do presente trabalho foi identificar Paenibacillus sp. na microbiota deteriorante, oriunda da germinação de esporos no leite cru, e avaliar o seu potencial deteriorante. Vinte amostras de leite de propriedades distintas foram tratadas a 80ºC/12min e semeadas para isolamento de bactérias formadoras de esporos. Essas cepas foram repicadas em ágar leite e tributirina para verificação do seu potencial proteolítico e lipolítico, respectivamente. Foi realizada a amplificação e sequenciamento do gene 16S do rRNA para identificação das cepas por similaridade com as sequências de DNA depositadas no GenBank. Foram obtidos 137 isolados, dos quais 40 (29,2%) apresentaram atividade deteriorante do leite. Dessas, 3 (7,5%) cepas foram identificadas como Paenibacillus sp., todas lipolíticas. Paenibacillus sp. são considerados os principais responsáveis pela deterioração do leite pasteurizado de longa vida útil em outros países. Para o aumento da vida útil do leite pasteurizado brasileiro, é importante conhecer a microbiota esporulada, de forma a determinar sua origem e poder controlar a contaminação do leite tanto pelas formas vegetativas como por seus esporos.


Assuntos
Alimentos Resfriados , Contaminação de Alimentos , Leite , Paenibacillus/isolamento & purificação
15.
Semina ciênc. agrar ; 37(5): 3069-3078, Sept.-Oct.2016. ilus, tab, graf
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1500557

Resumo

The spore-forming microbiota is mainly responsible for the deterioration of pasteurized milk with long shelf life in the United States. The identification of these microorganisms, using molecular tools, is of particular importance for the maintenance of the quality of milk. However, these molecular techniques are not only costly but also labor-intensive and time-consuming. The aim of this study was to compare the efficiency of boiling in conjunction with four other methods for the genomic DNA extraction of sporulated bacteria with proteolytic and lipolytic potential isolated from raw milk in the states of Paraná and Maranhão, Brazil. Protocols based on cellular lysis by enzymatic digestion, phenolic extraction, microwave-heating, as well as the use of guanidine isothiocyanate were used. This study proposes a method involving simple boiling for the extraction of genomic DNA from these microorganisms. Variations in the quality and yield of the extracted DNA among these methods were observed. However, both the cell lysis protocol by enzymatic digestion (commercial kit) and the simple boiling method proposed in this study yielded sufficient DNA for successfully carrying out the Polymerase Chain Reaction (PCR) of the rpoB and 16S rRNA genes for all 11 strains of microorganisms tested. Other protocols failed to yield sufficient quantity and quality of DNA from all microorganisms tested, since only a few strains have showed positive results by PCR, thereby hindering the search for new microorganisms. Thus, the simple boiling method for DNA extraction from sporulated bacteria in spoiled milk showed the same efficacy as that of the commercial kit. Moreover, the method is inexpensive, easy to perform, and much less time-consuming.


A microbiota esporulada é a principal responsável pela deterioração do leite pasteurizado de longa vida útil nos Estados Unidos. A identificação destes micro-organismos é de especial importância para a qualidade do leite e ferramentas moleculares são fundamentais nesse processo. No entanto, exigem a execução de etapas onerosas e laboriosas que podem inviabilizar algumas pesquisas. O objetivo do presente trabalho foi comparar a eficiência do método de extração de DNA por fervura com outros quatro métodos para extração de DNA genômico de bactérias esporuladas com potencial proteolítico e lipolítico isoladas do leite cru dos estados do Paraná e Maranhão, Brasil. Foram utilizados protocolos que se baseavam na lise celular por digestão enzimática, agitação com fenol, aquecimento em micro-ondas, tiocianato de guanidina e este trabalho propõe um método por fervura simples para o estudo desses micro-organismos. Observaram-se variações nos métodos de quantificação do DNA extraído e baixo coeficiente de correlação de Person entre esses métodos. No entanto, observou-se que tanto no protocolo de lise celular por digestão enzimática (kit comercial) quanto na fervura simples proposta pelo presente estudo, houve êxito na realização da Reação em Cadeia da Polimerase (PCR) para pesquisa dos genes rpoB e 16S rRNA para todas as 11 cepas de micro-organismos testadas. Os outros protocolos não apresentaram sucesso na extração de DNA para a totalidade da microbiota avaliada, já que somente algumas amostras tiveram êxito nas reações de PCR, fato que os inviabiliza para a pesquisa desses micro-organismos. Dessa forma, o método de fervura simples das suspensões de bactérias esporuladas deteriorantes do leite demonstrou a mesma eficiência do kit comercial para a extração do DNA desses micro-organismos, sendo um método de baixo custo e de fácil e rápida execução.


Assuntos
Componentes Genômicos/fisiologia , Componentes Genômicos/genética , Leite/microbiologia , Leite/química
16.
Semina Ci. agr. ; 37(5): 3069-3078, Sept.-Oct.2016. ilus, tab, graf
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-745841

Resumo

The spore-forming microbiota is mainly responsible for the deterioration of pasteurized milk with long shelf life in the United States. The identification of these microorganisms, using molecular tools, is of particular importance for the maintenance of the quality of milk. However, these molecular techniques are not only costly but also labor-intensive and time-consuming. The aim of this study was to compare the efficiency of boiling in conjunction with four other methods for the genomic DNA extraction of sporulated bacteria with proteolytic and lipolytic potential isolated from raw milk in the states of Paraná and Maranhão, Brazil. Protocols based on cellular lysis by enzymatic digestion, phenolic extraction, microwave-heating, as well as the use of guanidine isothiocyanate were used. This study proposes a method involving simple boiling for the extraction of genomic DNA from these microorganisms. Variations in the quality and yield of the extracted DNA among these methods were observed. However, both the cell lysis protocol by enzymatic digestion (commercial kit) and the simple boiling method proposed in this study yielded sufficient DNA for successfully carrying out the Polymerase Chain Reaction (PCR) of the rpoB and 16S rRNA genes for all 11 strains of microorganisms tested. Other protocols failed to yield sufficient quantity and quality of DNA from all microorganisms tested, since only a few strains have showed positive results by PCR, thereby hindering the search for new microorganisms. Thus, the simple boiling method for DNA extraction from sporulated bacteria in spoiled milk showed the same efficacy as that of the commercial kit. Moreover, the method is inexpensive, easy to perform, and much less time-consuming.(AU)


A microbiota esporulada é a principal responsável pela deterioração do leite pasteurizado de longa vida útil nos Estados Unidos. A identificação destes micro-organismos é de especial importância para a qualidade do leite e ferramentas moleculares são fundamentais nesse processo. No entanto, exigem a execução de etapas onerosas e laboriosas que podem inviabilizar algumas pesquisas. O objetivo do presente trabalho foi comparar a eficiência do método de extração de DNA por fervura com outros quatro métodos para extração de DNA genômico de bactérias esporuladas com potencial proteolítico e lipolítico isoladas do leite cru dos estados do Paraná e Maranhão, Brasil. Foram utilizados protocolos que se baseavam na lise celular por digestão enzimática, agitação com fenol, aquecimento em micro-ondas, tiocianato de guanidina e este trabalho propõe um método por fervura simples para o estudo desses micro-organismos. Observaram-se variações nos métodos de quantificação do DNA extraído e baixo coeficiente de correlação de Person entre esses métodos. No entanto, observou-se que tanto no protocolo de lise celular por digestão enzimática (kit comercial) quanto na fervura simples proposta pelo presente estudo, houve êxito na realização da Reação em Cadeia da Polimerase (PCR) para pesquisa dos genes rpoB e 16S rRNA para todas as 11 cepas de micro-organismos testadas. Os outros protocolos não apresentaram sucesso na extração de DNA para a totalidade da microbiota avaliada, já que somente algumas amostras tiveram êxito nas reações de PCR, fato que os inviabiliza para a pesquisa desses micro-organismos. Dessa forma, o método de fervura simples das suspensões de bactérias esporuladas deteriorantes do leite demonstrou a mesma eficiência do kit comercial para a extração do DNA desses micro-organismos, sendo um método de baixo custo e de fácil e rápida execução.(AU)


Assuntos
Leite/química , Leite/microbiologia , Componentes Genômicos/genética , Componentes Genômicos/fisiologia
17.
Semina Ci. agr. ; 36(2): 883-888, mar.-abr. 2015. tab, graf
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-30025

Resumo

The aim of this study was to compare the microbiological and physicochemical quality of raw milk produced by small and large dairy producers in Paraná, Brazil. Samples of raw milk were collected from small (49) and large (21) dairy producers. Dairy farms were characterized by observation and application of questionnaires. The total bacterial count (TBC) was obtained by flow cytometry and Petrifilm® AC, while the somatic cell count (SCC) was obtained by only flow cytometry. The content of fat, proteins, lactose, and solids in the mil were determined by infrared. Differences were observed in the techniques employed by small and large dairy producers, which may have influenced the microbiological quality of raw milk. Milk contamination significantly greater in milk produced by small farmers, which is evident from the average TBC of 3.8 × 106 CFU/mL obtained from milk produced by small farmers as compared to the TBC of 1.5 × 104 CFU/mL obtained from larger dairy farms. Twenty-four (49%) small diary producers are no-compliant with the current standards for microbiological quality of refrigerated raw milk established by the law, while all larger producers were compliant with the standards. The average SCC of milk obtained from small producers was 2.2 × 105 SC/mL, while that of large milk producers was 3.9 × 105 SC/mL. Milk produced by small producers contained significantly higher...(AU)


O objetivo do presente trabalho foi comparar a qualidade microbiológica e físico-química do leite cru refrigerado  roduzido por pequenos e grandes produtores do estado do Paraná, Brasil. Foram avaliadas amostras de leite cru refrigerado, oriundas de pequenos (49) e grandes (21) produtores. A caracterização das propriedades foi realizada através da observação e aplicação de questionários. A Contagem Bacteriana Total (CBT) foi realizada por citometria de fluxo e em PetrifilmTM AC, a Contagem de Células Somáticas (CCS) por citometria de fluxo e os percentuais de gordura, proteína, lactose e sólidos totais por infravermelho. Foram observadas diferenças de tecnificação entre os pequenos e grandes produtores, o que provavelmente influenciou a qualidade microbiológica do leite cru. A contaminação do leite foi substancialmente superior no leite produzido por pequenos produtores, como demonstrado pelas médias de CBT 3,8 x 106 UFC/mL e 1,5 x 104 UFC/mL, respectivamente para pequenas e grandes propriedades. Considerando o padrão vigente de qualidade microbiológica do leite cru refrigerado determinado pela legislação, 24 (49%) pequenos produtores estão em desacordo, enquanto todos os grandes produtores estão em conformidade com a legislação. A CCS média foi de 2,2 x 105 CS/mL para os pequenos e 3,9 x 105 CS/mL para os grandes produtores de leite. O leite oriundo dos pequenos produtores...(AU)


Assuntos
Indústria de Laticínios , Alimentos Resfriados
18.
Ci. Rural ; 45(9): 1613-1618, Sept. 2015. tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-27127

Resumo

Milk fraud has been a recurring problem in Brazil; thus, it is important to know the effect of most frequently used preservatives and neutralizing substances as well as the detection capability of official tests. The objective of this study was to evaluate the analytical sensitivity of legislation-described tests and nonspecific microbial inhibition tests, and to investigate the effect of such substances on microbial growth inhibition and the persistence of detectable residues after 24/48h of refrigeration. Batches of raw milk, free from any contaminant, were divided into aliquots and mixed with different concentrations of formaldehyde, hydrogen peroxide, sodium hypochlorite, chlorine, chlorinated alkaline detergent, or sodium hydroxide. The analytical sensitivity of the official tests was 0.005%, 0.003%, and 0.013% for formaldehyde, hydrogen peroxide, and hypochlorite, respectively. Chlorine and chlorinated alkaline detergent were not detected by regulatory tests. In the tests for neutralizing substances, sodium hydroxide could not be detected when acidity was accurately neutralized. The yogurt culture test gave results similar to those obtained by official tests for the detection of specific substances. Concentrations of 0.05% of formaldehyde, 0.003% of hydrogen peroxide and 0.013% of sodium hypochlorite significantly reduced (P<0.05) the microbial counts in milk after 24 and 48h refrigeration. Formaldehyde and sodium hypochlorite remained detectable in milk after 48 and 24h of refrigeration, respectively; while hydrogen peroxide could not be detected after 24h. Official tests for the detection of milk fraud by the addition of preservatives and neutralizing substances present limitations and may be ineffective in detecting milk adulteration.(AU)


Fraudes no leite têm sido um problema recorrente no Brasil, tornando importante conhecer o efeito dos conservantes e neutralizantes utilizados com maior frequência, e a capacidade de detecção das provas oficiais. O objetivo deste trabalho foi avaliar a sensibilidade analítica de provas descritas pela legislação, das provas por inibição microbiana inespecífica, o efeito dessas substâncias na inibição do crescimento microbiano e a persistência de resíduos detectáveis após 48 horas de refrigeração. Lotes de leite cru, livres de sustâncias adulterantes, foram aliquotados e adicionados de diferentes concentrações de formaldeído, peróxido de hidrogênio, hipoclorito de sódio, cloro, detergente alcalino clorado e hidróxido de sódio. A sensibilidade analítica das provas oficiais foi: 0,005% para formaldeído; 0,003% para peróxido de hidrogênio e 0,013% para hipoclorito. Cloro e detergente alcalino clorado não foram detectados pelas provas oficiais. A prova de neutralizantes não detectou hidróxido de sódio quando a acidez foi neutralizada com precisão. A prova da cultura de iogurte apresentou resultados próximos ao das provas oficiais para substâncias específicas. Concentrações de 0,05% formaldeído, 0,003% de peróxido de hidrogênio e 0,013% de hipoclorito de sódio reduziram significativamente (P 0,05) a microbiota do leite após 24 e 48 horas de refrigeração. O formaldeído e hipoclorito de sódio permaneceram detectável no leite após 48 e 24 horas de refrigeração, respectivamente e o peróxido de hidrogênio não foi detectável após 24 horas. As provas oficiais para a pesquisa de fraudes por adição de conservantes e neutralizantes ao leite apresentam limitações e podem não ser capazes de detectar adulterações no leite.(AU)


Assuntos
Indústria de Laticínios , Conservantes de Alimentos , Contaminação de Alimentos , Fraude
19.
Semina Ci. agr. ; 36(supl.2): 4289-4296, 2015. tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-759578

Resumo

The shelf life of milk and milk derivatives is directly related to the microbiological quality of refrigerated raw milk. Spoilage microorganisms with proteolytic and/or lipolytic properties are primarily responsible for the decrease in the quality of milk, which is reflected in the shelf life of pasteurized milk and all derivatives. The aim of this study was to determine the spoilage microbial load of refrigerated raw milk from the northeast and southern regions of Brazil, which have different climatic and technological conditions of production. We evaluated 46 samples of milk from the state of Paraná in the southern region, and 10 samples of milk from the state of Maranhão in the northeast region, totaling 56 samples collected from November 2013 to November 2014. The producers of Paraná were divided into large (20) or small (26) according to the average daily production. All producers of Maranhão were considered small ( 500L/day). The proteolytic and lipolytic microorganism counts were conducted in milk agar and tributyrin agar, respectively. Milk from the large producers of Paraná had average counts of 1.4 × 104 CFU/mL for proteolytic microorganisms and 1.2 × 103 CFU/mL for lipolytics microorganisms, significantly (p 0.05) lower than the small producers in the same state, and the producers of Maranhão. Producers of Maranhao had counts of 1.1 × 105 CFU/mL for proteolytic microorganisms and 2 × 105 CFU/mL for lipolytic microorganisms, with the proteolytic count significantly lower than that of small Paraná producers. The amount of proteolytic and lipolytic spoilage microorganisms in milk is influenced by the adaptation of the microorganisms to cold, promoted by the cooling of milk, which is practiced less frequently in the countrys northeastern region. The amount of spoilage microorganisms is also affected by the implementation of milking hygiene practices, which reduce contamination.(AU)


A vida útil do leite e de seus derivados está diretamente relacionada à qualidade microbiológica do leite cru refrigerado. Os micro-organismos deteriorantes proteolíticos e/ou lipolíticos são os principais responsáveis pela diminuição da qualidade tecnológica do leite, repercutindo na vida útil do leite pasteurizado, UHT e todos os derivados. Nesse contexto, o objetivo do presente trabalho foi determinar a carga microbiana deteriorante do leite cru refrigerado das regiões nordeste e sul do Brasil, que apresentam diferentes condições climáticas e tecnológicas de produção. Foram avaliadas 46 amostras de leite do estado do Paraná, região sul, e 10 amostras do Maranhão, região nordeste, totalizando 56 amostras coletadas no período de novembro de 2013 a novembro de 2014. Os produtores paranaenses foram divididos entre grandes (20) ou pequenos (26) de acordo com a produção diária média. Todos os produtores do estado do Maranhão foram considerados pequenos ( 500L/dia). Foi realizada a contagem de micro-organismos proteolíticos e lipolíticos em ágar leite e ágar tributirina, respectivamente. O leite oriundo dos grandes produtores do estado do Paraná apresentou contagens médias de 1,4 x 104 UFC/mL para proteolíticos e 1,2 x 103 UFC/mL para lipolíticos, significativamente (p 0,05) mais baixas em relação pequenos produtores do mesmo estado, e também menores que as contagens dos produtores maranhenses. Os produtores do estado do Maranhão apresentaram contagens de 1,1 x 105 UFC/mL para proteolíticos e 2 x 105 UFC/mL para lipolíticos, com contagem de proteolíticos significativamente inferior à apresentada por pequenos produtores do Paraná.(AU)


Assuntos
Peptídeo Hidrolases/análise , Leite/química , Leite/microbiologia
20.
Semina ciênc. agrar ; 36(supl.2): 4289-4296, 2015. tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1500186

Resumo

The shelf life of milk and milk derivatives is directly related to the microbiological quality of refrigerated raw milk. Spoilage microorganisms with proteolytic and/or lipolytic properties are primarily responsible for the decrease in the quality of milk, which is reflected in the shelf life of pasteurized milk and all derivatives. The aim of this study was to determine the spoilage microbial load of refrigerated raw milk from the northeast and southern regions of Brazil, which have different climatic and technological conditions of production. We evaluated 46 samples of milk from the state of Paraná in the southern region, and 10 samples of milk from the state of Maranhão in the northeast region, totaling 56 samples collected from November 2013 to November 2014. The producers of Paraná were divided into large (20) or small (26) according to the average daily production. All producers of Maranhão were considered small ( 500L/day). The proteolytic and lipolytic microorganism counts were conducted in milk agar and tributyrin agar, respectively. Milk from the large producers of Paraná had average counts of 1.4 × 104 CFU/mL for proteolytic microorganisms and 1.2 × 103 CFU/mL for lipolytics microorganisms, significantly (p 0.05) lower than the small producers in the same state, and the producers of Maranhão. Producers of Maranhao had counts of 1.1 × 105 CFU/mL for proteolytic microorganisms and 2 × 105 CFU/mL for lipolytic microorganisms, with the proteolytic count significantly lower than that of small Paraná producers. The amount of proteolytic and lipolytic spoilage microorganisms in milk is influenced by the adaptation of the microorganisms to cold, promoted by the cooling of milk, which is practiced less frequently in the country’s northeastern region. The amount of spoilage microorganisms is also affected by the implementation of milking hygiene practices, which reduce contamination.


A vida útil do leite e de seus derivados está diretamente relacionada à qualidade microbiológica do leite cru refrigerado. Os micro-organismos deteriorantes proteolíticos e/ou lipolíticos são os principais responsáveis pela diminuição da qualidade tecnológica do leite, repercutindo na vida útil do leite pasteurizado, UHT e todos os derivados. Nesse contexto, o objetivo do presente trabalho foi determinar a carga microbiana deteriorante do leite cru refrigerado das regiões nordeste e sul do Brasil, que apresentam diferentes condições climáticas e tecnológicas de produção. Foram avaliadas 46 amostras de leite do estado do Paraná, região sul, e 10 amostras do Maranhão, região nordeste, totalizando 56 amostras coletadas no período de novembro de 2013 a novembro de 2014. Os produtores paranaenses foram divididos entre grandes (20) ou pequenos (26) de acordo com a produção diária média. Todos os produtores do estado do Maranhão foram considerados pequenos ( 500L/dia). Foi realizada a contagem de micro-organismos proteolíticos e lipolíticos em ágar leite e ágar tributirina, respectivamente. O leite oriundo dos grandes produtores do estado do Paraná apresentou contagens médias de 1,4 x 104 UFC/mL para proteolíticos e 1,2 x 103 UFC/mL para lipolíticos, significativamente (p 0,05) mais baixas em relação pequenos produtores do mesmo estado, e também menores que as contagens dos produtores maranhenses. Os produtores do estado do Maranhão apresentaram contagens de 1,1 x 105 UFC/mL para proteolíticos e 2 x 105 UFC/mL para lipolíticos, com contagem de proteolíticos significativamente inferior à apresentada por pequenos produtores do Paraná.


Assuntos
Leite/microbiologia , Leite/química , Peptídeo Hidrolases/análise
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA