Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 2 de 2
Filtrar
Mais filtros

Base de dados
Ano de publicação
Tipo de documento
Intervalo de ano de publicação
1.
R. Ci. agrovet. ; 17(1): 54-60, 2018. tab
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-734013

Resumo

A murcha-bacteriana (Rastonia solanacearum) é um sério problema para a produção de solanáceas em diversas regiões brasileiras, principalmente sob ambientes protegidos. A giberelina (GA3) é hormônio que tem sua eficiência comprovada para o aumento de diversas características em plantas de tomate, porém, não se tem estudo a respeito do potencial deste hormônio para a indução de tolerância a doença. Assim, o objetivo do trabalho foi estudar o efeito da aplicação de giberelina para aumentar a tolerância em híbridos de tomate à murcha bacteriana. O delineamento experimental utilizado foi o de blocos casualizados, em esquema fatorial 8 x 5 (híbridos e épocas de aplicação), com três repetições. Foram estudadas as variáveis de altura de planta, número de flores, diâmetro transversal dos frutos, massa fresca da parte aérea, número de frutos e peso dos frutos, após 120 dias do plantio. Verificou-se que existe diferença significativa para todas as variáveis estudadas e, também, para as fontes de variação. A giberelina é capaz de induzir o aumento da tolerância em plantas de tomate a murcha-bacteriana (Rastonia solanacearum), entretanto, a época de aplicação é dependente do híbrido e da variável desejada para se obter o melhor desempenho. A aplicação feita no 24º dia, após o plantio, foi a que mais apresentou ganhos elevados nos diferentes híbridos e variáveis, seguido do 32º dia.(AU)


The bacterial wilt (Ralstonia solanacearum) is a serious problem to produce Solanaceae plants in several Brazilian regions, mainly under protected environments. The gibberellin (GA3) is a hormone that has its proven efficiency to increase several traits in tomato plants, however, there is no study about the potential of this hormone for the induction of disease tolerance. Thus, the objective of the work was to study the effect of the application of gibberellin to increase tolerance in tomato hybrids to bacterial wilt. The experimental design was a randomized block design, in a factorial scheme 8 x 5 (hybrids and application times), with three replications. The variables of plant height, number of flowers, fresh shoot mass, transverse diameter of fruits, number of fruits and fruit weight were studied after 120 days of sowed. It was verified that there is significant difference for all variables studied and for the sources of variation. The gibberellin can induce increased tolerance in tomato plants to bacterial wilt, however, the time of application is dependent on the hybrid and the desired variable to obtain the best performance. The application on the 24th day, after planting, was the one that presented the high gains in the different hybrids and variables, followed by the 32nd day.(AU)


Assuntos
Solanum lycopersicum , Ralstonia solanacearum , Giberelinas/imunologia , Frutas/imunologia , Desenvolvimento Vegetal
2.
Rev. Ciênc. Agrovet. (Online) ; 17(1): 54-60, 2018. tab
Artigo em Português | VETINDEX | ID: biblio-1488207

Resumo

A murcha-bacteriana (Rastonia solanacearum) é um sério problema para a produção de solanáceas em diversas regiões brasileiras, principalmente sob ambientes protegidos. A giberelina (GA3) é hormônio que tem sua eficiência comprovada para o aumento de diversas características em plantas de tomate, porém, não se tem estudo a respeito do potencial deste hormônio para a indução de tolerância a doença. Assim, o objetivo do trabalho foi estudar o efeito da aplicação de giberelina para aumentar a tolerância em híbridos de tomate à murcha bacteriana. O delineamento experimental utilizado foi o de blocos casualizados, em esquema fatorial 8 x 5 (híbridos e épocas de aplicação), com três repetições. Foram estudadas as variáveis de altura de planta, número de flores, diâmetro transversal dos frutos, massa fresca da parte aérea, número de frutos e peso dos frutos, após 120 dias do plantio. Verificou-se que existe diferença significativa para todas as variáveis estudadas e, também, para as fontes de variação. A giberelina é capaz de induzir o aumento da tolerância em plantas de tomate a murcha-bacteriana (Rastonia solanacearum), entretanto, a época de aplicação é dependente do híbrido e da variável desejada para se obter o melhor desempenho. A aplicação feita no 24º dia, após o plantio, foi a que mais apresentou ganhos elevados nos diferentes híbridos e variáveis, seguido do 32º dia.


The bacterial wilt (Ralstonia solanacearum) is a serious problem to produce Solanaceae plants in several Brazilian regions, mainly under protected environments. The gibberellin (GA3) is a hormone that has its proven efficiency to increase several traits in tomato plants, however, there is no study about the potential of this hormone for the induction of disease tolerance. Thus, the objective of the work was to study the effect of the application of gibberellin to increase tolerance in tomato hybrids to bacterial wilt. The experimental design was a randomized block design, in a factorial scheme 8 x 5 (hybrids and application times), with three replications. The variables of plant height, number of flowers, fresh shoot mass, transverse diameter of fruits, number of fruits and fruit weight were studied after 120 days of sowed. It was verified that there is significant difference for all variables studied and for the sources of variation. The gibberellin can induce increased tolerance in tomato plants to bacterial wilt, however, the time of application is dependent on the hybrid and the desired variable to obtain the best performance. The application on the 24th day, after planting, was the one that presented the high gains in the different hybrids and variables, followed by the 32nd day.


Assuntos
Frutas/imunologia , Giberelinas/imunologia , Solanum lycopersicum , Ralstonia solanacearum , Desenvolvimento Vegetal
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA