Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 4 de 4
Filtrar
Mais filtros

Base de dados
Ano de publicação
Tipo de documento
Intervalo de ano de publicação
1.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: biblio-1473658

Resumo

A eficiência reprodutiva deve ser avaliada em propriedades leiteiras para identificação de indivíduos com problemas reprodutivos ligados tanto à fêmea quanto ao macho, visando minimizar perdas na produção. A reprodução está entre os fatores que afetam a produtividade dos rebanhos e chama atenção, em alguns momentos, pelos baixos índices na pecuária tradicional. Objetivou-se estudar a ferramenta de avaliação espermática denominada índice CAP e sua correlação com as análises biométricas e morfológicas do sêmen de touros da raça Gir. Foram utilizados 34 touros da raça Gir (Bos taurus indicus) aptidão leiteira, hígidos, com 17 a 31 meses de idade e 450 kg de massa corporal média. Os touros foram submetidos a exame andrológico (avaliação física incluindo biometria testicular e morfológica do sêmen), seguido pela classificação andrológica por pontos (índice CAP). Foram realizadas três coletas independentes para avaliar a qualidade espermática por touro durante o período do experimento. De acordo com a avaliação do índice CAP, os animais foram classificados como excelentes (17 %) e muito bons (83 %). O índice CAP correlacionou-se positivamente com o perímetro escrotal e as características físicas do sêmen.


Reproductive efficiency should be evaluated in dairy farms, when they are related to reproductive problems in both female and male. Breeding is among factors that affect herd productivity and draws attention by low rates of traditional livestock breeding. The aim was to study sperm evaluation tool known as the CAP index and its correlation with the biometric and morphological analyzes of Gir bulls semen. Thirty four healthy Gir bulls (Bos taurus indicus), dairy fitness, with 17 to 31 months of age with 450 kg of body mass were used. The bulls were submitted to andrological examination (physical evaluation including testicular biometry and semen morphological analysis) follow by andrological classification by points (CAP index). Three independent collections were carried out to evaluate sperm quality per bull during the experiment period According to the CAP index, animals were classified as excellent (17%) and as very good (83%). The CAP Index correlated positively with scrotal perimeter and semen physical characteristics.


Assuntos
Masculino , Animais , Bovinos , Biometria , Escroto/anatomia & histologia , Sêmen , Fertilidade/fisiologia
2.
Ci. Anim. bras. ; 20: e-44670, Apr. 29, 2019. tab
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-21201

Resumo

A eficiência reprodutiva deve ser avaliada em propriedades leiteiras para identificação de indivíduos com problemas reprodutivos ligados tanto à fêmea quanto ao macho, visando minimizar perdas na produção. A reprodução está entre os fatores que afetam a produtividade dos rebanhos e chama atenção, em alguns momentos, pelos baixos índices na pecuária tradicional. Objetivou-se estudar a ferramenta de avaliação espermática denominada índice CAP e sua correlação com as análises biométricas e morfológicas do sêmen de touros da raça Gir. Foram utilizados 34 touros da raça Gir (Bos taurus indicus) aptidão leiteira, hígidos, com 17 a 31 meses de idade e 450 kg de massa corporal média. Os touros foram submetidos a exame andrológico (avaliação física incluindo biometria testicular e morfológica do sêmen), seguido pela classificação andrológica por pontos (índice CAP). Foram realizadas três coletas independentes para avaliar a qualidade espermática por touro durante o período do experimento. De acordo com a avaliação do índice CAP, os animais foram classificados como excelentes (17 %) e muito bons (83 %). O índice CAP correlacionou-se positivamente com o perímetro escrotal e as características físicas do sêmen.(AU)


Reproductive efficiency should be evaluated in dairy farms, when they are related to reproductive problems in both female and male. Breeding is among factors that affect herd productivity and draws attention by low rates of traditional livestock breeding. The aim was to study sperm evaluation tool known as the CAP index and its correlation with the biometric and morphological analyzes of Gir bulls semen. Thirty four healthy Gir bulls (Bos taurus indicus), dairy fitness, with 17 to 31 months of age with 450 kg of body mass were used. The bulls were submitted to andrological examination (physical evaluation including testicular biometry and semen morphological analysis) follow by andrological classification by points (CAP index). Three independent collections were carried out to evaluate sperm quality per bull during the experiment period According to the CAP index, animals were classified as excellent (17%) and as very good (83%). The CAP Index correlated positively with scrotal perimeter and semen physical characteristics.(AU)


Assuntos
Animais , Masculino , Bovinos , Biometria , Escroto/anatomia & histologia , Sêmen , /métodos , Fertilidade/fisiologia
3.
R. cient. eletr. Med. Vet. ; 22: 1-15, jan. 2014.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-15977

Resumo

A mastite é uma doença muito comum em vacas leiteiras, que causam diversos prejuízos, tanto em relação ao custo seu tratamento quanto a diminuição da produção de leite. São diversas espécies de bactérias e fungos causadoras de mastite, variando sua resistência aos antibióticos usados nos casos de mastite. A família de bactérias que causam maiores prejuízos são Staphylococcus sp., bactérias contagiosas, podendo se tornar crônica, dificultando assim o tratamento. Didaticamente se dividem em duas principais grupos de Staphylococcus sp., as espécies Staphylococcus coagulase negativas e Staphylococcus aureus. Staphylococcus coagulase negativas geralmente são bactérias com alta prevalência no rebanho, porém muito sensíveis aos antibióticos convencionais. Staphylococcus aureus é uma bactéria com tratamento complicado, com tendência a cronicidade, sendo normalmente causa de descarte em vacas, pela baixa taxa de cura e potencial transmissor para animais sadios. Evitar a causa da mastite de origem contagiosa é a melhor forma de se controlar o rebanho, no tratamento na secagem dos animais em lactação, linha de ordenha, manejo de ordenha bem feito e revisão do equipamento de ordenha. Existe necessidade de maior controle e prevenção da mastite e de capacitar produtores sobre as boas práticas de uso de antimicrobianos. Diversos estudos mostram que antibióticos mais usados na fazenda tendem em ser os mais resistentes, diminuindo a eficiência no tratamento, geralmente por subdosagem, má aplicação do medicamento e tempo curto de tratamento. (AU)


Mastitis is a very common disease in dairy cows, causing many losses both in terms of treatment cost as decreased milk production. There are several species of bacteria and fungi that cause mastitis, varying its resistance to antibiotics used in mastitis cases. The family of bacteria that cause major damage is Staphylococcus sp., Contagious bacteria, can become chronic and thus hinder the treatment. Didactically fall into two main groups of Staphylococcus sp., Coagulase negative Staphylococcus species and Staphylococcus aureus. Coagulase negative Staphylococcus bacteria are usually with high prevalence in the herd, but very sensitive to conventional antibiotics. Staphylococcus aureus is a bacterium with complicated treatment, with a tendency to chronicity, normally reasons for disposal in cows, the low cure rate and transmission potential for healthy animals. Avoid the cause of contagious mastitis source is the best way to control the herd, the drying treatment of lactating animals, line milking, milking management and well done review of milking equipment. There is need for greater control and prevention of mastitis and empower producers on best practices for antimicrobial use. Several studies show that antibiotics commonly used on the farm tend to be the toughest, decreasing efficiency in treatment, usually by underdosing, poor implementation of the drug and a short duration of treatment. (AU)


Assuntos
Animais , Feminino , Bovinos , Mastite Bovina/prevenção & controle , Antibacterianos/uso terapêutico , Antibioticoprofilaxia/veterinária , Staphylococcus aureus , Leite/microbiologia
4.
Rev. cient. eletrônica med. vet ; 22: 1-15, jan. 2014.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: biblio-1494137

Resumo

A mastite é uma doença muito comum em vacas leiteiras, que causam diversos prejuízos, tanto em relação ao custo seu tratamento quanto a diminuição da produção de leite. São diversas espécies de bactérias e fungos causadoras de mastite, variando sua resistência aos antibióticos usados nos casos de mastite. A família de bactérias que causam maiores prejuízos são Staphylococcus sp., bactérias contagiosas, podendo se tornar crônica, dificultando assim o tratamento. Didaticamente se dividem em duas principais grupos de Staphylococcus sp., as espécies Staphylococcus coagulase negativas e Staphylococcus aureus. Staphylococcus coagulase negativas geralmente são bactérias com alta prevalência no rebanho, porém muito sensíveis aos antibióticos convencionais. Staphylococcus aureus é uma bactéria com tratamento complicado, com tendência a cronicidade, sendo normalmente causa de descarte em vacas, pela baixa taxa de cura e potencial transmissor para animais sadios. Evitar a causa da mastite de origem contagiosa é a melhor forma de se controlar o rebanho, no tratamento na secagem dos animais em lactação, linha de ordenha, manejo de ordenha bem feito e revisão do equipamento de ordenha. Existe necessidade de maior controle e prevenção da mastite e de capacitar produtores sobre as boas práticas de uso de antimicrobianos. Diversos estudos mostram que antibióticos mais usados na fazenda tendem em ser os mais resistentes, diminuindo a eficiência no tratamento, geralmente por subdosagem, má aplicação do medicamento e tempo curto de tratamento.


Mastitis is a very common disease in dairy cows, causing many losses both in terms of treatment cost as decreased milk production. There are several species of bacteria and fungi that cause mastitis, varying its resistance to antibiotics used in mastitis cases. The family of bacteria that cause major damage is Staphylococcus sp., Contagious bacteria, can become chronic and thus hinder the treatment. Didactically fall into two main groups of Staphylococcus sp., Coagulase negative Staphylococcus species and Staphylococcus aureus. Coagulase negative Staphylococcus bacteria are usually with high prevalence in the herd, but very sensitive to conventional antibiotics. Staphylococcus aureus is a bacterium with complicated treatment, with a tendency to chronicity, normally reasons for disposal in cows, the low cure rate and transmission potential for healthy animals. Avoid the cause of contagious mastitis source is the best way to control the herd, the drying treatment of lactating animals, line milking, milking management and well done review of milking equipment. There is need for greater control and prevention of mastitis and empower producers on best practices for antimicrobial use. Several studies show that antibiotics commonly used on the farm tend to be the toughest, decreasing efficiency in treatment, usually by underdosing, poor implementation of the drug and a short duration of treatment.


Assuntos
Feminino , Animais , Bovinos , Antibacterianos/uso terapêutico , Antibioticoprofilaxia/veterinária , Mastite Bovina/prevenção & controle , Staphylococcus aureus , Leite/microbiologia
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA