Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 15 de 15
Filtrar
Mais filtros

Base de dados
Tipo de documento
Intervalo de ano de publicação
1.
Ciênc. rural (Online) ; 53(12): e20210783, 2023. graf, tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1434392

Resumo

This study assessed the nitrogen nutrition index, morphogenic characteristics and tiller structure of Alexandergrass (Urochloaplantaginea (LINK) Hitch) pasture submitted to different nitrogen (N) levels (zero, 150 or 300 kg ha-1 of N). The experimental design was entirely randomized with repeated measures arrangement. The experimental animals were Angus heifers under rotational stocking grazing method. The number of animals was variable to keep 30±5 cm post-grazing sward height. Nitrogen nutrition index increased linearly according N levels (Y = 59.8 + 0.1216N; P < 0.0001; r²=0.53). The leaf appearance rate adjusted to a positive linear regression model according the thermal sum (TS) with zero of N (Y0N = 0.0077 + 0.0000087TS; P = 0.0308; r² = 0.72) and 150 kg ha-1 of N (Y150N = 0.0020 + 0.000021 TS; P = 0.0022; r² = 0.92). The use of 300 kg ha-1 of N did not alter the leaf appearance rate (0.0124 leaf degree-days-1). The use of up to 300 kg ha-1 of N increases the Alexandergrass nitrogen content. The leaf appearance rate in Alexandergrass is modified using N while the morphogenic characteristics leaf expansion, stem expansion, phyllochron, leaf lifespan, leaf elongation duration and tiller structure are not altered by N utilization.


Este trabalho teve como objetivo avaliar o índice de nutrição nitrogenada, as características morfogênicas e a estrutura dos perfilhos de papuã (Urochloa plantaginea (LINK) Hitch) submetidos a diferentes níveis de nitrogênio (N) (zero, 150 ou 300 kg ha-1 de N). O delineamento experimental foi inteiramente casualizado com medidas repetidas no tempo. Os animais experimentais foram novilhas Angus em regime de pastejo rotacionado. O número de animais foi variável para manter 30 ± 5 cm de altura do pasto pós-pastejo. O índice de nutrição com nitrogênio aumentou linearmente de acordo com os níveis de N (Y = 59,8 + 0,1216N; P < 0,0001; r² = 0,53). A taxa de aparecimento de folhas ajustou-se ao modelo de regressão linear positiva de acordo com a soma térmica (TS) com zero de N (Y0N = 0,0077 + 0,0000087TS; P = 0,0308; r² = 0,72) e 150 kg ha-1 de N (Y150N = 0,0020 +0,000021 TS; P = 0,0022; r² = 0,92). O uso de 300 kg ha-1 de N não alterou a taxa de aparecimento de folhas (0,0124 folha grau-dia-1). O uso de até 300 kg ha-1 de N aumenta o teor de nitrogênio do papuã. A taxa de aparecimento de folhas em papuã é modificada usando N, enquanto que as características morfogênicas expansão foliar, expansão de colmo, filocrono, duração de vida das folhas, duração da elongação foliar e a estrutura dos perfilhos não são alteradas pela utilização de N.


Assuntos
Fertilizantes , Desenvolvimento Vegetal , Nitrogênio/administração & dosagem
2.
Ci. Rural ; 49(7): e20180791, 2019. tab, graf
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-22692

Resumo

The objective of this study was to determine the leaf tissue flows in Italian ryegrass (Lolium multiflorum Lam.), in different phenological stages, grazed by lambs, and managed under three herbage allowances (6, 9 and 12 kg DM/100 kg body weight under rotational stocking method. The experimental design was completely randomized, with repeated measures arrangement. Forage allowances determined similar growth and intake flows, actual and potential utilization efficiencies of grass and they were different in the phenological stages of Italian ryegrass. The intake of leaf blade, as a percentage of body weight, was higher in the 12% herbage allowance. Considering leaf tissue flows, Italian ryegrass can be managed in forage allowances that vary between 6 and 12 kg DM/100 kg body weight.(AU)


Este trabalho foi conduzido com o objetivo de determinar os fluxos de tecidos foliares em diferentes estádios fenológicos do azevém (Lolium multiflorum Lam.), pastejado por cordeiras, manejado sob três níveis de oferta de forragem (6; 9 e 12 kg de MS/100 kg de peso corporal), sob lotação intermitente. O delineamento experimental foi inteiramente casualizado, com medidas repetidas no tempo. Os fluxos de crescimento e consumo de lâminas foliares, as eficiências real e potencial de utilização do pasto foram similares nas ofertas de forragem e diferentes nos estádios fenológicos do azevém. O consumo de lâminas foliares em porcentagem do peso corporal foi superior na oferta de forragem 12%. Considerando os fluxos de tecidos foliares, o azevém pode ser manejado com ofertas de forragem que variam entre 6 a 12 kg de MS/100 kg de peso corporal.(AU)


Assuntos
Lolium/crescimento & desenvolvimento , Biomassa , Pastagens , Ovinos
3.
Semina Ci. agr. ; 38(5): 3193-3202, Set.-Out. 2017. graf, tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-24993

Resumo

To strategically define the best stocking rate management strategy for ryegrass, it is important to know the growth process of forage plants in detail. The study was conducted to analyze the leaf biomass flows and the defoliation intensity and frequency of Italian ryegrass (Lolium multiflorum Lam) grazed by heifers fed exclusively on pasture or on pasture and supplemented with corn or white oat grain. The experimental design was completely randomized following a repeated measures arrangement with three feeding systems and three area replications. Biomass flows (kg DM leaf blades ha1 day1) for leaf growth (40.6), leaf senescence (40.7), and leaf intake (29.7) were similar in the different feeding systems. Leaf blade intake adjusted to body weight was lower in supplemented heifers regardless of grain type. Actual and potential utilization efficiencies and ryegrass biomass net balance were not affected by feeding system. The leaf intake flow was 1.4 times lower than the growth flow, resulting in an actual utilization efficiency less than one (0.7), whereas the senescence flow was higher than the growth flow, resulting in a negative potential utilization efficiency (0.2). Leaf defoliation intensity was similar (54.4%) across feeding systems and defoliation frequency was higher in supplemented heifers. The 29.2% increase in stocking rate of heifers fed corn or oat grain as supplement did not affect the dynamics of ryegrass biomass flows, but reduced leaf blade intake adjusted to heifer body weight leading to alterations in the defoliation frequency of ryegrass pasture.(AU)


Para definir estrategicamente a melhor taxa de lotação para o azevém é importante conhecer em detalhe o processo de crescimento dessa forrageira. O estudo foi realizado para avaliar os fluxos de biomassa foliar, a intensidade e a frequência de desfolhação de azevém (Lolium multiflorum Lam), pastejado por bezerras exclusivamente em pastejo, ou em pastejo e recebendo grão de milho ou de aveia como suplemento. O delineamento experimental foi inteiramente casualizado com medidas repetidas no tempo, três sistemas alimentares e três repetições de área. Os fluxos (kg de MS de lâminas foliares ha-1 dia-1) de crescimento (40,6), senescência (40,7) e consumo (29,7) foram similares nos diferentes sistemas alimentares. O consumo de lâminas foliares em relação ao peso corporal foi menor quando as bezerras receberam suplemento, independente do tipo de grão. Os sistemas alimentares testados não influenciaram nas eficiências real e potencial de utilização bem como no balanço liquido de utilização do azevém. O fluxo de consumo das laminas foliares 1,4 vezes mais baixo que o fluxo de crescimento ocasionou em eficiência real de utilização inferior a um (0,7) e o fluxo de senescência mais alto que o fluxo de crescimento das lâminas foliares gerou uma eficiência potencial de utilização negativa (-0,2). As lâminas foliares foram desfolhadas com intensidade similar (54,4%) nos diferentes sistemas alimentares. A frequência de desfolhação do azevém aumentou quando as bezerras foramsuplementadas. O aumento de 29,2% na taxa de lotação ocasionado pelo uso do grão de milho ou do grão de aveia como suplemento não alterou a dinâmica dos fluxos de biomassa do azevém, porém reduziu o consumo de lâminas foliares em relação ao peso corporal das bezerras e ocasionou alterações na frequência de desfolhação do azevém.(AU)


Assuntos
Bovinos/metabolismo , Pastagens/análise , Biomassa , Lolium/enzimologia
4.
Acta sci., Anim. sci ; 38(2): 197-203, abr.-jun. 2016. tab, graf
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1459656

Resumo

A joint data analysis was performed to characterize forage intake rate and patterns of use of time by grazing heifers in cold season pastures. Heifers received or not energetic supplementation at different phenological stages of grasses (vegetative, pre-flowering and flowering). Experiments involved 360 heifers with initial age of eight months and average body weight of 145 ± 17 kg, on continuous grazing method and variable number of animals.  Supplementaed heifers consumed 17.0% less forage and 22.2% less leaf blades than heifers exclusively on pasture. Grazing activity was concentrated in the afternoon shift, regardless of the feeding system and phenological stages evaluated, with the longest event of rumination during the night. Forage intake rate is similar, regardless of supplement intake and phenological stages of grasses.


Foi realizada uma análise conjunta de dados, com o objetivo de caracterizar a taxa de ingestão de forragem e os padrões de uso do tempo por novilhas em pastejo de forrageiras de estação fria. Essas novilhas recebiam ou não suplemento energético nos diferentes estádios fenológicos do pasto (vegetativo, pré-florescimento e florescimento). Os experimentos envolveram 360 novilhas, com idade inicial de oito meses e peso corporal médio de 145 ± 17 kg. O método de pastejo foi o de lotação contínua, com número variável de animais. Novilhas recebendo suplemento consumiram 17,0% a menos de forragem e 22,2% a menos de lâminas foliares que as novilhas exclusivamente em pastejo. A atividade de pastejo foi concentrada no turno da tarde, independente do sistema alimentar e dos estádios fenológicos avaliados, e no turno da noite acontece o evento mais longo de ruminação. A taxa de ingestão de forragem é semelhante, independente do consumo de suplemento e dos estádios fenológicos dos pastos.


Assuntos
Animais , Bovinos/crescimento & desenvolvimento , Bovinos/metabolismo , Poaceae/crescimento & desenvolvimento , Poaceae/química , Suplementos Nutricionais
5.
Acta sci., Anim. sci ; 38(4): 389-393, oct.-dec. 2016. tab, graf
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1459685

Resumo

The experiment evaluated the morphogenesis and structure of Tifton 85 (Cynodon spp.) cultivated in subtropical climate and fertilized with nitrogen (N). The experiment was a completely randomized design with four levels of N (Zero; 75; 150 or 225 kg ha-1) in nine replicates per area. The experimental animals were Suffolk female lambs. The grazing method was continuous to maintain the sward height at 15 cm ± 10%. The stem expansion increased by 0.000027 cm degree-days-1 to each kg N applied (linear model). According to nonlinear model, the highest stem expansion (0.0226 cm degree-days-1) was observed with the use 220.1 kg ha-1 N. The leaf lifespan fitted a linear regression model, with increase of 50 degree-days leaf -1, comparing the levels zero and 225 kg ha-1 of N. According to nonlinear regression model, the longest leaf lifespan (407.1 degree-days) was observed with the use 208.8 kg ha-1 N. With the maintenance of sward height at approximately 15 cm, we recommended to use 200 kg ha-1 N in Tifton 85 cultivated in subtropical climate.


Objetivou-se estudar a morfogênese e a estrutura do Tifton 85 (Cynodon spp.) cultivado em clima subtropical e adubado com nitrogênio (N). O delineamento experimental foi o inteiramente casualizado com quatro níveis de N (Zero; 75; 150 e 225 kg ha-1) em nove repetições por área. Os animais experimentais foram borregas das raças Suffolk. O método de pastejo foi o contínuo para manter a altura do dossel em 15 cm ± 10%. A taxa de expansão de colmos aumenta 0,000027 cm graus-dia-1 para cada kg de N aplicado (modelo linear). De acordo com o modelo não linear, o maior valor de taxa de expansão (0,0226 cm graus-dia-1) foi observado com 220,1 kg ha-1 de N. A duração de vida das folhas ajustou-se ao modelo de regressão linear, com aumento de 50 graus-dia folha-1 comparando-se às doses de 0 e 225 kg ha-1 de N. Conforme o modelo não linear, o maior valor de duração de vida da folha (407,1 graus-dia) foi atingido com 208,8 kg ha-1 de N. Com a manutenção da altura do dossel em aproximadamente 15 cm de altura, recomenda-se utilizar 200 kg ha-1 de N em Tifton 85 cultivado em clima subtropical.


Assuntos
Esterco/análise , Esterco/classificação , Morfogênese , Nitrogênio
6.
Acta Sci. Anim. Sci. ; 38(4): 389-393, oct.-dec. 2016. tab, graf
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-17488

Resumo

The experiment evaluated the morphogenesis and structure of Tifton 85 (Cynodon spp.) cultivated in subtropical climate and fertilized with nitrogen (N). The experiment was a completely randomized design with four levels of N (Zero; 75; 150 or 225 kg ha-1) in nine replicates per area. The experimental animals were Suffolk female lambs. The grazing method was continuous to maintain the sward height at 15 cm ± 10%. The stem expansion increased by 0.000027 cm degree-days-1 to each kg N applied (linear model). According to nonlinear model, the highest stem expansion (0.0226 cm degree-days-1) was observed with the use 220.1 kg ha-1 N. The leaf lifespan fitted a linear regression model, with increase of 50 degree-days leaf -1, comparing the levels zero and 225 kg ha-1 of N. According to nonlinear regression model, the longest leaf lifespan (407.1 degree-days) was observed with the use 208.8 kg ha-1 N. With the maintenance of sward height at approximately 15 cm, we recommended to use 200 kg ha-1 N in Tifton 85 cultivated in subtropical climate.(AU)


Objetivou-se estudar a morfogênese e a estrutura do Tifton 85 (Cynodon spp.) cultivado em clima subtropical e adubado com nitrogênio (N). O delineamento experimental foi o inteiramente casualizado com quatro níveis de N (Zero; 75; 150 e 225 kg ha-1) em nove repetições por área. Os animais experimentais foram borregas das raças Suffolk. O método de pastejo foi o contínuo para manter a altura do dossel em 15 cm ± 10%. A taxa de expansão de colmos aumenta 0,000027 cm graus-dia-1 para cada kg de N aplicado (modelo linear). De acordo com o modelo não linear, o maior valor de taxa de expansão (0,0226 cm graus-dia-1) foi observado com 220,1 kg ha-1 de N. A duração de vida das folhas ajustou-se ao modelo de regressão linear, com aumento de 50 graus-dia folha-1 comparando-se às doses de 0 e 225 kg ha-1 de N. Conforme o modelo não linear, o maior valor de duração de vida da folha (407,1 graus-dia) foi atingido com 208,8 kg ha-1 de N. Com a manutenção da altura do dossel em aproximadamente 15 cm de altura, recomenda-se utilizar 200 kg ha-1 de N em Tifton 85 cultivado em clima subtropical.(AU)


Assuntos
Morfogênese , Esterco/análise , Esterco/classificação , Nitrogênio
7.
Acta Sci. Anim. Sci. ; 38(2): 197-203, abr.-jun. 2016. tab, graf
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-483475

Resumo

A joint data analysis was performed to characterize forage intake rate and patterns of use of time by grazing heifers in cold season pastures. Heifers received or not energetic supplementation at different phenological stages of grasses (vegetative, pre-flowering and flowering). Experiments involved 360 heifers with initial age of eight months and average body weight of 145 ± 17 kg, on continuous grazing method and variable number of animals.  Supplementaed heifers consumed 17.0% less forage and 22.2% less leaf blades than heifers exclusively on pasture. Grazing activity was concentrated in the afternoon shift, regardless of the feeding system and phenological stages evaluated, with the longest event of rumination during the night. Forage intake rate is similar, regardless of supplement intake and phenological stages of grasses.(AU)


Foi realizada uma análise conjunta de dados, com o objetivo de caracterizar a taxa de ingestão de forragem e os padrões de uso do tempo por novilhas em pastejo de forrageiras de estação fria. Essas novilhas recebiam ou não suplemento energético nos diferentes estádios fenológicos do pasto (vegetativo, pré-florescimento e florescimento). Os experimentos envolveram 360 novilhas, com idade inicial de oito meses e peso corporal médio de 145 ± 17 kg. O método de pastejo foi o de lotação contínua, com número variável de animais. Novilhas recebendo suplemento consumiram 17,0% a menos de forragem e 22,2% a menos de lâminas foliares que as novilhas exclusivamente em pastejo. A atividade de pastejo foi concentrada no turno da tarde, independente do sistema alimentar e dos estádios fenológicos avaliados, e no turno da noite acontece o evento mais longo de ruminação. A taxa de ingestão de forragem é semelhante, independente do consumo de suplemento e dos estádios fenológicos dos pastos.(AU)


Assuntos
Animais , Suplementos Nutricionais , Bovinos/crescimento & desenvolvimento , Bovinos/metabolismo , Poaceae/química , Poaceae/crescimento & desenvolvimento
8.
Semina Ci. agr. ; 36(4): 2763-2774, jul.-ago. 2015. tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-30319

Resumo

This study was conducted to evaluate the ingestive behavior, displacement patterns and meal dynamics of beef heifers in Alexandergrass pasture (Urochloa plantaginea (Link.) Hitch) receiving different amounts of oat grain: 0, 0.80 and 1.12% of body weight (BW). The grazing method was continuous with put-and-take stocking. The experimental design was completely randomized following a repeated measure arrangement. The grazing time decreased and the idling time increased when beef heifers were supplemented, independently of supplement amount, while the rumination time was similar across supplement amounts. The number of feeding stations per minute and the number of steps taken between each feeding station were similar regardless of supplementation. When receiving 1.12% of BW of oat grain, heifers remained longer in each feeding station and took fewer steps per minute. The number of meals decreased and the duration of breaks between meals increased when heifers received oat grain. The duration of each meal was similar for heifers receiving supplement than for those that did not. Understanding how animals adjust their grazing behavior and cope with changing environmental dynamics is essential for the development of management strategies designed to optimize animal production.(AU)


Foi estudado o comportamento ingestivo, os padrões de deslocamento e a dinâmica de refeições de novilhas de corte em pastagem de papuã (Urochloa plantaginea (Link.) Hitch) recebendo diferentes quantidades de grão de aveia: 0; 0,80 e 1,12% do peso corporal (PC). O método de pastejo foi continuo com número variável de animais. O delineamento experimental foi o inteiramente casualizado com medidas repetidas no tempo. O tempo de pastejo diminuiu e o de outras atividades aumentou quando novilhas de corte foram suplementadas, independente da quantidade, mantendo semelhante o tempo de ruminação. O número de estações alimentares por minuto e número de passos realizados entre cada estação alimentar foram semelhantes quando as novilhas receberam ou não suplemento. Ao receber 1,12% do PC de grão de aveia as novilhas permaneceram mais tempo em cada estação alimentar e realizaram menor número de passos por minuto. O número de refeições alimentares foi reduzido e aumentou a duração do intervalo entre refeições quando as novilhas receberam grão de aveia. A duração de cada refeição foi similar para novilhas que receberam suplemento ou exclusivamente em pastejo.(AU)


Assuntos
Animais , Bovinos , Comportamento Animal , Suplementos Nutricionais , Ração Animal , Avena
9.
Acta sci., Anim. sci ; 36(2): 123-128, Apr-June 2014. tab, ilus
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1459529

Resumo

The experiment aimed at evaluating leaf biomass flow, intensity and frequency of defoliation of Alexandergrass (Urochloa plantaginea (Link) Hitch) by beef heifers exclusively on pasture or that grazed and received protein salt. A completely randomized experimental design was used with repeated measures over time, two treatments and two area replications, with three Angus test heifers by paddock. Leaf blade intake flow is 18% superior for heifers exclusively on pasture. Grazing intensity (59.8%) is similar when heifers receive protein salt or not. Heifers receiving protein salt reduce by one day the defoliation frequency of tillers. The supply of protein salt for beef heifers grazing Alexandergrass affects the herbivore-plant relationship, decreasing intake flow and leaf blade defoliation frequency.


O experimento foi conduzido para avaliar os fluxos de biomassa foliar, intensidade e frequência de desfolhação em papuã (Urochloa plantaginea (Link) Hitch), pastejado por bezerras de corte exclusivamente em pastejo ou em pastejo e recebendo sal proteinado. O delineamento foiinteiramente casualizado, com medidas repetidas no tempo, dois tratamentos e duas repetições de área, com três bezerras testes da raça Angus por piquete. O fluxo de consumo de lâminas foliares é18% superior quando as bezerras permanecem exclusivamente em pastejo. A intensidade de pastejo(59,8%) é semelhante quando as bezerras recebem sal proteinado ou não. Bezerras que recebem suplemento reduzem em um dia a frequência de desfolhação dos perfilhos. O fornecimento de salproteinado para bezerras de corte em pastejo em papuã resulta em alterações na relação herbívoro planta reduzindo o fluxo de consumo e a frequência de desfolhação de lâminas foliares.


Assuntos
Feminino , Animais , Bovinos , Biomassa , Cloreto de Sódio/administração & dosagem , Folhas de Planta , Morfogênese , Pastagens , Poaceae
10.
Acta sci., Anim. sci ; 36(3): 279-283, July-Sept. 2014. graf, tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1459546

Resumo

This study investigated the tiller dynamics of Italian ryegrass (Lolium multiflorum Lam) under low and high stocking rates. These rates were determined by heifers exclusively on pasture or grazing and supplemented with oats and corn grain. The experimental design was completely randomized with repeated measurements over time, with two stocking rates, three and six replications of area for low and high stocking rates, respectively. The appearance rate (1.0 tillers tiller-1 m-2), survival rate (0.8 tillers tiller-1 m-2), population stability index (1.6) and site occupation (0.3) were similar for high and low stocking rates. The tiller density was similar for different stocking rates. The first generation of tillers was 56% of the tiller population at end of the ryegrass cycle. The increase by 22.5% in the stocking rate derived from the use of supplements for grazing heifers did not alter the tiller dynamics of ryegrass.


Foi avaliada a dinâmica de perfilhamento de azevém (Lolium multiflorum Lam), sob duas taxas de lotação: ‘baixa’ e ‘alta’. Essas taxas foram determinadas por bezerras, exclusivamente, em pastejo ou em pastejo e recebendo grão de milho ou de aveia branca como suplemento. O delineamento experimental foi inteiramente casualizado, com medidas repetidas no tempo, com duas taxas de lotação, três e seis repetições de área para a taxa de lotação ‘baixa’ e ‘alta’, respectivamente. A taxa de aparecimento (1,0 perfilhos perfilho-1 m-2), sobrevivência de perfilhos (0,8 perfilhos perfilho-1 m-2), o índice de estabilidade da população (1,6) e a ocupação de sítios (0,3) foram similares nas taxas de lotação ‘alta’ e ‘baixa’. A densidade populacional de perfilhos foi similar nas diferentes taxas de lotação. A primeira geração de perfilhos representa 56% dos perfilhos existentes no final do ciclo do azevém. O aumento de 22,5% na taxa de lotação ocasionado pelo uso de suplementos para bezerras em pastejo não altera a dinâmica de perfilhamento do azevém.


Assuntos
Lolium/classificação , Pastagens/análise , Pastagens/classificação , Pastagens/métodos
11.
Acta Sci. Anim. Sci. ; 36(2): 123-128, Apr.-June 2014. tab, ilus
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-25416

Resumo

The experiment aimed at evaluating leaf biomass flow, intensity and frequency of defoliation of Alexandergrass (Urochloa plantaginea (Link) Hitch) by beef heifers exclusively on pasture or that grazed and received protein salt. A completely randomized experimental design was used with repeated measures over time, two treatments and two area replications, with three Angus test heifers by paddock. Leaf blade intake flow is 18% superior for heifers exclusively on pasture. Grazing intensity (59.8%) is similar when heifers receive protein salt or not. Heifers receiving protein salt reduce by one day the defoliation frequency of tillers. The supply of protein salt for beef heifers grazing Alexandergrass affects the herbivore-plant relationship, decreasing intake flow and leaf blade defoliation frequency.(AU)


O experimento foi conduzido para avaliar os fluxos de biomassa foliar, intensidade e frequência de desfolhação em papuã (Urochloa plantaginea (Link) Hitch), pastejado por bezerras de corte exclusivamente em pastejo ou em pastejo e recebendo sal proteinado. O delineamento foiinteiramente casualizado, com medidas repetidas no tempo, dois tratamentos e duas repetições de área, com três bezerras testes da raça Angus por piquete. O fluxo de consumo de lâminas foliares é18% superior quando as bezerras permanecem exclusivamente em pastejo. A intensidade de pastejo(59,8%) é semelhante quando as bezerras recebem sal proteinado ou não. Bezerras que recebem suplemento reduzem em um dia a frequência de desfolhação dos perfilhos. O fornecimento de salproteinado para bezerras de corte em pastejo em papuã resulta em alterações na relação herbívoro planta reduzindo o fluxo de consumo e a frequência de desfolhação de lâminas foliares.(AU)


Assuntos
Animais , Feminino , Bovinos , Biomassa , Folhas de Planta , Poaceae , Cloreto de Sódio/administração & dosagem , Pastagens , Morfogênese
12.
Acta Sci. Anim. Sci. ; 36(3): 279-283, July-Sept. 2014. graf, tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-716771

Resumo

This study investigated the tiller dynamics of Italian ryegrass (Lolium multiflorum Lam) under low and high stocking rates. These rates were determined by heifers exclusively on pasture or grazing and supplemented with oats and corn grain. The experimental design was completely randomized with repeated measurements over time, with two stocking rates, three and six replications of area for low and high stocking rates, respectively. The appearance rate (1.0 tillers tiller-1 m-2), survival rate (0.8 tillers tiller-1 m-2), population stability index (1.6) and site occupation (0.3) were similar for high and low stocking rates. The tiller density was similar for different stocking rates. The first generation of tillers was 56% of the tiller population at end of the ryegrass cycle. The increase by 22.5% in the stocking rate derived from the use of supplements for grazing heifers did not alter the tiller dynamics of ryegrass.(AU)


Foi avaliada a dinâmica de perfilhamento de azevém (Lolium multiflorum Lam), sob duas taxas de lotação: ‘baixa e ‘alta. Essas taxas foram determinadas por bezerras, exclusivamente, em pastejo ou em pastejo e recebendo grão de milho ou de aveia branca como suplemento. O delineamento experimental foi inteiramente casualizado, com medidas repetidas no tempo, com duas taxas de lotação, três e seis repetições de área para a taxa de lotação ‘baixa e ‘alta, respectivamente. A taxa de aparecimento (1,0 perfilhos perfilho-1 m-2), sobrevivência de perfilhos (0,8 perfilhos perfilho-1 m-2), o índice de estabilidade da população (1,6) e a ocupação de sítios (0,3) foram similares nas taxas de lotação ‘alta e ‘baixa. A densidade populacional de perfilhos foi similar nas diferentes taxas de lotação. A primeira geração de perfilhos representa 56% dos perfilhos existentes no final do ciclo do azevém. O aumento de 22,5% na taxa de lotação ocasionado pelo uso de suplementos para bezerras em pastejo não altera a dinâmica de perfilhamento do azevém.(AU)


Assuntos
Lolium/classificação , Pastagens/análise , Pastagens/classificação , Pastagens/métodos
13.
Acta sci., Anim. sci ; 36(2): 123-128, 2014.
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-32331

Resumo

The experiment aimed at evaluating leaf biomass flow, intensity and frequency of defoliation of Alexandergrass (Urochloa plantaginea (Link) Hitch) by beef heifers exclusively on pasture or that grazed and received protein salt. A completely randomized experimental design was used with repeated measures over time, two treatments and two area replications, with three Angus test heifers by paddock. Leaf blade intake flow is 18% superior for heifers exclusively on pasture. Grazing intensity (59.8%) is similar when heifers receive protein salt or not. Heifers receiving protein salt reduce by one day the defoliation frequency of tillers. The supply of protein salt for beef heifers grazing Alexandergrass affects the herbivore-plant relationship, decreasing intake flow and leaf blade defoliation frequency.

14.
Semina ciênc. agrar ; 38(5): 3193-3202, 2017. graf, tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1500991

Resumo

To strategically define the best stocking rate management strategy for ryegrass, it is important to know the growth process of forage plants in detail. The study was conducted to analyze the leaf biomass flows and the defoliation intensity and frequency of Italian ryegrass (Lolium multiflorum Lam) grazed by heifers fed exclusively on pasture or on pasture and supplemented with corn or white oat grain. The experimental design was completely randomized following a repeated measures arrangement with three feeding systems and three area replications. Biomass flows (kg DM leaf blades ha1 day1) for leaf growth (40.6), leaf senescence (40.7), and leaf intake (29.7) were similar in the different feeding systems. Leaf blade intake adjusted to body weight was lower in supplemented heifers regardless of grain type. Actual and potential utilization efficiencies and ryegrass biomass net balance were not affected by feeding system. The leaf intake flow was 1.4 times lower than the growth flow, resulting in an actual utilization efficiency less than one (0.7), whereas the senescence flow was higher than the growth flow, resulting in a negative potential utilization efficiency (0.2). Leaf defoliation intensity was similar (54.4%) across feeding systems and defoliation frequency was higher in supplemented heifers. The 29.2% increase in stocking rate of heifers fed corn or oat grain as supplement did not affect the dynamics of ryegrass biomass flows, but reduced leaf blade intake adjusted to heifer body weight leading to alterations in the defoliation frequency of ryegrass pasture.


Para definir estrategicamente a melhor taxa de lotação para o azevém é importante conhecer em detalhe o processo de crescimento dessa forrageira. O estudo foi realizado para avaliar os fluxos de biomassa foliar, a intensidade e a frequência de desfolhação de azevém (Lolium multiflorum Lam), pastejado por bezerras exclusivamente em pastejo, ou em pastejo e recebendo grão de milho ou de aveia como suplemento. O delineamento experimental foi inteiramente casualizado com medidas repetidas no tempo, três sistemas alimentares e três repetições de área. Os fluxos (kg de MS de lâminas foliares ha-1 dia-1) de crescimento (40,6), senescência (40,7) e consumo (29,7) foram similares nos diferentes sistemas alimentares. O consumo de lâminas foliares em relação ao peso corporal foi menor quando as bezerras receberam suplemento, independente do tipo de grão. Os sistemas alimentares testados não influenciaram nas eficiências real e potencial de utilização bem como no balanço liquido de utilização do azevém. O fluxo de consumo das laminas foliares 1,4 vezes mais baixo que o fluxo de crescimento ocasionou em eficiência real de utilização inferior a um (0,7) e o fluxo de senescência mais alto que o fluxo de crescimento das lâminas foliares gerou uma eficiência potencial de utilização negativa (-0,2). As lâminas foliares foram desfolhadas com intensidade similar (54,4%) nos diferentes sistemas alimentares. A frequência de desfolhação do azevém aumentou quando as bezerras foramsuplementadas. O aumento de 29,2% na taxa de lotação ocasionado pelo uso do grão de milho ou do grão de aveia como suplemento não alterou a dinâmica dos fluxos de biomassa do azevém, porém reduziu o consumo de lâminas foliares em relação ao peso corporal das bezerras e ocasionou alterações na frequência de desfolhação do azevém.


Assuntos
Biomassa , Bovinos/metabolismo , Lolium/enzimologia , Pastagens/análise
15.
Semina ciênc. agrar ; 36(4): 2763-2774, 2015. tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1500061

Resumo

This study was conducted to evaluate the ingestive behavior, displacement patterns and meal dynamics of beef heifers in Alexandergrass pasture (Urochloa plantaginea (Link.) Hitch) receiving different amounts of oat grain: 0, 0.80 and 1.12% of body weight (BW). The grazing method was continuous with put-and-take stocking. The experimental design was completely randomized following a repeated measure arrangement. The grazing time decreased and the idling time increased when beef heifers were supplemented, independently of supplement amount, while the rumination time was similar across supplement amounts. The number of feeding stations per minute and the number of steps taken between each feeding station were similar regardless of supplementation. When receiving 1.12% of BW of oat grain, heifers remained longer in each feeding station and took fewer steps per minute. The number of meals decreased and the duration of breaks between meals increased when heifers received oat grain. The duration of each meal was similar for heifers receiving supplement than for those that did not. Understanding how animals adjust their grazing behavior and cope with changing environmental dynamics is essential for the development of management strategies designed to optimize animal production.


Foi estudado o comportamento ingestivo, os padrões de deslocamento e a dinâmica de refeições de novilhas de corte em pastagem de papuã (Urochloa plantaginea (Link.) Hitch) recebendo diferentes quantidades de grão de aveia: 0; 0,80 e 1,12% do peso corporal (PC). O método de pastejo foi continuo com número variável de animais. O delineamento experimental foi o inteiramente casualizado com medidas repetidas no tempo. O tempo de pastejo diminuiu e o de outras atividades aumentou quando novilhas de corte foram suplementadas, independente da quantidade, mantendo semelhante o tempo de ruminação. O número de estações alimentares por minuto e número de passos realizados entre cada estação alimentar foram semelhantes quando as novilhas receberam ou não suplemento. Ao receber 1,12% do PC de grão de aveia as novilhas permaneceram mais tempo em cada estação alimentar e realizaram menor número de passos por minuto. O número de refeições alimentares foi reduzido e aumentou a duração do intervalo entre refeições quando as novilhas receberam grão de aveia. A duração de cada refeição foi similar para novilhas que receberam suplemento ou exclusivamente em pastejo.


Assuntos
Animais , Bovinos , Avena , Comportamento Animal , Ração Animal , Suplementos Nutricionais
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA