Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 2 de 2
Filtrar
Mais filtros

Ano de publicação
Tipo de documento
Intervalo de ano de publicação
1.
Braz. J. Vet. Res. Anim. Sci. (Online) ; 60: e204539, 2023. tab, ilus
Artigo em Inglês | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1451775

Resumo

This study aimed to evaluate methods for studying the in vitro antimicrobial activity of lactic acid bacteria (LAB) against Brucella abortus and to evaluate the antagonistic effect of LAB on the viability of this pathogen. A total of 18 LAB strains (Lactobacillus plantarum, n = 11; Pediococcus acidilactici, n = 1; Lactobacillus rhamnosus, n = 4; and Lactobacillus brevis,n = 2), isolated from Minas artisanal cheeses produced in three regions (Canastra, Campos das Vertentes, and Araxá) of Minas Gerais State, Brazil, were tested for their antimicrobial activity against B. abortus using three methods: spot-on-lawn, agar well diffusion assay, and antagonistic activity of the culture supernatants. None of the tested LAB strains could inhibit B. abortus in the spot-on-lawn and agar-well diffusion assays. The supernatants produced by LAB had an acidic pH, with intensity depending on bacterial growth and strain, and could inhibit the growth of B. abortus. In contrast, pH-neutralized (pH 7.0) LAB supernatants did not suppress the growth of B. abortus. The results showed that the best technique to study the in vitro antagonism of LAB against B. abortus was the antagonistic activity of culture supernatants. The growth of B. abortus may have been inhibited by acid production.(AU)


Este estudo teve como objetivo avaliar métodos de estudo in vitro da atividade antimicrobiana de bactérias lácticas contra Brucella abortus e avaliar o efeito antagônico das mesmas sobre a viabilidade deste patógeno. Um total de 18 amostras de bactérias lácteas (Lactobacillus plantarum, n = 11; Pediococcus acidilactici, n = 1; Lactobacillus rhamnosus, n = 4; e Lactobacillus brevis, n = 2), isoladas de exemplares de Queijo Minas Artesanal produzidos em três regiões (Canastra, Campos das Vertentes e Araxá) do estado de Minas Gerais, Brasil, foram testados quanto à sua atividade antimicrobiana contra B. abortus usando três métodos: spot-on-lawn, ensaio de difusão em poço e atividade antagonista de sobrenadante de cultura. Nenhuma das cepas testadas foi capaz de inibir B. abortus nos ensaios spot-on-lawm e de difusão em poço. Os sobrenadantes produzidos pelas bactérias lácteas apresentaram pH ácido, com intensidade dependente do crescimento bacteriano e da amostra, podendo inibir o crescimento de B. abortus. Em contraste, os sobrenadantes com pH neutralizado (pH 7,0) não inibiram o crescimento de B. abortus. Os resultados mostraram que a melhor técnica para estudar o antagonismo in vitro de bactérias lácteas contra B. abortus foi a atividade antagonista de sobrenadante de cultura. O crescimento de B. abortus pode ter sido inibido pela produção de ácido.(AU)


Assuntos
Lactobacillaceae/isolamento & purificação , Queijo/microbiologia , Microbiota , Brasil , Brucella abortus , Abastecimento de Alimentos
2.
Ci. Rural ; 48(2): e20161034, 2018. tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-18724

Resumo

In order to detect and identify Campylobacter spp. in broiler chicken carcasses, and to compare detection methods, 43 chilled and 43 frozen carcasses were collected and analyzed. Three methodologies were evaluated: an automated Enzyme Linked Fluorescent Assay (ELFA) VIDAS®30, Polymerase Chain Reaction (PCR) and real-time PCR. Only four chilled carcasses (4.6%) were considered positive for Campylobacter spp. by VIDAS®30 and no sample was positive when the conventional PCR technique was used. However, real-time PCR showed a higher incidence of contamination by Campylobacter spp. in broiler carcasses, with 45 (52.3%) positive samples. C. jejuni was the species most frequently reported in the samples (88.8%). No differences in the frequencies of Campylobacter spp. were observed between the chilled and frozen broiler carcasses. In conclusion, real-time PCR was the most sensitive method for the detection of Campylobacter spp. in chilled or frozen broiler carcasses, which were mainly contaminated by C. jejuni.(AU)


Com o objetivo de detectar e identificar Campylobacter spp. em carcaças de frango de corte utilizando três metodologias distintas - ensaio imunoenzimático VIDAS®30, Reação em Cadeia da Polimerase (PCR) e PCR em tempo real - foram coletadas e analisadas 43 carcaças de frango resfriadas e 43 congeladas. Quatro carcaças refrigeradas (4,6%) foram consideradas positivas para Campylobacter spp. pelo VIDAS®30 e nenhuma amostra positiva foi identificada quando utilizada a técnica de PCR. Porém, ao analisar as carcaças pela metodologia da PCR em tempo real, foi observada uma maior incidência de Campylobacter spp., com 45 amostras (52,3%) positivas, sendo que Campylobacter jejuni foi a espécie mais frequentemente encontrada nas amostras (88,8%). Não foi observada diferença na frequência do micro-organismo entre carcaças de frangos resfriadas e congeladas. Concluiu-se que a técnica de PCR em tempo real apresentou maior sensibilidade na detecção de Campylobacter spp. em carcaças de frangos de corte e que foi encontrada elevada presença de carcaças contaminadas, especialmente por C. jejuni.(AU)


Assuntos
Campylobacter/isolamento & purificação , Carne/microbiologia , Galinhas/microbiologia , Reação em Cadeia da Polimerase em Tempo Real , Técnicas Imunoenzimáticas
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA