Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 10 de 10
Filtrar
Mais filtros

Tipo de documento
Intervalo de ano de publicação
1.
Pesqui. vet. bras ; 42: e07059, 2022. tab, ilus
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1386823

Resumo

Trypanosoma spp. infection is a problem in many tropical countries, infecting several animal species, including humans. The aim of the present study was to identify the Trypanosoma species in Neotropical primates from Rio de Janeiro state and compare the results with other reports both phylogenetically and geographically. Molecular detection was based on the 18 SSU gene. The sequences obtained in the PCR were sequenced and compared with others previously deposited in GenBank. These sequences were used to perform phylogenetic analysis and make a distribution map of primate species infected by Trypanosoma species in Brazil. Among 34 monkeys, five capuchin monkeys (Sapajus spp.) and one marmoset (Callithrix spp.) showed Trypanosoma spp. sequences in the same clade of Trypanosoma minasense and three capuchin monkeys' sequences were in the same clade of Trypanosoma cruzi. The Atlantic Forest and the Brazilian Amazon are the regions with the highest frequency of studies about Trypanosoma spp. and variety of Neotropical primate hosts. These are areas that deserve attention regarding the conservation of biodiversity, but it also makes evident the lack of studies with Neotropical primates in other regions of the country, as well as multidisciplinary studies to better understand the host pathogen relationships.


A infecção por Trypanosoma spp. é um problema em muitos países tropicais, infectando várias espécies animais, incluindo humanos. O objetivo do presente estudo foi identificar as espécies de Trypanosoma em primatas neotropicais no estado Rio de Janeiro e comparar os resultados com outros relatos, tanto filogeneticamente quando geograficamente. A detecção molecular foi baseada no gene SSU 18. As sequências obtidas na PCR foram sequenciadas e comparadas com outras previamente depositadas no GenBank. Essas sequências foram utilizadas para análises filogenéticas e confeccionar um mapa de distribuição de espécies de primatas infectadas por espécies de Trypanosoma no Brasil. Entre 34 macacos, cinco macacos-prego (Sapajus spp.) e um sagui (Callithrix spp.) apresentaram sequências de Trypanosoma spp. no mesmo clado de Trypanosoma minasense e três sequências de macacos-prego estavam no mesmo clado de Trypanosoma cruzi. A Mata Atlântica e a Amazônia brasileira são as regiões com maior frequência de estudos sobre Trypanosoma spp. e variedade de primatas neotropicais hospedeiros. São áreas que merecem atenção no que se refere à conservação da biodiversidade, mas também evidencia a carência de estudos com PNH em outras regiões do país e de estudos multidisciplinares para melhor compreender as relações do patógeno hospedeiro.


Assuntos
Animais , Trypanosoma/isolamento & purificação , Tripanossomíase/epidemiologia , Callithrix , Sapajus , Doenças dos Macacos/epidemiologia , Trypanosoma cruzi , Tripanossomíase/veterinária
2.
Artigo em Inglês | LILACS-Express | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1487617

Resumo

ABSTRACT: Staphylococcus spp. plays a significant role in the etiology of bovine mastitis. Staphylococcus aureus is considered the most important species due to the high prevalence and the difficulty of in vivo treatment that is related to the expression of virulence factors and biofilm formation. This study aimed to detect the phenotypic expression of the biofilm formation in 20 S. aureus isolated from bovine mastitis and to evaluate the expression and regulation of genes involved in its production. MALDI-TOF and phenogenotypic identification assays were performed to characterize the isolates. The phenotypic biofilm production and the presence of icaA and icaD and bap genes were evaluated. The Agr system was typified (agr I, agr II, agr III and agr IV) and its regulator (agr RNAIII) was detected. Furtherly, Real-time PCR (qPCR) was performed at chosen times to quantify the expression of icaA, icaD and hld genes in three selected isolates. All 20 strains were biofilm producers and most presented icaA and icaD genes. Only one isolate presented the bap gene. The agr gene type II showed a prevalence of 70%. Transcriptional analysis revealed increased expression of ica genes at eight hours of growth. These results confirm that polysaccharides production mediated by the icaADBC operon genes is an essential mechanism to the biofilm formation and contributes to the early stages of bacterial growth.


RESUMO: Staphylococcus spp. desempenham um papel significativo na etiologia da mastite bovina. Staphylococcus aureus é considerada a espécie mais importante devido a alta prevalência e a dificuldade de tratamento in vivo que está relacionado à expressão dos fatores de virulência e formação de biofilme. Este estudo teve como objetivo detectar a expressão fenotípica da formação de biofilme em 20 cepas de S. aureus isoladas de mastite bovina e avaliar a expressão e regulação de genes envolvidos em sua produção. MALDI-TOF e ensaios de identificação fenogenotípica foram realizados para caracterizar os isolados. A produção fenotípica de biofilme e a presença dos genes icaA, icaD e bap foram avaliadas. O sistema Agr foi tipificado (agr I, agr II, agr III e agr IV) e seu regulador (agr RNAIII) foi detectado. Além disso, a PCR em tempo real (qPCR) foi realizada nos tempos determinados para quantificar a expressão dos genes icaA, icaD e hld em três isolados selecionados. Todas as 20 linhagens foram produtoras de biofilme e a maioria apresentava os genes icaA e icaD. Apenas um isolado apresentou o gene bap. O gene agr do tipo II mostrou uma prevalência de 70%. A análise transcricional revelou aumento da expressão de genes ica às oito horas de crescimento. Estes resultados confirmam que a produção de polissacarídeos mediada pelos genes do operon icaADBC é um mecanismo essencial para a formação do biofilme e contribui para os estágios iniciais do crescimento bacteriano.

3.
Pesqui. vet. bras ; 41: e06645, 2021. graf
Artigo em Inglês | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1279538

Resumo

Staphylococcus spp. plays a significant role in the etiology of bovine mastitis. Staphylococcus aureus is considered the most important species due to the high prevalence and the difficulty of in vivo treatment that is related to the expression of virulence factors and biofilm formation. This study aimed to detect the phenotypic expression of the biofilm formation in 20 S. aureus isolated from bovine mastitis and to evaluate the expression and regulation of genes involved in its production. MALDI-TOF and phenogenotypic identification assays were performed to characterize the isolates. The phenotypic biofilm production and the presence of icaA and icaD and bap genes were evaluated. The Agr system was typified (agr I, agr II, agr III and agr IV) and its regulator (agr RNAIII) was detected. Furtherly, Real-time PCR (qPCR) was performed at chosen times to quantify the expression of icaA, icaD and hld genes in three selected isolates. All 20 strains were biofilm producers and most presented icaA and icaD genes. Only one isolate presented the bap gene. The agr gene type II showed a prevalence of 70%. Transcriptional analysis revealed increased expression of ica genes at eight hours of growth. These results confirm that polysaccharides production mediated by the icaADBC operon genes is an essential mechanism to the biofilm formation and contributes to the early stages of bacterial growth.(AU)


Staphylococcus spp. desempenham um papel significativo na etiologia da mastite bovina. Staphylococcus aureus é considerada a espécie mais importante devido a alta prevalência e a dificuldade de tratamento in vivo que está relacionado à expressão dos fatores de virulência e formação de biofilme. Este estudo teve como objetivo detectar a expressão fenotípica da formação de biofilme em 20 cepas de S. aureus isoladas de mastite bovina e avaliar a expressão e regulação de genes envolvidos em sua produção. MALDI-TOF e ensaios de identificação fenogenotípica foram realizados para caracterizar os isolados. A produção fenotípica de biofilme e a presença dos genes icaA, icaD e bap foram avaliadas. O sistema Agr foi tipificado (agr I, agr II, agr III e agr IV) e seu regulador (agr RNAIII) foi detectado. Além disso, a PCR em tempo real (qPCR) foi realizada nos tempos determinados para quantificar a expressão dos genes icaA, icaD e hld em três isolados selecionados. Todas as 20 linhagens foram produtoras de biofilme e a maioria apresentava os genes icaA e icaD. Apenas um isolado apresentou o gene bap. O gene agr do tipo II mostrou uma prevalência de 70%. A análise transcricional revelou aumento da expressão de genes ica às oito horas de crescimento. Estes resultados confirmam que a produção de polissacarídeos mediada pelos genes do operon icaADBC é um mecanismo essencial para a formação do biofilme e contribui para os estágios iniciais do crescimento bacteriano.(AU)


Assuntos
Animais , Bovinos , Staphylococcus aureus , Biofilmes , Genes , Mastite Bovina , Fatores de Virulência , Reação em Cadeia da Polimerase em Tempo Real
4.
Pesqui. vet. bras ; 41: e06645, 2021. graf
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-33451

Resumo

Staphylococcus spp. plays a significant role in the etiology of bovine mastitis. Staphylococcus aureus is considered the most important species due to the high prevalence and the difficulty of in vivo treatment that is related to the expression of virulence factors and biofilm formation. This study aimed to detect the phenotypic expression of the biofilm formation in 20 S. aureus isolated from bovine mastitis and to evaluate the expression and regulation of genes involved in its production. MALDI-TOF and phenogenotypic identification assays were performed to characterize the isolates. The phenotypic biofilm production and the presence of icaA and icaD and bap genes were evaluated. The Agr system was typified (agr I, agr II, agr III and agr IV) and its regulator (agr RNAIII) was detected. Furtherly, Real-time PCR (qPCR) was performed at chosen times to quantify the expression of icaA, icaD and hld genes in three selected isolates. All 20 strains were biofilm producers and most presented icaA and icaD genes. Only one isolate presented the bap gene. The agr gene type II showed a prevalence of 70%. Transcriptional analysis revealed increased expression of ica genes at eight hours of growth. These results confirm that polysaccharides production mediated by the icaADBC operon genes is an essential mechanism to the biofilm formation and contributes to the early stages of bacterial growth.(AU)


Staphylococcus spp. desempenham um papel significativo na etiologia da mastite bovina. Staphylococcus aureus é considerada a espécie mais importante devido a alta prevalência e a dificuldade de tratamento in vivo que está relacionado à expressão dos fatores de virulência e formação de biofilme. Este estudo teve como objetivo detectar a expressão fenotípica da formação de biofilme em 20 cepas de S. aureus isoladas de mastite bovina e avaliar a expressão e regulação de genes envolvidos em sua produção. MALDI-TOF e ensaios de identificação fenogenotípica foram realizados para caracterizar os isolados. A produção fenotípica de biofilme e a presença dos genes icaA, icaD e bap foram avaliadas. O sistema Agr foi tipificado (agr I, agr II, agr III e agr IV) e seu regulador (agr RNAIII) foi detectado. Além disso, a PCR em tempo real (qPCR) foi realizada nos tempos determinados para quantificar a expressão dos genes icaA, icaD e hld em três isolados selecionados. Todas as 20 linhagens foram produtoras de biofilme e a maioria apresentava os genes icaA e icaD. Apenas um isolado apresentou o gene bap. O gene agr do tipo II mostrou uma prevalência de 70%. A análise transcricional revelou aumento da expressão de genes ica às oito horas de crescimento. Estes resultados confirmam que a produção de polissacarídeos mediada pelos genes do operon icaADBC é um mecanismo essencial para a formação do biofilme e contribui para os estágios iniciais do crescimento bacteriano.(AU)


Assuntos
Animais , Bovinos , Staphylococcus aureus , Biofilmes , Genes , Mastite Bovina , Fatores de Virulência , Reação em Cadeia da Polimerase em Tempo Real
5.
Pesqui. vet. bras ; 36(10): 939-946, out. 2016. tab, mapas
Artigo em Inglês | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-842004

Resumo

Equine neorickettsiosis (EN), also known as Potomac Horse Fever, is a non-contagious disease caused by the bacterium Neorickettsia risticii of the Anaplasmataceae family. The objectives of this study were to detect the presence of anti-N. risticii antibodies by the indirect immunofluorescence assay (IFA) and of its DNA by qPCR in equids at high and low altitude regions in the State of Rio de Janeiro, Brazil, and to identify factors associated with seropositive equids by multiple logistic regression analysis. The frequency of anti-N. risticii antibodies was 16.05% (n=113/704). The animal age and breeding region were the factors that influenced the seropositivity rate for N. risticii in the equids (p<0.05). Equids from the lowland region had higher seropositivity (p<0.05; OR=5.87) compared to those of the mountain region. The presence of snails on the farm was a factor associated with this result (p<0.05; OR=2.88). In the lowland region, age of the animal and site of breeding were protective factors for the detection of antibodies anti-N. risticii in equids, with lower frequency of seropositivity in younger animals (p<0.05; OR=0.06) and in animals raised in dry areas (p<0.05; OR=0.22). The presence of the target DNA of N. risticii by qPCR was not observed in any of the samples tested. The existence of seropositive equids for N. risticii demonstrates a possible circulation of this agent in the studied area, and that the age related characteristics and equids breeding region are important factors regarding seropositivity in the State of Rio de Janeiro.(AU)


A Neorickettisiose equina (NE), também conhecida como Febre do Cavalo de Potomac, é uma doença não contagiosa causada pela bactéria Neorickettsia risticii da família Anaplasmataceae. Os objetivos deste estudo foram detectar a presença de anticorpos anti-N. risticii através da reação de Imunofluorescência Indireta (RIFI) e do DNA dessa bactéria através da qPCR em equídeos de regiões de alta e baixa altitude no Estado do Rio de Janeiro, Brasil; e identificar os fatores associados com a soropositividade dos equídeos através da análise de regressão logística múltipla. A frequência de anticorpos anti-N. risticii foi de 16,05% (n=113/704). Observou-se que a idade e a região de criação foram os fatores que influenciaram a taxa de soropositividade para N. risticii nos equídeos (p<0,05). Equídeos da região de baixada apresentaram maior soropositividade (p<0,05; OR=5,87) quando comparado aos criados em região de montanha. A presença de caramujos na propriedade foi um fator associado a este resultado (p<0,05; OR=2,88). Na região de baixada, animais mais jovens (p<0,05; OR=0,06), criados em áreas secas (p<0,05; OR=0,22) demonstraram serem fatores de proteção na detecção de anticorpos anti-N. risticii. Não foi observada a presença do DNA-alvo de N. risticii através da qPCR em nenhuma das amostras testadas. A existência de equídeos soropositivos para N. risticii demonstra a possível circulação desse agente na área estudada, e as características inerentes a idade e a região de criação dos equídeos são fatores importantes relacionados à soropositividade no estado do Rio de Janeiro.(AU)


Assuntos
Animais , Infecções por Anaplasmataceae/epidemiologia , Infecções por Anaplasmataceae/veterinária , Fatores Epidemiológicos , Cavalos , Neorickettsia risticii/isolamento & purificação , Técnica Indireta de Fluorescência para Anticorpo/veterinária , Modelos Logísticos , Reação em Cadeia da Polimerase/veterinária , Testes Sorológicos/veterinária
6.
Pesqui. vet. bras ; 36(10): 939-946, 2016. mapas, tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-15017

Resumo

Equine neorickettsiosis (EN), also known as Potomac Horse Fever, is a non-contagious disease caused by the bacterium Neorickettsia risticii of the Anaplasmataceae family. The objectives of this study were to detect the presence of anti-N. risticii antibodies by the indirect immunofluorescence assay (IFA) and of its DNA by qPCR in equids at high and low altitude regions in the State of Rio de Janeiro, Brazil, and to identify factors associated with seropositive equids by multiple logistic regression analysis. The frequency of anti-N. risticii antibodies was 16.05% (n=113/704). The animal age and breeding region were the factors that influenced the seropositivity rate for N. risticii in the equids (p < 0.05). Equids from the lowland region had higher seropositivity (p < 0.05; OR=5.87) compared to those of the mountain region. The presence of snails on the farm was a factor associated with this result (p < 0.05; OR=2.88). In the lowland region, age of the animal and site of breeding were protective factors for the detection of antibodies anti-N. risticii in equids, with lower frequency of seropositivity in younger animals (p < 0.05; OR=0.06) and in animals raised in dry areas (p < 0.05; OR=0.22). The presence of the target DNA of N. risticii by qPCR was not observed in any of the samples tested. The existence of seropositive equids for N. risticii demonstrates a possible circulation of this agent in the studied area, and that the age related characteristics and equids breeding region are important factors regarding seropositivity in the State of Rio de Janeiro.(AU)


A Neorickettisiose equina (NE), também conhecida como Febre do Cavalo de Potomac, é uma doença não contagiosa causada pela bactéria Neorickettsia risticii da família Anaplasmataceae. Os objetivos deste estudo foram detectar a presença de anticorpos anti-N. risticii através da reação de Imunofluorescência Indireta (RIFI) e do DNA dessa bactéria através da qPCR em equídeos de regiões de alta e baixa altitude no Estado do Rio de Janeiro, Brasil; e identificar os fatores associados com a soropositividade dos equídeos através da análise de regressão logística múltipla. A frequência de anticorpos anti-N. risticii foi de 16,05% (n=113/704). Observou-se que a idade e a região de criação foram os fatores que influenciaram a taxa de soropositividade para N. risticii nos equídeos (p < 0,05). Equídeos da região de baixada apresentaram maior soropositividade (p < 0,05; OR=5,87) quando comparado aos criados em região de montanha. A presença de caramujos na propriedade foi um fator associado a este resultado (p < 0,05; OR=2,88). Na região de baixada, animais mais jovens (p < 0,05; OR=0,06), criados em áreas secas (p < 0,05; OR=0,22) demonstraram serem fatores de proteção na detecção de anticorpos anti-N. risticii. Não foi observada a presença do DNA-alvo de N. risticii através da qPCR em nenhuma das amostras testadas. A existência de equídeos soropositivos para N. risticii demonstra a possível circulação desse agente na área estudada, e as características inerentes a idade e a região de criação dos equídeos são fatores importantes relacionados à soropositividade no estado do Rio de Janeiro.


Assuntos
Animais , Cavalos , Neorickettsia risticii/isolamento & purificação , Infecções por Anaplasmataceae/epidemiologia , Infecções por Anaplasmataceae/veterinária , Fatores Epidemiológicos , Reação em Cadeia da Polimerase/veterinária , Testes Sorológicos/veterinária , Técnica Indireta de Fluorescência para Anticorpo/veterinária , Modelos Logísticos
7.
Pesqui. vet. bras ; 35(2): 110-114, 02/2015. graf
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-33662

Resumo

Toxoplasmosis and neosporosis have been recognized as economically important diseases with considerable impact on the livestock industry. Little is known concerning the occurrence of Toxoplasma gondii and Neospora caninum in sheep from Tocantins state, Brazil. Here, we investigated antibodies against these parasites and associated factors in 182 sheep from Araguaína, Santa Terezinha do Tocantins, Arguianópolis and Palmeiras do Tocantins districts, Tocantins. Sheep sera were assayed for T. gondii and N. caninum IgG antibodies by indirect fluorescence antibody test (IFAT), using cut-off point at a dilution of 1:40 and 1:25 respectively. The prevalence of seropositive animal for T. gondii was 13.74% and 13.74% for N. caninum. None of the characteristics studied including reproductive problems, presence of cats, presence of dogs and veterinary care (p>0.05) was associated with occurrence of T. gondii or N. caninum infection. Only breed was identified as associated factor for the occurrence of toxoplasmosis in sheep (p<0.05). The present study is the first report on serum occurrence of T. gondii and N. caninum in sheep from the state of Tocantins, Brazil.(AU)


Toxoplasmose e Neosporose são reconhecidas por doenças economicamente importantes com impacto considerável na indústria pecuária. Pouco se sabe sobre a ocorrência de Toxoplasma gondii e Neospora caninum em ovelhas do estado do Tocantins, Brasil. Foram investigados a ocorrência de anticorpos contra estes parasitos e fatores associados em 182 ovelhas das cidades de Araguaína, Santa Terezinha do Tocantins, Arguianópolis e Palmeiras do Tocantins, Tocantins. Os soro das ovelhas foram testados para anticorpos IgG anti-T. gondii e anti-N. caninum pela Reação de Imunofluorescência Indireta (RIFI), usando os pontos de corte na diluição de 1:40 e 1:25, respectivamente. A prevalência de animais soropositivos para T. gondii foi de 13.74% e para N. caninum, 13.74%. Nenhuma das características estudadas incluindo problemas reprodutivos, presença de gatos, presença de cães e cuidados veterinários (p>0.05) foram associadas com a ocorrência infecção por T. gondii ou N. caninum. Somente raça foi identificada como fator associado à ocorrência de toxoplasmose em ovelhas (p<0.05). O presente trabalho é o primeiro relato da ocorrência sérica de T. gondii e N. caninum em ovelhas do estado do Tocantins, Brasil.(AU)


Assuntos
Animais , Doenças dos Ovinos/parasitologia , Ovinos/imunologia , Anticorpos Antiprotozoários/isolamento & purificação , Neospora/isolamento & purificação , Toxoplasma/isolamento & purificação , Toxoplasmose Animal , Técnica Indireta de Fluorescência para Anticorpo/veterinária
8.
Pesqui. vet. bras ; 35(3): 265-269, 03/2015. tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-92425

Resumo

This study aimed to assess and evaluate the effects of Theileria equi infection on embryonic recovery, gestation and early embryonic loss. Thirteen Mangalarga Marchador Theileria equi positive donors (diagnosed through nested-PCR) and 40 embryos receptors were used. Donors were submitted to two embryo collections in two consecutive estrous cycles (GId); after, the same mares were treated with imidocarb dipropionate (1.2mg/kg IM.) in order to collect more embryos in two more estrous cycles (GIId). Receptors were divided into two groups (control and with treated) with 20 animals each, where one group was the control (GIr) and the other one (GIIr) treated with 1.2mg/kg IM of imidocarb dipropionate assessing the gestation rate at 15, 30, 45 and 60 days. After 52 embryo collections, the embryonic recovery rates were 53.84% (14/26) and 65.38% (17/26) (p> 0.05) for GId and GIId, respectively. The gestation rate was 70% (14/20) (p>0.05) at 15, 30, 45 and 60 days in group GIr and for GIIr was 85% (17/20) (p>0.05) at 15 days, 80% (16/20) (p>0.05) at 30, 45 and 60 days. The treatment with imidocarb dipropionate did not cause significant improvement in the reproductive efficiency at an ET program.(AU)


Este estudo teve por objetivo avaliar a influência da infecção por Theileria equi nas taxas de recuperação embrionária, gestação e perda embrionária precoce. Foram utilizadas 13 doadoras e 40 receptoras de embrião da raça Mangalarga Marchador, positivas para Theileria equi através da técnica de nested-PCR. Nas doadoras foram realizados duas coletas de embriões em dois ciclos estrais consecutivos (GId), em sequência, esses mesmos animais foram tratados com dipropionato de imidocarb (1,2mg/kg IM.) para realização de mais duas coletas de embriões em dois ciclos estrais (GIId). As receptoras foram divididas em dois grupos de 20 animais cada, onde um grupo foi o controle (GIr) e, o outro grupo, foi tratado (GIIr) com 1,2mg/ Kg IM de dipropionato de imidocarb, com intuito de avaliar a taxa de gestação aos 15, 30, 45 e 60 dias. Após a realização de 52 coletas de embrião, as taxas de recuperação embrionária foram de 53,84% (14/26) e 65,38% (17/26) (p> 0,05) para GId e GIId, respectivamente. A taxa de gestação foi de 70% (14/20) (p>0,05) aos 15, 30, 45 e 60 dias no grupo GIr e para o GIIr foi 85% (17/20) (p>0,05) aos 15 dias, 80% (16/20) (p>0,05) aos 30, 45 e 60 dias. O tratamento com dipropionato de imidocarb não promoveu melhora significativa na eficiência reprodutiva em um programa de TE.(AU)


Assuntos
Animais , Feminino , Cavalos/parasitologia , Theileria/isolamento & purificação , Transferência Embrionária/veterinária , Imidocarbo/administração & dosagem , Taxa de Gravidez , Equidae/embriologia
9.
Pesqui. vet. bras ; 31(8): 663-666, 2011. tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-1259

Resumo

The study aimed to evaluate the risk factors associated with the frequency of IgG antibodies against Babesia bovis and B. bigemina in cattle in southern Mozambique. Eight hundred and nine serum samples were collected from cattle in three provinces namely Maputo, Gaza and Inhambane, and tested by indirect enzyme-linked immunosorbent assay (i-ELISA) to assess the humoral immune response towards B. bovis and B. bigemina. The chi-square test at 5 percent significance was used to determine whether there was an association between gender, age and geographic origin of seropositive animals. The overall prevalence was 78.8 percent (548/695) for B. bovis and 76.0 percent (528/695) for B. bigemina. The origin of the animals showed a significant association (p<0.05) with seropositivity to both agents, while gender and age was not associated (p>0.05). Maputo province had the highest rate of positive animals, with 93.7 percent (118/126) for B. bovis and 97.6 percent (123/126) for B. bigemina. In Gaza province 77.3 percent (321/415) of the animals were positive for B. bovis and 67.5 percent (280/415) for B. bigemina, while in the province of Inhambane the levels of seropositivity were 70.8 percent (109/154) and 81.2 percent (125/154) for B. bovis and B. bigemina respectively. In the present study, the frequency of cattle positive for B. bovis and B. bigemina was shown to increase among older age groups, suggesting that infection and re-infection persisted even after the primary infection. Thus, this region is considered to be in a state of enzootic stability with regards to B. bovis and B. bigemina.(AU)


Foram avaliados os fatores de risco associados a frequência de anticorpos da classe IgG contra Babesia bovis e B. bigemina em bovinos da região sul de Moçambique. Oitocentos e nove amostras de soros foram coletadas de bovinos em três províncias nomeadamente Maputo, Gaza e Inhambane e testados por ensaio de imunoadsorção enzimático indireto (i-ELISA) para avaliar a resposta imune humoral contra B. bovis e B. bigemina. O teste de Qui-quadrado a 5 por cento de significância foi utilizado para verificar a associação entre as variáveis sexo, faixa etária e origem geográfica com a soropositividade dos animais. A prevalência geral foi de 78,8 por cento (548/695) para B. bovis e 76,0 por cento (528/695) para B. bigemina. A origem dos animais apresentou associação (p<0,05) com a soropositividade a ambos os agentes, enquanto variável sexo não apresentou associação (p>0,05). A província de Maputo apresentou a maior taxa de animais positivos, com 93,7 por cento (118/126) para B. bovis e 97,6 por cento (123/126) para B. bigemina. Na província de Gaza a soropositividade foi de 67,5 por cento (280/415) para B. bigemina e 77,3 por cento (321/415) para B. bovis enquanto que na província de Inhambane a positividade foi de 81,2 por cento (125/257) e 70,8 por cento (109/257) para B. bigemina e B. bovis, respectivamente. Na presente pesquisa, a freqüência de bovinos positivos para B. bovis e B. bigemina aumentou nas faixas etárias superiores, sugerindo que as infecções e as re-infecções persistem mesmo após primo-infecção. A região estudada apresenta-se na condição de estabilidade enzoótica para os agentes estudados.(AU)


Assuntos
Animais , Babesia bovis/imunologia , Babesiose/veterinária , Epidemiologia , Formação de Anticorpos , Sorologia
10.
R. bras. Parasitol. Vet. ; 19(3): 164-168, 2010. tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-4774

Resumo

The current study investigated the biology of nymphs of the first and second instars of Argas (Persicargas) miniatus.Nymphs were deprived of food for 15, 30 or 60 days and held at 27 ± 1 °C and 80 ± 10% relative humidity (controlledconditions) or at room conditions of temperature and relative humidity. Nymphs of first instar deprived of food for15 or 30 days molted to second and third instars in both controlled and room conditions. Nymphs of the first instardeprived of food for 60 days had 28 and 37% mortality in controlled and room conditions, respectively; and survivorsdid not attach to the host. Nymphs of the second instar, deprived of food for 60 days, molted either to the third instaror to males after feeding on Gallus gallus, and the nymphs of the third instar developed to adults (42.42% males and36.36% females when nymphs were held in controlled temperature and humidity conditions, and 40.54% males and48.65% females when nymphs were held in room conditions). The remainder of the nymphs molted to the fourthinstar and then molted to females. In conclusion, the nymphal starvation period of 60 days determined the number ofnymph instars in the life cycle of A. miniatus under the experimental conditions studied.(AU)


Os aspectos biológicos de ninfas de primeiro e segundo instares de Argas (Persicargas) miniatus quando submetidasa diferentes períodos de jejum (15, 30 e 60 dias), foram estudados em estufa climatizada (27 ± 1 °C e 80 ± 10% deumidade relativa) e em ambiente de laboratório. Ninfas de primeiro instar que foram submetidas a um período dejejum de 15 e 30 dias mudaram para ninfas de segundo e terceiro instar, em ambas as condições estudadas. No períodode 60 dias de jejum verificou-se mortalidade de 28 e 37% das ninfas de primeiro instar, em estufa climatizada e emambiente de laboratório, respectivamente. As ninfas sobreviventes não se fixaram sobre os hospedeiros. As ninfas desegundo instar, após 60 dias de jejum, desenvolveram-se em ninfas de terceiro instar ou machos, quando alimentadasem Gallus gallus. Ainda neste grupo, as ninfas de terceiro instar mudaram para adultos (42,42 e 40,54% machos;36,36 e 48,65% fêmeas, nas condições ambiente de laboratório e estufa climatizada, respectivamente) e o restantedesenvolveu-se em ninfas de quarto instar que por sua vez mudaram para fêmeas. Então, a situação de jejum (60 dias)em que as ninfas foram submetidas determinou o número de ninfas no ciclo biológico de A. miniatus, sob as condições experimentais estudadas.(AU)


Assuntos
Animais , Argas/parasitologia , Ninfa/parasitologia , Galinhas/parasitologia
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA