Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 3 de 3
Filtrar
Mais filtros

Ano de publicação
Tipo de documento
Intervalo de ano de publicação
1.
Pesqui. vet. bras ; 36(7): 665-670, jul. 2016. tab, ilus
Artigo em Inglês | LILACS, VETINDEX | ID: lil-794768

Resumo

The placenta is a transitory organ that originates from maternal and fetal tissues, the function of which is transporting nutrients from the mother to the fetus. The aim of this study was describe the histological features of placentas in healthy Thoroughbred mares at foaling and evaluate their relation with the gross placental and data of these mares. For this study 188 Thoroughbred mares were used. It was performed clinical observation for signs of placentitis during daily health checks and ultrasonic examination monthly to assess the fetus and placenta. All of the mares that exhibited clinical signs of placentitis were treated during gestation. The parturition was assisted, the placentas were grossly evaluated and samples were collected immediately after expulsion. The following data were considered for each mare: age, gestational age, number of parturition, time for placental expulsion, umbilical-cord length, placental weight and clinical signs of placentitis. Histological evaluation of the placentas revealed extensive cytoplasmic vacuolization of the epithelial areolar cells, presence of inflammatory infiltrates and hypoplasia-atrophy of the microcotyledons. Most of the gross placental findings were consistent with the histological results. In conclusion the mares with a vacuolated placental chorionic epithelium were older and had experienced a larger number of births. Great part of the mares with inflammatory infiltrates did not showed any clinical signs of placentitis during gestation.(AU)


A placenta é um órgão transitório originado do tecido fetal e materno, com função de transportar nutrientes da mãe para o feto. O objetivo deste estudo foi descrever os achados histológicos das placentas de éguas Puro Sangue Inglês (PSI) a termo e avaliar sua relação com a macroscopia da placenta e dados dessas éguas. O estudo utilizou 188 éguas PSI. Foram realizadas observações clinicas diárias para presença de sinais clínicos de placentite e ultrassonografia mensal para avaliar saúde do feto e placenta. As éguas que apresentaram sinais clínicos de placentite durante a gestação foram tratadas. Os partos foram assistidos, as placentas avaliadas macroscopicamente e coletadas imediatamente após sua expulsão. Como dados das éguas foram considerados: idade, tempo de gestação, número de partos, tempo de eliminação da placenta, comprimento de cordão umbilical, peso da placenta e sinais clínicos de placentite. A avaliação histológica das placentas demonstrou extensiva vacuolização citoplasmática das células do epitélio coriônico das regiões areolares, presença de infiltrados inflamatórios e hipoplasia-atrofia de microcotilédones. A maior parte dos achados macroscópicos da placenta foram condizentes com os resultados de histologia. Como conclusão, a vacuolização do epitélio coriônico foi característica de éguas mais velhas e com maior número de partos. Grande parte das éguas com infiltrados inflamatórios não demonstraram sinais clínicos de placentite.(AU)


Assuntos
Animais , Feminino , Cavalos/anatomia & histologia , Placenta/anatomia & histologia , Placenta/diagnóstico por imagem , Técnicas Histológicas/veterinária
2.
Pesqui. vet. bras ; 36(7): 665-670, July 2016. tab, ilus
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-15495

Resumo

The placenta is a transitory organ that originates from maternal and fetal tissues, the function of which is transporting nutrients from the mother to the fetus. The aim of this study was describe the histological features of placentas in healthy Thoroughbred mares at foaling and evaluate their relation with the gross placental and data of these mares. For this study 188 Thoroughbred mares were used. It was performed clinical observation for signs of placentitis during daily health checks and ultrasonic examination monthly to assess the fetus and placenta. All of the mares that exhibited clinical signs of placentitis were treated during gestation. The parturition was assisted, the placentas were grossly evaluated and samples were collected immediately after expulsion. The following data were considered for each mare: age, gestational age, number of parturition, time for placental expulsion, umbilical-cord length, placental weight and clinical signs of placentitis. Histological evaluation of the placentas revealed extensive cytoplasmic vacuolization of the epithelial areolar cells, presence of inflammatory infiltrates and hypoplasia-atrophy of the microcotyledons. Most of the gross placental findings were consistent with the histological results. In conclusion the mares with a vacuolated placental chorionic epithelium were older and had experienced a larger number of births. Great part of the mares with inflammatory infiltrates did not showed any clinical signs of placentitis during gestation.(AU)


A placenta é um órgão transitório originado do tecido fetal e materno, com função de transportar nutrientes da mãe para o feto. O objetivo deste estudo foi descrever os achados histológicos das placentas de éguas Puro Sangue Inglês (PSI) a termo e avaliar sua relação com a macroscopia da placenta e dados dessas éguas. O estudo utilizou 188 éguas PSI. Foram realizadas observações clinicas diárias para presença de sinais clínicos de placentite e ultrassonografia mensal para avaliar saúde do feto e placenta. As éguas que apresentaram sinais clínicos de placentite durante a gestação foram tratadas. Os partos foram assistidos, as placentas avaliadas macroscopicamente e coletadas imediatamente após sua expulsão. Como dados das éguas foram considerados: idade, tempo de gestação, número de partos, tempo de eliminação da placenta, comprimento de cordão umbilical, peso da placenta e sinais clínicos de placentite. A avaliação histológica das placentas demonstrou extensiva vacuolização citoplasmática das células do epitélio coriônico das regiões areolares, presença de infiltrados inflamatórios e hipoplasia-atrofia de microcotilédones. A maior parte dos achados macroscópicos da placenta foram condizentes com os resultados de histologia. Como conclusão, a vacuolização do epitélio coriônico foi característica de éguas mais velhas e com maior número de partos. Grande parte das éguas com infiltrados inflamatórios não demonstraram sinais clínicos de placentite.(AU)


Assuntos
Animais , Feminino , Placenta/anatomia & histologia , Placenta , Cavalos/anatomia & histologia , Técnicas Histológicas/veterinária
3.
Vet. zootec ; 21(2): 260-264, 2014. ilus
Artigo em Português | VETINDEX | ID: biblio-1427615

Resumo

Amelia é uma alteração congênita em que um ou mais membros anteriores estão ausentes, em parte ou totalmente. O presente relato de caso descreve a ocorrência de um caso de amelia bilateral dos membros torácicos de uma potranca, da raça Árabe, oriunda de uma gestação, cujos pais, possuíam grau de consanguinidade de 25%. O diagnóstico foi realizado pela inspeção, exame físico e radiológico, onde foi observada ausência dos ossos distais ao úmero no membro torácico direito e no membro torácico esquerdo havia um pequeno fragmento da diáfise e epífise do rádio e ulna.


Amelia is a congenital condition in which one or more forelimbs are missing, either in part or totally. This case report describes the occurrence of a case of bilateral amelia of the forelimbs of an Arabian foal, coming from a pregnancy, whose parents had a degree of consanguinity of 25%. The diagnosis was made by inspection, physical examination and radiology, where it was observed the absence of the distal humerus bone in the right forelimb and the left forelimb was a small fragment of the diaphysis and epiphysis of the radius and ulna.


Amelia es una alteración congénita de un o más miembros anteriores siendo ausentes en parte o totalmente. Este caso describe la ocurrencia de un caso de amelia bilateral de las extremidades delanteras de una potra, de raza árabe, procedente de un embarazo, donde los padres tenían un grado de consanguinidad de un 25%. El diagnóstico se realizó mediante la inspeción, examen fisico, la disección y la radiología, donde se observó la ausencia de los huesos distales al húmero en miembro superior derecho y miembro torácico izquierdo había un pequeño fragmento de la diáfisis y epífisis del radio y el cúbito.


Assuntos
Animais , Animais Endogâmicos/anormalidades , Deformidades Congênitas das Extremidades Superiores/veterinária , Ectromelia/veterinária , Cavalos/genética
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA