Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 2 de 2
Filtrar
Mais filtros

Base de dados
Ano de publicação
Tipo de documento
Intervalo de ano de publicação
1.
Acta Vet. Brasilica ; 10(4): 314-321, 2016. tab
Artigo em Português | VETINDEX | ID: biblio-1453059

Resumo

The objective of this study was to evaluate the use of giant palm meal (FPG) in diets with or without enzymatic supplementation for growing pigs. For the evaluation of the digestibility, ten castrated male pigs with a mean weight of 34.3±6.7 kg, housed in metabolic cages for 15 days (nine of adaptation and six of total collection of feces and urine) were used. The animals were fed twice a day (eight and 15 hours) according to the metabolic weight, five of which received the control diet and five received a test diet with a 30% inclusion of the FPG. The samples were taken daily, homogenized and a 20% aliquot was taken and stored in a freezer. Subsequently, the samples were analyzed in the laboratory of animal nutrition. In the performance test, twenty animals with 28.62±3.66kg were used, distributed in randomized blocks, with five treatments and four replicates. The treatments consisted of inclusion levels of the giant palm meal, associated or not to the enzymatic complex (EC) (0; 5; 10; 5 + EC and 10% + EC). The FPG digestible energy value for pigs in the growing phase was 1113.83 kcal/kg. It was observed that the weight gain and the absolute weight of the organs of the pigs were not influenced by the diets. Feed conversion, feed intake, economic viability of the diets and the relative weight of the organs presented differences between the treatments. It is recommended to include 10% FPG associated with the complex.


Objetivou-se avaliar a utilização do farelo de palma gigante (FPG) em dietas com ou sem suplementação enzimática para suínos em crescimento. Para avaliação da digestibilidade foram utilizados dez suínos machos castrados com peso médio de 34,3 ± 6,7kg, alojados em gaiolas metabólicas por quinze dias (nove de adaptação e seis de coleta total de fezes e urina). Os animais foram alimentados duas vezes ao dia (oito e 15hs) de acordo com o peso metabólico, sendo que cinco receberam a ração controle e cinco receberam dieta teste com 30% de inclusão do FPG. As coletas foram realizadas diariamente, homogeneizadas e retirada uma alíquota de 20% e armazenada em freezer. Posteriormente, as amostras foram analisadas no laboratório de nutrição animal. No ensaio de desempenho foram utilizados vinte animais com 28,62 ± 3,66kg, distribuídos em blocos ao acaso, com cinco tratamentos e quatro repetições. Os tratamentos consistiram em níveis de inclusão do farelo de palma gigante, associado ou não ao complexo enzimático (CE) (0; 5; 10; 5 + CE e 10% + CE). O valor da energia digestível do FPG para suínos na fase de crescimento foi de 1113,83 kcal/kg. Observou-se que o ganho de peso e o peso absoluto dos órgãos dos suínos não foram influenciados pelas dietas. A conversão alimentar, o consumo de ração, a viabilidade econômica das dietas e o peso relativo dos órgãos apresentaram diferenças entre os tratamentos. Recomenda-se a inclusão de 10% de FPG associado ao complexo.


Assuntos
Animais , Enzimas/metabolismo , Opuntia , Polissacarídeos/análise , Suínos/crescimento & desenvolvimento , Suínos/metabolismo , Dieta/veterinária
2.
Acta Vet. bras. ; 10(4): 314-321, 2016. tab
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-482922

Resumo

The objective of this study was to evaluate the use of giant palm meal (FPG) in diets with or without enzymatic supplementation for growing pigs. For the evaluation of the digestibility, ten castrated male pigs with a mean weight of 34.3±6.7 kg, housed in metabolic cages for 15 days (nine of adaptation and six of total collection of feces and urine) were used. The animals were fed twice a day (eight and 15 hours) according to the metabolic weight, five of which received the control diet and five received a test diet with a 30% inclusion of the FPG. The samples were taken daily, homogenized and a 20% aliquot was taken and stored in a freezer. Subsequently, the samples were analyzed in the laboratory of animal nutrition. In the performance test, twenty animals with 28.62±3.66kg were used, distributed in randomized blocks, with five treatments and four replicates. The treatments consisted of inclusion levels of the giant palm meal, associated or not to the enzymatic complex (EC) (0; 5; 10; 5 + EC and 10% + EC). The FPG digestible energy value for pigs in the growing phase was 1113.83 kcal/kg. It was observed that the weight gain and the absolute weight of the organs of the pigs were not influenced by the diets. Feed conversion, feed intake, economic viability of the diets and the relative weight of the organs presented differences between the treatments. It is recommended to include 10% FPG associated with the complex.(AU)


Objetivou-se avaliar a utilização do farelo de palma gigante (FPG) em dietas com ou sem suplementação enzimática para suínos em crescimento. Para avaliação da digestibilidade foram utilizados dez suínos machos castrados com peso médio de 34,3 ± 6,7kg, alojados em gaiolas metabólicas por quinze dias (nove de adaptação e seis de coleta total de fezes e urina). Os animais foram alimentados duas vezes ao dia (oito e 15hs) de acordo com o peso metabólico, sendo que cinco receberam a ração controle e cinco receberam dieta teste com 30% de inclusão do FPG. As coletas foram realizadas diariamente, homogeneizadas e retirada uma alíquota de 20% e armazenada em freezer. Posteriormente, as amostras foram analisadas no laboratório de nutrição animal. No ensaio de desempenho foram utilizados vinte animais com 28,62 ± 3,66kg, distribuídos em blocos ao acaso, com cinco tratamentos e quatro repetições. Os tratamentos consistiram em níveis de inclusão do farelo de palma gigante, associado ou não ao complexo enzimático (CE) (0; 5; 10; 5 + CE e 10% + CE). O valor da energia digestível do FPG para suínos na fase de crescimento foi de 1113,83 kcal/kg. Observou-se que o ganho de peso e o peso absoluto dos órgãos dos suínos não foram influenciados pelas dietas. A conversão alimentar, o consumo de ração, a viabilidade econômica das dietas e o peso relativo dos órgãos apresentaram diferenças entre os tratamentos. Recomenda-se a inclusão de 10% de FPG associado ao complexo.(AU)


Assuntos
Animais , Suínos/crescimento & desenvolvimento , Suínos/metabolismo , Opuntia , Polissacarídeos/análise , Enzimas/metabolismo , Dieta/veterinária
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA