Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 19 de 19
Filtrar
Mais filtros

Intervalo de ano de publicação
1.
Ciênc. anim. bras. (Impr.) ; 24: 74401, 2023. tab, graf
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1439865

Resumo

This study aimed to identify clinical and laboratory variables that could help predict the negative outcome in cattle affected by gastrointestinal emergencies. A retrospective cohort study was carried out using multivariate logistic regression analysis based on data collected from the clinical records of cattle hospitalized at the Garanhuns Bovine Clinic, UFRPE campus. One hundred and twenty-two cattle met the inclusion criteria established for the study. Among the clinical variables, heart rate (HR) and abdominal distension are associated with the outcome in animals with right displaced abomasum (RDA), and anorexia and 10% dehydration in animals with an obstructive intestinal disorder. Among the laboratory variables, plasma fibrinogen (PF) and total leukocyte count were associated with the outcome in animals with RDA, while PF and plasma L-lactate were associated with animals with an obstructive intestinal disorder. HR and the total leukocyte count remained in the final model of the regression adjusted for animals with RDA. On the other hand, plasma L-lactate and PF remained in the final model in the adjusted model for animals with an obstructive intestinal disorder. Cattle with RDA and HR higher than 90 bpm present an increased chance of having a negative outcome whereas cattle with obstructive intestinal disorder and plasma L-lactate higher than 1.84 mmol/L or PF higher than 850 mg/dL have a higher chance of not survive. Therefore, clinical and laboratory variables such as HR, fibrinogen, and plasma L-lactate are useful to predict the negative outcome in cattle with gastrointestinal emergencies, especially RDA and obstructive intestinal disorders.(AU)


Este estudo teve como objetivo identificar variáveis clínicas e laboratoriais que pudessem ajudar a predizer o desfecho negativo em bovinos acometidos por emergências gastrointestinais. Foi realizado um estudo de coorte retrospectivo por meio de análise de regressão logística multivariada com base em dados coletados dos prontuários de bovinos internados na Clínica de Bovinos de Garanhuns, campus da UFRPE. Cento e vinte e dois bovinos atenderam aos critérios de inclusão estabelecidos para o estudo. Dentre as variáveis clínicas, a frequência cardíaca e a distensão abdominal estão associadas ao desfecho em animais com deslocamento de abomaso à direita (DAD), e anorexia e 10% de desidratação em animais com distúrbio intestinal obstrutivo. Entre as variáveis laboratoriais, o fibrinogênio plasmáticao (FP) e a contagem total de leucócitos foram associados ao desfecho em animais com DAD, enquanto o FP e o L-lactato plasmático foram associados a animais com distúrbio intestinal obstrutivo. A frequência cardíaca (FC) e a contagem total de leucócitos permaneceram no modelo final da regressão ajustada para animais com DAD. Por outro lado, o L-lactato plasmático e o FP permaneceram no modelo final ajustado para animais com distúrbio intestinal obstrutivo. Bovinos com DAD e FC maior que 90 bpm apresentam maior chance de ter um desfecho negativo, enquanto bovinos com distúrbio intestinal obstrutivo e L-lactato plasmático maior que 1,84 mmol/L ou FP maior que 850 mg/dL têm maior chance de não sobreviver. Portanto, variáveis clínicas e laboratoriais como FC, FP e L-lactato plasmático são úteis para predizer o desfecho negativo em bovinos com doenças emergências gastrointestinais, especialmente DAD e distúrbios intestinais obstrutivos.(AU)


Assuntos
Animais , Bovinos , Biomarcadores , Gastroenteropatias/diagnóstico , Análise Multivariada
2.
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1400041

Resumo

Considering the lack of information about livestock diseases on Brazilian oceanic islands, the occurrence of bovine brucellosis was investigated on the island of Fernando de Noronha, state of Pernambuco, Brazil. Serum samples were collected in October 2009, from all the 105 cows raised on the island at that time. These were examined concurrently using the Rose Bengal test and the Complement Fixation Test. All the samples were negative in both tests, indicating that the cows on the island were likely free from infection by smooth forms of Brucella. These results can partly be explained by the prohibition of introduction and importation of both small and large-sized animals that had been implemented through District Decree 19 of February 28, 2004.(AU)


Tendo em vista a inexistência de informações sobre a ocorrência da brucelose bovina em ilhas oceânicas brasileiras, investigou-se a presença da infecção na ilha de Fernando de Noronha, Estado de Pernambuco, Brasil. Soros de todas as 105 fêmeas bovinas existentes, colhidos em outubro de 2009, foram examinados concomitantemente pelo teste do Antígeno Acidificado Tamponado e pela Reação de Fixação de Complemento. Todas as amostras foram negativas em ambos os testes, indicando que provavelmente os animais presentes na ilha encontravam-se livres da infecção por Brucella. Estes resultados podem ser explicados, em partes, pela proibição da introdução e importação de grandes e pequenos animais, implementada pelo Decreto Distrital 19, de 28 de fevereiro de 2004.(AU)


Assuntos
Animais , Brucelose Bovina/diagnóstico , Testes de Fixação de Complemento/métodos , Doenças Transmissíveis/veterinária , Brucella , Bovinos , Fixadores/análise
3.
Ciênc. anim. bras. (Impr.) ; 19: e, 2018. map, ilus, tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1473586

Resumo

This paper describes the findings on endoparasites in Atlantic forest birds at Guaribas Biological Reserve, Paraíba State, Northeast of Brazil. We captured 151 birds with mist nets in ten field expeditions between July 2010 and June 2011 and studied bird endoparasites through blood and excreta samples. Blood samples were collected from 131 birds and excreta were collected from 48 birds. In blood smears, only Haemoproteus columbae was detected in three Columbiformes (2.29%) of the species Columbina talpacoti. Fecal samples were collected from 48 birds, and eggs of nematodes and oocysts of coccidian were detected in 6.25% of the samples: Spirurida (Nematoda) in Lanio cristatus (Thraupidae); Strongyloides sp. (Nematoda) in Momotus momota (Momotidae) and Isospora sp. (Protozoa, Eimeriidae) in Neopelma pallescens (Pipridae). There is limited information about the parasites of wild birds in the remaining fragments of Atlantic forest in Northeast of Brazil; however, such knowledge can help understanding these host-parasite interactions.


Este artigo descreve os achados de endoparasitos em aves da Reserva Biológica Guaribas, no estado da Paraíba, Nordeste do Brasil. Foram capturadas 151 aves por meio de rede de neblina em dez expedições de campo entre julho de 2010 a junho de 2011, efetuando-se a colheita de sangue e excreta para a realização do estudo de endoparasitos. Foram analisadas 131 amostras de sangue e 48 amostras de fezes. Nas amostras de sangue foi detectado apenas Haemoproteus columbae em três Columbiformes (2.29%) da espécie Columbina talpacoti. Ovos de nematódeos e oocistos de protozoários foram detectados em 6,25% das amostras de fezes: Spirurida (Nematoda) em Lanio cristatus (Thraupidae); Strongyloides sp. (Nematoda) em Momotus momota (Momotidae) e Isospora sp. (Protozoa, Eimeriidae) em Neopelma pallescens (Pipridae). Poucas informações sobre o parasitismo nos fragmentos da Mata Atlântica do Nordeste estão disponíveis e o seu conhecimento pode auxiliar a compreensão da interação parasite-hospedeiro.


Assuntos
Animais , Aves/parasitologia , Haemosporida , Trato Gastrointestinal/parasitologia , Brasil , Reservas Naturais , Áreas Protegidas
4.
Ci. Anim. bras. ; 19: e-30480, 2018. mapas, ilus, tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-728590

Resumo

This paper describes the findings on endoparasites in Atlantic forest birds at Guaribas Biological Reserve, Paraíba State, Northeast of Brazil. We captured 151 birds with mist nets in ten field expeditions between July 2010 and June 2011 and studied bird endoparasites through blood and excreta samples. Blood samples were collected from 131 birds and excreta were collected from 48 birds. In blood smears, only Haemoproteus columbae was detected in three Columbiformes (2.29%) of the species Columbina talpacoti. Fecal samples were collected from 48 birds, and eggs of nematodes and oocysts of coccidian were detected in 6.25% of the samples: Spirurida (Nematoda) in Lanio cristatus (Thraupidae); Strongyloides sp. (Nematoda) in Momotus momota (Momotidae) and Isospora sp. (Protozoa, Eimeriidae) in Neopelma pallescens (Pipridae). There is limited information about the parasites of wild birds in the remaining fragments of Atlantic forest in Northeast of Brazil; however, such knowledge can help understanding these host-parasite interactions.(AU)


Este artigo descreve os achados de endoparasitos em aves da Reserva Biológica Guaribas, no estado da Paraíba, Nordeste do Brasil. Foram capturadas 151 aves por meio de rede de neblina em dez expedições de campo entre julho de 2010 a junho de 2011, efetuando-se a colheita de sangue e excreta para a realização do estudo de endoparasitos. Foram analisadas 131 amostras de sangue e 48 amostras de fezes. Nas amostras de sangue foi detectado apenas Haemoproteus columbae em três Columbiformes (2.29%) da espécie Columbina talpacoti. Ovos de nematódeos e oocistos de protozoários foram detectados em 6,25% das amostras de fezes: Spirurida (Nematoda) em Lanio cristatus (Thraupidae); Strongyloides sp. (Nematoda) em Momotus momota (Momotidae) e Isospora sp. (Protozoa, Eimeriidae) em Neopelma pallescens (Pipridae). Poucas informações sobre o parasitismo nos fragmentos da Mata Atlântica do Nordeste estão disponíveis e o seu conhecimento pode auxiliar a compreensão da interação parasite-hospedeiro.(AU)


Assuntos
Animais , Aves/parasitologia , Trato Gastrointestinal/parasitologia , Haemosporida , Reservas Naturais , Brasil , Áreas Protegidas
5.
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-745256

Resumo

Abstract This paper describes the findings on endoparasites in Atlantic forest birds at Guaribas Biological Reserve, Paraíba State, Northeast of Brazil. We captured 151 birds with mist nets in ten field expeditions between July 2010 and June 2011 and studied bird endoparasites through blood and excreta samples. Blood samples were collected from 131 birds and excreta were collected from 48 birds. In blood smears, only Haemoproteus columbae was detected in three Columbiformes (2.29%) of the species Columbina talpacoti. Fecal samples were collected from 48 birds, and eggs of nematodes and oocysts of coccidian were detected in 6.25% of the samples: Spirurida (Nematoda) in Lanio cristatus (Thraupidae); Strongyloides sp. (Nematoda) in Momotus momota (Momotidae) and Isospora sp. (Protozoa, Eimeriidae) in Neopelma pallescens (Pipridae). There is limited information about the parasites of wild birds in the remaining fragments of Atlantic forest in Northeast of Brazil; however, such knowledge can help understanding these host-parasite interactions.


Resumo Este artigo descreve os achados de endoparasitos em aves da Reserva Biológica Guaribas, no estado da Paraíba, Nordeste do Brasil. Foram capturadas 151 aves por meio de rede de neblina em dez expedições de campo entre julho de 2010 a junho de 2011, efetuando-se a colheita de sangue e excreta para a realização do estudo de endoparasitos. Foram analisadas 131 amostras de sangue e 48 amostras de fezes. Nas amostras de sangue foi detectado apenas Haemoproteus columbae em três Columbiformes (2.29%) da espécie Columbina talpacoti. Ovos de nematódeos e oocistos de protozoários foram detectados em 6,25% das amostras de fezes: Spirurida (Nematoda) em Lanio cristatus (Thraupidae); Strongyloides sp. (Nematoda) em Momotus momota (Momotidae) e Isospora sp. (Protozoa, Eimeriidae) em Neopelma pallescens (Pipridae). Poucas informações sobre o parasitismo nos fragmentos da Mata Atlântica do Nordeste estão disponíveis e o seu conhecimento pode auxiliar a compreensão da interação parasite-hospedeiro.

6.
R. bras. Parasitol. Vet. ; 27(4): 481-487, Oct.-Dec. 2018. tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-740950

Resumo

Recent genetic population studies on Toxoplasma gondii in Brazil have shown large genetic variability. The objective of the present study was to isolate and genotypically characterize T. gondii from free-ranging and captive wild mammals and birds in Pernambuco state, Brazil. Fragments of heart, brain, skeletal muscle and diaphragm tissue from 71 birds and 34 mammals, which were either free-ranging or captive, were collected. Samples from 32 of these animals were subjected to bioassays in mice. Samples from the remaining 73 animals underwent biomolecular diagnosis, using PCR technique, targeting a repetitive DNA fragment of 529 bp in T. gondii. A non-virulent isolate (TgButstBrPE1) was obtained from a free-ranging striated heron (Butorides striata) and, based on primary samples, seven animals were found to be positive. The primary samples and the isolate obtained were subjected to PCR-RFLP using the markers SAG1, 53SAG2, alt.SAG2, SAG3, BTUB, GRA6, c22-8, c29-2, L358, PK1, Apico and CS3. ToxoDB-RFLP genotype/13 from the striated heron isolate and Type BrIII genotype from a captive otter (Lontra longicaudis) (PS-TgLonloBrPE1) were obtained. The present study describes the first isolation and genotypic characterization of T. gondii in free-ranging striated heron, and the first genotypic characterization of T. gondii in a captive otter.(AU)


Recentes estudos genéticos nas populações deste parasita no Brasil têm mostrado grande variabilidade genética. O objetivo do presente estudo foi isolar e caracterizar genotipicamente T. gondii de aves e mamíferos de vida livre e de cativeiro no estado de Pernambuco, Brazil. Fragmentos de tecido do coração, cérebro, músculo esquelético e diafragma de 71 aves e 34 mamíferos de vida livre ou cativeiro foram colhidos. Amostras de 32 destes animais foram submetidas a bioensaios em camundongos. As amostras dos 73 animais restantes foram submetidas a diagnóstico biomolecular usando a técnica de PCR, tendo como alvo o fragmento repetitivo de 529 pb do DNA de T. gondii. Dentre os 32 bioensaios conduzidos, obteve-se um isolado não-virulento (TgButstBrPE1) de um socozinho (Butorides striata) de vida livre, e dentre as amostras primárias, sete animais foram positivos. As amostras primárias e o isolado foram submetidos a PCR-RFLP usando os marcadores SAG1, 53SAG2, alt.SAG2, SAG3, BTUB, GRA6, c22-8, c29-2, L358, PK1, Apico e CS3. Foram obtidos o genótipo ToxoDB-RFLP/13 do isolado do socozinho e o genótipo Type BrIII de uma lontra (Lontra longicaudis) de cativeiro (PS-TgLonloBrPE1). O presente estudo descreve o primeiro isolamento e caracterização genotípica de T. gondii em socozinho de vida livre, e a primeira caracterização genotípica de T. gondii em lontra em cativeiro.(AU)


Assuntos
Animais , Toxoplasma/genética , Toxoplasma/isolamento & purificação , Genótipo , Aves/parasitologia , Lontras/parasitologia , Animais Selvagens/parasitologia , Reação em Cadeia da Polimerase/veterinária , Brasil
7.
Braz. J. Vet. Res. Anim. Sci. (Online) ; 54(3): 225-237, 2017. tab, graf, mapas
Artigo em Inglês | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-879458

Resumo

The animal trade is an important risk factor that affects the spread of diseases among animals and herds. The goal of the present study was to characterize the cattle movement network in Pernambuco, Brazil, based on the animal movement permits (Guias de Trânsito Animal; GTAs) from 2012 to 2013, and identify the intensity of the commercial relationship between farm premises. A total of 737,950 GTAs were issued, and the movement of 3,481,185 cattle (1,688,585 in 2012 and 1,792,600 in 2013) was analyzed. Of the moved animals analyzed, 52.57% (1,829,907/3,481,185) were involved in the movement of cattle in or out of livestock markets, indicating that livestock markets played a major role in the network. Approximately 20% of the more-connected premises were responsible for approximately 87% of the movement related to sales and 95% of the movement related to purchases. Considering the important role of livestock markets and the intense cattle trade between farm premises, surveillance, and control measures could be more efficient if targeted to livestock markets and highly connected premises to prevent the spread of infectious diseases.(AU)


O comércio de animais é um importante fator de risco para a disseminação de doenças entre animais e rebanhos. O objetivo do presente estudo foi caracterizar a rede de movimentação de bovinos em Pernambuco, com base nas guias de trânsito animal (GTAs) de 2012 a 2013, e identificar a intensidade da relação comercial entre os estabelecimentos. Foram analisadas 737.950 GTAs emitidas, e as movimentações de bovinos totalizaram 3.481.185 animais (1.688.585 em 2012 e 1.792.600 em 2013). Um percentual de 52,57% (1.829.907/3.481.185) das movimentações de bovinos envolveu entrada ou saída de feiras de gado, indicando que as feiras desempenharam um papel importante na rede. Aproximadamente 20% dos estabelecimentos mais conectados foram responsáveis por aproximadamente 87% das movimentações relacionadas às vendas, e 95% das movimentações, relacionadas às compras. Considerando o importante papel das feiras e o intenso comércio de bovinos entre as propriedades, medidas de vigilância e controle podem ser mais eficientes se aplicadas em feiras e estabelecimentos altamente conectados, para prevenir a propagação de doenças infecciosas.(AU)


Assuntos
Animais , Bovinos , /normas , Vigilância de Produtos Comercializados , Comercialização de Produtos , Brasil
8.
Braz. j. vet. res. anim. sci ; 54(3): 225-237, 2017. tab, graf, mapas
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-17965

Resumo

The animal trade is an important risk factor that affects the spread of diseases among animals and herds. The goal of the present study was to characterize the cattle movement network in Pernambuco, Brazil, based on the animal movement permits (Guias de Trânsito Animal; GTAs) from 2012 to 2013, and identify the intensity of the commercial relationship between farm premises. A total of 737,950 GTAs were issued, and the movement of 3,481,185 cattle (1,688,585 in 2012 and 1,792,600 in 2013) was analyzed. Of the moved animals analyzed, 52.57% (1,829,907/3,481,185) were involved in the movement of cattle in or out of livestock markets, indicating that livestock markets played a major role in the network. Approximately 20% of the more-connected premises were responsible for approximately 87% of the movement related to sales and 95% of the movement related to purchases. Considering the important role of livestock markets and the intense cattle trade between farm premises, surveillance, and control measures could be more efficient if targeted to livestock markets and highly connected premises to prevent the spread of infectious diseases.(AU)


O comércio de animais é um importante fator de risco para a disseminação de doenças entre animais e rebanhos. O objetivo do presente estudo foi caracterizar a rede de movimentação de bovinos em Pernambuco, com base nas guias de trânsito animal (GTAs) de 2012 a 2013, e identificar a intensidade da relação comercial entre os estabelecimentos. Foram analisadas 737.950 GTAs emitidas, e as movimentações de bovinos totalizaram 3.481.185 animais (1.688.585 em 2012 e 1.792.600 em 2013). Um percentual de 52,57% (1.829.907/3.481.185) das movimentações de bovinos envolveu entrada ou saída de feiras de gado, indicando que as feiras desempenharam um papel importante na rede. Aproximadamente 20% dos estabelecimentos mais conectados foram responsáveis por aproximadamente 87% das movimentações relacionadas às vendas, e 95% das movimentações, relacionadas às compras. Considerando o importante papel das feiras e o intenso comércio de bovinos entre as propriedades, medidas de vigilância e controle podem ser mais eficientes se aplicadas em feiras e estabelecimentos altamente conectados, para prevenir a propagação de doenças infecciosas.(AU)


Assuntos
Animais , Bovinos , Comercialização de Produtos , Monitoramento Epidemiológico/normas , Vigilância de Produtos Comercializados , Brasil
9.
Arq. Inst. Biol ; 83: 01-04, 2016. tab
Artigo em Português | VETINDEX | ID: biblio-1462376

Resumo

The prevalence of lentivirus infection of small ruminants (LVPR) was determined in samples of serum from goats and sheep in slaughterhouses from ten districts of Pernambuco State. The serological test was used in agarose gel immunodiffusion (AGID) with antigen caprine arthritis and encephalitis virus (CAE)/Maedi Visna virus. Among the 369 blood serum samples of goats examined, seven (1.89%) (0.83.9%) were seropositive, and among the 383 sheep samples examined, just one (0.26%) (0.01.4%) was infected. The seven seropositive goats came from public slaughterhouses from Gravatá (n=2), Sertânia (n=4) and Timbaúba (n=1), and the soropositive sheep was from a public slaughterhouse of Serra Talhada. The soroprevalence of LVPR infection in small ruminants from Pernambucos slaughterhouses, of 1.06% (8/752), is considered low.


A soroprevalência da infecção por lentivírus de pequenos ruminantes (LVPR) foi determinada em amostras de soros sanguíneos de caprinos e ovinos de aptidão cárnea provenientes de abatedouros de dez municípios do estado de Pernambuco, Brasil. O diagnóstico sorológico ocorreu por meio da imunodifusão em gel de agarose (micro-IDGA) com antígenos dos vírus artrite encefalite caprina (CAE)/Maedi-Visna. Entre as 369 amostras de caprinos, 7(1,89%) (0,83,9%) eram soropositivas, e, entre as 383 de ovinos, 1 (0,26%) (0,01,4%) estava infectada. Os 7 caprinos soropositivos procederam dos abatedouros públicos dos municípios de Gravatá (n=2), Sertânia (n=4) e Timbaúba (n=1), e o ovino soropositivo veio do abatedouro público de Serra Talhada. A soroprevalência da infecção por LVPR em pequenos ruminantes oriundos de abatedouros do estado de Pernambuco, de 1,06% (8/752), é considerada baixa.


Assuntos
Animais , Estudos Soroepidemiológicos , Lentivirus , Ruminantes , Vírus Visna-Maedi , Vírus da Artrite-Encefalite Caprina , Ovinos
10.
Arq. Inst. Biol ; 83: e0462015, 2016. tab
Artigo em Português | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1006868

Resumo

A soroprevalência da infecção por lentivírus de pequenos ruminantes (LVPR) foi determinada em amostras de soros sanguíneos de caprinos e ovinos de aptidão cárnea provenientes de abatedouros de dez municípios do estado de Pernambuco, Brasil. O diagnóstico sorológico ocorreu por meio da imunodifusão em gel de agarose (micro-IDGA) com antígenos dos vírus artrite encefalite caprina (CAE)/Maedi-Visna. Entre as 369 amostras de caprinos, 7(1,89%) (0,8-3,9%) eram soropositivas, e, entre as 383 de ovinos, 1 (0,26%) (0,0-1,4%) estava infectada. Os 7 caprinos soropositivos procederam dos abatedouros públicos dos municípios de Gravatá (n=2), Sertânia (n=4) e Timbaúba (n=1), e o ovino soropositivo veio do abatedouro público de Serra Talhada. A soroprevalência da infecção por LVPR em pequenos ruminantes oriundos de abatedouros do estado de Pernambuco, de 1,06% (8/752), é considerada baixa.(AU)


The prevalence of lentivirus infection of small ruminants (LVPR) was determined in samples of serum from goats and sheep in slaughterhouses from ten districts of Pernambuco State. The serological test was used in agarose gel immunodiffusion (AGID) with antigen caprine arthritis and encephalitis virus (CAE)/Maedi Visna virus. Among the 369 blood serum samples of goats examined, seven (1.89%) (0.8-3.9%) were seropositive, and among the 383 sheep samples examined, just one (0.26%) (0.0-1.4%) was infected. The seven seropositive goats came from public slaughterhouses from Gravatá (n=2), Sertânia (n=4) and Timbaúba (n=1), and the soropositive sheep was from a public slaughterhouse of Serra Talhada. The soroprevalence of LVPR infection in small ruminants from Pernambuco's slaughterhouses, of 1.06% (8/752), is considered low.(AU)


Assuntos
Animais , Ruminantes , Estudos Soroepidemiológicos , Vírus Visna-Maedi , Vírus da Artrite-Encefalite Caprina , Lentivirus , Ovinos
11.
Arq. Inst. Biol. ; 83: 01-04, 2016. tab
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-18319

Resumo

The prevalence of lentivirus infection of small ruminants (LVPR) was determined in samples of serum from goats and sheep in slaughterhouses from ten districts of Pernambuco State. The serological test was used in agarose gel immunodiffusion (AGID) with antigen caprine arthritis and encephalitis virus (CAE)/Maedi Visna virus. Among the 369 blood serum samples of goats examined, seven (1.89%) (0.83.9%) were seropositive, and among the 383 sheep samples examined, just one (0.26%) (0.01.4%) was infected. The seven seropositive goats came from public slaughterhouses from Gravatá (n=2), Sertânia (n=4) and Timbaúba (n=1), and the soropositive sheep was from a public slaughterhouse of Serra Talhada. The soroprevalence of LVPR infection in small ruminants from Pernambucos slaughterhouses, of 1.06% (8/752), is considered low.(AU)


A soroprevalência da infecção por lentivírus de pequenos ruminantes (LVPR) foi determinada em amostras de soros sanguíneos de caprinos e ovinos de aptidão cárnea provenientes de abatedouros de dez municípios do estado de Pernambuco, Brasil. O diagnóstico sorológico ocorreu por meio da imunodifusão em gel de agarose (micro-IDGA) com antígenos dos vírus artrite encefalite caprina (CAE)/Maedi-Visna. Entre as 369 amostras de caprinos, 7(1,89%) (0,83,9%) eram soropositivas, e, entre as 383 de ovinos, 1 (0,26%) (0,01,4%) estava infectada. Os 7 caprinos soropositivos procederam dos abatedouros públicos dos municípios de Gravatá (n=2), Sertânia (n=4) e Timbaúba (n=1), e o ovino soropositivo veio do abatedouro público de Serra Talhada. A soroprevalência da infecção por LVPR em pequenos ruminantes oriundos de abatedouros do estado de Pernambuco, de 1,06% (8/752), é considerada baixa.(AU)


Assuntos
Animais , Estudos Soroepidemiológicos , Lentivirus , Vírus da Artrite-Encefalite Caprina , Vírus Visna-Maedi , Ruminantes , Ovinos
12.
R. bras. Ci. Vet. ; 23(1/2): 4742, jan./jun. 2016. mapas, tab
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-15684

Resumo

Although it has been reported in several states, no information about Maedi-Visna (MV) in the state of Maranhão is available. The aim of the present study was to determine the seroprevalence of Maedi Visna Virus (MVV) in sheep flocks of the three most important sheep rearing areas from Maranhão State, Brazil. We surveyed 1.495 blood samples from sheep older than six months, of both sexes and various breeds. The samples were collected from 83 herds of 23 municipalities present in the Central, East and North regions of Maranhão. The immunodifusion agar gel (micro-AGID) performed serological diagnosis of infection MVV. The statistical analysis was performed by Fishers test, using Epi Info. It was found an overall prevalence of MVV infection of 0,7% (CI95%:0,4-1,3%) the ovines and prevalence of 0,5% (CI95%:0,1-1,4%), 0,7% (CI95%:0,2-1,8%) e 1% (CI95%:0,3-2,4%) in the Central, East and North regions, respectively. In relation to sex, there wasnt a significant difference (P>0.05) between males (0,5,%, CI95%:0-2,7%) and females (0,8%, CI95%:0,4-1,4%), as well as in relation to genetic comparing sheep purebreds (1,5%, CI95%:0,4-8,1%), crossbred (1%, CI95%:0,4-2,0%) and SRD (0,3%, IC95%:0,04-1,1%). In relation to age wasnt observed significant difference. It has concluded that infection with MVV is present in the studied population in low prevalence. This is the first record of MVV in sheep in the State of Maranhão. Considering the low prevalence is necessary to prevent the introduction and spread of the virus between flocks by requiring negative tests for MVV and disposal of positive sheep.(AU)


Apesar de ter sido relatada em vários estados, não há informação sobre o Vírus da Maedi Visna (MVV) no Maranhão, e com o crescimento de sua ovinocultura, aumenta o fluxo de animais de outras regiões. Com isso objetivou-se determinar a soroprevalência do MVV em rebanhos ovinos das três principais mesorregiões produtoras do estado do Maranhão, através da pesquisa das 1.495 amostras sanguíneas de ovinos, com idade superior a seis meses, pertencentes a 83 rebanhos de 23 municípios das mesorregiões Cento, Leste e Norte. O diagnóstico sorológico da infecção pelo vírus MVV foi realizado por meio do teste de imunodifusão em gel de ágar (micro-IDGA). Constatou-se uma prevalência geral de 0,7% (IC95%:0,4-1,3%) de ovinos soropositivos e prevalências nas mesorregiões Centro, Leste e Norte de 0,5% (IC95%:0,1-1,4%), 0,7% (IC95%:0,2-1,8%) e 1% (IC95%:0,3-2,4%) respectivamente. Em relação à variável sexo, não foi observada diferença significativa (P>0,05) entre machos (0,5%, IC95%:0-2,7%) e fêmeas (0,8%, IC95%:0,4-1,4%), assim como quanto a genética comparando-se ovinos de raças puras (1,5%, IC95%: 0,4-8,1%), mestiços (1%, IC95%:0,4-2,0%) e SRD (0,3%, IC95%:0,04-1,1%). A análise quanto à idade não demonstrou diferença significante (P>0,05). Conclui-se que a infecção pelo MVV está presente em ovinos das mesorregiões estudadas, sendo este o primeiro registro desta enfermidade no estado do Maranhão. Considerando a baixa prevalência, é necessário evitar a introdução e a propagação do vírus entre os rebanhos, através da exigência de testes negativos para MVV e descarte dos ovinos positivos.(AU)


Assuntos
Animais , Ovinos/imunologia , Vírus Visna-Maedi/imunologia , Pneumonia Intersticial Progressiva dos Ovinos/epidemiologia , Estudos Soroepidemiológicos , Imunodifusão/veterinária
13.
Semina ciênc. agrar ; 37(5, supl. 2): 3413-3424, 2016. map, tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1500581

Resumo

This study was conducted to characterize the epidemiology of bovine brucellosis in the state of Pernambuco, Brazil. The state was divided into three regions, and in each region, approximately 300 properties were randomly sampled. From these selected properties, a pre-established number of animals were randomly selected and blood serum samples were obtained. A total of 3,901 animals were selected from 900 properties. For each selected property, an epidemiological questionnaire was administered to assess the type of farming, the animal husbandry practices and the sanitary practices that could be associated with the presence of brucellosis infection. The testing protocol consisted of screening the samples with a buffered acidified plate antigen test and retesting the positive samples with a complement fixation test (CF). One positive animal was enough to define an infected herd. The prevalence rates of infected herds and animals in the state were 4.5% [3.2; 6.4%] and 1.4% [0.7; 2.7%], respectively. By region, the prevalence rates of infected herds and animals, respectively, were as follows: Zona da Mata, 3.3% [1.8; 6.1%] and 1.7% [0.5; 3.0%]; Agreste, 7.4% [4.9; 10.9%] and 1.9% [0.8; 3.0%]; and Sertão, 1.3% [0.5; 3.5%] and 0.7% [0.0; 1.6%]. Flooded pastures (OR = 2.86 [1.37; 6.42]) and the presence of 13 or more females in the herd (3rd quartile) (OR = 2.65 [1.19; 5.89])were identified as risk factors. The existence of veterinary care emerged as a protective factor against bovine brucellosis in the state of Pernambuco (OR = 0.24 [0.10; 0.58]).


Realizou-se um estudo para caracterizar a situação epidemiológica da brucelose bovina no Estado de Pernambuco. O estado foi dividido em três circuitos pecuários e em cada um foram amostradas aleatoriamente cerca de 300 propriedades e, dentro dessas, foi escolhido, de forma aleatória, um número pré-estabelecido de animais, dos quais foi obtida uma amostra soro sanguíneo. No total, foram amostrados 3.901 animais, provenientes de 900 propriedades. Em cada propriedade amostrada foi aplicado um questionário epidemiológico para verificar o tipo de exploração e as práticas zootécnicas e sanitárias que poderiam estar associadas ao risco de infecção pela doença. O protocolo de testes utilizado foi o da triagem com o teste do antígeno acidificado tamponado (AAT) e o reteste dos positivos com o teste de Fixação de Complemento (FC). O rebanho foi considerado positivo, se pelo menos um animal foi reagente às duas provas sorológicas. As prevalências de focos e de animais infectados do Estado foram de 4,5% [3,2; 6,4%] e 1,4% [0,7; 2,7%], respectivamente. Os resultados para os circuitos pecuários da prevalência de focos e de animais infectados foram respectivamente: Zona da Mata, 3,3% [1,8; 6,1%] e 1,7% [0,5; 3,0%]; Agreste, 7,4% [4,9; 10,9%] e 1,9% [0,8; 3,0%] e Sertão, 1,3% [0,5; 3,5%] e 0,7% [0,0; 1,6%]. Os fatores de risco (odds ratio, OR) associado à condição de foco foram: presença de pastos alagados (OR = 2,86 [1,37; 6,42]) e a presença de 13 ou mais fêmeas no rebanho (terceiro quartil) (OR = 2,65 [1,19; 5,89]). A existência de assistência veterinária na propriedade foi considerado um fator de proteção contra a brucelose bovina no Estado de Pernambuco (OR = 0,24 [0,10; 0,58]).


Assuntos
Animais , Bovinos , Brucelose Bovina/epidemiologia , Brucelose Bovina/etiologia , Bovinos/microbiologia , Fatores de Risco , Prevalência
14.
Semina ciênc. agrar ; 37(5, supl. 2): 3601-3610, 2016. ilus, tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1500582

Resumo

The epidemiological situation of bovine tuberculosis was studied in the state of Pernambuco, Brazil. The state was divided into three regions, and a predetermined number of properties was randomly sampled in each region. In each property, females aged 24 months or older were randomly selected and subjected to the cervical comparative tuberculin test. Altogether, 5,728 animals from 906 properties were tested. In the evaluated properties, an epidemiological questionnaire was applied to identify risk factors related to bovine tuberculosis. The prevalence of infected herds and infected animals and in the state was 2.87% [1.824.50] and 0.62% [0.291.29], respectively. There was a predominance trend of infected herds in the properties located in the dry areas of Pernambuco, where most dairy properties are found. The risk factors related to the occurrence of positive herds were: presence of 18 or more cows in the herd, milking the cows two or three times a day, and sharing the grazing area. In conclusion, the prevalence of bovine tuberculosis in Pernambuco is low, and the best strategy to be adopted is the implementation of a surveillance system for detection and sanitation of infected herds, preferably by incorporating risk-based surveillance strategies. In addition, the State should implement an effective sanitary program to enable producers to test their animals for bovine tuberculosis before inserting them into the herds, as well as avoid sharing the grazing areas with properties that are not free of bovine tuberculosis.


A situação epidemiológica da tuberculose bovina foi estudada no estado de Pernambuco. O estado foi dividido em três regiões e em cada uma delas foi aleatoriamente amostrado um número pré-estabelecido de propriedades. Dentro de cada propriedade, fêmeas com idade igual ou superior a 24 meses foram escolhidas aleatoriamente e submetidas ao teste Tuberculínico Cervical Comparativo. Ao todo foram testados 5.728 animais provenientes de 906 propriedades. Nas propriedades, foi aplicado um questionário epidemiológico para identificar fatores de risco associados à tuberculose bovina. A prevalência de focos no estado foi de 2,87% [1,82; 4,50] e a de animais 0,62% [0,29; 1,29]. Houve tendência de concentração de focos na região do Agreste do estado, caracterizada pelo predomínio de propriedades de leite. Os fatores de risco associados à condição de foco foram ter 18 ou mais vacas no rebanho, ordenhar as vacas 2 ou 3 vezes ao dia e compartilhar pastagem. Concluindo, o estado tem baixa prevalência de tuberculose bovina e a melhor estratégia a ser adotada é a implementação de sistema de vigilância para detecção e saneamento dos focos, de preferência incorporando elementos de vigilância baseada em risco. Além disso, o estado deve realizar uma sólida ação de educação sanitária para que seus produtores passem a testar os animais para tuberculose bovina antes de introduzi-los em seus plantéis e deixem de compartilhar pastagem com propriedades que não sejam livres de tuberculose bovina.


Assuntos
Feminino , Animais , Bovinos , Monitoramento Epidemiológico/veterinária , Tuberculose Bovina/epidemiologia , Bovinos/microbiologia , Fatores de Risco , Prevalência
15.
Semina Ci. agr. ; 37(5, supl. 2): 3413-3424, 2016. mapas, tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-25051

Resumo

This study was conducted to characterize the epidemiology of bovine brucellosis in the state of Pernambuco, Brazil. The state was divided into three regions, and in each region, approximately 300 properties were randomly sampled. From these selected properties, a pre-established number of animals were randomly selected and blood serum samples were obtained. A total of 3,901 animals were selected from 900 properties. For each selected property, an epidemiological questionnaire was administered to assess the type of farming, the animal husbandry practices and the sanitary practices that could be associated with the presence of brucellosis infection. The testing protocol consisted of screening the samples with a buffered acidified plate antigen test and retesting the positive samples with a complement fixation test (CF). One positive animal was enough to define an infected herd. The prevalence rates of infected herds and animals in the state were 4.5% [3.2; 6.4%] and 1.4% [0.7; 2.7%], respectively. By region, the prevalence rates of infected herds and animals, respectively, were as follows: Zona da Mata, 3.3% [1.8; 6.1%] and 1.7% [0.5; 3.0%]; Agreste, 7.4% [4.9; 10.9%] and 1.9% [0.8; 3.0%]; and Sertão, 1.3% [0.5; 3.5%] and 0.7% [0.0; 1.6%]. Flooded pastures (OR = 2.86 [1.37; 6.42]) and the presence of 13 or more females in the herd (3rd quartile) (OR = 2.65 [1.19; 5.89])were identified as risk factors. The existence of veterinary care emerged as a protective factor against bovine brucellosis in the state of Pernambuco (OR = 0.24 [0.10; 0.58]).(AU)


Realizou-se um estudo para caracterizar a situação epidemiológica da brucelose bovina no Estado de Pernambuco. O estado foi dividido em três circuitos pecuários e em cada um foram amostradas aleatoriamente cerca de 300 propriedades e, dentro dessas, foi escolhido, de forma aleatória, um número pré-estabelecido de animais, dos quais foi obtida uma amostra soro sanguíneo. No total, foram amostrados 3.901 animais, provenientes de 900 propriedades. Em cada propriedade amostrada foi aplicado um questionário epidemiológico para verificar o tipo de exploração e as práticas zootécnicas e sanitárias que poderiam estar associadas ao risco de infecção pela doença. O protocolo de testes utilizado foi o da triagem com o teste do antígeno acidificado tamponado (AAT) e o reteste dos positivos com o teste de Fixação de Complemento (FC). O rebanho foi considerado positivo, se pelo menos um animal foi reagente às duas provas sorológicas. As prevalências de focos e de animais infectados do Estado foram de 4,5% [3,2; 6,4%] e 1,4% [0,7; 2,7%], respectivamente. Os resultados para os circuitos pecuários da prevalência de focos e de animais infectados foram respectivamente: Zona da Mata, 3,3% [1,8; 6,1%] e 1,7% [0,5; 3,0%]; Agreste, 7,4% [4,9; 10,9%] e 1,9% [0,8; 3,0%] e Sertão, 1,3% [0,5; 3,5%] e 0,7% [0,0; 1,6%]. Os fatores de risco (odds ratio, OR) associado à condição de foco foram: presença de pastos alagados (OR = 2,86 [1,37; 6,42]) e a presença de 13 ou mais fêmeas no rebanho (terceiro quartil) (OR = 2,65 [1,19; 5,89]). A existência de assistência veterinária na propriedade foi considerado um fator de proteção contra a brucelose bovina no Estado de Pernambuco (OR = 0,24 [0,10; 0,58]).(AU)


Assuntos
Animais , Bovinos , Brucelose Bovina/epidemiologia , Brucelose Bovina/etiologia , Bovinos/microbiologia , Prevalência , Fatores de Risco
16.
Semina Ci. agr. ; 37(5, supl. 2): 3601-3610, 2016. ilus, tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-25049

Resumo

The epidemiological situation of bovine tuberculosis was studied in the state of Pernambuco, Brazil. The state was divided into three regions, and a predetermined number of properties was randomly sampled in each region. In each property, females aged 24 months or older were randomly selected and subjected to the cervical comparative tuberculin test. Altogether, 5,728 animals from 906 properties were tested. In the evaluated properties, an epidemiological questionnaire was applied to identify risk factors related to bovine tuberculosis. The prevalence of infected herds and infected animals and in the state was 2.87% [1.824.50] and 0.62% [0.291.29], respectively. There was a predominance trend of infected herds in the properties located in the dry areas of Pernambuco, where most dairy properties are found. The risk factors related to the occurrence of positive herds were: presence of 18 or more cows in the herd, milking the cows two or three times a day, and sharing the grazing area. In conclusion, the prevalence of bovine tuberculosis in Pernambuco is low, and the best strategy to be adopted is the implementation of a surveillance system for detection and sanitation of infected herds, preferably by incorporating risk-based surveillance strategies. In addition, the State should implement an effective sanitary program to enable producers to test their animals for bovine tuberculosis before inserting them into the herds, as well as avoid sharing the grazing areas with properties that are not free of bovine tuberculosis.(AU)


A situação epidemiológica da tuberculose bovina foi estudada no estado de Pernambuco. O estado foi dividido em três regiões e em cada uma delas foi aleatoriamente amostrado um número pré-estabelecido de propriedades. Dentro de cada propriedade, fêmeas com idade igual ou superior a 24 meses foram escolhidas aleatoriamente e submetidas ao teste Tuberculínico Cervical Comparativo. Ao todo foram testados 5.728 animais provenientes de 906 propriedades. Nas propriedades, foi aplicado um questionário epidemiológico para identificar fatores de risco associados à tuberculose bovina. A prevalência de focos no estado foi de 2,87% [1,82; 4,50] e a de animais 0,62% [0,29; 1,29]. Houve tendência de concentração de focos na região do Agreste do estado, caracterizada pelo predomínio de propriedades de leite. Os fatores de risco associados à condição de foco foram ter 18 ou mais vacas no rebanho, ordenhar as vacas 2 ou 3 vezes ao dia e compartilhar pastagem. Concluindo, o estado tem baixa prevalência de tuberculose bovina e a melhor estratégia a ser adotada é a implementação de sistema de vigilância para detecção e saneamento dos focos, de preferência incorporando elementos de vigilância baseada em risco. Além disso, o estado deve realizar uma sólida ação de educação sanitária para que seus produtores passem a testar os animais para tuberculose bovina antes de introduzi-los em seus plantéis e deixem de compartilhar pastagem com propriedades que não sejam livres de tuberculose bovina.(AU)


Assuntos
Animais , Feminino , Bovinos , Tuberculose Bovina/epidemiologia , Monitoramento Epidemiológico/veterinária , Bovinos/microbiologia , Prevalência , Fatores de Risco
17.
Acta Vet. Brasilica ; 9(1): 34-42, 2015. map, tab
Artigo em Português | VETINDEX | ID: biblio-1453546

Resumo

Objetivou-se caracterizar o manejo zoosanitário da caprinovinocultura nas mesorregiões Centro, Lestee Norte do Estado do Maranhão. Foram visitados 30 criatórios de caprinos, 31 de ovinos e 52 mistos, localizados em23 municípios. Para a formação dos rebanhos base utilizou-se animais oriundos dos Estados do Piauí, Pernambuco,Ceará, Bahia e Paraíba. O sistema de criação mais adotado foi o semi-extensivo, tanto nas criações de caprinos(93,9%) quanto nas de ovinos (92,8%). Quanto ao tipo de aprisco, o ripado (52,4% e 41,0%) e o de chão batido(36,6% e 44,6%) foram os mais frequentes. As práticas sanitárias mais adotadas foram a limpeza das instalações,desinfecção do aprisco, corte e desinfecção do cordão umbilical, casqueamento, enterro dos cadáveres e separação deanimais doentes. Alterações clínicas mais citadas nos rebanhos caprinos e ovinos foram, respectivamente, verminose(97,6% e 95,2%), linfadenite caseosa (84,1% e 79,5), miíase (79,3% e 73,5), aborto (73,3% e 67,5), pododermatite(70,7% e 68,7%), ectoparasitose (57,3% e 47,0%), mastite (50,0% e 42,2%), artrite (39,0% e 30,1%), ectimacontagioso (37,8% e 43,5%), ceratoconjuntivite (35,4% e 39,8%), pneumonia (29,3% e 22,9%), diarreia (23,2% e19,3%) e alterações nervosas (8,5% e 7,2%). A vacinação foi adotada em 58,5% e 61,4%, enquanto que adesveminação por 92,7% e 95,2% dos criadores de caprinos e ovinos, respectivamente. Conclui-se que o manejosanitário, adotado nas propriedades de pequenos ruminantes das mesorregiões Maranhense estudadas, é deficiente,apresentando sérios problemas que podem interferir no desempenho dos rebanhos, necessitando de adequaçõesvisando à maximização da produtividade e redução de custos


This study aimed to characterize the animal health management of goat and sheep creation of themesoregions Center, East and North of Maranhão state, Brazil. Were visited 30 farms of goats, 31 sheep and 52mixed, from 23 cities. The base herds were formed with animals coming from different states as Piauí, Pernambuco,Ceará, Bahia and Paraíba. The main creation system is the semi-extensive with the use of battens or knocked groundsheepfold. The most frequent health practices seen were the structure cleaning and desinfection, cut and disinfectionof the umbilical cord, trimming, burial of corpses and separating sick animals. The most cited clinical changes indescending order were worms, caseous lymphadenitis, myiasis, abortion, pododermatitis, parasitic skin disease,mastitis, arthritis, contagious ecthyma, keratoconjunctivitis, pneumonia, diarrhea and nervous changes. Vaccinationwas adopted in 58.5% and 61.4%, and the use of anthelmintics by 92.7% and 95.2% of sheep and goats heards,respectively. The study allowed to conclude that the sanitary management, applied at the properties of smallruminants in the central, eastern and northern regions of Maranhão, is deficient, showing serious problems that maybe compromising the livestock performance, requiring adjustments in order to maximize productivity and reducecosts


Assuntos
Animais , Criação de Animais Domésticos/métodos , Prevenção de Doenças , Ruminantes , Quarentena/veterinária , Vigilância Sanitária
18.
Acta Vet. bras. ; 9(1): 34-42, 2015. mapas, tab
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-303487

Resumo

Objetivou-se caracterizar o manejo zoosanitário da caprinovinocultura nas mesorregiões Centro, Lestee Norte do Estado do Maranhão. Foram visitados 30 criatórios de caprinos, 31 de ovinos e 52 mistos, localizados em23 municípios. Para a formação dos rebanhos base utilizou-se animais oriundos dos Estados do Piauí, Pernambuco,Ceará, Bahia e Paraíba. O sistema de criação mais adotado foi o semi-extensivo, tanto nas criações de caprinos(93,9%) quanto nas de ovinos (92,8%). Quanto ao tipo de aprisco, o ripado (52,4% e 41,0%) e o de chão batido(36,6% e 44,6%) foram os mais frequentes. As práticas sanitárias mais adotadas foram a limpeza das instalações,desinfecção do aprisco, corte e desinfecção do cordão umbilical, casqueamento, enterro dos cadáveres e separação deanimais doentes. Alterações clínicas mais citadas nos rebanhos caprinos e ovinos foram, respectivamente, verminose(97,6% e 95,2%), linfadenite caseosa (84,1% e 79,5), miíase (79,3% e 73,5), aborto (73,3% e 67,5), pododermatite(70,7% e 68,7%), ectoparasitose (57,3% e 47,0%), mastite (50,0% e 42,2%), artrite (39,0% e 30,1%), ectimacontagioso (37,8% e 43,5%), ceratoconjuntivite (35,4% e 39,8%), pneumonia (29,3% e 22,9%), diarreia (23,2% e19,3%) e alterações nervosas (8,5% e 7,2%). A vacinação foi adotada em 58,5% e 61,4%, enquanto que adesveminação por 92,7% e 95,2% dos criadores de caprinos e ovinos, respectivamente. Conclui-se que o manejosanitário, adotado nas propriedades de pequenos ruminantes das mesorregiões Maranhense estudadas, é deficiente,apresentando sérios problemas que podem interferir no desempenho dos rebanhos, necessitando de adequaçõesvisando à maximização da produtividade e redução de custos(AU)


This study aimed to characterize the animal health management of goat and sheep creation of themesoregions Center, East and North of Maranhão state, Brazil. Were visited 30 farms of goats, 31 sheep and 52mixed, from 23 cities. The base herds were formed with animals coming from different states as Piauí, Pernambuco,Ceará, Bahia and Paraíba. The main creation system is the semi-extensive with the use of battens or knocked groundsheepfold. The most frequent health practices seen were the structure cleaning and desinfection, cut and disinfectionof the umbilical cord, trimming, burial of corpses and separating sick animals. The most cited clinical changes indescending order were worms, caseous lymphadenitis, myiasis, abortion, pododermatitis, parasitic skin disease,mastitis, arthritis, contagious ecthyma, keratoconjunctivitis, pneumonia, diarrhea and nervous changes. Vaccinationwas adopted in 58.5% and 61.4%, and the use of anthelmintics by 92.7% and 95.2% of sheep and goats heards,respectively. The study allowed to conclude that the sanitary management, applied at the properties of smallruminants in the central, eastern and northern regions of Maranhão, is deficient, showing serious problems that maybe compromising the livestock performance, requiring adjustments in order to maximize productivity and reducecosts(AU)


Assuntos
Animais , Ruminantes , Criação de Animais Domésticos/métodos , Prevenção de Doenças , Vigilância Sanitária , Quarentena/veterinária
19.
Braz. j. vet. res. anim. sci ; 40(2): 155-160, 2003. ilus, tab
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-491

Resumo

O desenvolvimento da Odontologia Veterinária foi tardio na Clínica Médico Veterinária Preventiva de Animais Selvagens. Alguns trabalhos a respeito da Odontologia de Animais Selvagens já foram realizados com animais originários de cativeiro e vida livre de várias espécies de diversas distribuições geográficas, mas não específicos aos grandes felinos neotropicais (Panthera onca e Puma concolor). Objetivou-se neste trabalho fazer levantamento sobre a prevalência de maloclusão em grandes felinos neotropicais manejados nas instituições visitadas no Estado de São Paulo. Para os estudos utilizamos amostra constituída de 42 onças-pintadas (Panthera onca) e 36 suçuaranas (Puma concolor), totalizando 78 animais, provenientes de 18 instituições mantenedoras de tais espécies em cativeiro no Estado de São Paulo. Todos os animais foram examinados, observando-se se a oclusão estava de acordo com o normal para as espécies. Os dentes foram identificados um a um, examinados diretamente por meio de explorador odontológico. A maloclusão esteve presente em 47,61 por cento (20 casos) em Panthera onca e dois indivíduos de Puma concolor (5,55.00 por cento). Os animais que apresentaram maloclusões aparentemente não tinham problemas de apreensão de alimentos ou de mastigação, embora apresentassem acúmulo de alimentos ou indutos moles na região dos dentes com espaço interproximal mais reduzido, o que poderá levar a problemas futuros devido a falta de remoção desses indutos dos dentes(AU)


Assuntos
Animais , Carnívoros , Espécies em Perigo de Extinção
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA