Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 7 de 7
Filtrar
Mais filtros

Base de dados
Ano de publicação
Intervalo de ano de publicação
1.
Ci. Anim. bras. ; 16(1): 24-36, Jan-Mar. 2015. tab, graf
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-9647

Resumo

This study evaluated the effect of food supplements with different levels of protein on reproductive and metabolic response of ewes during the mating period. Forty-one ewes were supplemented during 43 days with amount protein to meet 1.0  (diet I; n = 14), 1.7 (diet II; n = 13) and 2.1 (diet III; n = 14) times the maintenance requirements. Dry matter (DM) intake was higher (P 0.01) in diet III when compared to diets I and II. Orts were lesser in diets II and III (P 0.05) when compared to diet I. Intake of organic matter (OM), crude protein (CP) and ether extract (EE) was higher in diet III (P 0.05), but NDF and ADF intake was superior in diet I (P 0.05). In diet III, a higher frequency of female mated was observed (P 0.05). The prolificity and twinning rate was higher in ewes of diet II (P 0.05). Greater birth weight of lambs (P 0.05) was verified in diet III. The progesterone levels were affected by diets II and III (P 0.05). In conclusion, the supplementation of ewes with intermediate level of protein improves their reproductive response.(AU)


Este estudo avaliou o efeito de suplementos alimentares com diferentes níveis de proteína sobre a resposta reprodutiva e metabólica de ovelhas durante o período de monta. Quarenta e uma ovelhas foram suplementadas durante 43 dias com proteína em quantidade para satisfazer 1,0 (dieta I; n = 14), 1,7 (dieta II; n = 13) e 2,1 (dieta III; n = 14) vezes as exigências de manutenção. O consumo de matéria seca (MS) foi superior (P 0,01) na dieta III quando comparada com as dietas I e II. As sobras foram menores nas dietas II e III (P 0,05) quando comparada à dieta I. O consumo de matéria orgânica (MO), proteína bruta (PB) e extrato estéreo (EE) foram superiores na dieta III, porém a ingestão de NDF e ADF foi maior na dieta I (P 0,05). Na dieta III foi observada uma maior frequência de fêmeas montadas (P 0,05). A taxa de prolificidade e gemelaridade foi maior em ovelhas da dieta II (P 0,05). Verificou-se um maior peso ao nascimento de cordeiros (P 0,05) na dieta III. Os níveis de progesterona medidos após o acasalamento foram afetados pelas dietas II e III (P 0,05). Em conclusão, a suplementação de ovelhas com nível intermediário de proteína melhora sua resposta reprodutiva.(AU)


Assuntos
Animais , Reprodução , Ovinos/fisiologia , Dieta/veterinária , Sincronização do Estro , Suplementos Nutricionais , Ligação do Par , Técnicas Reprodutivas/veterinária , Proteínas Alimentares/uso terapêutico , Progesterona/análise , Pesos e Medidas Corporais/veterinária
2.
Ciênc. anim. bras. (Impr.) ; 16(1): 24-36, Jan-Mar. 2015. tab, graf
Artigo em Português | VETINDEX | ID: biblio-1473365

Resumo

This study evaluated the effect of food supplements with different levels of protein on reproductive and metabolic response of ewes during the mating period. Forty-one ewes were supplemented during 43 days with amount protein to meet 1.0  (diet I; n = 14), 1.7 (diet II; n = 13) and 2.1 (diet III; n = 14) times the maintenance requirements. Dry matter (DM) intake was higher (P 0.01) in diet III when compared to diets I and II. Orts were lesser in diets II and III (P 0.05) when compared to diet I. Intake of organic matter (OM), crude protein (CP) and ether extract (EE) was higher in diet III (P 0.05), but NDF and ADF intake was superior in diet I (P 0.05). In diet III, a higher frequency of female mated was observed (P 0.05). The prolificity and twinning rate was higher in ewes of diet II (P 0.05). Greater birth weight of lambs (P 0.05) was verified in diet III. The progesterone levels were affected by diets II and III (P 0.05). In conclusion, the supplementation of ewes with intermediate level of protein improves their reproductive response.


Este estudo avaliou o efeito de suplementos alimentares com diferentes níveis de proteína sobre a resposta reprodutiva e metabólica de ovelhas durante o período de monta. Quarenta e uma ovelhas foram suplementadas durante 43 dias com proteína em quantidade para satisfazer 1,0 (dieta I; n = 14), 1,7 (dieta II; n = 13) e 2,1 (dieta III; n = 14) vezes as exigências de manutenção. O consumo de matéria seca (MS) foi superior (P 0,01) na dieta III quando comparada com as dietas I e II. As sobras foram menores nas dietas II e III (P 0,05) quando comparada à dieta I. O consumo de matéria orgânica (MO), proteína bruta (PB) e extrato estéreo (EE) foram superiores na dieta III, porém a ingestão de NDF e ADF foi maior na dieta I (P 0,05). Na dieta III foi observada uma maior frequência de fêmeas montadas (P 0,05). A taxa de prolificidade e gemelaridade foi maior em ovelhas da dieta II (P 0,05). Verificou-se um maior peso ao nascimento de cordeiros (P 0,05) na dieta III. Os níveis de progesterona medidos após o acasalamento foram afetados pelas dietas II e III (P 0,05). Em conclusão, a suplementação de ovelhas com nível intermediário de proteína melhora sua resposta reprodutiva.


Assuntos
Animais , Dieta/veterinária , Ovinos/fisiologia , Reprodução , Sincronização do Estro , Suplementos Nutricionais , Ligação do Par , Pesos e Medidas Corporais/veterinária , Progesterona/análise , Proteínas Alimentares/uso terapêutico , Técnicas Reprodutivas/veterinária
3.
Ci. Anim. bras. ; 16(1)2015.
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-745063

Resumo

This study evaluated the effect of food supplements with different levels of protein on reproductive and metabolic response of ewes during the mating period. Forty-one ewes were supplemented during 43 days with amount protein to meet 1.0 (diet I; n = 14), 1.7 (diet II; n = 13) and 2.1 (diet III; n = 14) times the maintenance requirements. Dry matter (DM) intake was higher (P 0.01) in diet III when compared to diets I and II. Orts were lesser in diets II and III (P 0.05) when compared to diet I. Intake of organic matter (OM), crude protein (CP) and ether extract (EE) was higher in diet III (P 0.05), but NDF and ADF intake was superior in diet I (P 0.05). In diet III, a higher frequency of female mated was observed (P 0.05). The prolificity and twinning rate was higher in ewes of diet II (P 0.05). Greater birth weight of lambs (P 0.05) was verified in diet III. The progesterone levels were affected by diets II and III (P 0.05). In conclusion, the supplementation of ewes with intermediate level of protein improves their reproductive response.


Este estudo avaliou o efeito de suplementos alimentares com diferentes níveis de proteína sobre a resposta reprodutiva e metabólica de ovelhas durante o período de monta. Quarenta e uma ovelhas foram suplementadas durante 43 dias com proteína em quantidade para satisfazer 1,0 (dieta I; n = 14), 1,7 (dieta II; n = 13) e 2,1 (dieta III; n = 14) vezes as exigências de manutenção. O consumo de matéria seca (MS) foi superior (P 0,01) na dieta III quando comparada com as dietas I e II. As sobras foram menores nas dietas II e III (P 0,05) quando comparada à dieta I. O consumo de matéria orgânica (MO), proteína bruta (PB) e extrato estéreo (EE) foram superiores na dieta III, porém a ingestão de NDF e ADF foi maior na dieta I (P 0,05). Na dieta III foi observada uma maior frequência de fêmeas montadas (P 0,05). A taxa de prolificidade e gemelaridade foi maior em ovelhas da dieta II (P 0,05). Verificou-se um maior peso ao nascimento de cordeiros (P 0,05) na dieta III. Os níveis de progesterona medidos após o acasalamento foram afetados pelas dietas II e III (P 0,05). Em conclusão, a suplementação de ovelhas com nível intermediário de proteína melhora sua resposta reprodutiva.

4.
Semina Ci. agr. ; 36(1): 203-216, Jan.-Fev. 2015. tab, graf
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-760139

Resumo

O objetivo do presente estudo foi avaliar o efeito da substituição total do farelo de soja por farelo de mamona detoxificado ou não sobre a resposta à sincronização do estro, taxa de concepção, desenvolvimento fetal inicial, presença de IgG e resposta metabólica-hormonal. Sessenta cabras mestiças foram alimentadas sem farelo de mamona (SFM), com farelo de mamona detoxificado (FMD) e com farelo de mamona (FM) durante a gestação inicial. Todos os animais tiveram o estro sincronizado e depois foram acasaladas por monta natural. A partir do 25º dia após a monta, foi determinado o número de fetos e realizado o acompanhado do desenvolvimento dos mesmos por ultrassonografia até os 60 dias de gestação. Foi avaliado o perfil de progesterona (P4), os níveis de metabólitos e a resposta imunológica. A partir do 15º dia de alimentação a imunoglobulina G (IgG) foi marcada através da técnica de Western Blotting, apenas em animais que receberam farelo de mamona não detoxificado. Não houve efeito (p>0,05) do tipo de dieta sobre a resposta à sincronização do estro, níveis plasmáticos de P4, taxa de gestação e desenvolvimento embrionário/fetal. Em cabras gestantes, observou-se um efeito da dieta (p 0,001) sobre os níveis plasmáticos de uréia em animais de gestação múltipla, de gama-glutamil transferase (GGT) em gestação simples e de lactato desidrogenase (LDH) em ambos os tipos de gestação.(AU)


The aim of the present study was to evaluate the effects of the total substitution of soybean meal with castor meal, detoxified or non-detoxified, on the response to estrous synchronization, conception rate, early fetal development, presence of IgG, and metabolic-hormonal response. Sixty mixed goats were fed diets without castor meal (WCM), with detoxified castor meal (DCM), and with castor meal (CM) during early pregnancy. The goats had their estrous synchronized and were then submitted to the mating season. The number of fetuses was determined by ultrasonography after 25 days of mating and their development was followed until 60 days of gestation. Plasma levels of progesterone (P4), liver enzymes, and urea were determined along with the evaluation of the immunological response. After 15 days of experimental feeding, immunoglobulin G (IgG) was detected by western blotting only in goats that received non-detoxified castor meal. There was no effect (p > 0.05) of type of diet on response to estrous synchronization, plasma P4 levels, conception rate, or embryonic/fetal development. In pregnant goats, there was an effect of diet (p 0.001) on plasma urea levels in multiple-birth pregnancy, gamma-glutamyltransferase (GGT) in single-birth pregnancy, and lactate dehydrogenase (LDH) in both types of pregnancy. In non-pregnant goats, there were increased urea levels in all types of diet were higher in non-pregnant goats than pregnant goats. In conclusion, it can be inferred that the inclusion of 15% castor meal, whether or not it is detoxified, to the diet of goats does not affect the reproductive performance, embryonic and early fetal development, or blood metabolites.(AU)


Assuntos
Animais , Feminino , Ricina , Cabras/metabolismo , Prenhez/imunologia , Prenhez/metabolismo , Desenvolvimento Fetal , Ração Animal
5.
Semina Ci. agr. ; 36(4): 2619-2632, jul.-ago. 2015. tab, graf
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-30313

Resumo

The present study evaluates the use of dried carnauba wax palm fruit in 28 postpartum goats fed diets containing Bermudagrass hay and either corn (WCWP) or carnauba-based (CWP) concentrated feed. Estrus synchronization was performed 90 days postpartum, and the goats were mated. In the CWP group, compared to the WCWP group, the daily dry matter intake was significantly reduced (646.48 ± 11.03 g vs. 739.29 ± 3.24 g, respectively; P 0.01). The time to the first functional corpus luteum was similar between the groups, occurring a mean 66 days postpartum. During estrus synchronization, the CWP group had a decreased sternal subcutaneous adipose tissue thickness when compared to the WCWP group (11.93 ± 0.45 mm vs. 13.69 ± 0.57 mm, respectively; P 0.05) and a lower pregnancy rate (86.67% vs. 46.15%, respectively; P 0.02). The embryonic vesicle and crown-rump length growth rates, and the biparietal, thoracic, and abdominal diameters at 45 days of pregnancy were within normal range for goats in both groups. Litter size at birth was similar between the groups at a mean 1.39 ± 0.11. In conclusion, the substitution of corn with dehydrated carnauba wax palm fruit in concentrated feed for postpartum goats showed no positive effects. Reduced feed intake in the does consuming the carnauba diet caused decreased body reserves, which probably resulted in a decreased pregnancy rate...(AU)


O presente estudo avaliou o uso do fruto da carnaubeira desidratado em 28 cabras no período pós-parto alimentadas com dieta contendo feno de Tifton e concentrado comercial a base de milho (WCWP) ou com o fruto da carnaubeira (CWP). A sincronização de estro foi realizada aos 90 dias pós-parto e todas as fêmeas foram cobertas. No grupo CWP, em relação ao grupo WCWP, o consumo de matéria seca foi significativamente menor (646.48 ± 11.03 g vs. 739.29 ± 3.24 g, respectivamente; P 0.01). O tempo para o aparecimento do primeiro corpo lúteo funcional foi semelhante entre os grupos, ocorrendo em média aos 66 dias pós-parto. No momento da sincronização do estro, o grupo CWP apresentou uma menor espessura do tecido adiposo subcutâneo esternal quando comparado ao grupo WCWP (13,69 ± 0,57 mm vs. 11,93 ± 0,45 mm, respectivamente; P 0,05) e uma menor taxa de gestação (86,67% vs. 46,15%, respectivamente; P 0.02). A taxa de crescimento da vesícula embrionária e do comprimento crânio-caudal, assim como no diâmetro biparietal, torácico e abdominal aos 45 dias de gestação estavam em ambos os grupos dentro do esperado para a espécie em questão. Ao parto a prolificidade não diferiu entre os grupos, com média de 1,39 ± 0,11. Em conclusão, a substituição total do milho pelo fruto da carnaubeira no concentrado fornecido às fêmeas caprinas no período pós-parto não apresentou efeitos...(AU)


Assuntos
Animais , Cabras , Sincronização do Estro , Reprodução , Período Pós-Parto , Ração Animal
6.
Semina ciênc. agrar ; 36(1): 203-216, 2015. tab, graf
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1499841

Resumo

O objetivo do presente estudo foi avaliar o efeito da substituição total do farelo de soja por farelo de mamona detoxificado ou não sobre a resposta à sincronização do estro, taxa de concepção, desenvolvimento fetal inicial, presença de IgG e resposta metabólica-hormonal. Sessenta cabras mestiças foram alimentadas sem farelo de mamona (SFM), com farelo de mamona detoxificado (FMD) e com farelo de mamona (FM) durante a gestação inicial. Todos os animais tiveram o estro sincronizado e depois foram acasaladas por monta natural. A partir do 25º dia após a monta, foi determinado o número de fetos e realizado o acompanhado do desenvolvimento dos mesmos por ultrassonografia até os 60 dias de gestação. Foi avaliado o perfil de progesterona (P4), os níveis de metabólitos e a resposta imunológica. A partir do 15º dia de alimentação a imunoglobulina G (IgG) foi marcada através da técnica de Western Blotting, apenas em animais que receberam farelo de mamona não detoxificado. Não houve efeito (p>0,05) do tipo de dieta sobre a resposta à sincronização do estro, níveis plasmáticos de P4, taxa de gestação e desenvolvimento embrionário/fetal. Em cabras gestantes, observou-se um efeito da dieta (p 0,001) sobre os níveis plasmáticos de uréia em animais de gestação múltipla, de gama-glutamil transferase (GGT) em gestação simples e de lactato desidrogenase (LDH) em ambos os tipos de gestação.


The aim of the present study was to evaluate the effects of the total substitution of soybean meal with castor meal, detoxified or non-detoxified, on the response to estrous synchronization, conception rate, early fetal development, presence of IgG, and metabolic-hormonal response. Sixty mixed goats were fed diets without castor meal (WCM), with detoxified castor meal (DCM), and with castor meal (CM) during early pregnancy. The goats had their estrous synchronized and were then submitted to the mating season. The number of fetuses was determined by ultrasonography after 25 days of mating and their development was followed until 60 days of gestation. Plasma levels of progesterone (P4), liver enzymes, and urea were determined along with the evaluation of the immunological response. After 15 days of experimental feeding, immunoglobulin G (IgG) was detected by western blotting only in goats that received non-detoxified castor meal. There was no effect (p > 0.05) of type of diet on response to estrous synchronization, plasma P4 levels, conception rate, or embryonic/fetal development. In pregnant goats, there was an effect of diet (p 0.001) on plasma urea levels in multiple-birth pregnancy, gamma-glutamyltransferase (GGT) in single-birth pregnancy, and lactate dehydrogenase (LDH) in both types of pregnancy. In non-pregnant goats, there were increased urea levels in all types of diet were higher in non-pregnant goats than pregnant goats. In conclusion, it can be inferred that the inclusion of 15% castor meal, whether or not it is detoxified, to the diet of goats does not affect the reproductive performance, embryonic and early fetal development, or blood metabolites.


Assuntos
Feminino , Animais , Cabras/metabolismo , Prenhez/imunologia , Prenhez/metabolismo , Ricina , Desenvolvimento Fetal , Ração Animal
7.
Semina ciênc. agrar ; 36(4): 2619-2632, 2015. tab, graf
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1500068

Resumo

The present study evaluates the use of dried carnauba wax palm fruit in 28 postpartum goats fed diets containing Bermudagrass hay and either corn (WCWP) or carnauba-based (CWP) concentrated feed. Estrus synchronization was performed 90 days postpartum, and the goats were mated. In the CWP group, compared to the WCWP group, the daily dry matter intake was significantly reduced (646.48 ± 11.03 g vs. 739.29 ± 3.24 g, respectively; P 0.01). The time to the first functional corpus luteum was similar between the groups, occurring a mean 66 days postpartum. During estrus synchronization, the CWP group had a decreased sternal subcutaneous adipose tissue thickness when compared to the WCWP group (11.93 ± 0.45 mm vs. 13.69 ± 0.57 mm, respectively; P 0.05) and a lower pregnancy rate (86.67% vs. 46.15%, respectively; P 0.02). The embryonic vesicle and crown-rump length growth rates, and the biparietal, thoracic, and abdominal diameters at 45 days of pregnancy were within normal range for goats in both groups. Litter size at birth was similar between the groups at a mean 1.39 ± 0.11. In conclusion, the substitution of corn with dehydrated carnauba wax palm fruit in concentrated feed for postpartum goats showed no positive effects. Reduced feed intake in the does consuming the carnauba diet caused decreased body reserves, which probably resulted in a decreased pregnancy rate...


O presente estudo avaliou o uso do fruto da carnaubeira desidratado em 28 cabras no período pós-parto alimentadas com dieta contendo feno de Tifton e concentrado comercial a base de milho (WCWP) ou com o fruto da carnaubeira (CWP). A sincronização de estro foi realizada aos 90 dias pós-parto e todas as fêmeas foram cobertas. No grupo CWP, em relação ao grupo WCWP, o consumo de matéria seca foi significativamente menor (646.48 ± 11.03 g vs. 739.29 ± 3.24 g, respectivamente; P 0.01). O tempo para o aparecimento do primeiro corpo lúteo funcional foi semelhante entre os grupos, ocorrendo em média aos 66 dias pós-parto. No momento da sincronização do estro, o grupo CWP apresentou uma menor espessura do tecido adiposo subcutâneo esternal quando comparado ao grupo WCWP (13,69 ± 0,57 mm vs. 11,93 ± 0,45 mm, respectivamente; P 0,05) e uma menor taxa de gestação (86,67% vs. 46,15%, respectivamente; P 0.02). A taxa de crescimento da vesícula embrionária e do comprimento crânio-caudal, assim como no diâmetro biparietal, torácico e abdominal aos 45 dias de gestação estavam em ambos os grupos dentro do esperado para a espécie em questão. Ao parto a prolificidade não diferiu entre os grupos, com média de 1,39 ± 0,11. Em conclusão, a substituição total do milho pelo fruto da carnaubeira no concentrado fornecido às fêmeas caprinas no período pós-parto não apresentou efeitos...


Assuntos
Animais , Cabras , Período Pós-Parto , Ração Animal , Reprodução , Sincronização do Estro
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA