Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 3 de 3
Filtrar
Mais filtros

Base de dados
Ano de publicação
Tipo de documento
Intervalo de ano de publicação
1.
Ciênc. anim. bras. (Impr.) ; 24: 74483, 2023. tab, graf
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1439864

Resumo

The objective of this work was to evaluate several attempts to knock down neats and to correlate the success obtained with actions performed by the horse/rider sets through an analysis of public domain videos of vaquejadas. Approximately 300 videos were considered, and the groups were evaluated according to the competition category, that is, amateur/aspirant and professional, and the animals used in the test, that is, pulling or tracking of the neat. It was found that for the pull set in the professional competition category, only the characteristics of directing the cow on the track, and the guiding behavior and positioning in the pull were significant (p<0.01), while for the amateur/aspirant category, the characteristics of remaining in the pull after falling of the cattle and of the behavior at the gate had an effect (p<0.01). The characteristic of remaining in the pull after the fall of the neats, in the category of professional pulling athletes, exists in greater prevalence during the competition with 85.3%, while the characteristic of directing the neat to the side of the track is performed by 87.6% of the competitors. For the set used to track the cattle, the values of the dimensions 1 and 2 were 96.56% and 3.43%, respectively, which is 99.9% of the total variance of the data based on those selected for the final result of "earn the ox". The use of multiple diversity analysis in this study of variables associated with the vaquejada set proved to be quite advantageous, and there was not much variation in the elements obtained with a greater weight in the determination of the final result.(AU)


Objetivou-se com este trabalho avaliar por meio de análise de vídeos de domínio público de competições de vaquejadas, diversas tentativas de derrubada de rezes e correlacionar o êxito obtido com ações desempenhadas pelos conjuntos cavalo/ cavaleiro. Foram considerados aproximadamente 300 vídeos, sendo os grupos avaliados quanto à categoria de competição, Amador/Aspirante e Profissional, e aos animais utilizados na prova, Puxar ou Esteirar a rês. Verificou-se que para o conjunto de puxar, da categoria profissional de competição, apenas as características de direcionamento da rês na pista, comportamento na condução e posicionamento na puxada foram significativos (p<0,01), enquanto para a categoria amador/ aspirante houve efeito (p<0,01) para a característica de permanecer ou não na puxada após queda da rês e para o comportamento na porteira. A característica, permanecer na puxada após a queda da rês, na categoria de atletas puxadores profissionais, existe em maior prevalência em ações durante a prova com 85,3% dos casos, enquanto a característica de direcionar a rês para a lateral da pista é realizada por 87,6% dos competidores. Para o conjunto utilizado para esteirar a rês, os valores das dimensões 1 e 2 foram de 96,56% e 3,43%, respectivamente, totalizando 99,9% da variância total dos dados com base nos critérios selecionados para o resultado final de "Valeu o boi". O uso da análise de correspondência múltipla no estudo de variáveis associadas ao sucesso em competições de vaquejada mostrou-se bastante eficaz, no que tange a diminuição do universo de elementos com maior peso de determinação no resultado final obtido.(AU)


Assuntos
Animais , Atletismo/fisiologia , Esforço Físico/fisiologia , Cavalos , Comportamento Animal
2.
Ciênc. vet. tróp ; 19(2, supl): 18-18, mai.-ago. 2016.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: biblio-1480747

Resumo

Os Porquinhos da Índia (Cavia porcellus) pertencem a classe Mammalia, ordem Rodentia, sendo criados com as finalidades de produção de carne, criação para uso como cobaias em pesquisas científicas e como animais de companhia (pet). A ovário- -histerectomia é pouco relatada na espécie, mas é indicada para controle populacional e em enfermidades obstétricas como aborto, hemorragia uterina, piometra e maceração fetal. Foi recebido no Laboratório de Inovação em Cirurgia, Hemoterapia e Terapias Celulares Veterinárias da UFAL (LABINOVET- UFAL) um roedor da espécie Cavia porcellus, fêmea, branca, com 6 meses de idade, de companhia (pet) e massa corporal de 470 gramas com queixa clínica era de sangramento vaginal e apatia há três dias, sendo que foi levada ao medico veterinário e ao exame radiológico apresentou imagem sugestiva de prenhez com dois fetos, sendo aplicado vitamina K. Há 24 horas havia abortado um feto e uma massa dismorfa, continuando com sangramento até o momento do exame clínico, quando apresentou FC 210 bpm, FR 68 mpm, temperatura de 37,1 °C e muita dor à palpação abdominal. A opção terapêutica foi a anestesia dissociativa de urgência e ovário-histerectomia (OVH), não sendo realizado hemograma pré-cirúrgico pela dificuldade de coleta na espécie, estresse animal e possível anemia devido ao sangramento (evitando retirada de mais sangue). Foi realizado indução anestésica com atropina (0,05 mg/kg), Midazolam (2 mg/kg) e Cetamina ( 100 mg/kg) na mesma seringa por via intramuscular. A celiotomia foi retro-umbilical, com ovários-histerectomia realizada por laqueadura simples dos vasos ovarianos, rafia uterina com padrão Parker-Kerr, fechamento de muscular padrão Sultan, Cushing no subcutâneo e isolado simples na pele, todos utilizando fios poliglactina 910 4,0. A cirurgia durou 28 minutos, sem complicações cirúrgicas, porém com as intercorrências anestésicas de bradipnéia (20 mpm) e hipotermia (32,7°C) no pós-cirúrgico imediato, com o animal despertando em 5 horas após a cirurgia, necessitando de cuidados de aquecimento, monitoração fisiológica e fuidoterapia com ringer lactato morno por via subcutânea ( 80 mL /kg em duas aplicações), associando: 10 mg/kg de enrofloxacina, 100 mg/kg de ácido tra- nexâmico, 20 mg/kg de aminofilina e 3 mg/kg de cetoprofeno. No pós-cirúrgico foi utilizado enrofloxacina (10 mg/kg/a cada 12 horas/ 5 dias) e cetoprofeno ( 3 mg/kg/24 h/3 dias) por via oral, além de curativo com clorexidine 1%. A OVH éi exequível em animal da espécie Cavia porcellus utilizando anestesia dissociativa, porém são necessárias monitoração rigorosa e intervenções promotoras de homeostase na recuperação anestésica, devido aos riscos de hipotermia e bradipnéia.


Assuntos
Feminino , Animais , Cobaias/anatomia & histologia , Cobaias/fisiologia , Histerectomia/veterinária , Obstetrícia , Ovário
3.
Ciênc. vet. tróp ; 19(2, supl): 26-26, mai.-ago. 2016.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: biblio-1480755

Resumo

As afecções dentárias são de alta incidência em equinos, muitas vezes evoluindo para os alvéolos dentários causando periostites e sinusites. Quando afetam molares e pré-molares a exodontia faz-se imprescindível, sendo que duas técnicas mais citadas: trepanação óssea e repulsão de molares sob anestesia geral e extração intraoral sob neuroleptoanalgesia. Uma égua de 18 anos, raça Campolina, com sinais clínicos de inapetência e perda de peso foi atendida no ambulatório do GRUPEQUI-UFAL. Ao exame radiográfico lateral obliquo, apresentou imagens sugestivas de reabsorção do dente 109 e alvéolo-periostite do 108, além de área de radiopacidade sobre as raízes, confirmando diagnóstico de sinusite secundária. A opção cirúrgica foi a trepanação óssea e repulsão de molares sob neuroleptoanalgesia, em posição quadrupedal, pouco citada na literatura. A sedação foi realizada com detomidina (0,6 ucg/kg/IV), o bloqueio anestésico foi efetuado de maneira local subcutânea na linha de incisão e perineural infiltrativa no nervo maxilar, com Lidocaina 2% sem vasoconstritor, com volumes respectivos de 10 e 20 mL. Para o bloqueio do nervo maxilar, foi utilizada a técnica de acesso ventral ao processo zigomático e dorsal aos vasos faciais transversos. Conseguiu-se a extração dos dentes 108 e 109 em 45 minutos. Após a extração, inseriu-se uma sonda de Foley, para limpeza e drenagem nos primeiros 4 dias pós-operatório. A sutura foi de Cushing no espaço subcutâneo com Poliglactina 910 nº0 e interrompida simples com Nylon n°0 na pele. O pós cirúrgico foi de rotina com Penicilina benzatina (40000 UI/Kg/IMq48 horas/3 aplicações), Metronidazol (10 mg/kg/V0/12hs/5 dias) e Flunixin Meglumine intramuscular (1,1 mg Kg/IM/24 hs/5 dias). As lavagens da boca com mangueira foram realizadas quatro vezes por dia, após as alimentações, além de utilização de Líquido de Dakin no alvéolo periostal. Os curativos externos eram realizados com povidine e spray repelente. Os pontos foram retirados com 15 dias. A trepanação óssea e extração de molares com o animal sob neuroleptoanalgesia, utilizando detomidina e bloqueio perineural maxilar, apresentou-se como técnica satisfatória para a extração de molares em equinos idosos.


Assuntos
Animais , Analgesia/veterinária , Cavalos/anatomia & histologia , Dente Molar , Extração Dentária/veterinária , Neuroleptanalgesia
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA