Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 6 de 6
Filtrar
Mais filtros

Ano de publicação
Tipo de documento
Intervalo de ano de publicação
1.
Arq. bras. med. vet. zootec. (Online) ; 70(2): 554-562, mar.-abr. 2018. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-910710

Resumo

The objective of this study was to evaluate the effects of Brachiaria brizantha cv. Marandu syn. Urochloa brizantha cv. Marandu (Marandu palisadegrass) in late winter on pasture structure, apparent selectivity, and sheep production during spring and early summer. The conditions of deferred pastures at the end of winter were: low (15.1cm and 4600kg/ha of DM), medium (23.2cm and 5940kg/ha of DM), high (31.4cm and 7640kg/ha of DM) and high/mowed (31.3cm and 7200kg/ha of DM, mowed to 8cm). The experiment was conducted in split plot design (sward conditions at the end of winter: low, medium, tall and tall/lowered) during time (early, middle and late spring/summer) and completely randomized design with three replications. The percentages of live leaf laminae in available forage and in simulated grazing samples were higher in tall/lowered sward and lower in high sward, oppositely to percentage of dead tissue. Only at the beginning of the grazing period the high/lowered sward had lower forage mass and bulk density. This remained high in high sward during all the grazing period. The sheep performance and the animal production per area were higher in low sward and lower in tall swards. The low sward has better structure and higher sheep production starting at spring. The lower of the marandu palisade grass at late winter improves this structure and increases sheep production during spring and early summer.(AU)


Objetivou-se avaliar os efeitos da condição do pasto diferido de Brachiaria brizantha cv. Marandu syn. Urochloa brizantha cv. Marandu (capim-marandu) no fim do inverno sobre a estrutura do pasto, a seletividade aparente e a produção de ovinos durante a primavera e o início do verão. As condições dos pastos diferidos no fim do inverno foram: baixo (15,1cm e 4.600kg/ha de MS), médio (23,2cm e 5.940kg/ha de MS), alto (31,4cm e 7.640kg/ha de MS) e alto/roçado (31,3cm e 7.200kg/ha de MS, rebaixado para 8cm). O experimento foi conduzido em esquema de parcela (condições dos pastos ao fim do inverno: baixo, médio, alto e alto/roçado) subdividida no tempo (início, meio e fim da primavera/verão) e delineamento inteiramente ao acaso, com três repetições. Os percentuais de lâmina foliar viva na forragem disponível e na amostra de simulação de pastejo foram maiores no pasto alto/roçado e menores no pasto alto, contrariamente ao percentual de tecido morto. Apenas no início do período de pastejo, o pasto alto/roçado apresentou menores massa e densidade volumétrica de forragem. Esta se manteve alta no pasto alto durante todo o período de pastejo. No início do período de pastejo, os pastos apresentaram pior composição morfológica na FD. O desempenho dos ovinos e a produção animal por área foram maiores no pasto baixo e menores no pasto alto. O pasto baixo, no fim do inverno, apresenta melhor estrutura e maior produção de ovinos a partir da primavera. A roçada do pasto de capim-marandu no fim do inverno melhora sua estrutura e aumenta a produção animal durante a primavera e o início do verão.(AU)


Assuntos
Animais , Pastagens/análise , Ovinos/metabolismo , Brachiaria
2.
Arq. bras. med. vet. zootec. (Online) ; 70(2): 554-562, mar.-abr. 2018. tab, graf
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-19136

Resumo

The objective of this study was to evaluate the effects of Brachiaria brizantha cv. Marandu syn. Urochloa brizantha cv. Marandu (Marandu palisadegrass) in late winter on pasture structure, apparent selectivity, and sheep production during spring and early summer. The conditions of deferred pastures at the end of winter were: low (15.1cm and 4600kg/ha of DM), medium (23.2cm and 5940kg/ha of DM), high (31.4cm and 7640kg/ha of DM) and high/mowed (31.3cm and 7200kg/ha of DM, mowed to 8cm). The experiment was conducted in split plot design (sward conditions at the end of winter: low, medium, tall and tall/lowered) during time (early, middle and late spring/summer) and completely randomized design with three replications. The percentages of live leaf laminae in available forage and in simulated grazing samples were higher in tall/lowered sward and lower in high sward, oppositely to percentage of dead tissue. Only at the beginning of the grazing period the high/lowered sward had lower forage mass and bulk density. This remained high in high sward during all the grazing period. The sheep performance and the animal production per area were higher in low sward and lower in tall swards. The low sward has better structure and higher sheep production starting at spring. The lower of the marandu palisade grass at late winter improves this structure and increases sheep production during spring and early summer.(AU)


Objetivou-se avaliar os efeitos da condição do pasto diferido de Brachiaria brizantha cv. Marandu syn. Urochloa brizantha cv. Marandu (capim-marandu) no fim do inverno sobre a estrutura do pasto, a seletividade aparente e a produção de ovinos durante a primavera e o início do verão. As condições dos pastos diferidos no fim do inverno foram: baixo (15,1cm e 4.600kg/ha de MS), médio (23,2cm e 5.940kg/ha de MS), alto (31,4cm e 7.640kg/ha de MS) e alto/roçado (31,3cm e 7.200kg/ha de MS, rebaixado para 8cm). O experimento foi conduzido em esquema de parcela (condições dos pastos ao fim do inverno: baixo, médio, alto e alto/roçado) subdividida no tempo (início, meio e fim da primavera/verão) e delineamento inteiramente ao acaso, com três repetições. Os percentuais de lâmina foliar viva na forragem disponível e na amostra de simulação de pastejo foram maiores no pasto alto/roçado e menores no pasto alto, contrariamente ao percentual de tecido morto. Apenas no início do período de pastejo, o pasto alto/roçado apresentou menores massa e densidade volumétrica de forragem. Esta se manteve alta no pasto alto durante todo o período de pastejo. No início do período de pastejo, os pastos apresentaram pior composição morfológica na FD. O desempenho dos ovinos e a produção animal por área foram maiores no pasto baixo e menores no pasto alto. O pasto baixo, no fim do inverno, apresenta melhor estrutura e maior produção de ovinos a partir da primavera. A roçada do pasto de capim-marandu no fim do inverno melhora sua estrutura e aumenta a produção animal durante a primavera e o início do verão.(AU)


Assuntos
Animais , Ovinos/metabolismo , Pastagens/análise , Brachiaria
3.
Arq. bras. med. vet. zootec. (Online) ; 68(6): 1655-1663, nov.-dez. 2016. tab, graf
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-17176

Resumo

Objetivou-se compreender o efeito do período de diferimento sobre a seletividade aparente de bovinos pelos componentes morfológicos e de valor nutritivo do pasto de Brachiaria decumbens cv. Basilisk. Adotaram-se o esquema de parcela subdividida e o delineamento em blocos ao acaso com duas repetições. Foram estudados quatro períodos de diferimento (73, 103, 131 e 163 dias) e duas amostras de forragem (disponível na pastagem (DP) e obtida pela simulação de pastejo (SP)). As percentagens de lâmina foliar viva (LFV), matéria seca potencialmente digestível (MSPD) e proteína bruta (PB) foram maiores na amostra de SP, quando esta foi comparada à forragem DP. Padrão de resposta contrário ocorreu com os percentuais de colmo vivo (CV), colmo morto (CM) e fibra em detergente neutro (FDN). De modo geral, o maior período de diferimento resultou em pior composição morfológica e valor nutritivo das forragens. Os índices de seletividade aparente (ISA) da LFV, do CV e da lâmina foliar morta (LFM) aumentaram linearmente com o período de diferimento. O ISA do CM apresentou maiores valores em pastos sob períodos intermediários de diferimento. Com o aumento do período de diferimento, os ISA da FDN e da MSPD permaneceram constantes, os ISP da FDN potencialmente digestível e da PB reduziram linearmente, e o ISP da FDN indigestível incrementou de maneira linear. O ISA permite a compreensão da seletividade dos componentes morfológicos e das entidades nutricionais do pasto pelos bovinos. A redução do período de diferimento melhora a estrutura do pasto e otimiza a seletividade dos bovinos.(AU)


The experiment was carried out aiming to understand the effect of deferring period on morphology and nutritive value of Brachiaria decumbens cv. Basilisk pasture and on hand-plucking sample with cattle. Subdivided plots were used according to a randomized block design with two replicates. Four deferring periods (73, 103, 131 and 163 days) and two forage samples (available in pasture (AP) and obtained by hand-plucking (HP)) were studied. The live leaf laminae (LLL), potentially digestible dry matter (PDDM) and crude protein (CP) percentages were higher in HP samples, when compared to AP forage. The opposite response pattern occurred for live stem (LS), dead stem (DS) and neutral detergent fiber (NDF) percentages. In general, the longest deferring period resulted in a worse morphological composition and nutritive value of forages. The potential selectivity index (PSI) of LLL, LS and dead leaf lamina (DLL) increased linearly with deferring period. The PSI of DS was highest in grasslands under interim deferring periods. With increase in deferring period, the PSI of the NDF and PDDM remained constant, the PSI of potentially digestible NDF and CP decreased linearly and the PSI of indigestible NDF increased linearly. The PSI allows the understanding of selectivity of morphological components and nutritional entities for cattle grazing. The deferring period reduction improves the sward structure and optimizes the cattle selectivity.(AU)


Assuntos
Animais , Bovinos , Comportamento Alimentar , Brachiaria , Pastagens , Valor Nutritivo
4.
Arq. bras. med. vet. zootec ; 68(6): 1655-1663, nov.-dez. 2016. tab, graf
Artigo em Português | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-827916

Resumo

Objetivou-se compreender o efeito do período de diferimento sobre a seletividade aparente de bovinos pelos componentes morfológicos e de valor nutritivo do pasto de Brachiaria decumbens cv. Basilisk. Adotaram-se o esquema de parcela subdividida e o delineamento em blocos ao acaso com duas repetições. Foram estudados quatro períodos de diferimento (73, 103, 131 e 163 dias) e duas amostras de forragem (disponível na pastagem (DP) e obtida pela simulação de pastejo (SP)). As percentagens de lâmina foliar viva (LFV), matéria seca potencialmente digestível (MSPD) e proteína bruta (PB) foram maiores na amostra de SP, quando esta foi comparada à forragem DP. Padrão de resposta contrário ocorreu com os percentuais de colmo vivo (CV), colmo morto (CM) e fibra em detergente neutro (FDN). De modo geral, o maior período de diferimento resultou em pior composição morfológica e valor nutritivo das forragens. Os índices de seletividade aparente (ISA) da LFV, do CV e da lâmina foliar morta (LFM) aumentaram linearmente com o período de diferimento. O ISA do CM apresentou maiores valores em pastos sob períodos intermediários de diferimento. Com o aumento do período de diferimento, os ISA da FDN e da MSPD permaneceram constantes, os ISP da FDN potencialmente digestível e da PB reduziram linearmente, e o ISP da FDN indigestível incrementou de maneira linear. O ISA permite a compreensão da seletividade dos componentes morfológicos e das entidades nutricionais do pasto pelos bovinos. A redução do período de diferimento melhora a estrutura do pasto e otimiza a seletividade dos bovinos.(AU)


The experiment was carried out aiming to understand the effect of deferring period on morphology and nutritive value of Brachiaria decumbens cv. Basilisk pasture and on hand-plucking sample with cattle. Subdivided plots were used according to a randomized block design with two replicates. Four deferring periods (73, 103, 131 and 163 days) and two forage samples (available in pasture (AP) and obtained by hand-plucking (HP)) were studied. The live leaf laminae (LLL), potentially digestible dry matter (PDDM) and crude protein (CP) percentages were higher in HP samples, when compared to AP forage. The opposite response pattern occurred for live stem (LS), dead stem (DS) and neutral detergent fiber (NDF) percentages. In general, the longest deferring period resulted in a worse morphological composition and nutritive value of forages. The potential selectivity index (PSI) of LLL, LS and dead leaf lamina (DLL) increased linearly with deferring period. The PSI of DS was highest in grasslands under interim deferring periods. With increase in deferring period, the PSI of the NDF and PDDM remained constant, the PSI of potentially digestible NDF and CP decreased linearly and the PSI of indigestible NDF increased linearly. The PSI allows the understanding of selectivity of morphological components and nutritional entities for cattle grazing. The deferring period reduction improves the sward structure and optimizes the cattle selectivity.(AU)


Assuntos
Animais , Bovinos , Brachiaria , Comportamento Alimentar , Valor Nutritivo , Pastagens
5.
Bol. ind. anim. (Impr.) ; 73(3): 212-219, 2016.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: biblio-1466859

Resumo

Objetivou-se compreender como a estratégia de desfolhação prévia ao período de diferimento modifica a estrutura da Brachiaria brizantha cv. Marandu (capim marandu) no início do diferimento. Três estratégias de desfolhação avaliadas foram 15/15 cm: dossel com 15 cm nos três meses antecedentes ao diferimento; 30/15 cm: dossel com 30 cm nos três meses prévios e rebaixado para 15 cm no início do diferimento; 45/15 cm: dossel com 45 cm nos três meses prévios e rebaixado para 15 cm no início do diferimento. O delineamento inteiramente casualizado, com quatro repetições foi utilizado. Em comparação aos dosséis com 30/15 cm e 45/15 cm, o dossel com 15/15 cm apresentou maior (P<0,0001) número de perfilho, sobretudo perfilhos com meristema apical (P=0,0004) após o corte, bem como superior massa de forragem (P=0,0071), porcentagem de lâmina foliar viva (P=0,0005), altura da planta estendida (P=0,0304), índice de horizontalidade (P=0,0110) e índice de área foliar remanescente (P<0,0001) após o corte para 15 cm. Por sua vez, os dosséis mais altos (30/15 cm e 45/15 cm) apresentaram maior peso dos perfilhos (P=0,0399), percentual de colmos vivos (P<0,0001), colmos mortos (P=0,0049) e lâminas foliares mortas (P<0,0077), e massa de serrapilheira (P=0,0028) após o corte. A manutenção do capim marandu com 15 cm por três meses antes do diferimento promove maior índice de área foliar e número de perfilhos com meristema apical no dossel forrageiro, características que podem contribuir para aumentar o crescimento da planta durante o período de diferimento...


The objective of this study was to understand how the strategy of defoliation prior to deferred grazing modifies the structure of Brachiaria brizantha cv. marandu (marandu grass) at the beginning of deferment. The following three defoliation strategies wer e evaluated: 15/15 cm – canopy height of 15 cm in the three months prior to deferment; 30/15 cm – canopy height of 30 cm in the preceding three months and defoliation to 15 cm at the beginning of deferment; 45/15 cm – canopy height of 45 cm in the three preceding months and defoliation to 15 cm at the beginning of deferment. A complete randomized design with four replications was used. When compared to the 30/15 and 45/15 cm canopies, the 15/15 cm canopy exhibited a larger number of tillers (P<0.0001), especially tillers with apical meristem (P=0.0004), as well as a higher forage mass (P=0.0071), percentage of leaves (P=0.0005), extended plant height (P=0.0304), horizontality index (P=0.011), and remnant leaf area index (P<0.0001) after defoliation to 15 cm. On the other hand, higher canopies (30/15 cm and 45/15 cm) had a greater tiller weight (P=0.0399), percentage of live stems (P<0.0001), dead stems (P=0.0049) and dead leaves (P<0.0077), and leaf litter mass (P=0.0028) after defoliation. The maintenance of marandu grass at 15 cm for three months before deferred grazing promotes an increase in the leaf area index and in the number of tillers with apical meristem in the forage canopy. These characteristics may contribute to increase plant growth during deferred grazin..


Assuntos
Animais , Brachiaria/classificação , Estações do Ano , Estruturas Vegetais , Plasticidade Celular , Ureia , Ração Animal
6.
B. Indústr. Anim. ; 73(3): 212-219, 2016.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-13010

Resumo

Objetivou-se compreender como a estratégia de desfolhação prévia ao período de diferimento modifica a estrutura da Brachiaria brizantha cv. Marandu (capim marandu) no início do diferimento. Três estratégias de desfolhação avaliadas foram 15/15 cm: dossel com 15 cm nos três meses antecedentes ao diferimento; 30/15 cm: dossel com 30 cm nos três meses prévios e rebaixado para 15 cm no início do diferimento; 45/15 cm: dossel com 45 cm nos três meses prévios e rebaixado para 15 cm no início do diferimento. O delineamento inteiramente casualizado, com quatro repetições foi utilizado. Em comparação aos dosséis com 30/15 cm e 45/15 cm, o dossel com 15/15 cm apresentou maior (P<0,0001) número de perfilho, sobretudo perfilhos com meristema apical (P=0,0004) após o corte, bem como superior massa de forragem (P=0,0071), porcentagem de lâmina foliar viva (P=0,0005), altura da planta estendida (P=0,0304), índice de horizontalidade (P=0,0110) e índice de área foliar remanescente (P<0,0001) após o corte para 15 cm. Por sua vez, os dosséis mais altos (30/15 cm e 45/15 cm) apresentaram maior peso dos perfilhos (P=0,0399), percentual de colmos vivos (P<0,0001), colmos mortos (P=0,0049) e lâminas foliares mortas (P<0,0077), e massa de serrapilheira (P=0,0028) após o corte. A manutenção do capim marandu com 15 cm por três meses antes do diferimento promove maior índice de área foliar e número de perfilhos com meristema apical no dossel forrageiro, características que podem contribuir para aumentar o crescimento da planta durante o período de diferimento...(AU)


The objective of this study was to understand how the strategy of defoliation prior to deferred grazing modifies the structure of Brachiaria brizantha cv. marandu (marandu grass) at the beginning of deferment. The following three defoliation strategies wer e evaluated: 15/15 cm canopy height of 15 cm in the three months prior to deferment; 30/15 cm canopy height of 30 cm in the preceding three months and defoliation to 15 cm at the beginning of deferment; 45/15 cm canopy height of 45 cm in the three preceding months and defoliation to 15 cm at the beginning of deferment. A complete randomized design with four replications was used. When compared to the 30/15 and 45/15 cm canopies, the 15/15 cm canopy exhibited a larger number of tillers (P<0.0001), especially tillers with apical meristem (P=0.0004), as well as a higher forage mass (P=0.0071), percentage of leaves (P=0.0005), extended plant height (P=0.0304), horizontality index (P=0.011), and remnant leaf area index (P<0.0001) after defoliation to 15 cm. On the other hand, higher canopies (30/15 cm and 45/15 cm) had a greater tiller weight (P=0.0399), percentage of live stems (P<0.0001), dead stems (P=0.0049) and dead leaves (P<0.0077), and leaf litter mass (P=0.0028) after defoliation. The maintenance of marandu grass at 15 cm for three months before deferred grazing promotes an increase in the leaf area index and in the number of tillers with apical meristem in the forage canopy. These characteristics may contribute to increase plant growth during deferred grazin..(AU)


Assuntos
Animais , Estruturas Vegetais , Plasticidade Celular , Brachiaria/classificação , Estações do Ano , Ureia , Ração Animal
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA