Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 3 de 3
Filtrar
Mais filtros

Base de dados
Ano de publicação
Tipo de documento
Intervalo de ano de publicação
1.
Iheringia. Sér. Zool. ; 10820181129. ilus, tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-16097

Resumo

ABSTRACT Studies on the composition of fish diet and on how species exploit food resources are especially relevant in tropical freshwater systems, where dietary plasticity is a commonly used strategy. In this study, we analysed the food spectrum and the environmental, seasonal and ontogenetic variations in the diet of a characid species [Hemigrammus marginatus Ellis, 1911 (Characidae)] in the region of the Upper Contas River, in the Diamantina Plateau, Brazil. We verified an omnivorous/invertivorous and opportunistic food habit, with predominance of insects and microcrustaceans, followed by filamentous algae. Seasonality did not alter the food resources used by the species. However, differences were detected in the dominant categories when comparing the two sampled rivers, as well as in the food consumption throughout the development of the species. These data increase the knowledge about the biology of H. marginatus and allow understanding the influence of the characteristics of the rivers and their surroundings in the trophic ecology of the species, as our findings have shown that, although insects have been expressive in both studied localities, microcrustaceans exhibit a greater relative importance in the more lentic environment, which is probably related to the variation in the availability of these resources in the environment.(AU)


RESUMO Estudos sobre a composição da dieta de peixes e de como as espécies exploram os recursos alimentares são especialmente relevantes em sistemas de água doce tropicais, onde a plasticidade alimentar é uma estratégia comumente utilizada. Neste trabalho, analisamos o espectro alimentar e as variações ambientais, sazonais e ontogenéticas na dieta de uma espécie de caracídeo [Hemigrammus marginatus Ellis, 1911 (Characidae)] na região do Alto Rio de Contas, na Chapada Diamantina, Brasil. Verificamos um hábito alimentar onívoro/invertívoro e oportunista, com predominância de insetos e microcrustáceos, seguido de algas filamentosas. A sazonalidade não alterou os recursos alimentares utilizados pela espécie. No entanto, foram detectadas diferenças nas categorias dominantes ao comparar os dois rios amostrados, bem como no consumo do alimento ao longo do desenvolvimento da espécie. Esses dados ampliam o conhecimento acerca da biologia de H. marginatus e permitem entender a influência das características dos rios e de seus entornos na ecologia trófica da espécie, visto que, embora o item insetos tenha sido expressivo em ambos os locais estudados, microcrustáceos exibiram maior importância relativa no ambiente mais lêntico, o que possivelmente está relacionado à variação na disponibilidade destes recursos no ambiente.(AU)


Assuntos
Animais , Characidae/crescimento & desenvolvimento , Ração Animal/provisão & distribuição , Cadeia Alimentar , Água Doce/análise , Água Costeira/efeitos adversos
2.
Iheringia, Sér. zool ; 108: e2018036, 2018. ilus, tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1483209

Resumo

Studies on the composition of fish diet and on how species exploit food resources are especially relevant in tropical freshwater systems, where dietary plasticity is a commonly used strategy. In this study, we analysed the food spectrum and the environmental, seasonal and ontogenetic variations in the diet of a characid species [Hemigrammus marginatus Ellis, 1911 (Characidae)] in the region of the Upper Contas River, in the Diamantina Plateau, Brazil. We verified an omnivorous/invertivorous and opportunistic food habit, with predominance of insects and microcrustaceans, followed by filamentous algae. Seasonality did not alter the food resources used by the species. However, differences were detected in the dominant categories when comparing the two sampled rivers, as well as in the food consumption throughout the development of the species. These data increase the knowledge about the biology of H. marginatus and allow understanding the influence of the characteristics of the rivers and their surroundings in the trophic ecology of the species, as our findings have shown that, although insects have been expressive in both studied localities, microcrustaceans exhibit a greater relative importance in the more lentic environment, which is probably related to the variation in the availability of these resources in the environment.


Estudos sobre a composição da dieta de peixes e de como as espécies exploram os recursos alimentares são especialmente relevantes em sistemas de água doce tropicais, onde a plasticidade alimentar é uma estratégia comumente utilizada. Neste trabalho, analisamos o espectro alimentar e as variações ambientais, sazonais e ontogenéticas na dieta de uma espécie de caracídeo [Hemigrammus marginatus Ellis, 1911 (Characidae)] na região do Alto Rio de Contas, na Chapada Diamantina, Brasil. Verificamos um hábito alimentar onívoro/invertívoro e oportunista, com predominância de insetos e microcrustáceos, seguido de algas filamentosas. A sazonalidade não alterou os recursos alimentares utilizados pela espécie. No entanto, foram detectadas diferenças nas categorias dominantes ao comparar os dois rios amostrados, bem como no consumo do alimento ao longo do desenvolvimento da espécie. Esses dados ampliam o conhecimento acerca da biologia de H. marginatus e permitem entender a influência das características dos rios e de seus entornos na ecologia trófica da espécie, visto que, embora o item insetos tenha sido expressivo em ambos os locais estudados, microcrustáceos exibiram maior importância relativa no ambiente mais lêntico, o que possivelmente está relacionado à variação na disponibilidade destes recursos no ambiente.


Assuntos
Animais , Cadeia Alimentar , Characidae/crescimento & desenvolvimento , Ração Animal/provisão & distribuição , Água Costeira/efeitos adversos , Água Doce/análise
3.
Artigo em Inglês | LILACS-Express | VETINDEX | ID: biblio-1483256

Resumo

ABSTRACT Studies on the composition of fish diet and on how species exploit food resources are especially relevant in tropical freshwater systems, where dietary plasticity is a commonly used strategy. In this study, we analysed the food spectrum and the environmental, seasonal and ontogenetic variations in the diet of a characid species [Hemigrammus marginatus Ellis, 1911 (Characidae)] in the region of the Upper Contas River, in the Diamantina Plateau, Brazil. We verified an omnivorous/invertivorous and opportunistic food habit, with predominance of insects and microcrustaceans, followed by filamentous algae. Seasonality did not alter the food resources used by the species. However, differences were detected in the dominant categories when comparing the two sampled rivers, as well as in the food consumption throughout the development of the species. These data increase the knowledge about the biology of H. marginatus and allow understanding the influence of the characteristics of the rivers and their surroundings in the trophic ecology of the species, as our findings have shown that, although insects have been expressive in both studied localities, microcrustaceans exhibit a greater relative importance in the more lentic environment, which is probably related to the variation in the availability of these resources in the environment.


RESUMO Estudos sobre a composição da dieta de peixes e de como as espécies exploram os recursos alimentares são especialmente relevantes em sistemas de água doce tropicais, onde a plasticidade alimentar é uma estratégia comumente utilizada. Neste trabalho, analisamos o espectro alimentar e as variações ambientais, sazonais e ontogenéticas na dieta de uma espécie de caracídeo [Hemigrammus marginatus Ellis, 1911 (Characidae)] na região do Alto Rio de Contas, na Chapada Diamantina, Brasil. Verificamos um hábito alimentar onívoro/invertívoro e oportunista, com predominância de insetos e microcrustáceos, seguido de algas filamentosas. A sazonalidade não alterou os recursos alimentares utilizados pela espécie. No entanto, foram detectadas diferenças nas categorias dominantes ao comparar os dois rios amostrados, bem como no consumo do alimento ao longo do desenvolvimento da espécie. Esses dados ampliam o conhecimento acerca da biologia de H. marginatus e permitem entender a influência das características dos rios e de seus entornos na ecologia trófica da espécie, visto que, embora o item insetos tenha sido expressivo em ambos os locais estudados, microcrustáceos exibiram maior importância relativa no ambiente mais lêntico, o que possivelmente está relacionado à variação na disponibilidade destes recursos no ambiente.

SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA