Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 4 de 4
Filtrar
Mais filtros

Tipo de documento
Intervalo de ano de publicação
1.
Acta amaz ; 51(3): 255-259, set 2021. map, ilus
Artigo em Inglês | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1455403

Resumo

The southern lapwing, Vanellus chilensis, is a bird frequently seen in most of Brazil. Although it is widely distributed in other Brazilian biomes, including some parts of the Brazilian Amazon, it has only been recorded in the western Amazonian state of Acre since 2000. We report the presence of intestinal parasites in individuals of V. chilensis from the Cazumbá-Iracema Extractive Reserve in Acre through a coproparasitological analysis. Seven of the nine sampled individuals were parasitized. We observed larvae of Strongyloides sp. (28.5% of the samples), and eggs of Ascaridia sp. (28.5%), Ancylostoma sp. (14.2%), and Choanotaenia sp. (42.8%). These parasites are reported for the first time parasitizing V. chilensis in Brazil. The parasitized birds may act as reservoirs and were recorded in a peridomicile area, which may facilitate their contact with domestic birds.


O quero-quero, Vanellus chilensis é uma ave vista com frequência no Brasil. Apesar de ser uma espécie amplamente distribuída em todos os biomas brasileiros, incluindo algumas partes da Amazônia bresileira, somente a partir de 2000 começou a ser observado no Estado do Acre. Neste trabalho relatamos a presença de parasitas intestinais em indivíduos de V. chilensis capturados na Reserva Extrativista Cazumbá-Iracema, no Acre, por meio de análise coproparasitológica. Dos nove indivíduos com amostras coletadas, sete estavam parasitados. Foram encontradas larvas de Strongyloides sp. (28,5%), ovos de Ascaridia sp. (28,5%), ovos de Ancylostoma sp. (14,2%) e ovos de Choanotaenia sp. (42,8%). Estes parasitos são registrados pela primeira vez parasitando V. chilensis no Brasil. As aves parasitadas podem atuar como reservatórios e foram registradas em área de peridomicílio, o que pode facilitar o contato com aves domésticas.


Assuntos
Animais , Cestoides , Charadriiformes/classificação , Charadriiformes/parasitologia , Nematoides
2.
Acta amaz. ; 51(3): 255-259, 2021. mapas, ilus
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-764745

Resumo

The southern lapwing, Vanellus chilensis, is a bird frequently seen in most of Brazil. Although it is widely distributed in other Brazilian biomes, including some parts of the Brazilian Amazon, it has only been recorded in the western Amazonian state of Acre since 2000. We report the presence of intestinal parasites in individuals of V. chilensis from the Cazumbá-Iracema Extractive Reserve in Acre through a coproparasitological analysis. Seven of the nine sampled individuals were parasitized. We observed larvae of Strongyloides sp. (28.5% of the samples), and eggs of Ascaridia sp. (28.5%), Ancylostoma sp. (14.2%), and Choanotaenia sp. (42.8%). These parasites are reported for the first time parasitizing V. chilensis in Brazil. The parasitized birds may act as reservoirs and were recorded in a peridomicile area, which may facilitate their contact with domestic birds.(AU)


O quero-quero, Vanellus chilensis é uma ave vista com frequência no Brasil. Apesar de ser uma espécie amplamente distribuída em todos os biomas brasileiros, incluindo algumas partes da Amazônia bresileira, somente a partir de 2000 começou a ser observado no Estado do Acre. Neste trabalho relatamos a presença de parasitas intestinais em indivíduos de V. chilensis capturados na Reserva Extrativista Cazumbá-Iracema, no Acre, por meio de análise coproparasitológica. Dos nove indivíduos com amostras coletadas, sete estavam parasitados. Foram encontradas larvas de Strongyloides sp. (28,5%), ovos de Ascaridia sp. (28,5%), ovos de Ancylostoma sp. (14,2%) e ovos de Choanotaenia sp. (42,8%). Estes parasitos são registrados pela primeira vez parasitando V. chilensis no Brasil. As aves parasitadas podem atuar como reservatórios e foram registradas em área de peridomicílio, o que pode facilitar o contato com aves domésticas.(AU)


Assuntos
Animais , Charadriiformes/classificação , Charadriiformes/parasitologia , Nematoides , Cestoides
3.
R. bras. Parasitol. Vet. ; 29(1): e016719, 2020. tab, ilus
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-24412

Resumo

In Brazil, species of the genus Ramphocelus with the presence of various endoparasites have already been reported. Coccidia have been the parasites most frequently found. All species of this genus have similar habitats and ecological niches, which makes parasite transmission easy. The aim of this study was to diagnose the presence of endoparasites in fecal samples from specimens of Ramphocelus carbo that were caught in the Cazumbá-Iracema Extractive Reserve (Cazumbá Resex), in the State of Acre. The specimens (n = 30) were caught in mist nets arranged in different ecosystems of the Reserve. After identification, the bird specimens were placed in cloth bags for a maximum of 30 minutes to collect feces. Among the 22 samples collected, 63.63% (n = 14) were positive for endoparasites. The coccidia were the parasites most frequently. Helminths belonging to Ascaridiidae (Nematoda), Strongylida (Nematoda) and Davaneidae (Cestoda) were recorded for the first time in R. carbo in the State of Acre. Parasites belonging to Strongylida and Davaneidae were recorded for the first time in a species of Ramphocelus. These findings add information on the parasitic fauna of wild birds, since in the Amazon region there are few studies on this subject.(AU)


No Brasil, espécies do gênero Ramphocelus ja foram relatadas com a presença de vários endoparasitos, sendo os coccídios os parasitos mais frequentes. Todas as espécies do gênero possuem habitats e nichos ecológicos semelhantes, facilitando a transmissão desses parasitos. O presente estudo teve como objetivo diagnosticar a presença de endoparasitos em amostras fecais de Ramphocelus carbo capturadas na Reserva Extrativista Cazumbá-Iracema (Resex do Cazumbá), localizada no estado do Acre. Os espécimes (n=30) foram capturados em redes de neblina dispostas em diferentes ecossistemas da Reserva. Após a identificação das aves, os espécimes foram colocadas em sacos de pano por no máximo 30 minutos para coleta das fezes. Das 22 amostras coletadas, 63,63% (n = 14) foram positivas para endoparasitas. Os coccídíos foram os parasitos mais frequentes. Os helmintos Ascaridiidae (Nematoda), Strongylida(Nematoda) e Davaneidae (Cestoda) foram registrados pela primeira vez em R. carbo, no estado do Acre. Strongylida e Davaneidae são registrados pela primeira vez em uma espécie pertencente a Ramphocelus. Esses achados acrescentam informações sobre a fauna parasitária de aves silvestres, pois na Amazônia existem poucos estudos nessa área.(AU)


Assuntos
Animais , Passeriformes/parasitologia , Infecções por Strongylida/classificação , Infecções por Strongylida/diagnóstico , Gastroenteropatias/parasitologia
4.
Ci. Rural ; 49(4): e20180811, Apr. 8, 2019. ilus, tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-19311

Resumo

Wild animals are hosts and reservoirs to many infectious agents, often unknown to the Scientific Community, which leads to serious health implications for natural and domestic environments. We conducted this research with the objective of diagnosing the occurrence of parasites of medical and veterinary interest in “coleirinhos” captured in the eastern region of the state of Acre, Brazil. We captured the specimens in August and September of 2017 using ornithological nets at the margins of Caeté river. We visually inspected the birds to evaluate the ectoparasites. Subsequently, we collected blood through a brachial vein puncture and rested the individuals in a cloth bag for 30 minutes to collect feces, after which we released them. Results of the visual inspection to detect and identify the ectoparasites were negative. Blood samples revealed the protozoan Haemoproteus sp., and the feces revealed cysts of Entamoeba histolytica and E. coli, oocysts of coccidia and eggs of Davaineidae. Coccidia was the most prevalent (69.2%) and abundant (34.15%) parasite reported. Parasites diagnosed in this study can promote the emergence of secondary infections in S. caerulescens individuals or other animals that are contaminated with these etiological agents, since, when migrating through different biomes of South America, other animal species can come into contact with these agents.(AU)


Os animais silvestres são hospedeiros e reservatórios de vários agentes infecciosos, muitas vezes desconhecidos para a comunidade científica, o que leva a sérias implicações na saúde dos ambientes naturais e domésticos. Esta pesquisa teve como objetivo diagnosticar a ocorrência de parasitos de interesse médico e veterinário em “coleirinhos” capturados no leste do Estado do Acre, Brasil. Os espécimes foram capturados nos meses de agosto e setembro de 2017 em redes ornitológicas as margens do Rio Caeté. Para a pesquisa de ectoparasitos, as aves foram inspecionadas visualmente. Após a inspeção, o sangue foi coletado por meio de punção da veia braquial e para coletas das fezes os indivíduos foram postos em descanso em saco de pano por 30min e depois foram soltos na natureza. As fezes, quando presentes, foram coletadas e acondicionadas em recipientes de plástico estéreis. A inspeção visual dos espécimes para detectar e identificar ectoparasitos resultou negativo. Nas amostras sanguíneas foi identificado o protozoário Haemoproteus sp.. Nas fezes foram encontrados os seguintes endoparasitos: cisto de Entamoeba histolytica e E. coli, oocisto de coccídeos e ovos de Davaineidae. Coccideos foram os endoparasitos mais prevalentes (69,2%) e os mais abundantes (34,15%). Os parasitos diagnosticados neste estudo podem propiciar o aparecimento de infecções secundárias nos indivíduos de S. caerulescens ou em outros animais que venham se contaminar com esses agentes etiológicos, pois com a migração dos mesmos, por diferentes biomas da América do Sul outras espécies de animais podem se infectar com esses agentes.(AU)


Assuntos
Animais , Apicomplexa/virologia , Aves/microbiologia , Infecções Protozoárias em Animais/epidemiologia , Brasil , Animais Selvagens/microbiologia
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA